Saltar para o conteúdo

Este país mete nojo!

2 Outubro, 2018

Está na hora de começarmos a olhar para o nosso país doutra forma. Perceber que urge exercer a nossa cidadania para fazer uma purga a estes políticos corruptos, interesseiros, desonestos e criminosos. E rápido, antes que não sobre pedra sobre pedra e nos tornemos num Brasil ou numa fase mais adiantada, numa Venezuela.

É incrível como em menos de 4 anos foi possível destruir tanto em Portugal. Primeiro foi  a economia, que agora,  só vai de feição devido à conjuntura externa favorável e ao BCE (ainda), mas mesmo assim a abrandar perigosamente, porque cá dentro, a esmagar tudo o que mexe com novos impostos e subir escandalosamente os já existentes, asfixiou-se o mercado, assustou-se os investidores, instalou-se a desconfiança. E mais há de vir.

Depois foi  o descontrolo das finanças públicas, com promessas eleitoralistas populistas irresponsáveis  de gastos supérfluos com “boys” espalhados por todo o país, a reverter medidas de contenção na despesa pública sem sustentabilidade, a enterrar dinheiro de impostos  nas empresas públicas falidas entre as quais o banco do Estado e bancos privados, que lapidaram os recursos financeiros do país num ápice, provocando a falência técnica de tudo o que está ligado e dependente do Estado.

E agora, como se não bastasse, “mataram” a Justiça que devia ser um departamento independente, sem interferências políticas, mas que aos olhos de todos, estes dias, vimos desmoronar,  ao constatar que os governos, sempre que é do seu interesse, podem influenciar e muito, o rumo dos processos judiciais: foi a substituição de uma PGR que fez um trabalho extraordinário no combate à corrupção sem qualquer necessidade; um sorteio de um novo juiz para a Operação Marquês, cheio de irregularidades, mas que mesmo assim foi aceite o resultado!

Nos intervalos destas “escandaleiras” todas, temos um primeiro ministro que faz tudo o que lhe apetece, sem dar satisfações, sempre pela calada da noite – em compadrio com BE e PCP – sem transparência, sem prestar contas. Nada! E mente sem pudor! Não é que teve coragem de dizer ontem em horário nobre na TVI, que  “a dívida tem vindo a descer de forma sustentável” ao mesmo tempo que a imprensa dava conta que em Agosto deste ano, subiu para 250 mil milhões de euros quando em Dezembro de 2015 estava em 231 mil milhões?! É claramente um “Maduro” à portuguesa!

Temos ainda, para nossa desgraça, um ex-primeiro ministro arguido em vários processos crime a rir na nossa cara, porque o afastamento dos principais perigos à sua liberdade estão já arrumadinhos a um canto, certo que vai ainda conseguir ser indemnizado pelo Estado por “calúnia” como ele tanta vez o disse, para continuar a viver de luxos à conta dos portugueses contribuintes.  Um presumível inocente que tem visto TODOS seus recursos abortados, por todas as instâncias judiciais, provando assim que de facto há prova da sua culpabilidade e que não é nem um pouco perseguição do juiz Carlos Alexandre, mas sim, a justiça a funcionar uma vez na vida em Portugal para crimes de “colarinhos brancos”.

Para terminar com estilo, a Comunicação Social,desonesta ,parcial e completamente comprada pelo sistema, a propagar mentiras, a distorcer realidades, a embriagar a população de modo a mostrar um país inexistente, só para manter a narrativa do governo “gerigonceiro” marxista, a dar o empurrão final em direcção a uma estrondosa bancarrota e colapso social.

É triste ver que todos aqueles que têm o poder de construir um país melhor estão literalmente a matá-lo, a ele e seu povo, sem qualquer peso na consciência, sem qualquer receio sequer de virem a prestar contas por isso.

Este país mete nojo! Muito nojo! E se não formos nós, cidadãos, a acordar rapidamente, quando abrirmos finalmente os olhos, já será demasiado tarde.

Acorda meu povo!

Anúncios
69 comentários leave one →
  1. 2 Outubro, 2018 12:46

    Um desconhecido que leia isto pensa que se trata da Líbia, ou da Somália…

    Gente caída pelas valetas, sem assistência, supermercados com as prateleiras vazias (já nem é possível encontrar mais de 20 tipos de iogurte, como d’antes. nas prateleiras)…

    Gostar

    • 2 Outubro, 2018 12:58

      Reparo que não referiu a Venezuela.

      Tem problemas de presbiópia?

      Liked by 2 people

      • Mário Fernandes permalink
        2 Outubro, 2018 13:53

        Caro comentador,

        O problema do outro senhor não é ter a vista cansada: é mesmo o cérebro que, estando formatado, não consegue tratar devidamente a informação que lhe chega.

        Gostar

    • Cristina Miranda permalink
      2 Outubro, 2018 13:03

      Um momento de humor marxista? ahahahaha Muito bom. Vá fazer-se de desentendido pra junto doutra. Não cola.

      Liked by 1 person

      • 2 Outubro, 2018 21:31

        Ó D. Cristina, quem está a fazer-se de desentendida é V.Exa., ao dizer que em 4 anos Portugal passou de um paraíso a um nojo!
        Faz-lhe falta o Coelho, eu sei! E não percebe que os empresários portugueses andaram a brincar às alavancas de tal maneira que ficaram sem a empresas quase todas do PSI20. Esses é que não quiseram saber do futuro dos nossos filhos (o futuro dos filhos deles está assegurado). Os nossos andam hoje a trabalhar em CallCenters com uma licenciatura no bolso. Esses não se importaram de deixar de ser os donos de Portugal, quem vier a seguir que feixe a porta!
        Hoje “os donos de Portugal” são outros, quer a senhora estrabuche ou não.
        Foram os mausões dos comunistas que entregaram de mão beijada milhões de euros dos impostos aos fadistas do BPN, BPP, BES, BANIF, etc. não foram?
        E para resolver a crise o seu amigo Coelho não faz mais que ir pedir um fatia bem gorda dos ordenados dos FP e das pensões dos velhinhos.
        E como se isso não bastasse, ainda queria ganhar as eleições.
        Não há pachorra!

        Gostar

      • JMS permalink
        2 Outubro, 2018 21:58

        Caro Manolo,

        Além de se ter esquecido que o Passos ganhou as eleições, facto que o assusta e à escumalha que vc defende; também se esqueceu de referir que foi o seu patrão Sócrates (e o Partido Socialista, sim, os mesmos que estão hoje no “governo”) o(s) verme(s) que trouxe(ram) o país à bancarrota.

        Estar a culpar um gestor de insolvência (PPC) pelo estado do país como se fosse ele o principal culpado, assenta-lhe como uma luva pela estupidez demonstrada.

        Realmemte, os media andam a fazer um “bom trabalho” desde há cerca de 40 anos.

        Se o socialismo fosse algo de bom, não seria necessário aplicá-lo à força. E com os resultados que todos conhecemos.

        Liked by 5 people

      • mg42 permalink
        2 Outubro, 2018 23:03

        Oh JMS pergunte lá à dona Cristina em quem ela votou em 2005 e em 2009…
        “Se o socialismo fosse algo de bom, não seria necessário aplicá-lo à força. E com os resultados que todos conhecemos.”
        Alguem me me falou nas revoluções liberais do século XVIII e XIX, côrtes reais decapitadas, reis assassinados… Mas foi tudo tudinho em paz e auto-voluntário . O socialistas conspiraram e entregaram Angola e Moçambique, vocês liberais conspiraram e entregaram o Brasil .

        E sim, o sirios os iraquianos, e os libaneses sentem-se felizes com bombas liberais que lhes caem em cima todos os dias trazendo-lhe liberdade…

        Gostar

      • Cristina Miranda permalink
        3 Outubro, 2018 09:30

        O meu problema com a direita já vem de longe. Abstive-me várias vezes. E volto a fazê-lo se assim o entender. Sou livre. Não tenho partido. Tenho ideologia. Acredito q só um caminho leva à prosperidade. Se não me sinto representada, sou igual a qualquer Português. Não voto. Só uma correção: votei Sócrates em 2005 e 2009, sim. Não tenho problemas em o dizer. Jamais imaginaria uma bancarrota mas… também não acompanhava o país político como hoje faço devido a razões de afastamento por motivos de saúde. Em 2010 vitei Passos mas APENAS porque país acabara de falir. Não dava um tostão por ele. Meu círculo de amigos podem confirmar. Mas confesso, acabou por me surpreender APESAR de muitas críticas q lhe fiz.

        Liked by 1 person

      • 2 Outubro, 2018 23:14

        Eu não culpei ninguém de nada. Limitei-me a constatar o que nos conduziu à geringonça.
        Portugal não estava assim tão mal que necessitasse do “apoio” da troica. A provar isso estão os pagamentos antecipados que o país fez e fará em menos de 1/2 dúzia de anos. A provar isso está a evolução da classificação da dívida pública portuguesa que as principais agências de rating fizeram logo nos primeiros meses deste governo maldito (até comunistas por lá andam…). Os investidores não se importam que os gatos sejam brancos ou pretos, desde que caçam ratos. O PSD não conseguiu passar a imagem de gente séria a gerir as contas deste país. Não sabe caçar ratos, não serve para capataz da Merkel.
        Portugal nunca mais será um país independente… a não ser que haja uma guerra que leve isto tudo à estaca zero (tipo tsunami).

        Gostar

      • JMS permalink
        3 Outubro, 2018 00:14

        Caro Manolo,

        Os seus dois comentários são, no mínimo hilariantes.

        O mundo já mudou, desde o final do séc XIX tantas vezes que, vocês, por pura cegueira ideológica, ainda não digeriram essas mesmas mudanças e ainda permanecem no início do séc XX. Em 1917, mais propriamente.

        Julgar que uma ideologia criminosa como aquela que vc defende é que nos vai resolver qualquer problema que tenhamos, em qualquer altura da nossa história recente é, no mínimo, de uma desonestidade intelectual gritante e passível de enorme contestação, como sempre tem acontecido.

        Já agora, Portugal nunca foi um país liberal. Sempre foi um país de interesses instalados que não se podem confundir com liberalismo. Ler Fernando Rosas e coisas do género é o que dá. Só o confundem.

        Foi a implantação da República e todas as arbitrariedades que se lhe seguiram que geraram o 28 de Maio. Uma ditadura de 48 anos. Ela não caiu do céu.

        Quanto ao estado actual do país não fico admirado que vc ache o máximo, estarmos com uma dívida de 249 mil milhões de euros que, como bem sabe, irá ser paga pelos “pobres” que vc tanto “defende”. O SNS completamente de rastos, a educação a miséria que conhecemos, os transportes públicos excelentes, e, a cereja no topo do bolo, a justiça, finalmente ao serviço dos corruptos do costume, os donos do país.

        Resumindo, a Cristina tem razão naquilo que escreve e, quanto a vc, é melhor comprar um calendário e ir mudando as folhinhas. É que já estamos em 2018, séc XXI. Eu sei que ainda cá não chegou mas é uma questão de tempo.

        Liked by 3 people

      • 3 Outubro, 2018 09:13

        Caro JMS, nem todas as pessoas que não pensam como vc são socialistas. Experimente por um momento assumir essa verdade.
        O mundo mudou muito, por isso eu fui operado a uma neoplasia num hospital público, com bisturi a laser, e saí do hospital 3 dias depois.
        Desde o momento em que o câncro foi detetado até que a operação foi feita decorreram 3 meses. Não tenho queixa do SNS.
        Faço muitas vezes a viagem lisboa-portimão de autocarro o ou de comboio e levo 3:45 a fazer o percurso que no início do século (como vc diz) levada 8 horas.
        Moro em Oiras e gasto 12 mn a chegar ao Cais do Sodré de comboio. Comboios de 12 em 12 mn. São assim tão maus os transportes públicos?
        Sou contra o liberalismo porque sei que o macaco-homem tem um código genético que o leva a, quando pode, escravizar outros homens em seu proveito. O liberalismo é terreno fértil para que isso aconteça. A lei do mais forte. Talvez por ser cristão eu acho que os homens devem ser considerados todos iguais. E não só à nascença.
        E já agora! não se preocupe com a dívida portuguesa. Ela existe como garantia das concessões que fizemos ao capital estrangeiro. Ela existe para que hajam transferências a título de juros para quem no emprestou o dinheiro. Se a dívida deixasse de existir metade das empresas a laborar em Portugal encerravam as portas!

        Liked by 1 person

      • JMS permalink
        4 Outubro, 2018 00:31

        Caro Manolo,

        Não poderia deixar de lhe desejar as mais rápidas melhoras depois do episódio que narrou.

        Eu também estive internado cinco (longos) dias nos cuidados intermédios dos HUC, em Coimbra, em 2012, felizmente por algo, aparentemente, menos grave, onde fui hiper bem tratado, num hospital do SNS. E estávamos, não esquecer, no pico da crise “criada pelo Passos”.

        É habitual, com o PS no governo, o SNS ser rebentado, levado ao limite, quase a colapsar com as faltas de pagamento, normais do socialismo. No entanto, não deixam de se arvorar nos maiores paladinos defensores do SNS. Como deve calcular, falta-me a paciência para tanta hipocrisia e tanta filhadaputice dessa gente.

        Só cai quem quer. E só acredita nessa escumalha quem for muito burro ou tiver algo a ganhar.

        Liked by 1 person

    • A. R permalink
      2 Outubro, 2018 21:17

      Com em Venezuela acontecerá quando o dinheiro terminar. Vocês são especialistas: nunca falharam!

      Gostar

  2. Andre Miguel permalink
    2 Outubro, 2018 13:08

    Há pessoal que acorda. E emigra. O problema do país são os que ficam.

    Liked by 4 people

    • Mario Figueiredo permalink
      2 Outubro, 2018 13:39

      Lamento concordar.

      É que com toda a franqueza até fica difícil nestes dias dizer que gosto de Portugal. Começo inclusivamente a questionar o meu patriotismo, um sentimento que em tempos me orgulhava de ter. Não porque necessariamente me orgulhava do meu pais — pouco há para orgulho para além da sua história — mas porque me orgulhava de ser fiel ao meu país e desse sentimento de patriotismo que deve sempre guiar os povos.

      Mas a verdade é que vivo na Irlanda e daqui não quero sair. Já nem tenho representação fiscal em Portugal, ou sequer o desejo de visitar em férias com tantos e maravilhosos destinos noutras paragens. Não partilho desse emigrantismo atávico dos programas das manhãs de verão com todo o artificialismo de quem se diz saudoso de Portugal mas que nem pensar voltar e que está muito bem lá fora. Nada isso. Comigo a verdade é só uma: Aprendi a odiar essa merda aí. E se refilo e luto por isso é por que sei que é o meu país e não lhe posso virar as costas por inteiro.

      Mas, a minha reforma aqui já está garantida. Tudo que o que fizer os próximos 10 anos de trabalho antes de atingir a idade é só par somar. E ando a ver uma casa em Louth onde penso então viver o resto dos meus dias, porque sei (adivinho com confiança) que a minha geração das crianças e dos adolescentes de Abril é uma geração perdida no intervalo de tempo que vai levar a derrubar o socialismo em Portugal.

      Liked by 3 people

      • António Castro permalink
        2 Outubro, 2018 14:57

        Quanta razão Mário Figueiredo. Felizmente os meus filhos já seguiram o seu exemplo. Para mim, já é tarde.

        Liked by 2 people

  3. 2 Outubro, 2018 13:47

    Numa noite de insónia comecei a pensar na taxa turística. Quem chegue de avião a Portugal começa por pagar uma taxa turística, seja turista ou um português de regresso a casa.
    A taxa turística, tal como a taxa de dormida, não existia, e passou a existir. Os impostos surgem do nada, sobre o açúcar, o sal, o sol, os automóveis, as casas – tudo.
    O que recebe um turista em troca da taxa turística? Nada. Quem lhe fornecer alojamento ou transporte paga impostos e reflecte esses impostos no preço que cobra ao turista. Serviços públicos como recolha de lixo, policiamento, que o hotel paga através dos impostos.
    Generalizando da taxa turística para outros impostos, que surjem do nada e aparentemente não oferecem nada em troca, parecem mais multas, por infracções. É uma infracção vir a Portugal? Beber uma cola? Fumar um cigarro? Dormir num hotel?
    A bem da justiça a criação dum novo imposto ou taxa, qualquer imposto ou qualquer taxa, devia necessitar de passar pelo parlamento e ter aí uma maioria de 2/3. E ser muito bem explicado onde vai esse dinheiro ser aplicado, e fiscalizar periódicamente se está a ser usado onde deveria. A bem da justiça, os governos não deveriam poder criar impostos do nada, para sabe-se lá o quê.
    Eu compreendo a função redistributiva dos impostos. Não compreendo o assalto puro e simples ao bolso do contribuinte. Não compreendo a função punitiva, para isso há multas, que são já completamente desproporcionais.
    O Estado tem de providenciar estradas, pontes, educação, cuidados de saúde, policiamento, administração de justiça, limpeza de espaços públicos, etc.
    Sabemos que isso custa dinheiro. Sabemos que os Estado não produz, por isso tem de recorrer a impostos, não só para cumprir as suas funções, mas também para custear a máquina administrativa que recolhe e gere o dinheiro recolhido – o varredor camarário que de vez em quando passa pela minha rua não trabalha de borla.
    O Estado também recorre a empréstimos, que mais não são do que impostos futuros.
    Na sua génese os impostos são compreensíveis, são uma troca – dinheiro de todos usado para o bem de todos.
    Deixa de ser uma troca quando se quebra a proporção entre o que se paga e o que se recebe. No limite, passa a ser um roubo – quando o dinheiro vai numa só direcção e sob ameaça, é a definição de roubo.
    Há tempos, o governo, que representa o Estado, mas não é, embora os governantes, tal como o Rei-Sol, estejam convencidos que o Estado são eles, decidiu realizar um campeonato de futebol. Construíram-se muitos estádios de futebol, a preços exorbitantes. Estádios que depois ficaram vazios e em muitos casos a degradar-se. É justo pagarmos impostos para isso? Quando era mais urgente construír ou renovar hospitais, escolas, estradas, tribunais?
    É que quando o dinheiro é mal aplicado, os impostos são dinheiro privado deitado ao lixo pelo Estado – e que legitimidade tem qualquer governo para desperdiçar dinheiro do Estado?
    O governo não é o Estado, serve o Estado, representa o Estado, trabalha para o Estado. É pago para isso. Com o dinheiro dos contribuintes, os mesmos que não têm uma palavra a dizer sobre caprichos governamentais – nunca se fez um referendo a perguntar ao povo se preferia melhores escolas ou hospitais, ou estádios de futebol.
    Presentemente chegámos ao paradoxo de termos a maior carga fiscal da história, a maior dívida pública de sempre, e todos os serviços básicos que o Estado deveria prestar estarem em estado de ruptura financeira.
    Como é possível?
    A explicação óbvia é que o Estado está a gastar mal o dinheiro. Estamos a pagar os erros, a incompetência, e mesmo os crimes dos governos. Já não estamos a receber em troca do que pagamos. Recebemos uma pequena parte. Muito pequena.
    Assim sendo, os impostos já não são o que eram na sua génese – redistribuição.
    A taxa turística, que não existia e passou a existir, sem que nenhum serviço adicional seja prestado, é um bom exemplo desse roubo. É a troco de nada, é extorsão.
    Note-se a semelhança entre esse processo e as organizações mafiosas que extorquem dinheiro a comerciantes a troco de protecção…contra a violência física que eles próprios exercerão contra quem não pagar.
    O Estado tira dinheiro aos contribuintes a troco de nada, a não ser protecção contra a violência administrativa das multas e penhoras a quem não paga.
    Qual é a diferença?
    Para mais, e falando sem rodeios, o governo tornou-se numa organização mafiosa, com sucessivos escândalos, roubos, compadrios, venalidade e corrupção. Pior, tem a lei do seu lado porque criou as leis que lhe permitem roubar legalmente.
    Chamar Democracia a um sistema em que os políticos se blindaram completamente da voz do povo, da fiscalização dos seus actos, da punição dos seus crimes, é um erro.
    O problema não é novo, mas este governo, logo na sua origem, elevou-o a níveis nunca vistos. Até quando?

    Liked by 5 people

  4. Mário Fernandes permalink
    2 Outubro, 2018 13:57

    Pelo sim, pelo não, vou começar a arrebanhar sanitários usados nos entulhos das demolições e remodelações. Em Cuba, vendem-se sanitas e bidés em segunda mão (ou rabo).

    E será um negócio com futuro num país que mete nojo.

    Liked by 1 person

  5. mg42 permalink
    2 Outubro, 2018 13:59

    “É incrível como em menos de 4 anos foi possível destruir tanto em Portugal…”

    Não precisa de nos dizer a dona Cristina que já arranjou um novo “menino doiro”…
    O passado do que foi a governação do Passos já entrou em Esquecimento, talvez uma recordação aos comentários do falecido Medina Carreira nesse tempo a pudessem voltar a recordar.
    Sabe dona Cristina, o Costa está a utilizar o mesmo truque que o Passos utilizou para afirmar que conseguiram diminuir a divida pública, usando os numeros em percentagem do pib. Na verdade a divida pública tem vindo sempre a subir tanto no tempo do seu novo menino doiro, como no do agora menino de “bronze”. A justiça sempre foi instrumentalizada, ou acha que o rebentar do caso e a detenção do menino doiro perto das ultimas eleições legislativas foi apenas uma coincidência de circunstância ? Quanto à comunicação social o Passos parece que também “esqueceu-se” de privatizar RTP e acabar com a Lusa. E por acaso ainda se lembra do que aconteceu ao Alvaro Santos, e a venda do Ferry Atlantida por 8 tostões de milhões ? E a prometida revolução e descentralização na Educação que o ministro anti-Eduquês vinha fazer, que depois de 2 semanas decidiu metê-la na gaveta ? Etc, Etc…

    Gostar

    • Cristina Miranda permalink
      2 Outubro, 2018 16:45

      Mas, ouça lá? Já me viu idolatrar Passos Coelho ou outra figura política? Desde quando é q eu passo a mão na cabeça de quem erra, seja de q cor for? Enganou-se no número da porta. Essa narrativa não é pra mim. Quem me lê desde o início, e meu início aqui foi em 2016, sabe q não faço cerimónias quando é pra condenar ou aplaudir. Nunca disse q na governação de Passos não houve erros. Mas também sei q muito ficou por fazer porque neste país, os governantes não mandam sozinhos. E furar os interesses instalados é muito complicado para um homem só. Ele tentou muita coisa q esbarrou no Constitucional. Outras, o próprio sistema de lobbies. Sejamos honestos. No meio, muitos erros sim. Mas hoje, quem governa é a Geringonça e é a ela q tenho q pedir contas. Quando mudar, se mudar, farei exactamente o mesmo.

      Liked by 5 people

      • Mario Figueiredo permalink
        2 Outubro, 2018 18:35

        Ignore essa criatura. Cristina. Também estou a aprender a ignorá-lo. Ele (ou ela) vem para aqui com o discurso básico e maniqueísta que somos todos PSD ou CDS. Somente os pobres de espírito vivem na crença que não existe mais nada para além das suas fronteiras. E as fronteiras do MG terminam no seu umbigo untado com discurso de Abril.

        Depois, cada vez que é confrontado com as suas crenças, tenta nos convencer que não é uma marioneta da esquerda. Que não senhor, não é um socialista e proto-comunista burguês que defende o estado padrinho-social e o estatismo marxista. Logo ele que só tem meiguices para distribuir pela direita, o capitalismo e o liberalismo clássico.

        É um charlatão. Um auto-intitulado sofista que presume ter uma sabedoria superior capaz de confrontar o inimigo com os seus erros e assim deslegitimar o seu discurso. Tão convencido está na eficácia desta falácia que não é capaz de fazer mais nada no Blasfémias que não seja ser do contra, sem nunca lhe ouvirmos um principio ou uma ideia que seja. Não é que não as tenha. Tem-nas em abundância e colecciona-as dos mesmos livros de Catarina Martins, António Costa, das Manas Mortágua e do João Galamba. Mas como o seu objectivo mesmo é vir trolar aqui para a tenda do inimigo, esconde-os. E na sua imensa inteligência acha que se o seu disfarce de Pinóquio vai resultar.

        Mas nem na plateia consegue acertar. É quixotesco este pinóquio.

        Liked by 2 people

      • mg42 permalink
        2 Outubro, 2018 20:52

        “Ignore essa criatura. Cristina. Também estou a aprender a ignorá-lo. Ele (ou ela) vem para aqui com o discurso básico e maniqueísta que somos todos PSD ou CDS.”

        Oh caro figueiredo como tem passado, está tudo bem seu fariseu cobardola . Se existe alguma coisa em comum entre si e sua odiada Catarina é a sua capacidade projeção freudiana, e de adjetivação grunhida acusatória . Você sai bem aos seus. O Caifas teria orgulho se si.

        Gostar

      • lucklucky permalink
        3 Outubro, 2018 02:04

        Foi Passos Coelho que também aumentou impostos e pior criou novos.

        Por isso não percebo como pessoas que criticam a Esquerda pela mesma coisa o defendem.

        Gostar

      • Cristina Miranda permalink
        3 Outubro, 2018 09:17

        Negativo. Não foi Passos coelho. Estava já tudo negociado no memorando de entendimento negociado e assinado com Sócrates ANTES da tomada posse de Passos. Querem q via prove isto aqui? Tenho o documento. Ah! Também posso vos deixar os links do Sócrates a anunciar os cortes nos salários e pensões e aumento brutal de impostos. Disponham

        Liked by 2 people

    • mg42 permalink
      2 Outubro, 2018 17:57

      A Mortágua e a Catarina Martins também não idolatram o Chavez nem o Maduro, apenas dizem que foram cometidos “erros”.

      E prontos é tudo uma questão do que é o “ter de pedir contas hoje” e não do que foi o passado e como chegamos aqui, como é tão conveniente.
      Amanhã quando os que lá entrarem forem da “equipa” dos que apenas cometem “erros”, o país passará a deixar de ser um nojo, e de ser destruido, para ser o país onde “ficou ainda muito por fazer”, como se tivesse sido feito alguma coisa e que só não foi porque “não os deixaram”.

      Também devia ser essa a mesma posição que a dona Cristina teve, quando votou 2 vezes no menino doiro do PS, em idade bem já madura. O país era um nojo “estava de tanga” a caminho da destruição, mas assim que o menino doiro tomou o poder com o apoio e o voto da dona Cristina, o país deixou de estar e passou-se só a cometer “erros”.
      O tempos mudam, as pessoas não, apenas viram o disco e tocam o mesmo…

      Gostar

      • PiErre permalink
        2 Outubro, 2018 20:27

        Falas por ti, então: viras o disco e tocas o mesmo.

        Liked by 1 person

  6. Manuel permalink
    2 Outubro, 2018 14:22

    Brilhante artigo. Vá arquivando, quando chegar o resgate, começa a publicar um a um, para ver se os partidos e os jornalistas têm vergonha. Jornalismo não há e os partidos, mesmo os da “chamada direita” é tudo farinha do mesmo saco. Veja lá se a Cristas não se calou com a substituição da joana Marques Vidal? Mandou um lampião, Telmo Monteiro, dizer umas frivolidades.

    Liked by 4 people

  7. weltenbummler permalink
    2 Outubro, 2018 14:56

    ‘quem se mete com o ps, leva’
    ‘o dinheiro é do ps’

    Liked by 1 person

  8. Manuel Peleteiro permalink
    2 Outubro, 2018 15:08

    A culpa não é dos políticos que temos mas de quem os põe lá. O mais provável é que mais 5€(aos funcionários públicos) venham a conseguir a maioria absoluta e com isso e a troca de juizes e Procuradora conseguirem o arquivamento de processos de milhares de milhões. Não é o pais que mete nojo, é todo um povo que vende a alma por 5€.

    Liked by 4 people

  9. Leunam permalink
    2 Outubro, 2018 15:22

    Cristina:
    Um texto perfeito e claro como água.

    AB:
    Um texto sublime e claro como água.

    Obrigado a ambos pelo vossa capacidade de desmascarar a mentira e a maldade que se abateu sobre Portugal.

    manoloheredia e Mg42

    Fazeis parte do grupo dos VESGOS que jamais construirá algo de bom onde quer que estejam.

    Liked by 1 person

    • Cristina Miranda permalink
      2 Outubro, 2018 16:32

      Mg48 não é vesgo. Apenas é do contra, não importa o q eu diga. Ah! Ah! Ah!

      Gostar

    • mg42 permalink
      2 Outubro, 2018 19:17

      A curva do crescimento da dívida pública bruta é ESTRITAMENTE CRESCENTE desde 91.

      “Fazeis parte do grupo dos VESGOS que jamais construirá algo de bom onde quer que estejam.”

      Um conhecido meu obcecado com o clube de futebol dele, irritado e muito indignado por o clube dele ter sido prejudicado pelo árbitro, disse-me a mesma coisa à uns anos atrás, quando lhe respondi que o problema se resolvia facilmente, quando todos os “militantes” e os seus clubes incluindo o dele ,começassem a recusar e a denunciar os resultados que os beneficiassem. Até hoje acha que tem razão, e que são os outros seus adversários os responsaveis pela decadência e destruição do desporto.

      Liked by 1 person

  10. João Pedro Lopes permalink
    2 Outubro, 2018 16:08

    Cristina, és uma pilha de nervos

    Gostar

    • Cristina Miranda permalink
      2 Outubro, 2018 16:30

      Não. Sou determinada e possuo anticorpos muito activos contra corrupção no poder.

      Liked by 2 people

  11. LTR permalink
    2 Outubro, 2018 16:36

    Espectacular teria sido o dr.Costa perguntar ao ilustre entrevistador qual foi a fonte “altamente” que lhe deu a dica para a notícia sobre o Banif que veio na hora “H”, nem se ele espera ir preso como perguntou a senhora da RR ao sócrates na noite da derrota nas legislativas? Isso sim, seria entretenimento.

    Liked by 1 person

  12. LTR permalink
    2 Outubro, 2018 16:41

    Triste país onde um homem, para mostrar quem manda, faz o que fez com a PGR, como fez a Cavaco obrigando a nomeá-lo sob pena de uma crise que eles próprios tratariam de criar e alimentar, como fará com a mudança da hora. Embora subtis, isto são formas muito perigosas de panca.

    Gostar

  13. José Domingos permalink
    2 Outubro, 2018 16:42

    Lamento tornar-me repetitivo, mas os portugueses são na sua grande maioria, um povo labrego, que vende a mãe, se tiver algum lucro nisso. Pensa e vota com a carteira, quer lá saber do futuro dos filhos e netos, não vai cá estar.
    Somos o único país da eu, onde os carros têm na matricula o mês e ano, sim, não vá um vizinho andar a armar ao fino com um carro mais velho que o meu.
    O web summit não sai de cá, porque aquilo parece um circo com o robin medina, o costa maduro e o pastel de belem aos pulos no palco e provavelmente a dar algum incentivo por fora, sem dar contas a ninguém, porque são os donos disto.
    Estou velho para me ir embora desta pocilga, quando me levanto, fico doente, com tanto servilismo, inveja e mal dizer.
    O jornalixo nacional a aplaudir de pé, pela censura dos comités dos comissários políticos das redacções ,
    Aguado o dia em que o país, tropece no avental, e caia de focinho no chão.

    Liked by 5 people

  14. José Nunes permalink
    2 Outubro, 2018 18:38

    Assistimos ontem a uma entrevista completamente encenada do alegado PM de Portugal em que dois pseudojornalistas completamente vendidos não foram capazes de confrontar a criatura com algo incómodo. Afirmou a criatura, sem se rir (normalmente quando manda estas bujardas ri-se, parecendo que está a gozar connosco), que os impostos baixaram com a geringonça. Afirmou, novamente sem se rir, que a dívida está a baixar para níveis comportáveis. Aquelas duas abéculas não foram capazes de lhe dizer “olhe que não, olhe que não”. Ai se fosse o PPC! Este país mete realmente NOJO! Mas a CS tem larga responsabilidade.Tirando algumas excepções ou são vendidos ou são incompetentes!

    Liked by 2 people

    • carlos alberto ilharco permalink
      2 Outubro, 2018 22:57

      Explicou tudo.
      E explicou também porque é que o texto da autora não vai dar em nada.
      Noventa por cento dos tugas acredita piamente no que a televisão lhe deita pelos cornos abaixo.
      Ainda ontem, uma pessoa que eu julgava inteligente e informada, disse-me que o Eixo do Mal era o melhor programa a que já tinha assistido.

      Liked by 2 people

  15. procópio permalink
    2 Outubro, 2018 18:44

    https://media3.giphy.com/media/QV5vp1BYenfCE/giphy.gif?cid=3640f6095bb397076d32536759d904f3
    A náusea não é a melhor forma de acordar.

    Gostar

  16. procópio permalink
    2 Outubro, 2018 18:58

    Vamos precisar o que se passa no sítio.
    A maior parte das pessoas é boa gente, não merece o nojo.
    Continua a haver é quem se deixa intrujar com a história do bilhete premiado
    Os intrujões são uma minoria, activa, apoiam-se em operações bem calculadas, compram os merdia assim como investem grandes somas de dinheiro roubado nestes e naqueles. Os que estão nos centros de decisão são a prioridade. Os intrujões sabidos investem boa parte do roubo nessas “compras”.
    É preciso que aconteça algo para que o ciclo rompa. Vai acontecer. Não é para já.

    Gostar

    • Cristina Miranda permalink
      2 Outubro, 2018 19:01

      O texto é claro a que nojo me refiro. É só ler.

      Gostar

    • Mario Figueiredo permalink
      2 Outubro, 2018 19:54

      “Continua a haver é quem se deixa intrujar com a história do bilhete premiado”

      Não posso concordar com a ideia que a ignorância justifica. Se comprei a Torre Eiffel eu sou seguramente mais culpado do que quem ma vendeu. Aliás, acho que é precisamente por casa de uma cultura de desresponsabilização da vítima, que é possível fazer crescer e tirar partido da ignorância. Esta deveria ser tratada como quase se de um crime se tratasse. Obrigaria as populações a se manterem mais e melhor informadas e não seriamos sistematicamente governados por gente menor que nós.

      “A maior parte das pessoas é boa gente, não merece o nojo.”
      Também não. A maior parte das pessoas merece precisamente o que têm. De outra forma não o tinham. Muito menos num estado democrático onde o poder do voto pode mudar o rumo de um país. Portanto em democracia somos o que temos e temos o que somos. Se temos isto é porque é isto que somos. Por outro lado, na mesma linha de raciocino acima, é preciso responsabilizar as pessoas pelas suas escolhas políticas. Não apenas os políticos, mas quem os elege. É preciso que a democracia o seja em pleno e para isso precisa de o ser em consciência. E para isso precisa de o ser informada. E para isso precisa de o ser responsável.

      O que está acontecer no Brasil é um reflexo dessa desresponsabilização. É o que permite um transito em julgado ser acolhido nas ruas como um herói e um extremista vir a ganhar eleições. E depois é o que permite que o povo sempre diga que a culpa é do outro e nunca dele próprio.

      Gostar

      • carlos alberto ilharco permalink
        2 Outubro, 2018 23:01

        Como sabe a Torre Eiffel foi vendida porque o aldrabão apresentou-se com papeis muito realistas como sendo do Governo que a queria desmantelar porque ameaçava ruína, mas tudo tinha que ser feito em absoluto segredo
        Acho até que foi vendida duas vezes.
        Nem sei como o Sócrates não imaginou nada semelhante.

        Gostar

  17. santos permalink
    2 Outubro, 2018 20:11

    HOJE HÁ CENSURA ? (A PIDE prendeu um jornalista porque escreveu que Salazar havia castrado os portugueses. Será verdade ?)
    ABRA OS OLHOS : Só agora ? Não é há quatro ,.. Há já quarenta anos que o país(?) mete nojo . 20 anos escavacados e 10 anos mal passados e mais 10 anos esburacados . E agora enCostados às cordas e loucamente emBlocados . Roubado e ardido .É triste dize.lo mas foi Salazar o unico politico que A Bem da Nação nunca roubou um tostão . E para os ignorantes foi no periodo de 1950 a 1973 (e no pos.CEE) em que o nivel de vida dos portugueses cresceu relativamente aos paises mais ricos da Europa .E hoje voltamos aos niveis de 1973 . Dizem para ai que os portugueses vivem melhor , certo , mas endividados !..A Justiça está politizada . E pior , se o Salazarismo limitava a Justiça , hoje é a estupida Opinião Publica (a Moderna Inquisição) envenenada com o famoso “politicamente correcto” ..O que mete nojo é dizer-se que a ex-PGR fez um trabalho extraordinário . Apenas foguetes , está iludida com o barulho dos foguetes mas.desconhece os danos por não saber onde eles vão cair .Não investigou .Apenas o espectaculo da violação do segredo de justiça . Perseguiu . Mas com ataques de Alzheimer (submarinos & Cª) . A critica sem razão ao sorteio do IVO é uma ofensa ao sistema judicial . Mas não criticou o então sorteio do Alexandre que foi uma fraude . Então esteve calada . Agora para o ignorante . Em Direito o que conta é a verdade formal . Uma presumida verdade formal relativa a Socrates jamais será provada . . A verdade real só ele a conhece . Contudo , ele já foi julgado e condenado na Praça Publica como convinha à incompetente ex-PGR .Não é ela que paga a indemnização … O que mete nojo é num presumido Estado de Direito que assim não é , ver o Socrates ser preso no aeroporto , com a TV previamente avisada , sem provas como agora viemos a saber , em vesperas de eleições , prejudicando o PS . Mas a final , será o país que mete nojo ? Mas o que é o PAÍS ??? Um bando de castrados ? Certamente um Povo em vias de extinção a par de uma geografia colonizada .
    UMA ODE À LOUCURA DE SÓCRATES
    O ALDRABÃO DE FEIRA
    Já não existe o meu Mundo de Papel.
    O Mundo não é de papel.
    O Mundo não é de ninguém
    e neste Mundo EU já não sou ninguém .
    Para me salvar venha alguém
    mas EU também não salvei ninguém
    Não tenho par’ aonde fugir
    e tenho um Partido a fugir
    Há quem diga que vão sofrer como EU sofri
    mas vão sofrer como EU não sofri.
    Até à Independente desde a Guarda e Covilhã
    com trafulhices Juntei tanta lã
    que em OURO se transformou
    quando em ALCOCHETE passou
    e INDEPENDENTE me tornou …
    (BANDARRA)

    Liked by 1 person

  18. Euro2cent permalink
    2 Outubro, 2018 22:51

    A camarada Cristina ainda vai apanhar uma úlcera, e em vão, porque não me parece que Portugal seja o género de país em que um indignado subleva o povo para derrubar o regime.

    Quer dizer, não é que não fosse razoável. Só não me parece provável, dado o registo arqueológico da zona.

    Gostar

  19. procópio permalink
    2 Outubro, 2018 22:52

    Mário Figueiredo teoricamente tem razão. Na prática terá que concordar que a maioria não votou insano, que ao longo dos anos a população portuguesas é o que é.
    Se voltar a ler Eça, Ramalho, nota que não mudou muito.Trata-se de um povo atraiçoado pelas suas elites, iletrado, não obstante as pseudo-licenciaturas ao domingo, fortemente alcoolizado, mal nutrido, privado de gente corajosa que emigrou, zarpou em direcção ao mundo onde não existem grilhetas, tugas baris enganado por políticos corruptos, exclusivamente interessados em votos e em algibeiras cheias, captado por oligarcas sem rosto, feministas histéricas e ideologias do plioceno, distraído por jogos com resultados combinados, iludido pela aparências de sorteios manhosos, aturdido pelo ruído da informação inquinada a preceito, intoxicado pelo lixo e pela maldade.

    Leia as parangonas, delicie-se com a fotografia dos ilusionistas sorridentes.

    “Governo negoceia com partidos novo aumento extraordinário das pensões até 10 euros. Mas não aceita fazê-lo em janeiro. Medida deve avançar em agosto e custará cerca de 100 milhões, menos que em 2018”.

    Estou agora mesmo a sair do Procópio, a noite está apetecível, quero acreditar em tudo!
    Será que a minha avózinha vai voltar a ter um aumento de 2 euros?
    Se ela ainda estiver viva.
    Vê como se enganam os tolos?

    Liked by 2 people

    • Chopin permalink
      3 Outubro, 2018 00:08

      As eleições serão em Set/Out. É evidente que o aumento terá que ser em Agosto 🙂
      Pode parecer rabo escondido com elefante de fora, mas funciona. O socialismo indiano sabe-a toda.

      Gostar

  20. Arlindo da Costa permalink
    3 Outubro, 2018 02:26

    Credo, Drª Cristina! Portugal é um país tão belo!

    Gostar

  21. Sérgio Gonçalves permalink
    3 Outubro, 2018 03:08

    Mas é o país ou os portugueses? É que parece-me mais o 2o do que o primeiro, apesar do 1o também não ser uma coisa extraordinária.

    O caminho trilhado nos últimos 40 anos é do agrado da generalidade dos portugueses caso contrário não tínhamos partidos de esquerda com tão forte representação parlamentar.

    À Cristina custa-lhe que isto seja assim mas a maioria das gentes que aqui vivem – que pode ser adjetivada de inconsciente, ignorante ou ingénua – acha que este é o caminho correcto. É a chamada ditadura dos palermas… Tenho pena, mas só vejo duas soluções, emigrar para um país melhor (?!) ou então resignar-se a esta mediocridade generalizada e desistir.

    Lutar? Para quê e como? Recordo, a maioria dos portugueses concorda com aumento de impostos para rendimentos mais altos, aumento de pensões, nacionalização da TAP, perdão da dívida da Carris, STCP, financiamento da RTP, CP e da cultura, estatização da educação, SNS gigante e completamente ineficiente desde que se tenha um Centro de Saúde à porta, etc. Quando assim é, lutar porquê e como?

    Gostar

    • mg42 permalink
      3 Outubro, 2018 04:18

      “a imprensa dava conta que em Agosto deste ano, subiu para 250 mil milhões de euros quando em Dezembro de 2015 estava em 231 mil milhões?! É claramente um “Maduro” à portuguesa!”

      De 231 a 250 são 19 mil milhões, que por ano dá 6.3 mil milhões,
      De 2011 com a divida publica a 196 , até 2014 a 226 dá 30 mil milhões, que dá por ano 10 mil milhões (isto em austeridade financeira)

      Conclusão pra dona Cristina, o Costa é claramente um “Maduro”, já o Passos cometeu só “erros” e foi uma vitima do sistema…

      A dona Cristina é uma comediante, por favor não me faça rir mais.

      Gostar

      • Cristina Miranda permalink
        3 Outubro, 2018 09:12

        Sim. O Costa age como Nicolás Maduro. É ditador, é mentiroso, manipulador, incompetente, populista, egocêntrico, egoísta, traidor, marxista. Qualquer outro governante antes dele, superou-o. Nunca Portugal teve tão mau líder.

        Liked by 2 people

    • mg42 permalink
      3 Outubro, 2018 04:22

      Peço desculpa, o correio foi desviado para o destinatário errado .

      Gostar

    • Cristina Miranda permalink
      3 Outubro, 2018 09:12

      Se lesse o texto saberia a q nojo me refiro – o país político

      Liked by 1 person

  22. mg42 permalink
    3 Outubro, 2018 04:21

    “a imprensa dava conta que em Agosto deste ano, subiu para 250 mil milhões de euros quando em Dezembro de 2015 estava em 231 mil milhões?! É claramente um “Maduro” à portuguesa!”

    De 231 a 250 são 19 mil milhões, que por ano dá 6.3 mil milhões,
    De 2011 com a divida publica a 196 , até 2014 a 226 dá 30 mil milhões, que dá por ano 10 mil milhões (isto em austeridade financeira)

    Conclusão pra dona Cristina, o Costa é claramente um “Maduro”, já o Passos cometeu só “erros” e foi uma vitima do sistema…

    A dona Cristina é uma comediante, por favor não me faça rir mais.

    Gostar

    • Cristina Miranda permalink
      3 Outubro, 2018 09:07

      Você é q é o comediante falacioso aqui. Está a deturpar factos por forma a perpetuar mentiras. Sócrates negociou dívida q sabia iria REFLECTIR NOS ANOS SEGUINTES!! O governo q se seguiu para gerir a bancarrota q ele deixou HERDOU essa factura. Por isso os valores da dívida, disparam. Durante 4 anos não só a reduziram como a estabilizaram. Depois veio PS, já com o país recuperado, sem Troika, e fez disparar a dívida de NOVO até à próxima bancarrota. Vá pregar suas mentiras para o deserto. E escusa de papaguear mais. O q acabo de afirmar está devidamente documentado. Negar só o torna ridículo. Pra variar.

      Liked by 3 people

    • 4 Outubro, 2018 03:33

      “Depois veio PS, já com o país recuperado, sem Troika, e fez disparar a dívida de NOVO”

      Olhe que com esta não aguento mais Dona Cristina, por favor não me mate de gargalhadas.

      Por muito trafulha que o Sócas e o PS tenham sido, parece que a sua memória dona Cristina, assente “devidamente em documentos factuais” não a recordam, que foi durante o mandato do PS do Sócas, que a crise financeira mundial lhes caiu em cima. E foi sobretudo a partir desse período que explode a divida pública, que aliás não afectou só Portugal mas toda a Europa. A própria Comissão Europeia, recomendava aos países da UE nos primeiros anos da Crise financeira, o aumento da despeza e do investimento público, para tentarem contrabalancear o desemprego e as quedas das economias. A famosas criticas à Alemanha dos seus excedentes orçamentais por parte da comissão Europeia, da França e Inglaterra, e até mesmo do FMI vêm daí.

      Os “documentos devidamente factuais” da dona Cristina, parecem também faltar páginas, relativas às brincadeiras de Passos com as suas supostas extinções das Fundações públicas, as supostas renegociações dos contratos das PPPs. Ou o que o coitado heroi da nação, fez ao Álvaro Santos, quando lhe bloqueou ação contra a EDP na questão das rendas, para provavelmente salvar o seu querido súbdito ministro, do fracasso que foi da internacionalização do pastel de nata.
      Assim como o caso da querida girl do Passos, a Luisinha M Albuquerque, e o seu namoro com o PS do Sócas, na elaboração romântica de contratos de Swaps. E que só ao final de dois anos de estar no governo do Passos e de ter tido um prejuizito acumulado de 1700 milhões de euros nesse periodo é que se lembrou que eles existiam .

      E para finalizar, procure lá bem dona Cristina, se encontra nos seus “documentos devidamente factuais”, para o facto de que apesar do Sócas ter celebrado contratos com calendarizações de pagamentos do Estado, para que não incidissem grandemente sobre o seu mandato. A governação do 2º mandato de Sócrates durou apenas metade do tempo. O que significa que Passos ainda beneficiou dos dois primeiros anos de governação do calendário de pagamentos adequado ao mandato do Sócas .

      Mas faz muito bem dona Cristina, continue a fazer afirmações devidamente documentadas, pois tenho a certeza que o seu coração é cheio de “boas intenções”, que eu vou para ali pró deserto pregar mentiras e falaciosamente deturpar os factos …

      Gostar

      • Cristina Miranda permalink
        4 Outubro, 2018 11:57

        Não precisa de ir pro deserto pregar essas mentiras. Já o está a fazer aqui no blasfémias e muito bem.

        Gostar

  23. 3 Outubro, 2018 09:28

    Magnífico texto.
    Que nojo este país aldrabão mete!

    Liked by 2 people

  24. JgMenos permalink
    3 Outubro, 2018 09:33

    O ESTERCO:
    Quando um programa informático dá erro, dá erro sempre, não tem meios de autocorrecção.

    Quando dá certo à 4ª tentativa, é porque o certo estava predefinido.

    Alguém conheceu explicação alternativa?

    Gostar

  25. 3 Outubro, 2018 10:17

    Muito bem D. Cristina, texto “tirado” na íntegra da minha boca. Mete nôjo!

    Liked by 1 person

  26. 3 Outubro, 2018 10:18

    Republicou isto em Palhota-da-Malamala.

    Gostar

  27. 3 Outubro, 2018 12:10

    Comunismo para totós!!

    Liked by 1 person

  28. Francisco G. Noné permalink
    3 Outubro, 2018 22:19

    Sou obrigado a concordar com a Cristina, -com muita pena minha, sinceramente!-com uma pequeníssima correção: Sócrates ainda foi pior, tal como Teixeira dos Santos foi pior Ministro das Finanças do que Centeno, o sorridente Ministro das cativações: dou-te 1000, mas- que pena minha!-só podes gastar 500!
    Veja-se, por exº., o que se passa na Saúde e principalmente no Porto! Isto sem falarmos da Educação, Defesa ou- óh!incrível escândalo! na Justiça…
    E estamos completamente conversados…

    Liked by 1 person

  29. 3 Outubro, 2018 22:48

    Este país mete NOJO!!!!
    Esta solução governativa mete NOJO!
    Todos eles metem NOJO.
    Acorda Portugal.

    Liked by 1 person

  30. raCSt14CrAmirocarrola@sapo.pt permalink
    4 Outubro, 2018 18:26

    Nojo, nojo e mais nojo… é o que sinto deste país de trampa ‘gerinconcico’.
    Sorte malvada!

    Liked by 1 person

Trackbacks

  1. Este país mete nojo! – PortugalGate

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: