Saltar para o conteúdo

Teorema da impossibilidade do comunismo

22 Novembro, 2019

O Miguel Granja diz-nos hoje na coluna semanal da Oficina da Liberdade no Observador que “não são os homens que esperam o Fim da História, como pensam, dialécticos, os comunistas. É a História que não tem fim porque tem de esperar pelos homens“.

É um texto muito bem escrito e muito bem pensado que recomendo a leitura.

9 comentários leave one →
  1. 22 Novembro, 2019 09:49

    Para aqueles que andam a vender gato por lebre, dizendo que “estalinismo” é o mesmo que “comunismo” deve explicar-se que nunca existiu neste planeta um país com regime político comunista. Dizendo de outra forma, até prova em contrário o comunismo não passa de uma utopia política que nunca foi atingida nesta planeta.

    Gostar

    • 22 Novembro, 2019 14:29

      Isso é meia verdade, ó Galvão, mas também estás a vender gato por lebre.

      Gostar

    • Jornaleca permalink
      22 Novembro, 2019 14:38

      Olhe lá, falar como um burro, significa o quê? Ser um burro, não é, senhor Galvão? É!!

      Vá passear, seu grande incompetente e mentiroso do caraças!

      A sua estúpidez é um insulto. O seu atrevimento reles merecia um castigo duro.

      Quem é que pensa que é?
      E quem é que lhe ensinou essa porcaria, da prova em contrário?

      Existem milhares de provas, que o comunismo nunca funcionou, não funciona, e nunca vai funcionar.

      Só um gatuno da sua categoria, que nada sabe, é que mente como quere.

      Gostar

    • Jornaleca permalink
      22 Novembro, 2019 14:46

      Qualquer ser humano com bom senso conhece a arma preferida dos filhos da putas como você sem a mínima QUER SER: seu arrogante criminoso.

      A mentira e a variante, a imunização permanente.

      Virar as palavras tantas vezes, iludir o próximo, enganar o mesmo.

      Você quer guerra? GUERRA TERÁ, SEU GRANDE VIGARISTA E ASSASSINO E LADRÂO!!

      DE PROVAS PERCEBE UM CORNO, SEU IDIOTA ARROGANTE E ATREVIDO!!

      O que é que aprendau na vida? Nada de valor.

      Passou pela escola desses idiotas comunistas com corações de PEDRA, cheios de maldade e INVEJA!! E agora pensa que é um grande macaco e as suas mentiras vão ficar impunes?

      LOL, LOL, LOL, LOL, LOL, LOL, LOL, LOL, LOL, LOL, LOL!!

      A SUA FALSIDADE METE NOJO!!

      Gostar

    • 22 Novembro, 2019 18:30

      A outra metade da verdade vai o senhor aqui explanar agora. Se faz favor.

      Gostar

      • lucklucky permalink
        22 Novembro, 2019 22:44

        Regimes Supremacistas Sociais= Comunistas existiram e vão continuar a existir . O desejo pelo poder total e controlo total sobre os outros é parte da natureza humana de muitos.

        Gostar

  2. Os corruptos que se cuidem permalink
    22 Novembro, 2019 10:40

    Por favor, não deixem cair as preposições, são património linguístico! O pensamento fica mais pobre e, qualquer dia, o idioma parece uma língua de pau. Não custa nada, é clareza matemática:
    “É um texto muito bem escrito e muito bem pensado que recomendo a leitura.”
    É um texto muito bem escrito e muito bem pensado de que recomendo a leitura. (recomendo a leitura do texto/desse texto – logo, um texto de que recomendo a leitura / cuja leitura recomendo)

    Liked by 2 people

  3. 22 Novembro, 2019 10:41

    Ás vezes pergunto-me se os liberais lêem algo mais para além de Mises e Friedrich Hayek.
    Parece-me que ficaram parados no falso paradigma do muro de Berlim e não se aperceberam como Don quixotes, que o zeitgeist mundial do fim da história não vem mais da ameaça da dialéctica intelectual comunista, mas da dialética liberal globalista.

    “What we may be witnessing is not just the end of the ColdWar or the passing of a particular period of post-war history; that is the end point of mankind’s ideological evolution and the universalization of Western liberal democracy as the final form of human government.”

    The end of history
    Francis Fukuyama

    Gostar

    • 22 Novembro, 2019 11:17

      Hum … curioso, MG autor, mg crítico do autor … que coincidência curiosa 🙂
      Mas continuando, para além do bom gosto musical, e de ler uns quantos autores da moda, fazer deles umas citações oportunas e se comover com com as despedidas e reencontros familiares (também se observam em Stª Apolónia ou S. Bento), na volta estou como o mg crítico, tudo não passa de entretenimento para nos distrair de outra coisa qualquer !

      Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: