Saltar para o conteúdo

Roupas e livros proibidos

15 Janeiro, 2021

Parece que por pressão e inveja da Confederação do Comércio e Serviços, uma vez que se decretou o fecho dos estabelecimentos comerciais a CCP pressionou o governo no sentido de proibir a venda de roupas e livros por parte dos supermercado que se mantêm abertos.

E o advogado de negócios Siza Vieira veio ufano informar que o grupelho chefiado por António Costa iria definir a lista de produtos abrangidos pelas medidas de proibição de venda de produtos no âmbito do desgraçado confinamento entretanto decretado.

Em Novembro fiz um video sobre o tema dos “negócios essenciais” onde dizia coisas que se aplicam de novo neste momento:


O direito a trabalhar e ganhar a vida é sagrado. Negar a uma pessoa o seu modo de subsistência é um desrespeito de um direito humano básico.

Vem isto a propósito de o governo definir, a pretexto da covid19, o que são actividades essenciais e não-essenciais. Passamos a ter burocratas a decidir que certos negócios têm maior valor do que outros.
Alguns chegam ao ponto de criticar os empresários dos negócios ditos não-essenciais e que querem manter a sua actividade aberta durante o confinamento egoísmo, desprezo pela saúde de terceiros.

Estamos a um passo de o Estado decretar o que as pessoas estão autorizadas a comer, beber, vestir ou fazer. Ou se calhar já demos esse passo em frente (ou atrás, conforme a perspectiva).

Fazer esta distinção entre o que é essencial e não-essencial é não perceber como a economia funciona. Uma actividade não funciona isolada de outra. Tudo está interrelacionado com um número infindável de outros produtos e serviços. Um restaurante fechado implica que os seus fornecedores de bens alimentares deixam também de vender. E estes, por seu turno, deixam de comprar aos produtores.

Ou seja, declarar uma actividade como não-essencial é equivalente a dizer que todas as actividades de suporte e relacionadas são desnecessárias.

Esta cegueira burocrática dos políticos reflete-se com particular impacto nos jovens. Aqueles estudantes que para obter um dinheiro extra, pagar os estudos e sobreviver dependiam de biscates, part-times ou trabalhos informais, deixaram de um momento para o outro de ter rendimento. O estudante que servia à mesa do café, o jovem recepcionista em eventos, o universitário que prestava serviços a recibo-verde, a estudante que era lojista em horário fora de aulas, o monitor de campos de férias, a rapariga que fazia inquéritos porta-a-porta, o operador de call-center. São apenas alguns exemplos das milhares situações que os confinamentos e estados de emergência fazem levar os jovens para as filas de fome e os pedidos de assistência aos bancos alimentares.

São inúmeras as notícias sobre casos destes por essa Europa fora, mas em Portugal parece ainda uma realidade escondida.

Uma epidemia não justifica que se centralize num membro do governo a decisão sobre os modos de subsistência que são essenciais e não essenciais. Ainda por cima na certeza de que o político jamais deixará de considerar a sua ocupação a mais essencial de todas.

Este desastre poderia ser evitado se se tratassem as pessoas como adultas e não como mentecaptos. Os negócios dependem dos seus clientes e por isso têm o incentivo a tomar as medidas de protecção que entendem adequadas para o nível de risco que empresários e consumidores estão dispostos a correr.
Por mais omniscientes que sejam os funcionários do estado, ninguém melhor do que as próprias empresas sabe a forma de adaptar o seu negócio às circunstância e riscos da covid19. É precisamente por nada saberem de como o mundo funciona que os políticos mandam fechar tudo, a eito.

Mas o que é essencial para uns, não é essencial para outros.
E todos os negócios são sempre essenciais para alguém!

32 comentários leave one →
  1. Maria Sousa permalink
    15 Janeiro, 2021 11:10

    Tem toda a razão! O Estado a mandar em tudo conduz à miséria certa.

    Liked by 1 person

    • voza0db permalink
      15 Janeiro, 2021 12:18

      Como é evidente nós damos sempre preferência à Miséria Imposta do que à Miséria Própria. É mais confortável atirar as culpas para uma figura teórica como o “Estado” do que nos confrontarmos quando criamos a nossa miséria. Por isso VOTAMOS!

      Gostar

  2. voza0db permalink
    15 Janeiro, 2021 11:22

    O Telmo continua a persistir nessa ILUSÃO dos “direitos humanos”. Porquê?

    O extraordinário sucesso da OPERAÇÃO COVIDIUS – cuidadosamente planeada e treinada nos últimos anos – apenas vem REVELAR, para os escravos boçais que ainda tenham capacidade de PENSAMENTO CRÍTICO, que na realidade todas essas noções não passam disso mesmo, noções teóricas que têm como propósito último condicionar o pensamento dos escravos boçais para que estes “pensem” que são “seres humanos” e que “têm direitos”!

    Haja paciência Telmo… Já está na altura de ACORDAR PARA A REALIDADE!

    Liked by 1 person

  3. voza0db permalink
    15 Janeiro, 2021 11:28

    Este desastre poderia ser evitado se se tratassem as pessoas como adultas e não como mentecaptos.

    Outra frase que não dá para entender…

    Olhe em seu redor, e até para si se quiser fazer esse exercício, e o que observa?

    A partir do momento em que via VOTO incutem nos escravos boçais a FALSA noção de que “o meu voto conta” e que será o “ESTADO” a ter que fazer tudo pois afinal “é para isto que voto”, como é que espera que alguém queira ser RESPONSÁVEL a esse ponto de “adulto”?

    Se ouvir com atenção o berrar da manada, sempre que lhes acontece alguma coisa que os prejudica eles comportam-se como CRIANÇAS e debitam coisas do género “Alguém tem de me resolver isto!”, “Onde é que estão as autoridades que não fazem nada?!, “O Estado é que é responsável por isto!” e por aí fora.

    Por isso não me parece viável tratar CRIANÇAS como se fossem adultos!

    Liked by 1 person

  4. chipamanine permalink
    15 Janeiro, 2021 11:40

    E fantástico como os socialistas ( a esquerda em geral) enche a boca com a democracia e os direitos e ao mesmo tempo decide o que é essencial para os outros.
    Está-lhes na “massa do sangue” do alto dos seus superiores valores funcionando como uma compulsão.

    Liked by 2 people

    • lucklucky permalink
      15 Janeiro, 2021 16:29

      Até parece que são só socialistas nisto.

      Gostar

      • chipamanine permalink
        16 Janeiro, 2021 09:32

        Não são só os socialistas mas eles sobretudo e no caso especificamente os socialistas. Pode parecer mas não é e muito menos afirmei que fosse.

        Gostar

      • chipamanine permalink
        16 Janeiro, 2021 09:34

        Mas também não conheço mais ninguém que use uma batata na boca e ao mesmo tempo grite “democracia” a toda a hora como um socialista

        Gostar

  5. JgMenos permalink
    15 Janeiro, 2021 12:01

    Tudo considerado, eis o que há a fazer: … ??? … !!!

    Gostar

    • FreakOnALeash permalink
      15 Janeiro, 2021 12:06

      Esperar ver o voza0db a marchar em direcção ao parlamento com a G3 às costas.

      Gostar

      • voza0db permalink
        15 Janeiro, 2021 12:11

        Lá está… Só escravos boçais como tu é têm ideias boçais como essa!

        Deves ser daqueles que “pensa” que os terroristas de Abril fizeram o que fizeram porque queriam “dar liberdade ao Povinho para votar nos seus ditadores republicanos”!

        Liked by 1 person

    • voza0db permalink
      15 Janeiro, 2021 12:13

      É mesmo isso que deve ser feito… Se isso fosse feito superaria infinitamente o que tem sido feito até hoje.

      Gostar

      • FreakOnALeash permalink
        15 Janeiro, 2021 16:36

        Eu sou “escravo” e tu és livre!? É isso!? Explica-me a tua liberdade e a minha, por ti suposta, escravidão.
        Quanto ao 25 de Abril a minha única certeza é que o progresso que diferencia o país de hoje ao país pré 25/4/1974 é o dinheiro da UE (que os socialistas ainda deixam chegar ao povo e às empresas), o controlo da UE e a política da UE. Salazar não era o salvador mas também não era o diabo!

        Gostar

      • voza0db permalink
        15 Janeiro, 2021 18:40

        Tu deves andar a ler propaganda COVIDIANA em excesso e depois confundes os temas!

        Onde já leste eu escrever que “eu sou livre”?!

        Curiosamente foi/é esse progresso que criou as condições para que a mais recente tentativa por parte das SFD & Bilionários de MUDAR a Civilização Deles tivesse/esteja a ter este ENORME SUCESSO.

        Se o Salazar fosse vivo na altura de aderir aos milhares de milhões europeis ele também o teria feito, pois o tuga não era burro!

        A única falha grave dele foi não ter usado a DGS correcta para manter a MANADA tuga na linha!

        Gostar

  6. 15 Janeiro, 2021 12:57

    A grande pandemia é o socialismo!

    Gostar

  7. voza0db permalink
    15 Janeiro, 2021 13:20

    Os ESCRAVOS BOÇAIS já se estão a queixar que “HÁ LIBERDADE A MAIS NESTE CONFINAMENTO”!

    Uma chatice… Liberdade!

    VIVA O FASCISMO SANITÁRIO.
    VIVA A MANADA DE ESCRAVOS BOÇAIS.

    É diversão sem limites.

    Gostar

  8. voza0db permalink
    15 Janeiro, 2021 14:53

    Para o Telmo ver se ACORDA, e para os que também quem quiser arriscar o Despertar!

    Gostar

  9. André Miguel permalink
    15 Janeiro, 2021 15:05

    O que impressiona é a facilidade com que as pessoas aceitam que um político lhes diga que a sua profissão não é essencial e por isso perde o direito à subsistência. É por demais surreal! Só visto… se isto não acabar mal mais vale extinguir já a raça humana.

    Liked by 1 person

    • voza0db permalink
      15 Janeiro, 2021 15:52

      As SFD & Bilionários não querem isso… Querem apenas abater um número adequado de cabeças de gado (sempre superior a 1.000.000.000) para que assim tenham mais hipóteses de poderem continuar a ter uma EXCELENTE VIDINHA neste Planeta, agora que o delírio de emigrar para Marte se despenhou!

      E a OPERAÇÃO COVIDIUS é apenas a 1ª, e tem corrido maravilhosamente bem.

      Gostar

  10. Expatriado permalink
    15 Janeiro, 2021 15:32

    Não será estranho que não se possam, para além da já conhecida proibição aos vídeos do YouTube, também publicar vídeos do Facebook? Tentei partilhar o último “Think Tank” do Camilo Lourenço e… nem foi para a “visão prévia”.
    Até parece que não estamos na era digital. É pena.

    Gostar

  11. voza0db permalink
    15 Janeiro, 2021 15:41

    Em Itália, no México e provavelmente em mais locais, os escravos dos restaurantes (donos e funcionários) juntaram-se e vão fazer DESOBEDIÊNCIA CIVIL às ordens dos fascistas sanitários para encerrarem…

    Por cá… Já estão todos fechadinhos!

    E nem um zurro de protesto se ouve, excepto o tradicional zurro “o governo tem de nos dar dinheiro”!

    Liked by 1 person

  12. Joe Bernard permalink
    15 Janeiro, 2021 16:42

    A sovietização de Portugal!!!
    Uma vergonha.
    E tudo ou quase, caladinho!

    Gostar

  13. Ana Vasconcelos permalink
    15 Janeiro, 2021 17:26

    Se não se puderem comprar certos bens estamos a dar cabo das industrias, por exemplo testeis, porque não têm como escoar a produção

    Gostar

  14. sam permalink
    15 Janeiro, 2021 23:19

    Alguém que explique ao Telmo como se fazem compras online.

    Gostar

    • voza0db permalink
      17 Janeiro, 2021 14:18

      Pena que não temos agora outro evento SOLAR como o de 1859 só para te foder e às tuas compras na WWW!

      Gostar

  15. chipamanine permalink
    16 Janeiro, 2021 09:41

    Alguém que explique ao sam que milhões de portugueses não tem sequer internet. E não vale andar a espingardar. O governo disse que 200 mil alunos não teriam acesso a aulas online por falta tanto da ligação como de pcs para eles. Vc também é um dos 1milhão e 800 mil que já desactivou aquela aplicação “obrigatória” do Kosta?

    Gostar

    • sam permalink
      16 Janeiro, 2021 10:24

      “Alguém que explique ao sam que milhões de portugueses não tem sequer internet.”

      Alguém que explique ao chipamanine que, para esses milhões, os bens essenciais já estão definidos há muito: encontram-se na horta e na farmácia.

      O que não vale é vir argumentar, como o Telmo faz, sem assumir que o comércio em lojas físicas está em grande medida condenado e que a pandemia só veio acelerar o processo. E que não são as decisões do governo, por mais arbitrárias que sejam, que vão fazer grande diferença.

      Gostar

    • voza0db permalink
      17 Janeiro, 2021 14:32

      A realidade é que existiram quase 3.000.000 de idiotas que instalaram aquela tanga!

      Gostar

  16. Joao Lopes permalink
    16 Janeiro, 2021 20:10

    Infelizmente o povo está adormecido. Nem sequer vai acordar quando a fome apertar. A campanha do medo surtiu efeito.

    Gostar

  17. Joao Lopes permalink
    16 Janeiro, 2021 20:29

    Estive está semana na Holanda em trabalho. Tive a oportunidade de falar com diversas pessoas que têm negócios e que também se estão a ver confrontados com esta ditadura sanitária. O sentimento de revolta é similar ao meu, que durante quase toda a minha vida laboral trabalhei por conta própria: fartos de alimentar chulos e indignados com estas restrições que só servem interesses obscuros.

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: