Saltar para o conteúdo

A falta que fazem academias de boxe

21 Outubro, 2019

Qualquer que seja o ângulo, não consigo entender as razões que levam largos milhares de pessoas a encherem as ruas de cidades espanholas na região da Catalunha. Não é como se a selecção espanhola tivesse vencido o campeonato do mundo, como aconteceu em 2010.

Alguns dirão que se trata do “direito à auto-determinação”, algo parecido com o discurso bloquista aquando da crise socrática que trouxe a troïca. Na altura era a “ingerência da Alemanha” nos assuntos de Portugal, como se as notas que o funcionário público tira do banco não fossem, de uma forma ou de outra, impressas em Berlim. Outros dirão que se trata de reacção aos “presos políticos”, expressão que agora também serve para designar políticos que são presos pelos crimes que cometem. Um outro grupo das seitas que por aí grassam dirá que se trata da reposição histórica da independência (sentido Joacine) na região, uma espécie de purga do passado com Franco pela criação de uma verdade mítica que nunca o foi no plano físico. Outros ainda dirão que o que malta precisa é de referendos para construir o futuro do Homem Novo, sejam pela independência, sejam para determinar se é para decidir os menus escolares obrigatórios de erva e feno rumo ao animalismo.

É independência da União Europeia? Consigo perceber: se não sai a Espanha da UE, saem os catalães de Espanha. É manter na União Europeia, no euro, no raio que vos parta a todos e apenas para acenar mais uma bandeirinha nas reuniões do eurogrupo enquanto se pedincha mais uns eurinhos de Berlim que vão directamente para Girona sem passar pela casa Madrid? Ide mamar para outro lado.

O que toda esta gente revela é um imenso desejo por sangue na Europa, que a malta era muito nova aquando da Jugoslávia e, por isso, nem teve oportunidade de partir a cabeça ao vizinho nem ocasião para violar a prima. Ao menos, enquanto duram as festividades, sempre dá para gamar umas televisões. Já os que não andam no gamanço, ó pá, ide para casa brincar com os filhos e com os netos: deixem-se dessas brincadeiras aos sonhos molhados de políticos.

11 comentários leave one →
  1. Weltenbummler permalink
    21 Outubro, 2019 09:17

    qualquer tipo de estado tem defeitos
    na minha longinqua juventude chamavam catalões aos pimentos
    pertencem ao grupo ‘sou o unico esperto’

    Gostar

  2. 21 Outubro, 2019 09:18

    Sem mais comentários. Vem fresquinha.

    Gostar

    • Zé Manel Tonto permalink
      21 Outubro, 2019 18:12

      Olha que ainda assim, mais de 400 empresas irem para a Andaluzia, prova que os empresários catalães não estão cansados de xuxas.

      Há gente tola.

      Gostar

  3. 21 Outubro, 2019 09:46

    É a famosa secessão à la Rothbard. E pedir moedinha à UE, como o Vitor diz

    Gostar

  4. 21 Outubro, 2019 09:47

    Sentido Joacine tem piada. A gaga foi eleita mesmo para isso. Para se inventar racismos e independentismos de bairro por cá.

    Liked by 1 person

  5. caampus permalink
    21 Outubro, 2019 09:56

    Atenção… ” O Reino do Algarve foi um reino nominal (sem instituições próprias nem autonomia) que … da sagração, era aclamado como “Rei de Portugal e do Algarve” (até 1471), e mais tarde como “Rei de Portugal e dos Algarves” (a partir de 1471).”

    Gostar

  6. Palissadas permalink
    21 Outubro, 2019 11:15

    Com uns braços maiores a loirinha poderia ter levado uma 65´´. Se não fosse loira poderia ter usado a cabeça 🙂

    Gostar

  7. Jornaleca permalink
    21 Outubro, 2019 12:43

    O mesmo pensamento que causou violência e estragos na Catalunha, também atacou no Chile, na sexta-feira passada.

    O balanço: dez (10) mortos. Mil pessoas prendidas. Muitas com nacionalidade estrangeira. Fascistas da esquerda atacaram estações de comboio e causaram muitos danos. Cenas de guerra.

    O mesmo pensamento malvado.

    Liked by 1 person

  8. Arlindo da Costa permalink
    21 Outubro, 2019 14:54

    Acho que os catalães têm muito que aprender com os bascos…

    Estas manifs são inconclusivas. Uns espanolitos para o galheiro é o que está a dar.

    Gostar

  9. Jorge permalink
    21 Outubro, 2019 16:26

    Seria bom que lessem a história da Catalunha, até na wikipédia. Não quer dizer que justifique os desmandos, mas os argumentos contra não são os referidos.

    Gostar

  10. 21 Outubro, 2019 18:58

    Claro, se fossem só meia dúzia de arruaceiros, sempre vingava a teoria da “não representatividade da população”!
    Sempre se podia dizer que eram mercenários estrangeiros (de extrema-direita ou radicais de esquerda tanto faz).
    O mesmo fenómeno em HK é perfeitamente justificável e aplaudido porque do outro lado está o “malvado chinês”, mas os catalães não têm direito a nada !
    Se Portugal não se tivesse libertado da arrogância espanhola, ou estaria a fazer o mesmo que os catalães, ou estaria acomodado à situação precária (como está agora).

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: