Saltar para o conteúdo

Sufoca aí para mim que eu gosto

24 Março, 2021

Quando Bastiat escreveu o que ficou conhecido como a “parábola da janela partida”, usou como exemplo as profissões comuns da época — meio do século XIX —, como o lojista e o vidraceiro. Tivesse esperado mais 170 anos e poderia ter escrito exactamente a mesma coisa sobre o covidista e o contribuinte líquido, aquele que realmente ainda paga a esta cambada de mal agradecidos.

2 comentários leave one →
  1. Weltenbummler permalink
    24 Março, 2021 10:05

    o vidraceiro era o mon ami muterrand

    Gostar

  2. Expatriado permalink
    24 Março, 2021 12:02

    Sugiro que vejam os últimos 15 minutos deste programa. Há certamente alguns aqui que vão aprender alguma coisa. É de borla.

    https://fb.watch/4qULQmlY9W/

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

<span>%d</span> bloggers like this: