Skip to content

Num momento em que tanto se fala sobre a violência contra as mulheres noto uma bizarra indiferença perante estas duas mortes

2 Janeiro, 2018

Maria Laura da Silva Pereira, de 77 anos, foi assassinada à pancada durante um assalto à sua casa, no centro da localidade de Chimoio, na província de Manica, Moçambique. A emigrante, que geria uma agropecuária, terá sido morta pelo caseiro da sua quinta, que já foi detido com um cúmplice

Inês Bota foi raptada por volta das 22 horas da última quinta-feira, na cidade da Beira, por três indivíduos todos jovens, com idades entre os 21 e os 24 anos. Depois de algumas horas em cativeiro, a vítima foi levada de madrugada da Beira para o rio Púnguè para onde, de membros inferiores e superiores atados, foi atirada para o referido rio, um mergulho fatal.

Anúncios
10 comentários leave one →
  1. lucklucky permalink
    2 Janeiro, 2018 11:46

    Só se tiverem utilidade Marxista as notícias são exploradas ou mesmo existem.

    Liked by 1 person

  2. Juromenha permalink
    2 Janeiro, 2018 11:55

    Trata-se de pretos, minha senhora,de pretos coitadinhos e santificados, ou quase, pela récua do pulhiticamente correcto – que conta com a nossa cobardia e inacção para a aplicarem as regras impostas por quem manda.
    Insista no tema e ainda lhe atiram com o Fanon para cima ( o Franz, não o Maurice…)

    Liked by 1 person

  3. Artista português permalink
    2 Janeiro, 2018 12:49

    Trata-se de um caso de violência doméstica? Violações dos preceitos LGBT? Racismo anti preto? Não se enxergam razões para indignação…

    Liked by 2 people

  4. José Domingos permalink
    2 Janeiro, 2018 14:02

    Isto aconteceu num país socialista, depois as mulheres eram brancas, o que por si só justifica a morte. Estavam a explorar os africanos, numa atitude colonionalista e racista e xenófoba. Foi a revolta dos explorados, ainda por cima órfãos da guerra colonial, todos eles com passado antifassista.
    Claro que os jornalixos do burgo não falam, são censurados pelos sindicatos dos sovietes.
    Estamos num estado de direito.

    Liked by 2 people

  5. Weltenbummler permalink
    2 Janeiro, 2018 15:19

    lixo humano é assim

    Nunca te foram ao cu,
    nem nas perninhas, aposto!
    Mas um homem como tu,
    lavadinho, todo nu, gosto!

    Sem ter pentelho nenhum,
    com certeza, não desgosto,
    até gosto!
    Mas… gosto mais de fedelhos.
    Vou-lhes ao cu
    dou-lhes conselhos,
    enfim… gosto!

    Antonio Botto

    Gostar

  6. Raghnar permalink
    2 Janeiro, 2018 16:56

    “Os raptores pediram boleia à vítima e, de seguida, bloquearam a sua viatura.”

    A senhora Bota achou muito seguro parar e dar boleia a três “jovens”, a hora tardia, aliás como a intelligentsia ocidental acha muito seguro acolher centenas de milhares de nativos de terceiro-mundo, de uma vez e de forma pouco controlada. Considero o racional subjacente a ambas as decisões bastante semelhante.

    O que interessa é não alimentar o “racismo” e a “ultra-mega-hiper-extrema-direita”, mesmo com a necessidade de fazer uns sacrifícios ao altar “multicultural”…

    Gostar

    • carlos alberto ilharco permalink
      4 Janeiro, 2018 22:54

      Não foi assim.
      A infeliz deu boleia ao namorado e a mais três pretos, quando terminou o que tinha estado a fazer num clube da Beira.
      Por azar dela o namorado saiu primeiro e ela continuou com os três assassinos.
      Foi uma imprudência, nunca se deve confiar num preto.

      Gostar

  7. Arlindo da Costa permalink
    2 Janeiro, 2018 17:45

    Politiza-se tudo! Até as mortes! Deus que perdoe estas mentes sujas!

    Gostar

    • Raghnar permalink
      2 Janeiro, 2018 17:52

      Já se sabe que é a esquerda, e a sua superioridade moral, que decide o que é ou não, legítimo, politizar.

      Falar em criancinhas com fome ou infecções hospitalares, por exemplo. Há uns tempos eram devido à “austeridade que mata”, agora quem ousa estabelecer relações de causalidade entre cativações orçamentais e falhas no serviço estás-se a “aproveitar politicamente”.

      Coerências….

      Liked by 1 person

  8. A. R permalink
    2 Janeiro, 2018 18:41

    Basta ver os insultos soezes a Inês Arrimadas, uma mulher que ganhou umas eleições na Catalunha, para ver a miséria, o nojo e o asco do feminismo tonto que por aí faz discurso.

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: