Saltar para o conteúdo

Em que ficamos?

12 Janeiro, 2018

«Vereadora da cultura chocada com “atriz nua em palco a dizer asneiras“»- titula o DN. Ora em que ficamo:
A) a senhora vereadora é uma reaccionária que não percebe a libertação subacente a uma performance libertadora das pulsões atávicas reprimidas por um quotidiano marcado pelo heteropatriacado?
B) a senhora vereadora é uma feminista que enfrenta a hipocrisia subacente a uma performance que levou um actriz a expor-se às pulsões atávicas reprimidas por um quotidiano marcado pelo heteropatriacado?

Anúncios
4 comentários leave one →
  1. JPT permalink
    12 Janeiro, 2018 10:13

    Brilhante. É que, de facto, isto agora ficou tudo muito complicado. Presumo que aquela senhoras da “Femen”, doravante, devem passar a protestar de “burka” (preta, claro).

    Gostar

  2. Procópio permalink
    12 Janeiro, 2018 10:53

    Nunca me senti constrangido perante uma artista nua, bem formatada em termos estéticos, culturais, puliticamente corretos, quiçá revolucionários.
    Até me inspira. Afinal a Arte para que serve?
    Suponho que a senhora vereadora é o oposto. “A inveja está sempre em jejum”

    Gostar

  3. Bal permalink
    12 Janeiro, 2018 11:12

    A senhora vereadora é uma reaccionária feminista, ou então uma feminista reaccionária.

    Gostar

  4. lucklucky permalink
    12 Janeiro, 2018 19:59

    Depende do partido a que a senhora vereadora representa.

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: