Saltar para o conteúdo

Deus será socialista?

17 Agosto, 2020

2020. «O presidente da Confederação Nacional das Instituições de Solidariedade Social, padre Lino Maia, manifestou “preocupação” para comentar a pressão que a Ordem dos Médicos tem colocado na ministra do Trabalho, da Solidariedade e Segurança Social sobre o surto de Covid-19 no lar de Reguengos de Monsaraz. »

 

2013: «O presidente da Confederação Nacional das Instituições de Solidariedade (CNIS), padre Lino Maia, considerou esta quinta-feira urgente acabar «com a peste» da austeridade, advertindo que há muitas instituições sociais a «colapsar» face ao aumento de casos de pobreza. Lino Maia foi um dos oradores das Jornadas Parlamentares do PS em Oeiras, que terminam na sexta-feira em Sintra. Num discurso forte e muito aplaudido pelos deputados socialistas, o padre Lino Maia apresentou um panorama sombrio sobre a atual situação social portuguesa.»

30 comentários leave one →
  1. Maria José Melo permalink
    17 Agosto, 2020 20:21

    Deus, não! A Igreja é seguramente socialista já desde o Papa Leão XIII… e agora com o Papa Francisco…

    Gostar

  2. Castrol permalink
    17 Agosto, 2020 20:23

    Deus não sei, mas o padre Lino Maia é com toda a certeza!

    Nos últimos anos tem faltado liderança à Igreja Portuguesa…

    Liked by 1 person

    • Duarte de Aviz permalink
      18 Agosto, 2020 03:46

      Desculpe mas não concordo. A decisão de se vender ao dinheiro do orçamento para pagar as obras ditas sociais dos senhores abades, a autoestrada para Fátima e a manutenção das Misericórdias, foi uma decisão de alta e consciente liderança. A Igreja Católica Portuguesa vendeu-se ao primeiro poder que se dispôs a pagar. Começõu no Guterres atingiu o cume com o Sócrates. Agora não há volta a dar porque mesmo em bancarrota, os Zés que trabalham sem meter a mão no pote do dinheiro, conseguem dar teto e matar a fome a muita gemte.

      Gostar

      • lucklucky permalink
        18 Agosto, 2020 10:47

        As Misericórdias embora ligadas historicamente à moral da Igreja Católica é bom lembrar que são organizações do Estado e foram criadas pelo Estado, no caso a Monarquia pela Rainha D.Leonor.
        As Santas Casas são controladas pelo Governo não pela Igreja.

        Liked by 1 person

      • Duarte de Aviz permalink
        18 Agosto, 2020 17:06

        Olhe que não! Olhe que não! Se não fosse a Igreja Católica, os comunistas tinham engolido as misericórdias em 75 e tal como depois abocanharam os Hospitais, tinham espatifado tudo. A transição para o Orçamento do Estado é posterior, mais ligada à estratégia do peiesse corrupto de controle total. O caso de Reguengos é apenas um exemplo de uma estratégia bem sucedida.
        Grão a grão, a estratégia do corrupto PS vai fazendo a sua contagem de mortos. Desde a ponte de Entre-os-Rios quantos é que já lá vão?

        Liked by 1 person

      • 18 Agosto, 2020 17:16

        A Santa Casa da Misericórdia de Lisboa é que é de nomeação estatal e acaba por fazer de assistência social do Estado, mas em Lisboa.

        As misericórdias fora de Lisboa não têm a ver com esta nem têm de ser do Estado.

        Misericórdias é uma coisa; Santa Casa da Misericórdia de Lisboa é outra.

        Gostar

      • 18 Agosto, 2020 17:21

        Que é isso da monarquia de D. Leonor?
        ehehe

        Muito antes dela Já a Rainha Santa Isabel tinha trazido o bodo aos pobres que se manteve até muito tarde.
        Ainda há reminiscências dele em tradições populares. As Misericórdias de D. Leonor passa a ter uma função mais espiritual, afastando-se da tradição mais “herética” da antiga medieval.
        Mas fundou-as com intuito hospitalar e não há por aí Estado coisa nenhuma. É obra de caridade

        Gostar

      • 18 Agosto, 2020 17:22

        Ah, ok. Já me esquecia dos 800 anos de Ditadura em que vivemos, segundo o Lucklucky

        “:O))))))

        Gostar

      • lucklucky permalink
        19 Agosto, 2020 02:30

        “Mas fundou-as com intuito hospitalar e não há por aí Estado coisa nenhuma. É obra de caridade.”

        Como se uma coisa impedisse a outra.

        Sim. Ditadura, caso não tenhas notado o poder absolutista de boa parte dos nossos monarcas. Quando já tinham os impostos que queriam mandavam as Cortes àquela parte.

        Gostar

  3. Manuel Assis Teixeira permalink
    17 Agosto, 2020 20:57

    O que se espera afinal de sotainas? o Reverendo Lino Maia tem o mesmo discurso do Reverendo Louçã ou de outros padrecas ou acólitos tipo Daniel Oliveira! Cobardes, mentirosos, branqueadores e sectários! Lembram-se daquele bispo capelão das forças armadas o Torgal? Agora já não se revolta! Está caladinho que nem rato! Malta do piorio

    Liked by 1 person

  4. 17 Agosto, 2020 21:06

    «oradores das Jornadas Parlamentares do PS»-padre Lino Maia!
    É como aquela tonta, que numa Universidade de Verão do PSD,
    procuradora-geral adjunta Cândida Almeida no cargo de directora do Departamento Central de Investigação e Acção Penal (DCIAP), para ganhar a simpatia
    da assistência, proclamava:
    Em Portugal não há corrupção.
    Poder, sabujice & coluna vertebral.

    Liked by 1 person

  5. lucklucky permalink
    17 Agosto, 2020 21:28

    O Yes Prime MInister ensina, pesquisem no Youtube por Modernists in the Church.

    “a cross between a socialite and a socialist”

    Sempre que posto aqui o link o blogue ce ns ur @.

    Gostar

  6. JMS permalink
    17 Agosto, 2020 21:32

    Deus não, acho eu, mas o Lino Maia sim, sem sombra de dúvidas. Mais um palhaço ao serviço de Marx, Soros, Gates e escumalha quejanda. E do PS também.

    Pouco há a fazer.

    Por enquanto.

    Liked by 1 person

  7. 17 Agosto, 2020 21:41

    Este padre Lino Maia deve ser outro Melícias – convenientemente encostado ao poder socialista.

    Liked by 1 person

  8. Expatriado permalink
    17 Agosto, 2020 23:15

    Nada de anormal para que o povoléu se levante do bem-bom onde é pastoreado. Até acha bem…

    https://observador.pt/2020/08/17/vitor-escaria-saiu-do-governo-devido-a-galpgate-e-volta-como-chefe-de-gabinete-do-primeiro-ministro/

    Liked by 1 person

  9. Leunam permalink
    18 Agosto, 2020 00:07

    A Igreja católica quando não é Poder, encosta-se ao Poder.
    Haja quem me desminta.

    Gostar

    • Duarte de Aviz permalink
      18 Agosto, 2020 03:56

      No passado era ao contrário. O poder encostava-se por temer a influência da Igreja. Quem tem idade lembra-se da santa aliança do Mário Soares aos Bispos. Este fenómeno é recente. É a versão tuga do “estado social”. Mudar fraldas cheira mal e tratar de velhos também. Por esse Pt fora, movimentos ligados à Igreja mudam muitas fraldas e tratam de muitos velhos à troca de dinheiro que vai do orçamento. Muita gente trabalha pelo salário mínimo, sem greves nem sindicatos a “chatear”. Os empregos são todos por cunhas e em muitos casos o Presidente da Misericórdia tem mais “poder local” que os eleitos.
      Tudo com a bençam do senhor padre.

      Gostar

  10. Desalinhado permalink
    18 Agosto, 2020 08:10

    Deus não dorme, como sói dizer-se, mas já Mário Soares gostava de dormir a sua sesta.
    Aliás, foi um mal que se pegou, pois no PS anda tudo a dormir.
    Efectivamente, este padre Lino Maia é uma cópia do Vítor Melícias. Como a igreja já não acredita nos santos, encosta-se aos pecadores.
    Os lares ligados às misericórdias são a maior vergonha deste país. Só pensam nos lucros e nunca na dignidade humana.
    O que se passou no lar de Reguengos do Monserraz é um atentado à civilidade.
    Idosos morreram ali desidratados por falência dos rins. O maior gesto humano que possa existir é dar de beber água a alguém, e isso foi ali negado.
    Onde estão aqueles que se ofenderam há dias com os maus tratos de animais? Que acorreram em massa para salvar os ditos? Alguém os viu deslocarem-se a Reguengos de Monserraz para salvarem pessoas? Hipocrisia!
    O que ainda me choca mais é que o presidente da câmara de Reguengos, um tal de Calisto, também gere este lar, e é membro da confraria do partido socialista.
    Num país decente este autarca teria de responder perante a justiça.
    O que lhe vai acontecer? Nada.
    O conluio entre instituições, partidos políticos e governantes é um escândalo e cheira cada vez pior.
    Agora percebo, porque PS e PSD, concordaram em acabar com os debates quinzenais na Assembleia da República. É chato discutir-se isto, porque a oposição não quer ter o incómodo de perguntar e o governo não tem pachorra para estar a responder.
    Já Marcelo, o omnipresente presidente da República, que faz questão de estar em todo o lado, até no salvamento de duas jovens de morrerem afogadas numa praia algarvia, que como o próprio refere, as duas adolescentes já teriam engolido muita água, ao contrário dos idosos do lar de Reguengos que morreram por falta dela.
    Este acto heróico e corajoso de Marcelo, levará a que o próprio, no próximo dia 10 de Junho, do ano que vem, se condecore a si mesmo, com a Ordem de Mérito e Bravura.
    Eu já acredito em tudo. Um país anedótico mesmo em coisas sérias. Bem sérias!

    Liked by 1 person

    • 18 Agosto, 2020 09:24

      Claro que é isso mesmo, Não há manif, não há revolta, se fossem cães vinha tudo para a rua.

      O problema mais fundo está literalmente aí.

      No resto, todos são responsáveis, a começar pelos médicos destacados, às assistentes sociais, as que recrutam aquela gente que não sabe nada.

      Quando há quem se preocupa e trata mesmo bem um internado isso nada tem a ver com a instituição. é mérito exclusivo de boa formação moral da pessoa.

      E pode alargar o que acabei de dizer a mais que lares. Inclua aí também enfermeiras em hospitais.
      Ainda que nos hospitais haja uma coisa que estas bestas xuxas querem destruir- o orgulho por competição e tradição de uns em relação a outros.

      E é por isso que aquilo que pude observar em internamento de familiar, no Hospital de Santa Marta, nada tem a ver com a “câmara da morte”, como lhe chamam em internamento de S. José, por exemplo.
      E há médicos espantosos e há outras que só à chapada.

      E o pior nisso tudo são os sindicatos. Esses e as reivindicações corporativas vão levar a muita morte com as 35 horas+ Covid

      Gostar

    • 18 Agosto, 2020 09:32

      Isso dá água não foi só agora.
      Tenho a certeza.
      Os velhos desidratam muito facilmente. Pode mesmo ser de um dia para o outro. Com a minha familiar e mesmo tendo eu todo o cuidado, bastou febre por pneumonia para desidratar ao ponto de ter de ser internada.
      Os níveis iónicos ficam alterados e aquilo depois ataca o coração e podem morrer facilmente.

      Mas, só para que saiba, em residência daquela coisa que é só “por boas causas”, nem copos próprios tinham para lhes dar.
      Se estão acamados, tramam-se porque não lhes dão água. E são capazes de repetir para os familiares a lenga-lenga da necessidade de beberem litro e meio de água diariamente e depois, eles próprios, se derem um copo é por sorte à refeição.

      E nos hospitais nem garrafas de água existem! nem em internamentos há água! Só por moeda é que se tiram umas garrafinhas geladas.

      Isto é a maior vergonha.
      Há anos assisti a uma velhota que tinha partido uma perna e estava com diarreia- internada ainda no hospital do Desterro, a pedir para lhe irem comprar água e nenhuma das ajudantes ou enfermeiras foi.

      Disseram que não tinham autorização. E ela não tinha uma única visita. Tiveram de ser as visitas dos outros doentes a fazer “esse favor” porque o pessoal diz que não é da competência deles.

      Gostar

    • 18 Agosto, 2020 09:39

      V.s não me puxem pela língua porque vivi 10 anos disto.

      E conheço quem tenha tido a experiência directa a trabalhar em lares e tenha saído e criado esse trabalho como free-lancer, precisamente porque não aguentou.

      Para quem ainda acredita na patranha que é problema de pobres, posso garantir, porque a pessoa merece crédito e nem digo o nome pois é familiar de alguém que é ainda figura publicamente conhecida, que é tudo assim.

      Mesmo em lares da Linha- aqueles para ricos. Aqueles que chegam aos 5 mil euros/mês. A coisa é merda igual. Porque também só contratam a recibo-verde e por turnos e ainda mais barato, as mesmas ignaras sem formação que podem trabalhar em clandestinos ou empresas privadas disso.

      Estive horas a falar com a senhora para saber mais, porque já tinha visto tanto, já tinha assistido a tanto relato de horror em internamento hospitalar que me faltava o VIP.

      E o VIP mesmo Cascais/Guincho, é merda. Ela até deu o exemplo de perguntar porque é que não facultavam a missa ao domingo aos velhotes, sendo muitos católicos.

      E ela disse, nem que fosse a televisão para poderem assistir porque sempre o fizeram e isso aquece-lhes a alma.

      E a resposta de uma dessas responsáveis de lar VIP foi, “não, não vale a pena, eles já nem entendem nada”.

      Gostar

    • 18 Agosto, 2020 09:46

      Do Alentejo tenho relato e guardei o nome do lar.

      Porque aí a coisa irritou-me por outro motivo.

      Uma prof foi em visita de estudo a um desses lares que até tinha na direcção o pai de uma amiga.

      E depois fez um relato público, colectivo, com fotografias e tudo, dela e dos alunos, daquela boa experiência humana.

      E, fora o que ficou bem no retrato porque era gente que até podia ainda trabalhar e apenas estava ali porque a família despachou, perguntei-lhe como era com os acamados e doentes com parkinson e alzheimer.

      Porque isso eu sei como é. E como é difícil se forem bestas e não os colocarem em solários durante o dia e com muito ar livre.

      E ela vai e conta-me que essa parte só espreitou à distância porque a amiga contou que estão nas caves e têm mesmo de estar amarrados às camas.
      Diz que se ouvia uivos à distância.

      Pois ouve. Eu ouvi muitos desses uivos quando andei em trabalho por outros motivos e calhava de ter de fotografar detalhes em lares instalados em antigos edifícios religiosos.

      E, na altura, nem percebia. Lembro-me mesmo da misericórdia de Albufeira, pela manhã bem cedo.

      Uivos impressionantes e berros impressionantes. E a mulher que lá estava até disse que era melhor eu voltar noutra altura que enquanto estava “a tratar” aquilo era complicado e não podia…

      E noutros que entrei estavam sedados que nem “ninho de cucos”. Completamente com cérebro desligado.

      Gostar

    • lucklucky permalink
      18 Agosto, 2020 10:38

      Outro problema é a organização ou melhor desorganização/incompetência.
      Doentes que têm de ser preparado em posições para comer quem trata de dar comer é o pessoal da cozinha quem trata da mudança do posição do doente é a enfermeira se não vão á bola uma com a outra ou simplesmente não se interessam a pessoa pode ficar numa posição desconfortável à espera meia hora ou mais para chegar a comida.
      Hospital da Misericórdia…

      Gostar

      • 18 Agosto, 2020 10:49

        Pode até nem ser mudada a posição. E nem precisa de ser por não irem à bola.

        Essa estupidez de “divisão de trabalho” básico, como virar para o lado, só poder ser feito por enfermeira é besta.

        E sim. Assisti a isso. Assisti a pior.
        Uma coisa garanto. As chefias são o principal. Uma boa enfermeira chefe, daquelas conscienciosas, boa profissional e que sabe mandar, faz a diferença.

        Basta isso.
        Com os médicos a coisa é mais complicada porque não querem nunca meter foice em seara alheia, E tapam-se mutuamente na asneira.

        O corporativismo é tramado.

        Gostar

  11. João Brandão permalink
    18 Agosto, 2020 08:59

    Este Lino Maia há muito que pendurou a sotaina se abancou no topo da mesa do orçamento da S. Social.
    Não me lembro de o ouvir falar acerca dos muitos casos de corrupção das ipss’s. O que o apoquenta é a austeridade e o que importa é que alguém pague, nem que sejam os descontos de quem trabalha!

    Sá falta aparecer o das misericórdias acolitado pelo comuna do ISEG!!

    Liked by 1 person

  12. 18 Agosto, 2020 09:18

    Não meta Deus ao barulho.

    Há demasiado padres esquerdistas e outros que também se armam em “descerebrados”e esse é um problema com que também me confronto.

    Mas Deus não entra na historieta nem a Religião Católica.

    Liked by 1 person

  13. 18 Agosto, 2020 09:19

    A Venda da Palavra está no departamento do Diabo.

    Gostar

  14. vasco silveira permalink
    18 Agosto, 2020 12:33

    Cara Senhora

    “Deus será socialista ?”

    Julgo não haver esse risco: O padre Lino Maia é que tem pouco a ver com Deus.

    Para ilustrar a afirmação,conto que numa reunião, em que eu estava presente, quando o padre Lino Maia era orador, e tendo invocado o nome de Deus, de imediato se desculpou com a Sua utilização.

    Cumprimentos

    Vasco Silveira

    Gostar

  15. Leunam permalink
    18 Agosto, 2020 16:36

    A Qualidade de Vida de um País mede-se pela forma com o trata os seus doentes e os seus idosos.
    Por cá, enormes problemas de competência profissional, de desleixo, de oportunismo, de corrupção até, já para não falar de falta de humanidade, são frequentes no que aos nossos doentes e idosos diz respeito.
    Nos Hospitais, uma enorme quantidade de doentes morrem com INFECÇÕES apanhadas lá dentro e os médicos desculpam-se, encolhem os ombros e… dão os sentidos pêsames à Família enlutada !!!
    Mimam-se cães e gatos com toda a espécie de legislação, fazem-se-lhes hotéis e clínicas, dão-se-lhes alimentos “gourmê” compram-se-lhes toda a espécie de brinquedos e artefactos, desde roupinhas variadas a ninhos quentinhos e almofadados, corta-unhas e escovas especiais e… os humanos doentes e idosos tratam-se apenas com uma aparência de profissionalismo sim, mas a que falta sobretudo o sentido humanitário para com quem sofre.
    Criou-se em Portugal, uma Sociedade DESUMANA e HIPÓCRITA, neste regime gerido por pigmeus e golpistas.
    E não é por falta de dinheiro, pois para fuguetório, passeatas ao Estrangeiro, ordenados chorudos, obras desnecessárias (vejam-se alguns passeios da cidade de Lisboa a funcionarem normalmente, arrancados para fazer “bonitos” e “modernos” quando já se fala HÁ DÉCADAS num HOSPITAL COMO DEVE SER e… nada !).
    Agradeçam isso e muito mais à “palhaço-democracia” alimentada nas urnas de quatro em quatro anos por “zombis” que “não vêem um palmo à frente do nariz”.
    Com a Escola Pública a falhar redondamente e a formar gente com muito pouca Cultura Geral, que “talvez veja a árvore mas não vê seguramente a floresta”, não se pode esperar das futuras gerações senão pobreza mental.
    Todos os partidos querem é distribuir “tachos” aos seus ávidos correlegionários (olhem para o “escarraria”) e digam se não é verdade o que escrevo.
    No regime anterior (não que fosse totalmente isento de moléstias) nunca se viu tanto descaramento.
    O sistema actual está a falhar por todas as ilhargas.
    Indisciplina generalizada, amiguismo, impunidade, e muita incompetência para os cargos de responsabilidade, são por demais, quer ao nível central quer nas Autarquias.
    Todos querem andar “à vara larga”, diluem-se as responsabilidades e no fim o culpado … “foi o electricista!”.
    Olhem as “Pedreiras de Borba !”
    O que nos vale ainda é termos um Super-Homem, “pau para toda a colher”, que “tá qui tá li” sempre pronto para consolar os aflitos, os infelizes e a apoiar o Poder seja lá o que isso for. Tenho esperança de um dia o ver fardado de Bombeiro ou Socorrista, a puxar por uma mangueira ou uma maca, pois de banhista em cuecas e Nadador-Salvador já o vi !
    Resumindo:
    TEMOS DO QUE NÃO PRECISAMOS E PRECISAMOS DO QUE NÃO TEMOS !

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: