Saltar para o conteúdo

Os antecessores da Greta: Pavlik Morozov, o menino de Estaline

6 Dezembro, 2019

220px-Pavel_MorozovPavlik Morozov. Aos 13 anos  Pavlik Morozov tornou-se um herói e um maŕtir.  As razões para tal são complexas de explicarmas digamos que da família directa de Morozov não sobrou quase ninguém. Como a Europa em 2019 não é a Rússia soviética Greta e a sua família não terão o destino dos Morozov mas não duvido que daqui a algum tempo nos virão perguntar: como foi possível termos colaborado com a exploração e exposição de uma criança doente?

 

50 comentários leave one →
  1. 6 Dezembro, 2019 11:01

    Cara Helena Matos, presumo que de facto pretendi comparar Pavlik Morozov com a Marisol que tanto admira, não é verdade?
    Ou há duas Helenas Matos? Um caso de dupla personalidade? Esquizofrenia ideológica talvez? https://blasfemias.net/2019/12/05/ao-menos-as-gaiatas-simbolos-doutros-tempos-cantavam/

    E a verdade é que Marisol (Pepa Flores/Josefa Flores González) sofre abusos sexuais por parte daqueles que Helena Matos tanto aprecia, mas presumo que a sua cegueira ideológica (outra doença a juntar à esquizofrenia ideológica) não lhe permite ver o que não quer ver.
    https://www.elperiodicodearagon.com/noticias/gente/cuando-franquismo-abusaba-marisol_1320342.

    Mas Marisol provavelmente até estava a mentir, ao fim e ao cabo a rapariga filiou-se mais tarde no PCE…

    Liked by 1 person

    • 6 Dezembro, 2019 11:56

      A Marisol sofreu de um síndrome de esquerdite aguda, com aparvalhamento politico colateral, ou talvez tenha sido simplesmente torturada pela Passionaria e pelo biltre do Santiago Carrillo. Contudo não era nem atrasada nem adiantada mental. Pavlik Morozov não sei quem é nem vou procurar saber, mas pelo estilo deve ser uma vitima dos Sovietes. Adeus Paulo Curtão!

      Liked by 1 person

      • Paulo Valente permalink
        6 Dezembro, 2019 12:37

        Adeus comentador que não foi à escola.

        Gostar

  2. Luís Lavoura permalink
    6 Dezembro, 2019 11:39

    A Helena insiste com essa coisa de a Greta ser doente.
    A Greta tem uma doença que muitos génios também têm. Veja por exemplo Paul Dirac (prémio Nobel da física): era muito pior que a Greta.

    Gostar

    • 6 Dezembro, 2019 11:58

      Síndrome = doença. A greta tem Síndrome de Aspaerger = a greta ´doente. Não tente “lavrar” no estrume Lavoura!

      Gostar

      • Oscar Maximo permalink
        6 Dezembro, 2019 12:39

        Tanta gente doente á minha volta. Todos os que usam óculos, fora aqueles de quem tenho dúvidas.

        Gostar

    • 6 Dezembro, 2019 12:22

      O Paul Dirac morreu em 1984; atendendo que a Síndrome de Asperger só foi largamente “apresentada ao mundo” em 1981 e reconhecida pela OMS e pela Associação de Psiquitria Americana nos anos 90, duvido muito que o Dirac (ou o Newton, ou o Einstein, ou o Eamon De Valera, ou o Thomas Jefferson, ou o Robespierre, ou o Cavendish, ou o Paul Erdos, ou o Ramanujam, ou todos esses que aparecem nas listas de “génios com Sindrome de Asperger”) tenha tido algum diagnóstico de SA.

      Por outro lado, atendendo a que tanto a OMS como a APA já retiraram o diagnóstico de “Sindrome de Asperger” dos seus manuais, considerado que os casos grave são autismo-com-outro-nome e os casos leves são mais uma diferença de personalidade que uma doença, se calhar não se deveria continuar a insistir com essa conversa que a Greta tem “Síndrome de Asperger” (faz tanto sentido como ir medir os níveis de flogisto no ar).

      Gostar

      • 6 Dezembro, 2019 14:20

        O ministerios da verdade já retiraram o conceito dos seus manuais, hum.
        É engraçado como vocês gostam muito de usar ou não as fragilidades mentais e físicas, quando vos convem à narrativa.

        Liked by 3 people

      • 6 Dezembro, 2019 15:12

        mg, atendendo que foram os “ministérios da verdade” que puserem o conceito nos manuais em primeiro lugar (e antes disso – em 1992 e 1994 – quase ninguém tinha ouvido falar em “sindrome de asperger”), e desde sempre sujeitos a imensa crítica (por um lado os próprios inventores do termo “sindrome de asperger” reconheceram várias vezes nos seus livros que o termo era mais uma manobra de marketing, porque os pais reagem melhor a dizer “o seu filho tem sindrome de asperger” do que a dizer “o seu filho tem autismo”; por outro, a epidemia de diagnósticos de SA que apareceram depois de o diagnóstico ter sido metido no manual levantou logo muitas suspeitas que muitas pessoas que não passavam do tipico “nerd” de licei estariam a ser acidentalmente diagnosticados com asperger.

        Ou os ministérios da verdade não valem para retirar doenças dos manuais mas já valem para as incluir?

        Liked by 1 person

      • 6 Dezembro, 2019 16:11

        Eu acho que não valem pra nada.
        Mas vocês é que gostam muito de os usar enquanto argumento de autoridade quando vos é conveniente ou não. E quando vos é conveniente às causas das fragilidades mentais, é sindromas mentais pra tudo e mais alguma coisa em nome do combate à opressão da agressividade tóxica do patriacado heteronormativo xxxxfóbico …
        Quando não vos convém à retórica, então apaga-se e já não existe.

        Gostar

  3. 6 Dezembro, 2019 12:29

    “como foi possível termos colaborado com a exploração e exposição de uma criança doente?”

    Uma pessoa de 16 anos não é uma “criança” – e não me venham com a conversa que o ela ter “asperger” altera a situação, porque, creio que, se alguma coisa, as pessoas que tinham aquilo que até há uns anos era chamado de “síndrome de asperger” até tendem a ser menos influenciáveis que as pessoas normais (um dos problema delas é largamente esse – não absorvem instintivamente as normas e expetativas sociais, e precisam de as aprender por um modo intelectual e analítico, tal como se aprende uma segunda língua).

    Liked by 2 people

    • 6 Dezembro, 2019 14:06

      “um dos problema delas é largamente esse – não absorvem instintivamente as normas e expetativas sociais, e precisam de as aprender por um modo intelectual e analítico”

      Portanto por outras palavras e largando os eufemismos, são para sociopatas.

      Liked by 1 person

      • 6 Dezembro, 2019 14:38

        Não, “sociopata” não é nada disso – a palavra não tem qualquer significado “oficial” mas é (tal como “psicopata”) coloquialmente usado para designar a “perturbação de personalidade antissocial”, caracterizada por um egoísmo levada ao extremo; um sociopata/psicopata não tem dificuldade nenhuma em “absorver” e entender as normas e expetativas sociais (muitas vezes até são pessoas bastante manipuladoras e superfecialmente com grande “charme” social – o clássico con man), está é a lixar-se para elas a menos que ganhe alguma coisa com isso; já as pessoas com perturbações de espetro do autismo (vamos deixar de falar em “asperger” que isso não existe) têm dificuldade em aprender as normas sociais (inclusive perceber o significado de expressões coloquiais como “abre os olhos” ou “estão a contar espingardas”), o que não quer dizer que sejam necessariamente insensíveis às necessidades das outras pessoas (apenas não sabem – a menos que o aprendam por observação e dedução intelectual, como se fossem antropólogos numa tribo estranha – como se comportarem de forma adequada perante os outros).

        Gostar

      • 6 Dezembro, 2019 15:56

        A sociopatia não é caracterizado por um “egoismo levado ao extremo”. ERRADO

        “o que não quer dizer que sejam necessariamente insensíveis às necessidades das outras pessoas (apenas não sabem – a menos que o aprendam por observação e dedução intelectual, como se fossem antropólogos numa tribo estranho”

        Isto SIM, é o quadro básico psico-cognitivo da psico/socio-patia. E essa incapacidade instintiva empática, restritiva da ação egotistica é que os tende a levar ao resto.

        No caso da rapariga em questão revela-se pelo dramatismo manipulador exacerbado e debitado por script, e o narcisismo messianico de culto.

        Você gosta muito de falar do que existe e não existe de acordo com o que é escrito e desescrito nos “livros da verdade” não é ? O que é estranho dado a vossa tendência para o combate ao poderes hierarquicos e às suas instituições. E o facto de toda esta classificação psico-cognitiva mental andar a ser usado pelas agendas das causas pelos fragilizados. Agora que não interessa já não existe.
        Isso e tendência para andar em circulos para voltar a dizer os mesmos eufemismos.

        Liked by 1 person

      • 6 Dezembro, 2019 16:12

        “Isto SIM, é o quadro básico psico-cognitivo da psico/socio-patia.”

        Fontes para essa afirmação? Eu sempre ouvi dizer que psicopata/sociopata é uma pessoa que não se preocupa com o bem-estar dos outros (e a wikipedia portuguesa até re-dirige “sociopatatia” para “transtorno de personalidade antissocial”).

        “Você gosta muito de falar do que existe e não existe de acordo com o que é escrito e desescrito nos “livros da verdade” não é ?”

        Não podemos cada um inventar as nossas palavras, porque senão não nos entendemos.

        E voltando ao caso do asperger – se quase todos os estudos dizem que uma pessoa com “asperger” e uma pessoa com “autismo” com o mesmo nivel de desenvolvimento intelectual têm os mesmo traços (e que os casos de “aspergers” que não têm sintomas suficientes para receberem um diagnóstico de autismo tendem a ser casos tão leves que é melhor não os diagnosticar com nada), qual será a utilidade de manter um nome que até é difícil de pronunciar? Ok, há o argumento que o estereótipo social associado ao autismo e à sindrome de asperger é diferente (fala-se em autismo e pensa-se em “criança sozinha a um canto a balançar-se”, fala-se em asperger e pensa-se em “super-génio perito em computadores e matemática”), mas manter uma terminologia errada só por causa de esteriotipos que eles próprios estão errados não faz sentido nenhum, parece-me.

        Gostar

      • 6 Dezembro, 2019 16:22

        Já agora, o argumento dos tipos da APA que retiraram a Sindrome de Asperger como diagnóstico distinto:

        http://www.autismtruths.org/index.php?p=HowImplementationoftheDSMVwillImpactAutismDSMVTaskForceChairs

        In making the recommendation to delete Asperger’s disorder, the following questions were considered:

        Q.1. Have the DSM-IV diagnostic criteria for Asperger Disorder worked?
        The ‘Asperger’ label has proved popular, ‘acceptable’, and has widened recognition of autism spectrum disorder (ASD) in combination with good language and intelligence. In addition, the introduction of this diagnostic entity has achieved the intended aim of prompting research into possible differences between this and other subgroups of PDD, with more than 500 published articles on Asperger syndrome.

        1.1. Do the DSM-IV criteria work in clinical practice?

        A number of published papers have argued that the DSM-IV Asperger disorder criteria do not work in the clinic (e.g., Mayes et al., 2001; Miller & Ozonoff, 2000; Leekam, Libby, Wing, Gould & Gillberg, 2000). Specifically, key problems exist in applying the current criteria (…)

        As a result, ‘Asperger syndrome’ is used loosely with little agreement: e.g. Williams et al (2008) survey of 466 professionals reporting on 348 relevant cases, showed 44% of children given Asperger, PDD-NOS, atypical autism, or ‘other ASD’ label actually fulfilled criteria for Autistic Disorder (overall agreement between clinician’s label and DSM-IV criteria; Kappa 0.31).

        1.2. Do the DSM-IV criteria delineate a meaningful subgroup for research or practice?
        In part because of the difficulty in applying the criteria (as outlined in section 1.1.), different research groups often uses different criteria, and quality of early language milestone information is variable (Eisenmajer et al., 1996; Klin et al., 2005; Woodbury-Smith, Klin, & Volkmar, 2005). Different criteria lead to different samples being identified (see Klin et al, 2005 comparison of 3 diagnostic approaches; also Kopra et al., 2008; Woodbury-Smith et al., 2005). (…)

        Q.2. Does the existing research literature allow us to suggest new criteria to diagnose Asperger Disorder, in contrast to Autistic Disorder/ASD?

        The current clinical and research consensus appears to be that Asperger disorder is part of the autism spectrum, although with possible over-use of the term it is quite likely that other (non-ASD) types of individuals have received this label. (…)

        2.1. What are the proposed differences? How strong is the evidence?

        Several recent comprehensive reviews of the topic are available (Howlin, 2003; Macintosh & Dissanayake, 2004; Matson & Wilkins, 2008; Witwer & Lecavalier, 2008). Matson & Wilkins (2008) suggest current criteria could work if refined and supplemented. However, the research literature to date is not able to provide strong, replicated support for new or modified criteria likely to distinguish a meaningfully different group with Asperger disorder versus autism with good (current) language and IQ. Witwer and Lecavalier’s (2008) perhaps more comprehensive review concludes there is little evidence that Aspergers is distinct, and that current IQ is the main differentiating factor. Bennett et al’s (2008) follow-up study suggests that language impairment at 6-8years might have greater prognostic value than early language milestones, and Szatmari et al (2009) argue (on the basis of later developmental trajectory) for a distinction between ASD with (autism) versus without (Aspergers) structural language impairment at 6-8 years.
        The draft criteria for ASD proposed by the Neurodevelopmental disorders workgroup would include dimensions of severity that include current language functioning and intellectual level/disability.

        Q.3. If Asperger disorder does not appear in DSM-V as a separate diagnostic category, how will continuity and clarity be maintained for those with the diagnosis?
        The aim of the draft criteria is that every person who has significant impairment in social-communication and RRBI should meet appropriate diagnostic criteria. Language impairment/delay is not a necessary criterion for diagnosis of ASD, and thus anyone who shows the Asperger type pattern of good language and IQ but significantly impaired social-communication and repetitive/restricted behavior and interests, who might previously have been given the Asperger disorder diagnosis, should now meet criteria for ASD, and be described dimensionally. The workgroup aims to provide detailed symptom examples suitable for all ages and language levels, so that ASD will not be missed by clinicians in adults of average or superior IQ who are experiencing clinical levels of difficulty.

        There may be some individuals with subclinical features of Asperger/ASD who seek out a diagnosis of ‘Asperger Disorder’ in order to understand themselves better (perhaps following an autism diagnosis in a relative), rather than because of clinical-level impairment in everyday life. While such a use of the term may be close to Hans Asperger’s reference to a personality type, it is outside the scope of DSM, which explicitly concerns clinically-significant and impairing disorders. ‘Asperger-type’, like ‘Kanner-type’, may continue to be a useful shorthand for clinicians describing a constellation of features, or area of the multi-dimensional space defined by social/communication impairments, repetitive/restricted behaviour and interests, and IQ and language abilities.

        [resumindo – as pessoas que foram diagnosticadas com Asperger, ou têm os mesmo sintomas que os autistas, ou não têm sintomas suficientes para serem diagnosticados com nada]

        Gostar

  4. Manuel Assis Teixeira permalink
    6 Dezembro, 2019 12:45

    Doente e que devia estar na escola nas aulas! Como é que isto não é objecto de qualquer critica dos ayatolas do politicamente correcto esquerdista! É confrangedor ver a pobre pequena com claras dificuldades de expressão a perorar com uma cassete dentro dela! Quem está por trás disto? Quem financia e quem está a tirar proveito pessoal? Que raio de loucura colectiva é esta que leva pessoas que deviam ter senso a embarcar nesta onda! Até o Marcelo esteve quase. Foi a custo! E vem com a desculpa esfarrapada que não quis ser acusado de aproveitamento politico! Só por isso… em vez de dizer o que devia dizer ou seja que não foi porque era ridiculo ir! Era ridiculo e vexatório! Aliás estavam apenas meia dúzia de ” jovens” com as televisões a filmarem por baixo para não se ver a realidade e não mostrarem a ridicula e confrangedora presença dos deputados e do Medina!

    Liked by 5 people

    • 6 Dezembro, 2019 12:48

      Qual é o problema de ter “claras dificuldades de expressão”?

      Liked by 1 person

      • Manuel Assis Teixeira permalink
        6 Dezembro, 2019 16:18

        Ter claras dificuldades de expressão como a jovem Greta tem só significa que devia estar na escola a aprender aquilo que os jovens da idade dela aprendem na escola e quiçá a ter aulas de terapia da fala! Não é um problema para ninguém- podemos sempre mudar de canal – mas é um problema para ela!

        Liked by 4 people

    • 6 Dezembro, 2019 14:30

      Ter “incapacidade de expressão”, falta de referencias académicase e quadros psicológicos, só é importante quando serve para tentar descredibilizar menorizar ou demonizar, as opiniões, podsições, movimentos, lideres politicos que não vos interessam não é, miguelito ?

      Liked by 1 person

      • 6 Dezembro, 2019 14:47

        diga-me lá quando é que eu menorizei ou demonizei alguém por ter dificuldades de expressão; seu eu até me farto de escrever posts no meu blog a atacar a importância dada às soft skills (seguem-se 6 links que estão há espera de passar na censura do Blasfémias).

        Gostar

      • 6 Dezembro, 2019 16:25

        E que tal o miguelito primeiro abordar o que foi perguntado pelo Manuel Assis em vez de defletir e querer passar a ideia estapafurdia tipica de acefalos progressistas, de que uma miúda com 16 anos retardada e psicopática provavelmente como os pais, tem alguma capacidade para entender o mundo, quanto mais resolver hipocritamente os alegados problemas de que está tão preocupada. Como se isto tudo sobre a menina fosse um movimento espontaneo orgânico, e não antes uma gigantesca máquina de propaganda psicologica, do Poder politico e financeiro internacional.

        Liked by 2 people

      • 6 Dezembro, 2019 17:13

        mg: “E que tal o miguelito primeiro abordar o que foi perguntado pelo Manuel Assis”

        O que é que o Manuel Assis perguntou? Refere-se ao “Doente e que devia estar na escola nas aulas! Como é que isto não é objecto de qualquer critica dos ayatolas do politicamente correcto esquerdista! “?

        Se for a isso, eu até simpatizo com o un-schooling e sou contra a escolaridade obrigatória até ao 12º (de novo, bastava fazer uma pesquisa no meu blogue para perceber isso), portanto não vejo porque é que eu teria que responder a isso (e pelo menos parte da simpatia pelo un-schooling penso que não é rara entre os “ayatolas do politicamente correcto esquerdista!”).

        Liked by 1 person

      • 6 Dezembro, 2019 18:34

        “O que é que o Manuel Assis perguntou?”

        Não miguelito não é sobre as aulas e a escola. Você por acaso também está dentro “espectrum” cognitivo ?

        Tente novamente ler o comentário dele miguelito, e concentre-se nas frases que acabam com um PONTO de INTERROGAÇÂO. Isso poderá ajudá-lo a fugir da sua tentativa cognitiva dissonante de defletir sempre o que é o essencial da Questão, para o desvio do assunto em conversas spergianas redditianas da treta.
        E não, não vou ler o seu blog, não quero saber o pensa. Tem-se assim em tão alta-estima ?

        Gostar

      • 6 Dezembro, 2019 18:54

        «Você por acaso também está dentro “espectrum” cognitivo ?»

        Talvez (já me disseram “tu arranhas um bocado o asperger”). – mas suspeito que quase toda a gente que se envolve em discussões na internet é um bocado mais sperguiana que a média.

        “Tente novamente ler o comentário dele miguelito, e concentre-se nas frases que acabam com um PONTO de INTERROGAÇÂO.”

        Ah, as perguntas de quem financia e porque é que as pessoas vão atrás da causa?

        Quem financia, não sei (tal como também não sei quem financia a campanha contrária – ok, sabe-se de uns donativos de companhias petroliferas, mas deve haver muito mais); no entanto, imagino que não deve ser muito difícil descobrir (uma busca no Google não é muito fácil, porque vai aparecer montes de contra-informação de ambos os lados; mas fazendo uma filtragem posterior de acordo com os sites (escolhendo só os que inspirem confiança – o que, claro, tem uma certa subjetividade) deve-se descobir. Quanto ao motivo das contribuição para a campanha, suspeito que tenha muito de “sinalização de virtude” (talvez os financiadores sejam sociopatas/psicopatas, querendo manipular os outros e projetando uma falsa imagem de boas pessoas?).

        Quanto ao motivo para as pessoas que aderem a essas manifestações, poderá haver muitos – preocupação genuína com o problema, gosto por se dedicarem a uma causa (seja ela qual for), sinalização de virtude, talvez mesmo (sobretudo nos mais jovens) busca de oportunidades de engate, etc.

        “E não, não vou ler o seu blog, não quero saber o pensa.”

        Não parece. Ok, eu em principio metia era os links, mas como o Blasfémias censura posts com links (ainda estou à espera que libertem o meu comentário com os meus links para os posts atacando as soft skills, a “inteligência emocional” e afins), a alternativa é recomendar ir ler o post.

        Gostar

      • 6 Dezembro, 2019 18:55

        “ler o blog”, queria eu dizer?

        Gostar

      • 6 Dezembro, 2019 19:46

        “Talvez (já me disseram “tu arranhas um bocado o asperger”). – mas suspeito que quase toda a gente que se envolve em discussões na internet é um bocado mais sperguiana que a média.”

        Bem, agora é que você me tramou… LOL 🙂 . saudações e bem haja.

        Liked by 1 person

      • 6 Dezembro, 2019 20:17

        Há e quanto ao argumento da “campanha contrária”. Primeiro é um argumento de falsa equivalência. E segundo, a conjectura de que a poderosas megacorporações petroliferas com poderosos lobbies é que estão a financiar a “campanha contraria” , com humildes reuniões e poucos recursos, sem praticamente qualquer capacidade de acesso ao público geral, e praticamente inaudiveis nos mainstream media. É simplesmente tolice de quem emprenha a narrativa progressista pelos ouvidos.

        saudações sperguianas

        Gostar

    • Zé Manel Tonto permalink
      6 Dezembro, 2019 20:43

      “que devia estar na escola nas aulas”

      fosse um pai branco, cristão a proibir os seus filhos de ir às visitas de estudo de indotrinação à mesquita local, e era o fim do mundo em cuecas.

      mas como anda a berrar tretas esquerdistas tudo bem…

      Liked by 1 person

  5. Liberal de Bancada permalink
    6 Dezembro, 2019 15:15

    Um dia é um miúdo estalinista, noutro dia é a Irmã Lúcia.

    Amanhã podem compará-la ao Menino Saúl. Ele também tinha uma mensagem ambientalista a favor do bacalhau, e toda a gente lhe achava piada.

    Liked by 5 people

    • 6 Dezembro, 2019 16:37

      Essa era para a Maria … como a maria se está nas tintas para as coisas climáticas e confunde clima com climax … o Saul não tem hipótese …

      Liked by 1 person

  6. Jornaleca permalink
    6 Dezembro, 2019 20:26

    @miguelmadeira,
    é do seu conhecimento, que esteve a “discutir” com um verdadeiro sociopata, psicopata? Um cretino, que apoia a eutanásia a velhos, sem vergonha na cara?

    Falo do mg (metralhadora gáudio).
    O gajo diz, no fundo, que deus é ele. Só ele é que sabe o que é bom.

    Bom é matar seres humanos de uma certa idade. E todos que calharem. Segundo a metralhadora gáudio.

    Liked by 1 person

  7. A. R permalink
    6 Dezembro, 2019 20:50

    Pavlik Morozov é um hino à bufaria comunista: uma forma de aguentar um regime diabólico de tortura, morte e fome. Marisol é um hino á liberdade de não morrer num paseo, numa saca, ao sair da catequese ou fuzilada em Paracuellos.

    Liked by 1 person

    • 6 Dezembro, 2019 23:40

      Presumo que estejas a pensar nos “passeios” ali na Galiza…

      Gostar

      • 7 Dezembro, 2019 01:16

        Paulo Curtão venha dizer isso a um de nós cara a cara. Escolha sitio e hora. É mesmo um atrasado mental.

        Gostar

      • Paulo Valente permalink
        7 Dezembro, 2019 19:00

        Já cá faltava o tipo que não foi à escola…

        Gostar

      • A. R permalink
        7 Dezembro, 2019 12:09

        Na Galiza só a Santiago de Compostela mas se formos à Catedral de Oviedo já cheira a bombas e assassinatos comunistas “republicanos” (sim que a república se deve a vultos de direita não a sicários de Moscovo) bem antes da guerra civil que lançaram.

        As obras de Payne e “as Memórias do Comunismo” de um moderno autor Federico Jimenez LoSantos (que foi de esquerda) conta a história aos pequeninos.

        Gostar

  8. Expatriado permalink
    7 Dezembro, 2019 00:55

    Ainda ninguém reparou que a Greta está exageradamente raquítica para uma moça de, pelo que dizem, 16 anos?

    Agora acerca do Carbono, não havera por aí uma alma bondosa que lhe faça chegar um livro que explique que esse elemento é a base principal de todas as formas de vida? Sem carbono não há nada!

    Liked by 1 person

    • 7 Dezembro, 2019 01:15

      Está raquítica porque é vegetariana. Está a ficar tipo macaquinha frugívora.

      Gostar

    • 7 Dezembro, 2019 04:36

      Atenção que podemos ter uma ideia distorcida de como uma rapariga de 16 aparece na televisão, já que estamos habituados a ver atrizes de vinte e tal anos a representar raparigas de 16 anos em filmes.

      Gostar

  9. Jornaleca permalink
    7 Dezembro, 2019 01:20

    A Greta é só uma distracção. Entretanto os pais estão a encher os bolsos cheio de dinheiro.

    O fim disto tudo é a ditadura mundial, ou de uma grande parte do mundo, por um governo mundial.

    Isto nada tem de ver com saber ou ler livros, não é uma questão de estar bem informado ou não.

    A Greta é a boneca de palha. Se não for ela, é outro ou outra.

    O ambiente é só um pretexto para implementar um certa política, para poder mentir mais fácil, e chegar onde eles querem.

    A causa malvada já é muito mais velha, e vai pelo menos aos anos de 1960.

    Com ciência isto nada tem de ver, porque os defensores nada dela percebem, são burros perfeitos.

    Gostar

  10. Arlindo da Costa permalink
    7 Dezembro, 2019 02:11

    Os pastorinhos de Fátima – inocentes e lindas criancinhas – não tiveram melhor sorte.

    Sacrificaram-se pela Igreja e mais tarde foram aproveitados pelo regime fascista que como sabeis é doutrina do Cão Negro do Diabo!

    Gostar

  11. Expatriado permalink
    7 Dezembro, 2019 09:27

    Enquanto andamos distraídos com a Greta do Carbono, a Câmara Municipal de Lisboa entretem-se a passar certificados de pureza nos produtos de “consumo” que se vendem por aí.
    Seria um tema que devia fazer parte dos noticiários mas…

    Ora vejam esta sessão na Câmara para ficar a saber a quem estamos entregues.

    https://m.facebook.com/story.php?story_fbid=2627429330679471&id=1710841499004930

    Autêntica. ASAE das drogas.

    Gostar

    • Jornaleca permalink
      7 Dezembro, 2019 10:58

      Os de pureza são mais caros, não é? É para sangrar a malta putana. Especialmente a mulher moderna cai nessa. A mulher mais estragadora e mais banana.

      No lugar de ajudarem os seres humanos em Hong Kong a lutar pela liberdade deles, preocupam-se com coisas futéis.

      E aqueles que não conseguirem o tal certificado, são discriminados, não é?

      É como na Alemanha.

      Mas para mim é igual.
      Eu poupo tanto dinheiro duranto o ano, não caindo nos truques das putanas e dos que vão ao cu um do outro, que nojo.

      E a minha saúde está melhor do que a dos comunistas verdes.

      Eu gosto do que eu como e os comunistas não. LOL!!

      Pureza. Que vigarice.

      Liked by 1 person

  12. 7 Dezembro, 2019 17:29

    A inveja da Helena é doentia, a Greta tem tempo de antena, tem a razão do lado dela, e a Helena acusa-a de tudo, SAD!!!!

    Liked by 2 people

    • 8 Dezembro, 2019 01:39

      A Greta não sabe se tem ou não razão é apenas um megafone pago. Não existe emergência nenhuma, tentem baixar as célebres emissões para zero e verão que o aumento de CO2 e a temperatura continuaram a subir. Aí a sociedade humano estará tão desarticulada que viveremos um “Blade Runner” world. Que bom será poder estourar cabeças de esquerdalha sem contenção nenhuma!!!

      Gostar

      • Paulo Valente permalink
        8 Dezembro, 2019 08:39

        Não foi à escola e é decididamente psicopata.

        Gostar

    • Jornaleca permalink
      8 Dezembro, 2019 01:51

      Uma fonte credível acaba de dizer, que só mais ou menos quinze mil pessoas quiserem receber ou demonstrar em Madrid a favor da mentirosa Greta.

      Mas os jornais da esquerda podre e fascista diziam que era meio milhão. Não foi, mais uma mentira!! Que atrevimento.

      Quando um milhão de pessoas uns poucos anos atrás demonstraram em Roma a favor da vida e do bebé, os jornais da esquerda fascista italianos calaram-se, diziam, que foram só uns cem. Vejam lá, que crime!!

      Quando uma semana mais tarde, uns duzentos seres humanos, apoiantes do fascismo da esquerda, com práticas sexuais anormais foram fazer uma demonstração, também em Roma (Itália) a favor do culto da morte e das putas e da infidelidade, e a favor de matar bebeés, os mesmos jornais diziam, que eram 20.000 pessoas.

      A esquerda não quere democracia nenhuma e tem que ser proibida.

      Gostar

      • Paulo Valente permalink
        8 Dezembro, 2019 08:43

        Não foi à escola e é decididamente psicopata.

        Gostar

      • Paulo Valente permalink
        8 Dezembro, 2019 08:46

        Fonte credível: ouves vozes?
        Coitado…

        Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: