Skip to content

O peixe – rêmora e o comensalismo incompreendido.*

5 Julho, 2013
by

 O peixe-rêmora é pequeno, incapaz de, por si só, desenvolver uma atividade predadora. Associa-se, por imperativos de sobrevivência, ao tubarão, aproveitando as presas deste – melhor, os restos dessas presas. Este peixe liga-se, através de uma espécie de ventosa, ao ventre do tubarão, aguardando pacientemente a sua hora, ou seja, a oportunidade de comer aquilo que o tubarão pescou e já não quis ou não conseguiu deglutir. Após a refeição, procura um outro tubarão para uma nova associação, uma vez que, no fundo, só consegue (sobre)viver, mas também prosperar, assim, aconchegando-se e aproveitando a posição de um peixe maior. Normalmente, para o tubarão e a não ser que estejamos perante uma rêmora infetada, a relação será neutra (não o deverá prejudicar)….

Desconheço a psicologia dos tubarões, mas, no campo da mera imaginação, até seria interessante pensar-se que, muitas vezes, este predador dos mares (que padece de naturais limitações de visão), imagina que o seu parasita é muito maior (só o sente, sem o ver) ou muito mais útil (aproveita o que não consegue comer) do que aquilo que, na realidade, é.

Escrevo estas linhas ainda sem saber se, da crise imprevista e irresponsável que marcou esta semana, renascerá, ou não, a coligação governamental e em que termos. Sei que aquilo que Portas fez, meia hora antes da tomada de posse da novel Ministra cuja nomeação serviu de pretexto imediato ao seu bater da porta, tem, em muito, a ver com a posição e natureza de rêmora que o PP de Portas (ou Portas e o seu PP), têm brilhantemente desempenhado. Quer a nível nacional, quer, sobretudo, em coligações autárquicas, com o PSD. É a natureza das coisas, quer biológica, quer politicamente falando. E a prova (ainda que parcial) é-nos dada pelo que se vai, neste momento, sabendo, sobre as exigências impostas por Portas a Passos, para manter a coligação minimamente governamental. Esta é uma hipótese de explicação, ainda que parcial, para o comportamento de Portas, sem se cair naquilo que já toda a gente disse: garotice ou irrealismo/ignorância. Uma explicação tática, ainda que, igualmente, irresponsável. Vivemos tempos excecionais e exigir-se-ia dos protagonistas que não insistissem nos vícios politiqueiros dos tempos de “normalidade” inconsequente. Passos, obviamente, com os seus comportamentos de intransigência, também não percebeu isso (nesta circunstância, quer o melindre dos tempos, quer a natureza e o poder de rêmora do seu parceiro). Que sirva de lição!

Entretanto, sobre a causa profunda e mediata da crise – que tem em Gaspar uma figura pedagogicamente exemplificativa e incontornável – ainda não se refletiu muito. Ainda não se chegou, por exemplo, à Europa e aos tempos que, por ela, também correm….

 

* Semanário GRANDE PORTO, 05.07.2013

Anúncios
23 comentários leave one →
  1. javitudo permalink
    5 Julho, 2013 13:23

    Quando os cães ganham lepra todos donos se afastam.
    Eatamos aqui estamos todos a latir.

    Gostar

    • trill permalink
      5 Julho, 2013 14:11

      It is extraordinary, when the US has deeply offended France by being found snooping on its communications, that France should apparently accede to an American request to refuse permission for a plane to enter its airspace because that plane might be carrying the very person who revealed the snooping. http://www.guardian.co.uk/world/2013/jul/03/sovereignty-stake-snowden-saga

      Gostar

      • trill permalink
        5 Julho, 2013 14:13

        LA FRANCE, LA GROSSE MERDE!

        Gostar

      • trill permalink
        5 Julho, 2013 14:13

        Portugal não existe por isso nem se comenta o assunto no que a Portugal respeita.

        Gostar

  2. YHWH permalink
    5 Julho, 2013 13:30

    Também Portugal é «país-rémora» que alguns preferem fazer de conta, para efeitos ideológicos e instrumentais, como país-tubarão…

    Gostar

    • 5 Julho, 2013 13:53

      Bem visto.
      Temos a mania de nos julgarmos sempre melhores.
      O World Soccer fez uma listagem para escolher o melhor team de todos os tempos, de Portugal em modestos lugares só Ronaldo (9 votos) e Eusébio com 2.
      Já agora a equipa escolhida foi Yashin; Cafú, Bobby Moore, Beckenbauer, Maldini; Zidane, Cruyff, Di Stéfano, Maradona; Pelé y Messi

      Gostar

    • neotonton permalink
      5 Julho, 2013 15:22

      Também Portugal é «país-rémora» que alguns preferem fazer de conta, para efeitos ideológicos e instrumentais, como país-tubarão…

      .
      .):):)

      Gostar

  3. 5 Julho, 2013 13:34

    Boa!:

    Também Portugal é «país-rémora» que alguns preferem fazer de conta, para efeitos ideológicos e instrumentais, como país-tubarão… (supra, YHWH)

    Gostar

  4. 5 Julho, 2013 13:48

    A relação tubarão-rêmora é muito semelhante à de leão-hiena.
    A diferença é que a hiena não cavalga o leão, alimentando-se apenas dos seus restos.
    A rêmora não é um parasita do tubarão. Este apenas lhe dá boleia.
    Se Portas é uma hiena, não sei.
    Mas é muito provável que os tubarões se aproveitem de Coelho.

    Gostar

    • licas permalink
      5 Julho, 2013 15:53

      Nada disto diz directamente respeito ao Piscoiso-ténia.
      È da merda que ele parasita nos intestinos dos ratos do Largo . . .

      Gostar

  5. Pffff ! permalink
    5 Julho, 2013 14:30

    O tubarão, anda a comer carapaus alimados há uma data de tempo…e sempre a ganhar eleições no país dos ceguetas !

    Gostar

    • licas permalink
      5 Julho, 2013 16:00

      Posso entrar, Pffff ! ?
      Se isto não fosse * um país de ceguetas * quem ganharia as eleições?

      Gostar

  6. Fincapé permalink
    5 Julho, 2013 14:45

    Porque é que vocês chamam rêmora à rémora? Bom, está bem, usam a grafia brasileira. Mas são a favor ou contra o AO90? É que isto vai um pouco mais longe do que o acordo. 😉
    Já quanto ao comensalismo da rémora, é uma boa forma de iniciar a análise do comensalismo da nossa casta política com os interesses que lhe estão ligados por ventosa.

    Gostar

  7. JDGF permalink
    5 Julho, 2013 14:53

    Difícil é compreender no texto quem são os tubarões. Que são predadores todos sabemos.. Mas mesmo esses costumam ter nome…
    Mistérios de fábulas que não passam de rábulas.

    Gostar

  8. 5 Julho, 2013 15:19

    Aprovadissimo. Talvez agora os brilhantes criadores de teorias possam aceitar que se diga da Merkl/Troika como os melhores defensores do povo portugues. Os incriveis garotos e o seu guardião semiparalitico, quando perderam o Homem de respeito fizeram logo super..erda. Até os seus futuros empregadores lhes devem ter dado cabo do juizo. Não fosse a proibição de poder haver eleiçoes e estariamos agora a assistir a brincadeira dos garotoes a fazer de conta que sabem ser politicos sérios.Quando teremos eleitores a usar a cabeça em vez de ovelhas mansas,ja pre-pintadas para nao terem que escolher.

    Gostar

  9. Cáustico permalink
    5 Julho, 2013 15:24

    O comensalista do político é o parasita da sociedade.

    Gostar

  10. manuel permalink
    5 Julho, 2013 18:04

    Ouvi agora na sic o militante 14000 e tal do ppd/psd a aconselhar o voto a todos os ppd/psd no pcp. Pareceu-me sóbrio o senhor.Com eleições ou sem eleições o sr Passos e o sr Portas devem ser despedidos. Sr P.R.: já acabou a discusão pós-troika ,que está à espera!Votei em si dezenas de vezes!

    Gostar

    • und permalink
      5 Julho, 2013 19:09

      14000 e tal? deve ser o cunhal….. no pcp? bolas está mais xéxé que tu

      o pcp não aparece desde que o APU dos simpsons entrou pró partei

      agora anda metido com a Merckel e diz que se chama cdu

      Gostar

  11. ora permalink
    5 Julho, 2013 19:19

    ó pemefe és brasuca meu

    o peixe rémora é redundância se é rémora é fixe…

    a rémora ou as várias espécies e géneros com adaptações similares à Remora remora é um sucesso evolutivo

    para o tubarão que pode perder alguns parasitas para a rémora a relação pode ser positiva

    chamar à relação comensalismo puro é …..esquecer que na ecologia como na política as relações entre organismos são muito mais complexas do que aparentam

    Gostar

  12. PiErre permalink
    5 Julho, 2013 20:09

    A imagem está mal achada. A rémora alimenta-se dos parasitas que infestam o seu hospedeiro.
    O que é que o Paulo Portas tem a ver com isto? Será que ele livrou o PSD de parasitas?

    Gostar

    • ora permalink
      5 Julho, 2013 20:13

      há sempre bicho mais pequeno que serve de presa….

      non paulo von portas teve boleia de submarino assassino shark like….

      é similar

      Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: