Saltar para o conteúdo

Vírus e histeria colectiva

14 Fevereiro, 2021

Dispensam-se os qualificativos de “negacionismo” e “irresponsabilidade” assim como toda a bazófia e ladaínha ridícula dos membros da seita covidista. Apenas se recorda aqui, a seguir, um fenómeno de histeria colectiva que ocorreu em Maio de 2006 no nosso país exponenciado pela popularidade, à época, da série televisiva “Morangos com Açúcar”.

Em baixo um excerto do epísódio que esteve na origem do fecho de diversas escolas e no atendimento hospitalar a mais de trezentos estudantes:

E recortes de imprensa dessa data:

11 comentários leave one →
  1. Helena Rodrigues permalink
    14 Fevereiro, 2021 19:36

    Quanta razão!!!!! Alguém grite bem alto:” O rei vai nu”.

    Gostar

  2. voza0db permalink
    14 Fevereiro, 2021 19:42

    Diversão!

    Agora estamos na mesma… “vírus” a fingir, PCR a fingir, máscara a fingir, vacinas a fingir, modelos a fingir.

    A única coisa que não é a fingir é a CHACINA PRESIDENCIAL. Mas como a manada tuga está a gostar, todos continuam a FINGIR!

    Vamos lá é continuar a infectar via vacina milagrosa os velhos e depois ficamos admirados com os “surtos”!

    Liked by 2 people

  3. voza0db permalink
    14 Fevereiro, 2021 19:44

    Este artigo é só mais um que COMPROVA a seguinte realidade…

    Gostar

  4. chipamanine permalink
    15 Fevereiro, 2021 07:50

    A vacina da gripe (sem covid) nunca evitou surtos dela. E nem isso é função de qualquer vacina. Elas servem para “despoletar” o sistema imunitário para que quando a infeção se der já se ter algumas defesas e assim “em média” o desenvolvimento de casos graves seja muitíssimo menor.
    As vacinas nunca foram milagres. Apenas uma forma de evitar males maiores no maior número de pessoas. A eficácia delas é medida nisso e nunca no facto de uma pessoa que tome a vacina deixe de ter a infeção.
    “Naturalmente” (ou talvez não) os lares em que ela foi administrada relaxaram as medidas de proteção. Os trabalhadores desses lares uma vez tomada a vacina “acharam” que “nunca jamais” teriam a doença. E pior que isso que não seriam “transportadores” do virus novamente para dentro dos lares.
    A burrice ou a ignorância, nem as duas maldosamente juntas desculpam o aproveitamento que se faz que essa burrice e ignorância provoca.
    Vamos supor a vacina da Pfiser com 95% nos estudos clínicos mas que na pratica na população sempre baixa –que seja 90%.
    Num lar de 70 idosos e 30 funcionários todos eles vacinados 90% desenvolveram níveis de anticorpos suficientes para não desenvolverem os casos mais graves de infeção.
    Quase inevitável que os 30 funcionários sendo mais novos e sem comorbilidades desenvolveram quase todos esses anticorpos Mesmo assim vamos assumir que a dois não foi eficaz o suficiente. Ou seja, dos 70 idosos com comorbilidades 63 (90%)-2=61 vão se infectar com sinais vísíveis de infeção (e testes). Na maioria deles como o seu sistema imunitário já está “alertado” e já tem algum nível de anticorpos é provável (dependendo das suas comorbilidades) que a grande maioria desses 61 não venha a desenvolver as formas mais graves da infeção. A maioria mas não quase todos como antes acontecia.
    Os surtos assim sempre existirão ( e muitos mais enquanto na sociedade houver a circulação do vírus). O que interessa são as suas consequências, ou seja do não desenvolvimento de formas mais graves da infeção que não mande a grande maioria deles……para o hospital internados, nestes não os mande uma boa parte para as UCI e destes não os mande “pró reino dos céus”.
    Não sei se é preciso fazer desenhos às pessoas para elas entenderem uma coisa tão simples como esta.
    Uma parte desta “culpa desinformativa” cabe ao poder político e outra bem grande à comunicação social que apresentam as coisas de forma milagrosa que faz com que um povo dedicado á ignorância militantemente “encarne” a burrice como verdade.

    Gostar

    • voza0db permalink
      15 Fevereiro, 2021 10:39

      Bom… desde o início desta operação COVIDIUS que a nova entrada na base de dados de RNA etiquetada de “SARS-CoV-2” mostrou ser incapaz de matar animais umanos independentemente da IDADE…

      E continua a ser o que sempre foi… uma entrada numa base de dados, sem qualquer validação real.

      De resto a parte mais DIVERTIDA das vacinas milagrosas é quando MATAM o animal infectado artificialmente (como o caso da tipa do IPO Porto e tantos outros por aí fora, é ironicamente divertido!)

      De resto a OPERAÇÃO COVIDIUS está a correr maravilhosamente bem,

      Já o RNA não é capaz de surpreender!

      Gostar

  5. 15 Fevereiro, 2021 09:44

    Por seita covidista suponho que se esteja a referir à sua e à dos que o acompanham como esse gatafunho que apareceu logo.

    Gostar

    • 15 Fevereiro, 2021 10:29

      O xanfrado resolveu publicar aqui o “album de família”! Aposto que ele está sentado à direita da 5ª velha (ponta esquerda).
      Alguém sabe o que aconteceu ao artigo da Cristina Miranda de 11-02-2021, sobre “O linchamento … da Drª Margarida Oliveira” ?
      Volta e meia os artigos da CM desaparecem, depois voltam ou não.
      Este desapareceu no dia seguinte e ainda não voltou …

      Liked by 1 person

      • 15 Fevereiro, 2021 12:33

        Deve ter sido “vetado” pelo grupo, como disse o analfa-mor daquilo, quando e auto-extinguiram
        ehehehe

        Gostar

      • chipamanine permalink
        15 Fevereiro, 2021 16:53

        E nem vale a pena ser tão rasteiro e simplista numa explicação para ver se esta gente entende o mínimo dos mínimos. Eles são cientistas moleculares, virulogistas epidemiologistas ao mesmo tempo

        Gostar

  6. FGCosta permalink
    15 Fevereiro, 2021 12:28

    Lembro-me bem desse caso. Na altura eu fazia urgências no hospital de Cantanhede e, uma bela tarde, apareceu uma carrinha com 12 a 15 adolescentes do liceu local, todos com comichões estranhas e sintomas anacrónicos. Ao princípio fiquei algo perplexo, até que a administrativa me contou a história do episódio dos morangos e que já no dia anterior tinha sucedido o mesmo.
    Resta-me a dúvida se foram os episódios dos morangos que passaram a ter versão para adultos, ou se os adultos que passaram a ser adolescentes…

    Gostar

  7. André Silva permalink
    15 Fevereiro, 2021 16:51

    As comichões delas eram no pito e para muitas ainda não passou.

    Gostar

Deixe uma Resposta para chipamanine Cancelar resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: