Saltar para o conteúdo

Um reconhecimento público

7 Julho, 2021

Desde sempre, mas em especial desde Março de 2020, que a grande preocupação do chefe do governo foi tudo fazer para se esquivar a qualquer responsabilidade pelas suas opções e decisões políticas.

O ambiente social em que estamos inseridos tem características psicológicas de tal ordem que já ultrapassamos a fase das pessoas terem mais medo de viver do que de morrer. Estamos agora em tempos onde a morte é, em termos relativos, uma fatalidade mais aceitável do que a exclusão ou o estigma social por parte dos bufos e trogloditas sanitários que grassam por aí sempre em busca de culpados, neste caso por fenómenos biológicos como uma epidemia de vírus respiratório.

Daí que António Costa, mais uma vez, tenha procurado na juventude um bode expiatório. Diz o primeiro-ministro que o foco principal de “infecções” são as festas ilegais de jovens, mas infelizmente não mostrou nem referiu os inquéritos epidemiológicos que, eventualmente, pudessem sustentar uma afirmação destas.

A prosápia e presunção de superioridade paternalista do personagem não surpreende. E, à boa maneira de um tiranete, tenta impôr regras e comportamentos às pessoas sem base legal e muito menos um pingo de decência humana.

Mas, se as “autoridades” não confiam nos cidadãos (em especial jovens), por que razão as pessoas (em especial jovens) hão-de confiar nas autoridades?

Ao contrário da boutade de Costa, dir-se-ia que é devido reconhecimento e até um agradecimento público a todos aqueles que, não pertencendo a grupos de risco – em especial os jovens -, têm procurado levar uma vida normal tal como a conhecemos antes da covid19, sem sucumbir ao medo irracional e totalmente desproporcionado a um vírus respiratório com uma perigosidade já conhecida de todos. É de louvar não se deixarem tolher por uma pressão social infame promovida por dirigentes políticos e todos aqueles que na redoma do seu egoísmo exacerbado e hedonismo pretendem evidenciar publicamente uma superioridade moral e de boa cidadania que não têm. Ao aceitar com consciência, responsabilidade e ponderação no seu quotidiano o risco exposição ao sars-cov-2 e ao decidir abraçar a vida, celebrar a alegria e a sua bela condição humana os jovens prestam um inestimável contributo à comunidade através da mais rápida constituição de uma barreira biológica de defesa contra a doença dos mais vulneráveis.

Apesar disso, a DGS e o Governo ameaçam vacinar crianças e jovens, sem terem a honestidade de assumirem que, na práctica, estão a fazer da inoculação um acto médico obrigatório e independente da livre vontade das pessoas. Ora, convém não fingir que muitos entendem que vacinar menores de 20 anos para diminuir marginalmente o risco para adultos, é colocar as nossas crianças/jovens em risco. E que deveriam ser os adultos a correr riscos pelos filhos e não o inverso.

Após este intróito partilho com os leitores duas imagens que enquadram a evolução e o momento actual da circulação do sars-cov-2 em Portugal. (clickar no botão “ler mais” para prosseguir).

No gráfico seguinte é posto em perspectiva o número de testes, casos, óbitos e hospitalizações em Portugal.

Comparando os números do início do Verão de 2020 com os deste ano e atendendo a que hoje temos 1) vacinação generalizada, 2) mais testes efectuados e 3) critérios mais latos para admissão em hospital, será de debater se o comportamento da curva do vírus, sobretudo nas suas consequências em termos de óbitos e internamentos, terá tido alguma alteração significativa…

No gráfico seguinte apresenta-se o excesso de mortalidade geral verificado no nosso país (fonte: Euromomo Z-scores) durante as primeiras 25 semanas dos anos 2021-2018.
Na imagem abaixo para cada ano a escala do gráfico varia, mas para mais fácil leitura e comparação, bastará concentrar a atenção nas linha vermelhas tracejadas ao nível dos 4% e às linhas tracejadas a escuro indicativa dos 0%.

Verifica-se um extraordinário excesso de óbitos no início deste ano, mas depois do pico, a partir da semana 10, a situação está em linha (e até abaixo) deste segmento histórico.

É uma outra forma de ilustrar o ponto que Henrique Pereira dos Santos já fez aqui, levantando a questão sobre se esta será a única epidemia na história que se considera em curso sem haver mortalidade excessiva.

Já agora informo que na passada segunda-feira (05/Julho) morreram 265 pessoas em Portugal. Destas, as instituições oficiais lamentaram apenas um dos óbitos, alguém com covid19.

25 comentários leave one →
  1. 7 Julho, 2021 17:20

    Estou farto de discursos da treta sobre considerações cuvidianas, é só ignorantes a falar mais do que não sabem para esconder o que lhes interessa!
    Hoje em especial, é muito mais proveitoso ver TV! Há boas notícias, parece que finalmente a justiça começa a rolar, desde que removeram aquela maçã podre e mais a ex-dele, não menos podre (já desde o patoleia, sim estavas referenciada há muito, muito tempo ).

    Gostar

  2. 7 Julho, 2021 18:16

    Caro Telmo, confesso que não era para ler o seu texto pelo motivo já exposto, mas depois de ver os gráficos do Our World in Data, fiquei curioso, até porque salvo erro, fui dos primeiros a referi-lo por aqui no início da pandemia, pois dispõe de facilidades interactivas que não vejo noutros sites, mas mesmo assim ninguém se interessou!
    Reparei então que faz um intróito longo de cariz psico-social, e termina com uma tentativa de análise fria dos gráficos que presumo visa dar alguma credibilidade à 1ª parte.
    O único reconhecimento público que consegui fazer foi este lapso de revisão :
    “…durante as primeiras 25 semanas dos anos 2021-2018.”

    Gostar

    • voza0db permalink
      8 Julho, 2021 13:43

      És mesmo boçal… os gráficos são do Euromomo!

      Vai aprender a LER.

      Gostar

      • 8 Julho, 2021 15:22

        Boçal foi a tua avó quando fez aquela m4m4d4 ao teu avó e empranh0u pelo estômago, depois começaram a sair todos vesgos e tu ainda andas com uns óculos “gamados” em Auschwitz!
        Trata de arranjar uma lupa, faz zoom no 1º grupo de 4, olha bem para o rectângulo azul, e diz 50 vezes bem alto para toda a vizinhança ouvir :
        – P0RRA ! O VELHO DO RESTELO É MUITO MAIS VELHO DO QUE, VÊ MUITO MELHOR DO QUE EU, SABE MAIS DISTO DO QUE EU, E ANDO SEMPRE A IMPLICAR COM ELE ?
        – MAS QUE GRANDE BEST4 EU SOU !
        Depois, ou pedes desculpas aqui, e não se fala mais no assunto, ou vou lembra-te este momento divertido enquanto o Blas e eu quisermos!

        Gostar

    • voza0db permalink
      8 Julho, 2021 19:37

      Aaaaaaaaaah… És mesmo boçal.

      Gostar

      • 8 Julho, 2021 21:18

        Má escolha! Quando um imbecil não reconhece o erro óbvio tá a pedi-las …
        Afinal o que é que andas a fazer por aqui para além de meter nojo ?
        Sim, aderiste ao negacionismo que por aqui domina, mas mesmo assim ninguém liga a essas m3rdas que escreves!
        Que p0rra de gozo é que isso te dá?
        Coitado do psiquiatra que um dia tiver de pagar no teu caso!

        Gostar

  3. César permalink
    7 Julho, 2021 19:09

    Um agradecimento pela correcção do “graçam”, não ficaria mal de todo…

    Liked by 1 person

    • Telmo Azevedo Fernandes permalink
      7 Julho, 2021 19:23

      Caro César, obrigado, não foi o único a reparar na gralha e mal me avisaram, corrigi. Grato.

      Gostar

      • César permalink
        7 Julho, 2021 20:24

        Sem problema. Foi apenas uma nota. Abraço

        Gostar

  4. Weltenbummler permalink
    7 Julho, 2021 19:14

    rima com BOSTA

    figures représentant la mort au sein de la mythologie grecque. Étant donné
    qu’elles sont nombreuses2, nous avons choisi de nous restreindre aux incarnations
    féminines, et plus spécifiquement à cinq d’entre elles, à savoir la Gorgone Méduse,
    les Sirènes, les Harpyes, les Kères et la déesse Hécate.
    MÉLANIE LAFLAMME

    Gostar

  5. Expatriado permalink
    7 Julho, 2021 19:55

    O Alberto Gonçalves bate na nota certa mas o povoléu está surdo.

    https://observador.pt/programas/ideias-feitas/mamadou-activista-racista-homofobico-facho-de-primeira/

    Gostar

  6. LTR permalink
    8 Julho, 2021 11:52

    Como não há jornalistas em Portugal, esse tal de PM não é confrontado com o caso dos transportes públicos apinhados, em comparação com umas dúzias de festas. É como se tivéssemos um habilidoso a governar um país de atrasados mentais.

    Gostar

  7. voza0db permalink
    8 Julho, 2021 13:37

    Telmo… porque teimas em debitar PROPAGANDA PRÓ-FRAUDE CUVIDIANA?!

    neste caso por fenómenos biológicos como uma epidemia de vírus respiratório.

    Sugiro que aceites a REALIDADE e passes a escrevê-la!

    neste caso por fenómenos de fraude laboratorial efectuados através do uso da ferramenta PCR

    E por falar em PCR…

    Mais uma VAGA DA “pandemia” PCR!

    Gostar

    • 8 Julho, 2021 15:48

      Oh idiota naz1, e ainda por aqui andas ?
      O TAF e o resto da malta liberalóide estão numa de trading … o slburr0 está em queda, é de aproveitar … é comprar em saldo …
      Este post era para afastar a concorrência !

      Gostar

  8. voza0db permalink
    8 Julho, 2021 13:40

    O pico existente em 2021 (que rebenta a escala face aos outros anos) tem SIMPLES EXPLICAÇÃO…

    Gostar

  9. voza0db permalink
    8 Julho, 2021 14:24

    Outro ponto ERRADO…

    LEGALMENTE existem ZERO MORTES “COVID-19”:

    Continuar a debitar este tipo de dados MANIPULADOS por escumalha salafrária e terrorista não é lá grande ideia.

    Até o CR7 sabe isto!!!

    Gostar

    • voza0db permalink
      8 Julho, 2021 14:30

      É necessário ser-se igualmente conhecedor e compreender o Acórdão do Tribunal da Relação de Lisboa, relativo ao processo 1783/20.7T8PDL.L1-3, emitido em 11/11/2020!

      Gostar

  10. voza0db permalink
    8 Julho, 2021 14:37

    levantando a questão sobre se esta será a única epidemia na história que se considera em curso sem haver mortalidade excessiva.

    Por isso é que a organização do Bill Gates (a OMS) teve o CUIDADO de alterar a definição de “pandemia”!

    Para quem quiser saber mais como se PLANEIA uma “PANDEMIA” PCR pode ler este resumo feito por mim…

    Fabricando falsas pandemias de 2000 a 2020
    https://mega.nz/file/tpgX3awT#wfh4DklsSdnHceH–Hso-A_ybv8r5NkVjmdj9y13OyU

    Gostar

  11. voza0db permalink
    8 Julho, 2021 14:58

    Telmo… Fica aqui esta entrevista para quem quiser saber.

    https://rumble.com/vjgklj-dr-robert-malone-inventor-of-mrna-technology-interviewed-by-sonia-elijah.html

    Liked by 1 person

  12. 8 Julho, 2021 17:11

    só não vê quem não quer : a única diferença entre este verão e o anterior é a vacinação , no ano passado havia variantes xpto , havia jovens , havia velhos , havia festas , tudo tal e qual , só não havia “vacinas”…curioso , não é?

    Gostar

  13. 8 Julho, 2021 21:14

    Deve de haver , de facto, uma conspiração a nível mundial. Não se sabe se liderada pelos Judeus do Sião ou pelos Marcianos. Mas que há, há!

    E depois? Os cães ladram e a caravana passa…

    Gostar

    • 8 Julho, 2021 21:31

      A minha dúvida é se o nº de negacionistas em todo mundo chega para formar um pequeno país ?
      Se sim, bora lá juntem-se numa ilhita qualquer (Berlenga, Farilhões, Deserta …) vão para lá curtir na boa e deixem a malta em paz!
      Olha, os japoneses que estão para lá no cu do mundo, quase sempre diferentes em tudo, NÂO VÃO TER PÙBLICO NOS JOGOS OLÌMPICOS … boçais do caraças, esqueceram-se de consultar os “cientistas” do Bas que certamente lhes demonstrariam que a medida seria desnecessária!
      O v/ marketing está a falhar!
      E aquela coisa dos “MÉDICOS PELA VERDADE” ? Já há muito tempo que não são referidos por aqui ! Aquilo era um argumento de muito PESO !
      Uma anestesista armada em epidemiologista …

      Gostar

  14. 9 Julho, 2021 09:26

    havia a religião poderosa e havia sacerdotes manhosos , pedófilos , comilões , directores do banco do vaticano e bla bla , tudo muito respeitável . agora há a ciência a substitui-la , com a novidade moderna , nunca vista antes, de os cientistas , esses , sim , serem santos e imunes ao cheiro do dinheiro…. toda uma evolução -:)

    Gostar

    • 9 Julho, 2021 21:21

      Pelo menos um, descobriu à conta do covid, que afinal tinha style para a publicidade … deve andar a facturar à conta disso … e sabe-se lá o que mais!
      Mas isso não justifica tanto negacionismo idiota!
      Parece que o covid pra além do pulmão afecta essêncialmente o cérebro dos “mais inteligentes”, porque no povo low profile não se nota isso!

      Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: