Saltar para o conteúdo

Só não sintam vergonha por tomarem a vacina

6 Dezembro, 2021

Não há motivo para se envergonharem de terem tomado a vacina. Eu sei que o entusiasmo de receber uma droga experimental grátis, paga com o desemprego e cancros por diagnosticar, leva a que queiramos que o resto do mundo sinta a mesma transcendência que sentimos, mas nem todos estão preparados para providenciar a benção dos vossos actos com narcóticos através da participação obrigatória nessas actividades recreativas.

Bem sei que se todos lambessem a tampa da sanita não teríamos que andar às escondidas a sentirmo-nos oprimidos por uma sociedade que nos condena, mas estamos no século XXI e esses assuntos já não são tabu. Podeis lamber a tampa da sanita da big pharma tranquilamente sem precisar de anunciar ao mundo a obrigatoriedade para todos que legitimaria os early adopters, que os faria sentirem-se bem com esse salto de fé para uma religião de obscurantismo.

Houve um tempo em que fez sentido falar de liberalismo, liberdade e coisas bonitas de jardins floridos, mas hoje, que já se assimilou que bancos de jardim são para estarem vedados sob risco de pessoas mostrarem sinais exteriores de vida, o próprio termo já só tem significado como farsa. As escolas estão cheias de crianças e adolescentes mascarados, desprovidos de identidade, mesclados num “eu” colectivo de resignação à anódina existência de pacientes em potência. Agentes de contaminação. O ser humano como destruidor da humanidade por desprovido de fé na “ciência” estabelecida por evangelistas de TV, uma Igreja Universal do Reino da Pfizer com bispos e diáconos que apregoam as virtudes públicas que asseguram a riqueza necessária para os vícios privados.

Se até o lotus pode desabrochar na lama, qualquer um pode obter a luz que o conduza à plenitude da existência. Mas há, porém, um caminho a percorrer e esse é, inevitavelmente, um caminho individual. Ou como diziam os árabes antigos, a palavra é de prata, mas o silêncio é de ouro.

Encontrar-nos-emos novamente, seja como humanos, seja como animais, seja como uma ínfima parte de cada um de nós agrupado molecularmente num novo coronavírus. Até lá, meditemos em privado.

27 comentários leave one →
  1. Jorge permalink
    6 Dezembro, 2021 12:01

    Muito bom Vitor.Eles estão a apertar o cerco , agora com as crianças. Há que resistir com humor e boa disposição.

    Liked by 2 people

  2. Campus permalink
    6 Dezembro, 2021 12:17

    Eu cá nunca lamberei sanitas, a não ser com um colete de forças e segurado por 4 covidistas.

    Liked by 2 people

  3. 6 Dezembro, 2021 12:31

    Os virus, que nem seres vivos são, antes agrupamentos de macromoléculas no limiar na vida mas sem ela, têm comportamento Darwiniano. Daí a Omicron só poder ser o ultimo estágio para a inocuidade que permitirá a esse tipo de agrupamento em particular tornar-se eterno como tantos milhões de outros agrupamentos do mesmo tipo.
    Politicamente será por alguns anos até ao desmascaramento final desta palhaçada a desculpa para a incompetência e impossibilidade de manter a paranoia de Bruxelas: o Estado Social …
    Bem vindos ao Futuro, encontramo-nos a um dia destes a vender produtos das nossas hortas e rebanhos uns aos outros …
    A menos que o Biden cumpra o designio dos presidentes democratas e inicie a III WW com a China e “sacuda” economia e preconceitos do politicamente correcto.

    Gostar

  4. Prova Indirecta permalink
    6 Dezembro, 2021 14:54

    “Testemunha que iliba Eduardo Cabrita de acidente mortal na A6 não seguia no carro : A advogada do motorista acusado de homicídio por negligência pelo atropelamento mortal de um trabalhador na A6, enquanto transportava o ex-ministro Eduardo Cabrita, está “a pensar seriamente” em pedir a abertura de instrução por “incongruências do inquérito”.
    “Estamos a pensar seriamente em abrir a instrução face a incongruências do inquérito”, disse hoje à agência Lusa Sandra Santos, advogada de Marco Pontes.
    A defensora, que se escusou a precisar quais são as incongruências a que alude, limitou-se a acrescentar que existem “acontecimentos do inquérito que não foram devidamente vertidos para o despacho de acusação ”

    CM 06-12-2021

    Liked by 1 person

  5. Prova Indirecta permalink
    6 Dezembro, 2021 16:57

    (…) A testemunha que iliba o ex-ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, do caso do atropelamento de um trabalhador na A6, não seguia afinal no carro.

    O agente do Corpo de Segurança Pessoal, Rogério Meleiro, seguia noutro carro da comitiva, apesar da acusação afirmar que estava no carro do ministro, avança o jornal Inevitável. Sem o elemento da segurança pessoal no automóvel, era Eduardo Cabrita quem dava ordens dentro do carro.

    A testemunha afirmou que o ex-ministro não deu indicações ao motorista, uma afirmação que terá feito sem sequer seguir na viatura. A acusação do Ministério Público aponta para a presença de cinco pessoas dentro do carro, quando na realidade apenas seguiam quatro.

    Recorde-se que o motorista de Eduardo Cabrita foi acusado pelo Ministério Público de homicídio por negligência de Nuno Santos, de 43 anos. O homem atravessava a A6, a 18 de junho, quando foi colhido pelo automóvel onde seguia Eduardo Cabrita, em velocidade excessiva . Teve morte quase imediata
    CM 06-12-2021

    Liked by 1 person

  6. Weltenbummler permalink
    6 Dezembro, 2021 16:59

    Covid: mascherando il recettore ACE2 si può bloccare la «porta di ingresso» del virus nelle cellule umane
    di Laura Cuppini
    Lo studio di tre scienziati dell’Istituto Italiano di Tecnologia, Scuola Superiore Sant’Anna, Università degli Studi di Milano: brevettato il primo tassello di quello che potrebbe diventare un farmaco, basato sull’uso di un «aptamero»
    Una nuova strategia per ostacolare l’infezione da coronavirus e la sua rapida diffusione tra le cellule: è il risultato di uno studio congiunto tra Istituto Italiano di Tecnologia, Scuola Superiore Sant’Anna e Università degli Studi di Milano, pubblicato sulla rivista Pharmacological Research .
    Paolo Ciana (docente di Farmacologia all’Università degli Studi di Milano), Vincenzo Lionetti (docente di Anestesiologia alla Scuola Superiore Sant’Anna) e Angelo Reggiani (ricercatore senior and principal investigator in Farmacologia all’Istituto Italiano di Tecnologia) si sono chiesti se esiste la possibilità di bloccare l’avanzamento dell’infezione, da parte di una qualsiasi variante di Sars-CoV-2, nascondendo quella parte del recettore ACE2 (un aminoacido chiamato «K353») che il virus usa per entrare nelle cellule umane.

    Gostar

    • Jorge permalink
      7 Dezembro, 2021 13:50

      Portugal chegou a um patamar de vacinados recorde no mundo com um discurso e uma megaoperação de vacinação unanimemente elogiada, sobretudo na pessoa do seu responsável máximo, o vice-almirante Gouveia e Melo. Que foi o primeiro a defender publicamente a não inoculação de uma terceira dose generalizada nem a vacinação de crianças, denunciando a pressão das multinacionais da indústria farmacêutica e laboratorial.

      Não foi um cético ou um negacionista da covid-19. Foi o vice-almirante. É certo que não é um médico, nem um cientista, mas é a pessoa em quem os portugueses mais confiaram neste combate contra a pandemia. E por isso tivemos a taxa de vacinação que tivemos.

      E, eventualmente por isso, foi dada por terminada a sua missão

      Liked by 1 person

  7. Augusto Santos permalink
    6 Dezembro, 2021 17:28

    a vacina antecede o vírus
    Lançar a vacina sobre o vírus não resolve o problema , pelo contrário ,
    1. Espalha o vírus onde não há imunidade de grupo (isto é , o vacinado se infecta e infecta terceiros – pior se for assintomático + pode não ficar imunizado e se imunizado , a imunização desaparece ao fim de seis meses + e a vacina é GRAVEMENTE PERIGOSA (###) e há desonestidade científica , político-partidária e/ou intelectual em dizer o contrário – basta não ser analfabeto e ler a bula …)
    2. ” Felizmente houve MEDO que provocou uma diferença enorme na procura” (da vacina) (Paulo Portas passou assim um atestado de menoridade à generalidade do Povo Português … ) . Aliás , o “negócio” ( e conexa corrupção) beneficiam com este medo … E as Autoridades de Saúde ao Medo chamam-lhe “cidadania” …
    3. Aumenta a perigosidade da variante (à semelhança do efeito antibiótico versus bactéria ) .
    Modus faciendi …
    Em vez de vacinar (onde uma percentagem significativa até não fica imunizada , correndo os perigos da vacina e assim até sem os hipotéticos prometidos benefícios das vacinas) … dizia , em vez de vacinar , testar e libertar … versus um país livre e social e economicamente desenvolvido … Os testados e infectados que serão cada vez menos , são isolados e curados .
    A solução está na testagem em massa numa vida normal e sem prejuízo para a economia .
    É um crime vacinar sem um prévio e um posterior exames médicos .
    Como nos dizia Cristina Miranda ( in Blasfêmias) , “desta vez foram longe demais … a par da insaciedade lucrativa do mercado da vacina , o lucrativo mercado médico/farmacêutico decorrente da vacinação é diabólico ” . E o vacinado foi introduzido na ” engrenagem ” da vacinação e jamais saberá quando dela vai sair …
    A Indústria Farmacêutica tem a subtileza de indiretamente atacar todos aqueles que se oponham aos seus propósitos . E a ” pandemia ” revelou como tão fácil é controlar uma sempre estúpida multidão .
    A DITADURA da Indústria Farmacêutica vai ao limite de a Comissão de Saúde Pública do Parlamento Europeu não autorizar sequer o início de uma discussão para a Criação de um Fundo para Auxílio aos Lesados pelas Vacinas , pois eles existem , são muitos e até conhecemos alguns …
    Richard Robinson , Nobel da Medicina 1993 , opinou que ” os medicamentos que curam não existem porque não dão lucro ” . E a ” Indústria Farmacêutica chega a suspender a investigação de medicamentos que poderiam curar ” ! … E os ” filhos da indústria farmacêutica ” estão nos ” organismos estatais ” que controlam a indústria farmacêutica . E ” quando lá não estão compram os que lá estão ” . Ainda recentemente o Expresso noticiou que a Astrazeneca e a Pfizer depositaram cerca de 500 mil euros na conta de um médico propagandista das vacinas !..
    BIBLIOGRAFIA
    Peter Goetzche “Deadly medicines and organized crime”
    Medicamentos Mortais e Crime Organizado – Livro – WOOK/FNAC/BERTRAND
    https://books.google.com.br/books/about/Medicamentos_Mortais_e_Crime_Organizado.html?id=kr18DAAAQBAJ&printsec=frontcover&source=kp_read_button&redir_esc=y#v=onepage&q&f=false

    ADENDA
    FOI CRIMINOSO O QUE NOS LARES FIZERAM AOS IDOSOS
    (o risco covid num não vacinado não doente com uma das 15 doenças excluidas dos testes é cinco vezes menor do que num vacinado doente com uma daquelas doenças – caso dos IDOSOS )
    N.B. O doente é vacinado e morre . Alegam – como convém – que morre com a doença e não com a vacina … E assim desonestamente omitem que a vacina estava contraindicada com aquela doença …

    Nos testes das vacinas ora ainda experimentais ( para quem quiser ser cobaia da indústria farmacêutica ) , para a sobrevivência das vacinas no mercado , foram excluídas uma dezena de doenças , pelo que é criminosa uma vacinação sem um prévio e ainda posterior exames médicos . Ainda , o vacinado desconhece se ficou imunizado …
    Acresce que as vacinas foram testadas apenas durante 3 meses . Se o prazo científico de 6 meses tivesse sido cumprido ( e não foi pela urgência da ora dita ” pandemia ” (que há 9 anos não o seria pois alteraram a definição de pandemia , sabe lá Deus porquê ? ) , assim se o prazo tivesse sido cumprido apenas a MODERNA teria sido aprovada pois até tem uma dose tripla da Pfizer ainda que ambas tenham idêntica estrutura mRNA .
    Não obstante , a vacina Moderna foi proibida na Suécia para menores de 30 anos por provocar infecção no músculo cardíaco (miocardite) .
    post scriptum
    O SNS não tem condições para que se possa realizar uma rápida e correcta vacinação …
    E haverá um trágico desequilíbrio do S.N.S. provocado pelos danos directos e indirectos provocados pela vacinação .
    E também é utópico pensar-se numa produção e vacinação à escala mundial : 8 mil milhões de vacinas X 3 doses ???
    Necessitamos de medicamentos e não de vacinas …
    Duas grandes lacunas no combate pandémico : controle sanitário das fronteiras + regulamentação e fiscalização do ar condicionado nos espaços fechados .
    A vacinação irá pretender locupletar-se com os efeitos positivos que irão resultar com o crescendo na testagem em massa pela sua exigência nos múltiplos eventos .
    (###) GRAVEMENTE PERIGOSA : (conforme Bulas das Vacinas)
    RELATORIO sobre os danos vacinais.pdf

    A maior ANEDOTA na ora dita ” pandemia ” consistiu ( e ainda consiste … ) é a existência dum “passaporte digital” (para livre trânsito nas fronteiras) com fundamento numa vacinação que não impede a infecção e a sua transmissão . Esta 5ª vaga é o preço desta estupidez …
    N.B.
    Vacinado ou não , é aconselhável , conforme os riscos que nos rodeiam, realizar numa farmácia , mensalmente , 2 , 3 ou 4 Testes de Antigénio que em princípio serão negativos . E como forma indirecta de controlar estes testes negativos é realizar mensalmente um teste de Anticorpos .

    Gostar

  8. Décima dose permalink
    7 Dezembro, 2021 07:32

    Os puritanos que fogem com o rabo à seringa, perdão, com o braço à vacina, são os mesmos que não conseguem viver responsavelmente em sociedade.
    Agem como seitas de um alcorão de bater com as cabeças na parede até se convencerem da sua idiotice intrínseca.
    No início da estupidez, era um chip que era introduzido no nosso organismo através da vacina. Uau, como é espantosa a imaginação dos pobres coitados que ainda não se deram conta de que não contam para nada, pois se o mundo fosse gerido e governado por esta pandemia de analfabetos crentes, a ciência da luz cedia de novo o lugar às trevas da escuridão, porque à luz da ciência estes empecilhos são como a lepra, o escorbuto, a leptospirose ou a bubónica dos nossos dias, assumindo o seu papel de praga transmissível que deve confinar-se, sem contemplações ou paninhos quentes, para que livres deles, o mundo volte a ganhar sentido.
    Vivemos hoje em sociedades demasiado brandas e laxistas, onde se confunde constantemente liberdade com libertinagem, cada um faz o que quer, sem cumprir regras, porque é chique transgredir e desobedecer, porque realmente o que faz falta é uma dose dupla de vacinas que meta estes marmanjos todos na ordem.
    E se não é pela palavra, terá de ser pelo chicote.

    Gostar

    • The Mole permalink
      7 Dezembro, 2021 11:39

      Pelo chicote, não: em campos de concentração… “tecnologia” já largamente experimentada e com efeitos positivos, por diversos regimes “democráticos”, “cientificamente esclarecidos” e livres!

      Liked by 2 people

    • Prova Indirecta permalink
      7 Dezembro, 2021 11:49

      “Vivemos hoje em sociedades demasiado brandas e laxistas, onde se confunde constantemente liberdade com libertinagem, cada um faz o que quer, sem cumprir regras, porque é chique transgredir e desobedecer, porque realmente o que faz falta é uma dose dupla de vacinas que meta estes marmanjos todos na ordem.” escreveu o proto-nazi .

      Liked by 4 people

    • Isabel Cruz permalink
      7 Dezembro, 2021 18:24

      Você, com tão douta sabedoria, é que é um pobre coitado que nem faz a mais pequena ideia do que lhe está a acontecer, a si, aos seus filhos, netos, restante família, à sociedade e ao Ser Humano. Cabeças formatadas como a sua são um cancro para a sociedade, porque a transformam numa sociedade de borregos prontos para o sacrifício.

      Liked by 2 people

    • chipsquirrel permalink
      9 Dezembro, 2021 01:05

      Vou tentar ser brando… AHAHAHAHAHAHAAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA… Se tem tiques de manda-no-vizinho, é um drama seu, já que aparentemente, pelo que escreveu tem um sério problema na tola. Não querem lá ver a imitação de ditador a achar que todos têm que ser como ele…? O que gosta de meter no interior do seu corpo, independentemente do local, é um problema seu, achar e querer que todos nós, nomeadamente conforme comentou, os que não são estúpidos ou parvos como o Caríssimo, o sigam, já é ingenuidade, outra palavra para burrice. Abra a pestana e deixe lá as drogas, que isso estraga-lhe os poucos neurónios que aparenta ter…

      Liked by 1 person

    • 10 Dezembro, 2021 01:43

      Cobarde!

      Gostar

  9. Andre Miguel permalink
    7 Dezembro, 2021 08:52

    Dois anos de “pandemia” e só 0,07 por cento da população mundial faleceu de covid. Repito: em dois anos 0,07%! Que virus tão fraquinho… E a mesma resposta, igualzinha, em todo o mundo, excepto na Suécia, que continua a ser ignorada pelos media.
    Passado dois anos ainda continuam acreditar que isto tem a ver com um vírus…

    Liked by 4 people

    • The Mole permalink
      7 Dezembro, 2021 11:54

      … e a maior parte desses terá sido “com” Covid e não “de” covid.
      Também seria “interessante” saber a idade dos que morrem (ou esta malta só agora descobriu que os velhos… morrem!).
      Mas isso é uma informação que nunca dão nos noticiários… porque será?

      Liked by 3 people

      • 9 Dezembro, 2021 16:09

        Pois parece que as notícias da vida eterna xuxalista foram tão fortemente exageradas que a carneirada acredita ser eterna … sobretudo abaixo dos 40 anos.

        Gostar

  10. Jorge permalink
    7 Dezembro, 2021 13:53

    Portugal chegou a um patamar de vacinados recorde no mundo com um discurso e uma megaoperação de vacinação unanimemente elogiada, sobretudo na pessoa do seu responsável máximo, o vice-almirante Gouveia e Melo. Que foi o primeiro a defender publicamente a não inoculação de uma terceira dose generalizada nem a vacinação de crianças, denunciando a pressão das multinacionais da indústria farmacêutica e laboratorial.

    Não foi um cético ou um negacionista da covid-19. Foi o vice-almirante. É certo que não é um médico, nem um cientista, mas é a pessoa em quem os portugueses mais confiaram neste combate contra a pandemia. E por isso tivemos a taxa de vacinação que tivemos.

    E, eventualmente por isso, foi dada por terminada a sua missão

    Liked by 2 people

  11. Jorge permalink
    7 Dezembro, 2021 13:56

    Quando vos chamarem de negacionistas é só lembrar as palavras do vice zlmirante. É espantoso como os portugueses têm a memória tão curta.

    Liked by 3 people

  12. jose valeriano permalink
    7 Dezembro, 2021 18:17

    Decima Dose o Sr. é um autentico parasita da sociedade pois não sabe do que fala onde foi o sr. buscar todas as informações sobre as VACINAS.
    O sr pode tomar quantas doses quiser pois só assi lhe assiste aquilo que é melhor para si.
    Gostaria que aqui publica-se documentos que comprovem que as vacinas estão APROVADAS sem qualquer objeção.
    O sr. sabe o que é a palavra APROVADA?
    Não ofenda as pessoas que não pensam como o sr. pois com a sua linguagem está a cometer um crime de ODIO a quem não quer ser vacinado.
    O sr. pode levar quantas quiser mas continua no mesmo patamar que os não vacinados pois pode apanhar o viros e transmiti-lo a terceiros.
    Então qual a diferença entre os dois?

    Gostar

  13. Vasco permalink
    7 Dezembro, 2021 22:57

    Realmente a pandemia provocou um grande aumento de problemas de saúde mental. Este texto é um caso bem demonstrativo. Bem sei que o SNS está depauperado, mas vá,procura ajuda especializada. Estou preocupado.

    Gostar

  14. Beirão permalink
    8 Dezembro, 2021 11:55

    Quem tem cabeça e sabe escrever… deixa-nos a reflectir. Obrigado, V. Cunha.
    O meu bisnetito dizia-me num destes dias, apontando a pantalha: oh avô, estou farto de ouvir falar de coronavirus na televisão!
    Pobre país este. Tristeza de manada acéfala.
    Não vamos mesmo despertar nunca?

    Liked by 2 people

    • 8 Dezembro, 2021 12:24

      Vamos Beirão … em 1926 também muitos desesperavam assim como você e veja como em breve o tronco estendeu os ramos em flor à mocidade que foram os nossos avós …

      Liked by 1 person

  15. Francisco Miguel Colaço permalink
    8 Dezembro, 2021 13:44

    Jorge C. Ramos,

    Dando de barato que o Estado Novo foi no mínimo até à II Guerra Mundial uma oportunidade perdida para o país, matou muito menos prisionairos políticos do que a I República.

    As pessoas em 1926 estavam apenas a 5 anos de 1921. O Estado Novo trouxe ordem, o que foi, pesando tudo, uma melhoria para quem sofria com o caos político precedente — a maioria do povo. Pecou todavia por não saber fazer uma coisa que na altura não era óbvia que se deveria fazer: a junta militar em 1933 deveria ter convocado eleições gerais, já que o país estava em paz interna, em vez de tentar uma meritocracia muito à la anos 30.

    Liked by 1 person

    • 9 Dezembro, 2021 15:57

      “uma meritocracia muito à la anos 30” … e não eram gente dos anos 30 ?
      Porque haviam de ceder à “tentação” dos “votos dos Patricios Atenienses” de 25 séculos antes?
      Porque é que achamos hoje que “votar” é a forma certa? Deixo-lhe a pergunta Francisco Colaço.
      Esse podia ser um debate interessante de facto.

      Gostar

    • Os corruptos que se cuidem permalink
      10 Dezembro, 2021 11:29

      Quem garante que a paz interna não se esboroaria, repondo a anterior situação de 45 governos em 16 anos (dá uma média de quantos por ano?)? As quezílias políticas e as lutas intestinas não tinham sido aplacadas.

      Gostar

  16. voza0db permalink
    8 Dezembro, 2021 19:12

    Pelo menos está a ser DIVERTIDO…

    Lá fora também já atraímos atenções!

    With 99.6% of adults partially vaccinated and 92.2% fully vaccinated, vaccine passports & additional restrictions, cases in Portugal are higher than they’ve been since early February

    The commitment of politicians to pointless & destructive interventions is absolutely astonishing

    (O mafioso da Pfizer já disse que para a MORONIC (Omicron) 3 doses são tão boas como duas para as outras “variantes”!)

    Preparem-se para mais 3 doses da pica milagrosa.

    Liked by 1 person

Deixe uma Resposta para Jorge Cancelar resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: