Saltar para o conteúdo

Vamos separar as crianças das famílias?

22 Julho, 2018

O Público visitou o Centro de Instalação Temporária (CIT), no Aeroporto de Lisboa, onde encontrou uma criança de três anos que ali está há um mês e meio, juntamente com a família oriunda do Norte de África. Marido e mulher têm dormido em camaratas distintas e a menina dorme num colchão no chão, junto à mãe — esse espaço é partilhado por mais quatro mulheres.

As crianças requerentes de asilo devem ser, uma vez chegadas a solo português, encaminhadas para a Casa de Acolhimento para Crianças Refugiadas (CACR) do Conselho Português para os Refugiados (CRP) — estejam ou não acompanhadas

Tendo em conta tudo o que está internacionalmente convencionado mais o fervilhante activismo:

a) as crianças devem seguir sós para  a Casa de Acolhimento para Crianças Refugiadas (CACR) do Conselho Português para os Refugiados (CRP)

b) as crianças devem seguir com as mães para  a Casa de Acolhimento para Crianças Refugiadas (CACR) do Conselho Português para os Refugiados (CRP)

c) as crianças devem seguir com a mãe e o pai para  a Casa de Acolhimento para Crianças Refugiadas (CACR) do Conselho Português para os Refugiados (CRP)

d) as crianças devem seguir com o pai para a  Casa de Acolhimento para Crianças Refugiadas (CACR) do Conselho Português para os Refugiados (CRP)

e) as crianças devem seguir com quem as trouxe para a a Casa de Acolhimento para Crianças Refugiadas (CACR) do Conselho Português para os Refugiados

VERSÃO ANOTADA PELOS LEITORES

Anúncios
12 comentários leave one →
  1. JgMenos permalink
    22 Julho, 2018 13:11

    Em falta:
    d) as crianças devem seguir com o pai para a a Casa de Acolhimento para Crianças Refugiadas (CACR) do Conselho Português para os Refugiados (CRP)

    Gostar

  2. JgMenos permalink
    22 Julho, 2018 13:14

    Em falta:
    d) as crianças devem seguir com quem a trouxe para a a Casa de Acolhimento para Crianças Refugiadas (CACR) do Conselho Português para os Refugiados

    Liked by 1 person

  3. Aónio Lourenço permalink
    22 Julho, 2018 15:40

    A melhor parte do artigo do Público vem no fim: “Segundo o homem, o casal está a fugir da família dela que não concorda com o casamento.”! Desde quando isso concede a alguém estatuto de refugiado?

    Gostar

  4. licas permalink
    22 Julho, 2018 18:00

    Queriam dizer:

    a) As crinças sós
    b) Ou acompanhadas por um, ou ambos, progenitores
    Devem seguir para a Casa de Acolhimento para Crianças Refugiadas
    (CACR) do Conselho Português para Refugiados (CPCR).

    ?

    Gostar

  5. licas permalink
    22 Julho, 2018 18:03

    Emendo
    a) As crianças, ou sós

    Gostar

  6. pitó permalink
    22 Julho, 2018 18:16

    Bebedeira por Bebedeira, Copos por Copos, antes o jean claude juncker

    Gostar

  7. André Miguel permalink
    22 Julho, 2018 19:48

    A culpa é do Trump.

    Gostar

  8. 23 Julho, 2018 09:08

    Os merdia não tem vergonha. Em Toronto houve tiroteio. Mortos e feridos. O bandido foi abatido. Outro atentado terrorista. Para os merdia são desconhecidas as motivações…
    Vergonha.

    Liked by 1 person

  9. Arlindo da Costa permalink
    23 Julho, 2018 21:32

    As crianças devem ser defendidas e apoiadas.

    Se chegam ao aeroporto sem documentos de identificação ou de circulação a culpa é das companhias aéreas e estas devem arcar com as responsabilidades legais e financeiras.

    Gostar

    • oscar maximo permalink
      27 Julho, 2018 09:30

      Nâo, se os documentos desapareceram entretanto por interesse próprio

      Gostar

  10. Daniel Ferreira permalink
    24 Julho, 2018 15:10

    (enésima tentativa de publicar este comentário)

    Usar crianças para fazer chantagem/terrorismo emocional é uma das armas mais fortes dos psicopatas com preferencias sexuais nada adultas que subornam os governos.

    Seja para controlar as armas (são sempre tiroteios nas escolas), para simpatia com invasor…. migrantes (barco com 95 homens (em idade militar com telemovel topo de gama na mão) e 5 crianças), seja a foto de uma menina na praia falecida… onde não se vê em lado nenhum é p.e. um relatório a dizer que no Reino Unido já foram violadas 1 milhão de CRIANÇAS (fora adolescentes e adultas) desde 2015 e na Suécia 50% das centenas de milhar de violações serem também sobre crianças.

    E já agora, muito muito escondido disto tudo, é a União “Coudenhove-Kalergi” Europeia, composta por pessoas que ninguém elegeu, ter tornado lei que toda e qualquer criança que chegue à Europa ter direito a ser acompanhada por 30 (TRINTA!!!!!) familiares (de países sem qualquer Base de Dados pública credível para confirmar a autenticidade genética).

    1.000 crianças são 30.000 migrantes. Podem apostar na constante “defesa das crianças” pelos marxistas do Público e afins.

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: