Saltar para o conteúdo

não terá sido lembrança

16 Abril, 2019
by

Vi o Sócrates, na TVI, no programa «A crise das nossas vidas», a dizer que só chamou o FMI, em 2011, porque os banqueiros se recusaram ao «dever patriótico» de comprarem mais dívida do Estado. É espantoso como este homem não se lembrou de a vender ao Carlos Santos Silva! Bem conversadinho comprava-a toda…

silva-64ba_770x433_acf_cropped

Anúncios

Era o que faltava! Não acharam que ia ser um voltar de página?

16 Abril, 2019

Governo pondera demitir-se por causa dos professores. Fonte do PS diz que a possibilidade tem estado a ser discutida. Gabinete de Costa desmente, mas admite “elevada preocupação”

Ricardo Chibanga: “Sempre senti medo.”

16 Abril, 2019

Ocidente

16 Abril, 2019

Proposta para a reconstrução de Notre Dame

16 Abril, 2019

Sem palavras

15 Abril, 2019

 

a melhor notícia do ano

15 Abril, 2019
by

transferir

Eis uma notícia fantástica! Graças aos denodados esforços do governo das esquerdas+Mário Centeno (cuja actuação não devemos confundir com a pureza de intenções do Bloco, muito menos do PCP), o investimento no Alojamento Local caiu 60%, em relação a anos anteriores. Isto quer dizer que o investimento na recuperação do património imobiliário das nossas grandes cidades cairá em igual proporção, ou até maior, se a isto adicionarmos as sábias medidas de agravamento do IMI, que aí se anunciam. Ora, quem passear pelas baixas do Porto e Lisboa, já para não falar nas cidades de média e pequena dimensão, constatará que pouco mais que 20% do seu imobiliário se encontra recuperado, podendo, a partir de agora, os indígenas locais beneficiar de um património desintervencionado, sem obras modernas, verdadeiramente castiço e típico da alma lusitana. Por outro lado, a queda do investimento no AL arrastará empresas de construção, turismo, restaurantes e mais uma quantidade de sectores da nossa economia que vinham a gerar emprego e riqueza graças aos idiotas que nele investiram. É, pois, graças a medidas sábias e inteligentes, como estas, que se prepara o país para enfrentar a próxima crise económica que aí vem a caminho. Uma vez mais, a culpa será da economia mundial e europeia. Nós fizemos tudo o que era possível para a evitar.