Skip to content

É hora de polir a arma

8 Julho, 2018

Três principais vertentes de pensamento à direita vieram à tona em Portugal nos últimos anos, não só mas sobretudo após a substituição do líder do PSD por Rui Rio.

(…)

A segunda vertente é a do aproveitamento dos piores cacos das juventudes partidárias com a tentativa de criação de novos partidos. Estes, dotados de marketing para incautos com tendências liberais e inspiração ideológica no mero carreirismo, surfando a onda das políticas identitárias importadas directamente das universidades anglo-saxónicas para terrace lounges e saunas lisboetas, pretendem, sob patrocínio da ALDE, repetir a façanha do PS ao agregar alegadas minorias oprimidas com o objectivo de um progressismo federal de integração europeia à revelia dos povos através do reforço dos poderes legislativos do Parlamento Europeu, esvaziando a democracia dos estados-nação em contra-ciclo com as tendências de uma Europa que, face à crise dos refugiados, encontra soluções democráticas no reforço dos seus direitos fronteiriços.

Anúncios
2 comentários leave one →
  1. 8 Julho, 2018 14:12

    Post na mouche !!, para as bestas ajoelharem e os cabrestos as levarem sob aplausos dos contentinhos-e-assim-chega.

    Gostar

  2. Arlindo da Costa permalink
    9 Julho, 2018 22:18

    A «direita» tuga continua ainda à procura da rolha?

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s

%d bloggers like this: