Saltar para o conteúdo

Os ricos que paguem a crise

15 Abril, 2021

No meu video de ontem falei da deriva bloquista de Vítor Gaspar, ex-ministro das Finanças, e do seu lirismo infantil acerca de impostos temporários.

Comento o que parece ser a absorção da doutrina de extrema esquerda por osmose familiar e anoto a vertigem por se transformar num profeta do lero-lero ou numa miss-mundo tecnocrata.

A minha crónica está disponível aqui:

14 comentários leave one →
  1. voza0db permalink
    15 Abril, 2021 23:19

    É divertido!

    Antigamente, na época A.C. (antes de Corona – o novo Filho de Deus), os escravos boçais tugas votavam em salafrários e depois passavam o tempo entre votações a reclamar e a choramingar às portas das tascas e nas esplanadas dos salafrários que lá meteram!

    Actualmente, na época D.C. (depois de Corona), os escravos boçais tugas votam em salafrários e depois passam o tempo entre votações a reclamar fazendo vídeos… porque em tempos D.C. já não podem estar às portas das tascas nem nas esplanadas pois levam multas dos porcos ao serviço dos salafrários.

    Prossigam então com as reclamações…

    Liked by 1 person

  2. André Silva permalink
    15 Abril, 2021 23:52

    Não existe essa tal coisa de “impostos temporários”. O temporário torna-se rapidamente permanente e dada a voracidade insaciável por receita por parte do Estado rapidamente criam novos impostos “temporários”, e assim sucessivamente.

    Liked by 1 person

    • carlos rosa permalink
      16 Abril, 2021 10:14

      Com ingénuos tipo Vitor Gaspar ou Passos Coelho pode a Esquerda bem.
      Reparem no requinte da declaração do ministreco João Leão a mando da oligarquia que desgraça Portugal há muitos anos. Declaração de ontem.
      Ah e tal vamos ultrapassar a crise sem austeridade nem aumento de impostos………..
      Será que ninguém percebe o que mandaram dizer a esse tal João Leão?
      Pois é. É o PS a ser PS. É a cartilha dos canalhas que continuam a destruir Portugal.
      O que eles estão a dizer e a fazer é, desde já, a preparação da oposição ao governo do galego que há-de vir dentro de pouco tempo para limpar uma parte da porcaria que a canalha fez nos últimos 5 anos.
      Tal como na cena anterior. O Sócrates sujou e veio o galego Passos Coelho limpar.
      Agora suja o Costa e a seguir vem o Rui Rio limpar. Passados 4 ou 5 anos há-de vir outro canalha sujar o que o Rui Rio for capaz de limpar.
      A não ser que o Chega pegue na vassoura e os varra a todos.

      Depois de último fim de semana em que já se podia circular entre concelhos, e com as infeções do Covid a diminuírem eis que vem a luva branca proibir novamente a circulação entre concelhos.
      Há manifestação do Chega em Lisboa no Domingo.

      Liked by 1 person

  3. lucklucky permalink
    16 Abril, 2021 01:00

    Apoiaram o governo Socialista de Passos Coelho e agora admiram-se…

    Gaspar quando esteve no Governo não aumentou brutalmente os impostos?
    O PSD quando esteve no Governo não aumentou sempre os impostos?

    Então não me parece que ele que tenha mudado.

    Gostar

    • chipamanine permalink
      16 Abril, 2021 06:46

      Claro que não mudou, ou seja pelo contrário agravou-se. Mesmo no ano de 2020 a carga fiscal aumentou 0.1% como tem vindo a aumentar ao longo dos últimos anos.
      Assim sendo o Gaspar se tornou uma criancinha no aumento de impostos.

      Gostar

    • Francisco Miguel Colaço permalink
      16 Abril, 2021 07:54

      Lucklucky,

      Se o fizerem percorrer um campo de minas não lhe poderão pedir que o transponha à velocidade média de 6 Km/h (andar devagar). Porque essencialmente não o pode fazer.

      E se o tentar, é mais certo que menos que não terminará a tarefa na sua integralidade (embora pedaços seus o possam fazer).

      Serve isto para dizer que a acção de um homem tem de ser vista no seu contexto. 2011 não é igual a 2015 nem a 2006.

      Gostar

      • lucklucky permalink
        16 Abril, 2021 09:35

        Estranho, diz-me que o contexto muda mas então como os resultados são sempre mais socialismo e mais poder invasivo para o Estado?

        Gostar

  4. Francisco Miguel Colaço permalink
    16 Abril, 2021 09:46

    Lucklucky,

    Deve-me considerar insuspeito de gostar de socialismo ou de querer socialismo. Porém, em 2011 estávamos falidos. E os aumentos de impostos tiveram de ser feitos, e não por culpa de Passos Coelho ou de Vítor Gaspar.

    Se o Lucklucky comprar uma casa onde chove dentro, terá de usar tempo e recursos para calafetar o telhado e impermeabilizar as fachadas. Não vou ser eu, nestas circunstâncias, quem o vai censurar por não ter arranjado o moro do jardim, que estava partido.

    Liked by 2 people

    • carlos rosa permalink
      16 Abril, 2021 10:23

      Pois Sr Colaço, mas isto já lá não vai com aumento de impostos.
      Se destruíram o telhado da casa vamos lutar na rua. Os comentários no Blasfémias podem servir para delinear caminho mas não para o percorrer.
      Para grandes males grandes remédios.

      Liked by 1 person

      • Francisco Miguel Colaço permalink
        16 Abril, 2021 11:09

        Carlos Rosa,

        Estou de acordo que se tem de diminuir o peso do Estado na economia, para pelo menos um terço do que se tem agora. E no interim, paralelamente e à medida das disponibilidades financeiras, ir baixando os impostos para todos.

        Em 2011 não havia essa hipótese. E o mal não foi feito por quem teve de consertar a casa, mas pelo morador anterior.

        Já deve ser mais que óbvio que o PS só sabe governar com despesas. A culpa é colectivamente nossa, que eleições livres não provêem desculpas a ninguém. Desde 1995, o PSD apenas governou depois de o PS atirar o país ao pântano ou ao charco.

        Se julgarmos Vítor Gaspar e Passos Coelho pelo que fizeram em 2011 (e todos devem ser sujeitos a escrutínio), exponham aqui o que, no primeiro semestre depois do célebre murro no estômago fariam diferente.

        Eu apenas divergiria nas opções de configuração do Estado, e após o primeiro semestre, quando o importante era inverter a queda ao charco a que o PS nos havia destinado.

        Liked by 1 person

    • lucklucky permalink
      16 Abril, 2021 16:48

      “E os aumentos de impostos tiveram de ser feitos, e não por culpa de Passos Coelho ou de Vítor Gaspar.”

      Não, o impostos não tinham que ser feitos e o foram por culpa de Passos e Gaspar. E do PSD e CDS.
      Impressiona que depois de 40 anos de practica ainda haja quem acredite que o PSD e CDS querem baixar impostos. Eu já devia estar habituado aos esquemas mentais clubistas dos portugueses mas parece que nunca conseguirei.

      Até tivemos a cereja no cimo do bolo com o imposto consignado – algo proibido pela Constituição – para os “artistas” para ver o tipo de governo Socialista foi o do PSD/CDS.

      Gostar

  5. Beirão permalink
    16 Abril, 2021 10:20

    Quem te viu e quem te vê, oh Victor! Que diabo de delírio extremista canhoto te vai na cabeça?
    Haja pachorra para tanta tontice!

    Gostar

    • carlos rosa permalink
      16 Abril, 2021 10:26

      Parece que os ovos que atiraram ao Sr vitor Gaspar no supermercado quando era ministro lhe apanharam a cabeça.

      Gostar

  6. Andre Miguel permalink
    16 Abril, 2021 14:02

    “Nada é tão permanente quanto um programa temporário do governo”
    Milton Friedman

    Liked by 1 person

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: