Saltar para o conteúdo

A derrota da realidade virtual

25 Janeiro, 2021

A minha análise destas eleições para o Observador:« Desde já declaro que concordo com todas as análises que garantem uma coisa e o seu contrário sobre a reconfiguração da direita; o sucesso ou o insucesso da candidatura de Pedro Nuno Santos à liderança do PS à luz do fraco resultado de Ana Gomes; o norte ou desnorte da candidatura de Marisa Matias que passou a campanha a propor a ilegalização de um partido cujo candidato conseguiu nestas eleições o triplo de votos que ela, Marisa, obteve. Tudo me parece possível mas o que me interessa é o país invisível que votou André Ventura. Um país que não se vê. Um país que foi destratado nesta campanha.

A fazer fé naquilo que jornais, rádios e televisões nos garantem há semanas, Beja, Castelo Branco, Viseu, Guarda, Santarém, Vila Real, Bragança e Madeira estão a abarrotar de fascistas. Legiões deles. Extremistas.

Não conhecem estes fascistas? São gente que vive com baixos rendimentos. Lêem poucos livros e certamente nenhum que tenha a ver com o fascismo.

Tudo o que fazem e dizem parece mal ao país que se acha certo e cheio de razão. E que diz que eles são fascistas. De extrema-direita. Que são um problema.

Coitados destes perigosos extremistas. Para irem ao médico, à escola, às compras… precisam de ter carro mas agora explicam-lhes que as suas viaturas em segunda, terceira e sabe-se lá que mão não são amigas do ambiente.

Matavam um porco mas agora dizem-lhes que o país sustentável é vegetariano.

Roubaram-lhes os dispositivos de rega que tinham instalado num terreno mas nem vale a pena apresentarem queixa. Aliás, isso de chamar a polícia que em muitos destes locais que abarrotam de fascistas é a GNR é uma força de expressão: os postos da guarda fecham à noite, as viaturas não andam e os agentes volta e meia declaram que não têm meios para intervir. (Sabem, nesse país que fica longe a noite é mesmo noite, o isolamento é mesmo isolamento e quando a GNR declara que não tem meios para intervir, optar por pintar os lábios de vermelho e vir fazer carantonhas para as redes sociais não funciona). Estas pessoas não vêem as suas vidas nas notícias. Só servem para fazer de povo nos programas de entretenimento.

Hoje votaram no Ventura? Sim, mas tal como lhe deram o voto tiram-lho. Mas há que os ouvir.»

28 comentários leave one →
  1. Manuel Assis Teixeira permalink
    25 Janeiro, 2021 18:12

    Muito bom! Nem vale a pena mais com

    Gostar

  2. 25 Janeiro, 2021 18:15

    Está muito bom

    Aquela passagem da Marisa que passou a campanha a pedir a ilegalização de um que teve o triplo dos votos dela é o máximo-
    E é a realidade da Esquerda. Não se enxergam.

    Liked by 4 people

    • LTR permalink
      25 Janeiro, 2021 18:43

      Há dias apareceu na TV um semi-exilado do BE a dizer sem se rir que o Chega tinha um espaço na TV muito desproporcional ao seu peso. A primeira coisa que me veio à cabeça foram os anos de programas com o Mário Crespo na SICN onde as figuras da agremiação foram cozinhadas uma por uma durante o paleolítico do partido, infestando aquilo tudo a torto e a direito, mais a loura e o deputado unipessoal na qualidade de intelectual.

      Liked by 3 people

      • 25 Janeiro, 2021 18:49

        ehehe
        Eles não se enxergam, mesmo. É aquela ideia de fariseus que se julgam eleitos por superioridade moral.

        Liked by 2 people

    • Zacarias permalink
      25 Janeiro, 2021 20:14

      Mesmo na “mouche”.

      Gostar

  3. Luís Manuel da Costa Gonçalves Pombo permalink
    25 Janeiro, 2021 19:15

    Artigo fantástico.
    Tenho mesmo pena de não ter sido eu a, assiná-lo.

    Gostar

  4. 25 Janeiro, 2021 19:25

    Suspeito que o povo tuga esteja mais civilizado. Noutros tempos havia uns quantos que desenhavam “pirilaus” nos boletins de voto, agora votam no Tino!
    É sem dúvida uma forma mais civilizada de “voto nulo”, e ainda ajudam a fazer feliz uma família …

    Liked by 1 person

  5. 25 Janeiro, 2021 19:37

    Muita dessa gente, de manhã cedo, veste um fato de oleado e vai para as obras ou despejar contentores de lixo.
    No caminho, ouvem na rádio apelos de outros, que não tiram o pijama de manhã à noite, a fazerem apelos a que fiquem em casa e a comentar o que vai ser o seu “responsável” dia.
    Isso irrita-os e, por isso, querem ser “fascistas”.

    Gostar

  6. lucklucky permalink
    25 Janeiro, 2021 19:38

    A discriminação do Jornalismo Marxista está em força.
    Mais uma vez nota-se que não foram nem estão no jornalismo para informar mas para pregar a virtude e censurar o pecado.

    Liked by 4 people

    • Zacarias permalink
      25 Janeiro, 2021 20:17

      O mais insidiosamente faccioso é o Anselmo Crespo. O diretor de informação da TVI. Parece que se diz “jornalista”!!

      Gostar

  7. 25 Janeiro, 2021 19:57

    https://expresso.pt/presidenciais2021/2021-01-25-O-que-levou-28.404-alentejanos-a-votar-em-Ventura–Abandono-protesto-e-percecoes-de-realidade?fbclid=IwAR0BEtVo7g4GngvQjKcEUtN5uA93qkJ0DwMrImi5wA9Jd7pGA71E6TXkWtk

    É este o tipo de artigos com pouco lastro sobre a realidade, com muito lastro na opinião publicada e com mais lastro ainda nalgum sentimento de revolta entre todos aqueles portugueses que, já idos os tempos de programas meritórios como os do sempre pouco recordado Michel Giacometti, gostariam hoje de ser mais do que figurantes que fazem o papel de povo em documentários sobre o país turístico e em novelas da TVI.
    Eis que a narrativa da esquerda publicada já se apressa a ficar estabelecida. Que mal tem que se baseie na comparação simples e simplista de quadros de resultados eleitorais. E que mal tem que estes resultados sejam de legislativas e de presidenciais?
    Quanto aos informantes a jornalista arranjou 3:
    1.- O comunista Caeiros de Castro que parece esquecer-se que a revolta dos camponeses da sua vila assentava, há décadas atrás, nos mesmos problemas de humilhação, desemprego e dificuldades em sobreviver que os deserdados de agora sentem.
    2.- A bibliotecária de Moura que perguntou aos patrões se estavam disponíveis para empregar ciganos e não questionou a sua resposta.
    3.- O comendador de Ferreira que reconhece que paga mal aos seus trabalhadores, mas que se esquece de referir o ritmo de trabalho frenético durante horas esquecidas sob um ‘calor ananases’ (Os ananases, tal como as uvas sem grainhas, também se plantam em estufas, só que no Açores…).
    E então é isto: com uma direita dos interesses que mal os trata, quem precisará de uma esquerda que assim os defende?

    Liked by 1 person

  8. Olympus Mons permalink
    25 Janeiro, 2021 20:51

    Pelo menos nota-se que já não se riem tanto, já não reviram tanto os olhos, para dizer a verdade começo a ver uma gotinha de suor na sobrancelha…nice!
    https://barradeferro.blogs.sapo.pt/o-pais-ganhou-costa-e-constanca-cunha-84469

    Liked by 2 people

    • Perigoso Neoliberal permalink
      26 Janeiro, 2021 04:30

      Não sei que merda fiz aqui para que a minha resposta ao teu post ficasse como comentário ao post principal…enfim…

      Gostar

  9. André Miguel permalink
    25 Janeiro, 2021 20:56

    O argumento agora é que os votantes do Chega são todos labregos e ignorantes. O politiquês tuga continua como no Sec.XIX: a não enxergar mais além do eixo Chiado-Principe Real. Mas os outros é que são labregos! Continuem que vão por bom caminho.

    Liked by 3 people

  10. João Brandão permalink
    25 Janeiro, 2021 21:18

    Cumprimento HM por este texto clarividentíssimo que vem mais uma vez mostrar como a esquerda inútil e parasitária, leia-se de, pcp, pêisse e não só, apoucou e continua a apoucar, material e socialmente, aqueles que diz defender com o beneplácito colaborativo da figura que ganhou as eleições, cujo comportamento enquanto PR me enojou de tal modo que sinto repulsa em escrever o seu nome.

    As pessoas que se situam naquela faixa eleitoral são ‘apenas’ vítimas das acções da mesma esquerda inútil e parasitária que os despreza e vitupera, tal como a mesma figura que ganhou as eleições que não se exime de vergonhosamente menosprezar e desconsiderar essa faixa eleitoral, adjectivando o seu eleito de populista.

    Foi aquele apoucamento fundamentalmente conseguido com a ajuda de duas classes profissionais que actualmente se deixaram deslizar para uma função abominável, a de condicionar e moldar o modo de pensar das pessoas. Refiro-me aos grupos profissionais dos professores e dos ‘jornalistas’, que em vez de exercerem uma profissão com ética, passaram a exercer uma actividade de militância ideológica de matriz marxista.

    Liked by 2 people

  11. Portuga permalink
    25 Janeiro, 2021 23:32

    Espero que esta gente de esquerda progressista de meia-tigela tenha aprendido a lição e deixe de chamar fascistas e xenófobos a meio milhão de portugueses que votaram no AV.

    Liked by 1 person

    • Perigoso Neoliberal permalink
      26 Janeiro, 2021 04:36

      Cá pra mim, a julgar pelo que essa gente de esquerda fez e continua a fszer nos EUA e Brasil, vão carregar ainda mais. O rasgar de vestes, a gritaria, os insultos, enfim, o novo CDS (Chega Derangement Syndrome) e, inadvertidamente ou não, a publicidade gratuita ao Ventura, só vão piorar.

      Liked by 1 person

  12. Perigoso Neoliberal permalink
    26 Janeiro, 2021 04:27

    Bela análise, Mons.
    Duas notas:
    1. Não estou tão otimista quanto ao teu prognóstico de que em breve IL, CDS e CH tenham 20% dos votos. Como bem salientas, Portugal está tão enviesado à esquerda que mete dó. E já dizia o sábio Medina Carreira, temos uma maioria da população dependente direta ou indiretamente do Estado (e que, por isso, quer manter o status quo PS-PSD). E acrescento eu, mais um pedaço da população que acredita mesmo nas balelas que lhes vendem os canhotos de todas as sortes. Além disso, o sistema eleitoral penaliza a fragmentação. Espero que tenhas razão e que sejam mais de 20% e que sirvam pra começar a mudar alguma coisa. Mas duvido. Muito.

    Consegues ouvir a CCeS mais do que 5 segundos? Eu sou imediatamente acometido de um espasmo na mão que segira o comando da TV que me faz mudar de canal freneticamente.

    Gostar

  13. Duarte de Aviz permalink
    26 Janeiro, 2021 05:00

    Na mouche Helena. Este era o discurso que o Ventura devia ter feito no Domigo à noite, Serenamente, agradecer aos portugueses patriotas que ainda não desitiram de Portugal. Mas o pé ainda lhe puxa para o chinelo do discurso futeboleiro… MAs está bem. Ele é inteligente e vai aprendendo.
    P.S. Faltam na sua lista, Évora, Leiria, Setubal e Algarve, para completar a lista onde o voto Patriota ficou em segundo lugar.

    Gostar

  14. chipamanine permalink
    26 Janeiro, 2021 08:00

    Se as pessoas quiserem ter um bocadinho de noção da realidade do que se está a passar é só pintarem um mapa dos concelhos onde o AV foi segundo na votação. Tirando o Porto e um bocadinho mais a norte, Coimbra e Lisboa ( e mesmo nesta alguns concelhos) foi sempre segundo.
    A grande contribuição para este sucesso foi em primeira instância e logo de princípio terem chamado ao Chega e ao AV de xenófobo racista “fássista” de extrema-direita.
    A segunda maior contribuição foi dada sobretudo pela Marisinha e a histérica Gomes ao repetirem que queriam ilegalizar o partido.
    A despeito de eu pensar que muito daquilo no partido não passa de “popularucho” sem um conteúdo programático bem definido e sobretudo sem uma estrutura montada como partido, o facto de o terem demonizado sem substância definida, só porque sim, para a extrema-esquerda contribuiu em muito para o seu resultado.
    Mas a extrema-esquerda, o BE e o PCP sobretudo tinham razão em temer o AV. Eles sabem que o seu eleitorado vota na “extrema” independentemente de ser supostamente esquerda ou direita. A votação no Alentejo é o sinal evidente disso, atirando o PCP / João Ferreira para terceiro e a Marisinha para a sua insignificância de ser o partido dos caviar citadinos.

    Liked by 1 person

    • Andre Miguel permalink
      26 Janeiro, 2021 09:03

      chipamanine,
      O Chega ainda está verde e por isso comete muitos erros, nomeadamente resvalar para o discurso popularucho.
      Tenhamos paciencia. Veja-se o exemplo do Vox em Espanha, nos primeiros anos passou pelo mesmo e hoje está consolidado com terceira força politica e o PP, quer queira quer nao, terá de contar com ele para voltar a ser governo (como ja acontece em algumas regioes autonomas).
      Creio que nas proximas legistativas vamos ter muitas surpresas…

      Liked by 1 person

      • chipamanine permalink
        26 Janeiro, 2021 09:22

        Andre
        A minha visão é a que eu consigo enxergar até ao presente. Não sou filho do Zandinga para prever o futuro.
        Quem sabe no futuro se estruture, ganhe massa critica e alguma substância.
        Vamos ver.

        Liked by 1 person

    • Ze Manel Tonto permalink
      26 Janeiro, 2021 16:42

      No distrito de Lisboa Ventura ficou em segundo em todos os concelhos, excepto Lisboa, Oeiras e Amadora.
      Sintra e Cascais devem ser concelhos de labregos sem estudos.
      Depois do racistas, essa vai ser a segunda melhor atoarda para mandarem.

      Gostar

  15. Desalinhado permalink
    26 Janeiro, 2021 09:00

    Como diz António Barreto: “O nosso regime democrático e a nossa cultura política estão a deixar demasiada gente para trás. André Ventura não é o bólide dos fascistas – é o carro-vassoura dos abandonados pelo sistema”.
    Os “sondajeiros” das marés, em articulação com os jornais e televisões formatados, estão a ser ultrapassados pelos novos acontecimentos, que não sabendo como os explicar, preferem antes ignorá-los ou até dissimulá-los, já que os apoios que recebem do Estado para lhes evitar as falências e a desacreditação, falam mais alto do que qualquer assomo desobediente de imparcialidade.
    Estes nojentos da confraria da cartilha podem continuar a bramir à vontade contra André Ventura e o Chega, fazerem ataques cerrados e sistemáticos à sua luta, porque o povo já percebeu que o Chega é o único partido que não gosta do estado lamacento a que a política portuguesa chegou.

    Liked by 2 people

  16. 26 Janeiro, 2021 10:38

    Cara Helena, a descrição das caracteristicas sociológicas do Chega é interessante, como certamente seria a dos apoiantes da Ana Gomes mas não me parece o mais importante.
    Tenho familiares e amigos em ambos os campos e tento perceber os respetivos pontos de vista, mas não consigo convencê-los que estão a ser vitimas da mesma ilusão proto-fascista de que precisamos de esclarecidos para nos governar.Faço votos de que possa usar os sons de escrita para me ajudar nessa tarefa. Entretanto, deixo o mote: Ana Gomes e Ventura, qual Chaves e Péron, são duas faces da mesma moeda falsa, que destruiu os dois países mais ricos da América Latina.

    Gostar

  17. Max Cady 128 permalink
    26 Janeiro, 2021 10:48

    É a triste táctica que esquerda portuguesa importou dos States. Desumanizar quem discorda da retórica de esquerda / comunicação social. Ironicamente mais divisivo do qualquer Tweet do Donald Trump.

    Gostar

  18. Artista Português permalink
    26 Janeiro, 2021 15:40

    Ponto prévio: gosto muito de ciganos. Ainda são eles quem me faz manter o ego. Ando à moda graças a eles. Se não fossem eles, como é que eu – reformado – podia vestir uma lacoste ao domingo e botar figura? Comprando uma lacoste na loja, lá se ia metade da minha pensão. Assim, nas feiras, consigo comprá-las a 10 páus (podendo à beira do fecho comprá-las ainda mais baratas).
    Não quer isto dizer que só por causa do meu ego, toda a gente tem de gostar de ciganos. Vivo no Alentejo e de cada vez que eles montam acampamento à entrada da vila, os assaltos às casas começam a acontecer. Os assaltados queixam-se na polícia e o resultado é o mesmo: viu? alguém viu e pode testemunhar? foram apanhados em flagrante? É claro que não! Assim, respondem-nos, não podemos fazer nada. É a lei!
    Estas são as leis fabricadas na casa da democracia. Já Bismarck dizia que leis e salsichas o melhor é não ver como são feitas…. E queixam-se que o Chega tem mais votos no Alentejo do que o partido dos trabalhadores!? Os alentejanos têm mais ódio aos ciganos do que aos latifundiários! Talvez porque ainda não tenha sido assaltado e por continuar a andar à moda, continuo a gostar de ciganos.

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: