Skip to content

Leis fiscais estúpidas têm resultados destes

2 Janeiro, 2012
by

Dona da Jerónimo Martins passa totalidade do capital para subsidiária na Holanda.

About these ads
44 Comentários leave one →
  1. Pedro C permalink
    2 Janeiro, 2012 19:45

    Exactamente. Enquanto não se dispuserem a fazer o trabalho de casa emagrecendo a anafada administração do pais, enveredando sempre pelas receitas tributárias, dá nisto: ou o investimento no estrangeiro, ou, como no caso, o sediar as empresas em países onde a avidez fiscal seja mais moderada.

  2. Nuno permalink
    2 Janeiro, 2012 20:16

    Antes do mais, creio que, na posição da Jerónimo Martins, todos faríamos o mesmo.
    Não será, seguramente, por falta de tempo mas o governo deverá intervir nestas situações impedindo que aconteçam.
    Ou será que a livre circulação de capitais o permite? Entretanto, eu tenho capitais onde trabalho e onde achei por bem fazê-lo.

  3. 2 Janeiro, 2012 20:39

    Não vejo qual é o problema.
    E se a Jerónimo Martins vendesse a totalidade do capital que detinha no grupo a uma subsidiária americana em vez de holandesa, seria melhor?
    Só cousas que m’apoquentam.

  4. MayBeNot permalink
    2 Janeiro, 2012 20:55

    “Em 2000, pela prestação de serviços relevantes a Portugal, no país e no estrangeiro, Alexandre Soares dos Santos é distinguido com a Grã-Cruz da Ordem do Infante D. Henrique. E, seis anos mais tarde, em reconhecimento dos seus actos em favor da colectividade, é agraciado com a Grã-Cruz da Ordem do Mérito.”
    Está na hora de lhe dar mais uma Grã-qualquer coisa…

  5. Fincapé permalink
    2 Janeiro, 2012 21:01

    Andar a medalhar quem ainda está a tempo de mostrar que não merece, é o que dá. Mas ao menos ele também vai?

  6. A. R permalink
    2 Janeiro, 2012 21:06

    Vive-se em Portugal um comunismo selvagem e um pacto de agressão contra quem trabalha, produz e cria empregos.

  7. Pinto permalink
    2 Janeiro, 2012 21:11

    Comentário da Ana Vidigal do Jugular:
    .
    SE A SEDE VAI PARA LÁ, O COFFEESHOP PODE VIR PARA CÁ?
    .
    Empresas? Investimento? O que é isso? Para quê? O que interessa mesmo é que haja um coffeeshop para a menina Aninha se divertir “bués”. O dinheiro alguém lho há-de dar à menina Aninha.
    A culpa disto tudo é da Merkel que embirrou em não continuar a contribuir para a festa.

  8. Arlindo da Costa permalink
    2 Janeiro, 2012 21:35

    Leis fiscais estúpidas, diz o Doutor JMF!
    Mas são as mesmas leis que o ilustrissimo apoiou.
    Aliás, as bodegas do Alex são estão em Portugal para explorar o tuga tolo!
    Isto é que é patriotismo, ó carissímos!
    «Patriotismo» muito semelhante ao «patriotismo» do suciólogo da treta e bobo da corte de Belém que fugiu à tropa, enquanto nós andávamos a rastejar no campim.
    É esta a burguesia nacional tuga! Traidora! Oportunista! Vendida ao estrangeiro!
    Se esse patriota da treta se tiver vergonha na cara nunca mais aparecia em Portugal e os portugueses não deviam nem comprar um folha de couve nesses antros de exploração e preços altos!

  9. Anonimo permalink
    2 Janeiro, 2012 21:43

    .
    Pinto, festa de quem ? Da Alemanha ? Dos PIIGS ? Tome nota, segundo prestigiados politicos alemães o maior negocio da história da Alemanha foi, e é, o Euro e a União Europeia. É pena estas vozes autorizadas não chegarem às elites nem à Comunicação Social. Em Espanha, tão perto e tão longe, até a ‘gente das barracas’ tem conhecimento disto. Por cá desconheço a razão deste ‘tabu’. Mas suponho que se deva a questões relacionadas com o provincianismo das elites e do comodismo dos ‘informadores’.
    .

  10. ikonoklasta permalink
    2 Janeiro, 2012 21:50

    pois, pois, está aqui:

    http://www.dinheirovivo.pt/Economia/Artigo/CIECO028247.html?page=0

  11. 2 Janeiro, 2012 23:02

    Soares dos Santos demonstra que os sacrifícios são para todos e que continuamos no regabofe, vivendo acima das nossas possibilidades!

    Ah, Grande patriota!

  12. Zebedeu Flautista permalink
    2 Janeiro, 2012 23:21

    Leis justas ou injustas a partir de agora não gasto lá nem mais um cêntimo.

  13. Golp(ada) permalink
    2 Janeiro, 2012 23:35

    E além disso as grandes superfícies já escapam aos impostos doutra maneira.
    Ao doar-mos pra Popotas, Leopoldinas e afins, com o nosso GUITO, fazem-se muito filantrópicos (com o nosso GUITO) e ajudam as Instituições do costume e dessa maneira escapam com o cú à seringa, e não pagam impostos.
    .
    E os papalvos sodomizados a sangue frio e com areia, agradecem…
    .
    .
    .
    P.S.—Repito, isto tudo com o nosso GUITO!!!

  14. castanheira antigo permalink
    2 Janeiro, 2012 23:37

    “Leis fiscais estúpidas”
    Quem as fez é inteligente ?
    Quais os interesses de quem as fez ?
    Quem votou nesses inteligentes ?
    O socialismo é como uma praga de gafanhotos , só desaparece quando a comida se acaba e tudo fica árido .É o que se passa neste momento em Portugal.

  15. lica permalink
    2 Janeiro, 2012 23:40

    Zebedeu Flautista
    Posted 2 Janeiro, 2012 at 23:21 | Permalink
    Leis justas ou injustas a partir de agora não gasto lá nem mais um cêntimo.

    —————————

    e ele tá muito preocupado com isso

  16. ricardo permalink
    2 Janeiro, 2012 23:46

    Cheios de ganância atiraram-se aos Dividendos distribuidos a sociedades Holding -( lembram-se dos lucros da PT na venda da VIVO?)
    Agora cobram zero!
    A minha avó dizia: “quem é estúpido pede a deus que o mate”

  17. 2 Janeiro, 2012 23:55

    a governação mundial influenciada pelo vosso neo-liberalismo, pela desregulação financeira, é que é estúpida! a gula e a ganância é que não paramd e crescer. segundo um artigo publicado no New York Times, de 4-9-2011, nos EUA, de 1947 a 1979, a produtividade e os salários aumentaram a um ritmo semelhante mas, de 1979 a 2009, a produtividade aumentou 80 por cento e os salários apenas 8 por cento. Em 1979, o 1 por cento do topo da pirâmide social, os super-ricos, tinham apenas 10 por cento da riqueza nacional mas passaram para 23,5 por cento em 2009. Muito parecido ao pico de 1929, antes da explosão da Grande Depressão. De 1947 a 1979, todas as classes viram os seus rendimentos subirem equilibradamente mas, de 1979 a 2009, os 25 por cento do topo tiveram mais ganhos que os restantes 75 por cento da população, esmagando as classes média e baixa.

  18. 3 Janeiro, 2012 00:15

    Leis fiscais estúpidas? AhahahahahahahAhahahahahahahAhahahahahahah
    AhahahahahahahAhahahahahahahAhahahahahahah
    – uma imensa gargalhada para jmf e para o seu patrão.

  19. A. R permalink
    3 Janeiro, 2012 00:27

    “1979 a 2009, a produtividade aumentou 80 por cento e os salários apenas 8 por cento”. Oh, valha-me Santo António onde foi buscar este número? O salário mínimo era de 3 000 escudos em 75 e hoje é de 100 000 escudos. Um McIntosh custava o mesmo que um Renault 5 e vários anos de salário e agora um portátil custa menos que o salário de um mês, um Trabant no leste só tinha duas ou três cores e demorava vários anos a ser entregue e mesmo assim ainda se queixam do capitalismo, do liberalismo, etc. Pobres de espírito, pobres diabos.. cospem no prato e uma cura na Coreia do Norte fazia-lhes bem.

  20. Fredo permalink
    3 Janeiro, 2012 00:49

    Não vi aqui o mesmo patriotismo quando a Caixa G. D. tirou investimentos da zona franca da Madeira para os colocar no Caimão.
    E qual de nós não domiciliava, se pudesse, os seus proventos, vencimento, reforma etc, num desses paraísos para não ser tão roubado pelo fisco?

  21. Arlindo da Costa permalink
    3 Janeiro, 2012 04:54

    Por outras palavras, o cão defende o dono….

  22. beirão permalink
    3 Janeiro, 2012 06:44

    O que tem a dizer sobre isto o sr Cavaco?
    Nada!

  23. silva permalink
    3 Janeiro, 2012 08:27

    Gostava que alguém me explicasse, que o cidadão ao deslocar – se ao tribunal de cascais para saber do caso do despedimento colectivo do Casino Estoril, assunto que já se arrasta à mais de um ano e meio, um dos funcionários do tribunal, respondendo à pergunta do cidadão.
    O informou que o caso está entregue ao juiz, mas que o melhor era o cidadão arranjar emprego.
    Isto ultrapassa a mais séria verdade da justiça em Portugal, será que o Casino Estoril que muita gente sabe desde a operação furacão à construção do Casino Lisboa, agora também manda no tribunal de cascais.
    É um absurdo um funcionário do tribunal, falar como falou para o cidadão, porque já não chega a injustiça dos organismos do estado que deram total cobertura a esta farsa do despedimento colectivo, ainda assim o tribunal sugere que o cidadão procure emprego.
    Afirmo que este assunto posso eu próprio garantir que até morrer, isto vai ser falado desde blogs, nos cafés, bem em tudo o que é lugar, porque a justiça devia ser o garante da liberdade do ser humano.
    Não é admissível, qualquer individuo porque exerce cargos cívicos ou de certa importância na economia do país, que tem o direito de despedir 112 trabalhadores em substituição de precários, e o estado dá apoio nesta decisão.
    Quem acredita que PORTUGAL sai da crise, com este tipo de gente no País.

  24. Ricciardi permalink
    3 Janeiro, 2012 08:45

    É exactamente por existirem estas possibilidades dentro do mesmo espaço economico que não pode haver uma moeda comum.

    Rb

  25. Pi-Erre permalink
    3 Janeiro, 2012 09:13

    Golp(ada)
    Posted 2 Janeiro, 2012 at 23:35 | Permalink
    .
    Ó Golpada, e para que é que tu queres que eles paguem impostos? Também comes do Grande Tacho Estatal?

  26. Triangulo Felpudo permalink
    3 Janeiro, 2012 09:52

    Um tipo mata alguém com uma pistola. A culpa é da pistola, segundo os liberais de direita – o que não deixa de ser irónico e contraditório, mas pronto.
    E aquele decano, que manda no Pingo Doce, e tem estado todo este tempo a apelar ao patriotismo, não tem culpa? Foi a lei que transferiu o dinheiro para a Holanda, é da lei a iniciativa?

    Isto faz lembrar um exercício que o Fernando Savater uma vez propôs num curso. Uma mulher tinha prometido ir buscar o namorado ao aeroporto, mas um contratempo doméstico reteve-a em casa mais do que contava. Conhecendo o carácter inflexível do seu amante e a importância simbólica por ele atribuída a um eventual atraso após meses de separação forçada, decidiu tomar um atalho, ainda que o carreiro fosse célebre pelos numerosos crimes de um violador que por aí atacava. Previsivelmente, a mulher foi violada e assassinada em certo ponto do caminho. Quando Savater perguntou à audiência de quem era a culpa, as respostas foram variadas: da mulher, que não devia ter sido tão submissa; do namorado, que era um inseguro opressor; das autoridades, que não tinham o caminho sob vigilância apesar da sua reputação; até da sociedade, causa última do atraso, ao impôr uma carga excessiva de responsabilidades sobre os frágeis ombros da feminilidade.
    Tal como aqui no blasfémias, nem um dos assistentes afirmou que a culpa era do assassino.

  27. Ricciardi permalink
    3 Janeiro, 2012 10:05

    Soares dos Santos é um excelente empresário, no entanto o seu core business – os supermercados – depende do Euro. Sem o euro os produtos importados que agora pupulam pelas parteleiras dos supermercados desapareceriam, evidentemente. A escolha do consumidor médio seria obvia – o produto nacional em detrimento dos elevados preços dos produtos importados. Bolachas, conservas, iogurtes, massas, refrigerantes, pastas de dentes, lixivias, etc de marca ou produção estrangeira sofreriam um decrescimo consideravel em favor do produto nacional.
    .
    A substituição de importações por produção nacional seria, pois, incentivada; postos de trabalho seriam criados, mais empresas industrias seriam criadas, maiores exportações. Enfim, sair do Euro ordeiramente e apoiado pelo BCE seria benefico. A única desvantagem seria o encarecer de commodities cotados em moeda distinta do escudo; o petroleo, o ouro, e algumas outras materias primas, mas ao mesmo tempo desenvolveria a produção e exploiração de algumas materias primas que podem ser obtidas localmente e que hoje são importadas, nomeadamente os couros e tecelagens para a industria de calçado e textil.
    .
    Rb

  28. Ricciardi permalink
    3 Janeiro, 2012 10:16

    …, acresce ainda que a reintrodução do Escudo traria novamente um maior investimento estrangeiro no país. Para venderem neste espaço teriam de investir em unidades cá dentro para produzirem e concorrerem com a produção nacional. Voltariam, pois, as fabricas de capitais estrangeiros e que davam emprego aos portugueses e que ultimamente têm vindo a sair.
    Rb

  29. Ricciardi permalink
    3 Janeiro, 2012 10:21

    Mas, não deixa de ser estranho que sejam os socialistas europeus que mais defendam a moeda Euro. De facto o Euro é uma moeda socializante; e o que é mais grave, os libertários têm curiosamente a mesmissima posição dos socialistas nesta matéria. Não será, pois, inadequado, dizer-se que o Socialismo é o liberalismo em progressão. Uns e outros querem a mesmissima coisa em tempos distintos. Os primeiros acreditam dogmaticamente no caralho da sociedade e os ultimos nos caralhos que a compõem.
    Rb

  30. confucius junior permalink
    3 Janeiro, 2012 10:40

    zebedeu,
    subscrevo.
    não gostei do gesto, não vou lá mais. como dizem os do marketing , a decisão de compra é feita de emoções.

  31. jorge silva permalink
    3 Janeiro, 2012 11:27

    quando vi esta notícia ainda tive esperança que o grande merceeiro levasse o jmf e o antónio barreto com ele para irem postar postas de pescada para a holanda. parece que me enganei, o homem leva o dinheiro e deixa cá a porcaria

  32. esmeralda permalink
    3 Janeiro, 2012 11:50

    Leis estúpidas, feitas “à maneira” e sempre convenientes… para alguns! Tem sido sempre assim! É por isso que esta democracia me parece, a maior parte das vezes, estúpida também! E quem a consente não o é menos. No programa de ontem “Olhos nos olhos” com Medina Carreira e Paulo Morais ficou bem claro o que se tem feito neste país e no que respeita a leis também! Já não consigo abrir mais a boca de espanto! E, como diz alguém, no Correio da Manhã de hoje “o que é planeamento fiscal para os milionários, é fuga ao fisco na classe média e nos trabalhadores por conta de outrem, que não podem transferir o rendimento, nem heranças para nenhum paraíso. Vivem no inferno fiscal.” E que inferno!!!!

  33. 3 Janeiro, 2012 14:07

    Sou cliente do Pingo Doce por ser o super mais perto da minha residência actual.
    Há muita coisa que anda mal por ali, seja nos produtos seja no atendimento.
    Se os holandeses melhorarem aquilo, agradeço, mas preferia que fossem chineses.
    Porquê? Porque ficava tudo mais barato.

  34. Fredo permalink
    3 Janeiro, 2012 14:09

    Eu gosto muito é dos que “pupulam” pelas “parteleiras”.

  35. beirão permalink
    3 Janeiro, 2012 15:19

    E quais são as leis intelegentes óh edstúpido!

  36. Ricciardi permalink
    3 Janeiro, 2012 15:23

    Caro Fredo,
    V.exa. daria, à falta de melhor, um excelente corretor ortografico humano, atento aos pRomenores. Continue, à vontade, bai ber que ainda encontrará outros erros neste texto, tantos quantos os neurónios que pupulam.
    .

    http://www.dicio.com.br/pupular/

    .
    Rb

  37. JCA permalink
    3 Janeiro, 2012 16:01

    .
    Sinceramente não vejo grande motivo de revolta no tal ‘sacrificio nacional & equidade fiscal & cilicios de autoflagelação a dividir por todos & sacrificios de pombos e galinhas nas encruzilhadas dos caminhos & Cª Lda”‘,
    .
    quando o ‘Pingas’ ou o ‘Belmiro’ ou o ‘Presidente da camara’ daqui ou dacolá ou o ‘suor da treta das consultadorias que dão trabalho como o raios que o parta’ depositam na Holanda, ou no Luxemburdo ou nos ‘malditos’ offshores do Luxemburgo ou Andorra ou Vermont, ou os ‘abençoados’ offshores de HongKong seguros como aço que os Xinas não são otários e abrem processos de corrupção como os bávaros dos boches,
    .
    e a Governança abençoa a globalização ao vender a EDP aos Xeinas e o mais que se seguirá … até o TGV made in China alem dos ‘coches asiaticos’ etc etc …. É a vida. O politicamente correto é bonito, isso sim, mesmo para os que fazem o mesmo mas se danam todos se forem outros a fazerem esse mesmo. Aqui D’el Rey, traição nacional. Ou melhor aos nacionais que faziam, e fazem, o mesmo.
    .
    Ora bem. É a vida como dizia o outro dos ‘pantanos’.
    .
    Como sempre até admito estarerrado. Mas têm de me convencer mjuito bem convencidinhos para pelo menos eu acreditar qualquer coisinha ….
    .

  38. Tiago permalink
    3 Janeiro, 2012 16:06

    Já alguém sabe se o António Barrete cagou alguma sentença sobre o assunto? Se sim onde.Obrigado.

  39. ikonoklasta permalink
    3 Janeiro, 2012 17:32

    o Antº Barreto estárá os próximos tempos a assobiar para o lado… ele sabe que os tugas têm a memória curta.

  40. 3 Janeiro, 2012 19:43

    Gostava de ver o Sr. Dr. António Barreto a avaliar eticamente esta situação.

  41. Arlindo da Costa permalink
    3 Janeiro, 2012 20:07

    Se eu fosse Ministro da Defesa convocava esse Barreto a fazer recruta em Sta Margarida.
    Fugiu à tropa e ainda anda apregoar patriotismo, austerismo e outras merdas, ele que aufere as delícias deste Estado Sucial!
    E é esta cambada que empurrou Portugal para o Inferno!
    PQP!

Trackbacks

  1. vida breve
  2. Frei Tomás. | Total Blog

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 34.895 outros seguidores

%d bloggers like this: