Saltar para o conteúdo

Ao lado das vítimas

21 Março, 2022

Não sou entendida em guerras e por isso não estava nos meus planos escrever sobre a invasão da Rússia à Ucrânia. Mas a irracionalidade de alguns fundamentalistas à direita, não me deixou alternativa em defesa dos meus princípios e valores, depois de me dirigirem violentos ataques nas redes, numa tentativa de linchamento de carácter que não admito.

Foi com estupefacção que constatei que o radicalismo de opinião e assédio público por divergências na forma como olhamos para o mesmo tema, é tão violento à esquerda como na ala direita: usam o mesmo estratagema de rebaixar intelectualmente o interlocutor; usam o mesmo vocabulário de rotulagem com adjectivos abjectos; a mesma violência verbal sem qualquer pudor; a mesma intolerância por pontos de vista divergentes; a mesma imposição de pensamento único.

É muito triste constatar que algumas pessoas tratam este assunto como se estivéssemos a falar de futebol: todos a justificar fanaticamente o seu clube independentemente das trapalhadas em que estejam ou estiveram metidos. Ou a comparar com violência doméstica e assaltos a habitações. Surreal.

A GUERRA, seja ela contra quem for, seja ela iniciada por quem for, é e será sempre algo muito mais complexo de explicar e resolver que questões domésticas ou de clubes. Entrar por aí não faz qualquer sentido.

As diferenças começam nas vítimas: uma guerra entre países faz uma quantidade insana de vítimas de AMBAS as partes e de outras pelo Mundo fora. Ainda, e porque hoje a globalização (conceito económico) ligou-nos a todo o planeta tornando-nos, nalguns casos, totalmente dependentes dos outros países, a catástrofe é muito maior. Por fim, o perigo do nuclear que pode reduzir-nos a cinzas, não ficando pedra sobre pedra. Numa invasão à sua habitação tem estas consequências? Obviamente que não.

Por isso, as guerras devem ser evitadas. Todos os inimigos, “neutralizados” como tão bem soube fazer Trump, com muito jogo diplomático, psicológico e demonstração de uma forte liderança. Mas a acontecer, muita frieza, estratégia inteligente sobre as vulnerabilidades do inimigo e grande capacidade de diálogo e negociação. Algo que só líderes fortes sabem gerir como ninguém em defesa de seu povo e do mundo.

Comparar as guerras de HOJE com Churchill na Segunda Grande Guerra, é de uma irresponsabilidade medonha. Já não “ganhamos” guerras com arcos e flechas, pistolas, metralhadoras, canhões ou bombas convencionais. Estamos na era NUCLEAR, QUÍMICA e BIOLÓGICA. E foram os EUA que marcaram essa nova era com o lançamento das bombas nucleares sobre Hiroshima e Nagasaki. Vão me dizer que essa chacina que pôs fim à guerra, foi uma vitória?

Nunca o mundo esteve tão bem organizado para EVITAR conflitos ao criar inúmeros organismos para manter a paz mundial, alimentados com biliões de dólares. Não há desculpas para a inércia aparente destes grupos que assobiam para o lado ao invés de intermediarem o conflito. A quem interessa o eclodir e posterior prolongamento desta guerra? Só daqui a uns anos, infelizmente, saberemos o que se passou nos bastidores desta guerra na Ucrânia. Até lá, vão vender biliões em armamento, vão mandar mercenários de todo o género para a frente de combate junto com os batalhões nazis, vão fazer umas sanções cirúrgicas enquanto observam, do alto dos seus camarotes, o “teatro a arder”. Porque na verdade, não convém bulir muito com o Putin, aquele com que TODOS os países fizeram e fazem negócios, mais ou menos transparentes, e que ninguém censurou até ao presente.

Fique claro que não apoio quaisquer “putins” deste mundo nem invasões. Sou incondicionalmente solidária com o povo ucraniano invadido para quem vão as minhas preces. E não fiquei indiferente aos pedidos de ajuda tendo o meu filho entregue na escola um modesto contributo nosso de roupa quente (mesmo sabendo que esta ajuda poderá nunca chegar a quem dela precisa).

Assim que se deu a invasão, procurei falar com colegas com ligações familiares à Ucrânia para saber o que pensavam disto tudo. E a mensagem foi clara: “Cristina, queremos que este conflito ACABE. Queremos que o presidente tudo faça para que acabe. Eu sei que nem tudo é branco e preto. Há culpas de ambos os lados. Não quero inocentes civis a pagarem o preço. A Ucrânia era o 3º pais mais corrupto da Europa. Votaram neste presidente como última esperança mas ele também não conseguiu e um dos seus conselheiros foi apanhado a vender cargos públicos em dinheiro vivo. Outra das suas bandeiras era acabar com a guerra a leste e viu-se no que deu. Agora posso dizer que não é dos piores que lá passou”.

Ninguém com isto está a dizer que o presidente não fez bem em reagir à invasão. É claro que o primeiro instinto é a defesa das suas fronteiras. Não podia ser de outra forma. Não sou globalista – conceito político (só apoio a globalização – conceito económico). Porém não deixa de ser irónico verificar que agora as ELITES globalistas são defensoras acérrimas dos ultra-nacionalistas que defendem as suas fronteiras. Um caso de estudo ou melhor, um caso para desconfiar sobre a verdadeira razão deste apoio.

Não é porque questiono a seriedade da comunicação social – que criou conteúdos falsos com videojogos nas suas reportagens sobre Ucrânia, usou imagens de outros anos para criar notícias, e deturpou factos -, ou por contextualizar o conflito mostrando reportagens que o abordam em diversos ângulos, nem por dar voz a TODOS os comentadores com experiência em conflitos de guerra ou especialistas em assuntos sobre a Rússia , que significa que estou ao lado de PUTIN, e nem tão pouco por apelar ao entendimento, significa NEUTRALIDADE. Não há neutralidade quando estamos de corpo e alma com as vítimas da Ucrânia. Só gente desonesta intelectualmente pode afirmar tal. Lamento.

Infelizmente os novos fundamentalistas julgam que este conflito é um videojogo e por isso gritam por bombas em cima da Rússia sem dó nem piedade. Isto não é solidariedade à Ucrânia. É apelo ao genocídio.

Estar do lado certo da História é acima de tudo estar do lado do sofrimento e exigir do lado de quem tem poder, uma resolução inteligente do conflito. Um louco não se neutraliza com mais loucura.

Eu não vou deixar de mostrar todo o conflito sob todos os ângulos só porque você entende que só podemos falar a uma só voz. E vou continuar a questionar tudo o que merece reflexão. Gostem ou não. Sou assim desde sempre, aqui no Blasfémias, sobre qualquer tema.

Por isso, pergunto a quem souber responder:

  1. Por que razão, a comunicação social, que deveria ser fiel na descrição dos factos, inventou conteúdos falsos: aqui, aqui, aqui, aqui

Afirmou que Zelenski está a lutar junto dos combatentes mas mostram imagens de 2021:

Sobre essas fake news, deixo uma pesquisa do jornalista Daniel Funke que transcrevo na íntegra:

“First: this image was passed off as a Russian attack in Ukraine. False: it is a 2021 attack on Gaza https://eu.usatoday.com/…/fact-check-gaza…/6922317001/

Second. This video passed off as a Russian airstrike on Ukraine actually shows Russian planes over Moscow during a test flyover before a national holiday in 2020, unrelated to the recent invasion. https://eu.usatoday.com/…/fact-check-video…/6922740001/

Third. This footage shows Ukrainian police dropping riot gear in Odessa, too bad it’s from 2014 https://eu.usatoday.com/…/fact-check-video…/6906796001/

Fourth. Earlier this week, thousands of social media users falsely claimed that this video showed the war between Russia and Ukraine, but it is a video of the video game “Weapon 3” https://eu.usatoday.com/…/fact-check-arma-3…/6879521001/

Fifth. This leaked video does not show a recent explosion in Ukraine. The clip was published on TikTok in January.

https://eu.usatoday.com/…/fact-check-viral…/6923330001/

Sixth. This photo actually shows Ukrainians praying, but it has been running since 2019 AT LEAST https://eu.usatoday.com/…/fact-check…/6871441001/

Seventh. This photo does not show a Russian plane shot down by Ukraine. It was taken in August 2015 during an air show celebrating Russian National Flag Day. https://eu.usatoday.com/…/fact-check…/6926889001/

Eighth. This footage of a plane crash is unrelated to the invasion of Ukraine. The video shows a Libyan fighter jet shot down over Benghazi in 2011. https://eu.usatoday.com/…/fact-check…/6923966001/

Ninth. This video does not show an explosion in Ukraine. It shows one of a series of explosions that occurred in China in August 2015 https://eu.usatoday.com/…/fact-check-video…/6922882001/

Tenth. This image does not show a Russian plane on fire in Ukraine. It shows a pilot being ejected from a burning plane during a 1993 air show in Fairford, England. https://eu.usatoday.com/…/fact-check-photo…/6929314001/

Eleventh. This TikTok video has more than 1.5 million views on Facebook. But it doesn’t show Russian soldiers parachuting into Ukraine: the clip was posted on Instagram in 2015.” https://eu.usatoday.com/…/fact-check-tiktok…/6937733001

2. Porque o Facebook é agora tolerante à incitação ao ódio e violência sobre os russos e Putin mas nunca o foi declaradamente sobre Daesh ou jihadistas nessa rede.

3. Por que razão Rothchild (publicação entretanto eliminada) e Soros , da elite globalista que comanda o Mundo, fizeram declaração pública de apoio à Ucrânia ultra NACIONALISTA na defesa das suas fronteiras.

4. Por que razão a comunicação social se apressou a dizer que não havia laboratórios de patogénicos perigosos na Ucrânia e OMS agora pede que os protejam. Veja também aqui.

5. Por que razão a comunicação social que apelava todos os dias ao perigo da extrema direita em Portugal e na Europa – associando falsamente o CHEGA a essa ideologia -, ignoram os batalhões nazis ultra-nacionalistas que foram integrados nas forças armadas da Ucrânia e no Corpo Nacional sob a supervisão do Ministro do Interior, ao lado da Polícia Nacional -, por Zelenski.  

6. Porque a comunicação social censura as vozes (apartidárias) dos comentadores que desalinham da narrativa oficial, fazendo-os “desaparecer” do ecrã, mas mantêm em horário nobre os comentadores do PCP e BE e outros pseudo intelectuais da esquerda.

7. Porque foram CENSURADOS/bloqueados outros meios de comunicação social, alegando propaganda e informação falsa e não se fez o mesmo com os outros media que divulgam e continuam a divulgar desinformação mais do que comprovada, apanhados a mentir e criar conteúdos falsos. É por mentirem “menos”? Como se mede isso?

8. Porque nos querem todos a uma só voz, com censura e sem contraditório à narrativa oficial se dizem falar a verdade? De que têm medo? Isto é uma democracia PLENA?

7. Porque a EUROPA, EUA ou ONU não se apressaram a mediar o conflito para o tentar sanar ao invés de serem meros espectadores enquanto o alimentam.

8. Se a Ucrânia está a ganhar a guerra como afirmam os media do mainstream não censurados, porque aceita agora negociar ou apelam a ajuda internacional. Mais uma mentira?

9. Se ambos os lados da guerra têm propaganda porque só se dá visibilidade e credibilidade a uma das partes. Porque não deixam que seja a população a fazer a sua própria opinião a partir de toda a informação recebida. Filtram para quê?

10. Há ou não ataques sobre civis do batalhão ultra nacionalista nazi, AZOV, e outros – tal como os houve durante 8 anos – neste conflito, como reportam alguns freelances e jornalistas? (aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, aqui)

A verdade escondida está, parte dela, numas declarações de Biden congressista, há uns anos, e que agora Presidente, finge-se de “morto”. Veja aqui.

Resumindo a administração Biden/Obama: primeiro alerta-se para as consequências de uma adesão à Nato da Ucrânia; depois pica-se a Ucrânia para fazer parte da Nato a todo os custo e por fim, depois do conflito eclodir, diz-se que não será parte da Nato e finge-se que se é alheio ao problema. Que nome se dá a isto? O que andam estes indivíduos a fazer? O que nos escondem?

Líderes fracos e burros abrem portas aos loucos. Trump explicou-o melhor que ninguém. Veja aqui.

A desinformação é de tal dimensão que nunca podemos olhar só num sentido e achar que sabemos o que se passa. Não sabemos. A única certeza é: de uma invasão; do êxodo da população; das crianças e mulheres separadas dos maridos; dos bombardeamentos sobre civis; das mortes de civis inocentes; da ajuda humanitária vinda de todo o lado; do sofrimento de quem deixa uma vida para trás. O resto, só quem está nos bastidores da guerra tem acesso à informação toda. Mas essa, não chegará até nós – pelo menos por enquanto – porque os media generalistas (comprados pelos seus governos) servem os seus amos. Não a população.

71 comentários leave one →
  1. José Machado permalink
    21 Março, 2022 14:14

    Vamos lá a ver: você Cristina Miranda prova neste artigo que tem acesso a todas as fontes de informação, sejam elas falsas ou verdadeiras, mas no fim do artigo afirma: “ O resto, só quem está nos bastidores da guerra tem acesso à informação toda. Mas essa, não chegará até nós – pelo menos por enquanto – porque os media generalistas (comprados pelos seus governos) servem os seus amos. Não a população.” Se os media generalistas são manipulados e comprados pelos seus governos, a quem se deve dar crédito? Mas que tipos de suspeita lança você sobre os Media, se afinal cita todo o tipo de fontes a que tem acesso? Quem é pago e quem não é? Quanto à guerra: o que é que significa verdadeiramente estar do lado das vítimas nesta guerra que Putin desencadeou porque acha que a Ucrânia não faz sentido?

    Liked by 2 people

    • Cristina Miranda permalink
      21 Março, 2022 15:11

      Caro José, as suas respostas já estão no texto. Sim, só daqui por alguns anos, tal como aconteceu com todas as outras guerras e pandemias etc etc etc, saberemos o q nós falta saber HOJE. Tem sido assim. Porque levará tempo a que repórteres, investigadores jornalísticos façam a pesquisa. Até lá, enquanto estivermos no epicentro do conflito, será uma desinformação constante de todo o lado. As agendas globalistas não deixarão q se levante o véu. Não digo em parte alguma q tenho melhores fontes. Isso é invenção sua. Deixei, isso sim , links de jornalistas q vão contra a corrente e mostram NO TERRENO outra perspectiva dos acontecimentos. Cada leitor q faça com isso o q entender. É assim que deve ser.

      Liked by 1 person

      • 21 Março, 2022 15:34

        É isso aí, Cristina!

        Gostar

      • AntónioF permalink
        25 Março, 2022 14:00

        Cara Cristina,
        quando neste seu texto escreve (permita-me que transcreva): «Vão me dizer que essa chacina que pôs fim à guerra, foi uma vitória?», revela, desculpar-me-á a palavra, a ignorância que encarna.

        Gostar

    • SOPOTUF permalink
      21 Março, 2022 15:24

      José Machado,
      A autora mostra inúmeros casos em que foi possível confrontar os dois lados da informação e em que resultou óbvio que existe mentira do lado ocidental (q exista do lado russo, nåo é relevante nesta exposição, por isso admitamos que tb há, mesmo sem ter que se provar isso aqu e agorai)
      Prova que existe mentira e muita do lado ocidental;
      E prova que essa mentira está a ser bastante usada para sustentar visões e decisões do lado ocidental.
      Portto, o sr. entendeu mal este pormenor: a autora nunca diz que tem acesso a toda a info;
      ela usa uma parte conhecida da info para provar aquilo que escreveu.
      100% correcto e parabéns a esta autora!
      O principal ponto, no entanto, é este:
      Estas mortes que hoje muitos choram, foram todas completamente evitáveis… Por alguns dos que hoje choram!
      E esse ponto é importante por isto:
      é que todos nós hoje somos agentes de que se evitem HOJE muitas mortes que podem estar para vir.
      Se conseguirmos colocar o nosso orgulho e ímpetos beliciistas… Podemos salvar muitos ucranianos (e russos…!)
      A PERGUNTA: será q essas vidas q hoje poderíamos salvar merecem um esforço tão grande assim?

      Gostar

      • 21 Março, 2022 16:08

        “essas vidas q hoje poderíamos salvar”

        Quem? como?

        Gostar

  2. SOPOTUF permalink
    21 Março, 2022 14:48

    FABULOSO
    Estou-lhe infinitamente agradecido por ter conseguido escrever tão bem, tão melhor do que eu, aquilo q tento há um mês laboriosamente explicar àqueles q estimo e q m rodeiam.
    Obrigado!
    A voz da lucidez é a única q neste conflito é amiga da paz.
    A única q pode ser cristã de quem ama o próprio Cristo.

    Liked by 2 people

  3. 21 Março, 2022 15:17

    As redes sociais servem para a ignorância dos negacionistas se afirmar negando o que ainda desconhece mais do que os profissionais.

    Gostar

    • Cristina Miranda permalink
      21 Março, 2022 15:36

      Não lhe admito que me chame nomes. Esse tipo de argumentos é exactamente o q denuncio neste texto

      Gostar

      • 21 Março, 2022 15:44

        E o que faz quando “não admite”

        Tenho curiosidade. Começou logo o texto a dizer que “não admitia não sei quantos a não sei quem”
        E fiquei curiosa com o que fazia, quando “não admite”

        Morde, é?

        Gostar

      • 21 Março, 2022 15:46

        Já agora, qual foi o “nome” que lhe chamei?

        Eu dei um nome a um comportamento. Não atribuí esse nome a uma pessoa.
        As pessoas podem ter infinitos comportamentos. Identifiquei este. Como v. identificou o de dezenas e dezenas de jornalistas de toda a parte.

        Também lhes chamou nomes feios?

        Gostar

      • Cristina Miranda permalink
        21 Março, 2022 17:27

        Zazie, todo aquele q vai contra aquilo que defende é chamado por si de negacionista (um adjectivo depreciativo q usam para atacar quem defende uma narrativa diferente da vossa). E fazem-no para atacar. Diminuir intelectualmente o interlocutor. Eu para defender o meu ponto de vista não preciso disso.

        Gostar

      • 21 Março, 2022 17:45

        Nossa/Vossa
        Esquerda/Direita

        Nossa, que biolência!

        Troque o negacionista por febre de negar tudo e contrapor teorias da conspiração por copy paste da net

        Gostar

      • 21 Março, 2022 17:46

        Pode crer que a CM não precisa de ajuda para se diminuir

        Ça va de soi

        Gostar

      • 21 Março, 2022 17:48

        Precisa de copiar. Copia bem

        Mas, eu preferia que tivesse lá ido e trocado umas opiniões com o seu homólogo peladinho que também está sempre em todas

        Gostar

  4. 21 Março, 2022 15:20

    Como dizia o outro, passámos todos a ser escritores e agora até investigadores de factos não presenciados.
    E entre o bom-senso e a teoria da conspiração as mentes fracas preferem sempre o mais estrambólico e conspirativo,

    Gostar

    • 21 Março, 2022 18:44

      A Zazie (Maria Correia) , bom senso é o que você a maluquinha das redes sociais tem menos .

      Liked by 1 person

      • 21 Março, 2022 19:21

        Olha a porteira ordinarota

        Gostar

      • 21 Março, 2022 19:57

        Você é tão maluquinha que o rasto psicótico tóxico que larga em todo o lado é identificavel e reconhecivel a km de distância, mesmo que altere o nome da sua coleira.

        Liked by 1 person

      • 21 Março, 2022 20:03

        Maluca é a p q p, monte de esterco ambulante

        Gostar

      • 21 Março, 2022 20:06

        Estes merdas que defendem o indefensável é que bem podiam ir morrer longe

        Aparecem logo em matilha a devassar e a rosnar por alguém não fazer coro com estes estendais de copy paste conspirativo

        Gostar

      • 21 Março, 2022 20:52

        A única que anda a rosnar que nem maluquinha, a olhar para trás desconfiada das “matilhas conspirativas” que a “perseguem” e com fetiches freudianos a postar homens depilados é a Maria Correia(zazie).

        Por falar em gente maluquinha que defende o indefensável .
        A ciganada manda-lhe saudações pelo seu apoio.

        ps: não sou enfermeiro.

        Gostar

  5. 21 Março, 2022 15:23

    Ainda andam com efeito de negar o vírus e agora negam a mortandade do Putin na Ucrânia

    Está bem. O que está a dar é ser-se sempre do contra dizendo que está tudo escondido
    ehehe

    Gostar

    • Cristina Miranda permalink
      21 Março, 2022 15:34

      Cara zazie, mostre aqui onde nego a guerra na Ucrânia e suas vítimas

      Gostar

      • 21 Março, 2022 15:42

        Mas se v. começa por fazer o disclaimer para que é que eu ia perder tempo a dizer que isso é apenas blá, blá.

        Eu disse é que a febre do vírus negacionista chegou à guerra
        aahahaha

        Se tivesse andado por lá como o maluco do Bernard Henri-Levy sempre tinha mais piada.
        Não precisava de tanto copy paste e mostrava provas e fotos suas, tiradas ali, em directos.

        Gostar

  6. Jorge permalink
    21 Março, 2022 15:30

    Quem dera que todas as noticias e filmes das bombas russas a cair nas cidades ucranianas fossem fake . Quem dera que todos os países não tivessem corrupção, incluindo Portugal. Quem dera que todos os países fossem livres de neonazis ( adeus Mário Machado..vai e não voltes ) ….quem dera. Tudo isto e um par de botas não servem de desculpa para a violência abjecta e miserável do país dos kjb liderados por um ex Kgb completamente alucinado.

    Gostar

    • Cristina Miranda permalink
      21 Março, 2022 15:33

      Caro Jorge, quem está a desculpar seja lá o q for? Brincamos ao enviesamento do texto? E já q fala nisso, por acaso Portugal tem Neo nazistas integrados pelo governo nas forças armadas e polícia civil? Responda.

      Gostar

  7. 21 Março, 2022 15:40

    Exemplo de falácia ad hitlerum

    “Há ou não ataques sobre civis do batalhão ultra nazi AZOV e outros”

    É tentar dizer essa frase retirando adjectivo “ultra nazi” aos do lado ucraniano e explicar como do lado pró-russo e russo não existem brigadas para-militares com os mesmos ataques e para fins de “patriotismo russo” em país alheio.

    É que isto, para ser minimamente paritário tinha de ter ataques de brigadas pela Rússia dentro e depois incursões militares com fins patrióticos idênticos

    Ou agora o dito povo eslavo como o Putin disse, tem todo de pertencer-lhe com destruição para ocupação territorial?

    Gostar

  8. 21 Março, 2022 16:15

    Ó p’ra ele, todo peladinho

    Até podiam trocar dicas de depilação

    Gostar

  9. Vasco Silveira permalink
    21 Março, 2022 17:17

    Cara Senhora

    Peço-lhe desde já desculpa por não ler nem 10% do que escreve: o seu tom justiceiro e acusador é por demais incómodo, mas, desde que soube por si que o B Gates tinha activado o bicho covid para reduzir a população não resisto a espreitaro que escreve – é sempre divertido, apesar de pouco enriquecedor e edificante ( será isto julgamento de carácter, ou apenas constatação dos disparates ditos ?…).

    Cumprimentos

    Vasco Silveira

    Gostar

    • Cristina Miranda permalink
      21 Março, 2022 17:23

      Você faz jus a este texto. Muito obrigada pela colaboração. É sempre bom ter exemplo vivo e a cores do que descrevemos. Volte sempre. Abraço.

      Gostar

      • voza0db permalink
        21 Março, 2022 21:12

        Como se pode ver os que foram aldrabados pela PROPAGANDA PRO-OPERAÇÃO COVIDIUS são os mesmos que estão a ser levados pela PROPAGANDA PRÓ-GUERRA…

        Liked by 1 person

  10. JgMenos permalink
    21 Março, 2022 17:36

    Dados:
    1 – Ninguém na Ucrânia está a sair de suas casa por causa de fake news nos noticiários.
    2 – A Rússia invadiu a Ucrânia, e já o fez há oito anos; se reforçasse essa invasão não passava dos territórios desde então ocupados, quando muito alargava a ocupação aos limites das repúblicas que reconheceu.
    3 – O Putin fez um discurso que significa varrer um país do mapa dos países independentes.
    4 – A corrupção na Ucrânia não é à Rússia que cabe, ou pode, ou quer terminá-la.
    5 – Quem decide se resistem ou se se rendem são os ucranianos. Decidiram resistir.
    Vamos então a conclusões:
    A – Deve ou não ser a Ucrânia ajudada militar e humanitáriamenter: SIM/NÃO
    B – Deve ou não a Rússia ser sancionada: SIM/NÃO
    C – Deve ou não a Rússia ser isolada por nova cortina de ferro: SIM/NÃO

    Por mim é SIM a tudo; à Cristina compete-lhe decidir por si. Lamentos não são opinião.

    Gostar

    • 21 Março, 2022 21:26

      A única coisa que você parece não dizer “sim”, é ao seu alistamento voluntário para integrar a legião internacional para combater a Rússia.

      Gostar

  11. JgMenos permalink
    21 Março, 2022 17:54

    Esqueci-me dos neonazis!
    O Nazismo era antes demais uma doutrina de superioridade rácica que sobrepujava o nacionalismo que incorporava (un nacionalista alemão, herói da 1GG, judeu, estava feito!) .
    A invasão pelos alemães na 2GG deu aos nacionalistas ucranianos uma oportunidade de se manifestarem como tal, com os lamentáveis resultados que esses tempos sugeriam.
    Na Rússia desse tempo clamava-se pela ‘Mãe Rússia’ não pelo socialismo.
    Se nacionalistas ucranianos usam simbolos que lembram um tempo em que se sentiram livres dos russos, isso não faz deles nazis.

    Gostar

  12. 21 Março, 2022 17:56

    Infelizmente nas guerras híbridas ou lá o que lhe queiram chamar o civis/inocentes são parte importante da equação.
    Cenas de chacinas de civis do seu povo são trunfos na guerra mediática. Importantíssimos na obtenção de apoios.
    Neste lutar até á morte o presidente da Ucrânia quer guerra total que pode evoluir para guerra nuclear,
    química ou biológica.
    A biológica com um potencial interessante para todos.
    Imaginem um Corona vírus que pudesse ser espalhado através de embalagens de comida.
    O presidente Ucraniano Pode discursar em todos os parlamentos pois ninguém lhe baixar apoio militar direto.
    O que ele deve é equacionar com seriedade é razão custo benefício em número de vidas Ucranianas.
    Apesar de ter a razão do seu lado, fazer com que morram as pessoas que lidera sem qualquer benefício é de louco.

    Gostar

    • Observador permalink
      21 Março, 2022 18:20

      De acordo! O Hamas também coloca dispositivo militar dentro de escolas e infantários para depois, quando há retaliação de Israel, clamar: “Bandidos, até creches e escolas, etc. bombardeiam!”

      Liked by 2 people

  13. voza0db permalink
    21 Março, 2022 18:34

    Eu pelo menos sou coerente… Estou-me SEMPRE a cagar para as vítimas. Mesmo quando eu sou a vítima. Afinal de contas também sou responsável pelo que se passa pelo que não sou hipócrita nem cínico ao ponto de fazer de conta que estou do lado das “vítimas”!

    Da degenerada umanidade não espero NADA a não ser este tipo de circos. E agora que temos as extraordinárias redes sociais electrónica o CIRCO é muito mais divertido.

    O Bill Gates e companhia já estão a trabalhar para vacinar o gado mundial com a próxima sopa mRNA para o EBV, por isso sosseguem que daqui a nada a operação militar especial da Rússia (ao fim de 20 anos de avisos constantes a coisa tinha de acontecer!) será passado e as ferramentas da OPERAÇÃO COVIDIUS serão novamente usadas para a mRNA EBV… Cortesia novamente do Bill Gates e Amigos do WEF

    https://www.weforum.org/agenda/2022/01/multiple-sclerosis-epstein-barr-virus-vaccination/

    Com a desculpa que este “vírus” causa outras “doenças”!

    Gostar

  14. marão permalink
    21 Março, 2022 18:40

    CONTRADIÇÕES
    Quem veio muito recentemente a publico ameaçar com a 3ª guerra mundial foi o Senhor Presidente da Ucrânia, e parece que todo o mundo ignorou esse anuncio de tamanha atrocidade, tendo sido apenas abordado por um comentador televisivo mas de forma bondosa e condescendente.
    Durante alguns dias foi veiculada pelas nossas TVs a ideia de que as tropas russas estavam com muitas dificuldades em avançar, pelo que até já recorreriam a equipamentos caducos em armazéns de velharias.
    De repente foi anunciado que estavam a utilizar misseis hipersónicos altamente sofisticados e precisos que voando a baixa altitude, num estalar de dedos atingem alvos a grande distância conseguindo furtar-se ao abatimento por meios de deteção e defesa.
    Finalmente referir não haver duvidas sobre a condenação do agressor, continuando a bater-lhe com todas as armas possíveis, mas sem descurar atabalhoados e contraditórios jogos de evasivos enganos para quem se atreva a iludir com pau de dois bicos.

    Gostar

    • voza0db permalink
      21 Março, 2022 19:12

      É… esse palhaço actor parece estar muito empenhado em conseguir iniciar uma guerra mundial!

      Liked by 1 person

  15. Atento permalink
    21 Março, 2022 19:11

    Raramente concordo com a Cristina Miranda, mas concedo-lhe a diligência e a tenacidade: quando agarra um tema espreme-o bem. E tal como o Vitor Cunha, não vai em grupos nem teme dar o peito às balas.

    Claro que nem sempre acerta, como na sua absurda reverência ao Trump, esse mamão trafulha, mas antes isso que ir sempre atrás da carneirada.

    Aqui concordamos. A Cristina revela a ‘fabricação do consentimento’, como lhe chamou Chomsky, sobre a ‘narrativa’, como lhe chamou o 44, do momento – que má a Rússia! que boa a Ucrânia! que útil a NATO! bora comprar armas!, etc.

    Não é boa maneira de fazer amigos; a malta não gosta que lhe recordem como é parva e crédula. Vem logo a conversa do ‘negacionismo’ e tal. Mas continua a ser verdade. Muito pouco do que vemos e ouvimos é de fiar.

    É óbvio que os media estão ao serviço dos DDT. Teorias da conspiração? Todas as certezas que temos começaram por ser teorias.

    Liked by 1 person

    • voza0db permalink
      21 Março, 2022 19:14

      O “Big Bang” não passa de uma teoria da conspiração!

      Gostar

  16. voza0db permalink
    21 Março, 2022 20:19

    Vamos lá então mandar mais armas para criar mais vítimas!

    Gostar

    • José Monteiro permalink
      21 Março, 2022 21:48

      Litle statement. No Economia, de Samuelson, edição 1993:
      Cada espingarda que é produzida, cada barco de guerra que é lançado ao mar, cada granada que é disparada significa em última instância, um roubo a quem tem fome e não tem nada que comer-Presidente general Dwight Einsenhower.
      As guerras têm sido geralmente boas para a economia dos EUA. Tradicionalmente levam ao aumento do produto…utilização capacidade industrial…acréscimo catividade económica pela procura militar-Paul Samuelson.

      Gostar

      • voza0db permalink
        21 Março, 2022 22:52

        Os EUdT nunca deixaram de ser uma “economia de guerra” desde o fim da 2ª GM… Este circo na Ucrânia é apenas mais uma fonte de LUCRO.

        Gostar

  17. JgMenos permalink
    21 Março, 2022 20:29

    A ralé que anda por aqui!

    Prontos a tornarem-se espanhóis ou marroquinos pela melhor oferta.

    Liked by 1 person

  18. lucklucky permalink
    22 Março, 2022 04:34

    A ignorância por aqui é o esperado, afinal é resultado de ler jornais e ver TV confundido tal como informação sobre o mundo….O armamento americano nem sequer é 5% da riqueza criada nos EUA. A ignorância aqui é tanta que nem sabem o que é ITAR e como por exemplo impede a venda de biliões em armas do Complexo Militar Industrial…

    Liked by 1 person

  19. Cucurucucu permalink
    22 Março, 2022 09:32

    A Zazzie é uma sopeira armada em intelectual . Pum
    Esta gaja é uma ordinária . Pum.
    Há dois anos a testar vacinas : pfizer , astrazeneca , Johnson .Pum
    Já nao deve dar uma desde , que caiu o muro .Pum

    Gostar

  20. Desalinhado permalink
    22 Março, 2022 09:42

    A realidade da guerra voltou a atingir a velha Europa, não já a preto e branco de memórias distantes, mas a cores vivas de sangue, dor e morte, jamais alguma vez tornadas imagináveis de presenciar nos nossos dias.
    Não nos demos conta de que um louco psicopata, ex-agente da KGB, tinha chegado ao poder na terra dos czares, e que durante todos estes anos, foi despertando e maturando, dentro de si próprio, a ideia expansionista de revitalização do império soviético, entretanto esquartejado e desmantelado pela queda do muro de Berlim.
    Das sucessivas ameaças pouco levadas a sério, refira-se, por um Ocidente demasiado distraído e entretido com as debilidades e fragilidades dos seus líderes, até à sua concretização formal, Putin não perdeu mais tempo em soltar os seus ímpetos provocadores, porque tinha a plena consciência que a ser, só podia ser agora, quando internamente a contestação ao seu regime despótico cresce diariamente nas ruas de Moscovo e nos baixos parâmetros económicos do país, em claro contraponto e desnivelamento em relação aos seus vizinhos mais próximos de fronteira, que procuraram e optaram por outros modelos de aspiração de desenvolvimento e convivência.
    Só é pena que, do lado de cá, nunca verdadeiramente soubéssemos criar uma autêntica e genuína comunidade europeia, como certamente esteve na génese da sua criação, quando nos desgastámos e consumimos a combater os populismos da direita e a esquerdizar ideias e conceitos – culturais, políticos, económicos, ambientais, etc. – que só vieram enviesar a discussão e o debate para aquilo que era menos importante, como questões fracturantes pífias que preencheram as nossas agendas diárias, tão hoje na moda na comunicação social – televisões e jornais – e nas quotas do mainstream que lhes dá espaço e visibilidade, já para não falar nas redes sociais que funcionam como caixa de ressonância de tudo isso.
    Escancarámos as portas à vinda de migrantes de outros continentes, que pouco ou nada têm a ver com os nossos valores, culturas e idiossincrasias europeias, que usam e abusam da nossa hospitalidade humanitária para a subsidiação, fomentada e patrocinada por ONGs fantoches, que se servem do capa do voluntariado para normalizar o mercado negro do tráfico de pessoas, cujo desfecho intencional é o desregulamento arbitrário da caça a apoios que por esta Europa misericordiosa se oferecem como ginjas, criando o parasitismo e agravando ainda mais os depauperados e frágeis equilíbrios das respectivas seguranças sociais.
    Não é por acaso, que um país da Europa, como a Ucrânia, fique hoje sozinha e abandonada a lutar contra um bárbaro invasor e agressor, e a única coisa que lhe temos para lhe oferecer, a nível das instituições dos diversos Estados, sejam solidariedades balofas de gabinetes, que não vão atenuar, nem de longe nem de perto, o destino trágico de quem deixa tudo para trás – um país, uma casa, um emprego, uma família – para salvar as próprias vidas, ou então sanções económicas selectivas ao inimigo, que continua a avançar impunemente com os tanques e os mísseis sobre os que ficaram corajosamente a lutar pela sua pátria.
    Não fossem os países pertencentes ao grupo de Visegrado, como a Hungria e a Polónia, ainda há bem pouco tempo acusados de países protofachistas pelos imbecis e idiotas do costume, por se terem recusado a abrir as fronteiras a falsos refugiados trazidos de avião até à Bielorrússia, para serem despejados na Europa e criar perturbação naquela zona – sabe-se lá se não era já o prenúncio do plano maquiavélico que Putin e Lukashenko tinham congeminado para a consequente invasão à Ucrânia – e o sofrimento e a tragédia dos ucranianos, sobretudo dos idosos, das mulheres e das crianças, teria sido bem piores e dramáticos.
    Não tenhamos medo das palavras. A Rússia deve ser declarado um país terrorista e Putin um genocida que não deve dormir descansado duas vezes no mesmo sítio.
    Medo de uma guerra nuclear? E a tolerância pacífica à hipocrisia?

    Gostar

    • SRG permalink
      22 Março, 2022 17:48

      Desalinhado, assino por baixo. Esclarecedor.

      Gostar

    • João Brandão permalink
      22 Março, 2022 18:45

      Totalmente de acordo e eu acrescentaria:
      – o kgbputin não está sozinho. Ele e os seus sequazes, criminosos de guerra, têm cúmplices … na Europa ocidental.
      – França, Alemanha, Austria, Bulgaria, a Republica ‘Czeca’, Croatia, Finlandia, Italia, Slovakia, e Espanha, são os que forneceram centenas de milhões de dólares aos russos e armamento, após 2014, quando foi ‘decretado’ um embargo à rússia.
      – agora, estes cúmplices choram lágrimas hipócritas e nem sequer acolhem os deslocados daquela guerra como deve ser, nomeadamente a Alemanha.
      – isto para não falar do auxílio militar que foi tarde e a más horas, para além de insuficiente.
      – não se deve esquecer que a estes cúmplices já foram aliados da rússia.

      Gostar

  21. Andre Miguel permalink
    22 Março, 2022 10:44

    Serei só eu a ver o entusiasmo do presidente ucraniano e do Biden com a guerra?
    Isto já não cheira mal, tresanda…

    Liked by 1 person

    • JgMenos permalink
      22 Março, 2022 11:11

      Interferirem com as manobras militares russas! Inadmissível!

      Grrrrunho!

      Liked by 1 person

      • Andre Miguel permalink
        22 Março, 2022 11:40

        V. Exa. vai alistar-se na legião internacional ou vai combater no sofá até ao ultimo ucraniano?

        Liked by 2 people

    • 23 Março, 2022 19:11

      desde o início que isso é visível , estão loucos , esses , por iniciar a iii guerra mundial.

      Liked by 1 person

  22. FreakOnALeash permalink
    22 Março, 2022 15:24

    A operação especial de descapitalização da economia russa vai de vento em poupa.

    Gostar

  23. Chopin permalink
    22 Março, 2022 19:27

    Independentemente dos argumentos e falácias, foi uma atitude inteligente sacrificar milhares de vidas do seu próprio povo, destruir todas as infraestruturas e fazer do seu território um campo de batalha das superpotências nas suas lutas geoestratégicas.
    Só um grande estadista.
    Porreiro, pá!

    Gostar

  24. 22 Março, 2022 19:34

    Jaime Nogueira Pinto no programa radicais livres da antena 1 sobre a ofensiva russa, começa por citar: Henry Kissinger.

    [O acidente deve perceber que para a Rússia a Ucrânia nunca pode ser apenas um país estrangeiro. A história da Rússia começou no que foi chamada Rússia de Kiev, a religião russa espalhou-se dali. A Ucrânia fez parte da Rússia durante séculos e as duas histórias estiveram entrelaçados desde então. Algumas das mais importantes batalhas pela Liberdade da Rússia a começar pela batalha poltava 1709 fora travadas solo ucraniano.
    A frota do Mar Negro o instrumento de projeção do poder russo no Mediterrâneo, está baseada por aluguer de longo prazo em Sebastopol na Crimeia. Mesmo dissidentes
    famosos como Aleksandr Solzhenitsyn, Joseph Brodsky insistiram que a Ucrânia é parte integrante da história da Rússia, e na verdade é parte da Rússia, ora bem Isto é do Henry kissinger].

    O resto da discussão está aqui.

    w ww.youtube.com/watch?v=0r_KdrAWREQ

    Gostar

    • 22 Março, 2022 20:00

      Robert Gates ex director da CIA,nomeado por George W Bush e posteriormente nomeado para Secretário de Defesa dos EUA. No seu livro Duty: “Memoirs of a Secretary at War”

      Ter-se movido tão rápido a seguir do colapso da união soviética para incorporar tantas das suas ex repúblicas foi um erro. Os acordos entre os Eua Roménia e Bulgária
      para rodar tropas pelas bases aqueles dois paises foi uma provocação desnecessária.
      Os russos tinham uma longa história de relações com a Servia que nós largamente ignoramos. Ter tentado trazer a Georgia e a Ucrânia para dentro da NATO foi um acto que ultrapassou-se autenticamente os limites. As ligações do império Russo a Kiev remontam até ao séc IX, e isso foi especialmente uma monumental provocação.

      Gostar

  25. 22 Março, 2022 19:58

    Ė arriscado mas poderia ser uma boa jogada.
    Porque não? A Ucrânia declarar Guerra á Rússia?
    Deve ter motivos válidos á luz do direito internacional.
    Até às más relações devem ser oficializadas.
    Para estar tudo legal

    Gostar

  26. voza0db permalink
    22 Março, 2022 21:10

    De certeza que os grupos ucranianos neo-nazis suportados pela OTAN (NATO) como o Right Sector, Azov e C14 realmente se transformaram!

    Hoje em dia são tal e qual como a Al-qaeda suportada pela OTAN (NATO) na Síria. Não falta notícias a dizerem-nos o quão amigáveis e moderados eles são.

    Sugiro que os visitem…

    Gostar

    • luis barreiro permalink
      23 Março, 2022 03:43

      Fosga-se ainda ontem dizias que a Russia suportava grupos nazis como o chega, le pen etc, hoje já dizea que é a otan? Pareces a tua mãe mudas de opinião como de picha.

      Gostar

    • FreakOnALeash permalink
      23 Março, 2022 09:22

      Ah…a lógica do: “Como a Ucrânia alberga nazis é legitimo a Rússia invadir e bombardear indiscriminadamente”.
      Mais uma juntar às pérolas da manada boçal tuga ao qual tão orgulhosamente pertences dada a tua boçalidade!

      Gostar

      • Cristina Miranda permalink
        23 Março, 2022 19:17

        Nada do que acaba de afirmar está no texto. Essa é a sua interpretação deturpada daquilo que quer ver escrito mas não existe. MUITO OBRIGADA por personificar o que refiro no texto. Volte sempre. Abraço.

        Gostar

      • FreakOnALeash permalink
        25 Março, 2022 13:14

        !?
        Respondi ao maluco de serviço não foi a si Cristina!

        Gostar

      • Cristina Miranda permalink
        25 Março, 2022 13:37

        Ah! Ok. Sorry.

        Gostar

  27. voza0db permalink
    22 Março, 2022 21:56

    Chatas… as vítimas!

    Liked by 1 person

  28. 23 Março, 2022 19:08

    muito bem , Cristina.

    Liked by 1 person

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: