Skip to content

Um país contra os impostos

4 Outubro, 2012

Ao longo do último ano os portugueses declararam-se nas mais diversas manifestações públicas contra o aumento das taxas moderadoras na saúde, contra a privatização da RTP, contra o corte de salários dos funcionários públicos, contra o encerramento da Maternidade Alfredo da Costa e outros serviços hospitalares, contra o encerramento de escolas, contra o aumento do número de alunos por turma, contra o despedimento de professores contratados, contra cortes no subsídio de desemprego, contra cortes no rendimento mínimo, contra cortes no investimento público, contra a falta de apoios às empresas, contra o encerramento de Fundações na área da cultura e contra a austeridade porque causa efeito recessivo. Em suma, os portugueses não estão dispostos a abdicar do seu Estado Social. E também não estão dispostos a pagar os impostos necessários para sustentar o Estado Social. Há em Portugal um largo consenso contra aumentos de impostos. O Estado Social é bom enquanto for pago por défices, quando é preciso pagá-lo com impostos já não pode ser.

Advertisements
89 comentários leave one →
  1. tril permalink
    4 Outubro, 2012 07:30

    O problema não é o país, o problema são as instituições políticas tugas, a AR, etc, que só elas consomem por ano 3.5 mil milhões de euros. Isso sim é o problema.

    Gostar

  2. Sousa Pinto permalink
    4 Outubro, 2012 07:31

    Vamos lá mas é pôr Portugal a andar. Com Passos certos e seguros.
    Desempregados a apanhar a azeitona das oliveiras desalinhadas.
    Desempregados a limpar os terrenos que os proprietários pobres não conseguem.
    Desempregados a plantar floresta, obedecendo a um plano de silvicultura nacional.
    Será que nos governantes (de S.Bento e dos Orgãos de comunicação Social), ninguém sabe que o campo pode ser um motor de desenvolvimento com a fixação de pessoas no campo e a subsequente criação de muitas empresas do setor secundário e do setor terciário?
    Será que a Geração Rasca já tomou conta das decisões nacionais?

    Gostar

  3. tril permalink
    4 Outubro, 2012 07:34

    depois há as Fundações e os IP’s que são um prolongamento das instituições políticas, onde se encaixam as gentes dos partidos, e que correm por conta dos orçamentos dos ministérios que as tutelam, estando portanto escondidas e somando aos 3.3 MM (não 3.5 mas 3.3…) que as instituições políticas gastam.

    Gostar

  4. tril permalink
    4 Outubro, 2012 07:39

    as instituições políticas tugas e seus apêndices são O Problema deste país, o sistema político é uma m… que só serve para a gentalha dos partidos políticos se instalar à conta dos contribuintes. Na AR elaboram-se leis para servir os lobbys e grupos para os quais os deputados trabalham, leis contra os contribuintes que pagam os escandalosos 3.3 MM/ano, grande parte dos quais gastos por aquela casa. Este é O Problema. Substraiam-se esses 3.3 MM euros (ou reduzam-se a um quarto) mais o que nos ministérios se gasta com Fundações e IP’s, vendam-se algumas EP’s e EM’s e vão ver que o país tem sustentabilidade perfeita e imediata.

    Gostar

  5. tril permalink
    4 Outubro, 2012 07:42

    as PPP (auto-estradas que vão ficar vazias) vão gastar mil milhões por ano e a defesa (subs, helis, etc) dois mil milhões…

    Gostar

  6. Marão permalink
    4 Outubro, 2012 07:46

    Não dispensamos roupa nova no pronto a vestir, mas na vida e na política não passamos dos remendos.

    Gostar

  7. neotonto permalink
    4 Outubro, 2012 07:49

    Há em Portugal um largo consenso contra aumentos de impostos. O Estado Social é bom enquanto for pago por défices, quando é preciso pagá-lo com impostos já não pode ser.


    Vcs confiariam o Estado Social ao blasfemo JMiranda?. Talvez alguns poucos afirmariam.
    A primeira decisao do JMiranda (a bom seguro) sería a confirmaçao de tachos para todos os seus amigos blasfemos…
    Voila, onde empeza o primeiro grande problema sem resuolaçao possivel para os paises europeus do Sul. Os outrora famosos PIGS de quem ja ninguem fala porque passaram a melhor vida. Ja nem contam.

    Gostar

  8. J R permalink
    4 Outubro, 2012 08:00

    Sr Miranda, qualquer medida que prejudique alguém vai ter sempre vozes discordantes. Aglomerar todos sob o nome de “o Português” e assumir que o grupo que se manifesta contra medida A, B ou C é sempre o mesmo e corresponde a todos “os Portugueses” é muito falacioso e não lhe devia servir como argumento.

    Pela mesma ordem de ideias podemos começar a meter todos os “políticos” no mesmo saco, ou então todos “os da direita”. Porque não passar a chamar a todos os do parlamento como “os instalados”?

    Gostar

  9. José permalink
    4 Outubro, 2012 08:47

    Na “mouche”!

    São estas incongruências que, para mim, são tão impossíveis de perceber.

    Se o BE e o PCP são partidos revolucionários e socialistas qual é a perturbação que sentem por Portugal não conseguir aceder aos mercados (capitalistas) para se financiar? Não deveria, antes pelo contrário, ser motivo de regozijo?
    Ouvir líderes de partidos socialistas, que, enquanto tal, sustentam, como disse Proudhon, que a propriedade é um roubo, referirem-se ao aumento de impostos e de taxas, justamente como um roubo que o governo faz à população, é para mim inconcebível.

    Admito que um… “Liberal”… veja o momento em que o Estado se apossa da propriedade de um indivíduo, de uma maneira discricionária, dessa maneira. Mas isto porque a visão que ele tem das funções do Estado é… mínima. Relativa à segurança dos indivíduos e… nada mais. Como tal os impostos seriam pagos (e não esquecemos que desde a Grécia antiga o pagamento de impostos é algo que separa os cidadãos dos que o não são… é a participação na gestão da “Polis”, ma Política) em proporção a esse objectivo. Deixando o grosso do rendimento de um indivíduo para que ele possa, autonomamente, decidir como irá delinear a sua vida, no que à saúde, educação, reforma… diga respeito.

    Atenção, nem digo que esta seja a minha posição…

    Agora, é inconcebível este cenário…
    o Estado tem uma dívida sustentada por inúmeros deficits anteriores. Este deficit deriva do facto de os seus gastos serem reiteradamente superiores aos seus proveitos. Como esta situação é incomportável e como as dívidas têm que se pagar, com juros, e se não pagamos nós pagam os nossos filhos, e se ninguém paga, como é obvio, também mais ninguém nos empresta dinheiro (pelo menos antes que tenham certeza que já estamos em condições de honrar os nossos compromissos), das duas uma…

    Ou o Estado aumenta a receita cobrando mais impostos.

    Ou o Estado limita os gastos.

    As pessoas não podem admitir que lhes aumentem os impostos, mas depois… não querem que o Estado encerre a RTP; não querem o Estado limite o número de freguesias; não querem que o Estado racionalize os meios que disponibiliza, como helicópteros de socorro; não querem que o Estado limite a transferência de meios financeiros para as fundações; não querem que o Estado deixe de financiar a cultura; querem que o Estado continue a investir em grandes obras públicas…

    A pergunta é… como é que isto é possível?

    Onde é que há dinheiro para isto?

    Isto porque o socialismo e quejandos pregam a ilusão de que existe uma infinidade de recursos. Ora, não existe. Pelo menos para já. Se os recursos que temos à nossa disposição vão aumentando é porque pela investigação, pelo desenvolvimento, pela ciência, pelo investimento, nós vamos criando conhecimento e aplicando-o que, de facto, se traduz num elevar de discursos disponíveis. Mas esse manancial de recursos não existe já aí em estado bruto. Nós temos que fazer por ele. E, termos uma vida “austera” , significa tão só adaptarmos o que consumimos aquilo que produzimos.

    Apenas e só.

    Sabendo, aliás, que enquanto vivemos não somos donos do mundo. Somos os seus zeladores depois de o termos recebido das gerações anteriores e enquanto o guardamos para as gerações posteriores. Não podemos criar um deficit astronómico que se torna uma canga insuportável para aqueles que virão. Sim, porque nós podemos estar mortos… mas alguém irá estar vivo…

    Isto é que creio as pessoas terão que decidir…

    Ou querem que o Estado lhes forneça toda uma panóplia de serviços… e pagam por impostos por eles.

    Ou não querem pagar impostos… e são elas próprias que tratam, em larga medida, da sua vida.

    Querer as duas coisas ao mesmo tempo é não só uma quadratura do circulo impossível, como algo simplesmente absurdo.

    Gostar

  10. PPB permalink
    4 Outubro, 2012 08:48

    Há um ponto que não bate certo. Este pacote não é nenhuma substituição do pacote da TSU.
    No pactote da TSU o impacto do conjunto de diminuição da despesa e aumento da receita era de 2,5 mil milhões.
    Neste é de 4,9 mil milhões. Logo o pacote da TSU não era alternativo a este.

    Gostar

  11. Ricardo Arroja permalink
    4 Outubro, 2012 08:48

    JM,
    Bom post. A necessária reforma do Estado não é apenas administrativa, é também necessário reformar o seu financiamento.

    Gostar

  12. zazie permalink
    4 Outubro, 2012 08:59

    No facebook até já correm cartazes a defender o direito a não se pagar impostos já que os ciganos e os chineses e as prostitutas também os não pagam.
    .
    E quem passa estas anormalidades é grande defensor do Estado Social.

    Gostar

  13. PMP permalink
    4 Outubro, 2012 09:03

    O JM continua a disfarçar os 16 meses de incapacidade do Passos em reduzir a dimensão do estado burocrático.
    .
    Com este orçamento vão ser 28 meses de incapacidade do Passos em reduzir a dimensão do estado burocrático.
    .
    Tal como disse há 16 meses, os neoliberais destroem-se a eles próprios em poucos anos.

    Gostar

  14. 4 Outubro, 2012 09:21

    João:
    Diga lá qual é o peso do pagamento da dívida no défice.
    .
    Não estou em pôr em causa o seu pagamento, atenção, apenas quero que se perceba porque há défice e porque é completamente FALSO que a troika emprestou dinheiro para pagar os ordenados da função pública ou manter hospitais abertos.

    Gostar

  15. ricciardi permalink
    4 Outubro, 2012 09:29

    Quem, na sua ingenuidade, pensou que a despesa do estado era excessiva, está a agora a chegar à conclusao que errou. A mania de fazer contas em percentagem dá nisto. Coisa normal entre economistas sem contacto com a realidade. Na verdade, o grande problema do país nao está, nao esteve, na despesa, mas sim na receita. Dito de outro modo, o problema está na incapacidade em gerar riqueza suficiente.
    .
    A este problema o governo apadrinhou um programa de ajustamento desajustado com as necessidades economicas do país. Ao inves de promover as condicoes para atrair investimento em massa, fez o oposto.
    .
    E neste caminho, o governo nao repaou numa coisa basica: o programa de ajustamento tem medidas conflictuantes entre si. Nao é possível combater o defice externo e ao mesmo tempo combater o defice orcamental. É uma impossibilidade logica se a economia nao estiver a crescer muuiito.
    .
    Assim, a unica forma de sair dese buraco é arranjar formas alternativas de financiar a despesa do estado – que ja é baixa que chegue em termos per capita e comparada com qualquer pais da OCDE.
    .
    Uma das formas é iniciar pagamentos atraves de emissoes especias de titulos do tesouro. Nomeadamente com as ppp. Se a solucao for a nacionalizacao, as indiminizacoes deveriam ser pagas atraves da emissao de titulos a 40 anos. Da mesma forma que parte dos salarios dos FPs devia ser pago em OT especialmente emitidas com maturidades a 20 anos e reembolsaveis atraves da fiscalidade.
    .
    Nao vejo alternativa a isto. Portugal precisa de TEMPO para facilitar o crescimento economico sem que o tempo signifique despesa imediata. Nao vejo como pode encolher muito mais a despesa, sinceramente, sem q se ponha em causa o regime.
    .
    Rb

    Gostar

  16. Economista permalink
    4 Outubro, 2012 09:30

    Bom Post. Acredito que as ideologias morreram com a queda do muro, e desde então todo o mundo ocidental embarcou numa nova onda: socialismo sem pagar impostos, ou seja, endividamento sem fim.
    A esta nova ideologia chamou-se pomposamente “A 3a Via”, e foi abraçada pelos partidos do centrão, que de repente viram os seus sonhos húmidos realizarem-se: darem tudo a toda a gente, sem cobrar nada a ninguém.
    O problema é que isto já dura há 25 anos, e pouca gente se recorda de como era antes, nos anos 80. Gostam muito de ouvir música dos 80, vestir roupa dessa época, mas a realidade era muito dura, sem crédito e com um Estado Social que apenas pagava o que se conseguia cobrar em contribuições. Inclusivamente existiram situações de fome em Setúbal, e de agricultura de subsistência no Norte (as famosas couve galegas plantadas nas varandas dos prédios dos bairros sociais).
    Temos actualmente uma população sem ideologia (com o devido respeito pelos radicais de esquerda, fiéis a si próprios), que está disposta a todos os sacrifícios, desde que não a afectem directamente.

    Gostar

  17. Lionheart permalink
    4 Outubro, 2012 09:43

    O governo sabe que os objectivos são conflituantes, mas não tem força para impôr aos credores o que era do nosso interesse. Nós estamos entalados entre duas lógicas que são conflituantes, a do FMI e a da Europa. Uma mais técnica, outra claramente política.
    .
    O que é pode fazer um governante português nestas condições? Apenas entar criar condições para ter acesso a outras fontes de financiamento que não a “troika”. Ou seja, o regresso aos mercados, para não ficar permanentemente entalado entre estas duas lógicas que se estão borrifando para as condições particulares de Portugal.

    Gostar

  18. anti-comuna permalink
    4 Outubro, 2012 09:45

    Portugal está à frente no seu tempo. É o único país do mundo onde a ignorância passará a pagar mais imposto.
    .
    Parabéns a todos. Beijinhos à tia. ehehehehehh

    Gostar

  19. anti-comuna permalink
    4 Outubro, 2012 10:14

    E os que estão contra os aumentos da carga fiscal ainda estão a tempo de aprender para onde caminha a carga fiscal portuguesa: http://i45.tinypic.com/2ryr9r9.jpg
    .
    .
    Se querem um Estado Social escandinavo também irão pagar impostos à escandinavo.
    .
    Olhem que o vosso futuro joga-se nisto aqui: http://epp.eurostat.ec.europa.eu/cache/ITY_OFFPUB/KS-DU-12-001/EN/KS-DU-12-001-EN.PDF
    .
    .
    Mas Portugal já está avançado: o único país do mundo onde a ignorância pagará mais impostos.

    Gostar

  20. Tim permalink
    4 Outubro, 2012 10:19

    O CDS-PP ainda é o HIPÓCRITA partido dos contribuintes?!…
    Agora percebemos a sua fixação nos contribuintes: era para melhor os assaltar!…

    Gostar

  21. piscoiso permalink
    4 Outubro, 2012 10:34

    Tenho dos imposto a ideia de serem uma quota que se paga anualmente para usufruir certas regalias.
    Mas isto começa a ser cada vez mais como aquelas religiões em que se paga o dízimo para ter direito a milagres.

    Gostar

  22. Ricciardi.b permalink
    4 Outubro, 2012 10:39

    Bem, ó AC pagar impostos à Escandinavo seria um prazer se o rendimento DEPOIS de impostos fosse, tambem ele, ao nivel escandinavo.
    .
    Mas não é. Infelizmente a realidade e v.exa. andam frequentemente separados. Uma especie de gemeos separados à nascença. Não é a mesma coisa aumentar IMPOSTOS a quem ganha 4000 euros brutos por mês e aumentar Impostos a quem ganha 800 euros por mês. Principalmente sabendo que o custo de vida é semelhante.
    .
    É, assim, por isso, que vossencia não pode comparar coisas incomparaveis.
    .
    O aumento de impostos em Portugal, neste proximo ano, vai apenas significar que a esmagadora maioria das pessoas vão ficar a DEVER a alguém… ou ao banco, ou ao senhorio, ou ao fisco… ou vao ter que vender ao desbarato os bens imoveis que possuem para pagar impostos. O rendimento DISPONIVEL das pessoas é tão miseravel que qyualquer aumento na carga fiscal causa o caos.
    .
    Vc verá então o credito mal parado a disparar, as falencias pessoais a disparar e conseuqnetmente as empresas nacionais a falirem em velocidade hiper-sonica… o que vai levar a um desemprego ainda maior. E se vc pensar que os principais CLIENTES de Portugal estão em dificuldades crescentes, os mais importantes com quedas no PiB, verá que a desacelaração da unica coisa que nos podia salvar poderá estar à beira do esgotamento – as exportações.
    .
    Rb

    Gostar

  23. PMP permalink
    4 Outubro, 2012 10:44

    O Rb tem razão !
    .
    Acrescentaria que a titularização dos pagamentos em atraso do estado há mais de 90 dias, que se estimam em mais de 4 mil milhões de euros, permitiria uma injecção monetária significativa na economia.
    .
    O Passos e a sua teimosia bacoca está a estender uma passadeira vermelha para que a esquerda tenha uma vitoria estrondosa em eleições antecipadas lá para Outubro de 2013.

    Gostar

  24. Ricciardi.b permalink
    4 Outubro, 2012 10:50

    «O Passos e a sua teimosia bacoca está a estender uma passadeira vermelha para que a esquerda tenha uma vitoria estrondosa em eleições antecipadas lá para Outubro de 2013.»pmp
    .
    Claro que está. Desde que tomou posse que eu o disse. Foi um erro de crianças ter pegado no país naquela altura. Ele devia ter aceite o PEC4 e 5 e 6 e devia OBRIGAR o PS a ter de fazer o ajustamento da troika.
    .
    Foi guloso. Nao teve paciencia, o chamamento do poder falou mais alto, agora colhe as conseuqnecias.
    .
    Rb

    Gostar

  25. Ricciardi.b permalink
    4 Outubro, 2012 10:52

    Ou melhor, corremos o sério risco de, eventualmente, o PS precisar do BE ou até do BE se juntar, quem sabe, com o PCP e formarem os dois um governo. As ultimas sondagens davam-lhes maioria de votos…
    .
    Rb

    Gostar

  26. zazie permalink
    4 Outubro, 2012 10:52

    Mas eles vão aumentar impostos a quem ganha 800 euros/mês?
    .
    Isso é verdade ou existe um patamar que não vai ser alterado?
    .
    Se for verdade é revolta. Se for mentira é mais um boato posto a correr pela escardalhada que quer novo PREC.

    Gostar

  27. zazie permalink
    4 Outubro, 2012 10:53

    Conta lá, ó morgadinho. Onde leste que quem ganha 800 euros mês também vai ser obrigado a descontar mais para o IRS e qual a percentagem.

    Gostar

  28. zazie permalink
    4 Outubro, 2012 10:54

    Eu tenho uma natural repulsa por boatos e sei que nestas alturas há sempre quem os lance para acicatar a populaça.
    .

    Gostar

  29. anti-comuna permalink
    4 Outubro, 2012 10:54

    “Bem, ó AC pagar impostos à Escandinavo seria um prazer se o rendimento DEPOIS de impostos fosse, tambem ele, ao nivel escandinavo.”
    .
    .
    Então não queiram um Estado à escandinavo se não o podem pagar. Simples.
    .
    .
    Não se pode é pedir gastos à escandinavo e pagar à liberiano. A menos que esteja à espera que sejam eles, os escandinavos ou alemães, a pagar os seus vícios. Porque, quem não tem dinheiro não tem vícios.
    .
    .
    A sua mentalidade é igual aos dos comunas. Quer as vantagens de um Estado mastodante mas não o quer pagar. Ou não pode. Vc. é, tal e qual, os comunas. Quer dar dinheiro que não é seu ou não sabe onde o encontrar.
    .
    .
    Vá-se habituando porque a carga fiscal ainda deverá subir mais. A ignorância pagará mais imposto em Portugal e isso ajudará a pagar o Estado à escandinavo.

    Gostar

  30. zazie permalink
    4 Outubro, 2012 10:55

    Aliás, eu tenho uma natural repulsa por quem anda sempre com os coitadinhos e pobrezinhos na boca.
    .
    Ponto.

    Gostar

  31. zazie permalink
    4 Outubro, 2012 10:56

    Sem excepção, nunca conheci um único que não fosse um grande sacana.
    .
    Mas levam vidinha impune a perseguir o próximo. E o próximo estigmatizado é todo aquele que não persegue outros por não não terem procuração dos pobrezinhos para falarem em nome deles.

    Gostar

  32. carmen permalink
    4 Outubro, 2012 10:59

    Se me permite, gostava de dizer que os seus posts ultimamente não passam de “bocas”. Isso é simplista e fácil de mais. Assim, os comentário que recebe são (e bem) mais “bocas”.
    Eu vou também “mandar uma boca”: Há em Portugal um largo consenso contra ter que pagar 3.500 milhões de euros do BPN com o nosso esforço e pondo em perigo o futuro dos nossos filhos. E, ainda por cima, sendo insultados por senhores que nunca na vida pusseram um pé numa empresa, nem, por exemplo, tem os seus bens pessoais dados como garantia ao banco para financiar as suas nano-empresas (é a coisa dos recursos próprios). Já deve estar a ver o filme. Senhores que, estando no “público” ou no “privado”, esses sim, vivem sempre do estado social, ou seja, de canibalizar o esforço dos outros.
    A situação é muito grave, é verdade. Todavia, não é um primeiro ministro em pánico que nos ajuda a sair dela. Não é o sentimento de miserável humilhação, tipo “ultimatum” do s. XIX, que vivemos e que o PM todos os dias reforça, que nos salva.
    Em fim, faz falta algo mais que bocas e que dizer que o estado social e o regabofe dos cidadãos é que têm a culpa e que por isso devem ser castigados com mais impostos. Chega de culpar, gostariamos de que alguém soubesse o que fazer, e mais, que parecesse que sabia, de modo a transmitir a ideia de que há alguém efectivamente preocupado connosco nos comandos deste avião a jacto.
    E não esqueçamos que quem ter ideias é quem quis ir para o governo, quem disse que tinha ideias.
    Carmen

    Gostar

  33. zazie permalink
    4 Outubro, 2012 11:13

    Bem, portanto ninguém confirma que rendimentos de 800 euros/mês vão ser agravados na percentagem do IRS.
    .
    Nas notícias também não vem nada:
    .
    http://economia.publico.pt/Noticia/irs-pago-pelos-portugueses-vai-subir-cerca-de-30-em-2013–1565688
    .
    O que significa que, enquanto não me mostrarem de onde tiraram essa afirmação a considero um boato.

    Gostar

  34. 4 Outubro, 2012 11:16

    @Zazie:
    Então e se quem ganha 850€ vir os seus impostos a aumentar, porque não aumentarão também os de quem ganha 800€ ?!?
    .
    Isto das isenções aos coitadinhos é uma treta. O imposto já é proporcional.

    Gostar

  35. Pedro Esteves permalink
    4 Outubro, 2012 11:22

    ricciardi
    “Na verdade, o grande problema do país nao está, nao esteve, na despesa, mas sim na receita.”

    Que risada, por favor continue, por favor !

    Gostar

  36. anti-comuna permalink
    4 Outubro, 2012 11:26

    ““Na verdade, o grande problema do país nao está, nao esteve, na despesa, mas sim na receita.”
    Que risada, por favor continue, por favor !”
    .
    .
    E depois ele queixa-se que vai ter que gramar com uma carga fiscal à escandinavo. lolol
    .
    .
    Querem os luxos mas não os querem pagar. Há gente assim. Querem um BMW mas só têm dinheiro para o Fiat e depois queixam-se que ninguém lhes dá o dinheirinho para pagar o carrinho de luxo.
    .
    .

    Gostar

  37. JP Ribeiro permalink
    4 Outubro, 2012 11:36

    Alguma coisa boa poderá vir, com este “enorme aumento” de impostos.
    “O socialismo acaba quando acaba o dinheiro no bolso dos contribuintes”, e com este aumento, que pela primeira vez irá fazer pagar impostos a uma vasta nação de subsidiados, virá seguramente, a médio prazo, a revolta contra o socialismo e o estado social, revolta que já tardava.
    Talvez sirva de vacina para a próxima geração. Talvez transforme os portugueses de palestinianos da europa em empreendedores desenrascados como foram os seus antepassados no seculo dezasseis. Talvez percebam que o 25 de abril não tinha que ser o caminho para a servidão socialista. Talvez finalmente compreendam que o dinheiro que vai para o estado é mais bem gasto por nós próprios. Talvez abram os olhos para os seus vizinhos e conterrâneos que há 30 anos fingem que trabalham na repartição, à espera da reforma “por inteiro”. E quando finalmente a receita do estado cair, a coligação de mafiosos que nos governa (CDS/PS/PSD/PCP/BE e tantos outros que stão de boca aberta à espera de vez) compreenderá que o seu tempo acabou. Toca a trabalhar seus mandriões.

    Gostar

  38. Carlos permalink
    4 Outubro, 2012 11:42

    Zazie,

    Sabe você e sabemos todos que, por imprecisão propositada do Sr. Ministro das Finanças, ainda não se sabe a partir de que nível de vencimento (você apontou para os 800 euros) vai haver agravamento de imposto.

    A verdade é que os descontos nos subsídios de férias e de natal para os funcionários públicos começavam nos 600 euros, o que só por si já lhe devia servir de indicador.

    Quanto à repulsa por pessoas que defendem os “pobrezinhos” (repulsa-me pessoas que usam este diminutivo), atrevo-me a dizer-lhe: se tem coragem, venha conhecer este sacana que aqui lhe escreve, venha conhecer o trabalho que desenvolvemos e venha chamar-me sacana na cara (se depois de ver o que fazemos, ainda pensar assim tiver coragem para isso, esteja à vontade).

    Estou disponível para contacto através do e-mail cmpraxedes@gmail.com.

    Aguardo notícias suas! Suas e de quem mais queira! Sem medos, sem esconderijos! Toda a ajuda é bem-vinda!

    Agora mandar postas de pescada para o ar, aqui d’el Rei à Barões e Baronesas, haja paciência!

    Vamos ver quantas pessoas me enviam um e-mail para me virem ajudar a ajudar quem mais precisa. Vou fazendo a atualização aqui no site.

    Gostar

  39. ricciardi permalink
    4 Outubro, 2012 11:52

    Claro ó Esteves. Se vc conseguir afirmar que a despesa per capita com a saude em portugal ou com a educaco é superior a m qalquer país comparavel, nessa altura eu rio-me consigo. Até lá, meu caro, fique a saber que portugal gasta metade por doente do que a alemanha. Metade a franca, um terco dos eua. Nao é possivel, pois, reduzir muito mais esta despesa, senao na medida do desperdício e dos abusos.
    .
    Assim, para manter o mesmo nivel de saude em portugal, manter os mesmos macroindicadores de saude, vc nao pode reduzir muito mais a despesa.
    .
    A criacao de riqueza, essa sim, está muito abaixo dos outros paises comparaveis. Muito abaixo.
    .
    E, portanto, ao inves de apostar em criar condicoes atractivas para atrair investimentos estrangeiris e nacionais, nomeadamente atraves da dimunuicao da carga fiscal, o governo resolve fazer tudo ao contrario.
    .
    É nesse sentido que eu afirmo que o problema do pais é a geracao de riqueza e consequentemente da receita.
    .
    Rb

    Gostar

  40. ricciardi permalink
    4 Outubro, 2012 11:53

    Zazie,
    .
    Eu nao disse que salarios de 800 iam pagar mais irs. Eu afirmei que iam pagar mais IMPOSTOS. Penso que nao ha duvidas disso.
    .
    Rb

    Gostar

  41. zazie permalink
    4 Outubro, 2012 11:54

    Não. Não fui eu quem apontou para os 800. Eu limitei-me a citar o Ricciardi e ele sim, apontou para os 800.
    .
    Fora isso não sei nada. Se v. sabe, esclareça-me com indicação de fonte.
    .
    A repulsa dirige-se aos que vivem dos pobrezinhos da boca para fora e da luta de classes como militância.

    Gostar

  42. anti-comuna permalink
    4 Outubro, 2012 11:55

    “É nesse sentido que eu afirmo que o problema do pais é a geracao de riqueza e consequentemente da receita.”
    .
    .
    Sim, sim. O problema é mesmo o salário não permitir passear de BMW, não o custo deste. eeheheheh
    .
    .
    É tipo o problema do ovo e da galinha.
    .
    .
    Este país é um colosso! Está tudo grosso, está tudo grosso.

    Gostar

  43. zazie permalink
    4 Outubro, 2012 11:55

    E de onde tiraste isso?
    .
    Qual o montante que vai recair sobre quem ganha 800 euros?
    .
    É que existem limites de lei e limites morais. A mim só me interessam os segundos.

    Gostar

  44. ricciardi permalink
    4 Outubro, 2012 11:57

    Ac,
    .
    Vc ja viu o filme todo, nao é?
    .
    Isto vai dar num reviralho. Eu avisei-o. Nao quis ouvir. A actual politica nao levou em levará a lada algum. Ser do contra tem limites. E o limite é a realidade. Mas pronto, eu percebi ha uns tempos que a realidade para si nao passa daquilo que vê a frente do nariz. Quando me garantiu que nao pode haver aquecimento porque lá fora, do lado de lá do seu quatro, estava a nevar…. Apartir daí eu descobri que nao vale a pena discutir com quem nao enxerga para alem de palmo e meio da testa.
    .
    Ponto.
    .
    Rb

    Gostar

  45. zazie permalink
    4 Outubro, 2012 12:01

    Se queres dizer que a vida vai ficar mais cara para todos, bruxo!
    .
    Se não ficasse, não havia crise nem país penhorado à TROIKA.
    .
    Agora que tenham pensado em alimentar “os ricos” à conta de saque de impostos a quem ganha o mínimo é outra coisa e soa-me a cantiga demasiado batida pelos mesmos de sempre.
    .
    (claro que não és tu. Tu és um morgadinho da cubata muito bem formado moralmente. Mas, para mim existem prioridades de ataque e, neste momento, esses sacanas do PCP e Intersindical, com a puta destas greves barriguistas e políticas, estão na primeira fila para abate).

    Gostar

  46. zazie permalink
    4 Outubro, 2012 12:02

    O que não quer dizer que apare os neontontos que são irmãozinhos gémeos e, neste momento, estão na 2ª fila para abate.

    Gostar

  47. A Republica Cadáver permalink
    4 Outubro, 2012 12:03

    O Passos devia aprender com o Hollande! Ou será ao contrário…
    http://expresso.sapo.pt/hollande-prepara-mexidas-na-tsu-identicas-as-de-passos=f757856#ixzz28JyaWUdV

    Gostar

  48. anti-comuna permalink
    4 Outubro, 2012 12:03

    “A partir daí eu descobri que nao vale a pena discutir com quem nao enxerga para alem de palmo e meio da testa.”
    .
    .
    Compre uma bicicleta em vez de sonhar com BMW. ehehehheeheh
    .
    .
    Este país é um colosso. Está tudo grosso! Está tudo grosso!

    Gostar

  49. zazie permalink
    4 Outubro, 2012 12:03

    O AC é bêbado e os bêbados são como as crianças.
    .
    Querer debater com eles é que me parece loucura mais grave.
    .

    “:OP

    Gostar

  50. anti-comuna permalink
    4 Outubro, 2012 12:04

    “O AC é bêbado e os bêbados são como as crianças.”
    .
    .
    Eh pá! Calma aí. Não admito insultos ás criancinhas. ehehhheeh

    Gostar

  51. zazie permalink
    4 Outubro, 2012 12:06

    AHAHAHAHAHA

    Gostar

  52. ricciardi permalink
    4 Outubro, 2012 12:09

    Zazie,
    .
    sobretaxa de irs de 4%. IMI acrescido. Juros dos depositos a prazo… é ler o rol de impostos q vao subir…
    .
    Nao me referi ao salrio de 800 eros para dizer que era sibre estes saalrio q ia incidir os imposos. Se leres verás que era para dizer que nao é possivel reduzir mais salario atraves de impostos a pessoas que ganham em media 800 euros cmpravativamente com os Escandinavos que auferem salarios muitissimo superiores.
    .
    Concordarás que nao é a mesma coisa fazer pagar o IMI a uma pessoa que ganha 800 euros d que a uma outra escandinava que ganha quatro vezes mais.
    .
    Olha, na semana passada o unico jardineiro que tinha emigrou para a suiça. Foi ganhar 3500 euros. Ele trabalhava para quatro pessoas, entre as quais para mim. Devia tirar uns 200 euros em cada um. Foi para lá fazer o mesmo e ganhar 4 vezes mais. É claro que nao incomoda muito a um suico de o imposto for de 9,8% o de 13%. Mas a um tuga faz muita diferenca.
    .
    É só isso. Os academicos e os teoricos teem de saber a vida REAL das pessoas.
    .
    Rb

    Gostar

  53. anti-comuna permalink
    4 Outubro, 2012 12:13

    “Olha, na semana passada o unico jardineiro que tinha emigrou para a suiça. Foi ganhar 3500 euros. Ele trabalhava para quatro pessoas, entre as quais para mim. Devia tirar uns 200 euros em cada um.”
    .
    .
    Pagasse 800 euros e ele não fugia. Foi mais esperto que Vc. que devia vender vinhos aos suiços. lololol

    Gostar

  54. zazie permalink
    4 Outubro, 2012 12:20

    Rapaz:.
    Eles vão alterar escalões de IRS e vão aumentar o IMI. Até aí está correcto. Que isso vá afectar quem ganha 800 euros por mês, é a tua conclusão sem rede porque lá te compõe a mensagem.
    .
    A minha é que o PCP destroi isto antes das pessoas com 800 euros/mês se poderem queixar do agravamento fiscal.

    Gostar

  55. ricciardi permalink
    4 Outubro, 2012 12:20

    Para le pagar 800 euros, tinha que vender o meu vinho e mais o seu bagaço.
    .
    Rb

    Gostar

  56. piscoiso permalink
    4 Outubro, 2012 12:21

    Que chic.
    Deve ser fantástico ter um jardineiro.

    Gostar

  57. zazie permalink
    4 Outubro, 2012 12:22

    Quem ganha 800 euros/mês não paga IMI. Ponto final.
    .
    Poderá haver meia dúzia de casos de velhos proprietários a quem caia essa desgraça em cima. Mas não é a regra nem os cabrões tencionam arrecadar IMI à conta dos pobrezinhos.
    .
    Tencionam arrecadá-lo à conta de gente honrada que ainda é proprietária. Mas isso é outra cantiga e não vem agora ao caso.

    Gostar

  58. zazie permalink
    4 Outubro, 2012 12:23

    É mais fantástico ter jardineiro que criada para descascar os caroços às uvas.

    Gostar

  59. zazie permalink
    4 Outubro, 2012 12:24

    Esses luxos da criadagem para descascar fruta só ficam bem a garinas betas do PS.

    Gostar

  60. Carlos permalink
    4 Outubro, 2012 12:24

    in http://www.jn.pt/PaginaInicial/Politica/Interior.aspx?content_id=2807725

    Deputado do PSD afirma:

    “Família com 20.000 € de rendimentos terá, em vez de pagar 620 euros, terá de pagar mais 10 a 15 euros.”

    Admitindo que isto é verdade:

    20.000 / 14 / 2 = rendimento médio de titular de rendimento do agregado familiar = 714,29 € brutos

    Conclusão: família com rendimento médio por titular de rendimento do agregado familiar equivalente a 714.29 € brutos desconta mais 10 a 15 euros (não diz se são mensais ou anuais).

    714.29 € inferior a 800.00 €…

    Já me enviou o e-mail, Zazie?

    Ou será da mesma laia que a repulsa e não vem fazer nada?

    Venha daí, saia do seu pedestal! E desça à Terra. Cá a espero, no mundo real, no meio de famílias que sobrevivem com um RSI de 200.00 € mensais.

    Gostar

  61. zazie permalink
    4 Outubro, 2012 12:27

    Outra coisa- só se fores toino ou precisares de descontar tretas desse modo é que passas factura a jardineiros.
    .
    Nunca vi isso. E até já ofereci para jardineira do meu local de trabalho, porque é limpinho, sem descontos e o valor não é inferior a cenas altamente teóricas.
    .
    Por mim até era profissão que acumulava. E, não fora o caso de não seres meu vizinho, tinhas já aqui uma jardineira em regime de economia paralela..
    .
    E olha que percebo a sério da poda “:OP

    Gostar

  62. zazie permalink
    4 Outubro, 2012 12:28

    Que mail?
    .
    V. também é bêbado? a que título é que eu lhe ia enviar mail se eu nunca lhe dei conversa?

    Gostar

  63. zazie permalink
    4 Outubro, 2012 12:29

    Vá lá chamar laia à puta que o cagou e desorelhe, seu conas com défice mental.

    Gostar

  64. zazie permalink
    4 Outubro, 2012 12:30

    Este caralho passa aqui os dias a dizer que faz caridade. O cabrão deve mandar as mensagens por IPAA enquanto arruma os carros.

    Gostar

  65. piscoiso permalink
    4 Outubro, 2012 12:32

    Deve ser fantástico ter uvas com caroços.

    Gostar

  66. zazie permalink
    4 Outubro, 2012 12:33

    Nojo destes caralhos. Eu, quando encontro um cabrão ou uma cabra que vive mesmo dessa chulice aos desgraçados não descanso enquanto não a tramo.
    .
    E nunca fiz publicidade dos meus ajustes de contas. Nem acredito em quem não faça nada mas palre muito.
    .
    Porque, repito- viver-se como representante dos coitadinhos é um grande negócio. Dá direito a impunidade para toda a poltranice. E conheço a magote gentalha dessa- dos militantes dos coitadinhos com descascadoras de caroços da fruta porque, a eles, o luxo nunca fica mal.

    Gostar

  67. zazie permalink
    4 Outubro, 2012 12:35

    As uvas têm caroços- são as graínhas, palerma
    .
    “:OP
    .
    E a beta perdigota que dava a cara pelo sucialismo tinha criada para isso, para tirar as peles e grainhas à fruta.
    .
    São esses os bons dos vossos exemplo, que são sempre pelos pobrezinhos e contra o capital.

    Gostar

  68. 4 Outubro, 2012 12:39

    @zazie:
    “Outra coisa- só se fores toino ou precisares de descontar tretas desse modo é que passas factura a jardineiros”
    Depois desta afirmação, continuar a dizer que o problema do país é um problema de despesa só prova a sua hipocrisia e o seu desejo de manter as SUAS regalias.

    Gostar

  69. piscoiso permalink
    4 Outubro, 2012 12:43

    Eu uso uvas sem graínhas para poupar no pessoal.

    Gostar

  70. zazie permalink
    4 Outubro, 2012 12:45

    Fazes bem. Mas olha que com essa ligadura na fuça nem precisavas de te preocupar com grainhas ou filtro para o café.
    .
    “:OP

    Gostar

  71. piscoiso permalink
    4 Outubro, 2012 12:51

    Já a tua fuça é de uma beleza extraordinária.
    Até tiveste vergonha dela e pões no avatar essa beldade tirada de um quadro.

    Gostar

  72. zazie permalink
    4 Outubro, 2012 12:55

    Já a viste? ora mostra lá a minha fuça para eu ver como és um aldrabão. ó coisa pisca.
    .
    De caminha enfia a tua na panela e dá de chofres que já fede coisa pisca 24 horas por dia nas caixas dos comentários do Blasfémias.
    .

    Gostar

  73. zazie permalink
    4 Outubro, 2012 12:55

    Vergonha hás-de ter tu do corno que te fez.

    Gostar

  74. piscoiso permalink
    4 Outubro, 2012 13:03

    Está bem, ganhaste.
    Se pusesses aqui a tua cara, toda a gente se masturbava.

    Gostar

  75. zazie permalink
    4 Outubro, 2012 13:16

    JC
    Posted 4 Outubro, 2012 at 12:39 | Permalink
    ————–

    O Jótacê, e onde é que eu escrevi que o problema era isto ou aquilo, palerma?

    Gostar

  76. zazie permalink
    4 Outubro, 2012 13:17

    O caralho da coisa pisca quando alguém fulaniza a conversa diz que é assédio. Mas o caralho não faz outra coisa a não ser fulanizar de forma ordinária e com os tiques machistas de camionista escardalho

    Gostar

  77. Carlos permalink
    4 Outubro, 2012 13:19

    Partir para a ofensa pessoal e não rebater o argumento é o caminho dos fracos de espírito. Não é o meu.

    Apelo a um moderador deste post que faça o favor de eliminar os posts com insultos gratuitos à minha pessoa, injustificados por não provocados e vindos de alguém que não me conhece.

    Zazie, não é por aí o caminho. Não é ofendendo gratuitamente quem trabalha para que outros possam viver melhor, não é esse o caminho que alimenta quem tem fome. O caminho é mesmo disponibilizar-se para ajudar. Depois, se faz relevo disso ou não, isso é consigo. Eu faço-o por quatro motivos:
    1. Porque há muita gente que prefere olhar para o lado e fingir não ver que há tanta pessoa a precisar de alimentação básica para sobreviver;
    2. Porque há muita gente que tapa os ouvidos porque lhe faz confusão ouvir que há pessoas que passam fome neste país;
    3. Porque há muita gente com receio em assumir, com palavras, a triste realidade de “pobreza envergonhada” em que vive;
    4. Porque há muitas mãos que, ao invés de ajudarem quem mais precisa, ignoram os pedidos de ajuda e estendem as mãos para tudo o que é riqueza própria e bem estar.

    Tenho pena de não poder contar com o seu apoio que, pensava eu quando divulguei o meu e-mail, fosse de real interesse por quem mais precisa.

    Agora, devolver insulto não é comigo.

    Continuarei a trabalhar, dia a dia, a fazer um pouco mais do que aquilo que posso, para tentar, de algum modo, compensar tudo aquilo que tantos podiam fazer e não fazem.

    Gostar

  78. zazie permalink
    4 Outubro, 2012 13:19

    Portanto, conclui-se que a coisa pisca o que ama é homens de barba rija e faz-se difícil quando eles fazem ataques pessoais a imitá-lo.

    Gostar

  79. zazie permalink
    4 Outubro, 2012 13:21

    Ó Carlinhos, eu fui à missa no domingo.
    .
    Está bem?
    .
    Olha, por acaso até apanhei com o D. Ximenes Belo a oficiar na Capela das Almas de Santa Catarina. E só não pedi autógrafo porque, fora a hóstia, não tinha onde.
    .

    Gostar

  80. Carlos permalink
    4 Outubro, 2012 13:28

    Ah! E, por favor, Zazie, não me confunda com ideologias de esquerda. Sou do lado oposto. Os liberais é que se preocupam com os mais pobres.

    Gostar

  81. zazie permalink
    4 Outubro, 2012 13:42

    Pois, os comunas não se preocupam com os pobres, preocupam-se com a sua gamela como apparatchiks.
    .
    E os comunas são irmãos gémeos dos liberais, caso nunca tenho dado por isso
    .
    E, pelo que garatuja, nunca deve mesmo ter-se apercebido de tal coisa. Porque v. papagueia palavras e dá sermão tomando-se com o samaritano a cobrar a inferioridade moral de todos os outros menos a sua.

    Gostar

  82. zazie permalink
    4 Outubro, 2012 13:43

    Ora, outro dos meus ódios de estimação são os poltrões que cantam de galo em cima da merda, julgando que com isso chegam primeiro ao Paraíso.

    Gostar

  83. Carlos permalink
    4 Outubro, 2012 13:53

    ” v. papagueia palavras e dá sermão tomando-se com o samaritano a cobrar a inferioridade moral de todos os outros menos a sua.”

    Zazie, pelo menos eu não chamei nomes a ninguém.

    Gostar

  84. ribas permalink
    4 Outubro, 2012 16:35

    O que me entristece nisto tudo é que durante 38 anos fomos adormecidos pelos consecutivos gangues que passaram plos Governos e Autarquias e mesmo Sindicatos. Foi um fartote de endevidamento do País fazendo crerque estavamos em pleno crescimento e distribuindo uns subsídios a quem nada fez e faz na vida, construindo obras cujo valor final triplicava o inicial, endividaram-se até não mais e agora as contas aqui estão apresentadas, aos que pouco lucraram a não ser com o produto do seu suor e dos outros a quem não pudemos chamar de corruptos, encheram e continuam a encher os bolsos. Depois temos os cantadores de S. Bento a quem se acham os salvadores da pátria mas não tinham onde cair de mortos se não fosse a política. Estes senhores, se não a maioria que nada sabem sobre a administração do condominio, agora aparece como economistas de padarias sem farinha. As ofertas acabaram. Portugal está falido. Se o FMI e a Europa não mandar dinheiro, os 1000 000 000 € mensais necessários para pagar à AP, manda estes FP para as urtigas: Mas atrás destes, outros se seguirão, como empresas de segurança, limpeza, TV, CP, etc. Este caso não está para brincadeiras

    Gostar

  85. fiscalista permalink
    5 Outubro, 2012 10:49

    …mas o nosso Estado Social tem outro nome …uns divertem-se em paris outros viajam até aos off-shores e outros até não sabemos quem são ?

    Gostar

Trackbacks

  1. Ninguém explica (2) « O Insurgente
  2. Mentalidades « Big Red Balloon
  3. Anónimo
  4. Os culpados, segundo João Miranda « O Insurgente

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: