Skip to content

O meu contributo para a resolução do roubo das armas

1 Julho, 2017

Pelas seis da tarde de quarta-feira a vedação dos paióis de Tancos foi cortada e deu-se a “intrusão” militarmente falando. Os “intrusos” entraram na zona militar e andaram entre 400 e 600 metros até ao paiol. Aí acondicionaram 120 granadas ofensivas, 1.500 munições, 44 lança-granadas e quatro engenhos explosivos “prontos a detonar” e umas outras coisas que por ali estavam a jeito. Devidamente abastecidos os intrusos saíram, terão atravessado a “zona militar” e voltado à vedação onde se supõe que tinham um veículo motorizado, puxado a tracção animal (ai se o PAN sabe), bicicleta ou quiçá patins.
No meio de tudo isto uma questão se coloca: os intrusos levaram as armas do paiol até à vedação como? Aqui deixo as minhas sugestões:

index

Terá sido num carrinho de bebé?

como-escolher-o-carrinho-de-bebe-la-vem-bebe-3

120 granadas ofensivas cabem aqui, não?

carrinho-de-feira-compras-cod3008-r2806-pc_mlb-f-3813084945_022013

Devidamente arrumados 44 lança-granadas vão bem aconchegados nestes carros super-giros

231_12110104_1f839_111fe5af48005056b71942

Este não é para transportar nada. é para fazer de conta que são trabalhadores das obras

balenciaga

Isto é assim já que se faz um roubo rouba-se com estilo: leva-se o saco azul Balenciaga que custa uma fortuna mas é Balenciaga

saco ikea

O da Ikea é igual e é bem mais barato mas também com o apuro das granadas foguete anticarro uma pessoa pode deixar-se de contas de merceeiro

barbie

Por via das questões de género…

louis-vuitton-horizon-50-canvas-monogram-viagem--M23209_PM2_Front view

E por fim na versão original ou em imitação aqui está algo que não pode ter faltado em Tancos

Anúncios
13 comentários leave one →
  1. JP Ribeiro permalink
    1 Julho, 2017 10:58

    Pronto! Saíram numa viatura oficial mas a PJ militar não vai poder saber qual. Quando houver um ataque terrorista o Ministro da Defesa vira chorar para a TV dizendo ser a maior tragédia da sua vida. Entretanto o novo governo de unidade nacional do PCPS(Be) terá ganho as eleições com uma maioria venezuelana. Afinal o Pangloss é que tinha razão.

    Gostar

  2. Procópio permalink
    1 Julho, 2017 11:07

    Qualquer das formas de transporte aparenta elegância qb.
    Agora é só esperar que o pacheco pereira explique como é que o ppc pode estar por detrás.
    Mesmo que lá fora se incomodem, isto é um país muito livre e independente.
    Ainda ontem perto de uma catedral, vi circular pelas ruas mulheres vendadas, vestidas de preto, só os olhos se lobrigam. Bendito multiculturalismo que nos vai salvar a alma.
    Isto é um sítio onde quase todos roubam, tudo se rouba, milhões, fotocópias a saltar por entre os inocentes, Panama tão perto, porque não armas de guerra?
    Só ouço pessoas mal intencionadas. Quanta intolerância!
    Com a geringonça o progresso pode atingir formas originais.

    Gostar

  3. carlos alberto ilharco permalink
    1 Julho, 2017 11:26

    Tiveram horas e horas de descanso.
    Até as podem ter levado às costas, possivelmente até levaram alguns calendários de mulheres nuas que costumam enfeitar as casernas militares.
    O Ministro da Defesa que foi escolhido por ser um brilhante cronista do Jornal de Notícias, está a trabalhar no assunto 25 por 25 horas diárias e breve vai apresentar resultados.
    Coitados dos soldados que supostamente estariam de guarda.

    Gostar

  4. 1 Julho, 2017 12:25

    Porque os drones estão na berra, militares vigilantes (ao longe) dos paióis, acharam piada à quantidade das maquinetas voadoras a pousar e a levantarem N vezes junto das fortificações. Foi uma exibição “bem gira ! Ó pá, os gajos são o máximo a operar os drones !” — dentro da vedação, não se sabe por quem.

    Gostar

  5. 1 Julho, 2017 13:00

    Chiu, que o sr presidente está em profunda meditação a analisar o filme dos acontecimentos que o governo lhe fez chegar. O titulo do dito documento é ” níveis de popularidade do primeiro ministro + presidente “.

    Liked by 1 person

  6. Carneiro permalink
    1 Julho, 2017 14:24

    Não devia falar destas coisas neste momento. Devia respeitar. Está a aproveitar-se de uma tragédia só para fazer jornalismo.

    Liked by 1 person

    • Gabriel Orfao Goncalves permalink
      1 Julho, 2017 20:34

      Respeitar o quê? Quem? O Ministro da Defesa? O Chefe de Estado-Maior do Exército? O Comandante responsável?
      O quê ou quem, caramba??? Diga quem é que merece respeito!
      Paióis guardados por rondas? Rondas?

      Gostar

  7. Alexandre permalink
    1 Julho, 2017 20:00

    Trabalho infantil praticado por alguém que terá competências no curso de jornalismo, tirado em alguma universidade privada deste país. Só assim se explicará a miséria de trabalho apresentado neste blog.

    Gostar

    • Gabriel Orfao Goncalves permalink
      1 Julho, 2017 20:42

      Miséria de trabalho é a guarda que se fez aos paióis em Tancos.
      Só há uma situação em que um soldado guarda um paiol e tem justificação para um acontecimento como este: ou foi morto ou foi gravamente ferido.
      Não há outra justificação possível.
      Perguntem a qualquer pessoa que tenha estado no Ultramar.
      Quanto ao Comandante da Unidade que autorizou/mandou que a guarda dos paióis se fizesse por rondas – se é verdade que era assim – só tem que dignamente pedir publicamente desculpas a todo um País e sair da vida militar.
      Mas como o tacho é bom, vai continuar lá.

      Liked by 1 person

  8. Gabriel Orfao Goncalves permalink
    1 Julho, 2017 20:49

    Já alguém imaginou a ponte de comando de um navio ser abandonada por um momento sequer, não ficando lá ninguém?

    Vocês têm ideia de quanto nos vai custar esta brincadeira? Têm ideia da quantidade de instalações, militares e civis, que neste momento já estão com segurança reforçada só porque um incompetentíssimo achou boa ideia fazer a segurança aos paióis da forma como foi feita?

    E depois têm louvores na caderneta que nunca mais acabam!

    Gostar

  9. Gabriel Orfao Goncalves permalink
    1 Julho, 2017 21:01

    A embaixada dos EUA, aqui em Lisboa, é guardada por homens com automáticas há anos.
    A de Israel, tenho a certeza, neste momento também já o é. Mas é que é de certeza. Mas hei-de passar por lá em breve só para confirmar.

    E os paióis, guardam-se como? Com… rondas!

    Gostar

  10. Gabriel Orfao Goncalves permalink
    1 Julho, 2017 21:27

    Os paióis do Exército são menos bem guardados que uma caixa registadora de um hipermercado.
    E teve que ser o CEME a exonerar os Srs. Comandantes. Por eles ainda estavam no cargo!

    Gostar

    • carlos alberto ilharco permalink
      1 Julho, 2017 21:32

      O senhor CEME exonerou-os, o que aliás não lhes faz qualquer mossa, para cobardemente não apresentar a sua demissão.
      Isso é que teria sido uma atitude militar, mas como ele só simbolicamente o é, está certo.

      Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: