Saltar para o conteúdo

E já lá vai o PAN a caminho do empalhamento ao lado dos dodós

16 Novembro, 2018

Informa o site AbrilAbril: Dirigente do PAN envolvida em grupo paramilitar com ligações à extrema-direita

Ainda se fosse ligação à extrema-esquerda! Agora à extrema-direita!! Passando isto para linguagem animal alguém está a colocar as formigas-voto no carreiro e ai de quem pensar em desviar uma formiga-voto do seu destino. Daqui até às eleições vai ser um nunca acabar de ligações à extrema-direita entre os compagnos de esquerda.

Anúncios

O PCP está a tratar de fazer do PAN uma espécie extinta

16 Novembro, 2018

PCP exige esclarecimentos sobre ligação do PAN a “atividades criminosas” de grupo extremista

A CGTP é o totoloto das empresas rodoviárias

16 Novembro, 2018

15 de Novembro. Praça de Espanha. Princípio da tarde. Passam autocarros a caminho da manifestação da CGTP. Semi-vazios.

Podem chamar-me como vos originar maior proveito

16 Novembro, 2018

Na igreja aqui da paróquia há um padre que todas as semanas se repete sobre a importância da comunidade. A igreja está aberta, não tem um daqueles cartazes sobre direito de admissão e muito menos um daqueles sobre não se vender fiado. Às vezes entro, desligo o telemóvel e sento-me a olhar para as figuras e para o altar, a pensar na vida e essas coisas que as pessoas fazem em silêncio. Antes de entrar tinha os ascultadores postos, como muitas outras pessoas da minha idade, que passam a pender no meu pescoço como outrora penderia um fio ornamentado com um crucifixo. Não são particularmente diferentes: ambos simbolizam a ligação a comunidades, agora a comunidade dos que escrevem canções para mim e para os meus, outrora aos que passaram mensagem semelhante sobre a condição humana. Talvez seja rezar, talvez não seja, o que é, seguramente, é um momento de alívio do ruído externo que impede ver a realidade com clareza. Deus é muito pouco mencionado na minha relação com Ele.

Estamos sozinhos no mundo. Nascemos e morremos sozinhos. Alguns procuram o alívio da solidão na tribo de lenhadores com barbas iguais, outros na família, outros ainda na comunidade paroquial e, principalmente os que mais conheço, em ideologias. Há uma imagem de João Baptista nesta igreja. Há outras no Facebook, nos partidos e nos jornais e blogues. Ao fim do dia, adormeço na mesma sozinho, independentemente da sorte de partilhar a cama com alguém. É por as coisas serem como são, pela condição solitária da existência humana em mundos que se encerram em cada indivíduo, que grupos normativos me incomodam cada vez mais. Se vos agrada, podereis chamar-me de conservador, de ultramontano, de socialista ou até de filho da puta. Só não me chamem de liberal, que isso é o que se denomina o João Miguel Tavares, e eu, com a consciência tranquila, posso afirmar que não vos fiz mal algum.

«ispetáculo»!

15 Novembro, 2018
by

Afinal de contas, esse estrondoso sucesso que é a Web Summit tem uma conta para pagar. Eu pensava, que dado o estrondoso prestígio da coisa, ela não só se pagaria a si mesma, como nos traria um lucro financeiro colossal. Ora, as notícias que por aí foram plantadas na semana passada sobre os enormes ganhos que o faraónico certame de vaidades trará à pátria, tinham alguma coisa de apocalíptico: na verdade, anunciavam, veladamente, uma continha anual de pelo menos 11 milhões de euros, que se terão de entregar, durante dez anos, às mãos ansiosas do sorridente sujeito que organiza a coisa. Como o Dr. Costa não brinca em serviço quando se trata de promover a sua augusta figura,  já mandou dizer, também pelos jornais do regime, que podemos todos dormir em paz, porque a singela conta será paga com «fundos europeus». O prestígio enorme de tudo isto, que faz babar de inveja as bocas abertas de filandeses, suecos, dinamarqueses, e de outros povos que nos ajudarão a pagar a festa só pelo orgulho de o fazerem, será suficiente para que o arrojado Costa se disponha a assinar os contratos e os cheques que forem precisos. Até porque, se eles nos fizerem um manguito, sempre cá temos à mão os papalvos dos contribuintes. Eles já estão habituados.

7ed30054-2813-4359-8c71-12bd706ea1c0_770x433_acf_cropped

AVISO: tourear permanentemente os princípios pode prejudicar gravemente a sua saúde

15 Novembro, 2018

 

Sem Título

 

 

terrorismo

14 Novembro, 2018
by

Foram detê-lo a casa, numa tarde de domingo, para ir depor num inquérito a que ele mesmo voluntariamente se apresentara duas semanas antes. Nessa noite já dormiu em instalações prisionais, com os movimentos e a sua liberdade toldados. Na segunda-feira não foi ouvido. Na terça também não: havia uma greve, e entre o direito à greve e à liberdade a nossa Constituição opta pelo primeiro. Começou na quarta, já com três noites de calabouço. Desconhece-se quando terminará de ser ouvido: é que o inquérito é de «especial complexidade»… Durante esses dias entraram-lhe casa dentro e fizeram «buscas»! Levaram-lhe papéis, como se fosse concebível que alguém mantivesse em sua casa provas que o incriminassem, meses passados sobre os factos de que é suspeito. Apreenderam-lhe o computador da filha menor, onde certamente terá escondido os planos diabólicos desse negro dias que foi o atentado terrorista de Alcochete. Acusam-no, agora que está detido há dias, de cinquenta e tal crimes, sendo um deles, precisamente, o de «terrorismo». Parece que o homem faltou gravemente ao respeito a algumas personalidades. Pessoas de grande seriedade, e isso, em Portugal, é crime sem remissão. Mas, por mim, quanto ao «terrorismo», a haver crime só se for de estado.