Saltar para o conteúdo

Ele há “pressões” e “pressões”!

11 Novembro, 2013
by

As corporações e a defesa corporativa dos respectivos interesses profissionais e/ou patrimoniais é, em princípio, legítima em democracia. Pode mesmo ser vista como a expressão da defesa da autoregulação de interesses. Um corolário da autonomia privada e da vitalidade contraditória de sociedades democráticas. Claro está que estas serão tão mais saudáveis, vivas e evolutivas quanto mais efectiva e melhor for a regulação e composição de interesses, nomeadamente, do interesse público e de interesses corporativos (que muitas vezes coincidem com o interese público).

Não me impressionam, por isso, as críticas  – reiteradas e utilizadas (abusadas) como arma de arremesso político-partidário – de que há pressões sobre o TRIBUNAL CONSTITUCIONAL (a propósito do OE) ou, de um modo geral, sobre os Tribunais. Grave seria se, porventura, as respectivas decisões, sempre sujeitas, em liberdade e democracia, à crítica, fossem desrespeitadas.

Agora, o que me impressiona é que se “discriminem” (nomeadamente, no discurso político e na imprensa) as “pressões”; não se encarem todas as pressões com essa mesma lógica e com o mesmo peso e medida. Esta, por exemplo – independentemente da nota bizarra de ser feita por quem integra um “ORGÃO DE SOBERANIA”, como o Governo, a A.R. e o PR –  é uma forma de crítica corporativa igual, igualzinha às outras e com o mesmo tipo de preocupações (também as remuneratórias, a questão do dinheiro)!

E será tão legítima (igualmente legítima) como todas as outras! Só não o será se assim não se assumir ou se não for tratada, nomeadamente, pela imprensa e pela opinião pública, como todas as demais (vg, as do Governo, dos Sindicatos, dos professores, dos reformados, dos aposentados, de outros grupos profissionais, dos partidos da oposição, etc., etc.).

7 comentários leave one →
  1. Joaquim C. Tapadinhas permalink
    11 Novembro, 2013 12:56

    Gastamos todo o tempo com discussões inúteis, sobre o que disse o político fulano ou beltrano, e alimentamos um clima de inutilidade em que caiu a análise política do país e num espaço mais alargado, a Europa. Portugal está falido e é preciso encarar isso de vez e rapidamente para evitar que a moléstia não tenha cura ou nos coloque em sofrimento por muitos anos. A tarefa de todos nós é encararmos a realidade e não perder tempo com mixórdias.

    Gostar

  2. colono permalink
    11 Novembro, 2013 14:05

    Apoiado… apoiado… apoiado…

    Tanto mais quanto são, precisamente, esses “políticos, fulanos e sicranos” que levaram o pais ao estado em que se encontra!

    Gostar

  3. 11 Novembro, 2013 14:45

    Corja de ladrões mentirosos.

    Gostar

  4. Alexandre Carvalho da Silveira permalink
    11 Novembro, 2013 17:00

    Eu recomendo que sejam criados, e rápidamente, o Sindicato dos Deputados da Assembleia da Républica, o Sindicato dos Membros do Governo (1º e vice-1º ministro, ministros e secretários de estado), e, porque não é menos do que ninguém, o Sindicato do Presidente da Républica.
    Se o único orgão de soberania que não é democráticamente escrutinado, Juizes e magistrados, quer ter um sindicato, os outros orgãos de soberania que são eleitos democráticamente, também têm direito aos seus sindicatos: ou há moralidade ou comem todos.
    P.S. partindo do principio, legitimo, que os srs juizes do Ratton também estão filiados neste sindicato, como é que podem decidir em causa própria?

    Gostar

  5. lucklucky permalink
    12 Novembro, 2013 15:40

    “P.S. partindo do principio, legitimo, que os srs juizes do Ratton também estão filiados neste sindicato, como é que podem decidir em causa própria?”

    Hehe. Podem. Todos os porcos são tratados com “equidade” mas existem uns com mais “equidade” que outros….

    Gostar

  6. Portela Menos 1 permalink
    15 Novembro, 2013 00:07

    o polícia bom e o polícia mau, mas todos cretinos…
    http://www.publico.pt/politica/noticia/governo-trava-proposta-do-psd-para-taxar-ppp-telecomunicacoes-e-distribuicao-1612585

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: