Skip to content

amanhã de manhã

7 Novembro, 2015
by

«O mais difícil está feito», disse ontem António Costa a uma Ana Lourenço perfeitamente atónita, faltando agora, segundo a mesma personagem, resolver as «questões políticas», coisa fácil, como é legítimo presumir.

Ora, o que «já está feito» e que era, afinal, «o mais difícil, consiste no «programa de governo», que será o que o PS apresentou a eleições, mais umas coisinhas vindas do Bloco e do PC. Essas importantes contribuições, soube-se hoje, consistem em 70 medidas, mas fossem elas 700 que Costa as engoliria como quem toma um copo de água em jejum. Evidentemente que, do ponto de vista do PC e do Bloco, entre dizer-se que foram coniventes com a permanência da direita no poder e que lá puseram um PS obrigado a acatar medidas dos seus programas, não há hesitação. Nem se percebe qual poderia ser o prejuízo que estes dois partidos pudessem vir a ter com isto (já o PS é outra conversa…), muito menos ainda porque seria difícil que aceitassem ter medidas suas num programa de governo do PS, ainda por cima quando se tratam de medidas altamente populistas e politicamente rentáveis no curto prazo.

Quanto ao «mais fácil», é conseguir que PC e Bloco, não ficando comprometidos no governo, assegurem a tal «pax socialista» para os quatro anos da legislatura, o mesmo é dizer, passar um cheque em branco a Costa e ao PS e abdicar da sua condição de partidos de extrema-esquerda e de protesto. Isso, que está visto será facílimo, é que vai dar sossego a Costa, tranquilidade ao país e segurança aos credores. Amanhã de manhã, mesmo antes do pequeno almoço, já deve estar resolvido.

Anúncios
62 comentários leave one →
  1. Ali Kath permalink
    7 Novembro, 2015 18:29

    ‘alguém sabe nos dizer
    se levar no cu faz doer?’

    Gostar

  2. zazie permalink
    7 Novembro, 2015 18:42

    Esta cena é surreal. Então um raio de uma trampa de partido perde as eleições e agora quer fazer como se tivesse ganho e apresentar-se como governo com umas merdas comunas lá dentro.

    As pessoas votaram para isto? Esta porcaria mal-parida é que é afinal a coligação de esquerda?

    Se é, então bora a eleições de novo que acaba-se o táxi da catarina a menor.

    Liked by 1 person

    • rui a. permalink*
      7 Novembro, 2015 18:51

      Zazie, o mal desta malta é que não sabe fazer mais nada que não seja pendurar-se na política. Se a hipótese de chegar ao governo for real, então dão tudo e mais um par de botas. Vc. não viu que ontem, dos 400 inscritos na leitoada do Assis, só apareceram 150 porque o Costa ia anunciar que já havia acordo, o mesmo é dizer, tacharia para distribuir? Portugal é isto, Zazie, seja à esquerda, seja à direita, embora o Passos tenha introduzido no discurso umas nuances interessantes sobre a relação do estado com a sociedade e as pessoas. Mas foi pouco e veio tarde.

      Liked by 1 person

      • zazie permalink
        7 Novembro, 2015 19:53

        Uma grande treta, Rui. Porque o país não aguenta 4 bancarrotas e com eles é certo e sabido

        Liked by 2 people

      • Bolota permalink
        7 Novembro, 2015 21:41

        Gostar

    • LTR permalink
      7 Novembro, 2015 19:14

      Há uns anos, o eleito Santana Lopes não podia ser PM em substituição de Durão Barroso (partido com o apoio de Sampaio) porque não tinha legitimidade, dizia a malta do PS, porque não eleito para tal. Hoje a gente liga a TV e ouve aqueles senhores dizer que o povo afinal elege os deputados que garantem apoio a um governo. E como aparecem as hipóteses de governo no discurso de hoje? São duas:

      -Um governo minoritário, da direita
      -Um governo do PS sustentado por uma maioria parlamentar

      Ou seja, um governo minoritário do doutor Costa.

      Liked by 1 person

  3. comendador permalink
    7 Novembro, 2015 19:02

    São uns autênticos burlões de feira . Como não conseguiram burlar na contagem dos votos, como são useiros nas federações, fizeram esta candonguice entre eles .Nem precisam de acordo nenhum.

    Liked by 2 people

    • zazie permalink
      7 Novembro, 2015 19:55

      O acordo é mentira. Eles estão-se nas tintas para as consequências porque se isto for à falência não vão eles.

      Liked by 3 people

  4. Duarte de Aviz permalink
    7 Novembro, 2015 19:14

    O Jeronimo nao lhe vai dar um cheque para 4 anos e o contorcionista vai borregar com a desculpa de que sem governo de legislatura nao ha circo. E assim poupa-se o piano.

    Gostar

  5. Jorge permalink
    7 Novembro, 2015 19:22

    A Ana Lourenço está a fazer o papel do Balsemão, negócios oblige. Penso que não haverá milagres. O salário minino em 600€ era pra ser imediato mas agora é durante a legislatura. Infelizmente a troika estará cá em breve.

    Liked by 1 person

  6. antónio permalink
    7 Novembro, 2015 19:33

    Estou tranquilo, Cavaco Silva não irá pactuar com esta palhaçada. Não fico excitado, a seu tempo e no seu poder constitucional Cavaco Silva será o guardião da democracia. Não estou preocupado, estou seguro que Cavaco não aceitará este golpe da autoria de Costa para gestão da sua sinuosa carreira politica. Portugal sobreviverá a esta golpada socialista-comunista personalizada num descendente de um Goês.

    Gostar

  7. 7 Novembro, 2015 19:36

    Tanta gente a preocupar-se com os interesses dos credores! Mais papistas que o Papa! Os credores estão tranquilos, até que nem acharam muita piada à traquinices desnecessárias do PaF…

    Aposto que se o autor deste post tivesse 1.000.000 € em títulos da dívida portuguesa dedicava-se com mais descontracção a outras tarefas lúdicas, enquanto esfregava as mãos com a perspetiva dos juros chorudos que ia receber…

    Gostar

  8. José Coimbra permalink
    7 Novembro, 2015 22:06

    Por mim chega. Ou os administradores limpam o fdp do bolota daqui ou limpo este bolg do computador.

    Liked by 1 person

  9. procópio permalink
    7 Novembro, 2015 22:56

    José Coimbra, o bolota é preciso no blog.
    Até diverte e revela o que vai dentro daquelas cabecinhas.
    Vai ser bom ver como ele reage aos acontecimentos que nos esperam.
    Já deve estar a elencar as desculpas para o desenlace.
    O mundo é para todos por mais desestruturados que apareçam.
    Sejam todos benvindos.
    Mais os coxos, os vesgos, os albinos, os ladinos, os amigos dos amigos dos amigos deles, os corcundas, os leprosos ideológicos, os barrigudos, os ignorantes e os cornudos.
    São essas gentes que nos podem acordar do sono letárgico da bovinidade.
    Tenha paciência José Coimbra, respire fundo, e ria-se à vontade.
    Em breve terá razões para se partir de riso.

    Gostar

  10. Carlos Dias permalink
    7 Novembro, 2015 23:02

    Calma aí, já reconquistamos dois feriados, um civil e outro religioso.
    A esquerda sempre serve para alguma coisa.
    Haverá um programa do PS que defenderá os pobres contra os ricos e desenvolverá o país como dizia o monhé.
    Só para elucidar o pató já se preparam greves de 10 dias nos portos em solidariedade com uma merda qualquer.
    Preparem-se que os comunistas não precisam de papéis assinados.
    Nem nunca precisaram.

    Gostar

  11. procópio permalink
    7 Novembro, 2015 23:23

    Os comunas são boas pessoas, no fundo, mesmo no fundo.
    Nós é que não os conhecemos bem.
    Nunca tivemos a sorte de ser liderados por eles.
    Agora parece que vamos ter em parte.
    Agradeceremos ao costa.
    É só esperar para ver.

    Liked by 1 person

  12. 7 Novembro, 2015 23:46

    Deixem falar o “Bolotra” – os abrantes são úteis e há quem não goste de censuras.

    Gostar

  13. 8 Novembro, 2015 00:02

    70 medidas

    a) são um novo “programa” de governo que ninguém votou nas urnas!

    b) que custarão mais 2,8 mil milhões € que o programa que o PS levou às urnas!

    c) para subir as despesas e baixar os impostos, não há poupança alguma!

    d) que têm e devem ser referendadas pelo povo e não pelo Parlamento!

    Liked by 1 person

    • Bolota permalink
      8 Novembro, 2015 00:05

      Qua foi o programa da quadrilha que votaste nas urnas??? A remessa que aprovaram ontem nem sabiam que ia acontecer.

      Gostar

    • anonimo permalink
      8 Novembro, 2015 00:24

      E Teodora Cardoso, perigosa neoliberal, tinha avisado que era necessario cortar 1,5 mil milhões em 2016 em relação a 2015…
      Vai ser giro…

      Gostar

  14. Bolota permalink
    8 Novembro, 2015 00:02

    Fernando Oliveira Martins

    O ar superior com que dizes isso…deve ter a ver com a boina.

    Gostar

  15. Diogo Câmara permalink
    8 Novembro, 2015 01:17

    O Parodiante de Lisboa afinal vai ser Primeiro-Ministro. O resto é paisagem.

    Gostar

  16. Diogo Câmara permalink
    8 Novembro, 2015 05:23

    O Diogo (eu) está impedido de comentar neste blogue «liberal». E o saudita é que recebe o prémio 🙂

    Gostar

  17. Tiradentes permalink
    8 Novembro, 2015 08:17

    Portugal recebeu 9 milhões de euros por dia durante 25 anos. Atendendo que os Quadros Comunitários de Apoio I e II foram os mais pequenos (5 mil e 9 mil milhões de euros) o grosso deles em montantes veio nos Quadros Comunitários de Apoio III e IV ( 15 e 20 mil milhões de euros).
    Dessas ajudas a fundo perdido para o desenvolvimento para ajudar a financiar o que os países menos desenvolvidos precisavam para se desenvolver mais de 60% foi da Alemanha.
    Quer dizer que os alemães andaram 25 anos a dar-nos 6 milhões de euros por dia. Literalmente DAR a fundo perdido.
    Depois atendendo às datas em que vigoraram os tais Quadros Comunitários de apoio e ao grosso das suas verbas podemos fazer o cruzamento com os nossos governos e veremos que o grosso desses montantes ( no III e IV QCA) foram geridos durante os governos em que a esquerda ( o PS) era governo.
    Nada de novo portanto. O socialismo nas suas diversas formas existe enquanto há dinheiro dos outros e nas suas diversas formas atira o dinheiro pela janela fora.
    No final os ditos socialistas acabam a culpar quem lhes deu o dinheiro, neste caso sobretudo os alemães. Cospem no prato que lhes deu de comer.
    Também não é novidade. Faz parte da dialéctica materialista, em que a memória, os números concretos e as responsabilidades (culpas) são sempre dos outros.
    A acrescer a isto durante estes 25 anos foi a esquerda na “pessoa” do PS que MAIS, MUITO MAIS, (os outros “fássistas” também) criou a dívida externa pública, endividando-se com o grande capital financeiro (por isso é que o Ricardo Salgado despachava com o menino de oiro), com a agravante de uma parte significativa dela ser “surripiada”, escondida das contas públicas (PPPs empresas públicas) passando de menos de 40% do PIB para os tais propagandeados 100% ou quase, com uma boa parte delas na gaveta.
    E mais uma vez……a culpa é foi e será dos “fássistas neoliberais de direita”
    Mais uma vez nada de novo na praxis do materialismo dialéctico.
    Este exemplo faz lembrar o exemplo político do chumbo do PEC IV. A esquerda (PS+BE+PCP) detinha no Parlamento 128 deputados portanto maioria absoluta mais que suficiente para o fazer passar. Quem foi o culpado do PEC IV ter sido chumbado?
    Nada de novo….foram os “fássistas neoliberais do passolas da damaia” que SÓ eram minoria no parlamento de esquerda.
    Não não é ignorância ou burrice. É intencional porque as virtudes de que se julgam imbuídos superam qualquer realidade e lhes dá a força moral de a negarem e como na Inquisição culparem os não crentes.

    Liked by 1 person

    • Tiro ao Alvo permalink
      8 Novembro, 2015 10:35

      Tem razão.
      Quanto à vinda de montes de euros da UE, convém desfazer a conversa repetida das esquerdas (que muita gente engoliu), como sendo os governos de Cavaco aqueles que mais beneficiaram da nossa entrada na UE, quando a esmagadora maioria desse dinheiro chegou a Portugal aconteceu no tempo dos governos seguintes, da responsabilidade do PS. É certo que foi no tempo do Cavaco que mais se viu o resultado dessas ajudas – quando ele chegou ao governo a auto-estrada do norte ainda não tinha chegado ao Porto… -, mas, a verdade, é que as montanhas de dinheiro esbanjado foram-no pela mão dos governos socialistas. Quem quiser tem muito sítios, isentos, onde se pode informar.

      Liked by 1 person

    • Bolota permalink
      8 Novembro, 2015 11:46

      ” A esquerda (PS+BE+PCP) detinha no Parlamento 128 deputados portanto maioria absoluta mais que suficiente para o fazer passar. Quem foi o culpado do PEC IV ter sido chumbado?”

      Tiradentes,

      O culpado??? O culpado foi o Benfica

      Esqueceste-te foi de um pormenor, não esqueceste vamos fazer de conta…mesmo que o BE e o PCP votassem contra e o PuF( PSD e CDS) votassem a favor o PEC IV passava. Estás a ver como o culpado é o Benfica??? Isto sem falar da famigerada carta que o chefe da quadrilha escreveu a pedir a presença da TROIKA.

      Gostar

      • Tiradentes permalink
        8 Novembro, 2015 14:36

        Ó palhaço em forma de comida para porcos. Já lhe tinha pedido para não se me dirigir tendo eu prometido que não me dirigia a si.
        Para si só um “vá à merda” bem sonoro só uma vez que sei que nem isso compreende.

        Gostar

      • Tiradentes permalink
        8 Novembro, 2015 15:01

        Vc é tão estúpido que julga que que os outros são mais que vc. Afinal o PEC IV passava ou não passava com a frente unida de esquerda ó calhordas? Mesmo que o passolas e o paulinho das feiras não quisessem.
        Se imputam a culpa a estes dois porque votaram contra essa é que é a discussão.
        O parlamento tinha uma maioria de esquerda no tempo do iluminado socialista socrático, 128 e se o passolas e o paulinho disseram que iam votar contra era dever “comuno-esquerdista-patriotico” votarem a favor e não dar por isso depois a vitória em eleições a eles.Assim que obrigou a chamar a troika não foi o passolas nem o paulinho pois os votos somados destes jamais chegariam para reprovar o dito PEC
        Não é o que estão a fazer agora? a frente de esquerda?
        Dedique-se à bola que mesmo assim vc não vai perceber as regras. Até elas são demais para sua camionete de areia.

        Liked by 1 person

      • Bolota permalink
        8 Novembro, 2015 17:01

        Acho que ainda não reparaste, quero que tenhas muitos meninos pelo olho do cu.

        Gostar

      • Tiradentes permalink
        8 Novembro, 2015 18:09

        Lá porque nasceste assim só um merdas como tu pode desejar outros iguais.
        Vais ficar sozinho.

        Gostar

      • Bolota permalink
        8 Novembro, 2015 19:23

        Assunção Cristas protegeu pesticidas que estão a matar as abelhas na Europa

        O colapso das populações de abelhas na Europa nos últimos anos está associado à utilização de três pesticidas produzidos pela Bayer e Syngenta. A proposta de suspender a sua utilização foi aprovada esta semana, mas o Governo português alinhou com os argumentos da indústria agroquímica e votou contra a proteção das abelhas.

        Gostar

  18. Juromenha permalink
    8 Novembro, 2015 10:11

    Um atestado de menoridade a todo um povo.
    Que o merece, pelos vistos : basta ver a ruminante indiferença com que aceitou a nomeação de um bandalho como o ferro para presidente da ar.
    A confirmação , se necessário fosse, de que aquilo se transformou num bar de alterne ( modernidade “oblige” : no meu tempo era casa de putas , pardon my french…).

    Liked by 1 person

    • Licas permalink
      8 Novembro, 2015 11:09

      Quanto a atestados de minoridade de um povo temos um caso-limite. V. Putin (ex-KGB) – D. Medvedev. A dupla de palhaços que alternando-se: agora entras tu para Presidente da União, agora entro eu, estão no poleiro desde Dez 1999.
      O Sol-na-Terra no dizer de Cunhal agora limitado a__________Luminárias.
      (ridiculamete patético).

      Gostar

      • Bolota permalink
        8 Novembro, 2015 11:47

        Não trates essa marmita e depois queixa-te . Mas pareces o Zé Milhazes que sendo comuna desde pequeno, deixou de ser quando arrumou a vidinha á pala dos comunas

        Gostar

  19. anti-comuna permalink
    8 Novembro, 2015 11:06

    Portugal:

    Gostar

    • anti-comuna permalink
      8 Novembro, 2015 11:13

      E começa a ser a altura de voltar a reintroduzir este tema em Portugal:

      http://tinyurl.com/ns8sbwn

      Mas mais alargada a área secessionista. De acordo com os próprios resultados eleitorais:

      Excepto… Lisboa.

      O parasitismo de Lisboa e arredores está de novo ao assalto do poder centralista. E, portanto, é altura de dividir o país e acabar com esta pouca-vergonha comunista.

      Gostar

      • anti-comuna permalink
        8 Novembro, 2015 11:56

        Está na altura de reler e divulgar a obra mais conhecida de Orlando Ribeiro:

        http://tinyurl.com/ohxhxal

        E este seu famoso mapa:

        Está na altura de dividir o país. Portugal não tem razão de ser e existem duas importantes dicotomias sociológicas e culturais, inconciliáveis e até antagónicas. O “anticomunismo” a Norte da Serra dos Candeeiros e o comunismo a sul, em terras planas, quentes e desprovidas de vegetação verdejante, típica de terras abundantes em água e precipitação.

        Está na altura de acabar com esta “unidade” artificial, que nunca foi mesmo consgeuida, de baixo para cima. Basta consultar os resultados eleitorais, eleição após eleição. Há dois “Portugais”. O decorrente do antigo Reino Suevo e o da Mouraria, que abraçou a islamização de braços abertos, como já antes tinha abraçado o poder Romano para erradicar as populações a Norte.

        Está na altura da Independência do Centro e Norte de Portugal.

        Gostar

    • Bolota permalink
      8 Novembro, 2015 11:51

      Sabes quem são os bombistas??? O Paf e Cavaco que passados 45 dias nem fodem nem saiem de cima.

      Gostar

      • anti-comuna permalink
        8 Novembro, 2015 11:59

        Bolota, “sabes”? Eu nunca comi bolotas nem sou escurinho com focinho de porco.

        Lave a boquinha e deixe-se de liberdades que eu nunca lhe concedi. Limite-se à sua existência insignificante e comece a respeitar os outros antes de lhes pretender dirigir a palavra.

        Vc. não passa de um merdas mal-criado. Ignore-me, por favor.

        Gostar

      • Bolota permalink
        8 Novembro, 2015 17:04

        Isto tá lindo, mais parece uma courela de madalenas virgens.

        Gostar

  20. Manuel permalink
    8 Novembro, 2015 11:58

    A iliteracia da nossa comunicação social é deprimente. Como é possível darem notícias de 51 medidas do governo PS, em que todas são aumento de despesa e quebra de receita! Mas ninguém se interroga donde vem o dinheiro? Será de algum amigo com conta na Suiça? O PàF nem reage, tal a azia e a desorientação. Voltam os tempos da 1ª República, dessa vez tiverem de ir buscar um professor a Coimbra. Nada disto tem consistência, com os níveis de dívida pública e privada, cumprindo o tratado orçamental, no euro e sem reestruturação de dívida as 51 medidas são impossíveis. Mas está tudo ganzado?

    Liked by 1 person

    • 8 Novembro, 2015 20:22

      O novo acordo à Esquerda vai custar “apenas” 2,8 MIL MILHÕES € A MAIS que o programa do PS que foi levado às eleições.

      O novo acordo à Esquerda AINDA NÃO foi votado pelo POVO!

      Liked by 1 person

  21. Licas permalink
    8 Novembro, 2015 13:00

    Querem uma semelhança para Portugal do que se está passando
    na “União Soviética” Medvedev, Putin)
    ___________Uma compadrice
    ___________Baltazar Rebelo de Sousa e António Rosa Casaco
    ___________(Doutor + PIDE)

    Gostar

    • anti-comuna permalink
      8 Novembro, 2015 13:08

      É o novo PREC.

      Basta consultar alguns textos na imprensa estrangeira para se perceber naquilo que Portugal se está a transformar. E bastantes Portugueses estão com o famoso “sindroma de Estocolmo”, vítimas, reféns e passivos perante os seus algozes.

      Mas basta ler o que se escreve pelo mundo fora sobre o novo PREC:

      “Portugal’s communists, radicals go from fringe to heart of power after eurozone debt crisis”

      in http://tinyurl.com/n9vv73h

      Estamos a assitir ao fim de Portugal. E está na hora de decidir. De fazer esolhas dificeis. E criar um novo país “atlântico” no actual território Português. Um país que defende a NATO, apesar dos seus defeitos; um país que defende a liberdade económica, política e social; um novo país em que impede o comunismo de dominar tudo e todos, para beneficiar o parasitismo a sul do país.

      É agora. Está na hora de reescrever a História e mandar às malvas esses comunas. Como diriam eles há cerca de 40 anos: “a economia a quem a trabalha”. Não a quem a parasita.

      http://vignette2.wikia.nocookie.net/nation/images/0/02/Poster_Anti-communism_LD.png/revision/latest?cb=20100513101100

      Viver sob o jugo comunista após a queda do Muro de Berlim e tudo aquilo que isso representou para a Humanidade?

      Liked by 1 person

      • anti-comuna permalink
        8 Novembro, 2015 13:34

        A “nova troika” está bem descrita num artigo de um jornal influente mundial:

        “Communists ready to assume power in Portugal and topple conservative government

        Anti-euro Communist party say ‘conditions are in place’ to form historic triple Left coalition and bring down centre-right”

        in http://tinyurl.com/qh5eomd

        Qualquer pessoa com dois dedos de testa sabe ao que vêm os comunas. O próprio PCP não nega que pretende acabar com a UE, com a NATO, com o Euro e é a favor de um isolacionismo Português ou aliado a países e regimes como a Koreia do Norte, Cuba ou até mesmo a Venezuela.

        O próprio PCP não o esconde. O BE é um outro tipo de comunismo. O trotkista, um dissidente dos sovietes russos, que foi assassinado pelo próprio Estaline. Também defendem o fim do euro, da NATO e uma recomposição da UE, mais comunista. Por isso o seu fogoso entusiasmo com o Syriza, pré-austeridade.

        Em todo o mundo se começam a referir como uma espécie de nova Albánia. E em Portugal estão à espera de quê? Que eles voltem a nacionalizar os bancos, os grandes grupos industriais e persigam os milionários que não aceitem viver sob a pata do Estado?

        É ver parte das medidas aprovadas pelos seus acordos com o Azelha Derrotado. Perseguição do investidor, do investimento e mais carga fiscal sobre aqueles quem eles consideram ricos. Isto num país em que o seu IRS já é dos mais pesados de toda a Europa, para quem tem um salário mais elevado. Para agravar ainda mais o problema, querem taxar ainda mais as “fortunas”, em especial através de impostos sucessórios, que levará a uma fuga maciça de capitais. Capitais esses que são precisos como pão para a boca, para aumentar a produtividade e o nível de vida dos cidadãos.

        Não satisfeitos com este inicio do assalto ao poder, que será faseado (o próprio PCP admite-o, já que a cada quatro anos exigirá mais e mais do PS), querem alterar de tal forma o salário minimo, sem a consequente subida na produtividade da economia, que na prática é condenar o país a um desemprego estrutural enorme e, mais uma vez, a fugas de capitais. E não apenas financeiras mas e sobretudo do capital humano.

        Em 1974/5 o maior erro, para além das famosas nacionalizações, foi a perseguição às elites empresariais que sabiam gerir recursos e empresas, que fugindo de Portugal, levaram com elas um capital humano acumulado que deixou de exisitir. E com importantes custos a nível de produtividade e formação de um novo tecido produtivo. Que teve ser reconstruído, quase do nada.

        Com estas medidas anunciadas, não apenas os capitais fugirão como também os recursos humanos mais dinâmicos. Não apenas provocará uma queda no investimento como o know-how para gerir uma economia moderan sofrerá um nova sangria. Tipo Venezuela, que com a implantação do actual regime, mais que a carestia de capitais, provocou uma necessidade de saber gerir o tecido produtivo. E isso resultou numa economia em colapso, em que falta comida e até papel higiénico nas prateleiras das mercearias e supermercados.

        É isto que se está a transformar Portugal?

        Um novo tipo de comunismo, semelhante à venezuela?

        Está na altura de dividir o país e deixar os comunismo gerir o actual sul de Portugal. Mas não permitir que o comunismo se implante a norte, onde se produz a riqueza em Portugal.

        Querem mesmo o comunismo em Portugal? Em todo o Portugal? Se o querem aceitem este novo governo neocomunista e seus lambe-botas na imprensa controlada a partir de Lisboa. Se não o querem, comecem a pensar em criar um novo país, atlântico, pró-NATO e pró-capitalista a norte de Lisboa.

        Ou vão manter-se prisioneiros e a sofrer do sindroma de Estocolmo? O mundo está de olhos postos em Portugal. E estão a ver o comunismo a ser implantado em Portugal. Só não vê quem está refém e a sofrer do sindroma de Estocolmo.

        Liked by 1 person

  22. Licas permalink
    8 Novembro, 2015 14:45

    Seria perigoso se tivesse quórum suficiente essa de dividir a Nação em duas separadas pelo rio Tejo: Confio plenamente no patriotismo das gentes do norte para não ficar preocupado pela invectivas/provocações de um dos Blasfemos.
    Cá no sul não existe gente defendendo idéias de secessão: é exclusivamente tara de uns poucos do Norte.
    Oitocentos e tal anos é muita bagagem para ser deitada à estrada por uns tantos.

    Gostar

    • anti-comuna permalink
      8 Novembro, 2015 15:19

      “Cá no sul não existe gente defendendo idéias de secessão: é exclusivamente tara de uns poucos do Norte.”

      No sul vivem do resto do país e não querem separar-se do hospedeiro. 😉

      Com o tempo no sul terão que escolher entre emigrar ou mater-se a viver sob o comunismo empobrecedor.

      No sul nunca houve uma mentalidade de criação de riqueza como a norte e, é natural, prefiram viver do que tiram aos do norte. Não há novidade nenhuma. Quem no sul não concorda com os seus conterrâneos pode emigrar para norte. E fazem-no muito bem. Eu fugia de Lisboa se me visse rodeado de comunas. lol

      Gostar

      • Licas permalink
        8 Novembro, 2015 15:38

        Pois . . .Como dizia a irmão do Solnado, que gostava de dizer coisas.

        Gostar

  23. Licas permalink
    8 Novembro, 2015 15:42

    a irmã_________________

    Gostar

  24. Gasel permalink
    8 Novembro, 2015 16:47

    A treta toda é que o que está, até agora, em cima da mesa é a troca de um governo minoritário da coligação que ganhou as eleições, por outro governo minoritário do partido que perdeu as eleições, com o apoio(?) envergonhado de 3 partidos (que NUNCA apoiaram qq solução governativa) …

    Liked by 1 person

    • 8 Novembro, 2015 20:39

      Gasel: e com um “programa” de Governo que foi cozinhado entre si e que nunca foi sufragado pelo POVO!
      Lá se foi a Democracia pelo cano de esgoto!

      Liked by 1 person

  25. PiErre permalink
    8 Novembro, 2015 18:17

    Tenho a impressão que tudo isto terá de ser resolvido a partir de Rio Maior, lembram-se? As mocas estão guardadas para o que der e vier.

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: