Skip to content

Frases de Sempre

25 Outubro, 2009
by

“A economia liberal que nos deu o super-capitalismo, a concorrência desenfreada, a amoralidade económica, o trabalho-mercadoria, o desemprego de milhões de homens, morreu já.”

Salazar, em 1933 (*)

(*) Ou, dizendo o mesmo por outras palavras, Álvaro Cunhal, Mário Soares, Francisco Louçã, Jerónimo de Sousa, Hugo Chavez, Fidel Castro, um ditador maléfico cujo nome não se pode pronunciar e ainda alguns milhões de homens da luta, revolucionários acalorados, sociólogos de carreira, variadíssimos ditadores de ambos os extremos, líderes de partidos nacionalistas e intelectuais de esquerda. As boas mentes comungam as boas ideias.

Anúncios
143 comentários leave one →
  1. Pinto permalink
    25 Outubro, 2009 08:54

    Um dos melhores post’s. Fantástico.

    Lido hoje parece de Louçã ou Jerónimo.

    Gostar

  2. Anónimo permalink
    25 Outubro, 2009 09:09

    Estava errado. Não tinha morrido a economia liberal. Não é por salazar ser contra o liberalismo que a economia liberal está certa. Entre salazar e os liberalismo é melhor o liberalismo, mas o liberalismo revelu-se uma tragédia. Pois alimenta-se do sangue e trabalho mal pago.

    Gostar

  3. Anónimo permalink
    25 Outubro, 2009 09:12

    O problema dos homens é serem estupidos como calhaus. Continuam a defender o liberalismo economico, a globalização, a guerra, o comunismo, a ditadura de Chavez, o islamismo, a igrejka blablabla mesmo estando na cara que a coisa não funciona. E não inventam nada de novo. Limitam-se a atacar us aos outros. Estava na altura de inventar a roda.

    Gostar

  4. Anónimo permalink
    25 Outubro, 2009 09:14

    Esta citação vai ser difundida por todo o lado num apice pelos que se acham inteligentes.

    Gostar

  5. Pinto permalink
    25 Outubro, 2009 09:33

    Anónimo (3), você que tipo de sociedade advoga? Uma bué da baril e que lhe muito dinheiro no bolso, um telemóvel de última geração, um bom carro para ir às “gaijas”, uma ganda mota e um roupeiro bem rechado com Mango’s e afins. Certo?
    Quer lá saber de como a sociedade se ornaniza. Isso é inútil.

    Anónimo (4) (ou o mesmo; sei lá), e qual o problema? Assusta-o?

    Gostar

  6. Anónimo permalink
    25 Outubro, 2009 09:34

    #4 uma sociedade em que ninguém trabalhe. Isso mesmo. Uma sociedade cheia de Abeis, os pastores. E sem os Caim os trabalhadores assassinos e errantes

    Gostar

  7. Anónimo permalink
    25 Outubro, 2009 09:37

    %5 a humanidade já é crescidinha o suficiente para acabar com o trabalho. Todos ricos e quem trabalha são os robots que todos os dias saem de casa para ir trabalhar enquanto o homem se espreguila e se dedica à arte e ao conhecimento para conseguir a sociedade sem lixo.

    Gostar

  8. Anónimo permalink
    25 Outubro, 2009 09:38

    7. A primeira medida dessa sociedade era dar dinheiro a todos. Cada um recebia 100 000 euros para começar. Era só imprimir na máquina.

    Gostar

  9. 25 Outubro, 2009 09:52

    Lá por meu pai usar umas botas seminaristas como as do Salazar, não quer dizer que trilhasse os mesmos caminhos.

    Gostar

  10. Pinto permalink
    25 Outubro, 2009 10:01

    Lá por o Salazar ter partilhado do anti-capitalismo, anti-americanismo, anti-semitismo, ser apologista de um Estado controlador e omnipresente, como os dois partidos anti-democráticos da Assembleia – PCP e BE – isso não significa nada. São só coincidências

    Gostar

  11. Anónimo permalink
    25 Outubro, 2009 10:22

    Tou na ideia que inventaram o comunismo para os capitalistas e neoliberais conseguirem sobreviver. Basta apontar o dedo para eles e ficam como sendo os maiores e assim dormem sossegados.

    Gostar

  12. Critico permalink
    25 Outubro, 2009 11:47

    “Quem não aprende com a História esta condenado a repeti-la”
    Então vamos reparar em algo muito interessante: O Comunismo como ideologia é perfeito, esqueceram-se é que seria aplicado ao Homem, um ser imperfeito, e como tal falha desastrosamente,temos o exemplo dos milhões e milhões de mortes causados pelo regime na Russia com Estaline e Lenine, na China com Mao Tse Tung,destacando apenas os maiores nomes.

    E ainda temos “lordes” que defendem tais ideais? Eu interrogo-me se andam bem da cabeça. É que depois adoram “malhar” nos “fascistas” quando o teor desses “assassinos” é o mesmo.
    Preferem ignorar esses aspectos incovenientes como se varrer lixo para debaixo do tapete se tratasse.
    Quanto ao capitalismo, pronto, acho que a frase de Salazar resume,quando se chega ao ponto de se começar a esquecer a economia real em prol de economia especulativa desenfreada com apoio e cobertura dos grandes, chega a estes contornos calamitosos.

    O ser humano clama ser o ser mais inteligente, o que é certo é que constantemente bate com “os cornos” na parede, quando já deveria ter aprendido a lição.

    Gostar

  13. Boaventura SS permalink
    25 Outubro, 2009 12:26

    Essa de “sociólogos de carreira” é comigo?

    Gostar

  14. Pi-Erre permalink
    25 Outubro, 2009 12:31

    Olha, olha!… afinal o Sócrates é dos “bons”.

    Gostar

  15. Miguel permalink
    25 Outubro, 2009 12:44

    #2 “(…) mas o liberalismo revelu-se uma tragédia. Pois alimenta-se do sangue e trabalho mal pago.”

    Na sua tese, só falha um pequenino pormenor: a realidade. Porque, de facto, a realidade não é assim. Austrália, Canadá, EUA, Irlanda, Nova Zelândia, entre outros, são dos países mais liberais do mundo, e também dos que têm salários mais elevados. Se quer salários baixos, tem que ir aos países do fundo da tabela em liberdade económica.

    Já agora deixo aqui uns bonitos gráficos. Do vermelho para o verde, liberdade económica crescente.

    Gostar

  16. Anónimo permalink
    25 Outubro, 2009 13:08

    #17 e á custa de? de haver imensos países sem nada de onde os países com tudo compram barato as materias primas. Se os paíse sem nada fossem como os paises ricos a materia prima não chegava para todos.

    Gostar

  17. Falcão Peregrino permalink
    25 Outubro, 2009 13:28

    Volta Salazar, esás perdoado…

    Gostar

  18. Falcão Peregrino permalink
    25 Outubro, 2009 13:29

    Volta Salazar estás perdoado

    Gostar

  19. Falcão Peregrino permalink
    25 Outubro, 2009 13:35

    A liberdade económica é sempre boa para quem sabe produzir.No caso Português isso é uma heresia de tal forma que depois de Abril os revolucionários, que eram quase todos advogados,”decideiram” acabar com tudo o que produzisse co2…siderurgia, estaleiros,vidro e venderam o resto à concorrência que se limitou a fecha-las…
    Agora nem mesmo com “contrapartidas” de submarinos lá vão…
    O que destinaram para Portugal é uma espécie de depósito de mão de obra barata em especial africana.O primwiro país africano da Europa…

    Gostar

  20. Falcão Peregrino permalink
    25 Outubro, 2009 13:37

    O que aqui se produz muito é sociologia, psicologia, advogados,animadores culturais, anti-racistas e anti-capitalistas, técnicos de “distribuição” de impostos e muitos mas muitos paneleiros e mulatos…

    Gostar

  21. Anónimo permalink
    25 Outubro, 2009 13:38

    E essa do Salazar ter praticado o anti-capitalismo é mais outra.

    V.s foram doutrinados todos pela mesma cartilha ignara do PREC.

    Pela cartilha que apagou a realidade para criar uma mistificação histórica.

    Não vale a pena tentar-se desmontar isto. É a fatalidade do nosso atraso.

    Tenho mesmo a certeza absoluta que o centro dos nossos males reside nesta patranha histórica.

    Patranha que desconhece que havia mais capitalismo e mais liberdade de investimento no tempo de Salazar do que agora.

    Gostar

  22. zazie permalink
    25 Outubro, 2009 13:38

    E essa do Salazar ter praticado o anti-capitalismo é mais outra.

    V.s foram doutrinados todos pela mesma cartilha ignara do PREC.

    Pela cartilha que apagou a realidade para criar uma mistificação histórica.

    Não vale a pena tentar-se desmontar isto. É a fatalidade do nosso atraso.

    Tenho mesmo a certeza absoluta que o centro dos nossos males reside nesta patranha histórica.

    Patranha que desconhece que havia mais capitalismo e mais liberdade de investimento no tempo de Salazar do que agora.

    Gostar

  23. 25 Outubro, 2009 13:38

    Pois claro que na época de Salazar isso estava morto! Ele preferiu previligiar algumas famílias permitindo oligopólios, coisa que ainda hoje existe! Ou melhor, para as tais familias os privilégios ainda lá estão todos para o comum dos mortais a realidade é de uma neo-liberalismo total em que cada um de nós passa a estar desumanizado.

    Mas desde que haja demagogos, bem instalados nada vida, para nos dizerem que qualque tentativa de reclamar a nossa individualidade e humanidade é salazarista estaremos todos mais contentes. Ou não!

    Gostar

  24. zazie permalink
    25 Outubro, 2009 13:41

    O nosso problema é sempre este. Padrecos de economia de Amazon.

    Tretas de ignaros que se julgam na Wall Street por apenas fazerem trabalho de escriturário.

    E depois tudo feito religião- a religião destes palermas é o internacionalismo planetário e a mão de Deus trocaram-na pela idolatria da mãozinha invisível do mercado.

    Gostar

  25. Falcão Peregrino permalink
    25 Outubro, 2009 13:42

    Os mulatos são uma riqueza.Imaginem que em tempos as criancas brancas das escolas ficavam admiradas quando viam uma na turma.Isso causava embaraço em casa dos mandantes.Agora com cerca de 25% de diferentes em cada turma e por enquanto que a coisa é para se equilibrar o problema já nem se coloca…
    Quem paga esse luxo dos bons acolhimentos propiciados por quem se que queria sentir melhor cá em nossa casa deve andar satisfeitíssimo…

    Gostar

  26. zazie permalink
    25 Outubro, 2009 13:42

    Oligopólios

    ahahaha

    O capitalismo do Salazar estava aberto a tudo, Ao investimento estrangeiro também. Sem nunca precisar de fazer de Portugal esta treta de criados dos outros e súbditos de monopólios do Estado socialista.

    Gostar

  27. zazie permalink
    25 Outubro, 2009 13:44

    As famílias que v.s dizem que eram duas eram uma boa centena.

    Corridas pelo PREC que andou a acabar com os ricos em Portugal. Hoje são todas apenas do Estado.

    Gostar

  28. zazie permalink
    25 Outubro, 2009 13:45

    Bora aí botar o nome de empresas que existiam no tempo de Salazar e ainda mais com Caetano?

    Vamos lá a um quiz como este jaquinzito tanto gosta.

    E depois botem aí os donos dos grandes empórios capitalistas que temos.

    Gostar

  29. Falcão Peregrino permalink
    25 Outubro, 2009 13:46

    Ai dos pensadores quando os alemães se chatearem e deixarem de pagar o experimentalismo laboratorial do homem novo e mulato, a única realização da democracia anti-colonialistas, mas agora colonizadora… quem comerá quem é o que iremos ver…

    Gostar

  30. 25 Outubro, 2009 13:48

    Salazar abriu o país e as colónias a investimentos americanos só para o fim do “reinado”, especialmente quando tinha que fazer compras de armamento colossais, e mesmo assim só em áreas onde não existiam interesses de oligarcas nacionais.

    O numero anda mais proximo da meia centena e antes de serem corridos pelo prec levaram tudo para fora menos o que estava preso ao chão. O erro foi terem sido autorizados a regressar. Colaboracionistas e exploradores. O mais escandaloso foi terem sido indemenizados, por aí se vê a continuidade da mentalidade do estado novo nesta classe política.

    Gostar

  31. Anónimo permalink
    25 Outubro, 2009 13:51

    Outra medida era diminuir as desigualdades sociais. Para isso os salarios deixariam de aumentar em % mas num valor fixo. E reduzidos os salarios mais elevados no sistema público. Reforma do sistema fiscal com taxa unica e um unico imposto.

    Gostar

  32. Falcão Peregrino permalink
    25 Outubro, 2009 13:53

    O maior feito democrata pós abril foi terem extinto as escolas comerciais e industriais.Poderia lá ser a malta ter que aprender a trabalhar com qualidade?O que interessava era massa operária analfabeta, portanto muito mais fácil de controlar.E para facilitar isso até africanizaram o país.Com a inteira aprovação dos pobres e trabalhadores que não se importam de dividir tudo, mesmo o que têm entre pernas à frente e atrás como vamos já ver na lei do “casamento gay”…

    Gostar

  33. Falcão Peregrino permalink
    25 Outubro, 2009 13:56

    Passoa Coelho e os seus muchachos mandantes o que querem é diversificar mais para a importação de islâmicos.Mas o resto para eles não poderia ser mais bem feito de tal maneira que o que querem é “casar-se” com o PS…

    Gostar

  34. 25 Outubro, 2009 13:58

    Claro… misturar política com preconceito é sempre bom, o povinho nunca precisou de mais. aliás até agredece que lhe ponham tudo numa embalegem gira e compacta, evita ter pensamento próprio. Bora lá destruir os outros enquanto pessoas autónomas e reais. Para quê a realidade quando se pode ter esteotipos.

    O produto que andam a vender até podia ser chamado “autoritarismo redux” ou outra coisa.

    Gostar

  35. Falcão Peregrino permalink
    25 Outubro, 2009 13:59

    Salazar era o garante da independência nacional, um patriota, um nacionalista, um verdadeiro PORTUGUÊS, um anti-comunista.Portugal com ele era um PAÍS, agora é uma colónia africana…

    Gostar

  36. Falcão Peregrino permalink
    25 Outubro, 2009 14:05

    Colónia africana em que até já particulares estrangeiros dão ordens.Caso MacCan

    Gostar

  37. 25 Outubro, 2009 14:05

    Como tinha dito… salte a capa e venha a realidade do saudosismo.

    Gostar

  38. Falcão Peregrino permalink
    25 Outubro, 2009 14:08

    Vão por onde quiserem porque eu por esse caminho não vou.E colocarei o carimbo de TRAIDORES aos chicos-espertos das novas oportunidades que se apossaram do mando do país para o desagregarem e destruirem recorrendo a doses massivas de propaganda que até envergonhariam o Goebles…

    Gostar

  39. Falcão Peregrino permalink
    25 Outubro, 2009 14:11

    Até para venderem a pesada herança do Salazar, as tais 850 toneladas de ouro que havia( e já não hà) no BPortugal é preciso ganharem-se 250000 euros por ano…

    Gostar

  40. 25 Outubro, 2009 14:13

    Enfim só um amador nestas coisas pensa que pode manipular as pessoas ao ponto de elas acreditarem que só têm duas escolhas, aceitar o que existe sem piar e o saudosismo mais atroz. Two wrongs don’t make a right.

    Ponham a propaganda simplista que quiserem! Eu já vi isso tudo e não estou impressionado.

    Gostar

  41. Anónimo permalink
    25 Outubro, 2009 14:13

    O Paulo de Azevedo faz o anuncio das novas oprtunidades com pinta

    Gostar

  42. JJ Pereira permalink
    25 Outubro, 2009 14:15

    #21 e#22
    Totalmente de acordo.

    Gostar

  43. Falcão Peregrino permalink
    25 Outubro, 2009 14:28

    Quando todos tiverem o 12º ano quem é que vai cavar as batatas?, podar as videiras?, assentar o tijolo?

    Gostar

  44. Falcão Peregrino permalink
    25 Outubro, 2009 14:32

    Só batoteiros é que podem prometer um exército só de generais…

    Gostar

  45. Falcão Peregrino permalink
    25 Outubro, 2009 14:34

    Só batoteiros e perdulários dos dinheiros públicos se meteriam nas aventuras experimentais em que se metem causadoras de futuras e graves desordens sociais.Quando eles os batoteiros já estiverem podres de ricos de tanto roubarem…

    Gostar

  46. anónimo permalink
    25 Outubro, 2009 15:28

    o falcão sonha com a capoeira de s. bento e a zaida gostava de ter sido a micas.

    Gostar

  47. Critico permalink
    25 Outubro, 2009 15:53

    Em parte concordo com o Falcão Peregrino, sob o véu do 25 de Abril muitos tachistas e traidores encontraram um poleiro fixo, e hoje os mesmos estão lá nos poleiros no cimo da gaiola, depois de muitos dinheiros terem desaparecido misteriosamente.
    Não vivi no jugo de Salazar, mas sempre ouvi dizer que nunca roubou um cêntimo e morreu na pobreza entre ouras coisas.

    Quanto á parte discordante,acho que hoje esta patente uma “ideia” extremamente ridícula e retrograda, sobre a qual profissões de sectores primários como agricultores, pescadores, camionistas, entre outros são desvalorizados.Mas porque?
    Até o “homem do lixo” tem uma profissão que merece ser honrada, experimentem viver sem ela.De certeza que os napolitanos aprenderam á custa.

    Viveriam sem agricultura? Sem peixe? Sem tais bens? Porque muito mais importantes que bens de consumo materialistas, são os de consumo de sobrevivência e como tal devem obter o mesmo respeito que outras profissões.
    E não vejo o porque de alguém com o 12º ou uma licenciatura possa enveredar com conhecimentos mais teóricos e técnicos sobre tais áreas.
    Realmente as prioridades andam todas trocadas.

    Com isto quero dizer que estes pequenos homens de trabalho certamente dão um muito maior contributo ao pais que esses pseudo políticos por ai e devem ganhar substâncialmente menos.

    Gostar

  48. Critico permalink
    25 Outubro, 2009 15:57

    #48 (corrigido)

    Em parte concordo com o Falcão Peregrino, sob o véu do 25 de Abril muitos tachistas e traidores encontraram um poleiro fixo, e hoje os mesmos estão lá nos poleiros no cimo da gaiola, depois de muitos dinheiros terem desaparecido misteriosamente.
    Não vivi no jugo de Salazar, mas sempre ouvi dizer que nunca roubou um cêntimo e morreu na pobreza entre ouras coisas.

    Quanto á parte discordante,acho que hoje esta patente uma “ideia” extremamente ridícula e retrograda, sobre a qual profissões de sectores primários como agricultores, pescadores, camionistas, entre outros são desvalorizados.Mas porque?
    Até o “homem do lixo” tem uma profissão que merece ser honrada, experimentem viver sem ela.De certeza que os napolitanos aprenderam á custa.

    Viveriam sem agricultura? Sem peixe? Sem tais bens? Porque muito mais importantes que bens de consumo materialistas, são os de consumo de sobrevivência e como tal as profissões que com eles lidam devem obter o mesmo respeito.
    E não vejo o porque de alguém com o 12º ou uma licenciatura não possa enveredar com conhecimentos mais teóricos e técnicos sobre tais áreas.
    Realmente as prioridades andam todas trocadas.

    Com isto quero dizer que estes pequenos homens de trabalho certamente dão um muito maior contributo ao pais que esses pseudo políticos por ai e devem ganhar substâncialmente menos.

    Gostar

  49. Falcão Peregrino permalink
    25 Outubro, 2009 16:35

    Com tanto advogado no desemprego e em vez de andarem a clamar que sejam os impostos a pagar a litigância que sabem incutir na sociedade não percebo porque não vão já para varredores de câmara municipal, para trolhas, para operários agriculas, etc… tudo profissões dignas e que se devem valorizar…

    Gostar

  50. Falcão Peregrino permalink
    25 Outubro, 2009 16:40

    O falcão sonha é com umas “dachas” no Vau ou em Nafarros…umas férias entre os massai e outras pequenas coisinhas de somenos importância que custam rios de dinheiro… aos defensores dos pobres de aquem e além mar em África, Ethiópia e demais Ásia…

    Gostar

  51. Falcão Peregrino permalink
    25 Outubro, 2009 16:45

    Mas ainda bem que no país o que mais existem são crentes.Em Fátima, em variadíssimos deuses,no Jerónimo, no Louçã, no Sócrates e agora naquele que desponta e vai supalntar os outros pelo MILAGRE: O Passos Coelho saido da cartola e que tem motivado muitos dos blasfemos numa fé “NOVA”, portanto isenta de pecado…

    Gostar

  52. lucklucky permalink
    25 Outubro, 2009 16:50

    “O Comunismo como ideologia é perfeito”

    Só pode estar a brincar. Basta ler um parágrafo para ver que aquilo não passa de publicidade enganosa e desonesta.

    Gostar

  53. Falcão Peregrino permalink
    25 Outubro, 2009 16:51

    O Salazar tinha INSTITUIÇÕES que pensavam e trabalhavam pelo país.O Salazar era o ideólogo e juíz, mas havia muita formiguinha que trabalhava aos diferentes níveis onde os melhores e os mais honestos tinham garantia de carreira.Não havia de facto homens salvadores.Era toda a NAÇÃO que estudava e trabalhava.E chefiava quem podia e obedecia quem devia.

    Gostar

  54. Eduardo F. permalink
    25 Outubro, 2009 16:52

    O que Jcd, num post muito oportuno, nos apresenta é que o anti-liberalismo não é, nunca foi, exclusivo das esquerdalhas cabeças.

    Mesmo a Zazie, culta e inteligente, cai na vulgar armadilha de tomar de barato que existe uma identidade (no sentido matemático), entre capitalismo e sociedade liberal. Assim como Salazar, Hu Jintao poderia subscrever o essencial da citação do primeiro.

    Gostar

  55. Anónimo permalink
    25 Outubro, 2009 17:20

    bom , mas pelo menos o salazar tinha para lá a taxa de 30% para marcar preços…os produtores ( e consumidores ) da altura deviam estar gratos. não devia haver sardinha vendida na lota a 10 centimos e revendida a 5 euros.

    Gostar

  56. zazie permalink
    25 Outubro, 2009 17:25

    No PC estão posts e comentários com citações sérias de Salazar e não estas palhaçadas descontextualizadas, assim como comentários acerca da economia de Caetano e isso aí, sim, vale a pena ler.

    Este é um post à Hugo Chavez- mera agit prop para galvanizar as massas.

    Gostar

  57. zazie permalink
    25 Outubro, 2009 17:27

    E gostava que o Eduardo explicasse onde é que deu com essa identidade entre capitalismo e neoliberalismo escrita por mim.

    Em parte alguma escrevi o que quer que seja que se lhe aproxime.

    Ele é que escreve sempre isto- se não é neoliberalismo caótico e internacionalista tem de ser comunismo ou socialismo.

    E é ignorante acerca da economia do tempo de Salazar.

    Gostar

  58. zazie permalink
    25 Outubro, 2009 17:29

    Mas também é verdade que na blogosfera existirão meia dúzia de pessoas com quem se pode ter estas conversas e nenhuma é daqui.

    Gostar

  59. zazie permalink
    25 Outubro, 2009 17:31

    Mais fácil seria conseguir algum diálogo sério com o Helder do Insurgente ou com o Cirilo Marinho do que com Blasfemos.

    (só para dar exemplo de “famílias” próximas e liberais q.b.)

    Gostar

  60. zazie permalink
    25 Outubro, 2009 17:34

    Ainda assim, um Jaime Nogueira Pinto tem outro feedback ou mesmo o Pedro Lains por ter estudado a economia desse período.

    Gostar

  61. Tribunus permalink
    25 Outubro, 2009 18:37

    Volta Salazar, para fazeres o Instituto de Esdtatistica, Instituto de Ocologia, Cadeia de Caxias, Hospital de Santa Maria e S.João, Ponte Salazar, Ponte bo Porto etc etc: que tem feito este Socrates? muitas pedras lançadas……..

    Gostar

  62. 25 Outubro, 2009 18:51

    Zazinha

    “o jaquinzito chegou a dizer-me coisas acerca da finança que o envergonhariam se eu as fosse buscar a arquivos que ficaram no limbo.”

    Ora faça favor. Tanta presunção histérica e tanta asneira que por aqui debita, tanta tolice e tanta ignorância que gosta de apontar aos outros, ora faça favor de por aqui essas vergonhas. É um desafio. Os insultos e a peixeirada, vou apagando quando passar por aqui. Prometo que as provas da minha ignorância ficarão vivas.

    Não me passa pela cabeça que a Zazie seja mentirosa, pelo que aguardo com expectativa essas provas.Se não o fizer, é apenas mais uma das suas incontinências verbais.

    Gostar

  63. za...zie permalink
    25 Outubro, 2009 19:22

    Essas passagens do Salazar até eu as postei no Portugal Contemporâneo porque quem falou disso foi o Pedro Arroja.

    A ver se v, por lá apareceu no debate. Andei por lá eu a scanar os discursos e entrevistas de Salazar que tenho cá em casa, ando o José a listar empresas e a falar da finança e tudo com fontes e andou o ccz e o anti-comuna.

    Tudo gente xuxialista e comunista, como se nota.

    E v. calado que nem um rato-.

    Eu até o provoquei e bem me fartei de mandar bocas porque sabia que v.s estavam entupidos.

    Estavam como os comunas de Chernobyl nos detectores de radioactividade a apitarem e a assobiarem para o lado.

    è da boa- a asneira- é asneira liberalóide- tem o reino dos céus- como os tolos.
    (então, dirige-me a palavra e depois não deixa que eu responda e bloqueia-me a resposta?

    Ai o caraças. este Vasco Graça Moura do Blasfémias anda cada vez mais tolo.

    Gostar

  64. za...zie permalink
    25 Outubro, 2009 19:23

    E voltou a apagar-me o comentário em que falei do Passos Coelho.

    Ontem alguém mandou a boca que v. estava a ser hipócrita a chingar o Luís Delgado porque tem tacho idêntico com um qualquer Mello.

    Não faço ideia, mas que parece ter pruridos em se tocar no Coelho, parece.

    Gostar

  65. Critico permalink
    25 Outubro, 2009 19:24

    Falcão,pensei que não fosse de rotular facilmente, para isso já basta a sociedade, não concorda? Uma pessoa por dar uma opinião que visa o respeito entre os sectores nomeadamente os primários é logo rotulado de comunista? Francamente.
    Se foi dirigida a mim tal farpa afirmo-lhe que tenho desprezo por partidos esquerdistas sem conteúdo.Sou apolitico.
    Isto de rotular opiniões por ideologias politicas é simplesmente falacioso.

    Sabe, um grande problema desta sociedade é que “engole” tudo o que vê sem questionar, a educação ajuda a superar isto e nem vou continuar a questionar tal ponto, porque é obvio o papel que a educação desempenha,que todos a tenham? Não, apenas quem quer.

    Aconselho-o antes a ir ao Sudão, mais propriamente Darfur, ao invés do Quénia, na região já por si com um solo pouco fértil viu-se a braços com uma dizimação de uma etnia, á qual a Onu fechou os olhos (alias não dá jeito tocar nas feridas). Se conseguir sobreviver lá um dia é o meu herói.

    Se tais argumentos não foram a mim dirigidos, peço-lhe as minhas desculpas.

    Gostar

  66. za...zie permalink
    25 Outubro, 2009 19:25

    E porque é que tem a lata de se pôr para aí a fazer boquinha pequenina de corcodilo não assumido e me bloqueia o nick?

    Que cretinice é essa. Quer dar show no circo e insultar-me sem eu me permitir resposta.

    Quem é que o mandou voltar a bloquear nome e url de blogue?

    Gostar

  67. Critico permalink
    25 Outubro, 2009 19:25

    Luckylucky… era perfeito se não se aplica-se a humanos.

    Gostar

  68. za...zie permalink
    25 Outubro, 2009 19:27

    E olha, ó carapau de corrida- mostra lá onde onde está mentira e os erros porque presunção e cobardia é chamar mentirosa e ignorante e não mostrar onde está a ignorància e a mentira-.

    Eu disse onde estava a tua e desafiei-te a ilustrares este post ranhoso com exemplos.

    Gostar

  69. 25 Outubro, 2009 19:27

    “Essas passagens do Salazar até eu as postei no Portugal Contemporâneo porque quem falou disso foi o Pedro Arroja.”

    Essa passagem foi extraída do livro Salazar – Volume 2 – A Propaganda, de Helena Matos, a páginas 41.

    Gostar

  70. Filipe Abrantes permalink
    25 Outubro, 2009 19:28

    Continuamos à espera das passagens onde o JCD revela ignorância sobre banca e que a zazie ameaçou ir buscar. Se não for, como o próprio JCD pediu, mostra que não passa de uma aldrabona.

    Gostar

  71. 25 Outubro, 2009 19:29

    “E olha, ó carapau de corrida- mostra lá onde onde está mentira e os erros porque presunção e cobardia é chamar mentirosa e ignorante e não mostrar onde está a ignorància e a mentira-.”

    A mentira, por exemplo, está aqui:

    “o jaquinzito chegou a dizer-me coisas acerca da finança que o envergonhariam se eu as fosse buscar a arquivos que ficaram no limbo.”

    Desafiei-a provar que não é mentira e estou à espera. (admitindo que quando se refere a ‘jaquinzito’ se refere a mim, em homenagem ao meu antigo blogue).

    Gostar

  72. za...zie permalink
    25 Outubro, 2009 19:30

    e em tendo tempo procuro isso, pois. O azar é que grande parte até ficou nas caixas de comentários do Tim e ele fechou-as.

    Mas posso repetir tudo e até sistematizar tudo e ficar a aguardar resposta porque sei que ela não vem.

    tu, nestas matérias andas perto do Birgolino filósofo de tasca- lá saberás que o FED até nem é propriamento do Estado, mas tens as mesmas palas que o Fifi morcão-americano.

    Gostar

  73. za...zie permalink
    25 Outubro, 2009 19:32

    E tenho o Salazar postado no Cocanha em quiz e em provocações. E estão online tudo o que disse acerca da bolsa há mais de 2 anos.

    E durante o pico dela fiz posts no Cocanha, tive debates com muita gente, incluindo com o CN mas tu é que deste sempre à sola.

    E desafiei meia blogosfera para a recensão do Gray que até fiz para mim. E da qual ainda tenho uns posts a ilustrarem alguma coisa e dezenas de comentários no Portugal Contemporâneo.

    Gostar

  74. Filipe Abrantes permalink
    25 Outubro, 2009 19:33

    Chama-lhe azar chama. Não passas de uma aldrabona.

    Gostar

  75. za...zie permalink
    25 Outubro, 2009 19:33

    E repito – este teu post é cartilha monga internacionalista de quem nem a história do seu país conhece.

    Gostar

  76. 25 Outubro, 2009 19:38

    A Zazie está confundida. Debati em tempos consigo – e até bastante -enquanto da sua parte havia alguma civilidade. Depois, quando gradualmente foi baixando o nível da discussão, deixei de a aturar. Ainda me deu para entrar no gozo, algumas vezes, mas tudo o que é demais cansa. Era só o que faltava ir agora meter-me em debates consigo onde quer que seja – já dei para esse peditório, A peixeirada e o insulto não são propriamente o meu ramo de conhecimento e nesse domínio a Zazie ganha-me por goleada. Na verdade não me apetece rastejar pela lama – já não tenho idade para isso. Não conte comigo. Também não tenho por hábito ler o Cocanha. Gosto de aproveitar melhor o tempo.

    Como lhe disse, os seus posts com insultos vão ser apagados. Quando quiser deixar aqui as provas que não é mentirosa, esteja à vontade. Até lá, passe bem.

    Gostar

  77. Filipe Abrantes permalink
    25 Outubro, 2009 19:41

    Falei. És uma aldrabona, como está acima bem comprovado. Disseste ter nos “arquivos” exemplos da ignorância do JCD sobre banca e quando instada a apresenta-los, nada.

    Gostar

  78. Anónimae voltou a censurar-me permalink
    25 Outubro, 2009 19:42

    Pois, não te metes em debates mas dizes que eu escrevi mentiras, não as apontas e ainda me pedes para eu apresentar provas do que disse,

    Afinal como é. Eu é que sou a peixeira ou tu ´é que és o cínico entalado?

    Gostar

  79. Satã permalink
    25 Outubro, 2009 19:42

    Zazie pôs aqui o barraco ao rubro, e com inteligència que é o que irrita. Sem os comentários tantas vezes pertinentes e viris desta activa comentadora, isto aqui era de um conformismo neo-liberal, assobiado em duo com o novo Pompeu, o inflado e anasalado Passos Coelho.
    Alguma vez ter sangue na guelra foi um crime? Pois parece que sim. Isto aqui não é um cozy tearoom. Eu se tivesse um blog adorava ter a Zazie como comentadora, como adversária, como quebra-cabeças.

    Com mal contido tom censório, chama-lhe incontinência verbal. Eu chamo-lhe fulgor e arte. Long life to Zazie, the irreverent.

    Diria que ela tem uma acção propedèutica e não vos deixa estagnar no certezário das cartilhas.

    Gostar

  80. Filipe Abrantes permalink
    25 Outubro, 2009 19:42

    O que é uma cartilha monga?

    Deixam os malucos ter internet? Não será isso perigoso?

    Gostar

  81. Anónimae voltou a censurar-me permalink
    25 Outubro, 2009 19:44

    E os teus postes com insultos e acusações que não provas.

    Eu acho bem que esses não os apagues. Que antes ser-se malcriada que hipócrita e aldrabão.

    Acusas e não apontas as mentiras que dizes que escrevi.

    Isso é o què?

    Prova de cilidade? prova de inteligência- segurança nas acusações ou caguga de quem mentiu.

    Gostar

    • 25 Outubro, 2009 19:51

      Já apontei duas vezes uma mentira e a Zazie continua a perguntar-me onde é que está a mentira. Basta ler atrás.

      Gostar

  82. 25 Outubro, 2009 19:45

    “Afinal como é. Eu é que sou a peixeira ou tu ´é que és o cínico entalado?”

    Ambos. Sou cínico e a Zazie é uma peixeira. Neste caso não mentiu.

    Gostar

  83. 25 Outubro, 2009 19:45

    A Zazie é um caso clínico.
    Amanhã (21:30) estreia-se a sexta temporada do Dr. House.
    Canal Fox.

    Gostar

  84. Eduardo F. permalink
    25 Outubro, 2009 19:47

    Zazie,

    Já é habitual em mim dar-lhe um desconto e uma latitude de tolerância bem para além do que seria razoável.

    Por isso, devolvo-lhe, na íntegra, os insultos que me dirigiu e, sim, conviria que estudasse um bocadinho mais de economia, no tempo antes de Salazar e Caetano, durante Salazar e Caetano e depois de Salazar e Caetano. Talvez, então, venha a dizer menos disparates.

    Gostar

  85. 25 Outubro, 2009 19:53

    Estas também dava bons postes…na mesma onda aliás..

    “…estamos a combater o capitalismo. Estamos a tornar as pessoas completamente livres”
    (Adolf Hitler)

    “Nós queremos destruir o estado burguês”
    (Salvador Allende)

    “Se o século XIX foi o do indivíduo, o séc actual é o século colectivo”
    (Benito Mussolini)

    “A crise pré-revolucionária legou-nos um outro problema: o do combate e da constituição de uma alternativa dentro e contra o regime da democracia burguesa.“
    (Francisco Louça)

    Gostar

  86. 25 Outubro, 2009 19:53

    Piscoiso,

    Finalmente alguém diz algo relevante 🙂

    Gostar

  87. Filipe Abrantes permalink
    25 Outubro, 2009 19:53

    Zazie, em Zurique podes matar-te à vontade. É legal e tudo. Não sofras mais neste mundo tão cruel.

    Gostar

  88. Francisquinha permalink
    25 Outubro, 2009 19:54

    ajhahahahg~´

    Agora é o apertadinho do Eduardo.

    Que insultos. E de que serve chamar ignorante se v. não apresentou um único facto que contrariasse o que eu afirmei.

    Olhe a si, é que nem vou responder mais porque é tão tolinho e cheio de melindres que até vé insultos onde eu apenas escrevi que nunca defendi essa ideia de anti-capitalismo.

    Foi a única coisa que lhe disse. Está aí em cima para prova.

    Quer o quê?

    Que brincar ao copy past para provar o diz que disse?

    tenho mais que fazer e para brincar prefiro escolher eu o jogo e o brincalhão.

    O jaquinzinho anda na cave a botar nick na censura- a seguir vai.se fazer à Francisquinha.

    Gostar

  89. Francisquinha permalink
    25 Outubro, 2009 19:55

    Bem, vou indo que com casos clínicos é que não gosto.

    Taras são coisas que se pegam e dão mau ambiente. E eu nunca gostei de proximidade com tarados.

    Gostar

  90. Satã permalink
    25 Outubro, 2009 19:56

    As duas escolas contemporãneas do (im)pensamento português estão aqui representadas no comentariado:
    a) o cinismo
    b) o cepticismo

    Ambos escolas de dúvida completa – só que não cartesiana, apenas duvidosa dúvida.

    Zazie é do Norte, carago! Não é nada peixeira, ou a arte da injúria está só reservada a cavalheiros?

    Felizmente sabe defender-se sozinha. Contra todos.
    Tenham mais cuidado com uma Senhora Guerreira sem papas na língua e a fala verde vitriólica de uma Adepta.

    Gostar

  91. Francisquinha permalink
    25 Outubro, 2009 19:59

    Este Eduardo F é que é um bacano com piada.

    Andou para aí só com piropos e graxa e depois, por eu estar a mandar cumprimentos para o Dave- o assistente do Professor Denzil Dexter enxofrou e ficou cheio de ciumeira,

    Ainda disse que eu e o caro Professor Denzil Dexter desconhecíamos a humildade do filósofo Popper e do filósofo Hayek

    hehehe

    Depois eu botei o vídeo do Professor da Universidade da Califórnia do Sul e então é que lá se foi o início da bela amizade

    ahahahahahaha

    Gostar

  92. Francisquinha permalink
    25 Outubro, 2009 20:00

    Por acaso sou alfacinha mas com costela do Porto.

    Gostar

  93. 25 Outubro, 2009 20:01

    Satã,

    Por acaso a escola é grega e se prima por algo é por não se vergar a qualquer um que fale alto.

    Mais que a dúvida faço uma afirmação implicita sobre a natureza humana, se a história não me desmente não vai um comentador que o fará 🙂

    Gostar

  94. Goliarda da Narragonia permalink
    25 Outubro, 2009 20:03

    E tenho de mudar de nome porque a Francisquinha também já sofreu bloqueio liberal do nosso jaquinzinho multi-usos.

    Gostar

  95. Satã permalink
    25 Outubro, 2009 20:04

    Sim é grega, vem de cão.

    Gostar

  96. 25 Outubro, 2009 20:05

    “E tenho de mudar de nome porque a Francisquinha também já sofreu bloqueio liberal do nosso jaquinzinho multi-usos.”

    Outra mentirinha. Mais uma.

    Gostar

  97. 25 Outubro, 2009 20:05

    Sim, ao contrário da maioria não fujo do óbvio. Mas se preferir reclamar descendência de anjos caídos por favor esteja à vontade – eu sempre gostei de comediantes, desde que não se levem demasiado a sério.

    Gostar

  98. Satã permalink
    25 Outubro, 2009 20:08

    Acontece uma coisa neste mar de seriedade papal, a Zazie é uma pessoa lúdica. Não me estou a candidatar a ser player ; -)
    E as “Novas Andanças de Zazie dans le Blasphemo”, para fazer uma glosa com um título que fala de mim, do Jorge de Sena, um dia darão livro. Não necessariamente freudiano, tipo a pilita do neo-liberalismo explicado às moscas. Mas certamente rabelesiano.

    Gostar

  99. 25 Outubro, 2009 20:11

    Satã,

    São gostos, eu prefiro menos mentira e ordinarice nas minhas comédias mas enfim… isso sou eu 🙂 Cada um com com as suas preferências.

    Gostar

  100. Satã permalink
    25 Outubro, 2009 20:13

    # 99

    O cinismo como postura é a facilidade em pessoa, porque é um destino fixo, de ascendència trivial. Relativiza tudo.

    Mas para si neste momento do coágulo mental em que está aprisionado é compreensível. Sempre é um dissolvente.

    Gostar

  101. 25 Outubro, 2009 20:16

    Satã,

    A facilidade é arranjar mentiras para nos justificarmos. Mentimos a nós próprios e uns aos outros mas a realidade é imutável. Fique com as decorações e complexos de superioridade todos que quiser, eu só quero ver este cortejo carnavalesco passar. Tantos reis nus…

    Gostar

  102. Falcão Peregrino permalink
    25 Outubro, 2009 20:17

    9.Piscoiso disse
    25 Outubro, 2009 às 9:52 am
    Lá por meu pai usar umas botas seminaristas como as do Salazar, não quer dizer que trilhasse os mesmos caminhos

    Muita gentinha nem sequer pisar a terra que outros pisam merecem…

    Gostar

  103. Satã permalink
    25 Outubro, 2009 20:19

    é a commédie educada do boulevard, que agrada ao espírito burguês, porque tem aqueles tiques de comedimento e de “mesure.” Que lhe faça bom proveito.

    Pior do que uma mentira – porque estas, como sabe, sou o Pai delas e são o meu ramo – é uma inexactidão. E pior do que uma inexactidão é a desconsideração por uma Senhora, com língua bem verde, e bem desburguesada. E que ainda por cima não precisa de mim raspas.

    Gostar

  104. Satã permalink
    25 Outubro, 2009 20:28

    Sabe o que é um cínico?
    É alguém capaz de defender com a mesma convicção duas mentiras opostas convencido de que ambas são verdadeiras.

    Gostar

  105. 25 Outubro, 2009 20:31

    A boçalidade passou a chique…

    Gostar

  106. 25 Outubro, 2009 20:33

    Sabe o que são exemplos que não têm relação com a conversa? Leia-se a si próprio.

    Fique com a taça (suponho que pela insistência deve haver uma…), ainda nem percebeu que eu não lhe estou a disputar nada? há pessoas que gostam do som da sua própria voz.

    Gostar

  107. Eduardo F. permalink
    25 Outubro, 2009 20:35

    Zazie / Francisquinha & Cia,

    O trabalho de casa cada um que o faça.

    E faz-me o favor de nunca mais me dirigir a palavra.

    Gostar

  108. 25 Outubro, 2009 20:42

    #106.
    O respeito pelos outros não é necessariamente burguês.
    Mas se o cavalheiro desculpa o insulto ou a injúria que lhe seja dirigida, só por vir de uma Senhora, estamos perante um estômago sexista.

    Gostar

  109. Satã permalink
    25 Outubro, 2009 20:46

    Fiquei com a taça, bebi-a e era amarga. Felizmente o forno interior sabe o que fazer com a sua coagulatio-

    Gostar

  110. anónimo permalink
    25 Outubro, 2009 20:54

    #67 – oh zaida! corcodilo é na feira de carcavelos.

    Gostar

  111. Salamargo permalink
    25 Outubro, 2009 20:54

    Quem se metia com Salazar, levava!

    Gostar

  112. tolstoi permalink
    25 Outubro, 2009 20:55

    A crise mundial dos anos 30 induziu estados de alma, só que a amoralidade económica
    assume contornos devastadores quando praticada pelo estado.

    Gostar

  113. anónimo permalink
    25 Outubro, 2009 21:28

    #98 – “E tenho de mudar de nome porque a Francisquinha também já sofreu bloqueio liberal do nosso jaquinzinho multi-usos.”

    Outra mentirinha. Mais uma.

    ———-

    és é tanso, como a coisa não lhe está a correr bem, vitimiza-se e pira-se dando a ideia que foi censurada.

    Gostar

  114. zazie dans le metro permalink
    25 Outubro, 2009 21:34

    ahahhahah

    ò Caríssimo Ferdinand, não me diga que escreveu isso a apertar o laço.

    Eles bem dizem que acreditam na evolução das espécies- já nascem homens-soja.

    Cumprimentos

    “:O))))

    (escrevi isto com o mindinho esticado, para acompanhar os estranhos afrontamentos fernandinos)

    Gostar

  115. zazie dans le metro permalink
    25 Outubro, 2009 21:38

    Então, ainda não desencantaram uma única empresa sem ser monopólio estatal do tempo do Salazar?

    Que tal pedirem ajuda aos kamaradas comunistas que até se lembraram de restaurar a Setenave?

    Hãããã, ó donas, nem uma priminha da Cuf na família?

    Que chatice, assim até parece que deram em liberais lumpen.

    Gostar

  116. K2ou3 permalink
    25 Outubro, 2009 22:15

    Rais me partam,
    Eu tambem não gosto dele tanto como isso,
    Mas,
    O GAJO(com o devido respeito), Tinha toda a razão!.

    Gostar

  117. portela menos 1 permalink
    25 Outubro, 2009 23:29

    dua conclusões que tiro deste debate (1) JCD é anti-salazarista e gosta de terrosismo liberal (2) Zazie tem um conflito mal resolvido com o PREC.

    Gostar

  118. zazie dans le metro permalink
    26 Outubro, 2009 00:01

    Podes crer que nem há nada para resolver. Quem quer que tenha o PREC resolvido é que precisa de tratamento.

    E não, não me foram aos latifúndios de família.

    Olha, aprende o que é um latifúndio:

    (o Jaquinzito nem sabe o que foi a nossa economia no tempo de salazar, decorou aquilo enquanto cantava a gaivota)

    Gostar

  119. zazie dans le metro permalink
    26 Outubro, 2009 00:02

    Ele agora anda nas campanhas de dinamização liberal para o operariado da Lisnave

    Gostar

  120. Anónimo permalink
    26 Outubro, 2009 00:25

    O da dinamização ainda leva o rótulo de homofóbico…

    Gostar

  121. Prof. Karambola permalink
    26 Outubro, 2009 01:30

    Epá isto tá baril…

    Com a zazinha de mãos nas ancas, a batucar o chinelo e a armar peixeirada é animação garantida.

    Ahahahah

    Gostar

  122. Pois é... permalink
    26 Outubro, 2009 07:06

    .

    A coisa chata, no meio disto tudo, é que, com a demonstração de tanta miséria e ignorância – que não vale a pena rebater -, é impossível rirmo-nos a vontade. Pelo contrário, dá vontade de chorar.

    Nuno

    Gostar

  123. Pois é... permalink
    26 Outubro, 2009 07:38

    .

    Ainda me dou ao trabalho de vir aqui de vez em quando, ao menos, para ler os óptimos comentários da Zazie. 😉
    Felizmente, a net permite-me aceder aos locais mais remotos e hoje vejo bem que valeu a pena ter-me exilado no local onde fiz um curso.
    Tenho aqui todas as notícias e, de certeza, mais verdadeiras até que as publicadas aí. O que não me chega são os mexericos e a saloiada tão peculiar em Portugal. Mas a net,o telefone e alguma info dão para ter uma ideia.
    Apenas me entristece, embora eu não seja de maneira nenhuma insultado, um certo ar de gozo pelo que se vive em Portugal.

    Nuno

    Gostar

  124. anónimo permalink
    26 Outubro, 2009 10:04

    #120 – “E não, não me foram aos latifúndios de família.”

    só faltam as pratas e a solarine para engraxares o brasão. claro que só roubaram onde havia. pelintras armados em nobres há bués, who cares?

    Gostar

  125. Filipe permalink
    26 Outubro, 2009 10:05

    “Salazar, em 1933 (*)”

    Dito durante a maior depressão económica da história da humanidade. Na sua fase final. É preciso ver o contexto.

    Gostar

  126. anónimo permalink
    26 Outubro, 2009 10:16

    #126 – “Tenho aqui todas as notícias e, de certeza, mais verdadeiras até que as publicadas aí.”

    aposto que minha mija mais longe que a tua. fica por aí e não digas onde estás, pode haver alguém que se queira apoderar da verdade para a transformar e assim pelo menos haverá um iluminado para nos guiar, caso a zaida deixe.

    Gostar

  127. 26 Outubro, 2009 10:39

    #126.
    A saloiada é tanta, que leva para o Parlamento Europeu temas como o da MouraGuedes-TVI, e depois é alvo da chacota geral.

    Gostar

  128. Anónima33 permalink
    26 Outubro, 2009 11:38

    Frase: O pior nos homens é verem o mundo com a parcialidade de uma convicção. Isso limita-lhes os horizontes.

    Gostar

  129. Per Caso permalink
    26 Outubro, 2009 20:35

    Pois é, Salazar.

    E ainda passa a ideia que ninguém previu a crise.

    Gostar

  130. Marianinha Cecil Betão permalink
    26 Outubro, 2009 21:42

    Crise? qual crise? o que não mata engorda- veja-se como engordou a Goldman Sachs.

    Gostar

  131. Kika Caixa Geral dos Depósitos permalink
    26 Outubro, 2009 21:44

    Cale-se sua fascista e ponha os olhos na minha família.

    Pela parte da mãe era apenas caixa lá na Covilha, mas foi graças à democracia que o pai chegou aos Depósitos.

    Gostar

  132. Diogo Telecom permalink
    26 Outubro, 2009 21:54

    O pai gostou muito deste post por honrar os espírito empreendedor dos investidores democratas de Portugal.

    Cá em casa a família envia saudações socialistas ao bravo liberal JCD e esperemos que a sessão de sensibilização liberal tenha sido um êxito.

    Gostar

  133. Lili Galp permalink
    26 Outubro, 2009 22:00

    Cá em casa também ficámos com montes de entusiasmo e eu aguardo ansiosa o vídeo do liberal anti-fascista.

    A mãe manda até queria saber como foi vestido o social-liberal da casa.
    Porque nestes eventos convém ser-se popular. Um balde e uma esfregona na mão condizem melhor com o boné proletário e calça terilene que o Haeyk debaixo do braço.

    Saudações socialistas!
    Fascismo nunca mais!

    Gostar

    • 26 Outubro, 2009 22:17

      A Zazie diverte-se – sem muito jeito para isto, mas nada se perde por tentar. Sugiro também o Manuel Espírito Santo e a Chica Mello.

      Só lhe falta demonstrar que não foi mentirosa.

      Gostar

  134. zazie permalink
    26 Outubro, 2009 22:21

    “A zazie foi mentirosa”. Essa tem piada.

    Mentirosa por ter dito que este post é demagógico ao misturar a crise de 29 com a política económica de Salazar.

    Se isso é mentira, onde estão os factos? Apresente lá a correlação entre o Estado Novo e a economia socializante e o oposto- a nossa democracia e o grande investimento livre do Estado.

    Gostar

  135. 26 Outubro, 2009 22:26

    Não, a Zazie não é mentirosa por ser tantas vezes incapaz de interpretar o sentido de um post. É mentirosa por frases como esta:

    “o jaquinzito chegou a dizer-me coisas acerca da finança que o envergonhariam se eu as fosse buscar a arquivos que ficaram no limbo.”

    Gostar

  136. zazie permalink
    26 Outubro, 2009 22:36

    E quer melhor prova que é verdade do que este post complexado que até ignora as consequências da crise financeira de 29?

    Está aqui chapado. E está em tudo o que escreveu no pico da bolha da bolsa quando também negava a evidência e vinha com a treta dos “ciclos revitalizantes”.

    De facto são- muito revitalizantes para quem monta crises e lucra com elas.

    O que me dizia dantes era isso e estão nas caixinhas de comentários do Timshel- ora tente lá ir buscar um comentário para que se veja como é capaz.

    Não pode. Porque estão trancados.

    Mas v.s censurou-me tudo o que eu escrevi de forma mais séria e até coisas tão idiotas como explicar o que dizem historiadores do PSD com formação universitária em que nem se chegava à República, quanto mais ao Estado Novo.

    E dei-lhe o exemplo das farsas do Fernando Rosas. Mas v. apagou e teve o desplante de dizer que era por ter insultos.

    Este vai com print screen só por causa das coisas.

    Gostar

  137. zazie permalink
    26 Outubro, 2009 22:51

    Mais uma prova dos ciclos naturais financeiros, com mãozinha marota:

    http://www.rollingstone.com/politics/story/30481512/wall_streets_naked_swindle

    Gostar

  138. 17 Julho, 2010 01:05

    Bem, nãO vou começar a apodá-lo de DITADOR …
    HERDOU um país completamente desorientado, com revoluções e revoluçõezihas cada semana.
    Como amava Portugal e como tal ESTAVA CONVENCIDO que era razão suficiente para se eternizar na Chefia, e que sabia muitíssimo bem para onde ia, pegou na tal dúzia de
    magnatas e deu-lhes carta branca para impor baixíssimas remunerações aos seus empregadossob garantia de que os Sindicatos estariam de tal forma tutelados que o seu poder reivindicativo seria nulo. Mais prometeu que quanto às matérias – primas africanas (por via da escravatura dos naturais) teriam preços tão degradados que , muito embora a nossa Indústria tivesse equipada à século XIX , resultariam
    largos proventos para os empreendedores.
    Quanto à Política Externa, nunca percebeu o que se estava passando:
    de como desde a Conferência de Bandung e a emergência de Estados Africanos Independentes(já com a Índia independente da Grã-Bretanha à anos)ERA IMPOSSÍVEL manter as Colónias de África como Portuguesas.
    DAÍ A DESASTROSA GUERRA COLONIAL(em vidas e em bens).
    Para justificar perante os *súbditos* a opressão PIDESCA faz-se de *trouxa* e põe as culpas todas no PCP quando havia qualquer, mesmo pequena,turbulencia social.
    NÃO QUERO SER INCOMODADO,
    APRÈS MOI LE DÉLUGE.

    Gostar

Trackbacks

  1. Anões imperiais « Reino Cínico
  2. “Frases de sempre” « Espírito de contradição

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: