Saltar para o conteúdo

da indigência

28 Setembro, 2012
by

As declarações do secretário-geral socialista concedidas à rádio espanhola Cadena SER, cuja síntese pode ser lida aqui, são deprimentes e raiam a indigência política. Como é possível manter este desnível de liderança no partido que chefia a oposição e que ainda há pouco tempo era governo, numa altura em que Portugal está falido, os portugueses a sofrer e o governo desentendido e praticamente trepanado? Como pode António José Seguro falar de Portugal e dos problemas seriíssimos que a todos nos atingem, e que em boa medida foram criados pelo governo do partido que agora dirige, deste modo lampeiro, com uma sentimentalidade de telenovela mexicana e uma conversa de café, como se estivesse numa secção de província da Juventude Socialista a pedir votos para uma lista aos órgãos locais? A vacuidade política de António José Seguro devia constranger o PS, e obrigar este partido a assumir as suas responsabilidades na história recente da crise do país e, sobretudo, no contributo que poderá dar para remediar o mal que fez. Infelizmente, parece que vamos ficar muito distantes dessa possibilidade.

68 comentários leave one →
  1. Tim permalink
    28 Setembro, 2012 13:49

    O que preocupa o PSD é saber que Seguro é apenas uma lebre para jogo mais pesado do PS, e que o PSD não tem jogo para acompanhar essa parada pós-Seguro. Aliás o PSD sabe que Seguro e Passos são aves de aviário partidário e nada mais.

    Gostar

  2. trill permalink
    28 Setembro, 2012 13:55

    o AJ enfim… Mas o PS está cancrígeno e esse é o problema. É – continua a ser – o partido dos súcrates e dos varas. Se formos a analisar o PS verificamos que o AJ é dos menos trafulhas que por lá andam. É… Chegamos a este ponto. Que fazer então?

    Gostar

  3. trill permalink
    28 Setembro, 2012 14:02

    é evidente que quem foi tão ordeiro durante o consulado súcrates/vara /e o outro que parecia o súcrates, é alguém fundamentalmente desprovido de carácter. Mas o da cml não é concerteza melhor pois fez a mesma jogatina de deixar andar e calar face a todas atrocidades e corrupção, esperando que os outros caiam de podres e chegue o momento dele. Não merece tê-lo.

    Gostar

  4. Manuel permalink
    28 Setembro, 2012 14:08

    Há aqui algum engano. Uma liderança pateta e inconsequente do PS nesta altura é exactamente aquilo que interessa ao aparelho do PS. O papel de antónio josé seguro na liderança do partido não é outra senão o de um boneco, colocado no lugar da liderança para aguentar toda a porrada política que há para apanhar, tanto por estilhaços das bombas que Sócrates deixou ainda por explodir como também de toda a propaganda que o PSD e CDS tem a atirar para combater a oposição. Esse boneco foi colocado no lugar apenas para servir de saco de porrada enquanto que o governo PSD-CDS se vão enterrando com a tentativa de gerir o país. Quando o barco já estiver relativamente controlado então o bonecto é ejectado do lugar, e devidamente descartado, para que os reais candidatos à liderança do PS, e consequentemente à governação do país, possam ser retratados como uma alternativa a toda esta escória que tem sido associada ao caos. É justamente por isso que temos António Costa a mandar mensagens sobre a sua apropriação do governo e Carlos César a decidir misteriosamente não se recandidatar ao governo regional dos Açores sem ter divulgado planos políticos ou até para a vida pessoal nos próximos 2 anos. Quando a altura for certa, e o botão para ejectar o boneco for finalmente premido, aí é que vamos ver o aparelho de propaganda do PS a acordar. Para mal de todos nós.

    Gostar

  5. politologo permalink
    28 Setembro, 2012 14:10

    …é favor … pior que indigente … para mal dos nossos pecados ….
    …abrenuncio……………………………………………………………….

    Gostar

  6. tric permalink
    28 Setembro, 2012 14:15

    a democcia portuguesa é mesmo uma porcaria…é o seguro…é o passos…é portas…é louçã…é o gerónimo…é a comunicação social…

    Gostar

  7. tric permalink
    28 Setembro, 2012 14:19

    o Largo do Rato devia ser vendido para ajudar a pagar as PPP´s…e a sede do PSD e do CDS deviam ser igualmente vendidas para o mesmo esforço…já que as PPP´s estão blindadas…e o Estado não devia pagar um tostão a estes partidos enquanto as PPP´s não tivessem sido pagas…o PCP e o BE tambem não escapavam…um ano e meio passou e nem uma moçãozinha de censura…andaram tambem a engonhar…

    Gostar

  8. trill permalink
    28 Setembro, 2012 14:20

    da outra indigência:

    Os 1370 milhões de euros atribuídos em benefícios fiscais às empresas representam 18,86% do défice de 7262 milhões de euros que o Estado teve no ano passado (4,2% do PIB, segundo foi comunicado a Bruxelas), conseguido apenas com recurso a uma medida extraordinária.

    http://economia.publico.pt/Noticia/estado-concedeu-beneficios-fiscais-de-mais-de-cinco-milhoes-a-37-empresas–1564962

    Gostar

  9. Eleutério Viegas permalink
    28 Setembro, 2012 14:27

    O peiésse não presta… Já sei disso desde pequenino.

    Gostar

  10. neotonto permalink
    28 Setembro, 2012 14:32

    Como é possível manter este desnível de liderança no partido que chefia a oposição e que ainda há pouco tempo era governo, numa altura em que Portugal está falido, os portugueses a sofrer e o governo desentendido e praticamente trepanado?

    bom, bom, bom
    Alguém ouviu (ou leu) afirmar que a) Portugal está falido b) os portugueses estáo a sofrer e c) um governo desentendido e praticamente trepanado? . tais coisas alguem ouviu dizer ao Rui A?.
    Acho que entendim bem. O Rui escreveu está ou estava falido?…Escreveu isto o foi lapsus?
    Nos próximos posts e meses començaremos a analiçar os porqués, as causas , os motivos que ai nos levaram e nos qporques-causas-motivos obviamente vamos discordar.

    Gostar

  11. 28 Setembro, 2012 14:33

    Por mais blá, blá para um lado ou outro, Portugal teve e terá sempre futuro, por mais reles que sejam os governantes.
    Os Cavacos, Portas, Cristas e Paulas são a negação do nosso presente.

    Gostar

  12. Cáustico permalink
    28 Setembro, 2012 14:37

    O Rui a. não se importa de, em vez de adjectivar, concretizar?
    Assim como quem faz um desenho?
    Só para que o post pareça um pouco menos conversa de taxista e um pouco mais crítica política.
    Antecipadamente grato.

    Gostar

  13. A C da Silveira permalink
    28 Setembro, 2012 14:44

    Para além da crise economica e social, nós os portugueses, estamos confrontados com algo pior: olhamos à volta e não vislumbramos quem, à esquerda ou à direita, nos tire deste poço que parece não ter fundo.
    Nos blogs que frequento tenho de um modo geral apoiado este governo, não tanto pelas pessoas que o integram, mas porque seria, pensava eu, a nossa unica esperança para mudar este estado de coisas, embora estivesse desde o 1º dia contra a presença de Miguel Relvas no governo, e muito menos como nº2.
    Mas desde há umas semanas para cá, a paranóia parece ter-se apoderado do governo: foi a desastrada comunicação do Passos Coelho, a entrevista que deu a seguir, a atitude do CDS para a qual o PSD não teve resposta e deixou o governo ferido de morte, o recuo em relação à TSU, a “extinção” das fundações, etc., tudo é feito pela rama e com um impacto positivo minimo quer nas contas do estado, quer na opinião publica.
    A Pedro Passos Coelho restam-lhe apenas dois caminhos: ou faz uma remodelação e convence alguns dos poucos pesos pesados que ainda restam na area da direita a ir para o governo, apelando ao seu patriotismo e à necessidade de servir a causa publica, ou então sai de cena pela porta pequena, e nesse caso deveria fazê-lo logo a seguir à aprovação do OE/2013, e deixar bem claro que o PSD no caso mais que provavel de perder as eleições que se seguiriam, não contribuirá para nenhuma solução politica para formar o próximo governo.
    Se a esquerda no seu conjunto tiver mais de 60-65% dos votos, o Partido Socialista terá que procurar soluções de governo à sua esquerda, porque essa é a vontade dos portugueses, e o PSD deve ficar na oposição o tempo que for necessário.
    Se é para escavacar o que resta, quanto mais depressa, melhor!

    Gostar

  14. murphy permalink
    28 Setembro, 2012 14:50

    Curiosidades acerca de Seguro & C.ª…
    A propósito da tsu: como classificar quem fica absolutamente escandalizado com a transferência do “trabalho” para o “capital” que, supostamente, seria operada através da alteração aquele imposto mas, simultaneamente, diz sentir-se orgulhoso pela “obra feita” no período Sócrates onde, como nunca, os impostos dos portugueses foram desviados para o tal “grande capital”?
    A Oportunista.
    B Chico-esperto
    C Requisito para ser deputado socialista
    (Etiquetas: zorrinho, banca, seguro, construtoras, etc.).

    Gostar

  15. berto permalink
    28 Setembro, 2012 14:56

    Para além da opinião do autor do post, apenas um reparo me merece atenção: quando refere “…liderança no partido que chefia a oposição” . Ora Seguro não é líder da oposição, apenas é líder do seu partido. Que eu saiba existem outras oposições ao governo que não se revêm no estilo de Seguro, se o Rui A. não as considera então é melhor analisar melhor o que se passa actualmente na sociedade portuguesa. É que além das oposições naturais do BE e PCP e da oposição assim-assim do líder do PS, existe muita gente que votou PSD e CDS que não está pelos ajustes e que não se revê em nenhum dos opositores.

    Gostar

  16. rui a. permalink*
    28 Setembro, 2012 15:00

    “O Rui a. não se importa de, em vez de adjectivar, concretizar?”
    A entrevista cujas declarações são objecto de “adjectivação” está linkado no post. É só clicar e ler.

    Gostar

  17. anti-comuna permalink
    28 Setembro, 2012 15:08

    Umas bordoadas ajudam imenso a endireitar a maralha opinadora: http://tinyurl.com/8ndaq5g
    .
    .
    De um modo profissional, claro. heheheheh

    Gostar

  18. rui a. permalink*
    28 Setembro, 2012 15:11

    Já estava preocupado consigo e com o seu sumiço, caro anti-comuna. Respiro de alívio, agora que o vejo de regresso! Graças a Deus!

    Gostar

  19. Grunho permalink
    28 Setembro, 2012 15:19

    Todos, repito, TODOS os partidos do arco da velha, também conhecido por arco da governação, PS, CDS, E PSD, deviam assumir as suas responsabilidades na história da crise que atravessa o país e, sobretudo, reconhecer desde já que são incompetentes e incapazes de qualquer contributo decente para remediar o mal que fez já fizeram.

    Gostar

  20. anti-comuna permalink
    28 Setembro, 2012 15:37

    Mais umas bordoadas para os tótós do costume:
    .

    Gostar

  21. anti-comuna permalink
    28 Setembro, 2012 15:54

    Mais umas bordoadas para os tótós do costume: http://www.freeimagehosting.net/tddd9
    .
    .
    Provavelmente, os portugueses destruiram a sua saída da crise e deram em gregos. Só têm o que merecem!

    Gostar

  22. anti-comuna permalink
    28 Setembro, 2012 16:01

    Para os tótós do costume. E só têm o que merecem:
    .
    “De acordo com os dados publicados esta sexta feira pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), depois de nos primeiros três meses de 2012se ter verificado um défice de 7,8%, no segundo trimestre verificou-se um saldo negativo de 5,9%. No total do semestre, as contas públicas apresentaram um défice de 6,8%.”
    .
    in http://economia.publico.pt/Noticia/defice-publico-foi-de-68-na-primeira-metade-do-ano-1565002
    .
    .
    No segundo trimestre (quando a economia portuguesa caiu devido à forte queda na despesa pública), o défice já “só” foi de 5,9%. Atingir os 4,5% estava perfeitamente ao alcance de Portugal. Mas os tótós do costume devem ter atirado fora estes bons resultados. Estavam a chegar à praia de decidiram nadar para trás e contra a maré. Tótós do caraças. Nem para eles, esta gente é boa.
    .
    .
    Provavelmente Portugal irá afundar-se de novo, a partir do terceiro trimestre. Os porutgueses devem ser masoquistas e preferiram dar em gregos.
    .
    .
    E muita gente dita de direita é culpada também, deste suicidio colectivo. É preciso ser-se muita burro, para embarcar em aventuras. Dá-se! Nunca vi semelhante coisa num país dito normal. Com estas elites, o país está fodido. Completamente fodido!

    Gostar

  23. Grunho permalink
    28 Setembro, 2012 16:11

    anti-comuna é pseudónimo da Zazie.
    A diarreia verbal denuncia-o.

    Gostar

  24. Cáustico permalink
    28 Setembro, 2012 16:12

    “A entrevista cujas declarações são objecto de “adjectivação” está linkado no post. É só clicar e ler.”
    Rui a.
    Eu li.
    Por ter lido, ressalvando as óbvias superficialidades e generalidades do discurso do dito senhor, lhe peço a aclaração, de novo, concretizando:
    1) Não lhe parecee que tem que haver mudança na forma de governar e de fazer política?
    2) Não lhe parece que as manifestações traduzem um pedido de mudança?
    3) Não lhe parece que o executivo PSD/CDS “persiste numa receita errada”, que tem aumentado o desemprego, enfraquecido a economia e subido a dívida pública.”?
    4) Não lhe parece que “a saída para a crise tem de ser encontrada com rigor orçamental, mas dando prioridade ao crescimento económico e ao emprego”, e defendeu que o Programa de Assistência Económica e Financeira a Portugal tem ser adaptado à atual conjuntura.?
    5) Não lhe parece que o limite da austeridade está na dignidade das pessoas?
    etc…
    Provavelmente concordará com tudo o que ele disse mas, simplesmente, não acredita nele.
    Eu também não.
    Mas isso são contas de outro rosário.

    Gostar

  25. anti-praticos permalink
    28 Setembro, 2012 16:17

    “No segundo trimestre (quando a economia portuguesa caiu devido à forte queda na despesa pública), o défice já “só” foi de 5,9%. Atingir os 4,5% estava perfeitamente ao alcance de Portugal. Mas os tótós do costume devem ter atirado fora estes bons resultados. Estavam a chegar à praia de decidiram nadar para trás e contra a maré. Tótós do caraças. Nem para eles, esta gente é boa.”
    .
    Perfeitamente ao alcance porque, se quem tomou as medidas foi o governo? Mas vc é capaz de ter razão ai sim.
    Tal como o primeiro-ministro disse e passo a citar o que o blog massa monetária diz:A poupança cresceu ao longo deste ano a uma dimensão que não esperávamos”, disse Passos Coelho. “O que se passou”, continuou, “é que muita gente, por receio ou por precaução, tinha dinheiro para gastar e não gastou. As pessoas podiam ter comprado automóveis! Tem um efeito positivo”, admitiu, porque “saiu menos dinheiro do País, mas as receitas fiscais baixaram”.

    Gostar

  26. rui a. permalink*
    28 Setembro, 2012 16:26

    Cáustico,

    Pela sua ordem:

    1) parece-me que tem que haver mudança na forma de fazer política, sobretudo por parte de quem está na oposição, esteve muito recentemente no governo, e parece que se esqueceu disso e que nos toma a todos por debeis mentais;
    2) Sim: de insatisfação em relação aos políticos, na sua generalidade;
    3) Sim e não: o desemprego não é consequência deste governo, mas das políticas seguidas ao longo de anos que insistiram num falso modelo de desenvolvimento, insustentável, com inúmeras consequências nefastas. Posto isto, o governo tem agravado essa situação, porque não tem procurado o mal, mas apenas anestesiá-lo à custa dos contribuintes, o que, por sua vez, também agrava a situação;
    4) Sem rigor orçamental, não há qualquer hipótese de priorizar o crescimento e o emprego: enquanto o estado consumir os recursos privados que geram esse crescimento, para consumo de défices de tesouraria, não há qualquer hioótese de voltarmos a crescer. De resto, o que penso sobre isto deixei-o bem expresso (creio eu) num texto chamado “poupança, estacilidade fiscal…”;
    5) O limite da austeridade está da dimensão das contas que temos para pagar. O que afecta seriamente a dignidade das pessoas é gerar essas contas sem cuidado e esperando que, um dia, alguém as pague.

    Cumps.,

    Gostar

  27. Carlos permalink
    28 Setembro, 2012 16:40

    Cáustico,

    Há duas semanas (quando conheci este blog), também pensava como tu.

    Agora, passado duas semanas, já mudei o meu pensamento através de várias coisas que aqui têm sido escritas.
    Na minha análise, agora entendo que o caminho tem de ser outro? sim!, que as pessoas não aguentam mais? sim!, mas que isto já não vai lá com a esquerda nem com a direita, só com um golpe de estado que ponha tudo no devido lugar.

    Basicamente, creio que seria necessário destruir tudo quanto são politiqueiros de segunda, para renascer das cinzas!

    O nosso país pode ser melhor, faz-nos é falta uma alternativa credível e verdadeiramente demarcada desta hidra de cinco cabeças, auto-protegida e auto-alimentada.

    Chegou a hora de dizer: Basta!!!

    Chegou a hora do português comum se juntar e dizer: eu tenho uma palavra a dizer! Eu tenho uma ideia para o país!

    Gostar

  28. permalink
    28 Setembro, 2012 16:50

    “Como pode António José Seguro falar de Portugal e dos problemas seriíssimos que a todos nos atingem, e que em boa medida foram criados pelo governo do partido que agora dirige”
    Gente de merda é assim mesmo…

    Gostar

  29. Carlos permalink
    28 Setembro, 2012 16:52

    Rui a.

    “O limite da austeridade está da dimensão das contas que temos para pagar.”

    Esta definição coletiva das contas que estão a pagamento assusta-me.

    O nosso Gordo Estado come, come, come, come, come-nos os ossos, come-nos a carne, aumenta-se os impostos e nunca lhe chega, ano após ano, ano após ano.

    Amigos e compadrios de todos os partidos políticos de nomeada encolhem os ombros, dizendo “não somos nós os culpados, portanto, os outros que paguem a crise”. É tudo a cuspir para o lado numa política cuja principal característica é a falta de verdade.

    O nosso Primeiro Ministro encolhe os ombros e qual António Guterres (“o que é que queres? é a vida!”) despedaça a economia, arruína a estabilidade social, toma conta de um projeto ruinoso (que alguns chamaram plano de ajustamento), mantém os padrinhos (fundações), mantém os primos a comer à conta (subvenções vitalícias, reformas do Banco de Portugal, reformas da Assembleia da República), tudo e mais alguma coisa… e de quem é a culpa? É dos portugueses que são piegas e deviam emigrar! É dos portugueses que o alimentam mais os 29 assessores e especialistas com idades inferiores a 29 anos e com vencimentos entre 3000 € e 4000 €. É a massa trabalhadora é que tem culpa da situação em que estamos (ora porque não sabe poupar, ora porque gasta demais)…

    Será? Haja justiça!

    Rua com estes chulos!

    Querem pagar a dívida? Cortem nos cargos ministeriais! Nos assessores, nas reformas duplas e triplas (dito pela Manuela Ferreira Leite “se tenho duas reformas é porque trabalhei o dobro), nas fundações, nas PPP…

    Acabando só com os chulos, o país crescia e arranjávamos dinheiro para pagar a dívida!!!

    Gostar

  30. Carlos permalink
    28 Setembro, 2012 16:57

    Ah, e eu não devo nada a ninguém!

    Quem gastou mais do que tinha, que pague o que deve!

    Não tem suficiente? Penhora-se!

    Ah não paga porque não tinha dinheiro e já sabia que não tinha dinheiro?

    Ah tem os primos e compadres a vencer dinheiros chorudos sem fazer nada? Faz acordos em seu benefício próprio? Prisão!

    Eu acho muito injusto andar permanentemente a alimentar estes chulos e estarem-me contínuamente a ir ao bolso! Chegou a hora de dizer BASTA!!!

    Gostar

  31. PMP permalink
    28 Setembro, 2012 17:16

    Ainda existe alguem , além do AC, que acredita que com o aumento continuado dos impostos para tentar atingir o deficit da Troika é a solução para o país ?.
    .
    Então se a receita fiscal está a cair e os racios PIB / divida a piorarem fortemente, não está na altura de mudar de politica economica ?
    .

    Gostar

  32. Portela Menos 1 permalink
    28 Setembro, 2012 17:36

    A justificaçao de A-C para nao se atingir o defice de 4,5% é, para alem de ridicula, de morrer rir!

    Gostar

  33. 28 Setembro, 2012 17:47

    Antes de Miguel Macedo, a lógica da Formiga e da Cigarra demonstra como a alternância DEMOCRÁTICA será o maior perigo para a nossa DEMOCRACIA.
    http://existenciasustentada.blogspot.pt/2010/09/15-alternancia.html

    Gostar

  34. Esmeralda permalink
    28 Setembro, 2012 18:00

    A mim, o que mais me preocupa, para além da baralhada contabilística em que nos meteram, é a PARADA de imbecis que aparecem como políticos e a que não vejo um fim! Gostaria de ver um pouco de lucidez que fosse num pequeno “intervalo” de imbecilidade militante!

    Gostar

  35. anti-praticos permalink
    28 Setembro, 2012 18:22

    AC, é espantosa a sua capacidade de combinar momentos de lucidez, com momento de febre delirante.My heroe

    Gostar

  36. Cáustico permalink
    28 Setembro, 2012 18:54

    Carlos:
    Não me leve a mal, mas parece-me presunção a mais presumir a forma como penso.
    De resto, parece-me que os comentários e, por vezes, os posts cá do sítio, são pouco lúcidos.
    Frases inflamadas, apreciações de mensagens motivadas não pela bondade das ideias que encerram, mas pelo lado da barricada em que se encontra o emissor.
    Discute-se, em demasia, as pessoas e, muito pouco, as ideias.
    E era um pouco para isto que estava a alertar o Rui a.

    Gostar

  37. piscoiso permalink
    28 Setembro, 2012 19:40

    É bom saber o que pensa um partido da oposição.
    Mas melhor será saber o que pensa o partido do governo.
    O que pensa, porque o que diz é treta.

    Gostar

  38. anti-comuna permalink
    28 Setembro, 2012 19:51

    “A justificaçao de A-C para nao se atingir o defice de 4,5% é, para alem de ridicula, de morrer rir!”
    .
    .
    “AC, é espantosa a sua capacidade de combinar momentos de lucidez, com momento de febre delirante.My heroe”
    .
    .
    Continuam a apanhar bonés.
    .
    .
    Ontem li, mais ou menos isto, de um dos gestores de um dos maiores fundos de pensões da Europa:
    .
    “- Face umaa forte queda das rentabilidades da dívida soberana, um pouco por todo o lado, não compensam os retornos dos países do Sul da Europa face aos seus riscos?
    .
    – Não vemos assim. Mais que os riscos económicos, tememos os riscos políticos.”
    .
    .
    E isso começa a mostrar-se através desta referência: http://tinyurl.com/c59wqkt
    .
    .
    Veremos que OE13 e que reacção terão os portugueses a este. Se continuarem por este caminho, a crise intensificar-se-á, não se resolverá. Mas continua tudo a apanhar bonés. Demasiadas sebentas quando era preciso homens da regiscontas. ehehhehheh

    Gostar

  39. Carlos permalink
    28 Setembro, 2012 20:06

    Caustico, limitei-me a analisar (subjetivamente) o seu post para explanar o que mudou no meu pensamento em 2 semanas. Só fiz referencia ao seu post porque a espaços concordo consigo. Não considere o post uma crítica ao seu, porque não o era. Quis apenas servir-me do seu ponto de vista para iniciar o meu. Aliás, com o Rui a. é que apresentei a minha divergência de forma clara, mas, creio, não faltei ao respeito a ninguém…

    Gostar

  40. Fincapé permalink
    28 Setembro, 2012 20:14

    O anti-comuna diz:
    “No segundo trimestre (quando a economia portuguesa caiu devido à forte queda na despesa pública), o défice já “só” foi de 5,9%”.
    AC, mas junho, o mês em que não foram pagos os subsídios aos funcionários públicos, não é no segundo semestre?
    Já pensou na maravilha que seria para o défice do segundo semestre o governo ter atrasado os vencimentos de junho e pagá-lo só em julho?

    Gostar

  41. anti-comuna permalink
    28 Setembro, 2012 20:30

    “AC, mas junho, o mês em que não foram pagos os subsídios aos funcionários públicos, não é no segundo semestre?”
    .
    .
    O défice em Agosto caiu face a Julho. Está a ver a coisa?
    .
    .
    Da mesma forma, parte das receitas fiscais cairam face a um 2011 “anormal”, quando o governo dizia que havia superavite. Gulp! Lembra-se?
    .
    .
    E cada vez vez mais é dificil comparar um ano com outro. O do ano passado, em esepcial o primeiro semestre, foi quase todo gatado. O do ano que vem, já não se poderá comparar com o deste ano, face à subida da carga fiscal previsivel e subida da despesa pública devido á devolução ao funcionalismo público dos seus subsidios. (Ou parte deles.)
    .
    .
    Há agora dois pontos a considerar. O primeiro: qual o impacto da quebra da confiança em Portugal, que poderá impedir o fim do credit crunch. (Que é um problema que ninguém comenta, porque a maioria dos ditos economistas são cepos.) O segundo, o impacto do aumento da carga fiscal que irá tirar ao tecido produtivo para entregar ao funcionalismo público e privado. Impacto sobretudo no… Investimento.

    Gostar

  42. anti-praticos permalink
    28 Setembro, 2012 20:45

    AC: querias que nao houvesse instabilidade politica? Pois, isso é problema do governo não do povo! Quem quebrou o contrato foi o governo.Quiseram tosquiar lã, mas sairam tosquiados
    E até lhe digo uma coisa, anti-comuna: a culpa disto da tsu é do governo.Voce nem ninguém podem s queixar do ilimitado apoio que voces tiveram desde o ano passado da parte dos portugueses.Voces tiveram todo o consenso e apoio que alguém que podia desejar.
    Só que voces teem 2 estupidos palermas como assesores de governo, chamados antonio borges e braga de macedo, que só sabem dizer asneiras, como baixar salarios,e uma concessão bacoca da rtp.
    Ontem, ficámos a saber o porque de toda esta história toda ter rebentado.Disse ontem, braga de macedo que a avaliação da troika correu mal,e esta medida(que alguns tótós venderam como uma cura milagreira) afinal não foi mais que uma bacorada inventada por nós, que serve de preço para não termos um clamoroso chumbo na avaliação.Uma autentica hipoteca.
    E por ultimo AC: o governo é que nao devia ter feito promessas que nao podia cumprir.Não somos nós povo que temos que servir e suportar o governo.O governo é que serve a nós, e nós somos os patrões do governo.Portanto antes de culpar a população, culpe os excelentissimos senhores, António Borges,Braga de Macedo e Passos Coelho por terem provocado esta razia

    Gostar

  43. anti-comuna permalink
    28 Setembro, 2012 20:51

    “E até lhe digo uma coisa, anti-comuna: a culpa disto da tsu é do governo.Voce nem ninguém podem s queixar do ilimitado apoio que voces tiveram desde o ano passado da parte dos portugueses.Voces tiveram todo o consenso e apoio que alguém que podia desejar.
    Só que voces teem 2 estupidos palermas como assesores de governo, chamados antonio borges e braga de macedo, que só sabem dizer asneiras, como baixar salarios,e uma concessão bacoca da rtp.”
    .
    .
    Vocês? Vocês? lololol
    .
    .
    Meu amigo, não interessa de quem é a culpa. Interessa que a população não aceita aquilo que os seus represnetantes políticos decidem. Na opinião de quem tem pasta para investir em Portugal, isso é sinal de falta de inteligência, barbarie e democracia.
    .
    .
    Cada um entende como quiser. Ainda hoje estava a ler aqui uma noticia curiosa. Aqui onde estou querem cortar custos nas escolas. E andam a debater se eles devem fazer uma fusão ou encerrar mesmo escolas. Para isso eles elegem os seus políticos. E para isso eles debatem. Mas logo que a decisão esteja tomada, não há muita contestação. Quem o quiser fazer, usa as próximas eleições. Democracia é levada a sério nalgumas sociedades.
    .
    .
    Da mesma forma, eles olham para os do sul da Europa com racismo. Dizem que somos atrasados e menos inteligentes. Terão razão?

    Gostar

  44. Fincapé permalink
    28 Setembro, 2012 20:55

    “O défice em Agosto caiu face a Julho. Está a ver a coisa?”
    AC. Pois, parece que melhorou mesmo. Mas a melhoria não tem ainda a ver com as garrafas de oxigénio?
    http://www.dinheirovivo.pt/Economia/Artigo/CIECO061342.html

    Gostar

  45. Portela Menos 1 permalink
    28 Setembro, 2012 21:12

    a mercearia do meu bairro também tem um controle orçamental do tipo do VGaspar…perspectiva de caixa!
    só quando ocorre o pagamento da factura é que a regista o custo e, assim, só se preocupa com o défice quando chegar a 31 dezembro mas, tem sempre um “ideia extraordinária” para resolver enganar-se … a si próprio.

    Gostar

  46. anti-comuna permalink
    28 Setembro, 2012 21:13

    “. Mas a melhoria não tem ainda a ver com as garrafas de oxigénio?”
    .
    .
    Não. O governo planeou cortes da despesa e uma margem de segurança elevada, por alturas de Setembro. Depois fizeram um Rectificativo e meteram para lá um aumento de receita de 3,5%. Ao que julgo saber, devido ao remanescente do fundo de pensões da banca. Mas não li o Rectificativo.
    .
    .
    E apesar dessa margem de segurança, os cortes na despesa estão a correr melhor do que eles esperavam. O que lhes está a correr pior é outra coisa, que tem a ver com efeitos adversos da reforma do trabalho e dos incentivos fiscais à contratação de novos trabalhadores. E isso está a elevar as despesas na Segurança Social e pressionar a cobrança de receitas para baixo. E daí que eles estejam à rasca com as contas da Segurança Social. Que embora sejam despesas temporárias (os tais estabilizadores automáticos) estão a lixar-lhes os planos.
    .
    .
    Mas o risco mesmo é se há uma derrapagem nos dois últimos meses do anos. Que é nessa altura que eles costumam descobrir os buracos em muitos serviços públicos. Vamos ver este ano. Eu acho que não vão haver surpresas negativas. Vamos ver.

    Gostar

  47. anti-praticos permalink
    28 Setembro, 2012 21:14

    “Meu amigo, não interessa de quem é a culpa. Interessa que a população não aceita aquilo que os seus represnetantes políticos decidem. Na opinião de quem tem pasta para investir em Portugal, isso é sinal de falta de inteligência, barbarie e democracia.”
    E dai? Isso não é problema da população, é do governo.Se o governo não quer ter problemas, pois que cumpra o estipulado no programa eleitoral.Há quer haver limites e ética.A transferencia de recursos nem sequer tinha sido discutida na concertação social
    O problema é outro:nesses paises os governantes cumprem o que prometem.O interesse do primeiro ministro sueco ao contrário do nosso é servir o povo, não meter o povo a servir.Portanto, quem é burro e pouco inteligente é passos coelho,e todos os que passaram pelo palacio d s bento até hoje.O governo que cumpra o programa

    “Democracia é levada a sério nalgumas sociedades”
    Concordo.Só é pena voce e os nossos politicos destruirem-na e estarem nas tintas para ela

    E só posso concluir Anti-Comuna, que tanta defesa cega do governo só pode ser justificada com algum tacho, ou expedientes que o partido laranja tenha-lhe oferecido…

    Gostar

  48. A.R permalink
    28 Setembro, 2012 21:22

    Bem que digo.. tanto optimismo, tanto optimismo.O anti-comuna, está a imitar o seu antigo idolo politico: José Sócrates

    Gostar

  49. anti-comuna permalink
    28 Setembro, 2012 21:23

    “Isso não é problema da população, é do governo.”
    .
    .
    Ai sim? lololol
    .
    .
    Se a crise se agravar, não vai ser o Relvas que vai ficar mais pobre, pode ter a certeza. Mas se pensa que isto é apenas uma questão de politiquice.
    .
    .
    Eu digo-lhe antes assim. Sem o fim do credit crunch, a crise portuguesa nunca será resolvida. E, no fim da linha, o Estado fica sem financiamentos e não poderá pagar as suas contas, salários, pensões, etc. Daí eu acho que o meu amigo pensa mal nestes problemas. Como é costume. eheheeheh

    Gostar

  50. anti-comuna permalink
    28 Setembro, 2012 21:25

    “E só posso concluir Anti-Comuna, que tanta defesa cega do governo só pode ser justificada com algum tacho, ou expedientes que o partido laranja tenha-lhe oferecido…”
    .
    .
    Quer dizer que Vc. está a defender o seu tacho? eheheheh
    .
    .
    Escusava de ouvir esta, mas eu sei que Vc. sabe, que nós sabemos, quem paga o seu salário, não é? Escusava de ouvir esta. eheheheheh

    Gostar

  51. A.R permalink
    28 Setembro, 2012 21:43

    “Se a crise se agravar, não vai ser o Relvas que vai ficar mais pobre, pode ter a certeza. Mas se pensa que isto é apenas uma questão de politiquice.”
    E porque não, o governo passar a cumprir a sua palavra como nas melhores democracias do Mundo?Penso que sim, na medida em que o governo não cumpre o seu contrato com a sua base eleitioal.Contrato que tem condições e que tem de ser cumprido.

    “Eu digo-lhe antes assim. Sem o fim do credit crunch, a crise portuguesa nunca será resolvida. E, no fim da linha, o Estado fica sem financiamentos e não poderá pagar as suas contas, salários, pensões, etc. Daí eu acho que o meu amigo pensa mal nestes problemas. Como é costume. eheheeheh”
    E as suas ideias para superar a crise são…?

    Gostar

  52. Anti-praticos permalink
    28 Setembro, 2012 21:44

    já agora, o AR , sou eu

    Gostar

  53. anti-comuna permalink
    28 Setembro, 2012 21:44

    Há em Portugal uma mentalidade estranha. Continuam a acreditar em estórias da carochinha.
    .
    .
    Uma delas é que poderão chantagear os seus credores. Não podem. Os antigos venderam no mercado a dívida portuguesa, grande parte dela foi comprada erradamente pela banca portuguesa. Outra grande parte são bancos estrangeiros.
    .
    .
    Dos novos credores que mantêm a chafarica aberta, temos o BCE (que não pode incorrer em riscos directamente, enquanto a Alemanha puder), temos os restantes países europeus (cada um com uma percentagem, sendo a maior a da Alemanha) e o FMI (que depois é financiado por todo o mundo).
    .
    .
    Quem neste momento mantem a chafarica aberta não são os bancos internacionais. É a Troika. E nesta, a Alemanha não permite chantagens. Até, pelo contrário, impõe perdas aos anteriores credores. (Bancos internacionais.) E está disposta a perder também a sua parte caso os países não cumpram. Que é o que estão a dizer aos gregos: não cumprem, não recebem mais dinheiro. Perdemos alguns milhões e chega.
    .
    .
    Em Portugal há demasiada gente mal informada. Pensam que podem chantagear os credores. E que podem negociar as condições que querem. Não. Não podem. Os portugueses estão de joelhos perante os seus novos credores, em especial o Estado alemão. Leia-se, sra. Merkel. Se o Estado português não cumprir com os credores, leia-se, sra. Merkel, ela não mete mais um chavo na chafarica tuga. E assume as suas perdas. Como agora quer fazer com os gregos.
    .
    .
    Se o Estado português não cumprir com a Troika não vai haver dinheiro para o Estado funcionar. Leia-se, não há salários, não há pensões, nem despesas que possam ser pagas. Resta ao Estado abrir falência, sair do Euro e imprimir. Leia-se, dar um estoiro monumental, que a maioria dos agentes económicos portugueses vão á falência com o Estado. Mesmo com uma nova moeda.
    .
    .
    Se há pessoas em Portugal que acham que podem exigir dos credores, então percam as ilusões. Porque, vão-se meter numa alhada, que quem mais vai sofrer não são os políticos nem a sra. Merkel. Vai ser o Zé da Chipa. Tanto o asno que depende do salário do Estado para comer e beber, como aquele que vende ao Estado como até aquele que vende ao sector privado. Perde o endividado, que vê a sua dívida multiplicada por dois ou três e os seus activos divididos por dois ou três. Perdem todos. E é um estoiro monumental.
    .
    .
    Ou em Portugal são socos ao pontod e pensarem que têm a faca e o queijo na mão, ou ainda não mediram bem em que é que Portugal está metido. Podem ter as ilusões que quiserem mas a verdade é apenas uma: Portugal está de jlehos perante os seus credores. E não o seu contrário. E todos que vivem em Portugal têm muito a perder, se Portugal não conseguir livrar-se da mendiguice em que se encontra. Cada qual que assuma as suas responsabilidades.

    Gostar

  54. Anti-praticos permalink
    28 Setembro, 2012 21:46

    Quer dizer que Vc. está a defender o seu tacho? eheheheh
    .
    .
    “Escusava de ouvir esta, mas eu sei que Vc. sabe, que nós sabemos, quem paga o seu salário, não é? Escusava de ouvir esta. eheheheheh”
    Escuavab de ouvir, que eu ao contrário de si,não dependo de favores do governo para ganhar o meu dinheiro ehehehehe

    Gostar

  55. Anti-praticos permalink
    28 Setembro, 2012 21:53

    “ada gente mal informada. Pensam que podem chantagear os credores. E que podem negociar as condições que querem. Não. Não podem. Os portugueses estão de joelhos perante os seus novos credores, em especial o Estado alemão. Leia-se, sra. Merkel. Se o Estado português não cumprir com os credores, leia-se, sra. Merkel, ela não mete mais um chavo na chafarica tuga. E assume as suas perdas. Como agora quer fazer com os gregos”
    E quem lhe diz que o incumprimento depende da vontade dos portugueses, e não da eficácia ou ineficácia das medidas? Para que é que voce vai aumentar impostos se voce não vai obter receita?

    Em Portugal há demasiada gente mal informada. Pensam que podem chantagear os credores. E que podem negociar as condições que querem. Não. Não podem. Os portugueses estão de joelhos perante os seus novos credores, em especial o Estado alemão. Leia-se, sra. Merkel. Se o Estado português não cumprir com os credores, leia-se, sra. Merkel, ela não mete mais um chavo na chafarica tuga. E assume as suas perdas. Como agora quer fazer com os gregos.
    .
    .
    Se o Estado português não cumprir com a Troika não vai haver dinheiro para o Estado funcionar. Leia-se, não há salários, não há pensões, nem despesas que possam ser pagas. Resta ao Estado abrir falência, sair do Euro e imprimir. Leia-se, dar um estoiro monumental, que a maioria dos agentes económicos portugueses vão á falência com o Estado. Mesmo com uma nova moeda.
    .
    .
    “Se há pessoas em Portugal que acham que podem exigir dos credores, então percam as ilusões. ”
    Voce é burro ou faz-se? Nós estamos a exigir ao governo que pare de aumentar impostos e desca mais a despesa do estado, para que possamos cumprir com as metas.Se as coisas falharem a culpa não é nossa .É do governo

    Gostar

  56. Anti-praticos permalink
    28 Setembro, 2012 21:57

    Anti-comuna: voce sabe o que é a democracia? Sabe o que é a ética? Sabe o que são valores? Sabe o0 que é servir um povo?
    Nós temos os nossos deveres com a troika. Mas admita lá: não acha que o psd e passos coelho deviam ter mais honestos nas promessas que fizeram?
    E depois admire-se com discurso anti-politicos

    Gostar

  57. Anti-praticos permalink
    28 Setembro, 2012 22:02

    É ou não é verdade AC, que o estado gasta mais de 50%? Onde estão as gorduras AC? Então afinal esse discurso que andaram a vender-nos durante meses é mentira? Explique

    Gostar

  58. anti-comuna permalink
    28 Setembro, 2012 22:04

    “Se as coisas falharem a culpa não é nossa .É do governo”
    .
    .
    Para a Merkel e para os restantes agentes internacionais, o falhanço é de Portugal. Compreende? E, portanto, se Portugal falhar com a Troika, pagam todos. Todos. Todo o cão e gato. Para a Merkel não há governo, não há Passos, há apenas o Estado português. Da mesma forma, os portugueses olham para a Grécia e não para o govenro grego ou os seus políticos.
    .
    .
    Se Portugal falhar nos acordos com a Troika, mesmo que a Troka esteja errada, são os portugueses que vão pagar. E não o Passos, o Relvas ou o Anacleto Louçã. E há pessoas que acham que é apenas um falhanço do governo? Têm que fumar menos ganzas e caçarem menos gambuzinos acordado. eheheheheh

    Gostar

  59. Anti-praticos permalink
    28 Setembro, 2012 22:10

    Para a Merkel e para os restantes agentes internacionais, o falhanço é de Portugal. Compreende? E, portanto, se Portugal falhar com a Troika, pagam todos. Todos. Todo o cão e gato. Para a Merkel não há governo, não há Passos, há apenas o Estado português. Da mesma forma, os portugueses olham para a Grécia e não para o govenro grego ou os seus políticos.
    Se Portugal falhar nos acordos com a Troika, mesmo que a Troka esteja errada, são os portugueses que vão pagar. E não o Passos, o Relvas ou o Anacleto Louçã. ”
    Então como é que voce julga que vamos cumprir as metas.Repare, voce não está a entender o meu ponto de vista: a minha preocupação é que as medidas do governo estejam a ir na direcção errada.
    O nosso problema AC, é excesso de estado.Somos um estado anafado.Eu só quero que voce faça o diagnostico, e que aponte soluções

    Gostar

  60. Anti-praticos permalink
    28 Setembro, 2012 22:12

    Ó anti-comuna: como é que se atinge metas, aplicando as medidas contrárias á chegada ao objectivo? Apenas isto

    Gostar

  61. anti-comuna permalink
    28 Setembro, 2012 22:13

    É só líricos em Portugal. Cada um pior que o outro. Parece que foram escolhidos a dedo. Cada duque e cada cena triste, que até doi a indigência em Portugal.
    .
    .
    Esta gente continua nos seus delirios colectivos e nas lutas partidárias. Mas se este govenro falhar (ou outro qualquer, não interessa) é Portugal que falha. É assim que em todo o mundo vêm. E é assim que eles agirão com Portugal: cortam o oxigénio.
    .
    .
    Alguns socos até julgam que podem chantagear a Alemanha. Acham que se Portugal (ou quem quer que seja) deixar de comprar bens e serviços à Alemanha, que eles cedem a chantagens. Mas se estes socos acham que alguma vez irão chantagear o povo alemão, é porque, ou são liricos ou vivem numa ignorância atroz.
    .
    .
    Vejam o que os espanhois estão a tentar fazer. Não querem depender da Alemanha. E tentam a todo o custo manter uma dependência de credores que até podem chantagear alguma coisa. Por isso tentam evitar o resgaste. Porquê? Porque, assim podem decidir mais livremente e com mais escolhas, não apenas as suas próprias medidas, como até eventuais negociações com os credores actuais. Não querem cair no mesmo erro dos gregos, que a Alemanha impôs perdas aos seus credores e fodeu a Grécia para muitos anos e, ainda, os pôs ainda mais na dependência alemã.
    .
    .
    Pelo que vou vendo e lendo, é só líricos. E poucos pensam nestas questões estratégicas e de Estado de uma forma séria, profunda e consequente. Vivem no imediatismo do dia-a-dia mas não medem bem as consequências dos seus actos, ideias e até propostas. São uns socos. Uns pobres diabos, que andam a apanhar bonés. E a a ver os navios a passar.
    .
    .
    É triste ter este tipo de elites em Portugal. São mesmo do amis fraco que há. Socos e liricos, isso sim. Mas quem pense a sério nestes problemas, são poucos. E se os há, nem sequer dão em público a conhecer estes problemas e eventuais soluções.
    .
    .
    Pobre país o nosso.

    Gostar

  62. Anti-praticos permalink
    28 Setembro, 2012 22:15

    Mas porque é que a solução, anti-comuna, seje sempre o contribuinte pagar as merdas que os governante e o estado fazem?»

    Gostar

  63. anti-comuna permalink
    28 Setembro, 2012 22:16

    “Ó anti-comuna: como é que se atinge metas, aplicando as medidas contrárias á chegada ao objectivo? Apenas isto”
    .
    .
    Ó meu amigo, Vc. é um chato do caraças. As metas estão a ser cumpridas. Quer Vc. acredite ou não. O resto são os seus delirios e problemas pessoais. Mas não os extravase. Enquanto a Troika andar feliz, Portugal tem o seu dinheirinho e balão de oxigénio. Portanto, limite-se às metas negociadas com a Troika. E não invente metas que eles não exigiram. também não complique mais que aquilo que já é complicado.

    Gostar

  64. Anti-praticos permalink
    28 Setembro, 2012 22:18

    “Pelo que vou vendo e lendo, é só líricos. E poucos pensam nestas questões estratégicas e de Estado de uma forma séria, profunda e consequente. Vivem no imediatismo do dia-a-dia mas não medem bem as consequências dos seus actos, ideias e até propostas. São uns socos. Uns pobres diabos, que andam a apanhar bonés. E a a ver os navios a passar.”
    E voce não é também um lirico como esses?
    “Mas se este govenro falhar (ou outro qualquer, não interessa) é Portugal que falha. É assim que em todo o mundo vêm. E é assim que eles agirão com Portugal: cortam o oxigénio.”
    Tem que escrever uma carta ao primeiro-ministro a dizer assim: “Não tome as medidas erradas.Não aumente impostos”

    Gostar

  65. Portela Menos 1 permalink
    28 Setembro, 2012 22:27

    (…) As metas estão a ser cumpridas. (…)
    dass A-C, mudou de bagacinho?

    Gostar

  66. Anti-praticos permalink
    28 Setembro, 2012 22:33

    Ó meu amigo, Vc. é um chato do caraças. As metas estão a ser cumpridas. Quer Vc. acredite ou não. O resto são os seus delirios e problemas pessoais. Mas não os extravase. Enquanto a Troika andar feliz, Portugal tem o seu dinheirinho e balão de oxigénio. Portanto, limite-se às metas negociadas com a Troika. E não invente metas que eles não exigiram. também não complique mais que aquilo que já é complicado.”
    Oh AC, voce lembra-se de um empresario numa conferencia do Diario Economico ter dito a socrates”As suas palavras não correspondem á realidade” E é isso que lhe digo a si.Lamento, mas o governo está a falhar em toda a linha, está a falhar em toda a linha: e a prova disso é que as receitas da segurança estãpo mais baixas, as receitas fiscais estão todas mais baixas , o desemprego aumentou, e o nosso défice está pior do que o governo previu!
    Mas oh anti-comuna, desafio-o a comentar esta afirmação do PM:;http://comunidade.xl.pt/JNegocios/blogs/massamonetaria/archive/2012/09/14/portugueses-est-227-o-a-viver-abaixo-das-suas-possibilidades.aspx
    Anti-comuna: Nós temos que cumprir as metas sim.Não é isso que está em questão homem de deus!
    A questão é que os privados e a população já deram o que tinham a dar em ajudar o Pais.Agora é a vez do estado.Medite Nisso

    Gostar

  67. Anti-praticos permalink
    28 Setembro, 2012 22:35

    Agora Anti-Comuna: Se a troika e a merkel estão a gostar de nós não estarmos a cumprir o memorando, ok, por mim é na boa.Se não reparam nas nossas cábulas, está tudo numa nice.Tanto melhor assim

    Gostar

  68. Anti-praticos permalink
    28 Setembro, 2012 22:38

    “Portanto, limite-se às metas negociadas com a Troika. E não invente metas que eles não exigiram. também não complique mais que aquilo que já é complicado.”
    Eu não estou a inventar coisa nenhuma.Estou só a dizer que os privados tiveram sucesso, e o governo está a fracassar.Failed.Not Suceeded

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: