Skip to content

Para desenjoar um bocado das televisões

20 Janeiro, 2017

Tenho muitas esperanças em Trump, algumas delas confirmadas hoje. Admito que acho bastante parolo que num país se opine sobre as escolhas livres de outro, principalmente quando não achamos grande piada se um país que vai financiando os desmames da balofa classe política que nos pastoreia faz o mesmo sobre as nossas opções, as que eles vão pagar. Mas, pronto, vamos lá.

A maior esperança que tenho em Trump, que já hoje foi confirmada pelos inúmeros comentadores que balbuciaram tretas nas redes sociais, nas televisões e nos jornais, é a de colocar socialistas a criticarem veementemente o discurso proteccionista e sinteticamente idêntico aos dos vários partidos nacionais da dita esquerda quando proferido pelo presidente norte-americano. É que uma pessoa muda os nomes e a coisa é igualzinha, mas não dá para mais naquelas cabecitas.

Isto fez-me pensar no que leva os socialistas a odiarem Trump. Não é pela conversa de gajas – tipos que levam jornalistas de férias que lhes escrevem artigos laudatórios mostra bem o que “homens de carisma” pensam das mulheres –, é pelo discurso contra os radicais islâmicos. Com necessidade de um cachorro para afagar na sua imensa bondade, a esquerda europeia encontrou o pote no fim do arco-íris em malucos que até lhes violam os filhos desde que permitam que apregoem o eterno amor pelos desgraçados, desgraçados estes que nunca permitiriam no seu condomínio, que ali é só gente que usa o garfo e faca.

E essa é a segunda grande esperança que tenho em Trump: a de que a grande maioria silenciosa abdique do medo de tratar este putedo mediático do sentir-bem progressista como merecem e devem ser tratados.

Quanto ao resto, o problema é lá deles, dos americanos.

Advertisements
41 comentários leave one →
  1. ti miguel antonio permalink
    20 Janeiro, 2017 21:09

    Esta corja de comentadores e jornalistas do expresso e da TSF pensão ser os iluminados da razão.
    eu acompanho a postura dos americanos para com este tipo de gentalha da informação das esquerdas.
    vão mamar na quinta perna de um boi e espero que o trump lhes de um boi grande para se deliciarem.

    Liked by 2 people

  2. 20 Janeiro, 2017 21:09

    Republicou isto em O LADO ESCURO DA LUA.

    Gostar

  3. André Miguel permalink
    20 Janeiro, 2017 21:17

    Deu-me um gozo do caneco ver Jaime Nogueira Pinto na SIC Notícias desconstruir aquela trupe de comentadeiros. Foi lindo ver o entalanço e o ridículo daquelas criaturas. Se puderem rever não percam.

    Liked by 1 person

  4. Juromenha permalink
    20 Janeiro, 2017 21:19

    Nem mais – e estão aterrorizados porque se lhes acabou, e ele(a)s sabem. a mama.
    Para esse putedo (vénia ao autor) o inferno perfeito será a concretização de uma “entente cordiale) Washington /Moscovo ( parte (?) dessa cáfila terá tomado boa note da frase do Vladimiro quando correram com Berlusconi : “se fosse homossexual ninguém lhe tocava”)
    Portanto ,causas de “refugiados” e de “género”, assobiem-lhe ás botas.
    Vem em seguida a visita oficial, a primeira de um Chefe de Estado estrangeiro , de Teresa May – e esta andorinha vai mesmo fazer a Primavera ( mais que prováveis bons ofícios do Nigel, que nunca deixou, nem deixará de ser Tory).
    E , “last but not the least”, definitiva subalternização da o”n”u, do choninhas, das pagins e das aídos…
    Tirando o “faux pas” com o Dragão Chinês, a coisa promete…

    Liked by 1 person

  5. lucklucky permalink
    20 Janeiro, 2017 21:31

    “E essa é a segunda grande esperança que tenho em Trump: a de que a grande maioria silenciosa abdique do medo de tratar este putedo mediático do sentir-bem progressista como merecem e devem ser tratados.”

    Esta é a parte mais importante, sem ela acabamos destruídos pelo jornalismo.

    Liked by 3 people

  6. Artista Português permalink
    20 Janeiro, 2017 21:41

    ….tudo isso, já para não falar na sorridente candidata derrotada que na semana passada mandou encerrar, mais o marido, a fundação que tinha o apelido deles. Sabe-se agora que a senhora Hilária recebia donativos substanciais de diversas entidades estrangeiras (incluindo governos) que se posicionavam para ocupar as cadeiras de interlocutores privilegiados quando a senhora fosse eleita. Mas não foi. Azares….Azar também para eles pois presume-se que os montantes das contribuições eram preferencialmente negociados através de comunicações para o endereço privado da senhora. Coitada. Lá, como cá, os invejosos não são capazes de entender a generosidade de fundações benfazejas…

    http://www.investors.com/politics/commentary/the-clinton-foundation-is-dead-but-the-case-against-hillary-isnt/

    Liked by 3 people

  7. 20 Janeiro, 2017 21:49

    Completamente. Tratar o putedo mediático como merecem e todo o politicamente correcto a pontapé.

    Gostei foi de ler a entrevista ao Jaime Nogueira Pinto. Foi certeiro na crítica ao “homo economicus”- seja na versão marxista, seja na liberal.

    Gostar

    • 20 Janeiro, 2017 21:50

      Como merece (concordância entre sujeito e predicado)

      Gostar

    • lucklucky permalink
      20 Janeiro, 2017 23:29

      A critica ludita ao Liberalismo? vá lá ainda fala na melhoria da vida noutros países mas nunca na escala correcta. Mas como o JNP é alguém exclusivemente político nem sabe que a GM vende mais na China que nos EUA…

      Também apesar da critica ao “economicismo” não percebe que usa o economicismo da medida do PIB para medir a melhoria de vida.

      Ora eu noto muita melhoria de vida fora das contas do PIB.
      Nada dela dependente de gente política como ele.

      Mas para mim mais interessante é como ele usa os termos e as divisões propostas pelo Marxismo do pós 2 GM.
      Talvez devesse perceber o que a autarchia fez ao Monarco-Fascismo Italiano.

      Para Socialistas de Esquerda e Direita um dos melhores textos é I, Pencil.

      http://www.econlib.org/library/Essays/rdPncl1.html

      Gostar

      • 20 Janeiro, 2017 23:41

        Leste?

        O que ele disse é que tanto marxistas como liberais reduzem a política à economia.

        E o Trump vem mostrar que há necessidade de mais.

        No outro dia andavas tu com a falta de “cultura no PSD” e referias-te a “economia”?
        Não- porque a política é mais que isso.

        Gostar

      • 20 Janeiro, 2017 23:44

        aqui

        Gostar

      • lucklucky permalink
        20 Janeiro, 2017 23:46

        E claro nem o Jornalista nem JNP usaram alguma vez a palavra Liberdade.

        Gostar

      • 20 Janeiro, 2017 23:51

        Ninguém estava a falar em “Liberdade” em abstracto. Mas no sentido das sociedades e que não é lei as fronteiras serem formas de racismo porque as comunidades são diferentes e não está escrito em parte alguma que tudo tem de ser igual e terraplenado.

        Gostar

      • 20 Janeiro, 2017 23:53

        E ele disse e bem, que as nacionalidades não implicam andar tudo à batatada.
        As fronteiras são uma forma natural de regulá-las.

        Tem razão. O inverso é dizer-se que os exemplos dos grandes Impérios do passado é que foram os melhores de sempre ou o grande motor de desenvolvimento dos povos.
        ´
        É falso. V.s dizem-se libertários mas depois, por causa da fezada na “liberdade” global, acabam por ser mas é imperialistas e internacionalistas e negam a identidade dos povos.

        Liked by 1 person

      • lucklucky permalink
        21 Janeiro, 2017 00:18

        Olha bem para o seu comentário “nacionalista”.
        É quase tudo ligado à economia. Mesmo o JNP é o vácuo.

        Nunca fala das relações entre o Estado e as Pessoas. Nunca fala da Liberdade e da tensão entre esta e a Comunidade.

        “internacionalistas e negam a identidade dos povos.”

        A identidade dos Assírios, Yazidis, Curdos, Caldeus, Zoroastras, Allwaitas, Ahmadiyya , Bahá’í, Coptas por exemplo?

        Ou aí já só conta a Realpolitik do JNP?

        Gostar

      • 21 Janeiro, 2017 01:03

        É difícil conseguir ter uma conversa contigo.

        Tens meia dúzia de aprioris e enfias tudo lá dentro. O que fica de fora não entendes e és um tanto autista.
        Ouves-te demasiado a ti próprio.

        Gostar

      • 21 Janeiro, 2017 01:07

        Ele não tinha de falar da “relação entre o Estado e as pessoas” porque estava a falar entre países.
        mas. por acaso, até falou. E explicou como é contraditória a base de apoio de quem perde identidade no meio de política que tornou prioritário apenas a economia

        Existem países, por muito que queiras reduzir o mundo a grupos religiosos ou outra treta qualquer.

        Tanto que existem que hoje o Trump mandou uma bruta boca- o que os EUA têm andado a fazer com mania da exportação da democracia- tem sido defender as fronteiras dos outros e descuidar o seu povo.

        E é verdade. Não se defendem grupos sociais que vivem em local nenhum.

        V.s com a panca da economia, até negam a geografia. A geografia criou países. A economia internacionalista é que apenas conhece o “homo economicus”.

        Gostar

      • 21 Janeiro, 2017 01:09

        Mas isto tem piada porque se confirma que a esquerda e os neotontos t~em demasiado em comum.

        Porque nasceram do mesmo. E acharam que a economia podia acabar com a História, com a religião, com a cultura, com as especificidades nacionais e por aí fora.

        Por isso é que a treta da imigração foi tão bem acolhida por ambos.

        Gostar

      • 21 Janeiro, 2017 01:17

        Luck, chegou a ouvir o panhônha candidato libertário cof cof …nista, Gary Johnson ?

        Gostar

      • lucklucky permalink
        21 Janeiro, 2017 02:43

        O partido Libertário nos EUA é muito pouco Libertário fora dos EUA e em alguns casos mesmo nele mg.

        Para o Ron Paul e outros palermas como ele por ex. o Ayatolhah deve ter poder sobre todos os Iranianos.
        Até queriam dar à Al Queda o direito de decidir qual os aliados que devemos escolher ou de quem somos amigos.

        Algo que obviamente já não concordam quando estamos a falar de um Governo Ocidental. Para esse tipo de Libertários tal como os Marxistas as regras são umas quando estão brancos e são outras quando são outros.

        Curiosamente tal como a Zazie.
        Por exemplo quem é o representante da vontade do país X ou Y ou de uma cultura quando falamos de uma Ditadura?

        Veja-se como para o JNP existe um grupo mítico “Árabe” que os Ocidentais ofenderam, esquece-se claro que os Ocidentais também só estavam lá ou só tinham poder lá porque alguns grupos “Árabes” os queriam como aliados.

        Logo quem representa o verdadeiro àrabe? a tribo Hachemita, a tribo de Saud? and tribo the Tikrit? quem? outra tribo? todas as tribos?

        Como a linguagem é que manda, e a discussão(ou falta de comparência nela da Direita) acontece primeiro ao nível da linguagem.

        Por exemplo até o termo Árabe é recente e ainda mais recente para designar pessoas desde de Marrocos ao Iraque. E não foram os “Árabes” que criaram o termo Árabe com essa definição foram os Orientalistas Europeus no fim do Sec.XIX, início do XX.

        Gostar

      • 21 Janeiro, 2017 11:23

        E o que é que o cu tem a ver com as calças?

        Eu disse os “libertários” de cá. Não os que imitam os de lá. Os rothbardianos.

        Para o caso tu tens dois factos:
        1- A maioria que votou no Trump não o fez por causa dos jornais e do politicamente correcto mas por ter perdido empregos devido à globalização. E é muita gente a ir para o desemprego e esses deixaram de ter quem se preocupe com eles porque não são “minorias” nem “imigrantes”.

        2- Não consegues sustentar a ideia de um ideal á Revolução Francesa- a “Liberdade”- em abstracto- defendendo a Liberdade de tudo aberto e tudo ao molho, sem fronteiras nem governos a cuidarem dos seus, ao mesmo tempo que defendes políticas intervencionistas de guerra

        Gostar

      • 21 Janeiro, 2017 13:46

        “Para o Ron Paul e outros palermas como ele por ex. o Ayatolhah deve ter poder sobre todos os Iranianos.”

        Pelo que conheço de Ron Paul, creio que está a interpretá-lo mal. Ron Paul é pelas suas próprias palavras um conservador constitucionalista americano. Ele acredita nas soberanias nacionais dos povos e que, não devem se meter nos assuntos internos dos outros povos em jogos de golpes de estado.

        Liked by 1 person

      • lucklucky permalink
        22 Janeiro, 2017 02:28

        zazie

        Tu é que falaste de nacionalidade, eu mostrei-te os problemas do argumento do JNP.

        Olha foi GWBush que talvez tenha salvo o Iraque de se ter partido em três…
        Não verto lágrimas antes pelo contrário se tivesse acontecido.

        1- A maioria que votou no Trump não o fez por causa dos jornais e do politicamente correcto mas por ter perdido empregos devido à globalização.

        Então porque é que Trump disse uma data de coisas Politicamente Incorrectas de propósito? Podia só ter falado dos empregos perdidos…

        Porque é que tu não falas dos empregos perdidos por causa da invenção do tijolo?

        “e esses deixaram de ter quem se preocupe com eles porque não são “minorias” nem “imigrantes”

        Fora os negros os que mais sofreram com os anos Obama. As “preocupações” da Esquerda são sempre fachada excepto para os amigos do partido. Obama expulsou 3 milhões de imigrantes ilegais e nem um bip veio no jornalismo marxista…

        mg:

        Então pergunta ao Ron Paul porque é que ele argumentava entre outras que os EUA deveriam sair do Médio Oriente porque isso irritava a Al Qaeda.

        Negando assim a soberania dos países que pediam aos EUA para lá estarem.
        Tal como o idiota do Mário Soares que queria negociar com Bin Laden designando-o e promovendo-o assim como o representante do Islão o Ron Paul designou o verdeiro soberano Bin laden.

        Já agora os EUA meterem-se no Golpe de Estado em Portugal foi bom ou mau?

        Gostar

  8. Filipe Costa permalink
    20 Janeiro, 2017 22:39

    Vocês sabiam que o PIB da Russia é inferior ao de Itália? Sabiam que isso gastam os EUA em armamento e defesa? O Putin só tem uma coisa chamada Ogivas Nucleares, o resto é sucata.

    Porque quer o Putin abraçar o Trump? Porque borra-se de medo da China, metade da Sibéria foi conquuistada e os chineses são muito pacientes.

    O Trump se fosse o palhaço que dizem ser, isso significaria que os Estadunidenses são espectadores de circo, o que não me parece.

    Liked by 1 person

    • Euro2cent permalink
      20 Janeiro, 2017 22:48

      > O Putin só tem uma coisa

      Tem a Igreja Ortodoxa. Os russos jogam em profundidade.

      Já um ou dois se deram mal com isso.

      Liked by 1 person

    • 20 Janeiro, 2017 22:57

      e nós também deviamos estar borrados de medo da China. com paciência de chinês lá vão comprando tudo aqui pela ue…não tarda , de criados mal pagos passam a patrões

      Liked by 2 people

    • lucklucky permalink
      20 Janeiro, 2017 23:04

      O PIB não é asim tão relevante.

      Gostar

  9. 20 Janeiro, 2017 23:16

    Ultimamente tenho andado à procura de um carro para comprar, tenho andado a ver preços por todo o lado, por essa europa fora , os mesmo modelos das mesmas marcas são vendidos mais barato que por cá, acontece que se eu for lá comprar um e depois o trouxer , o estado português para me deixar legalizar, cobra-me a diferença nos impostos que paguei a menos num outro estado da EU onde há “Livre comercio”. Hoje ouvi entre muitos europeistas e “liberais”, na RTP e os outros canais abertos privados protegidos pelo estado que congelou as licenças de canais aberto, aterrorizados com o sacrilégio do presidente americano em levar avante a sua politica “proteccionista”, isto em que na mesma altura recebi uma carta de uma encomenda retida na alfandega, feita fora da EU, para pagar a respectiva taxa…

    Liked by 1 person

    • lucklucky permalink
      20 Janeiro, 2017 23:35

      A corja de jornalistas e comentadores que enquanto Trump for Presidente choram pelo Comércio Livre são os mesmo que dizem que os Paraísos Fiscais são coisas terríveis e malvadas.

      E já não têm nada a dizer de um português ao comprar algo a uma empresa Alemã ter de pagar 23% de IVA em vez de 19%….

      Liked by 1 person

  10. lucklucky permalink
    21 Janeiro, 2017 02:47

    https://www.conservativereview.com/commentary/2017/01/another-trump-lesson-for-republicans-do-not-give-your-critics-an-inch

    “Like Trump, Republicans should challenge these charges head on. They should take issue with the Left’s premises from the start, showing that it is the Left who is projecting when it tries to discredit those who believe in capitalism, the power of the individual, and the sanctity of the individual’s rights, the rule of law, national sovereignty, federalism, and the Judeo-Christian morality on which the country is based.

    When leftists attack an attorney general designate because he is a white male from the South, they should be attacked for judging based on color of skin (rather than content of character) and for trying to bruise an appointee who will not stand for open borders, selective law enforcement, and politicized justice.

    When leftists attack a secretary of education designate because her family is wealthy, they should be attacked for their anti-capitalism and hypocrisy, and their real desire to bloody an appointee because she believes that the Left’s own constituents — and indeed all Americans — should have the opportunity to send their kids to superior schools, rather than being doomed to a subpar education because it mollifies a teachers union.

    These attacks are designed to put not only the appointees, but also all right-thinking people on the defensive — to fear reflexively a false premise because those premises have prevailed among the progressives who dominated media, academia, and government for decades.

    We should no longer live in fear — for the Left thrives when we self-censor and accept its baseless premises.”

    – See more at: https://www.conservativereview.com/commentary/2017/01/another-trump-lesson-for-republicans-do-not-give-your-critics-an-inch#sthash.Bt9z7LRU.dpuf

    Liked by 2 people

  11. Terry Malloy permalink
    21 Janeiro, 2017 21:47

    “[A g]rande esperança que tenho em Trump: a de que a grande maioria silenciosa abdique do medo de tratar este putedo mediático […] como merecem e devem ser tratados.”

    Sinteticamente, é isto.

    Gostar

    • 21 Janeiro, 2017 23:53

      E já começou, no primeiro discurso do novo secretário de imprensa.
      youtube.com/watch?v=8llFHHAkGcw

      Gostar

  12. Rui permalink
    22 Janeiro, 2017 03:35

    a grande esperança que tenho para o Trump é que não cometa nenhuma maluqueira com o arsenal nuclear, que não inicie nenhuma nova guerra, e que deixe os Sírios e os povos do Médio Oriente em Paz. Penso que quanto à Síria e Médio Oriente estamos melhor servidos com o Trump. Já quanto ao arsenal nuclear e não se meter em nenhuma maluqueira é fazer figas os próximos 4 anos. Mas pelo menos a atitude conciliatória com Putin, ao contrário da agressiva que a Hillary tinha parece-me ser uma atitude mais madura.

    Gostar

  13. JCA permalink
    22 Janeiro, 2017 08:34

    .Outro cenario entre os demais:

    Trump, Kissinger and Ma playing on a crowded chessboard
    http://www.strategic-culture.org/news/2017/01/20/trump-kissinger-and-ma-playing-crowded-chessboard.html

    Gostar

  14. Pedro Soares permalink
    23 Janeiro, 2017 10:51

    Essa do “é lá com os americanos” é para rir?

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: