Skip to content

Finalmente, alguém fala nisto!!!

23 Fevereiro, 2012
by

Campos e Cunha: “Portugal devia ter política de excedentes orçamentais desde 2000″

Urge que este tema – excedentes orçamentais – seja amplamente discutido e se visem políticas visando a sua prossecução. Em Portugal e na Europa. Para já, só a Srª Merkel o tem abordado muito em surdina, sabendo que a solução das dívidas excessivas passa necessariamente por aqui. Aliás, seguissem os Estados políticas orçamentais responsáveis e as dívidas públicas tenderiam a anular-se.

About these ads
94 Comentários leave one →
  1. 23 Fevereiro, 2012 09:47

    é que que este cavalheiro apenas agora se lembre de levantar o assunto… teria sido útil se deste 2009 o menciona-se

  2. 23 Fevereiro, 2012 09:49

    É óbvio que o problema nem é a dívida, mas o défice…
    Elimine-se o défice que a dívida fica logo gerível…

  3. neototo permalink
    23 Fevereiro, 2012 09:50

    Assim que finalmente alguém fala nisto!!!!!! Ou seia de cómo o primeiro-ministro português nao quer assinar aquel tao belo , breve e surprendente texto assinado por parte dos PIGS, da UK, da Polonia, et alius?
    ….
    Será que o eixo Lisboa-London comença a fazer aguas e aparece um novo eixo Lisboa-Berlim?
    Será que nao quer aparecer e mais bem que ante todo estar nas sombras tratar de desmarcarse do resto dos porquitos?. Porqué?
    Tanta fé cega nas palavras de algum dos mandamaises boches das finanças tem ese poder de submissao e de obediencia cega e de espera na morte lenta?.
    Ou será que agora ja se considera o “menino-mimado” da Nossa-Senhora-do-Gelo nascida no protestantismo oscuro da RDA?
    Perguntas que esperam ser respondidas. A partir do Capitulo 28 e seguintes …da tragedia que se está a fraguar!!!!
    Os observadores mais perspicaçes podem entender que esta Tragedia tampouco tem como as tradicionais III Actos. Devemos ja ir pelo VII ou VIII Acto e a Tragedia ainda nao teminou. Permanheçam em vigilia e atentos para as próximas novidades…

  4. trill permalink
    23 Fevereiro, 2012 09:54

    Lá estão os oportunistas dos ingleses a tentar envenenar a Eurozona (com o apoio dos corruptos, dos idiotas e dos ingénuos)! Já agora com quanto é que a Inglaterra pensa contribuir para o “pack” grego? http://psicanalises.blogspot.com/

  5. Luca permalink
    23 Fevereiro, 2012 10:05

    O objectivo deverá ser antes o equilíbrio orçamental (tendencial). Excedente nos anos bons mas poder gastar um pouco mais nos anos maus. Penso eu de que … A propósito (e como já questionado por muita gente): por onde terá andado, o Campos e Cunha, nestes últimos anos ?

  6. neototo permalink
    23 Fevereiro, 2012 10:40

    Campos e Cunha: “Vai haver crise nos BRICS, só não sei é quando”
    22 Fevereiro 2012

    Estes sao dos economistas que todos entendemos…Que vai haver crise nos BRICS pois vai. Para conhecer datas consultar aos videntes ou os inversores de Wall Street…

  7. anti-comuna permalink
    23 Fevereiro, 2012 13:42

    Calma, pessoal. Aos poucos, esta gente toda vai começar a defender excedentes orçamentais. E o governo também. Mas o governo, primeiro, tem que mostrar que baixou o défice para valores muito baixos, só depois poderá, com credibilidade, anunciar que pretende excedentes orçamentais.
    .
    .
    Isto com tempo vai lá. O caminho é estreito mas é possível de o fazer, com algum sucesso. Contra tudo e contra todos. ehehheehh

  8. anti-comuna permalink
    23 Fevereiro, 2012 13:44

    Como participar no milagre económico português. Crescer muito e sobretudo exportar.
    .
    .
    “OutSystems cresce 173% em 2011
    .
    A empresa portuguesa cresceu 173% em 2011, o que representa uma subida recorde. A OutSystems expandiu-se para novos mercados, como o Brasil e a Austrália, onde se registou uma grande adesão à sua tecnologia.”
    .
    in http://www.jornaldenegocios.pt/home.php?template=SHOWNEWS_V2&id=540037
    .
    .
    Tantas coisas boas a acontecerem no tecido produtivo, e tudo demasiadamente pessimista. No entanto, os alicerces estão a ser lançados e o sucesso de Portugal será inevitável. Até o nosso Gasparov já dá entrevistas com algum optimismo. eheheheheh

  9. anti-comuna permalink
    23 Fevereiro, 2012 13:50

    Outra empresa tuga a participar no milagre económico português.
    .
    .
    “Consultadoria
    .
    Bi4All avança este ano para Índia, Bélgica e Brasil
    .
    .
    A empresa de consultadoria em gestão tem já parcerias em Portugal, Bélgica e França. Cerca de 40% da facturação é feita nos mercados externos.”
    .
    in http://economico.sapo.pt/noticias/bi4all-avanca-este-ano-para-india-belgica-e-brasil_138763.html
    .
    .
    Cada vez mais, as empresas olham para os mercados externos como a solução, não apenas para crescer como e sobretudo, sobreviverem. Mas Roma e Pavia não se fizeram num dia.

  10. anti-comuna permalink
    23 Fevereiro, 2012 13:58

    Mais oportunidades para os portugueses. Isto só não são más notícias, há muitas e boas noticias.
    .
    .
    “80 países às compras em Portugal
    .
    Durante três dias, representantes de 80 países vêm a Lisboa comprar produtos alimentares e do sector das bebidas exclusivamente portugueses
    .
    Mais de mil representantes de 80 países vão estar em Portugal às compras durante três dias. Grandes cadeias e marcas grossistas internacionais como a Harrods, Walmart, Pão de Açúcar e Le Roy (Brasil), Halows (Japão), Royal Food (EUA), Inco Danmark (Dinamarca), Cora Luxembourg (Luxemburgo) e Match Supermarché (Bélgica) vão estar em Lisboa de 27 a 29 de fevereiro.
    .
    Durante esses dias vão estar em contacto com 400 empresas portuguesas no SISAB – Salão Internacional dos Setor Alimentar e Bebidas. Estas empresas movimentam €7000 milhões por ano e exportam perto de 27% desse valor
    .
    in http://aeiou.expresso.pt/80-paises-as-compras-em-portugal=f706319#ixzz1nDHQqVqi
    .
    .
    Olhe-se bem para os números. 400 empresas tugas vão tentar exportar para o resto do mundo. A coisa começa a ganhar um movimento imparável. O tecido produtivo está a corresponder e isso é deveras o mais importante. O sucesso de Portugal depende sobretudo do tecido produtivo. E é com ele que devemos celebrar estas boas notícias.

  11. anti-comuna permalink
    23 Fevereiro, 2012 14:14

    Mais boas noticias. O Frasquilho chama á atenção para as previsões da CE, que prevê o fundo desta recessão agora no primeiro trimestre. Provavelmente até foi no último trimestre de 2011. E provavelmente, a economia portuguesa começa a recuperação, cerca de 6 meses antes daquilo que eu pensava. Excelente!
    .
    .
    A coisa vai…
    .
    .
    “Frasquilho assinalou que os dados da Comissão Europeia mostram que no primeiro trimestre de 2012 “haverá um decréscimo face ao trimestre anterior de 1,4%, que será o mais desfavorável para Portugal”, mas que “o segundo trimestre já terá um decréscimo de 0,6%”, no terceiro trimestre “teremos um decréscimo de 0,3% e no quarto trimestre teremos 0% de crescimento”.
    .
    “O que é que isto significa? Que se se concretizar este cenário é possível que no início de 2013 estejamos em condições de regressar ao crescimento positivo”, referiu.”
    .
    in http://economico.sapo.pt/noticias/psd-insiste-que-e-possivel-voltar-ao-crescimento-em-2013_138824.html
    .
    .
    E se correr bem, em 2013, Portugal poderá crescer, pelo menos… 2%!!!
    .
    .
    Se isso vier a acontecer, eis que por todo o mundo, exclamarão: – Milagre! Milagre! Em Portugal houve um milagre? Foi Fátima? Foi o povo português? Chamem os gajos do Vaticano, que ali, ou há milagre e intervenção divina, ou bruxedo do Gasparov!”
    .
    .
    http://blogdacoroa.files.wordpress.com/2010/10/gargalhada-3.jpg

  12. aremandus permalink
    23 Fevereiro, 2012 14:23

    o ministro cantineiro faz ressomar de forma brilhante a actual política:
    a política social assenta no rebaixamento do outro à sua condição de pobre e de miserável. O que este governo pratica, e sempre com alarde mediático, é uma espécie de altruísmo imoral, uma atitude especialmente repugnante para quem tenha um mínimo de espírito democrático e solidário.
    primeiro roubar os cidadãos,deixando-os à míngua;
    depois, abrir centenas de cantinas,uma pelo menos em cada concelho e dar sopa dos pobres aos cidadãos.
    eles,para eles passam de quem anda de acelera a audi-topo-de-gama…
    Achamos muito justo!

  13. Portela Menos 1 permalink
    23 Fevereiro, 2012 14:25

  14. Portela Menos 1 permalink
    23 Fevereiro, 2012 14:27

    estou aqui a tentar perceber o porquê de no post acima -helenafmatos- estar accionado o Lápis Azul…

  15. Portela Menos 1 permalink
    23 Fevereiro, 2012 14:32

    A-C,
    Frasquilho e Comissão Europeia são uns bacanos a fazer previsões.
    É como o Relvas a fazer “Long term forecasts”: (…) em 2013 não haverá feriado no Carnaval (…) !

  16. aremandus permalink
    23 Fevereiro, 2012 14:40

    este governo é tão bom que até uma equipa de acção europeia de combate ao desemprego jovem virá hoje para Portugal, onde se regista uma taxa de 44,5 por cento de população jovem sem trabalho, com a missão de arranjar soluções para o problema…
    isto é:
    em bruxelas preocupam-se com o desemprego dos de cá;
    o nosso governo dá urras por estar a retirar mais gente dos postos de trabalho públicos do que o que a troika impôs…
    Achamos todos muito justo!

  17. anti-comuna permalink
    23 Fevereiro, 2012 14:44

    “Frasquilho e Comissão Europeia são uns bacanos a fazer previsões.”
    .
    .
    Bem o Frasquilho apenas pega no que escreve a CE. Eu acho que a economia portuguesa, ou está a bater no fundo ou até já bateu. Eu sempre pensei que seria lá para Julhol até há umas poucas semanas atrás. Parece que até a mim, a economia portuguesa surpreende e eu ando para aqui optimista, pensam quase todos. eheheheh
    .
    .
    Olhe aqui:
    .
    .
    “A economia portuguesa está neste momento a viver o sexto trimestre consecutivo de contracção, mas possivelmente também o mais agudo, com Bruxelas a antecipar uma quebra em cadeia do PIB de 1,4%, superior à de 1,3% registada no último trimestre de 201. A expectativa é que, a partir de agora, as condições recessivas se estabilizem e que muito progressivamente a actividade económica comece a levantar a cabeça.”
    .
    in http://www.jornaldenegocios.pt/home.php?template=SHOWNEWS_V2&id=540067
    .
    .
    Está mais ou menos dentro daquilo que tenho defendido por aqui. Penso que a CE está correcta.

  18. anti-comuna permalink
    23 Fevereiro, 2012 14:48

    Neste momento, o mais grave risco, que eu veja, à economia portuguesa, são os tambores de guerra a tocarem. parece que os americanos sempre vão para a guerra contra o Irão. Deus me livre!
    .
    .
    Se o forem, temo bem que a coisa possa ser complicada para os portugueses. Não sei e não tenho a certeza Mas pode ser complicada. os efeitos positivos devem existir, mas que compensem os prejuízos, duvido.
    .
    .
    Oxalá que os tontinhos americanos não façam uma guerra. Mas a avaliar pelo que começa a ser consensual…

  19. anti-comuna permalink
    23 Fevereiro, 2012 14:54

    E repare-se nesta coisa que é interessante. Sempre que tocam os tambores de guerra nos países produtores e fornecedores de pitroil dos Europeus, o spread (ou a diferença) entre o crude na Europa e nos USA, aumenta. Lá dirão os do costume que isto não é deliberado. Eu acho que é. A guerra americana contra a Europa não tem quartel. Vale tudo e até arrancar olhos.
    .
    .
    Vamos ver. Isto está complicado. Quando a guerra é vista como solução para tudo…

  20. Xiça permalink
    23 Fevereiro, 2012 15:05

    anti-comuna, na Líbia quem andou com os tambores de guerra foram sobretudo franceses, e a diferença entre o brent e crude também não é alheia à enorme expansão que está a haver na América do norte de exploração de petróleo e gás não tradicional. Outra razão pode também estar naquilo que você até passa a vida a falar, a economia europeia apesar de toda esta confusão estar melhor do que a americana.

  21. Xiça permalink
    23 Fevereiro, 2012 15:09

    aremandus, o desemprego jovem é um problema há quase uma década, mas os sindicatos que apenas protegem os empregados do Estado e não os desempregados do país foram dos principais culpados para essa situação. A flexibilização do mercado de trabalho melhorará isso nos próximos anos.

  22. aremandus permalink
    23 Fevereiro, 2012 15:15

    solução:
    Desempregados vão ter gestor de carreira” isto foi inspirado no sucesso de Angelo Correia com Passos Coelho!
    Finalmente a solução!

  23. Xiça permalink
    23 Fevereiro, 2012 15:16

    Falta é o país baixar impostos para empresas, iríamos ver muito jovens a criar emprego.

  24. Fredo permalink
    23 Fevereiro, 2012 15:26

    “Finalmente, alguém fala nisto!!!”
    .
    Realmente deve ser a descoberta do século!
    Devo ganhar mais e gastar menos!
    Porque será que nunca ninguém terá pensado nisto? A partir de agora nunca mais vou ter problemas de dinheiro, e é tão fácil! Basta ganhar mais e gastar menos!

  25. Francisco Colaço permalink
    23 Fevereiro, 2012 15:29

    Xiça,
    .
    Não se esqueça de faltar baixar os impostos em combustíveis e electricidade. Os preços em Portugal destes factores de produção desencorajam a abertura de negócios.
    .
    Uma empresa de camionagem gasta ligeiramente um pouco em salários do que em combustíveis e lubrificantes na sua estrutura de custos. Isto era verdade no início da década passada. Hoje os custos de combustíveis, portagens e IVA mandam as empresas nacionais ao charco. Há empresas que vão para Espanha, de onde mandam os camiões para Portugal.
    .
    Finalmente não deixe de lembrar aqui que os portugueses emigram do emprego certo português para a incerteza flexível norte-americana. Não são os americanos que emigram para Portugal às carradas. O Muro de Berlim não foi feito para impedir os alemães da capitalíssima e decadentíssima RFA de emigrar para a socialíssima e equalitaríssima RDA, mas pela razão contrária.
    .
    As ideologias não se devem sobrepor à verdade e aos factos.

  26. anti-comuna permalink
    23 Fevereiro, 2012 15:29

    “anti-comuna, na Líbia quem andou com os tambores de guerra foram sobretudo franceses, e a diferença entre o brent e crude também não é alheia à enorme expansão que está a haver na América do norte de exploração de petróleo e gás não tradicional.”
    .
    .
    Quanto a quem andou a fazer batatas na Libia, eu até admito que os franceses também lá andam a fazer asneiras. O que eu não aceito é que Vc. me queira vender a ideia que o pitroil nos USA é mais barato por tretas dessa. Qualquer pessoa que perceba minimamente de funcionamento de mercados até se ri dessas suas tretas. Mas cada um inventa aquilo que quer para explicar o “impossível”, não é?

  27. Francisco Colaço permalink
    23 Fevereiro, 2012 15:31

    Fredo,
    .
    Basta ganhar mais e gastar menos!
    .
    E se não se pode ganhar mais, gasta-se menos. Sempre é melhor do que o paizinho da dívida fazia, que vivia emprestado e pôs-se n’alheta, deixando as crianças ficar a pagar a dívida.

  28. Fredo permalink
    23 Fevereiro, 2012 15:33

    Campos e Cunha por ter sido vice-governador do Banco de Portugal durante apenas 6 anos, conseguiu aos 49 anos de idade, obter uma pensão desta instituição no valor de 114 784,00 €uros anuais (cerca de 8.000,00 €uros mensais).

    A sacar assim também eu tinha excedentes orçamentais após os primeiros 6 anos de trabalho.
    E até me dava ao luxo de aconselhar a receita aos outros.

  29. Fredo permalink
    23 Fevereiro, 2012 15:38

    Francisco Colaço,
    .
    E se não se pode ganhar mais, gasta-se menos.
    Isso será fácil para alguns.
    Atendendo a que o salário médio em Portugal é de 800 euros, gasta-se menos em quê?
    Na renda da casa? Na comida? Nos remédios?

  30. 23 Fevereiro, 2012 15:45

    Anti-comuna:

    Era a estas previsões que se estava a referir? http://economia.publico.pt/Noticia/bruxelas-agrava-previsao-da-recessao-em-portugal-1534975
    .
    Se era, tem a certeza de que pode tirar as conclusões que tirou?

  31. aremandus permalink
    23 Fevereiro, 2012 15:49

    pois era isso,ora porra: sou mesmo estúpido.
    Mas dessa maneira não teríamos nunca um camões:
    Era putanheiro e as putas consomem-nos dinheiro;
    Era um bebedo e o alcoól custa dinheiro.
    enfim…

  32. Francisco Colaço permalink
    23 Fevereiro, 2012 15:51

    Anti-Comuna,

    COMO PARTICIPAR DO MILAGRE ECONÓMICO PORTUGUÊS: ligar um cacoduto desde o largo do Rato e a Soeiro Pereira Gomes até à zona da Expo.
    .
    Não imaginam como, por associação de palavras, é fácil passar de comunista a caca. Com a bosta que se faz no Partido Socialista, especialmente quando o seguro de si abre a boca, e no Partido Comunista e no Bloco de Esquerda, geralmente o tempo todo, canalizar a dita bosta desde as sedes partidárias (e algumas delegações estatais), assegurará o futuro energético do país, e daqui a pouco exportaremos para os países árabes.
    .
    Pormenorizo. Em média pode-se obter 10 KWh de energia por dia a partir de seis humanos (resultados de testes meus, há alguns anos, a partir de porcos). Como a filiação no PS anda por volta dos 218 mil afiliados, e juntando com os outros partidos teremos cerca de 300.000 pessoas (ou porcos, em unidades equivalentes). Isto dá cerca de 0,5 GWh/dia, ou 182 GWh/ano, o equivalente ao consumo médio de 50 mil lares. Juntando a CGTP e os Indignados, damos mais uns pozinhos a este valor.
    .
    Convenhamos que a partir dos meus testes de há alguns anos os socialistas e comunistas e bloquistas devem beber muita água, pois a água que metem no corpo estimula o crescimento das bactérias metanogénicas. Felizmente, a capacidade de gerar caca de um socialista como o Carlos Zorrinho é tanta que facilmente centuplicaremos este valor. Além de beberem muita água devem pois 1) falar de dívida, 2) criticar a Alemanha e da sua disciplina orçamental, 3) falar de almofadas e de desenvolvimento através de PPP e 4) defender o Estado Social basicamente tornando-o inviável para se suster.
    .
    Com 5 milhões de lares cobertos por toda esta caca centuplicada, teremos superavit energético.

  33. Francisco Colaço permalink
    23 Fevereiro, 2012 15:56

    Fredo,
    .
    Atendendo a que o salário médio em Portugal é de 800 euros, gasta-se menos em quê?
    .
    Acredite-me que a única maneira de aumentar os salários é liberalizar totalmente os despedimentos. Quando um patrão não tiver medo de contratar, porque sabe que a qualquer momento pode despedir, as contratações suceder-se-ão.
    E quando não houver quem contratar, o preço sobe, PARA BEM DE TODOS (Empregado, Estado que colecta, Sociedade que ganha um consumidor e Empregador que consegue mão de obra não encostada ao tacho).
    .
    Falaram tão mal do Mário Soares por ter introduzido os contratos a prazo e não é que estes conduziram a um aumento do mercado de trabalho?

  34. anti-comuna permalink
    23 Fevereiro, 2012 16:08

    “Se era, tem a certeza de que pode tirar as conclusões que tirou?”
    .
    .
    Na questão, de Portugal estar a bater no fundo ou já bateu sim. No resto, se bem o entendo, não. Eu penso que a economia vai cair menos do que eles prevêm. Mas no movimento do ciclo, está de acordo daquilo que tenho vindo a dizer. Mais uns mesitos e se correr bem, até eles subirão as suas previsões, quanto a Portugal. Vamos ver.

  35. aremandus permalink
    23 Fevereiro, 2012 16:10

    o francisco Colaço tem faltado às aulas do A-C…

  36. aremandus permalink
    23 Fevereiro, 2012 16:11

    nem a Escola de Chicago defende isso…

  37. aremandus permalink
    23 Fevereiro, 2012 16:13

    o santos silva descobriu a pólvora:
    por cada desempregado no iefp cria um gestor de conta. assim,contrata-se cerca de um milhão de gestores de conta e ainda se importa alguns desempregados dos países amigos, maxime espanha e grécia…

  38. Xiça permalink
    23 Fevereiro, 2012 16:16

    anti-comuna, apenas dei a minha opinião que sinceramente me parece mais sólida que a sua “conspirativa”, e você cai logo em cima a chamar-me tretas, e logo a um apreciador do que você escreve :) Já não se faz bagaço como antigamente.
    .
    .
    Olhe, deixo-o com uma das “suas” notícias, a SESAP deste ano que inicia daqui a uns dias não reflecte nenhuma crise, deve ser das maiores de sempre:
    «Na 17ª edição do SISAB Portugal, 400 empresas nacionais mostram os seus produtos e marcas a 1200 compradores estrangeiros, representativos de 80 países e das maiores cadeias internacionais, como por exemplo, Harrods, Walmart, Pão de Açúcar e Le Roy (Brasil), Halows (Japão), Royal Food (EUA), Inco Danmark (Dinamarca), Cora Luxembourg (Luxemburgo) e Match Supermarché (Bélgica).»
    http://www.sisab.org/

  39. aremandus permalink
    23 Fevereiro, 2012 16:18

    santos silva: alvaro santos silva

  40. anti-comuna permalink
    23 Fevereiro, 2012 16:23

    “anti-comuna, apenas dei a minha opinião que sinceramente me parece mais sólida que a sua “conspirativa”, ”
    .
    .
    Meu amigo, porquê que um angolano vai vender pitroil aos USA e não a Portugal ou à China? O que lhe obriga de vender mais barato aos americanos? Que custos impedem que a produção do GOM não venha para a Europa? As refinarias europeias não conseguem crackar o crude vendido aos americanos? Os custos de conversão impedem “abocanha” 15 dólares acima de vender aos americanos?
    .
    .
    Uma pessoa razoável dizia: pois é. Isto não faz sentido.
    .
    .
    Se não faz sentido, eu vou-lhe dizer o que um amigo meu diz. (Ele negoceia mercadorias fisicas como “virtuais”.) Os mercados estão de tal forma manipulados, que os preços reais estão longe de serem os negociados nos mercados financeiros. Ele não me diz porquê. Ele não me diz se é conspiração. Ele apenas me diz que quando vende, seja para Espanha, India ou China, os preços reais estão longe dos negociados em mercados.
    .
    .
    Eu tenho quase a certeza porquê, mas não o posso provar. Não o podendo (ou até querendo, que isso não é comigo) eu apenas digo a minha opinião. Baseada em factos.

  41. fredo permalink
    23 Fevereiro, 2012 16:53

    Francisco Colaço,

    Onde é que a liberalização dos despedimentos responde ao “E se não se pode ganhar mais, gasta-se menos”? e aos 800 euros de salário médio?

    Independentemente de fazer diminuir o desemprego (criando mais emprego de miséria),
    Acha que a liberalização dos despedimentos, o fim do salário mínimo, etc vai pôr “os portugueses” a ganhar mais ou a gastar menos?

  42. Francisco Colaço permalink
    23 Fevereiro, 2012 17:01

    Fredo,
    .
    Nunca me ouvirá ter defendido o fim do salário mínimo. Acho que até (leia o que tenho escrito) se poderia ter um novo contrato opcional, com indemnização limitada a um mês, e com salário mínimo de EUR 650,00. Vai ver que num ano ou dois os velhos contratos cheios de garantias mas com salário exíguo simplesmente desaparecem de cena. E aumenta-se o salário sem vias administrativas.
    .
    Nos início dos anos 70 não havia tantas garantias e estávamos em quase pleno emprego.

  43. anti-comuna permalink
    23 Fevereiro, 2012 17:03

    Caro Xiça, essa explicação não faz sentido. Ponha-se no lugar de um produtor no GOM. Para quê vender nos USA e não enviar para a Europa? os custos não compensam? Não existe capacidade de refinação? Os custos de armazanagem na Europa são muito mais caros que nos USA?
    .
    .
    Tenha em atenção, que o preço de uma mercadoria tem variações geográficas, mais motivadas pelos custos inerentes ao transporte e armazenagem que outros. Se o mercado é eficiente, a arbitragem faz com que os preços corrijam.
    .
    .
    Ainda ninguém encontrou uma explicação que justifique o spread e tamanhos custos. Existem as investigações a manipulações de preços, num passado muito recente. Não existem investigações agora, porquê? Porque é do interesse dos americanos e das suas autoridades. Os mercados não estão a funcionar como deviam, por alguma razão o será. Resta especular, não é?

  44. jorge permalink
    23 Fevereiro, 2012 17:27

    excedentes orcamentais num país de cultura socialista ?…nem daqui a 100 anos.

  45. António Joaquim permalink
    23 Fevereiro, 2012 17:43

    O que é isso de excedente orçamental? O que ele (o Cunha, aaaaargh) está a sugerir é que disfarçassemos a batota? É que isto soa-me a um completo disparate próprio de quem o emite.

  46. Xiça permalink
    23 Fevereiro, 2012 17:55

    AC: Ponha-se no lugar de um produtor no GOM. Para quê vender nos USA e não enviar para a Europa? os custos não compensam? Não existe capacidade de refinação? Os custos de armazanagem na Europa são muito mais caros que nos USA?
    .
    Do GOM não sei, mas o Canadá está a perder fortunas colossais por não exportar para a Europa:
    http://www.jeffrubinssmallerworld.com/2011/11/10/wti-brent-spread-costing-canadian-producers-over-1-billion-a-month/
    Presumo que seja mesmo devido a falta de capacidade logística por parte do Canadá.
    Mas entretanto na Europa a UE parece que não quer cá o petróleo canadiano mais barato hehehe.
    «Canadá ameaça UE por causa do seu petróleo»
    http://www.dn.pt/inicio/economia/interior.aspx?content_id=2316965
    .
    Portanto caro amigo, desde o papel de alguns países europeus nas tensões do norte de África e Médio Oriente, a outras políticas como agora essa oposição ao petroleo não convencional, não sei bem quem anda a conspirar com exactamente o quê exactamente hehehe. Diria que o Brent está com um diferencial tão grande por acção de alguns países europeus.

  47. Xiça permalink
    23 Fevereiro, 2012 17:59

    A acreditar em conspirações, desconfio mais dos lobbies europeus das energias renováveis (alemães) e nucleares (franceses).

  48. 23 Fevereiro, 2012 17:59

    Tendo em conta q o guterres deixou uma herança de 4,4% em 2001
    repete-se…
    em 2001
    e só em agosto de 2002 o BP acertou nas contas…de 2001
    repete-se…
    só em agosto de 2002 o BP acertou nas contas de 2001..
    AH.Ganda Guterres…..Ah Ganda sampaio do “mais vida para além do défice”
    Boa herança deixam para os filhos dos outros…..que os deles arranjaram boas cunhas….

  49. 23 Fevereiro, 2012 18:07

    António Joaquim,
    .
    “O que é isso de excedente orçamental? O que ele (o Cunha, aaaaargh) está a sugerir é que disfarçassemos a batota? É que isto soa-me a um completo disparate próprio de quem o emite.”
    .
    Excedente orçamental consiste em o Estado ter mais receitas que despesas, a única forma de reduzir o stock de dívida que nos está a asfixiar. É um completo disparate porquê??? Você aceita a fatalidade da eternização dos défices???

  50. 23 Fevereiro, 2012 18:12

    Este cavalheiro foi corrido pelo Sócrates, aliás, uma das medidas mais inteligentes que Sócrates teve e, daí em diante ficou ressabiado e só diz disparates.
    É compreensível que um cidadão, com tempo de vida limitado, poupe todos os anos mais algum para não morrer na miséria e poder-se tratar quando for velho.
    Mas um país é, em princípio, eterno. Tem sempre superavits só significaria que estaria a travar o seu crescimento para nada pois nunca iria utilizar os tais superavits.

  51. António Joaquim permalink
    23 Fevereiro, 2012 18:21

    LR
    Exactamente. Mas não andamos todos a dizer isso mesmo? E só agora é que o gajo descobriu a pólvora? Rrrghhhhh. Mas o que ele me dá a entender é que deveriamos ter feito batota ao orçamentarmos para mais precisamente para obtermos um excedente orçamental e assim sendo nesta altura o nosso orçamento deveria ser astronomico, não haja?

  52. Xiça permalink
    23 Fevereiro, 2012 18:25

    Ó Raio,
    O Campos e Cunha foi corrido ao fim de 4 meses porque era contrário à farra de “investimento” público dos seus colegas socialistas, farra que veio a falir o país. Portanto o úrico político decente que Sócrates alguma vez teve. Se não o chutassem o País provavelmente hoje não estaria tão pobre, nem a Mota Engil tão rica.
    .
    .
    21 Julho 2005
    «Conforme o DN noticiou, o titular das Finanças foi uma espécie de travão no processo de elaboração desse projecto, exigindo uma redução dos valores financeiros envolvidos e, mais recentemente, colocando reticências à bondade de alguns investimentos. De acordo com outras fontes contactadas pelo DN, as divergências no seio do Executivo tinham também a ver com a forma como estes grandes investimentos (entre eles, o aeroporto da Ota e o TGV) deveriam ser geridos.
    Na terça-feira, Campos e Cunha disse no Parlamento que os grandes investimentos, como a OTA e o TGV, ainda teriam de ser avaliados. Mas ontem de manhã, no mesmo local, Mário Lino (Obras Públicas) afirmou que a decisão política já estava tomada»

  53. 23 Fevereiro, 2012 18:32

    campos e cunha é das vozes mais sensatas e avisadas que andam por aí.
    entretanto, de 3 em 3 meses a europa aproxima-se da realidade……
    http://sol.sapo.pt/inicio/Economia/Interior.aspx?content_id=42273

  54. Francisco Colaço permalink
    23 Fevereiro, 2012 19:28

    Tem sempre superavits só significaria que estaria a travar o seu crescimento para nada pois nunca iria utilizar os tais superavits.
    .
    O dinheiro seria guardado num banco onde fica num cofre. Nunca sai desse cofre para ver a luz do dia, nem em crédito, que aliás parece ser tanto nestes dias…
    .
    A Senhora Merkel deveria ter, ao que diz, travado o crescimento na Alemanha, país que, como bem sabe, anda pelas ruas da amargura e com desemprego nos três dígitos.

  55. TLD permalink
    23 Fevereiro, 2012 19:33

    Anti-comuna, eu sei que dói não ter razão.
    Ao longo de 2012 e 2013 você ainda vai sofrer muito.

    Fie-se na virgem e não corra. Está bem lixado. Você e o Passos.

  56. TLD permalink
    23 Fevereiro, 2012 19:34

    Com esta política nem em 2023 a nossa economia está a dar a volta. Este país vai de mal a pior. E o problema é que as previsões da CE são muito optimistas. Com o Gaspar no governo provalvemente ainda estaremos em recessão em 2014. Em 2013 a recessão é certa.

  57. Francisco Colaço permalink
    23 Fevereiro, 2012 19:35

    Mas um país é, em princípio, eterno.
    .
    Os socialistas insistem em provar o contrário, gastando como se não houvesse amanhã.

  58. Francisco Colaço permalink
    23 Fevereiro, 2012 19:37

    Anti-Comuna,
    .
    Compre o seu petróleo nos Estados Unidos para produzir a vaselina que por aqui vão precisar.
    .
    Se conseguir usar borra de azeitona, tanto melhor, e é capaz de ser mais saudável.

  59. anti-comuna permalink
    23 Fevereiro, 2012 20:07

    Caro Xiça, não vá por aí. Acha mesmo que os mercados fisicos estão a ser estrangulados por essas contingências? E logo um mercado como o do crude? Não vá por aí. Arranje-me dois ois tr~es tanques-navio com desconto de 15 dólares na costa portuguesa e eu meti-os bem no mercado Europeu. ;)

  60. anti-comuna permalink
    23 Fevereiro, 2012 20:07

    Boa ideia!
    .
    “Se conseguir usar borra de azeitona, tanto melhor, e é capaz de ser mais saudável.”
    .
    .
    Vaselina ecológica! ehhehheehh

  61. Fredo permalink
    23 Fevereiro, 2012 20:45

    “Você aceita a fatalidade da eternização dos défices???
    LR

    Conhece algum país sem défice?
    Ou mesmo que tenha estado um só ano sem défice?
    -Só se for um país da treta, ao qual ninguém empreste dinheiro…

  62. anti-comuna permalink
    23 Fevereiro, 2012 20:50

    “Conhece algum país sem défice?”
    .
    .
    A Suécia, por exemplo. O farol da social-democracia lusitana, teve muitos anos excedentes orçamentais, após a sua crise, semelhante à nossa. A Dinamarca, a Finlandia…

  63. 23 Fevereiro, 2012 20:53

    e para suportarem melhor a crise de 2008, tiveram que aumentar os seus defices

  64. anti-comuna permalink
    23 Fevereiro, 2012 20:54

    Outro que vai colocar o poster do Gasparov no seu quarto. eheehhhe
    .
    .
    “Cadilhe: Dificilmente poderíamos ter encontrado melhor comandante para as Finanças Públicas”
    .
    in http://www.jornaldenegocios.pt/home.php?template=SHOWNEWS_V2&id=540131
    .
    .
    A confiança advém da credibilidade que por sua vez, se mostra, tanto a fazer como a mostrar resultados. A fazer, está ele a fazer. Os primeiros resultados ainda são incipientes, mas eles virão.
    .
    .
    É isso que os mercados acabarão por reconhecer. A confiança em quem apresentou resultados que lhe dá credibilidade.
    .
    .
    Dá-lhe, Gasparov!
    .
    .
    http://www.dn.pt/storage/DN/2012/big/ng1816546.jpg?type=big&pos=0
    .
    – Um bocadinho ainda mais, por favor. Cortem ainda mais um bocadinho, por favor.

  65. aremandus permalink
    23 Fevereiro, 2012 20:59

    Anti, se ainda estiver lúcido diga os anos em que a Suécia não teve déficit

  66. anti-comuna permalink
    23 Fevereiro, 2012 21:00

    Caro Xiça, nem de propósito. Lembra-se disto?
    .
    .
    “WikiLeaks: Saudis often warned U.S. about oil speculators”

    in http://www.mcclatchydc.com/2011/05/25/114759/wikileaks-saudis-often-warned.html#storylink=cpy#storylink=cpy
    .
    .
    A Europa está a sofrer os efeitos de fortes manipulações das mercadorias. O euro, por muito que suba contra o dólar, começa a engasgar-se para acompanhar a subida do brent.
    .
    .
    Vamos todos começar a andar de transportes públicos. eheheheh

  67. anti-comuna permalink
    23 Fevereiro, 2012 21:02

    Aremandus, o bagaço é o meu elixir da juventude. Quanto mais o bebo, mais lúcido fico. Olhe aqui e analise com muita calminha, vale?
    .
    .
    http://www.tradingeconomics.com/sweden/government-budget

  68. 23 Fevereiro, 2012 21:05

    “Excedente orçamental consiste em o Estado ter mais receitas que despesas, a única forma de reduzir o stock de dívida que nos está a asfixiar.”
    .
    A solução é simples. O Zé Povinho, ou paga mais impostos ou… paga mais impostos!…

  69. Francisco Colaço permalink
    23 Fevereiro, 2012 21:20

    Anti-Comunas,
    .
    Vamos todos começar a andar de transportes públicos.
    .
    Podemos montar os asininos comentadores das televisões e rádios do burgo, e as azêmolas dos socialistas, como o Zorrinho (vejam o significado de zorrinho). Transporte, com tal ror de burricoques, é coisa que a este país não falta.
    .
    Com o Presidente Pato, um Zorrinho e uma grande quantidade de bestas que tais, este país está definitivamente destinado a ser governado pela bicharada.

  70. anti-comuna permalink
    23 Fevereiro, 2012 21:46

    Caro Colaço, o Presidente não é pato. É mesmo um perú dos bem recheados. eheheheh

  71. fredo permalink
    23 Fevereiro, 2012 21:48

    A Suécia, por exemplo. O farol da social-democracia lusitana, teve muitos anos excedentes orçamentais, após a sua crise, semelhante à nossa. A Dinamarca, a Finlandia…
    .
    Apresentar um superavit no fim de um exercício contabilístico é uma coisa.
    Ter mais dinheiro que dívidas durante um ano inteiro é que eu acho pouco provável. E pouco saudável. Tanto para os países como para as empresas, um certo nível de endividamento será recomendável. Investir, recorrendo ao crédito, será sempre melhor que estagnar para não fazer dívidas.

  72. anti-comuna permalink
    23 Fevereiro, 2012 21:51

    Lembram-se dos elogios dos anglo-saxónicos aos irlandeses para atacar os portugueses. Mas, lentamente, os gajos vão mostrando o jogo…
    .
    .
    “Ireland’s pharma industry, which generates half of the Emerald Isle’s total exports, faces challenges to future growth, John Perry, Ireland’s minister of state for small business, told a meeting of the Irish Pharmaceutical Healthcare Association. Hurdles include a gap between worker skills and jobs, high costs, and global overcapacity, members of an industry group were told earlier today.”
    .
    .
    “That’s a pretty big if. Just last July, Moody’s cut Ireland’s debt rating one notch, to junk status—from Baa3 to Ba1—based on what it called a “growing possibility” that the nation would need a second bailout once its current support plan from the EU and International Monetary Fund run out late next year. Under terms of that bailout, Ireland must reduce its deficit from an estimated 10.1% of GDP in 2011 to 8.6% of GDP.
    .
    According to Minister Perry, pharma contributed €3 billion ($3.987 billion) to Ireland’s total tax receipts. The industry accounts for about 10% of Ireland’s total tax receipts, which finished 2011 by falling €873 million ($1.16 billion) short of the budgeted €34.9 billion ($46.4 billion).”
    .
    “However, the twin realities of shrinking job growth and export demand that continues to lag behind forecasts appears to explain the small business minister’s apparent worry about challenges to the comparatively strong pharma sector.
    .
    Those challenges, he said, include the patent cliff faced by most biopharma giants, the limited number of new pipeline drugs ready to make up for the loss of blockbusters, global drug manufacturing overcapacity, a gap between worker skills and industry needs, and rising costs for labor, energy, and R&D. Those costs come as Ireland and other European governments have contained costs by limiting industry plans to raise drug prices.”
    .
    in http://www.genengnews.com/gen-news-highlights/ireland-s-leadership-in-pharma-exports-clouded-by-industry-challenges/81246402/
    .
    .
    Infelizmente para os irlandeses, eles nunca quiseram ou foram capazes de se livrar da dependência externa. O IDE não deve servir apenas para melhorar a economia a curto prazo, mas criar uma rede empresarial à volta, que permita o spill-over de know-how, competências e clusters industriais à volta destas multinacionais. Mas pronto, desejo-lhes muita sorte, pois bem vão precisar.
    .
    .
    Não parece, mas gregos e irlandeses não são muito diferentes, como eles gostariam que fosse. Entre um país de caloteiros, como na Irlanda, e um que não gosta de regras nem de cumprir as suas obrigações fiscais…

  73. anti-comuna permalink
    23 Fevereiro, 2012 21:53

    Fredo, desculpe-me que lhe diga. Mas Vc. está a falar de quê? Precisa também de ir para a escolinha, é?
    .
    .
    Vá, antes de se abrir a boca, pense um bocadinho. Se não souber, não diga nada. Um abraço.

  74. Xiça permalink
    23 Fevereiro, 2012 21:55

    AC, o mercado de petróleo é muito mais vasto e diversificado que apenas cotações baseadas em WTI ou Brent, deixo-lhe aqui uma newsletter antiga, onde fica com uma ideia alargada:
    http://www.platts.com/IM.Platts.Content/ProductsServices/Products/crudeoilmktwire.pdf
    é até uma das razões porque é muitas vezes errado seguir cotações do Brent e andar a comparar os preços da gasolina num país como Portugal por exemplo.

    Em relação ao Golfo do México, se procurar, até vai perceber que petróleos como o Light Louisiana Sweet (USCRLLSS), Heavy Louisiana Sweet (USCRHLSE) também se transacionam a preços mais elevados do que o WTI, e nalguns casos muito próximos do Brent ou até mesmo mais caro, por exemplo hoje pode ver o USCRLLSS aos 127.79usd, e o Brent está a 123.82
    http://www.bloomberg.com/quote/USCRLLSS:IND/chart
    Outros do golfo:
    http://www.bloomberg.com/quote/USCRHLSE:IND 128.49usd
    http://www.bloomberg.com/quote/USCRPOSE:IND 120.14usd

    Neste artigo brasileiro tem uma boa panoramica, onde também abordam o problema de Cushing que gera estrangulamentos fazendo baixar a cotação WTI:
    http://www.associacaodeinvestidores.com/index.php/artigos-e-teses/63-artigos/188-por-detras-das-cotacoes-do-petroleo-wti-de-nova-iorque-e-brent-de-londres

  75. anti-comuna permalink
    23 Fevereiro, 2012 21:59

    “é até uma das razões porque é muitas vezes errado seguir cotações do Brent e andar a comparar os preços da gasolina num país como Portugal por exemplo.”
    .
    .
    Errado porquê? Não percebi porquê.

  76. Xiça permalink
    23 Fevereiro, 2012 22:12

    Porque as importações de petróleo para Portugal nada tem a ver com o Brent, pelo menos directamente. Claro que acaba sempre por haver uma correlação, mas não de forma tão directa e rápida como se pensa.

  77. anti-comuna permalink
    23 Fevereiro, 2012 22:15

    “Porque as importações de petróleo para Portugal nada tem a ver com o Brent, pelo menos directamente. Claro que acaba sempre por haver uma correlação, mas não de forma tão directa e rápida como se pensa.”
    .
    .
    Mas Vc. sabe o blend que a Galp usa? Ou o blend que ela usa para os seus clientes?
    .
    .
    Já escrevia aí em cima, que os custos, seja de transporte, armazenagem e até de reconversão de refinarias não justificam esse spread.
    .
    .
    Dirá. Ah! Mas a Galp não usa o blend do Brent. Se usa ou não, não o sei. Mas está lá perto. O Brent é o benchmark para a refinação europeia. Logo, é o brent que devemos seguir.
    .
    .
    Acho é que Vc. é que está um bocado confuso. ;)

  78. Xiça permalink
    23 Fevereiro, 2012 22:22

    E ainda sobre Cushing, o diferencial entre Brent e WTI tenderá a aumentar no futuro, ou pelo menos sofrer grandes oscilações periodicamente, pois a construção do tal pipeline Keystone XL pretendido pelos canadianos tem sofrido grande oposição dos ambientalistas e da “esquerda” americana em geral, e o Obama está sempre um refém desse pessoal.
    http://en.wikipedia.org/wiki/Keystone_Pipeline
    Os únicos que não entendo nisto tudo são os canadianos, que nem construíram um pipeline para a sua costa leste e oeste para exportar para o resto do mundo. Os europeus (falo da CE) como disse anteriormente, talvez avinhando uma futura viragem do Canadá com os contratempos no avanço do Keystone XL, parece que não querem o petróleo do Canadá, a avaliar pela mensagem recente da Comissão Europeia. Agora, porquê ? Isso já é difícil de saber, mas conspirações por conspirações, parece-me que as mesmas tem génese bem no centro da Europa.

  79. Xiça permalink
    23 Fevereiro, 2012 22:28

    AC: Mas Vc. sabe o blend que a Galp usa? Ou o blend que ela usa para os seus clientes?
    .
    Não sei, confesso. Mas penso que a Galp hoje em dia já terá já uma fatia razoável de petróleo que importa a ter origem em Angola, Venezuela e Brasil, que estão à margem destas discussões e tensões. Ainda há dias se soube que importávamos bastante petróleo do Irão na última década, mas que mesmo antes desta crise, já não o fazíamos. E quando estalou a crise Líbia, também se afirmou mais ou menos o mesmo, que não importávamos quase nada de lá. Mas se tiver esses dados, agradeço, pois não os conheço.

  80. anti-comuna permalink
    23 Fevereiro, 2012 22:28

    Caro Xiça, o brent, o WTI e todos os outros são blends. Ou seja, misturas para atingir determinados parametros para arefinação. Nós podemos não comprar pitroil no Mar do Norte, mas podemos misturar petróleos de várias origens para atingirem os parametros do brent. As refinarias estão, mais ou menos, preparadas para refinar um determinado blend. (Ou Mistura.) Na Europa, as refinarias tendem a refinar o crude com as características do brent.
    .
    .
    O pitroil que é descoberto por esse mundo fora, nunca é igual. Varia sempre. Eu, não sendo expert da coisa, quase que aposto, que cada campo de pitroil tem a sua “identidade própria”. Umas vezes é mais leve, outras vezes mais pesado, etc. Quanto mais leve, mais barato para refinar, e mais valorizado é esse crude.
    .
    .
    Durante anos, a mistura do WTI era mais caro que o Brent, porque era mais caro para refinar. Mas não diferia muito do brent.
    .
    .
    Mas se o WTI é uma mistura, ela é composta por vários crudes. Quem produz no GOM pode espetar com o crude noutra parte do mundo, onde possa ser misturado com outros e formar um blend semelhante à região do mundo que o usa como benchmark na refinação.
    .
    .
    Por norma, o crude que é vendido, é vendido para fazer misturas. Por exemplo, o Brasil não tem nenhuma mistura própria, logo o seu crude, tanto vem para a Europa como para os USA. Está a ver coisa? Logo, só os custos de armazenagem, transporte e eventual reconversão das refinarias justificam determinados spreads. Os 15 dólares não o justificam. Por muitas explicações que se tente encontrar.

  81. 23 Fevereiro, 2012 22:36

    Paleio,paleio,paleio,Paleio,paleio,paleioPaleio,paleio,paleio,Paleio,paleio,Paleio,paleio,paleio,Paleio,paleio,paleioPaleio,paleio,paleio,Paleio,paleio,paleio,Paleio,paleio,paleio,Paleio,paleio,paleioPaleio,paleio,paleio,Paleio,paleio,paleio,Paleio,paleio,paleio,Paleio,paleio,paleioPaleio,paleio,paleio,Paleio,paleio,paleio,Paleio,paleio,paleio,Paleio,paleio,paleioPaleio,paleio,paleio,Paleio,paleio,paleio,Paleio,paleio,paleio,Paleio,paleio,paleioPaleio,paleio,paleio,Paleio,paleio,paleio,Paleio,paleio,paleio,Paleio,paleio,paleioPaleio,paleio,paleio,Paleio,paleio,paleio,Paleio,paleio,paleio,Paleio,paleio,paleioPaleio,paleio,paleio,Paleio,paleio,paleio,Paleio,paleio,paleio,Paleio,paleio,paleioPaleio,paleio,paleio,Paleio,paleio,paleio,Paleio,paleio,paleio,Paleio,paleio,paleioPaleio,paleio,paleio,Paleio,paleio,paleio,Paleio,paleio,paleio,Paleio,paleio,paleioPaleio,paleio,paleio,Paleio,paleio,paleio…tanto paleio, malha-me deus

  82. Xiça permalink
    23 Fevereiro, 2012 22:39

    Sim eu sei, como lhe referi, diferentes tipos de petróleo até chegam a cotar mais caro no Golfo que o Brent na Europa, dei-lhe o exemplo de hoje. Os problemas do WTI parecem ser outros, pois quem compra está disposto a pagar mais caro o petróleo que NÃO passe em Cushing, Midwest americano. Em praticamente todo o lado o petróleo vende-se mais caro. Pelo que é simplesmente o mercado a funcionar, pois quem mete naquela zona tem constrangimentos, e só o consegue lá meter vendendo mais barato. O problema aparentemente já foi identificado há muitos anos, mas numa administração Obama tudo o que seja petróleo é gerido com pinças e a passo de caracol, pois há votos para ganhar.
    Talvez a solução seja esquecer os preços do WTI… que pouco dizem afinal para o resto do mundo, e mesmo nos EUA são um sinal de ineficiência de mercado cheio de estrangulamentos que ninguém quer resolver por prurido político.

  83. Xiça permalink
    23 Fevereiro, 2012 22:42

    Mas se o WTI é uma mistura, ela é composta por vários crudes. Quem produz no GOM pode espetar com o crude noutra parte do mundo, onde possa ser misturado com outros e formar um blend semelhante à região do mundo que o usa como benchmark na refinação.
    .
    Se alguns indices do GOM tem preços ao nível do Brent, se calhar reflectem isso mesmo, que no Golfo exportem para outros lados, ou que pelo menos existe essa possibilidade, e os preços reflectem a mesma.

  84. Xiça permalink
    23 Fevereiro, 2012 22:43

    Aliás, tenho ideia de há uns anos ter lido que a própria Galp chegava a importar petróleo do Golfo, refinava cá a gasolina, e exportava a mesma para os EUA. O que mostra bem a senilidade em que aquele país anteriormente admirável se tornou…

  85. anti-comuna permalink
    23 Fevereiro, 2012 22:54

    Vc. ainda está convencido que é o mercado a funcionar. Não é. Como lhe disse, os custos de transporte, armazenagem e eventual reconversão das refinarias não justifica esse spread.
    .
    .
    Veja o caso da Galp. Ela importa da Nigéria, Colombia, México, Angola, Brasil, etc. Para formar um blend. Que deve estar muito próximo do brent. Até porque a Galp compete sobretudo na Europa e as características do combustível europeu é que contam maioritariamente para a Galp.
    .
    .
    Se calhar a Galp nem importa da Noruega. Ou da Inglaterra.
    .
    .
    A questão é sempre a mesma. Custos. Os custos não justificam esse spread. (Daí que muitos especuladores compram um e vendem outro, até que o mercado normalize.) E custos na casa dos 15 dólares são de tal forma elevados, que o mercado faz logo a arbitragem. E não apenas os especuladores, mas os próprios negociantes do crude físico, as companhias, etc.
    .
    .
    O spread é político. É de risco político, dizem muitos. Eu digo que é mera manipulação do mercado para lixar os Europeus e os chinocas. Até que alguém investigue, cada qual pode inventar a justificação que quiser. Menos a dos custos.

  86. anti-comuna permalink
    23 Fevereiro, 2012 23:03

    Deixe-me só corrigir isto:
    .
    .
    “Durante anos, a mistura do WTI era mais caro que o Brent, porque era mais caro para refinar. Mas não diferia muito do brent.”
    .
    .
    Porque o correcto é isto:
    .
    .
    Durante anos, a mistura do WTI era mais caro que o Brent, porque era mais BARATO para refinar. Mas não diferia muito do brent.
    .
    .
    Mil desculpas a si e aos demais leitores.

  87. Xiça permalink
    23 Fevereiro, 2012 23:42

    Se calhar a Galp nem importa da Noruega. Ou da Inglaterra.
    Não importa seguramente.
    .
    O spread é político. É de risco político, dizem muitos. Eu digo que é mera manipulação do mercado para lixar os Europeus e os chinocas. Até que alguém investigue, cada qual pode inventar a justificação que quiser. Menos a dos custos.
    Até pode ser politico, mas não no sentido que acho que lhe está a dar. Do que li, há umas quantas refinarias que tiram partido disso, gerou-se um certo monopólio e ganhos com aquela situação, mas se nos próprios EUA compram petróleo mais caro do que o que passa em Cushing, alguma coisa lá não está bem.
    http://en.wikipedia.org/wiki/Cushing,_Oklahoma#Oil_industry
    .
    A questão, parece-me, é que dá-se demasiada importância aos preços do Crude Cushing/WTI no mundo todo, quando esses preços se referem apenas a um consumidor parcial de petróleo nos EUA, ainda por cima sujeitos a vários constrangimentos. É uma obsessão dos analistas das praças, e dos próprios Media. Já para nem falar, que os nossos media há muito que nem deviam indicar preços do petróleo em USD, mas sim em Euros.

  88. Xiça permalink
    23 Fevereiro, 2012 23:49

    Errata: Quando disse “consumidor parcial de petróleo nos EUA” deveria dizer “hub parcial dos EUA”.
    E acrescento, a imprensa ocidental e mundial fora dos EUA vive demasiado dependente das agências noticiosas e medias americanos para fazer copy&past, o WTI pouca importância tem nos preços do petróleo no resto do mundo.

  89. António Joaquim permalink
    24 Fevereiro, 2012 16:57

    O “Cunha é um espectáculo”
    http://www.publico.pt/Pol%C3%ADtica/socrates-propos-a-sampaio-a-exoneracao-do-ministro-das-financas-1228682
    20.07.2005 – 21:30 Por Lusa, PUBLICO.PT
    Mas a sua passagem pelo Governo fica também marcada pela polémica, quando foi revelado que acumulava uma reforma pelos seis anos em que foi vice-governador do Banco de Portugal (114.000 euros/ano) com o salário de ministro (de 6759 euros de euros por mês). Na sequência deste caso, o Governo aprovou uma legislação impedindo os titulares de cargos públicos de acumular os dois vencimentos por inteiro.

    Um liberal com consciência social Nomeado em Março para a chefia da difícil pasta das Finanças, numa altura em que o país atravessa uma difícil situação orçamental, Luís Campos e Cunha é um professor catedrático, que se considera como um liberal com consciência social.
    Campos e Cunha, de 51 anos, pertence ao grupo dos primeiros licenciados em Economia pela Universidade Católica Portuguesa, em 1977, e é professor catedrático da Faculdade de Economia da Universidade Nova de Lisboa, onde lecciona desde 1985.
    Doutorado em Economia pela Columbia University de Nova Iorque, em 1985, com uma tese sobre economia internacional, Campos e Cunha desempenhou funções docentes Fundação Calouste Gulbenkian na Universidade Católica.
    Campos e Cunha foi vice-governador do Banco de Portugal, por convite do então ministro das Finanças António Sousa Franco e quando António de Sousa, um seu ex-colega no curso de Gestão da Universidade Católica.
    No banco central manteve-se no mandato de Vítor Constâncio, até ser substituído, por pressão do Governo, quando José Manuel Durão Barroso era primeiro-ministro, quando era responsável pela execução da política monetária.
    Apoiante da candidatura de Mário Soares à Presidência da República, participou nos Estados Gerais a convite de António Guterres.

    Lusa

  90. 24 Fevereiro, 2012 22:06

    Que esperar…
    Ainda ontem ouvimos um (esperto) de um presidente de Câmara dizer que as dividas das Câmaras eram originadas pela quebra de receitas da tesouraria, nomeadamente licenças de construção.
    São uns canalhas e pulhas e burros (na menos ruim hipótese) que não compreendem nada do que se passa.

  91. silva permalink
    25 Fevereiro, 2012 11:57

    É curioso o estado primeiro ajuda as empresas com os diversos tipos de despedimento, como o caso do despedimento coletivo do Qasino Estoril e agora dá incentivos para os mesmos, darem emprego o mal disto é a justiça popular andar a dormir.

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 34.318 outros seguidores

%d bloggers like this: