Skip to content

Vamos separar as crianças das famílias?

22 Julho, 2018

O Público visitou o Centro de Instalação Temporária (CIT), no Aeroporto de Lisboa, onde encontrou uma criança de três anos que ali está há um mês e meio, juntamente com a família oriunda do Norte de África. Marido e mulher têm dormido em camaratas distintas e a menina dorme num colchão no chão, junto à mãe — esse espaço é partilhado por mais quatro mulheres.

As crianças requerentes de asilo devem ser, uma vez chegadas a solo português, encaminhadas para a Casa de Acolhimento para Crianças Refugiadas (CACR) do Conselho Português para os Refugiados (CRP) — estejam ou não acompanhadas

Tendo em conta tudo o que está internacionalmente convencionado mais o fervilhante activismo:

a) as crianças devem seguir sós para  a Casa de Acolhimento para Crianças Refugiadas (CACR) do Conselho Português para os Refugiados (CRP)

b) as crianças devem seguir com as mães para  a Casa de Acolhimento para Crianças Refugiadas (CACR) do Conselho Português para os Refugiados (CRP)

c) as crianças devem seguir com a mãe e o pai para  a Casa de Acolhimento para Crianças Refugiadas (CACR) do Conselho Português para os Refugiados (CRP)

d) as crianças devem seguir com o pai para a  Casa de Acolhimento para Crianças Refugiadas (CACR) do Conselho Português para os Refugiados (CRP)

e) as crianças devem seguir com quem as trouxe para a a Casa de Acolhimento para Crianças Refugiadas (CACR) do Conselho Português para os Refugiados

VERSÃO ANOTADA PELOS LEITORES

Anúncios
11 comentários leave one →
  1. JgMenos permalink
    22 Julho, 2018 13:11

    Em falta:
    d) as crianças devem seguir com o pai para a a Casa de Acolhimento para Crianças Refugiadas (CACR) do Conselho Português para os Refugiados (CRP)

    Gostar

  2. JgMenos permalink
    22 Julho, 2018 13:14

    Em falta:
    d) as crianças devem seguir com quem a trouxe para a a Casa de Acolhimento para Crianças Refugiadas (CACR) do Conselho Português para os Refugiados

    Liked by 1 person

  3. Aónio Lourenço permalink
    22 Julho, 2018 15:40

    A melhor parte do artigo do Público vem no fim: “Segundo o homem, o casal está a fugir da família dela que não concorda com o casamento.”! Desde quando isso concede a alguém estatuto de refugiado?

    Gostar

  4. licas permalink
    22 Julho, 2018 18:00

    Queriam dizer:

    a) As crinças sós
    b) Ou acompanhadas por um, ou ambos, progenitores
    Devem seguir para a Casa de Acolhimento para Crianças Refugiadas
    (CACR) do Conselho Português para Refugiados (CPCR).

    ?

    Gostar

  5. licas permalink
    22 Julho, 2018 18:03

    Emendo
    a) As crianças, ou sós

    Gostar

  6. pitó permalink
    22 Julho, 2018 18:16

    Bebedeira por Bebedeira, Copos por Copos, antes o jean claude juncker

    Gostar

  7. André Miguel permalink
    22 Julho, 2018 19:48

    A culpa é do Trump.

    Gostar

  8. 23 Julho, 2018 09:08

    Os merdia não tem vergonha. Em Toronto houve tiroteio. Mortos e feridos. O bandido foi abatido. Outro atentado terrorista. Para os merdia são desconhecidas as motivações…
    Vergonha.

    Liked by 1 person

  9. Arlindo da Costa permalink
    23 Julho, 2018 21:32

    As crianças devem ser defendidas e apoiadas.

    Se chegam ao aeroporto sem documentos de identificação ou de circulação a culpa é das companhias aéreas e estas devem arcar com as responsabilidades legais e financeiras.

    Gostar

    • oscar maximo permalink
      27 Julho, 2018 09:30

      Nâo, se os documentos desapareceram entretanto por interesse próprio

      Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: