Saltar para o conteúdo

Deslarguem!

11 Março, 2019

Chateia e satura a constante preocupação social.

Irrita e farta a contínua ladainha de defesa do bem comum.

É impossível de aturar os amigos da igualdade, do ambiente, das empresas, das mulheres e do que quer que seja a causa da moda.

Parece haver uma omnipresente paixão pela construção de uma sociedade melhor. Todos sentem ser sua missão salvar a humanidade.

Os bons sabem melhor do que os outros o que deve ser feito, pensado, dito e sentido. Os humanitaristas têm superior sapiência para identificar os objectivos que a sociedade deve prosseguir. Claro está que, se necessário fôr, ajusta-se a sociedade aos objectivos do filantropo. Ninguém tem dúvidas do que é melhor para todos.

O voto deveria servir para controlar a influência do estado na vida de cada indivíduo, mas serve propósito inverso. Legislação e fiscalidade funcionam como ferramentas coercivas para instalar a visão do mundo de quem se arroga incumbências salvíficas.

Pois, ide exibir virtude para o vosso quintal!

Ide planear as vossas próprias vidas!

Ide massajar o ego para o raio que vos parta!

Acaso passará pela cabeça desta gente que a sociedade não precisa de tutores?

Equacionarão que o conceito de felicidade de uma pessoa possa não ser o mesmo que o deles?

A marcha do Estado parece imparável, mas não é. Se fôr, mais ainda importa resistir à diminuição das liberdades individuais, nem que seja para perder a guerra de forma digna.

As pessoas devem ser livres de viver e gerir as suas vidas conforme entenderem, cooperando na divisão de trabalho, estabelecendo trocas sempre que assim desejarem e com quem entenderem e tendo a liberdade de escolha e autonomia para praticar a solidariedade e fazer o bem.  A ética e a escala de valores variam de pessoa para pessoa. Impôr um código de conduta moral aos outros é totalitário.

Apenas sem controlo central e de forma espontânea poderemos tender para uma melhor harmonia de interesses entre todos.

laissez-faire-png-cursussen-bijlessen-en-groepslessen-voor-frans-1536

Anúncios
19 comentários leave one →
  1. Arlindo da Costa permalink
    11 Março, 2019 22:51

    Acho bem. Ide à vossa vida. E deixem trabalhar António Costa para manter Portugal no pelotão da frente da Europa.
    Vamos todos tratar da nossa vida e deixar de lacrimejar.

    Gostar

    • Os corruptos que se cuidem permalink
      12 Março, 2019 00:34

      Momento de bom humor com as palavras de AC (Arlindo Costa, e não António Costa, embora farsantes da mesma escola).

      Liked by 3 people

      • MJRB permalink
        12 Março, 2019 01:22

        O Arlindo sente-se fodido porque está a ser cozinhado na cataplana do AC-DC desde 2016, comidinho e não se importa por fé partidária. Ou então tem lambido não mais do que os restos da seita-mor e isso basta-lhe para andar pobrete mas alegrete.
        Os idiotas são precisos.

        Gostar

    • Mário Fernandes permalink
      12 Março, 2019 05:19

      Portugal no pelotão da frente da Europa?

      Que Europa é que o senhor conhece?

      Liked by 1 person

      • Arlindo da Costa permalink
        12 Março, 2019 23:59

        Desde que António Costa tomou as rédeas do poder as coisas mudaram substancialmente. É a opinião unâmime da Comissão Europeia, do FMI, da OCDE, da Srª Angela Merkel e da maioria, digo MAIORIA ESMAGADORA, dos portugueses. Em que planeta você vive?

        Gostar

    • Rocco permalink
      13 Março, 2019 10:09

      Ahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahah!

      Gostar

  2. JMS permalink
    11 Março, 2019 23:02

    Devem pagar-te muito bem Arlindinho, diria mesmo acima da média socialista dos € 600,00, para vires aqui fazer estas tristes figuras a que nos habituaste.

    Continua, o Costa das Cataplanas não deixará que nada te falte.

    Liked by 2 people

  3. Jornaleco permalink
    11 Março, 2019 23:10

    Ética? Sem gorila não existe. E com gorila também não.

    Citação:
    “A ética e a escala de valores variam de pessoa para pessoa. […]”

    Hahahahahahahahahahaa. Afirmação errada!

    António Costa, continua o teu mau trabalho. Dá cabo de tudo, estuda bem o autor deste artigo, e faz como os chineses tentaram prejudicar o Trump nas últimas eleições. Com medidas à maneira dele. Continua até o Telmo arrebentar.

    Citação:
    “[…] Impor um código de conduta moral aos outros é totalitário.”

    Ai sim? Hahahahahahahahahaahahahahahaa. Mentir é bom então?

    Citação:
    “Apenas sem controlo central e de forma espontânea poderemos tender para uma melhor harmonia de interesses entre todos.”

    Hayek foi um economista bom, sem dúvida. Um dos melhores até hoje, diria eu. Mas sobre estas coisas nem ele percebia algo. Ele não, nem sequer se pronunciou sobre isso, a moral. Que eu saiba não. Ele aceitava o que o autor aqui rejeita?

    Telmo, você leu o livro de Hayek sobre a decadência da mente? Em inglês: Road to Serfdom? Devia.

    As ideias do liberalismo são boas. Mas as premissas para ele funcionar, como o autor o deseja, são ainda mais importantes. Deve-se dedicar muita atenção a essas mesmas. E aqui está o problema.

    Gostar

    • Jornaleco permalink
      12 Março, 2019 01:33

      Correcção: O livro em jogo, chama-se: The Counter-Revolution of science,
      e não como dito: Road to Serfdom. Aquele que eu tinha na mente é: The Counter-Revolution of science.

      O outro também é bom, claro. Mas não era esse, que eu cria que você consultasse.

      Gostar

  4. Jornaleco permalink
    11 Março, 2019 23:33

    Só um ou muitos gorilas é que param estes Antónios Costas.

    E depois? Os gorilas estarão interessados no liberalismo, na liberdade, nos conceitos do autor?

    A experiência diz: certamente que não. O gorila manda e os outros obedecem. A nossa única sorte é se o gorila for educado e gostar de nós.

    Citação:
    “[…] Todos sentem ser sua missão salvar a humanidade.”

    O gorila quer mandar nos outros. O resto depois se dá.

    Citação:
    “Os bons sabem melhor do que os outros o que deve ser feito, pensado, dito e sentido. […]

    Os maus não querem saber nada dos bons. E mais tarde ou mais cedo, os maus estão de novo no comando. Existem excepções, mas são poucas.

    Debaixo do excelente Salazar seria possível.

    Depois veio o 25 de Abril. E é o que se vê. Corrupção por todo lado. E ninguém quer ser culpado? Ninguém.

    É o que a igreja católica ensina. Ninguém quer ser culpado. Mas todos nós somos-o, culpado. É lógico. A lógica ajuda muito. E a lógica é cristã.

    Gostar

  5. MJRB permalink
    12 Março, 2019 01:33

    Esses gajos e gajas radicais das causas vegan, espiritualistas fatelas, gays, defensores da Natureza light e afins, enojam-me, são insuportáveis.
    Arranjaram uma espécie de novas religiões-seitas. Ostracizam quem os criticam, vingam-se. Duvido que gostem das pessoas, preferem animais. Sentem-se nas vanguardas já no futuro, líderes. Uns trastes.
    E não me parece que muitos vegans andem felizes… Esforçam-se para mostrar a máscara.

    Liked by 1 person

  6. Beirao permalink
    12 Março, 2019 09:19

    Ora, nem mais! Que vão para o car,alho estes patifes armados em bonzinhos que querem mandar nas nossas vidas.
    Safardanas de merda!

    Gostar

  7. Eremita permalink
    12 Março, 2019 09:44

    TAF, quando chegares aos 40 estarás mais calmo, descansa.

    Gostar

  8. CASTANHEIRA permalink
    12 Março, 2019 11:41

    Concordo em absoluto com todo o postulado e acrescento que a tirania mediatica servida por jornalistas que não passam de marionetas das “causas” ( = ideologias subterrãneas) elevam o país ao estertor do delírio . Os homens sem pila ( leia-se “feministas extremistas) coligadas com mulheres com pila ( leia-se feministas do genero masculino) , fazem um chinfrim enorme , aplaudido e elevado a designio nacional por aqueles que se esquecem ou não sabem ou não querem governar para se dedicarem em exclusivo a tudo que possa dar-lhe votos.

    Liked by 1 person

  9. MJRB permalink
    12 Março, 2019 11:58

    Nesta noite de terça-feira, a Assembleia Municipal de Lisboa vai discutir, a pedido do PAN, o fim das touradas no Campo Pequeno.
    …E não querem acabar com mais nada que o pequeno cerebelo entende como desnecessário ?

    Gostar

  10. LTR permalink
    12 Março, 2019 12:26

    As considerações que estão no Observador sobre habitação ou são de um PM semi-palerma, ou de uma pessoa com problemas cognitivos, ou de alguém que sabendo muito bem como chegámos aos problemas do arrandamento via políticas populistas de congelamento faz de conta que está a falar para atrasados mentais. Num só discurso, espanta proprietários, baixa a oferta, aumenta os receios e sobe os preços com as suas atoardas. E ninguém o põe na linha como se tudo isto fosse normal num país da Europa em pleno Sec.XXI. Pior ainda, fruto da miséria a que nos condenou o PR que sustentou todos os atropelos desta legislatura, fica o receio de que futuramente poderemos voltar a ser governados por um outro tipo de governo e ter as leis posteriormente desfeitas por gente que representa 5 ou 6% do eleitorado, a quem é passada carta branca desde que garanta a permanência no poder de um derrotado em violação dos princípios plasmados na CRP, que passou a ser uma mera referência no que toca à escolha e designação do PM como se o regime tivesse mudado para algo em que os governos não sustentados por uma maioria tivessem desaparecido. E vamos assobiando à luz de magníficas sondagens com 32% de participação. Só ainda não percebi é porque é que o PM já está diariamente dedicado à campanha para as legislativas.

    Outra coisa que ainda não percebi é como sendo Rui Rio alegadamente tão a igual a Costa e sendo Costa o que é hoje entre a população, não lhe passa a perna. Desconfio que deve haver uma razão qualquer escondida entre os outros 68%.

    Liked by 1 person

  11. Ana Vasconcelos permalink
    12 Março, 2019 16:15

    É uma forma de totalitarismo como qualquer outra. Como o comunismo, por exemplo. É sinal que a democracia e a liberdade estão mortas.

    Gostar

  12. 13 Março, 2019 10:11

    a vida está insuportável..são 7 cães a um osso, que somos nós. viver em ditadura, que é o que se passa, com zero liberdade de acção, com o Estado a meter o nariz em todos os aspectos da nossa vida, não se aguenta. não sei, talvez os que mandam nisto andem a fazer uma experiencial na UE, a ver até onde o povo aguenta ser escravizado pelo Estado..

    Gostar

  13. Martim Moniz permalink
    14 Março, 2019 10:51

    O “humanismo” e o “progressismo”(e afins) actuais parecem portas abertas para a distopia totalitária.

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: