Skip to content

Estátua de sal te tornarás, povo que vota em Barrabás

3 Novembro, 2017

Esta onda de linchamento a tudo e todos, na minha opinião, não reflecte o fim da revolução sexual e sim o repúdio da sociedade contemporânea pelos progenitores. Não se fica pela censura de comportamentos inapropriados: arroga-se o direito de comoção colectiva e generalizada que vise expurgar, em última instância, as falhas da humanidade, assimilando na perfeição o conceito de Homem Novo. O Homem Novo é mulher, que também é homem, porque cada um é o que quiser ser a uma dada altura. Os nossos pais falharam, com a sua devassa sexual, com a falta de sensibilidade pelo pecado do heteropatriarcado. Como poderíamos nós, os seus filhos, frutos de luxúria pecaminosa, abdicar do Pecado Original de tão animalesca concepção?

Deus terá dito que pouparia os justos em Sodoma e Gomorra, mas não encontrou qualquer um que fosse merecedor de piedade. Talvez o erro de Deus tenha sido o da criação propriamente dita, que quem vê a floresta trata as árvores como sendo todas iguais (excepto eucaliptos, esses caíram em desgraça por outros motivos).

Acordem-me quando terminarem de extinguir as falhas da humanidade, ou, em rigor, a própria humanidade. Eu cá fico quietinho, devidamente cristalizado como a mulher de Ló, aquela que se atreveu a desobedecer por olhar para trás. 

Anúncios
12 comentários leave one →
  1. Euro2cent permalink
    3 Novembro, 2017 08:43

    fico quietinho, devidamente cristalizado como a mulher

    Ai fica, fica. Até fica “como mulher”, porque agora somos todos mulheres com ou sem útero.

    Liked by 1 person

  2. Weltenbummler permalink
    3 Novembro, 2017 09:39

    o algoritmo do desgoverno zombie do churrascador antónio das mortes
    conduziu ao complexo desejo da morte do pai

    discussão altamente filosófica ouvida a um grupo à entrada das WCs
    com tanto género e vestuário diferente os bonecos estão desactualizados

    Gostar

  3. Procópio permalink
    3 Novembro, 2017 09:42

    Gostei muito dessa parte da luxúria pecaminosa.

    Gostar

  4. Procópio permalink
    3 Novembro, 2017 10:32

    Isto de gostar de mulheres é um desatino. Já fui tratar-me com uma psicóloga, não sabia que ele era femenista, bué de boa era ela, as calças cheias de buracos e aquela pele branca (desculpem a referência), muito sedosa logo ali à mão.
    Eu não me contive, fiz por ser amável, tentei uma abordagem filosófica, antes de entrar nos preparativos, isto é confessar a maleita:
    “Aranha faz a teia, o centro atrai a libelinha” Tem algum mal?
    Era até uma reflexão femenológica em que o interpretante o seu valor.
    “Ponha-se na rua!”
    Não tenho remédio.
    Ó flor, dá para pôr? Ó musa, dás-me …. Ó bomboca, mostra a ….Ó doce, era onde fosse.

    Gostar

  5. Procópio permalink
    3 Novembro, 2017 10:33

    Corrijo: Era até uma reflexão femenológica em que o interpretante mostra o seu valor.

    Gostar

  6. 3 Novembro, 2017 10:35

    É difícil comentar os textos do Sr Vítor Cunha.

    Está lá tudo….

    Gostar

  7. Procópio permalink
    3 Novembro, 2017 10:59

    Pior que eu está o caruncho que anda a comer a secretária.

    Gostar

  8. 3 Novembro, 2017 13:03

    Belos tempos, quanto outrora este espaço seguro à heresia, fazia jus ao seu nome. Mas talvez o desespero por gente nova, sobretudo rabos de saias, dado as exigências dos novos tempos para a criação do novo homem, obscure a capacidade dos camaradas na vigilância racional, em perceber que, o espectro feminino não é muito eficiente em produzir Helenas, mas antes raquelzinhas,câncios & mjmarques,cmirandas Co capazes Lmd.

    Gostar

    • Euro2cent permalink
      3 Novembro, 2017 19:14

      “O maior erro de Espanha foi, no tempo de Filipe II, não ter decidido fazer de Lisboa a capital…”

      O camarada Perez é capaz de estar cheio de razão.

      Gostar

  9. Arlindo da Costa permalink
    4 Novembro, 2017 01:37

    Chamar Barrabás a Passos Coelho é obra. Eu não me atreveria…

    Gostar

  10. cachecol permalink
    25 Novembro, 2017 19:22

    Esta onda de linchamentos é a melhor Certidão da Moral da saúde mental dos Portugueses do Século XXI a par da sua iliteracia cada vez mais (relativamente) ignorante …

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: