Skip to content

é proibido sabermos o que estamos a pagar

9 Maio, 2018
by

Segundo o senhor governador do Banco de Portugal, a lei não permite a divulgação dos devedores da Caixa Geral de Depósitos. Estranha legislação esta que não permite a divulgação dos devedores de um banco em riscos de falir, mas que autoriza e estimula a publicação de listas de devedores ao fisco. Se, em qualquer um dos casos, quem paga o pato são sempre os mesmos, os contribuintes, por que razão se proíbe a divulgação dos nomes dos primeiros quando é o próprio estado a promover a divulgação dos segundos? Ficará a pátria em perigo se os portugueses souberem a quem pertencem os calotes bancários que estão a pagar?

Anúncios
39 comentários leave one →
  1. CASTANHEIRA permalink
    9 Maio, 2018 19:49

    Transparencia não interessa a nenhum organismo público . Os jogos , as jogadas , as inoperancias , as incompetencias e por fim os crimes dao-se melhor na obscuridade . Por quê mudar se aquilo que se pretende é que fique tudo na mesma?Portugal é um dos mais corruptos da Europa , mas a comunicação social ,os politicos e até algum povo fazem uma perfomance de inocentes.

    Liked by 2 people

  2. Mario Figueiredo permalink
    9 Maio, 2018 20:18

    Pois. É o banco público a comportar-se como uma banco privado ao mesmo tempo que se vende a ideia que ser banco público é mais-melhor do que ser privado.

    Também de registar que devemos estar mesmo já a raspar o fundo do poço. É que quando a resposta da moda para tudo o que tem a ver com decência passa a ser “mas está de acordo com lei”, não é preciso um génio para perceber que mais fundo não dá.

    Liked by 1 person

  3. procópio permalink
    9 Maio, 2018 20:33

    Há quem fique em perigo com o conhecimento da vergonha, há.
    A ladroagem já grita populismo para esconder a ignomínia.
    Quanto mais alto se sobe na hierarquia mais se desce na decência.
    Está por fazer uma auditoria à central de negócios.
    Só falta o josé abrir a boca depois do jantar.
    Até o celinho já tira o rabinho das brazas. Tarde demais.
    Sítios como este afundarão com a instabilidade internacional.
    Depois da Argentina, a Turquia. Alta do dólar e petróleo dispara os alarmes nos emergentes

    Liked by 1 person

  4. Arlindo da Costa permalink
    9 Maio, 2018 21:07

    Pois eu também queria saber quanto custou os submarinos que estamos a pagar e as vigarices dos colégios amarelos.

    Gostar

    • colono permalink
      9 Maio, 2018 23:59

      D. Arlindo da Costa

      Ponha na sua cabecinha oca que esta merda da corrupção não se trata d’um Sporting /Benfica…. Quando vem à baila um salafrado PS… o Costa (Arlindo e o outro) defense-se invocando um adversário!!!

      Ponha na cuca d’uma vez por todas: O Povo é se fo++…..

      Liked by 1 person

    • 10 Maio, 2018 08:00

      Se quer saber quanto custaram os subamarinos, peça ao Costa o contrato feito pelo amigo Vitorino, ministro da defesa no tempo do Guterres. Aquele contrato em que a rescisão dele obrigava as partes a indemnizar a outra em 2.000 milhões de euros e em que cada submarino , dos 4 previstos, custaria a módica quantia de 1.200 milhões.
      Outros promenores estão “arquivados” nos cofres dos Arlindos deste mundo.

      Liked by 2 people

      • LTR permalink
        10 Maio, 2018 10:49

        Dos 4 submarinos que chegaram a ser 6, inicialmente. Depois já não era preciso nenhum e no fim era tudo corrupção. Nessa altura e nos últimos 15 anos não tem sobrado nenhuma presunção de inocência, senão para quem for do PS. Quem for mais à direita leva com comentários e insinuações em programas semanais onde depois os próprios “submarinos” do PSD defendem sócrates até não poderem mais. Porque é que o então presidente socialista da AR à data do lançamento à água foi em cerimónia quase às escondidas?

        Liked by 1 person

    • ingenuo permalink
      11 Maio, 2018 10:17

      Ó Arlindo, a estimada Dra. Ana Gomes tb tinha as mesmas dúvidas que V. Sebarraica Exa. tinha e teve o prazer, em Parlamento, de as ver respondidas:

      https://www.youtube.com/watch?v=mU-Hx1tG0K0 (versão curta)

      https://www.youtube.com/watch?v=Dgb2uS2Mkq8 (versão longa)

      Possivelmente o estimado Arlindo “Bestunto” Costa ainda não teve oportunidade de acompanhar as conclusões na comissão do Parlamento sobre a questão dos submarinos, Aproveite agora para ver se deixa de uma vez para sempre de continuar a foçinhar na mentira. Sei que é difícil, mas tente homem… por si, pela sua saúde.

      Gostar

  5. Chopin permalink
    9 Maio, 2018 21:39

    Enquanto a UE, uma espécie de Carlos Santos Silva das nações, nos der crédito para que nos havemos de aborrecer com trivialidades dessas?
    Ainda hoje ouvi o Rato indiano a envergonhar-se com a oposição. Desta vez por “faltarem à lealdade parlamentar” e terem o atrevimento de lhe pedir explicações para o silêncio perante o que o E. Dâmaso chamou de maior caso de corrupção da História do país.
    Isto é demais. O homem já se tinha envergonhado na passada semana e já lhe estão a descobrir novas vergonhas.
    Toda a gente sabe que o pior que pode acontecer a um homem é andar com as vergonhas à mostra.

    Liked by 1 person

  6. carlos alberto ilharco permalink
    9 Maio, 2018 22:36

    Parece que há uma coisa chamada sigilo bancário.
    Parece que ele pode ser levantado por um Tribunal mediante o cumprimento de certas regras.
    Gosto que seja assim.

    Gostar

    • Tiro ao Alvo permalink
      10 Maio, 2018 13:41

      “Parece que há uma coisa chamada sigilo bancário. Parece que ele pode ser levantado por um Tribunal mediante o cumprimento de certas regras.Gosto que seja assim”.
      E não gosta mal. Mas também deveria gostar de conhecer o nome dos devedores INcumpridores da Banca, sobretudo o nome dos devedores da CGD, que é nossa, segundo dizem.
      Do ponto de vista fiscal, as dívidas incobráveis só podem ser consideradas custos, se houver sentença transitada em julgado, o mesmo é dizer que essa dívida e esse devedor incumpridor são do conhecimento público. Porquê há-de ser diferente na Banca?
      Isto para dizer que, a meu ver, não está em causa a quebra do sigilo bancário, como todos os dias ouvimos dizer na comunicação social, mas a divulgação do nome dos devedores incumpridores, que é coisa bem diferente. Sobretudo os nomes dos causadores das dívidas que nós todos vamos pagar, com os nossos impostos, como é o caso dos devedores da CGD.
      Não vejo como discordar disto…

      Gostar

      • carlos alberto ilharco permalink
        10 Maio, 2018 20:27

        Muito obrigado.
        Já expliquei mais que uma vez que não me interessa o nome dos devedores.
        Interessa-me é o nome de quem autorizou essa dívidas,
        Se estes depois para se desculparem incriminaram os outros, melhor ainda.

        Gostar

      • Tiro ao Alvo permalink
        11 Maio, 2018 08:57

        Não entendo qual a razão de não lhe interessar conhecer os nomes dos devedores que entraram em incumprimento, cujas dívidas estamos condenados a pagar, nós e os nossos filhos e netos.
        Imagine que algum dos incumpridores mantém em seu poder uma fortuna considerável e que anda a fazer uma vida de ricaço. Não lhe parece razoável que, em vez de nos exigirem que saldemos essas dívidas, os Bancos credores deveriam, antes, perseguir esses maus pagadores e, se necessário, confiscarem-lhes os bens? Eu acho que só assim se faria justiça.
        E, claro, também gostava que fossem divulgados os nomes dos maus gestores que aprovaram esses empréstimos e das vantagens que, por essa via, obtiveram, nomeadamente através de imerecidos prémios de boa gestão.

        Gostar

  7. LTR permalink
    9 Maio, 2018 23:27

    O que acaba de passar na SICN com Manuela Moura Guedes, incluindo este tema da CGD, não é passado. É presente e se fosse com a direita abria-se imediatamente um comissão de inquérito só pelo que aconteceu à carreira dos jornalistas envolvidos. Convém recordar que o Governo de Santana Lopes caiu com a ajuda de Marcelo, que foi a correr de braços abertos para o colo de Sampaio por causa de uma pressão, perante declarações de Sócrates que no parlamento afirmou que o PS estaria cá para impedir os abusos contra a liberdade e contra a comunicação social. Diz ela à SIC: convidem-me [que eu faço]!

    Gostar

  8. LTR permalink
    9 Maio, 2018 23:46

    Já estão a perceber melhor os últimos dias?

    http://www.sabado.pt/portugal/detalhe/ministros-de-socrates-sob-escuta?ref=HP_Ultimas

    Reparem nas fotografias.

    Gostar

  9. Procópio permalink
    9 Maio, 2018 23:53

    Liguei para a sic esta noite. Excepção. Os canais do costume só espreito.
    Telefonaram-me, a Manuela Moura Guedes vai estar lá. O José Gomes Ferreira também. Assisti. Foi uma experiência única, não que desconhecesse o aviltamento, mas porque a síntese da maldição que caiu sobre nós foi transmitida com espontaneidade, quase com inocência, por quem viveu a armadilha por dentro.
    O que vou fazer a seguir? Apanhar uma carraspana monumental no Procópio.
    Podia atirar-me da ponte abaixo, lançar-me para baixo de um camião, conduzir na crel a 200 à hora, enfiar 50 comprimidos de qualqer coisa má, forçar a entrada no jardim zoológico na jaula dos leões. Não vou fazer nada disso. Vou esquecer o desprezível que é viver perto da central de negócios, ver aqueles tipos a passar nos carros de vidros fumados, os beijinhos cúmplices, as risadas aparvalhadas dos abutres frente às câmaras, a figura torpe dos jornalistas merdosos, dos filósofos azarados e dos intelectuais perdidos na cidade medinamente porca, engalanada por turistas zarolhos mais os seus cicerones apressados.

    Gostar

  10. 9 Maio, 2018 23:55

    Há certamente nessa lista de devedores nomes e quantias incríveis que comprometem “o normal funcionamento das instituições”, sejam elas políticas, partidárias ou futebolísticas… Também, quem deu ordens para a pornográfica cedência de dinheiro e quem durante anos silenciou casos dentro e fora do banco…
    Banditismo puro.
    …E as virgens ofendidas admiram-se ou condenam que alguma comunicação social, como o Correio da Manhã –“esse pasquim”, “essa folha de couve”– de quando em quando surge com escândalos que estavam bem guardados…

    Mas não foi o BE mais o PC com o P”S” nos destapados bastidores, que impediram há cerca de 1 ano que uma comissão de inquérito parlamentar continuasse a inquirir as causas do rombo na CGD ?

    Gostar

  11. Procópio permalink
    10 Maio, 2018 00:03

    http://www.sabado.pt/portugal//detalhe/ministros-de-socrates-sob-escuta?ref=DET_Recomendadas_pb
    Mas fará sentido investigar tipos que não sabem fazer mais nada?

    João Soares reagiu ao artigo de opinião publicado por Fernanda Câncio esta segunda-feira no DN. Considerou que o artigo era um “nojo”.
    Mas haverá boca mais suja em que a palavra nojo assente melhor?

    Gostar

  12. Procópio permalink
    10 Maio, 2018 00:06

    Note-se a discreção do berloque em comparação com os ortodoxos. Os desgraçados ainda esperam lugares nos ministérios que não estão para vir.

    Gostar

  13. Manuel permalink
    10 Maio, 2018 00:23

    Reitero que corrupção é endémica e sistémica, mas os governos do 44, como sempre dissemos aqui, foram o máximo. Já percebi a vergonha inopinada do PS, vêm aí casos de corrupção em catadupa, seguem-se os ministros Mário Lino, Mendonça e o secretário Paulo Campos, segundo a Sábado de amanhã. Agarrem-se às cadeiras o país vai tremer. Não sei se o governo actual como tanto ministro dos governos do 44 tem condições, sinto nojo e dão-me vómitos.

    Liked by 1 person

    • LTR permalink
      10 Maio, 2018 00:33

      O Costa vai cair de podre.

      Gostar

      • colono permalink
        10 Maio, 2018 10:54

        Ksta está prestes a sair da seita do Rato… e Voar, Voar, Voar, …. até Marte

        Gostar

  14. LTR permalink
    10 Maio, 2018 00:29

    O PM também não queria saber da razão pessoal para a demissão do comandante, mas já está na capa do I. Lá está, são “razões pessoais universitárias”.

    Gostar

    • Manuel permalink
      10 Maio, 2018 00:45

      A par da corrupção, a degradação dos valores atingiu um ponto tão baixo, que até nos militares vemos cenas destas, começa a ser um problema de regime e o Presidente deve deixar-se selfies e pôr ordem na barraca. Se é para ser mais um pResidente em Belém, então que volte a monarquia parlamentar porque a presidência não funciona, desde 1910.

      Gostar

      • 10 Maio, 2018 02:19

        Ó c’um carago, seria de mal para pior com o Duarte como rei…

        Gostar

  15. carlos alberto ilharco permalink
    10 Maio, 2018 07:43

    “Conhecer os grandes caloteiros dos nossos bancos? Jamais, disse Carlos Costa, governador do Banco de Portugal. A afirmação terá sido indignada – credo! – e levou logo à utilização do argumento nuclear do “enquadramento legislativo europeu, incluindo o regulamento do mecanismo único de supervisão”.

    O autor do post deve gostar de saber que está em boa companhia.
    No caso o deputado do BE, Pedro Filipe Soares.

    https://www.dn.pt/opiniao/opiniao-dn/pedro-filipe-soares/interior/sigilo-bancario-o-abrigo-da-corrupcao-9325050.html

    Gostar

  16. 10 Maio, 2018 10:36

    “Vá lá”, o MCThomaz vetou a pretensa lei que permitiria a mudança de sexo aos 16 anos.

    Gostar

  17. Luis Lavoura permalink
    10 Maio, 2018 11:06

    O Rui A só defende isto para a Caixa Geral de Depósitos? Ou defende o mesmo para o BES, para o BPN e para o BANIF, que também foram salvos com dinheiro do Estado?
    Se o padrão é os contribuintes terem pagado para salvar os bancos, então o BES, o BPN e o BANIF devem ser tratados da mesma forma que a CGD, não é?
    Se se pretende divulgar quem teve créditos da CGD, também se deve divulgar quem teve créditos do BANIF, do BPN, e do BES.

    Gostar

    • Mario Figueiredo permalink
      10 Maio, 2018 13:21

      O Luís Lavoura entende mal o argumento. Ou um banco público se rege por regras diferentes de relação com os seus clientes e com o estado, ou não é um banco público se em tudo se comporta como um banco privado.

      Gostar

      • Luis Lavoura permalink
        11 Maio, 2018 10:00

        Aquilo que o Mário Figueiredo quer, e que o Rui A quer, é que a CGD seja um banco sujeito a tantas peias, às quais os bancos privados não estão sujeitos, que os clientes fujam todos da CGD e esta acabe por rebentar.
        Eu não quero isso. Eu quero que todos os bancos, públicos, privados, ou cooperativos, se rejam pelas mesmas regras. Que concorram lealmente.

        Gostar

      • Mario Figueiredo permalink
        11 Maio, 2018 16:11

        Então o que o Luis Lavoura quer é uma CGD privatizada. Nisso estamos de acordo.

        Gostar

    • Tiro ao Alvo permalink
      10 Maio, 2018 13:56

      O nome dos devedores incumpridores da Banca deveriam ser todos conhecidos publicamente. Todos, sem excepção, quer os devedores à CGD, quer os devedores aos outros Bancos. E estou em crer que essa informação existe, mas os visados andam a tocar todos os pauzinhos para que os seus nomes não sejam divulgados. E há Lavouras que, talvez ingenuamente, alinham com esses incumpridores.

      Gostar

      • 10 Maio, 2018 14:13

        Esses gajos e gajas, essas empresas, esses investidores devedores mais os presidentes dos bancos e ainda o Estado, sabem que o cidadão cumpridor é credor e do seu bolso tem entrado com X euros para “solucionar” prevaricações, roubos, corrupções, favores, más administrações. Os tugas têm o direito de saber quem lhes deve e roubou dinheiro. Caso contrário e radicalmente, dá vontade não cumprir deveres para com o Estado, mandá-lo no mínimo bugiar e ignorar o PR, o PM e os deputados. Ainda, se perante algum desses vígaros, voltar-lhe ostensivamente as costas.

        Gostar

      • Luis Lavoura permalink
        11 Maio, 2018 10:02

        O nome dos devedores incumpridores da Banca deveriam ser todos conhecidos publicamente. Todos, sem excepção

        A imensa maior parte desses devedores incumpridores são cidadãos normais que, por exemplo, perderam o emprego e não conseguem pagar a hipoteca da sua casa. É os nomes deles que Tiro ao Alvo pretende que sejam conhecidos?

        Gostar

  18. Juromenha permalink
    10 Maio, 2018 15:26

    Regime ” do povo. pelo povo e para o povo”.
    E há gente que acredita…

    Gostar

    • Manuel permalink
      10 Maio, 2018 15:59

      A democracia não pode ser o nosso regime. Uma coisa eu sei, é mais corrupto que o Estado Novo!

      Gostar

      • 11 Maio, 2018 00:40

        Se “a democracia não pode ser o nosso regime”, comece a reconstruir uma espécie de Estado Novo. Arranque com, por exemplo, o convencimento da juventude a anuir a uma Mocidade Portuguesa. Terá uma resposta adequada.
        Acontece-lhe a mesma coisa ou pior ao destino de putativos partidos liberais.

        Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s

%d bloggers like this: