Saltar para o conteúdo

Menores Estrangeiros Não Acompanhados: quando vamos falar sobre eles?

23 Maio, 2021

Esta semana no Observador escrevo sobre a gramática esquerdista que usamos para referir ou esconder a realidade. “Menores Estrangeiros Não Acompanhados” é uma das expressões mais polémicas dessa gramática:

«As imagens que agora chegam de Ceuta  dão conta de centenas e centenas de crianças a passar para o lado espanhol. Espera-se que muitas delas regressem às suas famílias. Mas é preciso ter em conta que várias não regressarão e que em Espanha existem milhares de menores estrangeiros, sem família, que estão a cargo do Estado até atingirem a maioridade. São os chamados “MENAS” (menores estrangeiros não acompanhados). Em 2019 eram 12.300, o dobro dos contabilizados em 2017. Em França no mesmo ano de 2019 eram 40 mil. A partir do momento em que a utopia da descolonização foi substituída pelo activismo da multiculturalidade, instituiu-se a ideia de que a Europa pode e deve acolher todas as pessoas que procuram entrar nas suas fronteiras. Uma vez cá dentro esperam os seus auto-denominados defensores que estes “imigrantes/ migrantes/refugiados” desagreguem o qb o quotidiano da sociedade. De todos os problemas gerados por esta visão instrumentalmente ideológica dos imigrantes há um particularmente grave e por isso mesmo pouco ou nada abordado. Esse problema são os chamados menores não acompanhados. »

16 comentários leave one →
  1. Maria Sousa permalink
    23 Maio, 2021 15:42

    Está em marcha a destruição da sociedade ocidental como a conhecemos. A disrupção que é promovida por esta invasão de “migrantes” irá afectar a vida de todos nós. São pessoas que, por regra, não se integram, persistem em crenças que não respeitam os Direitos Humanos, ao não ter a afectividade necessária na infância e adolescência, tornam-se revoltados, o terreno fértil para o jihadismo/terrorismo.
    A Europa não tem a obrigação de acolher toda a gente, em especial do continente africano, onde não existem recursos, mas continuam a procriar enormemente, sem terem futuro para dar aos filhos.
    Seria necessária outra abordagem ao problema. Aqueles países deveriam desenvolver-se com a ajuda dos países da Europa e Estados Unidos e deveria haver um plano para a estabilização demográfica, planeamento familiar. Os governantes dos diversos países deveriam pensar nos habitantes e não no seu bem-estar de comissários, que é o que vemos nas ex-colónias portuguesas, por exemplo.
    Lamento o rumo que o Mundo está a tomar, com o surgimento de variantes do marxismo/socialismo e a invasão das nossas terras que irá originar a uma grande mudança de costumes. Ainda bem que já tenho quase 70 anos, pois não quero que ninguém me obrigue a andar de véu ou burqa.

    Liked by 1 person

    • voza0db permalink
      23 Maio, 2021 18:30

      Procura emprego no ramo farmacêutico e tenta a tua sorte em África!

      Deixa lá, já te obrigam a andar de açaime no focinho e nem por isso te sentes mal… Ou sentes-te mal açaimada?!

      Gostar

    • 23 Maio, 2021 18:37

      Cara Maria Sousa. A qui na terra aonde vivo, perto de Lisboa, existem mais de 20 cafés mais de 10 restaurantes mais de cinco mini-mercados.
      Em muitos eles trabalham pelo menos um brasileiro, em muitos deles trabalham tudo brasileiros e outros estrangeiros. O mesmo se passa nos barbeitos cabeleireiros, lojas de ferragens, etc. Com os nossos 7% de pessoas desempregadas que temos, nõ suportávamos a economia de mandássemos os estrangeiros embora daqui.

      Com a cultura passa-se o mesmo. Um português que tem fome em Portugal, vai a uma pizaria comer uma piza, ou a uma hamburgueria, ou a um restaurante chinês ou nepalês. Não vão a um restaurante de comida portuguesa. No cinema vão ver filmes americanos ou australianos ou, raramente, franceses e alemães. Os filmes portugueses são considerados foleiros pelos portugueses.

      Esta realidade deve-se a uma operação de terraplanagem da cultura que está em curso mundialmente e que se deve à velocidade vertiginosa com que circula atualmente a informação, com que circulam atualmente as pessoas.

      Foi o isolamento geográfico que proporcionou a diversificação das culturas, que proporcionou a diferenciação das línguas.

      A Globalização está a terraplanar toda essa diversificação. Se vivermos o tempo necessário, veremos que no mundo só se falará uma língua, só se comerá nos restaurantes populares um numero restrito de pratos, iguais em todo o mundo. O mesmo na música, no cinema, no teatro.

      É a lei da natureza.

      Gostar

      • Zé Manel Tonto permalink
        23 Maio, 2021 19:59

        “Não vão a um restaurante de comida portuguesa.”
        Tem a certeza? Olhe que não, olhe que não…

        “Os filmes portugueses são considerados foleiros pelos portugueses.”
        A maioria não valem a película em que são gravados.

        Gostar

  2. carlos rosa permalink
    23 Maio, 2021 17:45

    Basta que elegemos um governo que estabeleça a lei de obrigatoriedade de fazer o censo dos ativistas defensores das crianças migrantes para distribuir essas crianças pelas casas desses ativistas sem direito a abono de família.

    Liked by 3 people

  3. voza0db permalink
    23 Maio, 2021 18:27

    Desde que a conversa só dure 1 ou 2 semanas e depois gere uns subsídios de uns quantos milhões de euros para umas quantas ONG andarem a fazer de conta que fazem, dando assim emprego a uns quantos europeus cheios de virtudes… Falem então!

    Gostar

  4. voza0db permalink
    23 Maio, 2021 18:33

    Os MENAS são sem dúvida uma boa fonte para o tráfico sexual de menores que pelos vistos está em ALTA na Europa e nos EUA!

    Bem lavadas e desparasitadas e vacinadas e toca a trabalhar…

    Liked by 1 person

  5. Expatriado permalink
    23 Maio, 2021 19:39

    A ONU paga bem a quem trabalha para eles. O Vitorino teve a cunha do Gutierrez e não perdeu a oportunidade de, a troco de trinta dinheiros, phoder a Europa.

    Gostar

  6. Zé Manel Tonto permalink
    23 Maio, 2021 20:01

    É abrir a porta da vedação, chutá-los para Marrocos, e está resolvido o problema.

    Os imigrantes ilegais tentam entrar porque sabem que, se entrarem, bata dizer que não têm documentos, e não são expulsos.

    Liked by 3 people

  7. 23 Maio, 2021 20:53

    Boa noite,

    Em Portugal estamos tão reféns desta esquerda totalitária, corrupta e nepótica que nos esquecemos que o direito de asilo não se aplica a emigrantes económicos.
    Esquecemo-nos da nossa cultura, dos valores da nossa sociedade e adaptamo-nos e vergamo-nos à criminosa engenharia virtual esquerdóide que constantemente enche as pantalhas das nossas casas.
    O nosso espírito crítico já atingiu tamanha inanidade que consideramos notícias os anúncios governamentais que a rapaziada que nos ‘governa’ faz publicar.
    Vivemos num estado que comprovadamente é cada vez menos democrático e, fora dos nossos blogues e de alguns escassos meios de comunicação de fraca expansão, nada dizemos.

    A este propósito, penso que é sintomática a passagem incólume do Costa mais velho por entre os pingos da chuva no dia em que o semanário do Costa mais novo se debruça sobre o o julgamento do crime hediondo dos incêndios de verão de há uns anos atrás.
    O Costa mais velhos não é citado quando se fala da falência do sistema de comunicações que ele imbecilmente negociou, não se fala da mudança de chefias que o Costa criminosamente substituiu para dar trabalhos aos seus boys, não se fala da ministra que só demitiu para afastar as atenções das suas imensas falhas, não se fala das golas inflamáveis, do autarca socialista de Pedrógão que impunemente se abotoou com umas massas destinadas às vítimas, não se faz contrastar o comportamento psicopático perante a morte de famílias inteiras. Nada!

    Mereceremos uma coisa destas?

    Liked by 2 people

  8. Expatriado permalink
    23 Maio, 2021 23:16

    O título podia ser:

    “Os problemas estão a aumentar para os portugueses “

    https://www.foxnews.com/media/jesse-watters-problems-are-starting-to-pile-up-for-democrats

    Gostar

  9. Prova Indirecta permalink
    24 Maio, 2021 07:02

    O Cabrita explica .

    Liked by 1 person

  10. JgMenos permalink
    24 Maio, 2021 07:53

    Qual missionários a esquerdalhada acredita que a sua doutrinação é irrecusável para todo o indígena não imersos numa forte cultura.
    Para esses coirões, essa massa de desenquadrados são fácil pasto para uma assimilação progressista, tanto mais que é feita sob a tutela do Estado esquerdalhizado.
    Ainda assim, não deixarão de promover o multiculturalismo dessa massa de desenraizados com memória, com que contam para perverter a cultura europeia de valores individuais, morais e cívicos.

    Gostar

  11. 24 Maio, 2021 08:55

    Acrescente aí, sff. rapazes menores.
    Que depois nem se despem nos banhos para não serem violados pela homenzarrada (os enraba-cabras, como são conhecidos os sodomitas dessas áreas desde sempre) e que, depois de refugiados no Estado Social Europeu que mais dá, passam a violar as raparigas ocidentais, por falta de mulheres da religião deles.

    Gostar

  12. 24 Maio, 2021 20:10

    No probleme, os camarada mamadus e sus amigo bés vão tratar do assuntu.

    Liked by 1 person

Deixe uma Resposta para Expatriado Cancelar resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: