Saltar para o conteúdo

Notável Sequência de Disparate

19 Março, 2014
by

Na sequência de um ´post´no Facebook, chamo também aqui a atenção para uma notável sequência imparável de disparates desta “entrevista” de Raquel Varela à SIC-N. Algumas pérolas da Raquel:

“Se nós produzimos 100 e temos 130 para pagar, é óbvio que não é pagável.”

Este argumento é mesmo de quem não percebe nadinha do que está a dizer e cai, uma vez mais, na habitual falácia de confundir fluxo com stock. Na escala da Raquel, produzimos 100 num ano, 200 em dois, trezentos em 3, 1000 em 10. E a dívida é 130.

“Nós neste momento já não temos filas de miseráveis que colapsam por ausência de emprego”.

Quando é que tivemos?

“suspender o pagamento de dívida pública, que aliás aconteceu na Irlanda.”

Aconteceu o quê, na Irlanda? A Raquel não para. Há uma atração para o abismo que se apodera dela e, do meio das roupas de marca e dos gadgets capitalistas de que a Raquel tanto gosta, brota um verdadeiro concentrado de palermice.

Mais da Raquel (que acredita que o dinheiro que o PS recebeu do SPD no pós 25 de Abril, foi utilizado para criar um colchão social):

“A suspensão do pagamento da dívida pública não pode ser feita sem garantir outras fontes de capital, nomeadamente os fundos de capital que estão na banca”.

Que fundos serão esses a que ela se refere? Pensará que há um cofre nos bancos com milhares de milhões de euros? É ao contrário, Raquel. Os principais credores da dívida pública portuguesa, para lá da troika, são os bancos portugueses. O que esta suspensão significaria seria um afundanço completo da CGD, BCP e BES. A primeira consequência da suspensão de pagamentos da dívida pelo estado português seria a necessidade de nacionalização da banca, o que, para a Raquel, corresponderá à concretização de um sonho de longa data.

“Na altura foi dito que o empréstimo [à banca] seria usado para pagar salários”.

Inventou. O empréstimo sempre foi para os bancos acederem a rácicos de capital mais elevados, de acordo com as novas normas de capitalização da banca.

Por aí fora. É absolutamente notável. E servem os nossos impostos para pagar salários a esta tonta…

83 comentários leave one →
  1. JCA permalink
    19 Março, 2014 08:52

    .
    Dos lados da propria ‘City’ sugerindo que a Senhora estará lá muito bem atualizada:
    .

    -Bank Of England Admits Money Created Out Of Air
    .
    The truth is out: money is just an IOU, and the banks are rolling in it
    .
    The Bank of England’s dose of honesty throws the theoretical basis for austerity out the window
    .
    http://www.theguardian.com/commentisfree/2014/mar/18/truth-money-iou-bank-of-england-austerity
    .

    Gostar

    • JCA permalink
      19 Março, 2014 08:53

      Deve ler-se “Dos lados da propria ‘City’ sugerindo que a Senhora não estará lá muito bem atualizada:”

      Gostar

    • lucklucky permalink
      19 Março, 2014 21:53

      A bolsa certamente gosta de quantitative easing.

      Gostar

  2. josé permalink
    19 Março, 2014 09:09

    Verdadeiramente Surrealista!
    Mas como é que é possível, destilar tanta estupidez e ignorância e não corar ?!
    Mas diga-se de passagem, que a Sr.ª “Investigadora” – estamos esclarecidos quanto à qualidade de ensino no Instituto de História Contemporânea da UNL…- é muito bem secundada pelos comentários da S.ª Jornalista, que deve ter cursado na mesma Universidade…

    Gostar

    • Kubo permalink
      19 Março, 2014 09:33

      Esquerda Caviar típica. A questão não é a dívida – foi sempre as Elites que se julgam inspiradas e adoram pensar com o pensamento importado (não conseguem exportar pensamento sólido). Basta ler Eça e Ramalho no século XIX para perceber que as elites não mudaram nada – a sua indigência foi sempre confrangedora, mas predominante!

      Gostar

      • Atento permalink
        19 Março, 2014 09:39

        Concordo inteiramente consigo.

        Gostar

      • nuno granja permalink
        19 Março, 2014 16:22

        Nem mais

        Gostar

    • 19 Março, 2014 17:57

      Era o que eu ia escrever: o ar cândido com que a Senhora Jornalista aceita, engole e regorjita tudo o que a Varela papagueia, como se fossem verdades incontestáveis, pacíficas, claras, verosimeis, lógicas e sei lá mais o quê….

      Gostar

    • Libertas permalink
      19 Março, 2014 23:54

      De facto, o que espanta não são os disparates destilados pela Sra. funcionária pública da UNL. O que é de BRADAR AOS CÉUS é a supina insanidade da Sra. locutora da SIC, de quem a contratou e de quem lhe dá palco.

      Gostar

      • zabal permalink
        21 Março, 2014 14:25

        a sr.a jornalista faz o papel que lhe cabe, não se tratava de entrar em debate com a entrevistada… já em relação a esta, o Kubo diz tudo…

        Gostar

    • Duarte de Aviz permalink
      20 Março, 2014 01:36

      Só no capitalismo à Portuguesa é que é possível ganhar dinheiro a vender um produto tão reles (SIC). Será que o dono da tasca não se envergonha da mistela que vende? Os americanos aplicaram uma multa de 1,2 mil milhões de dolares à Toyota por vender um produto defeituoso…

      Gostar

  3. Atento permalink
    19 Março, 2014 09:30

    Li, mas não acredito!
    Não é possível!
    Por favor diga-me que isto foi no decurso de um programa humurístico.
    Caro José, surrealista é pouco.
    Isto é praeter-surrealista. Fellini ao pé disto estava num estado iniciático….

    [Para outra conversa fica o estado da nossa imprensa – toda ela, escrita incluída – que ouve isto e de forma acrítica e acéfala não desmascara estes sem vergonha.]

    Gostar

    • Atento permalink
      19 Março, 2014 09:32

      Descontem os «erritos»… tal foi o estado de arrebatação em que fiquei….

      Gostar

  4. Jeremias permalink
    19 Março, 2014 09:38

    E diz isto tudo sem se rir. O que me admira não são os desconchavos que a senhora diz, o modo como encara a economia e as finanças já é há muito conhecido. O que causa espanto é o tempo de antena que esta gente tem.

    Gostar

  5. Abre-latas permalink
    19 Março, 2014 09:39

    “A suspensão dos investimentos em Portugal tem consequências para toda a Europa”😀
    “O 25 de novembro acabou com o sonho”
    É uma artista portuguesa com certeza.

    Gostar

  6. 19 Março, 2014 09:40

    Ela é analfabeta mas sabe que a única coisa que lhes interessa é mesmo nacionalizar a banca.

    Gostar

  7. Atento permalink
    19 Março, 2014 09:45

    Bom, vocês nem sabem o estado de inquietação em que estou. Até agora apenas li as transcrições parciais que aqui estão.
    Estou mortinho por chegar ao hotel logo e ver (sem a limitação decorrente dos filtros de internet) estas verdadeiras «perles du pluie. Venues de pays. Ou il ne pleut pas.»…

    Gostar

  8. 19 Março, 2014 10:01

    A mulher compromete uma série de estereótipos antigos e “confortáveis”: ficamos a saber que não é preciso ser loura para ser burra, e que uma certa ideia de que a Barbie é de direita não passa duma completa falácia…

    Gostar

  9. LTR permalink
    19 Março, 2014 10:20

    Esta gente que comenta em roda livre não consegue atingir que um país deixado na penúria e com dívidas astronómicas, no curto prazo, só pode endividar-se mais para as pagar, caso contrário não as paga e fica ainda pior. Alias, deve ser por isso que têm tanto tempo de antena. O que a TV passa em horário são comentadores destes, telenovelas, futebol e concursos culturais tipo Big Brother.

    Gostar

  10. joaquim permalink
    19 Março, 2014 10:22

    Para mim esta miúda interessa me tem pinta .

    Gostar

  11. holonist permalink
    19 Março, 2014 10:54

    Porra … esta gente vota …

    Gostar

    • Atento permalink
      19 Março, 2014 14:02

      Esse é que é o problema. Pelo menos um dos problemas. Não sei se não se deveria voltar ao voto censitário!

      Gostar

  12. André permalink
    19 Março, 2014 11:14

    Não consegui ouvir até ao fim.

    Não sei explicar, magoa-me a alma esta personagem estar na televisão a explicar isto desta forma aos Portugueses

    Gostar

  13. ALBANO NOVAIS permalink
    19 Março, 2014 11:14

    Estamos em março e o carnaval ainda nao acabou .

    Gostar

  14. Joao Pereira permalink
    19 Março, 2014 11:15

    Comentei no 5Dias ao post da Raquel que com a suspensão da dívida o ordenado dela também seria suspenso … aparentemente a democrata Raquel preferiu não autorizar o meu comentário/observação.

    Gostar

  15. Juromenha permalink
    19 Março, 2014 11:30

    Esta tipa é a Lili Caneças da “academia”…

    Gostar

  16. Churchill permalink
    19 Março, 2014 11:36

    Desculpem lá os comentadores anteriores mas não perceberam nada.
    A Varela é muito à frente, na verdade ela é investigadora de Historia futura nos desejos húmidos da esquerda caviar.
    A historia contemporânea ela abandonou quando levou o baile do puto que fazia camisolas em plena RTP.

    Gostar

  17. 19 Março, 2014 11:46

    O pior não é a Raquel Varela, é quem lhe dá tempo de antena e acredita dos seus disparates.

    Gostar

  18. @!@ permalink
    19 Março, 2014 12:12

    Ela é boa, muito boa. Disse os disparates para ver se estamos atentos, técnica professoral, e reflectirmos no que nos impingem todos os dias Também quem consegue funcionar a 100% ás 10h41mn, que o diga o Marco Fortes. A entrevistadora até espevitou e teve que alertar para a falta de tempo. Por aqui parece que arrebitaram logo a orelha.

    Gostar

  19. Trinta e três permalink
    19 Março, 2014 12:20

    JCA:
    Embora perceba o que quer dizer, no raciocínio da da Raquel Varela a dívida em 10 anos seria de 1300 e não de 130.

    Gostar

  20. António permalink
    19 Março, 2014 13:19

    A dívida ao fim de 10 anos seria de 1300 mais os juros do que não foi pago.
    Os iluminados da crítica fácil sem raciocínio. Ou melhor, o bota abaixo dos críticos à política vigente. Os apoiantes do governo organizam-se para abater quem os critica.
    Numa sociedade onde o jornalismo livre morreu – os media são propriedade de 2 ou 3 indivíduos – todos os que se exprimem livremente são apelidados de imbecis.

    Gostar

    • Eleutério Viegas permalink
      19 Março, 2014 16:41

      A ignorância e a desonestidade pode ser livre, mas não temos que comer e calar.

      Gostar

    • 19 Março, 2014 20:06

      Você ainda não percebeu que não juntamos todos os anos mais 100% de dívida pública ao stock existente, pois não?
      Toda a gente é livre de se expressar: esse facto não invalida que se seja um calhau com olhos…
      Jornais: são safe-heavens do esquerdalho, seja qual seja a estrutura accionista.

      Gostar

    • lucklucky permalink
      19 Março, 2014 22:07

      “A dívida ao fim de 10 anos seria de 1300 mais os juros do que não foi pago.”

      Você não parece saber como é feita dívida.
      Se o valor do défice é 5% do PIB e nenhuma dívida existente foi abatida a dívida cresce 5% do PIB pois é isso que se tem de pedir emprestado.

      Para a dívida ser 1300% ao fim de 10 anos queria dizer que o défice seria de 130% ao ano. Ignorando crescimento e inflação.

      Agora diga-me lá onde raio vai buscar os 1300%.

      Gostar

  21. 19 Março, 2014 13:28

    Chamo a atenção para a correcção do lapso que a Raquel Varela fez no youtube:

    Raquel Varela
    Há 3 horas

    Estimados, há um lapso no vídeo por o tempo ser curto. A suspensão deu-se na Islândia e não na Irlanda. Já outras vezes me referi à questão da suspensão da Islândia, que deixou os credores (ingleses e holandeses) sem pagar até hoje. Cump

    Gostar

    • Churchill permalink
      19 Março, 2014 14:00

      Ah se é na Islândia está bem!
      Especialmente porque está a correr muito bem! desde logo pela desvalorização da moeda em 40%.
      As ultimas eleições e as próximas talvez ajudem a investigação da investigadora.

      Gostar

      • 19 Março, 2014 14:24

        Churchill

        Eu não disse que concordava com a Raquel Varela. Apenas achei que a correcção se justificava.

        Cumprimentos

        Gostar

    • 19 Março, 2014 14:27

      Asneira para limpar asneira. Comentário que deixei no YouTube:

      A emenda é pior que o soneto. A Islândia não deixou de pagar dívida pública nenhuma. O que a Raquel se refere é bem diferente: aos depósitos dos bancos islandeses falidos, que tiverem tratamento diferente por parte do governo islandês: garantiu os depósitos de locais, não garantiu depósitos de estrangeiros. As queixas britânicas vêm justamente do tratamento diferente dado aos seus cidadãos, e não propriamente das perdas na sequência da quebra dos bancos.

      Mas como é óbvio, nada disto tem a ver com ‘suspensão de pagamento de dívida pública’.

      Gostar

      • Kubo permalink
        19 Março, 2014 14:58

        Informação útil e correctiva que se agradece; para não nos deixarmos enrolar pelas sempre distorcidas tiradas da esquerda caviar com ares de inteligência barroca…

        Gostar

      • Atento permalink
        19 Março, 2014 15:09

        JCD é inteiramente verdade o que diz.
        Porém para esta gentalha, Islândia, Irlanda, suspensão de pagamentos, garantia de depósitos, o que é que isso interessa…
        Rigor na boca desta gente vale zero.
        Não sei se o brocado correcto será «ipor a emenda que o soneto» se «a mentida tem perna curta».

        Gostar

    • Alexandre Carvalho da Silveira permalink
      19 Março, 2014 14:52

      Não é verdade! o que aconteceu na Islândia, foi que o governo não quis assumir a divida dos bancos islandeses para com os bancos ingleses e holendeses. Isto numa primeira fase, porque quando o governo islandês viu que tinha metade da população desempregada, o que não é dificil porque eles são pouco mais de 300 mil, tinha uma recessão superior a 12%, e ninguém lhe emprestava dinheiro, teve de assumir as dividas dos bancos e o lixo tóxico inerente.
      No entanto teve uma virtude: os maiores responsáveis pelo bródio islandês foram para à prisão, ao contrário do que aconteceu por cá: o Sócrates tem uma tribuna na RTP paga pelos contribuintes, o Teixeira dos Santos está na tv do DE, e o Santos Silva está na TVI24. Os Silvas Pereiras, os Zorrinhos , os Brilhantes e tutti quanti da oligarquia socialista todos os dias poluem as tvs com a conversa do costume.

      Gostar

      • Alexandre Carvalho da Silveira permalink
        19 Março, 2014 14:54

        O meu comentário é dirigido ao comentário de António Parente das 13:28

        Gostar

      • 19 Março, 2014 18:03

        Caro Alexandre Carvalho da Silveira

        Chamei a atenção para a correcção feita pela Raquel Varela feito no youtube. Não me pronunciei se a correcção era correcta (perdoe-se o pleonasmo) ou não. Não estou a participar na discussão.

        Gostar

      • Alexandre Carvalho da Silveira permalink
        19 Março, 2014 18:27

        OK sr Parente.

        Gostar

      • neotonton permalink
        19 Março, 2014 19:39

        Não é verdade! o que aconteceu na Islândia, foi que o governo não quis assumir a divida dos bancos islandeses para com os bancos ingleses e holendeses.
        .
        Acho que esta esquencendo que para chegar a isso houve por medio diversos referendums..

        Gostar

    • Eleutério Viegas permalink
      19 Março, 2014 16:41

      Um lapso…. LOL

      Gostar

  22. 19 Março, 2014 13:48

    Perante tanta palermice e invencionice é caso para dizer “andam a torrar o nosso dinheiro a financiar a falsa ciência que estes historiadores marxistas fazem”.

    Gostar

    • Churchill permalink
      19 Março, 2014 14:04

      Ramiro
      Eu nem creio que o problema seja ser marxista, porque isso ainda admítiria alguma distorção se ela falasse na lei das sesmarias ou na descoberta do Brasil.
      Mas sendo historia contemporânea, o factos são de agora e ela deu para inventar uns e ver os outros o contrario. Em ciencia é como um engenheiro civil vir dizer que a estrutura das Torres gemeas tornava impossível a sua queda pelo embate de aviões.

      Gostar

  23. Abre-latas permalink
    19 Março, 2014 14:50

    O tempo de antena dado a pessoas como essa senhora é extraordinário.
    Já a notícia de nova ida a mercado foi dada no primeiro jornal da SIC às 13:21 logo a seguir a uma manif de uns velhinhos junto à SEg. Social, a um caso de violação numa escola, ao Mário Nogueira especialista em amianto, ao voo desaparecido e anúncio da comunicação de Cavaco esta noite por causa da data das Europeias.
    A notícia de 22 SEGUNDOS dizia: “Portugal voltou hoje aos mercados com juros mais baixos” esquecendo que a taxa a 12 meses passou de 0.75 para 0.6 e a 6 meses de 2.29 para 0.43 em relação à anterior emissão!

    Gostar

  24. 19 Março, 2014 15:05

    Antes de comentar fui ver quem era a senhora e li que era “investigadora do Instituto de História Contemporânea da Universidade Nova de Lisboa, onde coordena o Grupo de Estudos do Trabalho e dos Conflitos Sociais e investigadora do Instituto Internacional de História Social
    Temos pois que falou sobre economia.
    Embora economia, história e o cultivo da batata estejam ligados e presumindo que ela venha aqui ler os comentários quero apenas dizer-lhe que foi um mau momento.
    Todos os têm.
    De manhã e à noite.
    Não desanime e acima de tudo não emigre.
    E se emigrar não venha chorar para o facebook.
    Até porque O papel do Partido Comunista Português na revolução portuguesa. Estudo comparativo dos Partidos Comunistas Europeus é um estudo merece publicação.
    Um abraço Raquel.

    Gostar

  25. LTR permalink
    19 Março, 2014 15:58

    Estava aqui a pensar qual seria a probabilidade de Portugal ter um “governo” PS com o Tó no volante, a Raquel Varela nas Finanças e o João Galamba na economia. E o povo no lugar dos neo-pintaínhos.

    Gostar

  26. JP Ribeiro permalink
    19 Março, 2014 16:36

    “A dívida publica é um negócio privado”. Tirando as mamas que aprovo, ( e o penteado wild sexy), tudo aquilo que esta senhora diz não tem interesse nenhum. Há milhares de outros analfabetos económicos que dizem as mesmas ignorancias sem terem a visibilidade mediática desta gentil menina. Será que os jornalistas não percebem que a informação do publico é uma grave responsabilidade que deve ser assumida pela sua profissão, sob pena de não serem competentes para o cargo?

    Gostar

  27. Maria Papoila permalink
    19 Março, 2014 16:42

    Fui atrás de uma sugestão lá mais para cima:

    (http://www.theguardian.com/commentisfree/2014/mar/18/truth-money-iou-bank-of-england-austerity)

    Back in the 1930s, Henry Ford is supposed to have remarked that it was a good thing that most Americans didn’t know how banking really works, because if they did, “there’d be a revolution before tomorrow morning”.

    Last week, something remarkable happened. The Bank of England let the cat out of the bag. In a paper called “Money Creation in the Modern Economy”, co-authored by three economists from the Bank’s Monetary Analysis Directorate, they stated outright that most common assumptions of how banking works are simply wrong, and that the kind of populist, heterodox positions more ordinarily associated with groups such as Occupy Wall Street are correct. In doing so, they have effectively thrown the entire theoretical basis for austerity out of the window.

    Pois. Não é por se pôr blasfémia no nome que se deixa a voz do dono.

    Gostar

  28. Alexandre Carvalho da Silveira permalink
    19 Março, 2014 16:47

    A Raquel Varela para além de defender um projecto politico totalitário e anti-democrático para Portugal, é intelectualmente indigente, mas não tem culpa de fazer estas tristes figuras em público. Quem tem culpa é quem sabe o que ela é, e continua a convidá-la para ir à tv debitar estas e outras inanidades. António José Teixeira, responsável máximo pela informação da SIC está ao nivel da Raquel Varela. Nivel zero.

    Gostar

    • Tiro ao Alvo permalink
      19 Março, 2014 18:59

      Custa a entender como é que uma instituição de crédito prestigiada, aceitou entregar um prémio a esta senhora na qualidade de historiadora, confiando na competência de um júri, tão bem informado como ela.

      Gostar

      • Kubo permalink
        19 Março, 2014 20:37

        Porque é como as coisas funcionam infelizmente. P.e. o livro dela vai ser apresentado pelo “filósofo” Miguel Real [outro que está em todas….].

        Gostar

      • Alexandre Carvalho da Silveira permalink
        19 Março, 2014 22:23

        Tiro ao Alvo, não sei a que é que se refere, mas a liderança bancária anda pelas ruas da amargura cá na parvónia. Até há quem diga, e eu concordo, que são já não há banqueiros em Portugal. Agora são todos bancários.
        Quanto ao (baixo) nivel da informação de que ela dispõe, basta ouvir o que ela diz, não é? E como muito bem diz, o tal juri deve estar ao mesmo nivel.

        Gostar

  29. tozezito permalink
    19 Março, 2014 17:35

    Eu já não tenho pachorra para ouvir essa gaja, uma tia de Cascais a armar ao pingarelho de que é muito progressista. É uma espécie de Lili Caneças do BE.

    Gostar

    • A.R.T. permalink
      19 Março, 2014 22:55

      Alguém está interessado em promover a mediocridade. Não são apenas os comentadores deste blog que pasmam com os dislates da tal Raquel.

      Gostar

  30. JCA permalink
    19 Março, 2014 18:37

    .
    Em diagonal do 1º ao ultimo post, surgem maioritariamente citações de pessoas etc. No essencial a cobra de lingua bifida,
    .
    intencionalmente ou não, dum lado da lingua ‘a saida limpa’, do outro ‘a cautelar, e duma terceira ‘saimos do Euro e matamos e esfolamos’. Ora a lingua da cobra defende que a cobra eplo menos não emagreça e antes que morra à fome que morra primeiro o resto da bicharada comida pela cobra que nasceu lá pelos sec XV em Portugal. Ainda hoje é a mesma.
    .
    E a coisa é tão intrinsecamente enrodilhada que abatendo na Despesa Publica o poder de consumo da nomenclarura e do appartnik , os ‘merceeiros’, os ‘banqueiros’, os ‘energias’ (luz etc). os ‘telecomunicações’, os ‘importadores’, tudo dito privado faliam, ou pelo menos passavam um mau bocado muito embora sobrevivessem.
    .
    Portanto estamos entregues aos bichos quando não temps ousadia nem inovação para eliminar o ERRO de Portugal que com ou sem isto ou aquilo, nunca autorizará Portugal a ser qualquer na Peninsula, Europa ou Mundo,
    .
    colocaram-no nas mãos de estrangeiros que disso não têm qualquer culpa como também não têm por defenderem nos termos atuais de globalização os interesses deles. Aquela coisa de mandar para cá o dinheiro que se queira sabendo de antemão que mais de 90% regressa imediatamente ao remetente sob a forma de exportações, juros e não só,
    .
    e perdão está-se mesmo a ver daqui, lá reestruturação mas não nos termos tugas lá isso é capaz porqque quem é credor adia o que for preciso para diltando o tempo ir recuperando o que pode e ainda ganhar mais uns juros por fora,
    .
    ou seja a excelsa aliança ‘homem do fraque’ no caso agentes dos credores e supostos devedores que são afinal agentes dos credores, e os agentes ganham sempre o pagamento do serviço de intermediação pelo menos o comum aí em qualquer ruela ou vilarejo,
    .
    Resumindo por ora, não há qualquer ciencia de uma qualquer elite economica ou financeira, apenas o tão trivial do ‘vendedor de eletrodomesticos’, é preciso é vender e desde que o comprador assina o papel que é o devedor com dinheiro emprestado, está resolvido, o vendedor tem o dinheiro no saco e o devedor que se lixe desenrasque-se problema dele, no caso a tugalandia.
    .
    E sem eliminarmos, nós internamente, o ERRO de Portugal que vem desde meados do sec XV o tal calculo de Cavaco (sejam os erros que tenha ou não cometido anteriormente) dos tais 20 ou 30 anos é de facto extremamente bondosa, Generosissima. O cancro, o ERRO de Portugal que ven desde meados do sec XV, persistirá eternamente pela vontade de governança, gestão de danos, mais do mesmo, enquanto o pau vai e ve folgam-sE as costas, os outros que se lixem o meu embora menos não sou ruina como os que para isso politicamente sE mandam ‘dormir para baixo da ponte ou comer do caixote do lixo’ e antes eram Empregados ou Empregadores etc, o ultino a sair que feche a porta etc,
    .
    é facil de ver que uns já não vão a lado nenhum porque a ilusão para eles é a realidade e os outros também não vão a lado nenhum porque a realidade para eles ainda é uma ilusão. Mas como há quem diga que a Realidade é uma Ilusão, enquamto tal Portugal não está a fazer o caminho andando mas desandando, admito mesmo que em muitos feito sem razão intencional, emocional ou hiperativamente atrás de sonhos, fantasias e castelos de areia.
    .
    Mas tudo bem se é assim, continua assim, marcha assim. Ora bem, está feito, o ultino a sait que apague a luz. Adjetivamente suavemente com um triste ou não, não chorem sobre o leite derramado.É assim por ora que pode ser sempre.
    .

    Gostar

  31. Hawk permalink
    19 Março, 2014 19:13

    Bem, o que me parece é que a Doutora Raquel é uma grande romântica.

    Gostar

  32. MAR permalink
    19 Março, 2014 21:47

    E ninguém percebeu que logo que ela abre a boca sai um erro? Ela dá os sentimentos à família do “António” Medeiros Ferreira? O homem chamava-se José.

    Gostar

  33. 19 Março, 2014 21:57

    “Se nós produzimos 100 e temos 130 para pagar, é óbvio que não é pagável.”

    É mesmo um disparate??? Como se quem de 100 tira 130 lhe resta menos 30????

    Gostar

    • Pedro Ramalho Carlos permalink
      19 Março, 2014 23:03

      Bolota:
      1. Devo 130 no Total (stock da dívida).
      2. Produzo 100 POR ANO (PIB)
      Simplificando: se gastar 87 por ano e usar 13 para amortizar a dívida ao fim 10 anos amortizei 10×13=130. Dívida = 0 . QED

      É uma simplificação, mas percebe???

      Gostar

      • Alexandre Carvalho da Silveira permalink
        19 Março, 2014 23:24

        Olhe que não é fácil. De qualquer maneira produzir 100 e gastar 110 tem sido a prática de há muitos anos para cá, e as bolotas mais as raquéis gostavam do sistema, era o estado social e etc e tal. Mas desde 1977, o país já foi três vezes à falência, e agora, sabe-se lá porquê, descobriram que a divida qua andaram décadas a defender e a acarinhar não é pagável.
        Confuso? nã! é apenas a esquerda cata-vento, que não sabe o que é que anda cá a fazer.

        Gostar

      • 20 Março, 2014 00:18

        Então não percebo….e quando a culpa da divida não sendo minha, que não fiz divida nenhuma, sou eu que a estou a pagar( os juros) com um palmo de lingua de fora e mesmo assim a divida continua a aumentar, lodo é IMPAGAVEL.

        Como diz o inteligente do Alexandre Carvalho da Silveira, o país já foi três vezes à falência, não porque a quadilha o tenha levado a isso com os BPNs, mas sim porque o Bolota que trabalha desde que nasceu e ainda continua a trabalhar nem sabe quando deixa de o fazer tudo faça para aumentar a divida a tal divida que não fez.

        Pedro Ramalho, Dívida = 0 . QED??? Ao Gonsalves é perdoado 1 milhão, a uma criança seja ela qual for e-lhe retirado o abono de 70€.

        Se percebi??? Claro que percebi…

        Gostar

    • vitorcunha permalink*
      19 Março, 2014 23:31

      E aquelas pessoas que ganham 15.000€ por ano e compraram casas com empréstimo de 100.000€?
      Já viu?
      Devem logo à cabeça 666% do PIB, que é o número do demo, portanto, impagável.

      Gostar

      • Alexandre Carvalho da Silveira permalink
        20 Março, 2014 01:38

        Como dizia o outro: o diabo está nos detalhes…

        Gostar

  34. AAA permalink
    19 Março, 2014 23:28

    Mas que grande burra! Os meus impostos são para pagar salários a esta «investigadora»? Eu quero ir para a ilha!

    Gostar

  35. carlos permalink
    22 Março, 2014 01:30

    ena, isto é que vai aqui uma masturbação colectiva pá…

    Gostar

  36. Miguel permalink
    22 Março, 2014 12:17

    “Por aí fora. É absolutamente notável. E servem os nossos impostos para pagar salários a esta tonta…” Felizmente servem é para recapitalizar a banca.

    Gostar

  37. António permalink
    23 Março, 2014 13:59

    O meu disparate é maior que os vossos……é esta a realidade não só na notícia como nas reações…

    Gostar

Trackbacks

  1. Varelonomics | O Insurgente
  2. Raquel Varela School of Economics and Paranormal Sciences | O Insurgente
  3. Raquel Varela: uma investigadora sintomática | O Insurgente
  4. Saber não basta | O Insurgente

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers gostam disto: