Skip to content

Microreformas III

9 Junho, 2011
by

Rasgar 80% das páginas do Código do IVA. O ideal é seleccionar as páginas que se rasgam, mas se não houver tempo, rasguem à toa. Ficamos a ganhar.

About these ads
12 Comentários leave one →
  1. Portela Menos 1 permalink
    9 Junho, 2011 09:21

    o economista Cantigas – com a honestidade política que lhe advém de estar a falar 5 dias depois do acto eleitoral – diz que tem que se reestructurar a dívida; a seguir será o biólogo JM, depois jmf e, finalmente, helenafmatos, todos juntos e em coro, em sintonia com a demagogia da CDU e BE …

  2. Portela Menos 1 permalink
    9 Junho, 2011 09:50

    … não incluí jcd no grupo que vai passar a defender a reetructuração porque não me lembro de ter lido nada dele, sobre o tema, durante a campanha eleitoral; mas admito que se possa juntar ao prof.Cantigas.

  3. É fácil permalink
    9 Junho, 2011 09:53

    Inclui na sua opinião que se rasguem aquelas que permitem que os empresários usem despesas como o carro dos filhos, os anéis de diamantes das amantes, as viagens das esposas e os telemóveis dos sobrinhos para abater na contribuição do IVA?

    É que isto de ser só o trabalhador por contra de outrem a pagar impostos é… pouco simpático. E deixa o país no estado em que está.

  4. afédoshomens permalink
    9 Junho, 2011 10:25

    o prof cantigas a ver toda a semana a bolsa de valores a cair, hesita em voltar para o infantário de onde fugiu…

  5. JCA permalink
    9 Junho, 2011 11:04

    .
    É facil sim,
    mas ainda proibido pelos lobbies ‘do quanto pior melhor’, ou ‘do’mais do mesmo que tá-se bem’ ou ‘dos mentalmente esclerosados’ ou ‘dos doutorados e académicos que não vêm mais para além dos livros à frente dos olhos’ . É simples reacender Portugal e resolver ainda este ano a recessão prevista:
    .

    .
    9 REFORMAS ‘POMBALINAS pacificamente revolucionárias’ MAIS 3 ADICIONAIS para instaurar o LIBERALISMO AVANÇADO com sustentação dos DIREITOS CIVILIZACIONAIS IRREVERSIVEIS DOS PORTUGUESES (universalidade da Educação, Saúde, Pensões, Idade de Reforma razoável e Solidariedade com os Desempregados).
    .
    Isto é um Programa do CAPITALISMO, embora pareça Marxista na acanhada Democracia Portuguesa confusa e desorientada.
    .

    -APROVAÇÃO PELA AR e EVENTUAL INCLUSÂO POSTERIOR NA CONSTITUIÇÃO (embora não necessária):
    .
    1) RACIO máximo PIB/Carga Fiscal.
    .
    2) RACIO máximo PIB/Despesas do Estado (*)
    .
    (*) Provocadora da Reforma séria da estrutura de Governança, da Burocracia Publica e do Orçamento Geral do Estado. A ultrapassagem destes racios só viabilizada por 2/3 ou 3/ 4 de votos da AR.
    .
    -BANCA EM PORTUGAL e GARANTIA DOS DINHEIRO DOS DEPOSITANTES:
    .
    3) SEPARAÇÂO ABSOLUTA da Banca Comercial de quaisquer actividades especulativas, Sociedades de Investimentos Financeiros ou Hedge Funds, para protecção absoluta das Poupanças e Dinheiro dos Depositantes para regresso da confiança nos Bancos.
    .
    4) CONTRIBUIÇÃO DE GARANTIA BANCÁRIA calculada sobre todos os negócios e receitas da Banca habilitando financeiramente o Fundo de Garantias Bancárias para devolver a qualquer momento os Depósitos dos Cidadãos, Empresas e Entidades Publicas que confiaram no Banco que ficou inviabilizado, faliu ou fechou.
    .
    .
    -IMPOSTOS E FISCALIDADE:
    .
    5) ABOLIÇÃO de todos os Impostos substituindo-os pelo INU – Imposto Nacional Único colectado sobre tudo o comprado e facturado dentro de Portugal (**)
    .
    (**) Pagamento dos Ordenados Brutos aos Empregados pelas Entidades Patronais.
    .
    6) AMNISTIA Fiscal para estancar o estado de falência do Tecido Económico Nacional e a insolvência dos Cidadãos, já praticado antes e depois do 25 de Abril.
    .
    .
    -SEGURANÇA SOCIAL:
    .
    7) ABOLIÇÃO dos Descontos mensais de Empregadores e Empregados substituindo-os pelo ISU – Imposto Social Único colectado sobre tudo o comprado e facturado dentro de Portugal (***)
    .
    (***) Pagamento dos Ordenado Brutos a todos os Empregados pelas Entidades Patronais.
    .
    8) Instauração da PENSAO NACIONAL UNICA, igual a 2 ou 3 vezes o SMN-Salario Mínimo Nacional, universal e igual para todos os Reformados Portugueses.
    .
    9) Criação do Fundo Nacional de REFORÇO DA PENSÃO NACIONAL UNICA, gerido pelo Estado, para quem queira depositar mensalmente um valor incerto a qualquer momento para assegurar um reforço publico do valor mensal da Pensão Nacional Única atingida a idade de reforma até ao falecimento (****)
    .
    (****) Na transição do velho para o novo Sistema, passariam para o Fundo de Reforço da Pensão Única, os valores já descontados por Empregados e Empregadores correspondentes à diferença entre o valor da Pensão Única e a Pensão em vigor no momento da Inscrição na Segurança Social
    .
    .
    -MEDIDAS ADICIONAIS PARA REFORÇO DA SUSTENTAÇÂO DOS DIREITOS CIVILIZACIONAIS IRREVERSIVEIS DOS PORTUGUESES na Civilização Europeia avançada no Mundo:
    .
    a) Idade de reforma cerca dos 55 anos para desempastelar POSTOS DE TRABALHO PARA OS JOVENS e DESEMPREGADOS: admissão obrigatória de jovens ou desempregados até ao limite do ordenado que o reformado auferia.
    .
    b) Libertar os Encarregados de EDUCAÇÃO: cheque-educação cada um endossa o Cheque-Educação à Escola que LIVREMENTE escolhe, publica ou privada ou cooperativa que escolhe para os seus filhos.
    .
    c) SAÚDE, reactivação de todos os Postos de Saúde e Equipamentos abandonados, recrutamento médicos estrangeiros com novo contrato de trabalho diferente dos actuais, receituário obrigatório por principio activo, eventual reactivação dos Laboratórios Farmacêuticos do Estado (exº antigos Laboratorios Militares), acabar com modelos de ‘capitalismo selvagem’ que ocasionalmente existam na carreira profissional publica da saúde ou compras hospitalares.
    .
    Em alternativa o quê e para quê ?
    O programa de austeridade que antes de o ser já está confirmado pelo FMI e pelos Mercados que falharão desastrosamente na forma como a Governança as atramancou, pensou e até onde foi capaz de inventar para tentar inovar, ousar ?
    .

  6. José permalink
    9 Junho, 2011 11:16

    O nosso Código de IVA é a transposição de uma Directiva de direito europeu: a 6ª

    Logo…

  7. JCA permalink
    9 Junho, 2011 13:50

    .
    José gosto sempre de o ler. É dos que vale a pena. Com quem se aprende alguma coisa em várias àreas.
    Ora as directivas são transferidas, tudo unificado em União Europeia, sem fronteiras etc etc. Como em qualquer outra união de Estados: Brasil, EUA etc.
    .
    Mas na União Europeia quando toca a DINHEIRO não é a UE nem o Euro que são classificados pelas Agencias de Rating e pelos Mercados. É cada um dos Estados membros !!! Ora isto assim não bate certo. Há por aí gato escondido com o rabo de fora… Tudo sugere que andam por aí umas valentes batotas, alguém anda enganar alguém quando toca na carteira ou no bolso de cada Estado e cada Cidadão de cada Estado.
    .
    Portanto os deveres quanto às directivas da UE resultam na na prática valor zero face á outra contrapartida de obrigações : o dinheiro o ‘vil metal’.
    .
    Quando a União Europeia e o Euro assumirem que são os anotados e classificados pelos Mercados e pelas Agências de Rating então aí as directivas da UE ganham legitimidade real. Até lá é chover no molhado.
    .
    É a minha opinião.
    .

  8. Arlindo da Costa permalink
    9 Junho, 2011 16:13

    Acabar com o IVA seria mais económico.

  9. Miguel Almeida permalink
    9 Junho, 2011 18:23

    Arlindo, apoiado!!!
    e tb, aproveita-se e faz-se o mesmo ao IRC e IRS.

  10. 9 Junho, 2011 18:37

    Sugestão: diluir os 14 meses de salário em 12 e acabar com esta aberração de duas vezes por ano as instituições terem picos com o dobro do dinheiro a sair.

  11. JCA permalink
    10 Junho, 2011 02:26

    .
    (relacionado com 11.04H)
    .
    The Moral Hazard of Modern Banking: How Banks Create and Destroy Money:

    -The Mechanics of Fractional Reserve Banking
    .
    -How do Banks Lose Money and default ?
    .
    -The Lure of Sub-prime
    .
    -Perfect Games and Rigged Games
    .

    http://www.thecactusland.com/2011/05/moral-hazard-of-modern-banking-how.html

    .

  12. Giraldo permalink
    11 Junho, 2011 21:59

    UMA SOLUÇÃO GLOBAL ?
    Uma formula que permite diminuir o desemprego e correlativamente
    diminuir o valor do subsidio de desemprego . Tem a vantagem de contribuir para uma maior paz social .
    Seja , a melhoria do parque habitacional com o alargamento do mercado de arrendamento que também minimiza o actual problema
    social . No seu conteudo temos um acrescimo da actividade bancária e seguradora e ainda da actividade empresarial da construção civil ora em grave crise .
    “Modus faciendi” : criação de um Banco de Fomento (provisoriamen- te a C.G.D.) e uma Seguradora de Credito (provisoriamente a COSEC ?) .
    O proprietário obtem um financiamento para obras desde que destine o prédio a arrendamento , o qual será reembolsado com as futuras rendas do prédio . Durante este periodo , as respectivas rendas estarão isentas de IRS (que em parte será recompensado pelo IRC da actividade empresarial supracitada).
    A final , o Estado com saldo positivo …
    OVO DE COLOMBO ???

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 34.849 outros seguidores

%d bloggers like this: