Saltar para o conteúdo

Querem segurança? Chamem os Super- Heróis da Marvel.

28 Janeiro, 2020

Fico horrorizada com tanta, mas tanta gente, a criticar as nossas forças policiais, quando sabemos que este país está cada vez mais perigoso. Senão, vejamos: Portugal é o 4º país do sul da Europa com mais homicídios; é o 5º com maior taxa de roubos da UE (2017); o 3º país europeu onde o crime mais cresceu.

Em consequência, no ano passado e só na região de Lisboa, foram agredidos 238 polícias. Repito: só na região de Lisboa! Num estudo recente fez-se o levantamento desta realidade analisando as causas, onde se concluiu, entre outras coisas, que ” se deverão maioritariamente ao sentimento de impunidade do agressor e atitude negativa face ao agente de autoridade e consequente acção policial”. Ou seja, os criminosos em Portugal sabem que estão “protegidos” por um Estado que não apoia as forças de segurança e desinveste no sector.

Mesmo sem esses estudos, qualquer cidadão atento constata esta realidade. Ao comum mortal, nada lhe é perdoado. Se tem uma multa, paga-a; se lhe pedem identificação, dá-a; se agride é julgado e vai preso; se mata, se rouba, se vandaliza, ninguém o transforma em “coitadinho”. O cidadão comum que não se distingue pela cor, pela etnia, pela cultura ou pela língua, tem de cumprir as leis deste país e mais nada. E os outros?

Bem… os outros têm atenuantes: porque são “excluídos” pela sociedade; porque são de cor diferente; porque são de etnias diferentes; porque são de culturas  e religiões diferentes. Porque, porque, porque. Logo, a priori, temos de ser mais condescendentes e reagir ao contrário: quem não se opõe às actuações policiais “contra estas vítimas sociais”, mesmo que sejam criminosos, não cumpram as leis ou desobedeçam às autoridades, é imediatamente rotulado de “xenófobo, racista, nazi” e por aí fora. É a inversão de valores em marcha e é essa inversão que está a transformar o nosso país num “ninho” para criminosos cada vez mais perigosos.

Vou lembrar que até ao apuramento de toda a verdade, ouvindo ambos os lados e respectivas testemunhas, fazendo depois o cruzamento desses depoimentos com outras provas, nada está provado. A imagem da Cláudia, com cortes e hematomas na face, tanto pode ser de agressão policial como, efectivamente, da queda ao sair do autocarro. Foi essa a conclusão de dois peritos forenses. Exemplo disso, esta foto de uma senhora no programa da SIC que ficou naquele estado ao tropeçar num  degrau. Imagine se caísse de um autocarro… 

IMG_20200127_131819

À luz da lei todos somos iguais. Ninguém é mais que alguém, só por ser maioria ou minoria. E se assim é por imposição da nossa Constituição, por que anda a Associação SOS Racismo de Mamadou Ba, juntamente com a comunicação social, a propagar ódio racista num país que nunca o  foi  e nem tolera que tal exista? Como podemos admitir que gente que fugiu dos seus países, esses sim que perseguem minorias, venham para o nosso que os acolheu e até lhes permitiu estar no nosso Parlamento instigar ao ódio racial constantemente, desencadeando uma onda de manifestações violentas contra pessoas e bens? Mas está tudo parvo?

Constituição da República Portuguesa

Como resultado dessa defesa de causas duvidosas agrediu-se brutalmente um motorista da VIMECA, que apenas cumpria o seu dever com zelo. Podemos achar que ele devia fechar os olhos à situação e perante a falta de passe não exigir o pagamento do bilhete. Porém, ele não pode nem deve fazer isso. Porquê? Porque não cumprir a lei pode trazer-lhe consequências: 1º pela entidade patronal, caso a senhora depois de prometer mostrar o passe não o fizesse e saltasse na paragem seguinte, desaparecendo sem pagar; 2º porque abrir excepções pode criar situações de abusos e outros recorrerem a esse método para não pagar, quando a lei obriga ao pagamento. Mais: o motorista não é obrigado a contrariar ordens por causa de cidadãos esquecidos. Se o fizer, fá-lo por conta e risco, mas só se ele o quiser. A sociedade não o pode obrigar a infringir a lei. Por outro lado, a senhora Cláudia tinha obrigação de acatar a decisão do motorista, de pagar, independentemente de ela dizer ou não a  verdade,  porque não cabe a essa senhora decidir o que o motorista deve ou não aceitar no exercício das suas funções.

A actuação policial perante a recusa e desobediência agressiva de Cláudia, como se pode ver no vídeo do JN, não pode ser analisada de forma vã – até porque as filmagens só mostram o fim da detenção e não o início. Pergunto: mas desde quando é que um policial tem de ser meiguinho, sem recorrer à força, com gente que se recusa a obedecer? Expliquem lá isso devagarinho para ver se eu entendo. Estamos todos em delírio, é isso? A questão fundamental é esta: se a senhora Cláudia tivesse acatado as ordens, haveria o recurso a alguma força policial ajustada àquela situação? Essa é a questão. Convém explicar isso urgentemente a Ana Gomes que teve uma lastimosa prestação pública na CMTV ao proferir declarações vergonhosas para um Estado de Direito, quando há imagens. Francamente. Eis o que diz a lei:

Código Penal (1)

Um governo que ainda antes de apurar os factos tece comentários públicos que sugerem abuso dos policiais condenando ainda antes de qualquer prova –  como também foi o caso no Jamaica -, não nos defende, não está do lado dos cidadãos. Está, isso sim, claramente   a fragilizar as  autoridades e a incentivar a criminalidade. A prova está nas estatísticas. 

Chegou o momento  de o Ministério Público actuar e vermos fechar todas as associações de causas duvidosas que promovem o racismo e a violência. Não podemos admitir que em pleno século XXI as autoridades sejam alvo de constantes ataques por imporem a lei e a ordem, pois  a continuar assim quando a sociedade precisar de ser socorrida terão de ligar aos Super-Heróis da Marvel, porque não vai haver agentes de autoridade para acudir.  

31 comentários leave one →
  1. 28 Janeiro, 2020 18:21

    “Chegou o momento de o Ministério Público actuar e vermos fechar todas as associações de causas duvidosas que promovem o racismo e a violência.”

    Claro que quando alguém do outro lado diz algo similar, vêm logo com a conversa dos snowflokes e da tirania do politicamente correto.

    Liked by 1 person

    • 28 Janeiro, 2020 19:37

      Por que é que anda toda a gente a dizer “snowflokes”?

      Dá na novela?

      Quanto ao resto, comentei no Portadaloja. quem quiser saber o que penso leia lá.

      Uma coisa são as retaliações de bando de negros; outra a pura grunhice do motorista e absoluta anormalidade a dar para o porno do chui que nem algemar uma mulher é capaz.

      Foi rebolar na lama e para dar espectáculo para a plateia.
      O motivo nem precisa de raça- bastou ver que ela era grunha para se comportar como grunho e meio sem sequer atender à criança.

      Se fossem carteiristas o motorista nem piava. Deixam entrar todos como passageiros VIP, sem precisarem de pagar nada. E só chamava a polícia se houvesse pancadaria a sério ou turista espancado e crianças espancadas (como já assisti no 28). Antes da polícia chegar costumam deixar fugir os cateiristas.

      Alguns recebem comissão pelos roubos. Como já vivi isto e denunciei na Judiciária, esta história é que não ma vendem

      Gostar

      • 28 Janeiro, 2020 20:36

        “O motivo nem precisa de raça”

        Diga-se que eu suspeito que muito alegado “racismo” policial é mesmo brutalidade não-discriminatória.

        Liked by 1 person

      • 29 Janeiro, 2020 15:33

        Pois é. Sempre foi. E são como os cavalos- sabem quem está por baixo ou quem os monta.

        Este topou que estava a lidar com uma chunga, aproveitou e deu show chunga. Andou para ali enrolado com a gorda, toda descomposta e, tanto gritava- morde, vá, morde mais! como se queixava para a plateia que ela o estava a morder.

        O video é público. A partir de agora, se tenho tempo vejo primeiro o video e nunca mais comento nada apenas por diz que disse.

        Quanto à retaliação é de bando. Chamem-lhe racista por ser bando de negros. Não chamariam racismo se fossem chineses porque os amarelos não são marginais dessa espécie de raça que se considera vítima dos brancos.

        Nem indianos. Só se inventou crime de racismo de branco contra preto.

        Gostar

  2. Weltenbummler permalink
    28 Janeiro, 2020 18:50

    enquanto não derem poder às Forças de Segurança a pretalhada continuará a transformar isto numa selva

    Liked by 4 people

    • Luis permalink
      28 Janeiro, 2020 22:44

      Diga antes, enquanto não se mudarem radicalmente as leis da imigração. O Reino Unido, por exemplo, já está a fazer distinção entre países de baixo risco e de alto risco. Os países de baixo risco são: Suíça, Noruega, Islândia, todos da UE, EUA, Canadá, Japão, Coreia do Sul, Austrália e Nova Zelândia. Estes não precisam de visto para entrar. Em Portugal insiste-se no mantra da igualdade, como se as culturas e as suas hierarquias de valores fossem todas iguais ou o risco migratório de um país rico fossse igual ao de um país pobre. E não se faz prova de rendimentos, dão-se apoios sociais sem terem um elevado número de anos de descontos, não se colocam limites à entrada de pessoas que vêm ganhar salário inferior ao salário médio. É um regabofe total.

      Liked by 4 people

      • 29 Janeiro, 2020 09:28

        Inteligência tipicamente europeia ! Portugal deixa entrar tudo e dá-lhes nacionalidade portuguêsa, UK deixa entrar portuguêses …
        Já parece a ministra temida a explicar as medidas preventivas contra o corona virus ! Só falta recomendar a “instalação dum anti-virus” !

        Liked by 2 people

  3. Viriato De Viseu permalink
    28 Janeiro, 2020 19:07

    Isto está lindo, está……

    Liked by 2 people

  4. Anónimo permalink
    28 Janeiro, 2020 19:35

    Apoiado. Também não estava lá, mas não acredito na mansidão da “Sra”.
    Ela que vá por essa Europa fora andar sem pagar nos transportes públicos e aprenda o que é racismo.

    Liked by 3 people

  5. Arlindo da Costa permalink
    28 Janeiro, 2020 20:13

    A seguir ao Vaticano e à República de S. Marino, Portugal é o país mais seguro da Europa!
    Não diga disparates!

    Gostar

    • Jornaleca permalink
      28 Janeiro, 2020 20:24

      Era (!) seguro.
      Era!!

      Agora os seus amigos andam a transformar isto numa casa de putas. Cuidado, que você não sofra qualquer dia, também. Cuidado. Muito cuidado. Especialmente, você que adora a mentira e de desinforma o pessoal.

      Liked by 3 people

    • 30 Janeiro, 2020 01:24

      LOL Arlindo! Para si um enorme LOLOLOLOL

      Gostar

  6. José Monteiro permalink
    28 Janeiro, 2020 21:34

    Eduardo Mondlane.. em comparando Moçambique (Portugal) com África do Sul (RAS).
    1951: «nós não temos uma barreira de cor ou discriminação racial no nosso país…Sou cidadão português, no meu país não temos leis de segregação…
    1954: o que não posso suportar é a falta de liberdade de expressão…
    Nascido em Lourenço Marques, educado em Johansburgo.
    Primeiro presidente da FRELIMO.

    Gostar

  7. Daniel Ferreira permalink
    28 Janeiro, 2020 21:43

    Sr. Dª Cristina,

    Avise aí a Direção de Teatro que quando querem passar clip’s de propaganda anti-policial para não filmarem o “agente” de perfil, o “schnoz” denuncia a escola do Actor.

    Obrigado!

    Gostar

  8. Luis permalink
    28 Janeiro, 2020 22:25

    Este Governo quer aprovar uma coisa chamada «livre circulação» com os Palops e Brasil. E quer fazê-lo unilateralmente. Parece que é ideia de António Costa apadrinhada pelo Prof. Marcelo. O Brasil de Dilma em 2017 disse que não estava interessado. Só Portugal e Cabo Verde insistem. Diz-se que a aprovação sera no Verão. Não vejo ninguém a falar disto em Portugal. Uma das consequências práticas será muito provavelmente a expulsão do espaço Schengen, o que custará muitos milhões ao erário público pois Portugal será obrigado a reactiva a fronteira física com Espanha e a colocar controlo de passaportes em todos os aeroportos nas viagens para a União Europeia. Outra consequência será a entrada de centenas de milhar de imigrantes sem prova de recursos financeiros, que chegarão a Portugal e não terão dinheiro para pagar uma renda nem terão emprego e muitos acabarão por entrar nas redes de imigração ilegal que colocam pessoas em países ricos, outros acabarão no mundo do crime, tráfico, prostituição, assaltos. A imagem de Portugal ficará muito manchada pela Europa fora, os emigrantes portugueses serão muito prejudicados e o cidadão comum português não ganha absolutamente nada com esta ideia radical. Sinceramente não compreendo por que motivo António Costa insiste tanto nisto! Porquê?

    Liked by 1 person

  9. José Lopes da Silva permalink
    28 Janeiro, 2020 22:27

    Acho que o motorista também caiu do autocarro

    (hum, dito assim parece parvo)

    Gostar

  10. José Lopes da Silva permalink
    28 Janeiro, 2020 22:30

    “Portugal é o quarto país do sul da Europa com o maior número de homicídios, depois da Itália, Espanha e Sérvia, segundo um relatório da Agência das Nações Unidas para a Droga e o Crime”

    Boa, Cristina! Afinal, as Nações Unidas às vezes dão jeito!

    Já agora, quantos países tem o sul da Europa?

    Gostar

    • Velho do Restelo permalink
      29 Janeiro, 2020 09:32

      Se contar com o norte de África são bué …

      Gostar

  11. Carlos Rosa permalink
    28 Janeiro, 2020 22:46

    Quem pensa que Portugal pode mudar se algum partido como o PSD ou o CDS ganhar eleições e governe sozinho ou em coligação, está redondamente enganado.
    Qualquer partido cujos dirigentes pensem que podem reformar Portugal no estado em que se encontra a sociedade portuguesa, está redondamente enganado.
    A Esquerda já prejudicou Portugal a tal ponto que isso é impossível.
    Qualquer governo que se apresente cheio de boa vontade e competência técnica não consegue aguentar-se.
    Os vícios instalados são muitos e a cultura é escassa.
    Está aqui um bico de obra. Criado pela Esquerda!
    Temos que nos ir preparando para um novo regime com forte autoridade mas escrutinado apenas por uma assembleia de notáveis amigos de Portugal e dos portugueses. Competentes com certeza!

    Até lá temos que conspirar com muito boa organização contra os inimigos de Portugal, a Esquerda.

    Liked by 2 people

    • Jornaleca permalink
      29 Janeiro, 2020 05:13

      Ninguém aqui têm como amigo, a puta e o criminoso David Rockefeller (banqueiro e membro do grupo criminoso Bilderbergers)?

      Dizem as más línguas, que o cabrão falou em 1994 à frente de uma comissão económica das Nações Putanas e Podres Unidas, cujo macaco é hoje a outra puta e traidor António Guterres.

      Ele falou assim, dizem: Estamos no começo de rupturas a nível mundial. Tudo o que nós precisamos, é uma grande crise e as nações vão aceitar a (nossa) Nova Ordem Mundial.

      Toda a malta em Portugal, dos partidos velhos, cheios de massa, obedece de livre vontade aos tais Bilderbergers. Vão ao cu do diabo.

      Só um pequeno partido (aqui) talvez não. Está para ver.

      Quer dizer, o povo tem que começar a dar porrada nas nossas putas, porque elas andam profundamente drogadas e impotentes. Portugal já deixou de ser uma nação independente. E os Bilderberges conseguiram isso, através da puta da UE.

      Uns dias atrás, o filho mais velho da rainha do Reino Unido, foi a Israel, e cumprimentou quase todos, ou todos, fora um membro. Um ser humano com grandes tomates, norte-americano, que faz parte da equipa de Trump, e é um excelente trabalhador, como Trump, que defende a nação e combate com muito sucesso, os interesses fascistas, do filho da puta, do tal filho, da rainha do Reino Unido.

      E de Boris Johnson o filho da tal rainha, também não gosta. Mas o que é que guerreiros, como nós, querem saber desse filho podre e parvo, que pôs os cornos à própria mulher e a traiu?

      As putas vão perder a guerra. Claramente.

      Gostar

      • José Lopes da Silva permalink
        31 Janeiro, 2020 10:01

        O mais engraçado nesta paranóia é ter Israel e Trump tão perto no texto e não dar pela ironia.

        Gostar

  12. Procópio permalink
    28 Janeiro, 2020 23:48

    Carlos Rosa emite uma opinião clara. O pano de fundo da falsa política acabará por de desmoronar. O pretexto que foram eleitos pelo povo deles é fraco. Conseguiram intoxicá-lo ano após ano, usam a arma da calúnia e da mentira, com o apoio miserável dos mídia e de filósofos de pacotiha, para queimar qualquer opositor.
    Os resultados estão à vista para quem quer ver.
    Há muito que preparam a vinda de gente ao monte para criar o caos social.
    Uns aproveitam a mão de obra barata, outros esperam votos e acções desesperadas para retirar proveitos. A população está sem de se poder defender, as forças de segurança são perseguidas, vilipendiadas. Cada vez mais depauperadas, a fazerem papéis ridículos.
    Vai acabar mal.

    Liked by 1 person

  13. 29 Janeiro, 2020 04:53

    Entretanto em França: Policia à cacetada com os Bombeiros.

    Gostar

    • 30 Janeiro, 2020 02:26

      Até parece que isso é de agora. Pancada entre bombeiros e polícia já eu vi há uns 15 anos, no país das Jacqueries, da Fronda, da Revolução francesa, da comuna e do Maio de 1968.

      Gostar

  14. 29 Janeiro, 2020 05:22

    Allo, é da casa do Batman ? Peço desculpa por estar a acorda-lo a estas horas da noite. É que estão a assaltar-me acasa e tenho o carro a arder, mas nem a policia nem os bombeiros me atendem o telefone .

    Liked by 1 person

  15. Beirao permalink
    29 Janeiro, 2020 09:26

    Encerrem-se todas as associações, como bem a Cristina refere, que têm como único objectivo espalhar o ódio racico contra os nacionais brancos, que pagam impostos e tudo suportam sem um aí, e, como André Ventura sugere, façam-se retornar aos seus países todas as gajas gagas do Livre e os Mamadus destiladores de ódio do Bloco. Quando deixarão os tugas de ser totós e idiotas úteis?

    Liked by 1 person

    • Velho do Restelo permalink
      29 Janeiro, 2020 09:39

      Aliás o termo “retornado” teria sido eleito palavra do ano em 1975 / 76 se na altura se fizesse esse concurso ! É só inverter o sentido das setas …

      Liked by 2 people

  16. José Reis permalink
    29 Janeiro, 2020 09:53

    Eu pergunto o que é que a chegada em catadupa de africanos acrescentaram à Europa e sobretudo a Portugal?
    Apenas o desregulamento de sociedades com regras e princípios que agora se vêem a braços com a proliferação do crime e a estratificação da violência, perante governos laxistas e distraídos, que desnacionalizaram a segurança e privatizaram a impunidade e o livre arbítrio do desmando.
    Hoje, um agente de autoridade não tem autoridade nenhuma, e entre o receio de agir em conformidade e a certeza de levar com um processo disciplinar em cima, já não sabe como reagir e actuar, perante os prós e contras dos que opinam, sempre de miras apontadas, nas condenações rápidas ora por desleixo ou por excesso de zelo.
    Aquela cidadã negra – e chamo-lhe cidadã negra para não lhe chamar outra coisa pior – desrespeitou e desobedeceu às ordens do agente policial, chamado ao local por incumprimento de uma norma fundamental de um país decente, de que não se pode andar em transportes públicos à borla sem a apresentação do respectivo passe ou bilhete, porque isto aqui não é “ó da Joana” e muito menos será “ó da Cláudia”.
    Se fosse comigo, não tenham dúvidas que aquela indivídua era manietada e algemada em três tempos, para consolação da crítica feroz dos hipócritas tolerantes, dos puritanos artificiais das igualdades e dos paladinos subsidiados que vêem racismo em todo o lado, até provavelmente num simples tabuleiro de xadrez.
    Alguém disse um dia, e com carradas de razão, “se queres conhecer um país, visita primeiro as suas prisões, porque o que se faz cá fora está espelhado lá dentro no que vês”, e se analisarmos esta frase ao detalhe ela só vem de encontro àquilo que constatamos há muito tempo, é que a maioria da população prisional no nosso país é de raça africana ou de etnia cigana, e não estão ali por racismo ou xenofobia, e muito menos por desvirtuamento ou enviesamento da justiça, estão ali a cumprir penas porque prevaricaram a lei e as boas condutas cá fora, ainda que os arregimentados do exército de bosta de Mamadou Ba, relutantemente afirmem o contrário, porque hoje em dia é uma retórica e uma narrativa que vai passando pelo crivo largo da imbecilidade e da estupidez de alguns bobos da corte.
    Será que estamos a um pequeno passo de ver acontecer aos brancos europeus o mesmo que aconteceu aos judeus perseguidos e despatriados? Já faltou mais… E se já existiu um Hitler branco, mais depressa existirá, como isto está a ficar, um Hitler negro!

    Liked by 2 people

    • João Pimenta permalink
      30 Janeiro, 2020 02:34

      Sim, porque os brancos europeus nem sequer são a esmagadora maioria e estão “despatriados”. Diga-me então qual a percentagem de negros que há na UE, em especial em Portugal, e depois veremos qual o grau de “perseguição” do branco. Basta ver os comentários à malta que vive naquele bairro da Jamaica, tratados como “privilegiados”. Por acaso parece-me que se usa a linguagem dos anos trinta mas não é propriamente em relação aos brancos. Ainda se me estivesse a falar da África do Sul…
      Quanto à sua pergunta inicial, tem boa resposta: construção civil, lavoura, mulheres e dias e empregadas de limpeza.

      Gostar

  17. João Pimenta permalink
    30 Janeiro, 2020 02:35

    Não sei como é que se pode afirmar que Portugal “é o 4º país do sul da Europa cm mais homicídios” numa curta reportagem de 2011…

    Gostar

    • Cristina Miranda permalink
      30 Janeiro, 2020 18:07

      Não sabe? Isso que escrevi é o título de uma notícia. Abra o link. Se tiver queixas a fazer, faça-o junto da fonte.

      Gostar

Deixe uma Resposta para Luis Cancelar resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: