Saltar para o conteúdo

Cultura: o que fazer com a “maldição” de Manuel Maria Carrilho

26 Dezembro, 2018

 

20_1996-2

 

Nos anos 60, depois de um período de grande sucesso, o treinador Béla Guttmann, também por causa de dinheiros, foi-se embora do Benfica, deixando para trás, alegadamente, uma maldição. Não sabemos se a história é verdadeira ou não, mas sabemos que, até hoje, a realidade ainda não a conseguiu desmentir. Será que Manuel Maria Carrilho, que não é propriamente conhecido pelo seu bom feitio, deixou na Ajuda algo do género, uma espécie de “depois de mim, ninguém será feliz neste lugar”?

 

 

Anúncios
14 comentários leave one →
  1. weltenbummler permalink
    26 Dezembro, 2018 10:19

    iam a Viena mijar-lhe na campa
    a cul tura sempre foi uma merda

    Gostar

    • Zé Manel Tonto permalink
      26 Dezembro, 2018 17:29

      Não sei de quem será essa cultura, mas o senhor Eusébio, em 1990, quando o Benfica foi jogar a final da Taça dos Campões Europeus com o Milan, em Viena, foi por umas flores na campa de Guttmann.

      Não resultou, mas há culturas e culturas.

      Gostar

  2. 26 Dezembro, 2018 10:19

    Ontem assistimos a mais uma especificidade portuguesa.
    O Diabo a fazer uma mensagem de Natal!

    Liked by 1 person

  3. Prova Indirecta permalink
    26 Dezembro, 2018 13:42

    E por falar em cultura , já viram o filme Merry Christmas Mr Vara do realizador Agacha Tochina ? Grande longa metragem, o Armando vai ganhar um òscar .

    Gostar

  4. Luis permalink
    26 Dezembro, 2018 14:46

    Nos tempos do Guterres, se a memória não me falha, o total que o Estado gastava em termos absolutos seria pelo menos 40% abaixo do que gasta hoje. Ou seja, em «Cultura» se calhar gasta-se mais agora, em termos absolutos, que há 15 ou 20 anos. Além disso, do Orçamento de Estado sai dinheiro para a «Cultura» que não vem do Ministério, mas sai via financiamento público às Fundações, e via apoios dados pelas autarquias. Portanto, no bolo total de ajudas à «Cultura», falta incluir o apoio dado pelas Fundações e pelas autarquias. Ou seja, na realidade ninguém sabe quanto dá o Estado à «Cultura».

    Gostar

    • Tiro ao Alvo permalink
      26 Dezembro, 2018 21:01

      Tem razão. Os nossos jornalistas são avessos a fazer cotas e a fazer perguntas indiscretas.

      Gostar

      • Tiro ao Alvo permalink
        27 Dezembro, 2018 08:54

        Contas, fazer contas. Era assim que queria escrever. Desculpem.

        Gostar

  5. rão arques permalink
    26 Dezembro, 2018 16:02

    CULPURA
    “Zé Pedro dos Xutos teve honras nacionais … ! Catalina Pestana protetora das nossas crianças da Casa Pia , foi ignorada ..!!!”
    Os agora ocupantes do poleiro dão-se mal com quem os desmascara.

    Liked by 2 people

    • Prova Indirecta permalink
      26 Dezembro, 2018 17:11

      Foi o melhor que aconteceu à família , não fizeram lá falta nenhuma os políticos de circunstância , que descanse agora em paz , foi uma grande lutadora , obrigado Catalina !

      Gostar

  6. Artista português permalink
    26 Dezembro, 2018 19:51

    Não se percebe tão mau agoiro à nova titular da pasta. Porque não dar-lhe o benefício da dúvida? Ela agora ainda lá chegou e aquele penteado promete.Uma coisa é certa: pior do que o Diabo mascarado de Pai Natal não vai ser

    Gostar

  7. Alberto Silva permalink
    26 Dezembro, 2018 19:58

    O secretário de estado das comunidades, José Luis Carneiro, o careca, disse para quem quis ouvir que o Estado Português tem condições para receber os portugueses da Venezuela que queiram regressar a Portugal ou à Região Autónoma da Madeira.
    Se ele o diz é porque o sente.
    E não ouvi ninguém a chamar-lhe ignorante.
    Como diz o outro, é o país que temos. Pois.

    Liked by 1 person

  8. André Miguel permalink
    26 Dezembro, 2018 20:59

    A maldição chama-se “Mário Soares”. Depois dele o país nunca mais foi feliz. Ou melhor: a maldição são os Aventais: há mais de um século a f@der o país.

    Liked by 1 person

    • Luis permalink
      26 Dezembro, 2018 23:44

      Mal por mal o Guterres quando era PM não deu confiança à malta do Bloco nem ao PCP. Talvez por ser católico, digo eu… mesmo o Mário Soares na hora h pôs o comunismo e o socialismo mais radical na gaveta. Só lamento que o Seguro, o Assis e o Beleza na hora H não tenham tido coragem de fazer um novo partido de Centro-Esquerda. Sempre achei que quando o Soares partisse o partido viraria muito mais à Esquerda.

      Gostar

  9. Velho do Restelo permalink
    27 Dezembro, 2018 11:53

    Tudo muito bonito, mas “investir na cultura” e “dar dinheiro a (a)gentes da cultura” são coisas muito diferentes! Lá pelos anos 80 estava eu ali por Tancos e apareceu um grupo de “gentes da cultura” para fazer um filme em Almourol! Metia ninfas descascadas a banharem-se no Tejo, cavalos cedidos pela GNR e uma longa estadia num hotel da ordem do templo em Tomar. Fiquei curioso, e foi com muita sorte que um ou dois anos mais tarde consegui ver na TV o resultado de tamanho “investimento cultural”! Um mini documentário de cerca de 3 minutos, quase todo filmado na Torre de Belém, e as cenas de Almourol não chegavam a 1 minuto ! Se houve ou não dinheiro do orçamento do estado envolvido não sei, mas gostava de saber. O certo é que o rendimento desta cultura é muito reduzido …

    Gostar

Deixe uma Resposta para Artista português Cancelar resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: