Skip to content

Peguem na escultura

17 Agosto, 2011

ponham-lhe um símbolo do Islão e vão para a porta duma mesquita. Vá lá. Não custa nada.  

(imagem da manifestação dita laica hoje na Puerta del Sol em Madrid, em protesto contra a visita do Papa)

About these ads
115 Comentários leave one →
  1. 17 Agosto, 2011 20:26

    Essa escultura foi colocada porventura à porta de uma igreja?
    O único local de culto que conheço na Puerta del Sol é um bar à esquina,
    onde comungava com uns amigos umas excelentes tapas.

  2. J.J.Pereira permalink
    17 Agosto, 2011 20:35

    Cobardia , decadência e falta, muita falta de memória histórica – não a do “Bambi y su quadrilla” , mas a real, a trágica , reacendida por estes idiotas , ignorando (fazendo que?) o fim a que todas estes “sobressaltos” estão condenados em Espanha.

  3. trill permalink
    17 Agosto, 2011 20:47

    exactamente! Têm imensos tomates mas é para ridicularizarem o catolicismo. Façam o mesmo c os islâmicos. Isso é que era demonstrar ter tomates.

  4. trill permalink
    17 Agosto, 2011 20:49

    eu acho que a tolerância na Europa está a ser oportunisticamente aproveitada pelos intolerantes. Já começa a enojar.
    AS SOCIEDADES ABERTAS TÊM DE SE SABER PROTEGER DOS INTOLERANTES E TOTALITÁRIOS COM TODOS OS MEIOS NECESSÁRIOS (KARL POPPER)

  5. trill permalink
    17 Agosto, 2011 20:51

    Não sou católico mas ao ver essa imagem sinto-me revoltado e acho que tem de ser feito algo a nível europeu para acabar com isto. psicanalises.blogspot.com

  6. 17 Agosto, 2011 20:54

    Intolerância seria não permitir uma manifestação pacífica
    que não é mais do que o exercício de uma liberdade de expressão.

  7. Arlindo da Costa permalink
    17 Agosto, 2011 20:56

    Ponham a Torah e todos os livros de judiarias em cima!
    Força, ateus e liberais!

  8. trill permalink
    17 Agosto, 2011 20:57

    1º ponto: as sociedades europeias são laicas.

    2º ponto: o catolicismo faz parte da cultura europeia e deve ser reconhecido enquanto tal, ainda que a concordata deva ser declarada sem efeito. Já o islamismo não podee não deve ser reconhecido porque não corresponde a nada na Europa. E não há-de corresponder.

  9. Francisco Colaço permalink
    17 Agosto, 2011 20:57

    O que aconteceria se a dita escultura tivesse um símbolo do comunismo, como uma estrela vermelha?
    .
    Era inaceitável, não era?

  10. Grunho permalink
    17 Agosto, 2011 20:58

    Oh Leninha, eles não te impedem de papa as hóstias que quiseres.

  11. Arlindo da Costa permalink
    17 Agosto, 2011 21:02

    Aquele símbolo fálico ( o próprio!) faz-me lembrar o emblema do PSD!

  12. trill permalink
    17 Agosto, 2011 21:04

    Esses senhores têm a liberdade de praticar as grosserias deles. No entanto não podem ocupar permanentemente espaços públicos, como se de sua propriedade privada se tratasse. Da mesma forma os islâmicos não podem ocupar as ruas a praticar os seus rituais, totalmente estrangeiros à cultura e tradições europeias, como têm feito no sul de França.

    Os islâmicos ou se adaptam ou devem ser repatriados. Isto no que toca aos países que colonizaram estados islâmicos e onde estão razoavelmente integrados, como os “muçulmanos tradicionais” em França. Na península Ibérica, que não os colonizou e dado que não há uma conexão historicamente pacífica, consistente e produtiva com os islâmicos, estes não devem nela permanecer.

  13. Arlindo da Costa permalink
    17 Agosto, 2011 21:04

    Se a Europa é cristã, os europeus devem expulsar os muçulmanos , os judeus, os animistas, os budistas e toda essa gente que acredita em tolices!
    Espero a reacção dos liberais sobre esta «temática», tão cara à nossa identidade.

  14. Francisco Colaço permalink
    17 Agosto, 2011 21:15

    Grunho,
    .
    Este caso não é de tolerância ou de intolerância. É simplesmente má educação. Daquela que nunca lhes foi ensinada em casa.
    .
    A Igreja Católica não está acima de críticas. Quem as tiver a fazer pode e deve fazê-las. Fazê-las em civilidade e com objectividade é apanágio de pessoas inteligentes. Quando atacam o mensageiro em vez da mensagem mostram que a sua cabecinha pensadeira não chega para formular um argumento consistente.
    .
    Mas que digo eu? Estou à espera de educação de pessoas que nunca souberam as vantagens cívicas do uso do sabonete?

  15. 17 Agosto, 2011 21:15

    Vamos ser coerentes.
    O que incomoda é o falo.

  16. Francisco Colaço permalink
    17 Agosto, 2011 21:17

    Arlindo da Costa:
    .
    Albânia. Continente: Ásia Menor. Maioria cristã. Turquia: Situada entre a Ásia e África. Maioria budista.

  17. 17 Agosto, 2011 21:18

    Patetices…

    R.

  18. 17 Agosto, 2011 21:23

    É post de sexo semanal
    da autora.

  19. trill permalink
    17 Agosto, 2011 21:23

    A europa é laica de tradição cristã.

  20. 17 Agosto, 2011 21:24

    Cara Helena Matos,

    Qualquer dia vai estoirar uma reacção violenta em Portugal. Nessa atura não me vou esquecer de si…

  21. trill permalink
    17 Agosto, 2011 21:26

    O norte da Europa é de tradição luterana (aberto e próspero), o sul católico (fechado e pobre). Actualmente a predominância é do “laicismo”.

    Islamismo? Não faz parte de nada na Europa.

  22. 17 Agosto, 2011 21:34

    Metem nojo. São uma pequena minoria com demasiado tempo livre. Se quisessem trabalhar, emigravam, mas preferem andar nas copas com o dinheiro dos pais. Deprimente!

  23. 17 Agosto, 2011 21:35

    O Diogo está a ameaçar a Helena.

  24. 17 Agosto, 2011 21:39

    Diogo: «Qualquer dia vai estoirar uma reacção violenta em Portugal. Nessa atura não me vou esquecer de si»

    Diogo, atenção à língua por favor. Seja cavalheiro e peça desculpa…

    R.

  25. dragão azul permalink
    17 Agosto, 2011 21:47

    Não sei porquê tanto incómodo. Em democracia deve aprender-se a conviver coom a diferença, mesmo quando ela é irreverente. Ou será que os jovens participantes das JMJ nunca viram um penis, na vida.

  26. pablo picaço permalink
    17 Agosto, 2011 21:48

    Curioso como sempre o “discurso” da Helena Matos me faz lembrar o programa ideológico do tal noreguês.

  27. 17 Agosto, 2011 21:48

    também a podiam meter pelo rabo acima, mas o mais certo era gostarem.

  28. pablo picaço permalink
    17 Agosto, 2011 21:49

    norueguês ops…

  29. trill permalink
    17 Agosto, 2011 21:51

    Não é admissível virem fazer ameaças para aqui. Eu geralmente tb discordo dela e um dia que disse “aqui temos um post estúpido” fui insultado por um tal franciú… Mas dizer que o post é estúpido é diferente de dizer que a pessoa é estúpida. Quanto à ameaça física é crime e se fosse comigo eu saberia como tratar do assunto.

  30. trill permalink
    17 Agosto, 2011 21:54

    qto ás diferenciações entre o Norte aberto e próspero e do Sul católicos e pobre, como sabem muito bem, é do Max Weber.

  31. 17 Agosto, 2011 21:57

    Helena!
    Não se deixe intimidar. E continue a escrever com liberdade. Há muita gente que gosta do que escreve, mesmo quando não concorda.
    Regressando ao teor do post: um governo do PP, a partir de dezembro, vai mudar o clima deprimente em que Espanha se afunda. A última proposta do M15 diz tudo: querem transportes gratuitos em Madrid para os jovens sem emprego. Só se for para irem às copas! Valha-me Deus!

  32. Analfabeto informático permalink
    17 Agosto, 2011 22:28

    O Arlindo quer é sentar-se em cima da escultura. Mas vai ter que tirar de lá o Piscoiso.

  33. João Amaral permalink
    17 Agosto, 2011 22:34

    a manifestação é feita por feios, porcos e maus. Tal como os hooligans de Londres, os de Madrid fazem-no apenas para ofender, provocar gatuitamente e espalhar a violência verbal e a intolerância. Por aqui se vê a diferença entre cidadãos dignos e cidadãos que moralmente não tem nada a partilhar com os seus semelhantes senão a violência e a intolerância. Mas tal como em Londres são uma minoria intolerante no meio da maioria tolerante.

  34. nuno granja permalink
    17 Agosto, 2011 22:36

    Nem mais!

  35. João Amaral permalink
    17 Agosto, 2011 22:38

    ó dragão azul as pessoas tem o direito de vir para a rua esperar o Papa sem ser insultadas e perseguidas na rua como está a contecer em Madrid. Tal como os cidadãos da cidade do Porto tem o direito de vir para a rua com uma camisola do benfica sem ser agredidos pelos dragões azuis. Em Madrid não estamos assistir apenas a uma manif contra o Papa. Em Madrid os hooligans perseguem os católicos e intimidam-os verbalmente e fisicamente ( como há pouco ouvi na rádio ). E isto é triste numa democracia que se fiz laica e pluralista.

  36. jotamen0 permalink
    17 Agosto, 2011 22:41

    Esse coiso que pisca só ao comentar só diz barbaridades. Porque não se cala?

  37. 17 Agosto, 2011 22:47

    são ordinários e ponto. eu não gosto do Papa , nada mesmo , mas ainda gosto menos de gente ordinária. e criança. as crianças é que se riem muito com cócó e pilinhas. não percebo sequer qual a mensagem que pretendem passar : que cultuam os católicos o falo ? mandar o papa pró cxxxx? não percebo.

  38. CARLOS permalink
    17 Agosto, 2011 22:47

    não são meia dúzia de idiotas adoradores de pénis que intimidam milhões de cristãos. O que eles odeiam na igreja é que a igreja tem regras civilizacionais e principios morais. Os adoradores de pénis não têm principios morais, antes impulsos animalescos, não conhecem a decência e como os hooligans de Londres a sua vida não tem um sentido e o seu Deus é o hedonismo fálico que tanto adoram…. no fundo são umas almas tristes e errantes .

  39. Cfe permalink
    17 Agosto, 2011 22:49

    Substituam o crucifixo por uma foto de alguem que gostem, o escudo de um clube, um partido ou que lhes vier a cabeça e darão conta do ridículo de achar que os manifestantes tem direito a se manifestar como quiserem.

  40. esmeralda permalink
    17 Agosto, 2011 22:55

    Realmente, Helena, não ligue. Mas no seu lugar fechava os comentários. Alguns não valem o espaço e dá a sensação de virem de pessoas com algum tipo de problema ou que vêm para aqui dar liberdade à falta de inteligência, a um qualquer ressabiamento, a um qualquer sentimento de inferioridade, a uma qualquer mania de que têm graça! Não têm tempo de antena noutro lado e vivem com o desejo de se fazer notar de alguma maneira. E qual é a que escolhem? O anonimato. Assim, fica tudo dito!

  41. Portela Menos 1 permalink
    17 Agosto, 2011 22:56

    já faltou mais para cercearem o direito de manifestação.
    esta malta da direita quer é o pessoal a consolidar … vendo telenovelas.

  42. Portela Menos 1 permalink
    17 Agosto, 2011 22:58

    €25MM gastos pelo governo “socialista” espanhol, na visita do chefe de governo do vaticano, isso não vos ofende.

  43. CARLOS permalink
    17 Agosto, 2011 22:59

    de se manifetarem como quiserem sem ofender propositadamente e gratuitamente a maioria dos espanhõis. A liberdade de manifestação não é igual à liberdade de ofender gratuitamente. Eu posso ser monarquico no entanto não faria uma manif a gozar com os simbolos da republica, eu não sou gay mas não faço manifs anti-gay etc….os manifestantes não estão a fazer uma manif a promover os principios do laicismo, mas antes a fazer uma manif contra terceiros. Se a manif fosse contra imigrantes, ou contra gays, ou contra muçulmanos etc parava o mundo e seriam todos presos por incitar ao ódio racial, ou sexual ou religioso. Felizmente que os cristãos são tolerantes e pacíficos .

  44. Portela Menos 1 permalink
    17 Agosto, 2011 23:00

    esmeralda, filha, o anonimato de alguns é como o seu “esmeralda”!

  45. 17 Agosto, 2011 23:14

    claro que ofende que seja o estado a pagar. e é por isso que outros manifestantes , adultos , têm pancartas a dizer :” con mis impuestos , no”. e se tivessem posto um zé povinho a fazer um manguito , nada a dizer. agora isto ? uma cruz , que simboliza Cristo ? santa paciência. até a mim me enoja. se não respeitam minimamente não poderão ecigir respeito.
    a próxima parada gay que houver vou para lá com uns desenhos manhosos e tal a protestar por aquilo acontecer e por ser subsidiada pela autarquia e por ocuparem espaço público. penso que é o mesmo.

  46. Francisco Colaço permalink
    17 Agosto, 2011 23:25

    Me,
    .
    Não vá, pois os pacifistas internacionalistas anti-guerra e de esquerda ecologista não terão péias em lhe enviar dois murros às fuças.

  47. Francisco Colaço permalink
    17 Agosto, 2011 23:27

    Portela Menos 1,
    .
    Não diga isso da Esmeralda, que a rapariga é uma jóia.

  48. Francisco Colaço permalink
    17 Agosto, 2011 23:32

    Portela Menos Um,
    .
    Vou atirar, com o meu direito legítimo de manifestação, frascos de tinta vermelha às paredes das sedes do BE e do PCP, e mostrar cartazes a dizer QUATROCENTOS MILHÕES DE MORTOS E ESTES ESTÃO-SE NAS TINTAS. Acha bem?
    .
    (se me disser que isso é um desrespeito, uma sandice e uma mostra de má educação, então percebe que há de haver limites às manifestações. E nem sequer falei de mandar Estaline à merda ou de comparar o comunismo com o período feminino, com alguma liberdade poética).

  49. Francisco Colaço permalink
    17 Agosto, 2011 23:34

    Até era giro: quando as coisas andam vermelhas lá por casa, nenhum homem está feliz.

  50. Francisco Colaço permalink
    17 Agosto, 2011 23:37

    Portela Menos 1,
    .
    Finalmente, quando Castro vem à Europa, gastam-se somas semelhantes em segurança e não vejo a esquerdice a protestar contra o esbulho dos nossos impostos.

  51. Fredo permalink
    17 Agosto, 2011 23:52

    já faltou mais para cercearem o direito de manifestação.
    esta malta da direita quer é o pessoal a consolidar … vendo telenovelas.
    Portela Menos 1

    Por este andar ainda vão mandar os manifestantes para a Sibéria. A direita gostou muito de Gulag.

  52. certo permalink
    17 Agosto, 2011 23:52

    Está bem, Helena,
    mas isso é lá assunto deles,
    que são maiorzinhos,
    e não havemos de ser
    nós a fazer mais uma guerra
    contra eles.
    Já chega, por ora,
    guerrilheira Helena.

  53. Francisco Colaço permalink
    17 Agosto, 2011 23:58

    Fredo,
    .
    O PCUS era de direita? Qualquer dia vai ver o Bernardino Soares a vociferar, invectivar e insultar aquele fàssista (grafia intencional e mimetizando a fonética oficiosa) do Estaline e o nacional-socialista do Lenine.
    .
    E irão dizer que o Adolfo era um santo!

  54. lucklucky permalink
    18 Agosto, 2011 00:01

    Foi um santo a quando de Molotov-Ribbentrop. E Mussolini foi santo durante uma década enquanto fornecia a marinha soviética com navios de guerra e tecnologia naval e foi um dos primeiros países a reconhecer a União Soviética…

  55. Portela Menos 1 permalink
    18 Agosto, 2011 00:03

    FC continua a responder-me (obrigado pela paciência).
    Não tem por aí nada do século XIX que eu seja culpado? :-)

  56. Portela Menos 1 permalink
    18 Agosto, 2011 00:04

    “Vou atirar, com o meu direito legítimo de manifestação, frascos de tinta vermelha…”
    .
    estamos a melhorar! no prec eram bombas :-)

  57. 18 Agosto, 2011 00:15

    então , vamos lá ver : ele há assuntos não correctos politicamente segundo a religião socialista , como a religião dos deuses ou a monarquia ou a direita , em que a malta se pode manifestar como lhe apetecer : e ele há outros , politicamente correctos , como a república ou a esquerda ou o multicularismo forçado ou orientações várias em que a malta tem de seguir regras de manifestação ou nem se pode manifestar. é isso? vou ali e já venho.

  58. José Maia permalink
    18 Agosto, 2011 00:15

    Manifestação ateia ou judia??

  59. certo permalink
    18 Agosto, 2011 00:58

    O Colaço bate sempre a mesmna tecla. Está já apanhado da mona, nada a fazer, okay.

  60. certo permalink
    18 Agosto, 2011 01:01

    FC, não terá nada
    aí, per caso, mais antigo,
    como assim do século XVIII
    com que nos atirar?

  61. arlindo permalink
    18 Agosto, 2011 01:11

    Não percebo, aquela coisa parece uma mitra papal, um bocado exagerada reconheço, mas provavelmente o escultor não terá recebido muito.

  62. Leme permalink
    18 Agosto, 2011 01:15

    Arlindos Caca e Pizcaca fazem parte dos panilas que abundam pelo Puorto, assim como também os Cascas de Barcelona – ou será Bardalona? – andam doidinhos por lá terem Etarras e EB´s com fartura.
    São duas cidadezecas, o Puorto e Barcelona, com ambições desmedidas para serem capitais, por sinal, as duas do norte e am bas porcas que se farta.
    Hoje, e já no anterior match, viu-se bem a semelhança na ordinarice daquelas gentinhas. Até no jogo falso e sujo são cidades com equipas que se comparam na porcaria. Que saudades eu tenho dos meus tempos de menino em que conheci o falar à bimbo do Puorto e o cacarejar à casca dos Barças. Nessa altura era era gente boa – se bem que os cascas já tinham muitas peneiras.
    Vou-me fartar de rir é quando forem jogar à canelada uma com a outra e a vê-los a bolsar merda e a virem-se pelo cu… Um gozo do caraças que vai acabar numa tripalhada! ehehehehehehe

  63. Arlindo da Costa permalink
    18 Agosto, 2011 01:38

    Aqueles jovens anarcas espanhóis – talvez pagos à tarefa pelo PP espanhol, como fizeram com os «indignados» nas «puertas del sol», nas últimas eleições regionais espanholas! – deviam pôr o dito símbolo, substituindo o terço católico pela «estrela de David» junto a uma sinagoga em Madrid ou mesmo junto à Embaixada do Estado de «Israel» .
    Gostava de ver a reacção do respectivo lobi!…
    Talvez levassem com algum «bombardeamentozinho» da NATO, senão mesmo um mandato do tribunal fantoche de Haia!…
    Realmente nós, os católicos, somos muito mais tolerantes do que os muçulmanos e os judeus!

  64. Arlindo da Costa permalink
    18 Agosto, 2011 01:40

    Quanto ao pateta do «Leme», nada a fazer.
    O melhor mesmo para ele, era enfiar «aquilo», onde ele mais aprecia…pois basta fazer uma análise à prosa do infeliz para chegar à conclusão que o gajo é um mariconço retardado.

  65. Francisco Colaço permalink
    18 Agosto, 2011 01:58

    Me,
    .
    Isso mesmo. É o que os piscoisos e certos desta terra nos querem dizer. Quem não for de esquerda é doido. E por isso é que dá um gozo irritá-los. É fácil, não conseguem argumentar. Não têm como argumentar.
    .
    Vão atirando a cassete do BPN (ninguém aqui esteve de acordo com o salvamento do BPN, ordenado aliás pelo Sócrates). Vão falando do Cavaco, mas não têm nada de concreto para lhe atirar (eu ao menos disse que foi um Presidente Pato). Vão criticando as mesmas medidas que há meses lhes serviam para loas desmesuradas, por alguma razão filosófica, sei lá eu.
    .
    Falar mal do Papa é permitido sem limites. Mas ai daquele que puser a nu as escaras da consciência da esquerda radical. O PS foi execrável, mas nunca defendeu soluções ou regimes ditatoriais. O PCP continua a ter no seu programa a expressão ditadura do proletariado. Nunca ouvi dos esquerdas Pastelaria Suiça dos calhaus uma retratação séria e credível dos modelos anteriormente defendidos. As pessoas têm direito de mudar de opinião. Faz, aliás, parte do crescimento humano. Eu tenho todas as razões para acreditar que não mudaram, pois não é senão dever deles, dos calhaus, dizerem que se arrependem das opiniões passadas e que as arrenegam. Não sou obrigado a acreditar que são democratas ou que, num governo, não impediriam as eleições futuras para se eternizarem no poder. Não sou eu que tenho que assumir a democracia deles, sem mais. São eles, as estátuas da Ilha da Páscoa, que têm que o dizer, explicita e claramente, e repeti-lo vezes sem conta, consistente e assertivamente, até que acreditemos que eles afinal não nos estão a enganar.
    .
    Enquanto isso, não têm direito a pertencer a democracia nenhuma. Deveriam ser emparelhados com os neo-nazis da Frente Nacional (afinal, são cornos do mesmo touro e postos a correr da casa da democracia que, obviamente e sem razões nenhuma para pensar o contrário, desprezam. Despoticamente, servir-se-ão da democracia para chegar ao poder e a negar depois, por forma a eternizarem-se pelo Partido Único (grafia intencional)
    .
    É claro que depois do que disse o Piscoiso, o Certo e o Portela Menos Um virão dizer que estou doido. Porque, afinal, não sabem refutar, não podem refutar, não podem negar os factos que citei, e na sua torre de marfim intelectual julgam que o Mundo lhes deve vassalagem intelectual. Acusam-me de não pensar pela minha cabeça. Talvez porque seja seu secreto desejo (este é sarcasmo!) reeducar-me numa estância de férias como as que ainda há em Cuba e na Coreia do Norte.

  66. Francisco Colaço permalink
    18 Agosto, 2011 02:03

    Arlindo da Costa,
    .
    A gente pode pedir aos manifestantes e para fazer uma manifestação a insultar Jesus Cristo (com um falo, claro) em frente a uma mesquita. Será que os muçulmanos iam levar a mal? Não iriam, pois não?

  67. Francisco Colaço permalink
    18 Agosto, 2011 02:06

    Certo
    .
    Revolução francesa. O Terror jacobino.
    .
    Foi você que pediu uma ferroada?

  68. confrade permalink
    18 Agosto, 2011 02:09

    Porque é que tudo se torna numa discussão de esquerda/direita? Isto é apenas mau gosto , e o andor , a estátua , o falo , ou lá o que seja , tem apenas o valor que lhe for dado. E agora os pensadores-comentadores masturbem-se mentalmente a justificar o injustificável.

  69. 18 Agosto, 2011 03:27

    Tanta discussão à volta do coiso – é um exagero, mas vocês também me saíram umas marias ofendidas… – e esquece-se a razão pela revolta desta gente.

    Um blog onde abunda a retórica da defesa de uma estado menos gastador e intervencionista que tem a dizer sobre os gastos da vinda do papa?

  70. Arlindo da Costa permalink
    18 Agosto, 2011 03:29

    Estou de acordo com o último comentador »Confrade».
    O que me repugna não é propriamente a «escultura» – que é manifestamente ordinária e de mau gosto – mas sim a indignação assanhada dalguns comentadores sobre o assunto, que fazem duma manifestação de broncos uma guerra ideológica.
    Pela teor da prosa da maioria dos comentados indignados, nenhum deles comunga da religião católica, e talvez andem longe de Cristo, como eu estou longe da próxima galáxia.
    Muitos de vocês indignam-se com aquela «escultura» mas nunca se indignaram com a pedofilia no seio da Igreja Católica – e bem assim de todas as igrejas e seitas – e que fez e continua a fazer vítimas em todo o Mundo.
    Também nunca vi vocês indignados contra a Igreja «Católica» espanhola que à sua conta é cumplice e autora de centenas de milhares de crimes.
    Em abono da verdade a Igreja «Católica» espanhola devia ser excomungada pelo Vaticano, pois os seus crimes históricos – desde os Descobrimentos até às Guerra Civil espanhola – rivalizam com os piores regimes comunistas.
    A própria autora – cujo extremismo ideológico encontra-se nos antípodas da doutrina oficial da Igreja – utiliza este argumentário, não para se indignar contra a profanação da simbologia cristã, mas mais para lançar achas para a fogueira contra os islâmicos que de facto ameaçam a demografia europeia.
    Duma prespectiva teológica e sociológica há mais em comum entre os muçulmanos e os católicos do que entre os católicos e estes «indignados» que debitam baboseiras a 100 à hora.
    Até porque aqueles «jovens» indignados estão nas Portas do Sol com apoio e financiamento secreto do PP espanhol com a finalidade específica de criar clivagens na sociedade espanhola.
    É que, quem inventou o «atentado» da ETA no dia 11 de Março é capaz de inventar e fazer os piores crimes!

  71. 18 Agosto, 2011 03:30

    Já agora: por acaso o islão tem a influência que o catolicismo tem na sociedade espanhola? Por acaso vem algum representante máximo muçulmano em visita a Espanha? Então para quê recorrer-se à falsa equivalência, não há cérebro para mais?

  72. 18 Agosto, 2011 04:19

    não sei…lá pelo sul , marbelha e tal ,. há carradas de mesquitas e omãs que têm chalets…há o equivalente a Papa nos muçulmanos ? não sabia.. mas quando o santo extraterestre dalai lama aparecer por aí espero que tb façam uma grande festa de repudio e que não exijam que seja recebido e pago pelo estado. a mim , religiões ni fu ni fa , mas ou comem todos ou há moralidade , coño.

  73. Ricardo permalink
    18 Agosto, 2011 06:15

    Com este tipo de argumento, nenhum violador jamais será preso. Basta lembrar que o violador é muito melhor que um assassino.

    A religião é uma merda que mata, independentemente do livro sagrado.

  74. Fritz permalink
    18 Agosto, 2011 08:54

    Essa foto nao foi tirada na Puerta del Sol. Donde está publicada e quando foi tirada?

  75. 18 Agosto, 2011 09:09

    Eles vivem num país islâmico? A sério? O imã el-Ratzingerei foi a Madrid? Eh pá, isso é tudo novo para mim…

  76. 18 Agosto, 2011 09:26

    O Sr. Francisco Colaço ou é ignorante e fala do que desconhece ou é mentiroso e gosta de falsificar os factos a seu belo prazer.
    Falado de cor, alto especialista em assuntos comuno-soviéticos, dispara a sua sentença «O PCP continua a ter no seu programa a expressão ditadura do proletariado.»
    Diga-nos onde, em que parte do programa do PCP é utilizada essa expressão, em que momento o PCP faz referência a esse conceito?
    Tenha a coragem de assumir o erro, que o que o move é o puro e simples anti-comunismo ignorante, que distorce a realidade como lhe convém para justificar as suas teses.

    Fique V. Exa. sabendo que essa expressão tem um significado distinto daquele que a linguagem comum atribui à expressão ditadura, constituindo o reverso da actual ditadura da burguesia, mas fique também sabendo que os comunistas portugueses retiraram essa expressão do seu Programa em 1974, veja bem há quanto tempo anda enganado (ou a enganar) com as suas certezas sobre o PCP.

  77. jose.gcmonteiro permalink
    18 Agosto, 2011 09:34

    Só a verdade dos acontecimentos será perene.
    O resto são fitas!
    J. Gil

  78. neoteuton permalink
    18 Agosto, 2011 10:08

    Vaia, vaia. Desta vez HM, preferiu mostrarmos o valor simbólico das imagens ainda que podia eleger também entre entrar no exercicio da palavra e dos discursos e as coisas que por lá se ouviam e diziam (o poder de palavra sobre todo cantando as quarenta e celebrando assim todo o que por aí passava e diziam os antis-sectarios tendo em frente aos peregrinos da secta.
    Com isso corregimos a HM que sempre poe a remarcar no poder violento da palavra (quando está fica um tris pertinho da propaganda)….
    Acho que nem preciso explicar quens erao em esta ocasiao e cena e imagem o sector « sectarios « .

    “La protesta, autorizada por la Delegación del Gobierno, arrancó a las 19.30 horas en tono festivo de la cercana plaza de Tirso de Molina al grito de “De mis impuestos, al Papa cero”. Cuando llegó a Sol, abarrotado de peregrinos, los numerosos agentes de la Policía Nacional desplegados en el lugar han reforzado el cordón en torno a la marcha, pero no han podido evitar el cruce de increpaciones.
    “Iros a misa” y “el Papa es un nazi” han sido algunos de los gritos que han chocado frontalmente contra el “Viva el Papa” de los católicos, al tiempo que los primeros han exhibido condones frente a los crucifijos del colectivo religioso.
    Los laicos han repetido a los peregrinos: “Tu mochila la pago yo y en la mochila llevas condones”, mientras que algunos de los fieles de Benedicto XVI, que portaban banderas de diferentes países, han insistido en que esa manifestación era “ilegal””.

    http://www.elecodelospasos.net/article-la-policia-carga-contra-los-manifestantes-laicos-y-despeja-sol-81785911.html

  79. 18 Agosto, 2011 10:15

    “Relvas convida Mário Crespo para correspondente da RTP em Washington”

    Já faltam poucos. A seguir será a helena e o jmf. Nada de extraordinário. É apenas pagar o serviço prestado pelos senhores e senhoras falantes quando a laranjada estava na oposição.

  80. EMS permalink
    18 Agosto, 2011 10:36

    A Helena acha que os manifestantes deviam ir fazer barulho á porta de uma mesquita. Há por ai quem queira provar que não há diferença nenhuma.

    «MADRID, (apro).- José Albano Pérez Bautista, el mexicano detenido ayer en esta ciudad por planear un atentado con gases letales contra opositores a la visita del Papa Benedicto XVI, había escrito previamente una serie de comentarios en las redes sociales y en foros ultracatólicos, en los que expresaba su deseo de “matar maricones en nombre de Dios”, según dijeron fuentes judiciales a medios españoles.»

    http://www.proceso.com.mx/?p=278811

  81. Francisco Colaço permalink
    18 Agosto, 2011 11:52

    «Em 25 de Abril de 1975 realizam-se as eleições para a Assembleia Constituinte tendo o PS ficado com 116 deputados, o PPD com 81, o PC com 30, o CDS com 16, o MDP com 5, a UDP 1 e a ADIM 1. Pois apesar do PCP só ter 12,5% dos votos enquanto o PS tinha 38%. O PCP reivindicava o direito a impor uma ditadura do proletariado e a governar como bem entendia.»

  82. goliadkin permalink
    18 Agosto, 2011 12:02

    Querem ver que não há muçulmanos em Espanha?

    Uma sociedade laica deveria promover a tolerância religiosa e não o seu oposto. Mas, infelizmente, algumas pessoas por problemas pessoais com o catolicismo e outras (muitas) por moda, são muito mais intolerantes do que qualquer crente devoto que eu tenha conhecido.

    Ou seja: se é para ser intolerante porque não sê-lo também por igual?
    Esteve muito bem a helena.

  83. antonio permalink
    18 Agosto, 2011 12:20

    a helena leu o manual do brevik… e o jovem mexicano que preparava o ataque aos manifestantes também.
    Parece que a moda extremista assassina está a pegar-se aos brando-costumeiros catolicistas

  84. Antonio Pires permalink
    18 Agosto, 2011 12:42

    Fizessem isto com o Maomé e Madrid rebentava sem dó nem piedade…A estupidez humana tem uma capacidade colossal!

  85. José Maia permalink
    18 Agosto, 2011 13:33

    Arlindo,
    Uma estrela de David num objecto desses nunca poderia ser. Já se sabe que essa mesma estrela está metida, desde há séculos, nestas “touradas” anti-católicas.

    “Pela miséria e o ódio invejoso que dela resulta, manobramos as multidões e nos
    servimos de suas mãos para esmagar os que se oponham aos nossos desígnios.”
    Serge Nilus

  86. 18 Agosto, 2011 14:58

    Refinados cabrões esses manifestantes de mierda. Não sabem o que fazem. Não compreendem o que insultam.

  87. Antonio Coelho permalink
    18 Agosto, 2011 15:23

    Esta caixa de comentários começa a tornar-se deprimente. Parece que todos os frustados e energúmenos que se passeiam pelos blogs têm uma especial predilecção pela Helena Matos. Já se chega à ameaça física! Por um lado é um bom sinal, significa que os seus textos atingem a mouche em cheio, mas por outro lado revelam que a cultura fascista, inquisitorial, intolerante continua viva e activa em sectores significativos do povo português. Há 30 anos gritava-se contra o fascismo e o social-fascismo. Depois…amaciou, o PC estalinista ganhou força, o BE surgiu como esplendor da média burguesia universitária e o fascismo passou a ser só o de direita, o inofensivo, o do Salazar que já estava morto e enterrado desde 1967! Agora qualquer verde-eufémio, qualquer jacobino maçónico, qualquer troskista recauchutado aparece como expoente da esquerda “moderna”. O resultado está à vista: basta ler os comentários acima…Sinceramente não sei se vale a pena ou se devemos partir para outra, que o país está na fossa e esta gentinha estará sempre bem até porque nasceram em berço de ouro e quem se lixa é o mexilhão…

  88. portela menos1 permalink
    18 Agosto, 2011 17:40

    Nao se irritem com o anti-25Abri primario de FC; é da natureza dele e do copy&past.

  89. HIPOCRITAS permalink
    18 Agosto, 2011 18:08

    Segundo consta, a igreja gosta deles mais pequeninos…

  90. 18 Agosto, 2011 19:18

    Lá continua o sr. Francisco Colaço a brincar.
    Que fonte é aquela que citou?
    Continua a não dizer onde está no Programa do PCP a expressão «ditadura do proletariado» – coisa que aliás não vai poder dizer porque não está lá.
    O que sabe ou pensa saber sobre o PCP é a cassete que sobre ele fizeram, porque pouco ou nada conhece apesar de muito falar sobre esse partido.

  91. Francisco Colaço permalink
    18 Agosto, 2011 19:55

    “Para Álvaro Cunhal, «a Revolução de Outubro mostrou na vida a justeza da teoria leninista do Estado e da Revolução. Nenhum governo teria sido capaz de pôr fim à exploração capitalista, de nacionalizar a indústria, os transportes, os bancos e a terra, de confiscar os latifúndios e entregá-los aos camponeses, de assegurar a igualdade das nações submetidas ao antigo império russo, de assegurar à mulher direitos iguais aos do homem, de encetar e levar a bom termo a obra grandiosa da edificação da sociedade socialista, se não dispusesse de um aparelho do Estado ao serviço dos operários e camponeses. Sem a destruição do antigo Estado (do aparelho da ditadura da burguesia), sem a criação do novo Estado (do aparelho da ditadura do proletariado) em bases amplamente democráticas, sem a participação real das massas na direcção política e económica, não teria sido possível realizar a revolução socialista.»”
    .
    Jornal O Avante. Negrito meu.

  92. Francisco Colaço permalink
    18 Agosto, 2011 20:08

    «Estas alterações são naturalmente extensivas ao Programa, que contém outras como o caso do capítulo II que é totalmente substituído, pois as tarefas imediatas de agora são completamente diferentes das tarefas imediatas do tempo da ditadura fascista. É ainda o caso da modificação de algumas expressões e supressão de outras que então e após o derrubamento da ditadura fascista podiam não ser bem entendidas, como era o caso da expressão «ditadura do proletariado» contida no capítulo III do Programa e que foi suprimida.»
    .
    Jornal O Avante. Itálico meu. Vê-se bem, e segundo o próprio Правда local, a expressão não foi suprimida senão por uma questão tactica, enfim, para não assustar ou melindrar os que ansiavam por liberdade. No cômputo geral, não fui eu que a escrevi, e se se derem ao trabalho de a procurar, encontram-na de certeza. O Camarada Lobo (товарищ волк, para os amigos) continua com dentes arreganhados, porém finge-se cordeiro.
    .
    Já agora, a primeira citação não é de um historiador de direita.

  93. Francisco Colaço permalink
    18 Agosto, 2011 20:11

    António Coelho,
    .
    Há uma interessante entrevista ao I do Pacheco Pereira sobre os diversos cismas do comunismo em Portugal (maoístas, linha chinesa, albaneses, folhas mortas) e que acabam de levar à amálgama disforme que é o Bloco de Esquerda.

  94. Portela Menos 1 permalink
    18 Agosto, 2011 21:03

    eu, que não sou nem nunca fui do PCP, acho que o PCP, como partido comunista, deveria ter no seu programa a defesa da “ditadura do proletariado”; seria uma coerência com os princípios marxistas-leninistas e, simultaneamente, manteria em sentido sujeitos como F.Colaço e respectivos amigos da “ditadura da burguesia”.

  95. 18 Agosto, 2011 21:21

    Lá continua o Sr. Colaço a torcer e a contorcer a realidade, sem no entanto justificar ou comprovar a veracidade da sua afirmação de que o PCP mantinha no seu programa a expressão ditadura do proletariado.

    Consegue, no entanto, demonstrar uma coisa: o conceito mantém-se, porque aquilo que faz é definir o controlo do aparelho de estado por uma classe, neste caso o proletariado, mas a expressão foi retirada para que alguns colaços não fiquem confusos e incapazes de compreender o conceito e o seu significado, baralhando-o com a utilização comum da expressão ditadura – aparentemente a táctica utilizada não obteve grande sucesso porque as dificuldades de entendimento de alguns intelectos mais «simplórios» continua.

  96. 19 Agosto, 2011 17:03

    Oh, então, mas com esta nem precisavas de pôr preservativo nem nada. Sinceramente, não te percebo ó Helena.

  97. Jose permalink
    19 Agosto, 2011 17:23

    O PCP, tenha ou não no programa a “ditadura do proletariado”, ( não sei, não tenho pachorra para ler aquela prosa redonda e feita de slogans), não pode fugir dela, porque é um partido marxista leninista e que eu saiba, não abdicou dessa condição. Sendo marxista acredita ( é mesmo uma questão de fé), que a sociedade sem classes só poderá ser atingida sob a direcção da classe operária, o proletariado, a classe eleita para fazer a última síntese. E para que tal aconteça tem de impôr uma ditadura temporária ( tempo indefinido….) que acabe com a burguesia e o capital.
    Renunciar à ditadura do proletariado é como um islamista recusar a jihad ou a Shahadad, ou um cristão recusat a divindade de Cristo.
    Não é possível. Um muçulmano que o faça passa a ser outra coisa qualquer, mas não um muçulmano. Idem para o cristão. Idem para o comunista.

  98. Jose permalink
    19 Agosto, 2011 17:46

    Quanto ao tema em si, a esquerda europeia raramente critica o islão, por duas razões:

    1- O Islão é um aliado táctico na grande luta contra os judeus, o capitalismo, a “civilização ocidental”, aquela que o comunista Kukacs entendia que tinha de ser destruída.

    2-O Islão não tolera a crítica e todo o bom muçulmano é obrigado, pelos imperativos do livro ( O Corão é a fonte da lei e não apenas um livro interpretável) a agir fisicamente contra quem ofende os éditos de Deus. É verdade que a maioria não o faz, mas há sempre quem conheça bem a doutrina e seja um bom muçulmnano. Razão pela qual manifestações contra o Islão são perigosas.
    Assim criticar o cristianismo é ouro sobre azul: dá uma imagem de sofisticação intelectual a alguns gabirús que meteram na cabeça umas patranhas amassadas em slogans pós-marxistas, e é gratuito, não envolvendo perigo e passando até uma imagem de “corajosos lutadores” laicistas.

  99. Jose permalink
    19 Agosto, 2011 17:46

    Lukaks, queria eu dizer…

  100. Francisco Colaço permalink
    19 Agosto, 2011 17:56

    Portela Menos Um,
    .
    Não há ditadura da burguesia. Leia Maquiavel. A ditadura implica a impossibilidade de reversão ou de mudança da ideologia no poder. Ora, no dia 5 de Junho, a ideologia no poder mudou. Nos países ditos libertados pelo socialismo, não há hipótese de as pessoas se livrarem do socialismo (e quando querem, há que sofrer tanques em Praga e Moscovo).
    .
    Se imensas pessoas pensarem como o Portela, poderemos ter uma democracia de esquerda (existem!) Não creio que o Portela seja anti-democrata, espero pelo menos que não. Só gostaria de saber uma coisa: caso essa dita democracia de esquerda viesse a ser atingida, o Portela defende a existência e persistência de meios constitucionais e legais de escolher outra qualquer ideologia, como por exemplo, eleições periódicas e universais?

  101. Francisco Colaço permalink
    19 Agosto, 2011 18:01

    jal,
    .
    Antes de defender partidos obscenamente incapazes de qualquer realização democrática, lembre-se de ler uma obra de um autor soviético que até teve de ser editada na Itália e de sair da URSS por meios e subterfúgios. Chama-se Dr. Jivago. Outra, O Medo. Finalmente vai-se rir muito, pois é um livro de humor fantástico, se fizer a auto-crítica com o livro Katastroika.
    .
    O primeiro é de Pasternak, não me lembro do nome do segundo, mas tenho-o na minha biblioteca. O terceiro também não me lembro, mas é fácil de encontrar em bibliotecas municipais.
    .
    Lembre-se apenas disto. Eram necessários três anos para conseguir um Trabant ou um Lada, e a elite soviética andava de Mercedes.
    «ditadura do proletariado»?

  102. Francisco Colaço permalink
    19 Agosto, 2011 18:09

    o conceito mantém-se, porque aquilo que faz é definir o controlo do aparelho de estado por uma classe, neste caso o proletariado, mas a expressão foi retirada para que alguns colaços não fiquem confusos e incapazes de compreender o conceito e o seu significado do JAL. Negrito meu.
    .
    Meu caro, consegui aqui que um comunista dissesse que afinal quer uma ditadura do proletariado. Eu sempre soube que a expressão tinha caído em 74, embora tivesse sido várias vezes repetidas em 75 e 76 pelos órgãos descerebrados do PCP, oficiosamente e registada nos jornais da época. Mas, para obter de um comunista convicto a admissão de que uma vez entrado no poder não haveria modo de sair dela (o conceito marxista de dit… do pro… — respeito o seu desejo de não usar o termo) necessitaria de usar um subterfúgio.
    .
    Agora, meu caro, espero que, sendo consequente, os deputados do PCP saiam da AR, pois defendem o fim de um parlamento renovável e actuante CASO SEJAM GOVERNO. Até lá, dá-lhes jeito a democracia. Depois de atingirem o poder, adeus eleições.
    .
    O diabo esconde-se nos pormenores.

  103. 19 Agosto, 2011 23:01

    Caro Colaço,

    Como se vê nada compreendeu da questão «ditadura do proletariado».
    A existência de uma ditadura do proletriado em nada impede a existência de órgãos eleitos por sufrágio universal e directo.
    Você, talvez porque dê jeito à defesa das suas teses, confunde as questões e os conceitos.
    Para um marxista aquilo a que chamam de democracia ocidental é uma ditadura burguesa, nada impede que se vote, que se fale, mas os resultados invariavelmente conduzirão ao mesmo resultado – governos que estão ao serviço da burguesia, da propriedade privada dos meios de produção, da maximização do lucro a todo o custo.
    A ditadura do proletariado é o reverso desta medalha, é a colocação do aparelho de estado ao serviço de outra classe, ao serviço de quem trabalha, da maioria das pessoas – democratizando o Estado, colocando ao serviço de quem trabalha, transformando-o num instrumento de destruição de privilégios e da exploração.

  104. Portela Menos 1 permalink
    20 Agosto, 2011 00:17

    Francisco Colaço, Posted 19 Agosto, 2011 at 17:56 | Permalink … “Não há ditadura da burguesia, Leia Maquiavel”
    .
    já li mas agora ando entretido a ler Buffett, o cidadão americano que tem uma “piquena” fortuna e diz que paga 17% de imposto enquanto os seus colaboradores pagam 30-40%.
    pois o nosso ricalhaço não teve pejo em dizer – cito de cor … “nesta luta de classes ganhou a minha…”

  105. Tiradentes permalink
    21 Agosto, 2011 12:47

    Conclusão:
    Caso se ponha uma bomba na cabeça do outro …não passa de uma provocação intolerável, um insulto inominável, e uma falta de respeito para com a “cultura” de outrém. Mesmo que não se ponha tal à frente de uma mesquita.
    Caso se aumente o nariz de um político e desde que não se ponha tal gravura nos edifícios Castilho com a cópia do diploma ao domingo, deixa de ser uma ataque pessoal, um insulto e passa a liberdade de expressão.
    Vou ver se faço uma cópia da escultura com arlindos/piscoisais na ponta e vou ali à tasca da praça comer umas tapas exercer a minha liberdade de expressão.

  106. 21 Agosto, 2011 13:39

    Tiradentes, claro que vc tem a liberdade de fazer um símbolo fálico comigo na ponta.
    Depois há as leis.
    Se for legal, esteja à vontade.
    Se não for, arca com as consequências.
    Já agora faça também com um símbolo vaginal,
    para ser mais equilibrado.

  107. Não Interessa permalink
    22 Agosto, 2011 13:44

    Ó Colaço essa da “ditadura do proletariado” no programa agora correu-te mal. Deixa-te estar quieto, que desde dessa foi só meter os pés pelas mãos e “oficiosamentes” e “subterfúgios”..

  108. Contumaz permalink
    23 Agosto, 2011 10:57

    Pôr este falo com o símbolo do Islão à porta de uma mesquita?
    Mas porquê?
    Que eu saiba, ou que se saiba, no Islão ainda não industrializaram a pedofilia como alguns (muitos) padres católicos têm feito.
    Vejam o último caso da diocese católica de Cloyne na Irlanda:

    http://www.justice.ie/en/JELR/Pages/Cloyne_Rpt

  109. Carlos permalink
    23 Agosto, 2011 12:23

    É extraordinário como os adoradores de penís indignados continuam raivosos ao fim destes dias todos. Podem adorar o que quiserem, até pedras, desde que não as atirem aos católicos….Pode ser ?

  110. Carlos permalink
    23 Agosto, 2011 12:28

    ó contumaz….no islão é mais casamentos com crianças de 9 anos de idade, tal como ensinou o profeta e os milhões de crentes levam à letra hoje em dia. E não te esqueças que o abandono do terror ( perdão, do casamento ) é punido com a morte na maioria dos paises muçulmanos ( assassinatos de honra ) e tb na Europa onmde vivem…mas presumo que não tenhas ouvido falar, pois a imprensa mesmo no ocidente não regista tais atrocidades.Dizem que é politicamente incorrecto…..

  111. 23 Agosto, 2011 12:41

    Um padre, mesmo que quisesse casar com uma criança de 9 anos não podia porque é padre.
    Resta-lhe a pedofilia.

  112. Contumaz permalink
    23 Agosto, 2011 14:35

    Carlitos
    Pela conversa, foste abusado em criança pelo padre da diocese…e gostaste.
    Tudo bem!

  113. Gecko permalink
    24 Agosto, 2011 01:25

    De um dicionário qualquer… LAICO quer dizer isto: “Que ou quem não pertence ao clero ou não fez votos religiosos. = LEIGO, SECULAR ≠ ECLESIÁSTICO, RELIGIOSO”. Sou Leigo, Católico, e o que vejo nesta triste imagem é uma manif ateia, não laica. Este pouco rigor com as palavras…

Trackbacks

  1. BBC and WYD: support for the violent anti-Catholic so-called “indignados” « Tea and Politics
  2. BBC y la JMJ: apoyan a la violencia anti-católica llamada “indignados” « NUEVA EUROPA- Nueva Eurabia

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 34.895 outros seguidores

%d bloggers like this: