Saltar para o conteúdo

A Roubalheira das Ratazanas

11 Dezembro, 2017

ratos sem saida3

E não é que rebenta mais um escândalo com roubalheira descarada, desta vez  na Associação de Solidariedade Social Raríssimas? Não entendo como podem ficar surpreendidos com esta “descoberta”. A mim o que realmente me surpreende e deixa completamente atónita é  a passividade do Estado na sua função fiscalizadora não só a estas Instituições como a TUDO em que ele está metido com entrega de fundos. Juro que não entendo ou melhor, se calhar até entendo muito bem o porquê…

Não faz de todo sentido que um Estado que persegue o contribuinte e até o penhora por meia dúzia de euros – ou cêntimos – , que não lhe perdoa 1 euro mesmo que esteja justificado por pobreza, desemprego ou falência sem dolo, que deixe correr a actividade das Instituições que financia, livres como passarinhos, sem as incomodar com auditorias surpresa para fiscalizar e assegurar assim a boa aplicação desses subsídios e donativos. Algo de muito errado se passa aqui.

E a prova está à vista de todos: não era só a Presidente da Raríssimas que usufruía desta gestão generosa. Também havia senhoras deputadas, senhores ministros e secretários de estado da saúde… Ora, como poderiam estas almas denunciar se estavam a beneficiar do banquete? Esta é a triste realidade.

Por isso a senhora Presidente da Raríssimas não se preocupava em esconder que levava 3000€ de salário a que juntava 1300€ de ajudas de custo isentas mais 1500€ de viagens de casa para o trabalho, um PPR de 800€, ainda um leasing de um BMW topo de gama de 900€, despesas em vestidos de 200€, gambas por 230 e tantas outras. Ou seja, tudo extra -salário pago com o subsídio do Estado e donativos entregues à Associação! Muito bem. Não fosse a denúncia destes bravos tesoureiros que não quiseram compactuar com esta gestão ilícita e a senhora Presidente iria continuar tranquilamente a enriquecer à conta da solidariedade. 

Não estou a dizer que a culpa é dela. Não é. A oportunidade faz o ladrão. E o Estado ajuda ladrões porque ele próprio o é. É a cultura da roubalheira descarada avalizada pelo Estado que dura desde o 25 Abril de 74. Porque o Estado quando quer sabe ser implacável com aquilo que lhe devem. Experimentem caros cidadãos anónimos atrasar ou deixar de pagar impostos que logo verão comprovada esta teoria.

Só assim se entende como Vieira da Silva ignorou todas as cartas do ex-tesoureiro Jorge Nunes. A primeira em 9 Agosto a pedir inspecção profunda àquela Instituição; a segunda em 15 Setembro onde volta a pedir intervenção da Segurança Social; em 21 Setembro mais um pedido urgente de fiscalização. Tudo sem resposta. Até a TVI denunciar o caso em reportagem…

Não faltaram reacções  que já conhecemos aquando Predrógão, Tancos e Incêndios de Outubro do estilo ” Governo vai avaliar situação e agir em conformidade” ou ” Marcelo quer apuramento dos factos” blá blá blá. Tudo a “encher pneus” para entreter enquanto se pensa num spin que possa distrair a malta deste escândalo. Mas a verdade é que se não for o Ministério Público a tratar deste assunto rapidamente, a máquina do sistema conseguirá abafar o caso enquanto se desmarca e desresponsabiliza esta gente sem escrúpulos que deveria conhecer a porta da rua para depois sentar no banco dos réus.

Mas nós comuns cidadãos já sabemos o que a casa gasta: 85% dos crimes de colarinho branco por cá são arquivados. Vai-se lá saber porquê, não é?

Obviamente que o caso Raríssimas não é único no país. Mas também não representa a realidade total. Há de facto muitas Instituições bem geridas e que desempenham suas funções com transparência e responsabilidade. E precisamente porque fazem falta e são extremamente úteis no seu papel social, que deve em nome da boa reputação dessas, haver um Estado que cumpra sua função fiscalizadora para que estas ratazanas e outras, não contaminem um trabalho que muitos executam com seriedade.

Ora, o problema é quando o próprio Estado estimula a roubalheira descarada protagonizando-a a toda a hora. Sem a limpeza  desse tipo de gente no Parlamento, a “ratazanagem” continuará e jamais conseguiremos uma sociedade séria que respeite o erário público. 

É por aí que devemos começar.

 

 

Anúncios
63 comentários leave one →
  1. LTR permalink
    11 Dezembro, 2017 12:07

    Este “Estado” chama-se “legislador”, ou seja, deputados, ou deputados escondidos atrás de encomendas de leis a escritórios. O caso de denegação pelo ministério é o habitual em todo o lado. Tem sorte o senhor ministro, porque se o apelido fosse Relvas, já o estavam a massacrar há 24 em todos os canais de televisão, com o canal vermelho a inventar painéis de analistas politicos para todos os horários. Só que o homem é de foice e de martelo, e como tal…

    Liked by 2 people

  2. LTR permalink
    11 Dezembro, 2017 12:10

    Por alto, quantos milhões é que poder local investirá em música popular no verão e principalmente com a aproximação das eleições em proveito de quem está?

    Liked by 1 person

  3. Manuel Assis Teixeira permalink
    11 Dezembro, 2017 13:48

    Cristina: mais um excelente texto. Parabens! A grande verdade é que o nosso país é roubado há decadas! Desde os Salgados, Zeinais os Granadeiros, e seus peões de brega como o Sócrates e outros, tudo em larga escala ate estes pequenos catões de meia tigela que fazem tudo para emitar as sinecuras dos grandes! Toda esta gente tem depauperado e exaurido o nosso país e levaram-no à falência! É muita gente, muita mesmo daí os nossos monstruosos défices para sustentar os compadrios! O estado não fiscaliza? Claro que não! O estado são eles. É o Senhor consultor que se amesenda com 3.000€ mensais e depois vai para secretario de estado é a senhora deputada que vai viajar, é o Sr Ministro, o competentissimo Sr Ministro que recebe denuncias e nada faz.( será por causa da esposa…??) É um escandaloso fartar vilanagem sem fim! Nada surpreende já nesta piolheira! Ou talvez surprenda a falta de utilização de raticida! Esperemos pelos desenvolvimentos…

    Liked by 2 people

  4. 11 Dezembro, 2017 13:53

    Quando segui o link sobre a penhora por trocos, hesitei.
    Afinal, a notícia tem quase 3 anos…

    Quando li “É a cultura da roubalheira descarada avalizada pelo Estado que dura desde o 25 Abril de 74.”, desisti mesmo de continuar.
    Afinal, antes de 74 é que era bom.

    É assim a vossa narrativa…

    Gostar

    • Cristina Miranda permalink
      11 Dezembro, 2017 15:03

      Sabe porque digo “desde de 74”? Porque supostamente conquistamos a democracia… Não era suposto em democracia, não haver políticos nestas promiscuidades e roubalheiras? Só isso. O resto é invenção dessa cabecinha.

      Liked by 2 people

      • Monti permalink
        12 Dezembro, 2017 08:03

        Dizem que a democracia é boa
        não há quem diga que não,
        sem ela não se sabia,
        que havia tanto ladrão.
        Livrinho de poemas do coronel Durão de cavalaria.

        Liked by 1 person

    • sam permalink
      11 Dezembro, 2017 15:12

      X de Xuxa, a ver se compreendes:

      Relativamente ao comportamento do Estado, antes de 74 não era bom; mas depois de 74 não estamos melhor.

      Mas isto, já tu bem o sabes. Queres é fazer-te de lorpa…

      Liked by 2 people

      • Cristina Miranda permalink
        11 Dezembro, 2017 15:17

        o comportamento do Estado antes deixou-te um país com contas em ordem pra tu e teus amigos andarem a distribuir. Depois, ficaram tesos e começaram a endividar o país para torná-lo naquilo que é hoje: um país falido. Contra factos não há argumentos. O período da Ditadura portuguesa pode não ter sido perfeito mas nas Finanças, foi intocável. Sorry.

        Liked by 1 person

      • Cristina Miranda permalink
        11 Dezembro, 2017 15:18

        O meu comentário era para o X

        Gostar

    • Tiradentes permalink
      11 Dezembro, 2017 16:24

      Ele próprio é que chega à “conclusão” de que os outros- mas só no imaginário dele- é que acham que antes de 74 é que era bom. Não lhe ocorre no hemisfério cerebral que utiliza, sem conexão com o outro hemisfério, que…….o 74 está lá por maioria de razão. Porque teve inicio, ou devia ter tido, o início da democracia. Que deveria ter sido o início de mais decência moral mais livre e tolerante. Que deveria ter sido o início do uso do bem fazer de forma competente e virada para a sociedade, para uma maior justiça e menor impunidade dos prevericadores.
      O que ele não entende é que esses conceitos alojados no outro hemisfério do cérebro, deviam ter ligação directa com aquela parte do ” a partir de 74 ” alojada no hemisfério que apenas ele utiliza.
      Foram tão doutrinados (lavados cerebralmente)que são incapazes de conectaremos dois hemisférios.
      Ou,
      fumam coisas que não deviam

      Liked by 2 people

      • 11 Dezembro, 2017 18:46

        Ininteligível, lamento… por si.

        Gostar

      • Tiradentes permalink
        11 Dezembro, 2017 19:34

        Naturalmente ininteligível ……..experimente ligar os dois hemisférios cerebrais…quem sabe tem sorte na ligação

        Gostar

      • 11 Dezembro, 2017 22:02

        Na ânsia da piadola com os hemisférios cerebrais acabou por, desgraçadamente, expor algumas dificuldades com a língua portuguesa.

        Poderá dizer “Ah… a culpa é dos meus hemisférios cerebrais, que de tão rapidamente ligados, qual autobahn sináptica, acabam por atropelar a motricidade fina, naturalmente mais lenta.”

        Ou então não.

        E será mesmo apenas escolarização mal conseguida.

        Mais uma vez, lamento.

        Gostar

    • JgMenos permalink
      11 Dezembro, 2017 20:49

      Antes do 25A o Esatdo era tido por gente de bem. Provavelmente parece-lhe pouco.
      Mas saiba que isso era feito de muitas pequenas coisas; por exemplo: as viaturas pagas pelo Estado tinham um placa bem visível que dizia ‘ESTADO’.
      Conhece alguma lei que diga algo como: onde o Estado puser dinheiro as viaturas terão as limitações seguintes: …
      Mamões a apanjar mamões!

      Liked by 1 person

      • licas permalink
        12 Dezembro, 2017 10:47

        Placas ESTADO, excepto os carros da PIDE, pois. . .

        Gostar

    • Alexandre Novais permalink
      12 Dezembro, 2017 10:13

      E…?

      Gostar

  5. António Maria permalink
    11 Dezembro, 2017 14:30

    Vi a reportagem e acho que há ilegalidas (abuso de confiança) com a utilização de fundos para proveito próprio. Tem que devolver. Quanto aos valores dos ordenados, há aqui muita hipocrisia. O pequeno Mendes disse ontem na SIC que o ordenado legal é de 1680 euros. Eu pergunto quem quer gerir uma instituição deste tipo por este dinheiro

    Gostar

  6. Juromenha permalink
    11 Dezembro, 2017 14:46

    O ministro, a mulher do ministro (“deputada”), o secretário de estado…todos benevolamente convencidos das boas intenções da caritativa empreendedora…
    O tipo que faz de ministro já no tempo do bicharel 44 não tinha topado a ponta de um corno…
    É sina…

    Liked by 2 people

  7. Manuel Soares Traquina permalink
    11 Dezembro, 2017 14:46

    Mas este País é um coio de ladrões…

    Liked by 2 people

  8. Manuel permalink
    11 Dezembro, 2017 14:53

    Excelente texto. A roubalheira é generalizada, aconselho a consultarem as contas das Fundações, particularmente, as que recebem subsídios do Estado ou da CE. As IPSS já muitas vezes temos discutido aqui o assunto, vem do tempo do Passos, em subsídios o Estado concedia 2000 milhões. Lembram-se dos pequenos “arranhões” que Gaspar fez nesta chulice e as reacções à época. Esta” raríssimas” é o retrato geral da situação. O dinheiro sai do Orçamento de Estado para as fundações, associações, IPSS, institutos e outros e depois sai em avenças para os amigos e para alguns políticos que ajudaram aos subsídios. Uma investigação a sério, devia envolver as 400 fundações, os 150 observatórios, as milhares de IPSS e associações e os milhares de institutos.

    Liked by 2 people

    • Cristina Miranda permalink
      11 Dezembro, 2017 14:58

      É mesmo isso.

      Gostar

    • Tiradentes permalink
      11 Dezembro, 2017 19:36

      Escaparam-lhe algumas ONGs também elas a mamarem da mesma teta

      Gostar

      • Manuel permalink
        11 Dezembro, 2017 19:49

        Tem razão, lembro-me de uma que emprega a família toda, tudo gente do melhor.

        Gostar

    • maria costa permalink
      12 Dezembro, 2017 15:25

      As IPSS vem do tempo do Passos?
      V/ pensa que somos todos tontos?
      Elas existem há centenas de anos (ex: Misericórdias)
      Quando foi fundada; quem financiou e quem se servia da Fundação Mário Soares? Por ex:
      O Passos? Ora chame-se uma ambulância, com colete de forças, que o seu caso é grave!

      Gostar

    • carlos alberto ilharco permalink
      12 Dezembro, 2017 19:32

      Temo que se essa ideia fosse posta em prática, não iam presos, o senhor, eu e a autora do post.

      Gostar

  9. LTR permalink
    11 Dezembro, 2017 15:31

    Notícia de última hora: António Costa foi de férias.

    Fonte: “Raríssimas. Vieira da Silva foi vice-presidente da Assembleia Geral”

    Liked by 1 person

    • JgMenos permalink
      11 Dezembro, 2017 20:54

      Vice-presidente não é nada: só actua na ausência do presidente.
      Convém que não se exagere!

      Gostar

  10. 11 Dezembro, 2017 15:39

    Que insistente mania vocês têm de se meter na vida de pessoas que estão no governo, em instituições públicas, nas fundações… São cidadãos honestos e competentes, caso contrário não estariam nesses lugares. Gente aprumada, fina no trato, dá gosto estar com eles. São exemplos a seguir.
    Aquando das directas no P”S”, o AJSeguro afirmou que há corrupção no P”S” — viram o que lhe aconteceu ? Quem é o AJSeguro para desmentir a procuradora Cândida, que durante o segundo mandato do Sócrates garantiu não haver corrupção em Portugal ?, corroborada pelo procurador Monteiro. Acham que este se sentaria num almoço com o Sócrates três dias antes do “menino de ouro do P’S'” ser preso, se tivesse provas de peculatos e não só — já não se pode pedir autógrafos num livro durante um almoço ?

    Liked by 1 person

  11. 11 Dezembro, 2017 15:48

    O ministro Vieira da Silva disse há pouco que soube do caso Raríssimas pela TVI. Provavelmente nem sabia que existe essa instituição…

    Liked by 1 person

    • LTR permalink
      11 Dezembro, 2017 22:21

      Pergunte-lhe pela Tecnoforma, a ver se ele conhece ou não.

      Gostar

      • 11 Dezembro, 2017 23:52

        Respondeu-me que eu estaria a brincar com ele, achou piada.

        Gostar

  12. Weltenbummler permalink
    11 Dezembro, 2017 15:51

    não faltam ratazanas vorazes no largo dos ratos
    uma trampa avança com os assessores dos vereadores da cml social-fascista
    um mundo de merda anti-TRUMP

    Liked by 1 person

  13. 11 Dezembro, 2017 15:59

    A propósito, a ministra a justiça disse “há sempre falhas, nenhum sistema é perfeito”. Mas viveremos muito proximamente numa sociedade perfeita e sem corrupção, a avaliar pela declaração do MCThomaz: “estamos a caminho de sermos nórdicos”.

    Liked by 1 person

  14. André Miguel permalink
    11 Dezembro, 2017 16:25

    “Algo de muito errado se passa aqui”.

    Não há nada de errado, chama-se socialismo. E os portugueses ainda querem mais. Temos o que merecemos.

    Liked by 2 people

  15. licas permalink
    11 Dezembro, 2017 17:23

    Cristina Miranda PERMALINK
    11 Dezembro, 2017 15:17

    O período da Ditadura portuguesa pode não ter sido perfeito mas nas Finanças, foi intocável.

    Em trinta e tal anos não teve tempo para mais. . . pois se durasse mais umas tantas décadas chegaria à perfeição. . .

    Gostar

    • Manuel permalink
      11 Dezembro, 2017 18:27

      Até que enfim que reconheces uma coisa decente no regime anterior.

      Gostar

      • licas permalink
        11 Dezembro, 2017 19:54

        Atenção
        (Para uso exclusivo dos blasfemos estúpidos, aos que não são
        o aviso seguinte NÃO SERVE PARA NADA)

        Não raras vezes uso a ironia

        Beijinhos
        licas

        Gostar

    • Monti permalink
      12 Dezembro, 2017 08:06

      E havia aquele general critico da Diamang em Angola.
      Até que nomeado para a administração, lhe passou.

      Gostar

  16. Arlindo da Costa permalink
    11 Dezembro, 2017 17:51

    Todo este comportamento social criminoso e corrupto ainda vigente na sociedade portuguesa é consequência directa do maior cancro político-social-empresarial que surgiu em Portugal depois da I República : o cavaquismo. Venal e venenoso. Os portugueses videirinhos querem subir no «elevador social» enganando os familiares, colegas, vizinhos e a sociedade geral. Uma desgraça!

    Gostar

    • António C. Mendes permalink
      11 Dezembro, 2017 19:14

      Bolas!! Ele há graus de estupidez que imaginava inatingiveis. No caso do Lindo o céu é o limite. Digo mais, você é um farol.

      Liked by 1 person

    • Tiradentes permalink
      11 Dezembro, 2017 19:41

      E diria mais…o cavaquismo é filho primogénito do soarismo socialista. Foi ele que trouxe ao povo português que trabalha para o estado ou vive do estado todas as “conquistas civilizacionais” de que os tios jerónimos e as primas katrinas, agora se apropriaram

      Gostar

    • JgMenos permalink
      11 Dezembro, 2017 21:00

      Também há quem diga que foi a ralé que subiu ao poder, conduzida pelos herdeiros da I República.

      Liked by 1 person

    • maria costa permalink
      12 Dezembro, 2017 15:34

      Mas estes xuxas do guano só sabem mentir e empurrar para os outros as suas porcarias?

      As palhaçadas do Guterres eram culpa do Cavaco – 6! anos depois de Cavaco ter saído;
      A roubalheira do Socas era culpa de Santana;
      A bancarrota do Socas culpa de Passos;
      O tratado com a troika, feito por Socas, culpa de Passos;
      O fogo mata quase 200 pessoas, culpa de Passos e Assunção;
      O pinhal de Leiria arde culpa da…Rainha Santa (deve ser);
      O paiol de Tancos roubado, culpa de Passos -vi isso dito por importantes xuxas;
      A seca, ainda não vi que fosse culpado Passos, também deverá ser responsabilizado pelas alterações climáticas!

      Cretinos imaturos -CRESÇAM !

      Gostar

      • maria permalink
        12 Dezembro, 2017 19:04

        Bem achado, Maria. Excelente comentário. Parabéns.

        Claro que Passos tem culpa de tudo o que de mal tem acontecido ao País. Incluíndo o desfalque que este bando de ladrões de colarinho branco que governa o País desde há dois anos, anda a praticar nas instituições do Estado desde aí. Também é culpa de Passos o estado ‘miserável’ em que deixou as finanças públicas e que, Costa, ‘o salvador da pátria’, ao tentar repôr as coisas no seu devido lugar, não teve outro remédio senão começar a desviar pontualmente em proveito próprio e pelos mais chegados milhões de milhões e a consentí-lo e a incentivá-lo aos apaniguados do costume que com ele colaboram na roubalheira.

        O País encontra-se num estado lastimoso porque é gerido por políticos do mais baixo calibre. Por políticos que tutelam Associações de caridade, IPSS e etc., e que têm total conhecimento das corrupções monstras que pelas mesmas campeiam (e de certeza delas usufruíndo) e às quais fecham os olhos, qual delas a mais escandalosa, nada fazendo para estancar o mal. Só reagem quando os escândalos são por demais evidentes e impossíveis de encobrir. Só e então mandam encerrar algumas delas ou nem isso e se puderem substituem os seus presidentes, vice’s, etc., por ex-colegas do governo, por familiares ou amigos deles próprios ou dos que lá estavam.

        Eis o drama de um povo que continua sem força nem poder para alterar este estado degradante de coisas.
        Maria (a outra Maria)

        Gostar

  17. licas permalink
    11 Dezembro, 2017 18:13

    17.23 Cont.

    Seria perfeito em todos os aspectos da vida dos Portugueses…

    Gostar

  18. Aventino permalink
    11 Dezembro, 2017 18:17

    A seita estatal.
    Pior ou muito pior são os ladrões que roubando, se opõem a quem quer fazer algo.
    Mesmo pagando!

    Gostar

  19. Artista português permalink
    11 Dezembro, 2017 18:31

    Cristina, parabéns! Continue assim e que não esmoreça. Na realidade “isto” está a saque e há muito tempo. A falta de controle nos dinheiros públicos começou num governo do Cavaco quando foi decidido acabar com o controlo do Tribunal de Contas. O regime anterior tinha armadilhado os gastos públicos. Não havia despesa pública que não fosse objecto de fiscalização prévia do TC. Repito “prévia”! Depois o TC passou a fiscalizar a posteriori. Como está bem à vista, não tem servido de nada. Alguém ainda se lembra dos protestos do então presidente do TC? Bem prega Frei Tomás…Só que logo a seguir ele foi para o governo PS e não reverteu a mudança. E assim – como convinha – prosseguiu o saque que naturalmente continua a alargar. Em resumo, substituíram um regime bloqueado no acesso aos dinheiros públicos por um outro regime, igualmente bloqueado mas ao controlo dos que lá metem a mão. Felizmente que está a renascer a TVi. Por isso as outras estações estão nervosíssimas. Mas este governo não vai poder reverter a compra da TVi porque quem a vendeu foi a PRISA que está ligada aos socialistas espanhóis. Hahahaha! Viva a TVi. Volta, Moura Guedes.

    Liked by 1 person

  20. António C. Mendes permalink
    11 Dezembro, 2017 19:19

    O único socialista que viu alguma coisa chama-se Rui Mateus, pô-lo por escrito e está em parte incerta. Houve outro que viu umas coisitas, disse-o num debate televisivo com o seu concorrente à liderança do partido e também seguiu para parte incerta. O seu adversário é PM de Portugal!

    Liked by 1 person

  21. 11 Dezembro, 2017 19:45

    “Ora, o problema é quando o próprio Estado estimula a roubalheira descarada protagonizando-a a toda a hora. Sem a limpeza desse tipo de gente no Parlamento, a “ratazanagem” continuará e jamais conseguiremos uma sociedade séria que respeite o erário público.

    É por aí que devemos começar.”

    DESDE 1974 QUE É ASSIM E VAI FICAR PIOR. ESCREVAM.

    Liked by 1 person

    • André Miguel permalink
      11 Dezembro, 2017 20:11

      Escrevam?! Isso é o que eles querem! Enquanto por aqui andarmos a escrever e ninguem desta classe levar um par de chapadas isto não muda. Isso ou emigramos todos ou partimos para desobediência civil. É escolher.

      Gostar

      • maria permalink
        12 Dezembro, 2017 19:10

        André Miguel,
        Nem mais. Só assim é que nos iremos ver livres desta politicagem sem integridade nem moral e muito menos emenda.
        Maria

        Gostar

  22. Carlos permalink
    11 Dezembro, 2017 20:10

    O estriblilho dos trolls:
    O Cavaco é que tem a culpa
    O Cavaco é que tem a culpa
    O Cavaco é que tem a culpa
    O Cavaco é que tem a culpa
    O Cavaco é que tem a culpa
    O Cavaco é que tem a culpa
    O Cavaco é que tem a culpa
    O Cavaco é que tem a culpa
    O Cavaco é que tem a culpa
    Até teve a culpa da morte do Viriato, vejam lá
    Repitam 10.000 vezes, que ainda é pouco, seus anormais.

    Gostar

  23. Carlos permalink
    11 Dezembro, 2017 20:13

    Uma coisa é um partido ter corruptos. Infelizmente, acontece a todos os partidos, mas é para isso que servem as leis. Outra, bem diferente, é um partido ser A corrupção.

    Gostar

  24. licas permalink
    11 Dezembro, 2017 20:23

    Não estou com ganas de ler “O Príncipe”
    Se calhar já antes do Maquiavel se sabia que
    ____Canalhice que está proibida de vir a púbkico ___NÂO EXISTE.

    Por isso
    ___ As Ditaduras detestam o jornalismo livre, logo A O Salazar
    impõs-nos a Censura Prévia para tranquilidade das nossas almas…

    Gostar

  25. licas permalink
    11 Dezembro, 2017 22:26

    Procópio, sabe qual é o meu (quase) único receio? É o de que a recentíssima não sujeição do Poder Judicial ao Executivo acabe. Enquanto se der o caso permanece a possibilidade de chamar os corruptos ao banco dos reus. E que a Justiça se faça. Fico tranquilo. É uma tremenda ilusão o de tentar encontrar qual é o Regime Político imune à corrupção

    Gostar

    • 11 Dezembro, 2017 23:59

      Vc. lembra-se que na primeira legislatura do Sócrates o chefe máximo da PJ foi afastado sem justificação, período esse em que o governo cortou verbas para essa polícia, que se queixava de não ter massaroca para a gasolina dos automóveis ? Como podiam investigar a sério ?

      Eu encontro uma solução para o país: entreguem-no para ser administrado pelos “homens do futebol” — não confundir com jogadores, treinadores.

      Gostar

  26. Eduardo permalink
    12 Dezembro, 2017 13:18

    Eu continuo a interrogar-me.
    Teria sido a senhora costa que seguiu o exemplo do senhor carlos césar?
    ou
    o senhor carlos césar que copiou a senhora costa?
    ou
    teriam ambos andado na mesma escola?

    Gostar

  27. maria permalink
    12 Dezembro, 2017 19:38

    Que grande texto, Cristina! Como aliás é seu apanágio. Muitos parabéns. Que não lhe doam as mãos para denunciar todos actos de corrupção monstruosa, bem como os nomes dos seusindignos autores, pelos roubos perpetrados ao longo de mais de quarenta anos e não por acaso mais concretamente desde há dois anos a esta parte, pelos desavergonhados políticos que têm o descaramento de se auto-intitular democratas e que fingem que nos governam.
    Maria

    Liked by 1 person

  28. 12 Dezembro, 2017 23:40

    Muito bom como é hábito.

    Liked by 1 person

Trackbacks

  1. A Roubalheira das Ratazanas – PortugalGate

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: