Saltar para o conteúdo

O anti-oportunismo marialva

21 Janeiro, 2021

Há limites da decência. Para além disso, há o governo português. Bem para lá disso tudo, ainda há Tiago Brandão Rodrigues. O ministro da educação, na qualidade de idiota de serviço, papel que desempenha com o afinco de um actor de método, decidiu acusar os estabelecimentos de ensino privados, instituições que conquistaram a confiança de milhares de encarregados de educação, famílias e seus alunos, de “oportunismo” pela audácia de proporcionarem o serviço por todos desejado, dadas as circunstâncias, de aulas à distância.

Noutras circunstâncias dir-se-ia que Tiago Brandão Rodrigues não tem condições para continuar num ministério. No caso específico do governo de António Costa, não só tem condições como apresenta todas as características de incompetência e falta de educação conjugadas com a pretendida pose de forcado amador em que as famílias fazem de touro. Em suma, um embaraço para qualquer broeiro.

Mas parece que o problema é o Ventura, por isso, siga a marinha.

12 comentários leave one →
  1. LTR permalink
    21 Janeiro, 2021 23:34

    Até parece que este governo não tem ministros comunistas nem bloquistas camuflados com perfume de rosas.

    Gostar

  2. Duarte de Aviz permalink
    22 Janeiro, 2021 01:36

    Depois admirem-se se um dia destes um Xubaca decidir ir tomar café a S Bento.
    (Atenção que eu estou a referir-me à Estação de S Bento, no Porto…)

    Liked by 1 person

    • 25 Janeiro, 2021 04:07

      Salvaram-lhe os parêntesis, que eu já estava para denunciar às autoridades um caso de incitamento à violência.

      Gostar

  3. chipamanine permalink
    22 Janeiro, 2021 06:48

    Em contacto com alguns alunos do 10º ,11º e do 12º todos eles se mostraram indignados aborrecidos pelo facto de não ser possível continuar as aulas ainda que à distância.
    A razão fundamental apresentada pelo governo ainda que tentando passar ao lado dela no discurso é o da igualdade (de oportunidades)´
    Todos eles se mostraram indignados pelo facto de terem de se igualar com “os que não podem” com as consequências de eles também “não poderem”.
    A todos dei a mesma resposta.
    Habituem-se. É o que se chama igualdade em socialismo. Nivela-se por baixo, nunca se tenta nivelar por cima.

    Liked by 2 people

  4. Desalinhado permalink
    22 Janeiro, 2021 07:30

    No início da pandemia desaconselhou-se o uso das máscaras porque simplesmente não as havia, agora não é possível continuar as aulas ainda que à distância, porque simplesmente os computadores prometidos e propagandeados para os alunos mais carenciados ainda não foram distribuídos.
    De promessa em promessa a incompetência se confessa.

    Liked by 2 people

  5. Tiro ao Alvo permalink
    22 Janeiro, 2021 09:15

    É como aquela estória da fada que perguntou ao perneta qual era o seu maior desejo, e o perneta egoísta respondeu: queria que a minha fada cortasse as pernas a toda a gente.
    Bem comparado, este governo quer que os portugueses sejam todos pernetas.

    Liked by 2 people

  6. lucklucky permalink
    22 Janeiro, 2021 13:25

    O Marxismo é assim. Um veículo para o ódio igualitário e inveja.

    Quem consegue em Portugal sofre logo ódio.

    Liked by 1 person

    • Randolph Carter permalink
      22 Janeiro, 2021 13:38

      Já o Tolstói, no livro “A Ressurreição” (do final do século 19) dedicava alguns capítulos a descrever os revolucionários socialistas e comunistas do seu tempo (ainda não existiam os bolcheviques na altura).
      Se é verdade que ele via alguns como idealistas sérios e honestos a maioria deles são descritos como gente mesquinha, trafulha, complexada e invejosa, que viam na Revolução Social um meio de derrubar os “chefes” para serem eles os futuros chefes.

      Ou seja: já no fim do século XIX havia quem os topasse à distância.

      Liked by 1 person

  7. sam permalink
    22 Janeiro, 2021 13:44

    O Tiaguinho foi escolhido para destruir o ensino privado associativo.
    E só será demitido depois de consegui-lo.

    Liked by 1 person

  8. Carlos Guerreiro permalink
    22 Janeiro, 2021 14:56

    Se as escolas privadas criam uma desigualdade positiva para quem as frequenta, o ministério da (des)educação criou uma desigualdade negativa quando acabou com os contratos de associação e obrigou muitos alunos a voltar para a rebaldaria do público.

    Liked by 1 person

    • Tiro ao Alvo permalink
      23 Janeiro, 2021 15:23

      Inteiramente de acordo, Guerreiro. Infelizmente conheço boa gente que não viu o alcance daquela danosa medida – danosa para os filhos das famílias mais carenciadas – que impediu muitos jovens de subirem na vida.

      Gostar

  9. 24 Janeiro, 2021 22:08

    As escolas privadas não têm que obedecer a uma ordem (?) claramente atentatória da liberdade constitucional de ensinar e aprender. Em que o ensino à distância prejudica os jovens estudantes?
    AC

    Gostar

Deixe uma Resposta para Tiro ao Alvo Cancelar resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: