Skip to content

Astronómicas confusões de Pedro Lomba

11 Março, 2010
by

Não costumo arremeter contra quem sustenta opiniões meramente fundadas em razões emotivas – eu próprio, já o fiz mais de uma vez, sobretudo quando discuto futebol.
No entanto, Pedro Lomba fez-me quebrar essa regra higiénica: tentando explicar, com denodo de Sísifo, o currículo de Paulo Rangel (que só é assunto porque este não se cansa de alvejar o dos seus adversários) falou em mim. Citou, em triste uníssono com twiteiradas semi-profissionais, um texto que escrevi, em Junho de 2008, quando Rangel foi escolhido para líder parlamentar do PSD. Quis, presumo, enxergar alguma antinomia entre essas palavras e o que tenho dito acerca das Directas no PSD.
O seu esforço é política e intelectualmente franzino: assumo tudo o que escrevi em Junho de 2008; e tudo o que tenho dito e escrito sobre Paulo Rangel enquanto candidato a líder do PSD.
Lomba não percebeu que, agora, não estão em causa os talentos jurídicos ou tribunícios de Rangel – mas sim a capacidade de mudar e renovar o PSD. Lomba não atingiu que as boas qualidades para se ser um líder parlamentar podem não ser suficientes para vestirem um primeiro-ministro. Lomba não descobriu que nem mesmo o facto de alguém ter sido a única coisinha razoável do infausto período leitista é suficiente para ilibar quem o integrou.
Lomba acusa-me de ter dado ‘a volta ao sistema solar’ – julgo que a questão não é de viagens mas de enorme mistura: Lomba confunde planetas com astros e, pior, parece estar já irremediavelmente ofuscado pelo brilho estelar que ele mesmo imagina e de que se tornou um desvelado profeta…

Anúncios
58 comentários leave one →
  1. José permalink
    11 Março, 2010 19:54

    Piruetas, CAA?

    Gostar

  2. José permalink
    11 Março, 2010 19:55

    O Lomba, neste momento, é um dos melhores cronistas da actualidade, nos jornais. Ja me repito.

    Gostar

  3. 11 Março, 2010 20:03

    José,

    Não há pirueta alguma – mantenho o que disse em Junho de 2008.

    Gostar

  4. José permalink
    11 Março, 2010 20:11

    OK. Então vamos lá para a gnose da coisa.

    O texto, no que interessa é este:

    “Rangel não é um menino de partido. Ao contrário da esmagadora maioria dos que hoje são deputados, não se fez gente nas sedes partidárias a intrigar ou a discutir Estatutos. Rangel é um jurista de primeira água, para mim o melhor da sua (minha) geração. Possui uma cultura vastíssima e é um orador nato. Não é por acaso, e muito menos por favor, que vai liderar a bancada do PSD no seu primeiro mandato como deputado.
    Quando os adeptos de Ferreira Leite falam em ‘credibilidade’, olho para os nomes que a acompanham e merecedor desse epíteto só vejo Rangel.”

    Quer-nos então convencer que este panegírico era dirigido apenas às qualidades tribunícias de Paulo Rangel e nada tinha a ver com lideranças?

    Quer tirar o lugar ao José S.?

    Gostar

  5. anonimo permalink
    11 Março, 2010 20:26

    e quando a velha puxou as orelhas ao sobrinho por não conter as baldas na assembleia em dia de voto. o gajo não dava para chefe de turma e estes cromos querem-no para líder, antes bom petisco.

    Gostar

  6. 11 Março, 2010 20:38

    Tomaras tu, CAA, chegar aos calcanhares do Pedro Lomba.

    Gostar

  7. Manuel Silva permalink
    11 Março, 2010 20:51

    Pessoalmente, acho Paulo Rangel uma enorme desilusão, não só pelo balofo discurso populista e pela forma como se candidatou, mas sobretudo pela falta de ética que tem demonstrado. Também eu já pensei o melhor de Rangel. Nesta altura era incapaz de votar no partido que ele representasse. Compreendo a posição de CAA. E atacá-lo por estas razões parece-me, no mínimo, desespero. Desespero de quem sabe ter um mau candidato e deseja muito que apareça outro. Mais vale ter calma e não perder a dignidade. Pelo menos CAA não diz que não se lembra se assinou ou não o texto. Continue CAA.

    Gostar

  8. permalink
    11 Março, 2010 20:52

    não é um dos melhores…é o melhor. é o único que diz coisa com coisa. já gosto mais dele do que do VPV.

    Gostar

  9. 11 Março, 2010 21:00

    7, Manuel Silva

    “Compreendo a posição de CAA”.

    Les beaux esprits… Há gente para tudo. Pois se até o Vata diz que não foi mão…

    Gostar

  10. 11 Março, 2010 21:05

    José (4),

    «Quer-nos então convencer que este panegírico era dirigido apenas às qualidades tribunícias de Paulo Rangel e nada tinha a ver com lideranças?»

    Não o quero convencer de nada.
    Escrevi esse texto quando Rangel foi escolhido para líder parlamentar. Na altura, perfilaram-se outros candidatos, Aguiar Branco por exemplo.
    Gostei da escolha de Rangel para líder parlamentar. Foi uma boa medida numa imensidão de erros leitistas que acabaram por oferecer a vitória a Sócrates em Setembro de 2009. Foi uma boa excepção face à má regra.

    Penso hoje exactamente o mesmo com que terminei esse texto:
    «Quando os adeptos de Ferreira Leite falam em ‘credibilidade’, olho para os nomes que a acompanham e merecedor desse epíteto só vejo Rangel

    Agora, o jogo é diferente: trata-se de escolher quem está em melhores condições de mudar e renovar o PSD, sobretudo em relação à época funesta do leitismo. E Rangel, quer queira quer não, faz parte da pior liderança da história do PSD.

    Nunca apouquei as qualidades pessoais de Rangel – e lembro-me, até, de ter discutido consigo, defendendo-as dos seus ataques, José…

    Gostar

  11. 11 Março, 2010 21:08

    Meu deus, o que vai na cabeça deste gajo…
    Da-se!!!

    Gostar

  12. José permalink
    11 Março, 2010 21:23

    Calma aí. Não me lembro de atacar o Rangel. Sei lá, não me lembro, mas estou como o outro, não juro.

    Gostar

  13. Pi-Erre permalink
    11 Março, 2010 21:25

    Já há muito que eu saí do partido a que pertenço.

    Gostar

  14. José permalink
    11 Março, 2010 21:25

    O que aprecio na prestação do Rangel, neste caso, tem sido a sua habilidade política que me parece suficiente para derrotar este indivíduo que já tirou várias licenciaturas verdadeiras em política pura e na mentira completa. Com doutoramento e pós-doc.

    Vai ser difícil bater este mentiroso.

    Gostar

  15. 11 Março, 2010 21:32

    José (12),

    Agora não tenho tempo para procurar mas foi no velho Blasfémias, aquando da primeira vez que eu escrevi que tinha Rangel, meu ex-colega de mestrado, como o jurista mais dotado da minha geração. Frase que repeti no artigo de junho de 2008.

    O José disse que eu estava a ofender um sem número de juristas – ou coisa semelhante…

    Gostar

  16. José permalink
    11 Março, 2010 21:37

    HUmm…nesses termos não me lembro de ter escrito isso. E duvido que o tenha feito com esse sentido. Não faz sentido para mim.

    Mas não juro.

    Gostar

  17. José permalink
    11 Março, 2010 21:40

    mas repito agora, que o Rangel me parece mesmo o melhor preparado para o combate político que se avizinha. E concluí isso há meses, depois da campanha das europeias.

    Antes entendia que o Marcelo era uma boa aposta.

    Gostar

  18. Gol(pada) permalink
    11 Março, 2010 21:42

    Teixeira dos Santos deixou hoje mais uma pérola no Parlamento.
    Segundo ele os Presidentes de Junta são: “money for the boys”.

    Eloquente!!!

    Claro que a oposição em peso o lembrou do Rui Soares a 2 milhões na PT.

    O circo continua…

    Gostar

  19. anonimo permalink
    11 Março, 2010 21:42

    “O que aprecio na prestação do Rangel, neste caso, tem sido a sua habilidade política…”

    pois, habilidosos, jeitosos, xico-experts, chafurdeiros, achistas, adoradores da santa da ladeira & transumantes são as tuas referências identitárias, rangíííível, né.

    Gostar

  20. anti-comuna permalink
    11 Março, 2010 21:45

    José, o CAA dá cada pirueta…

    Ainda vai descobrir, o CAA, que o Rangel dormia com a Ferreira Leite. Vai ver. ehheheheh

    anti-comuna

    Gostar

  21. anonimo permalink
    11 Março, 2010 21:52

    “mas repito agora, que o Rangel me parece mesmo o melhor preparado para o combate político que se avizinha.”

    claro, especialista em chiqueiro político & pocilgas, tal como tu. mother nature calls.

    Gostar

  22. 11 Março, 2010 21:55

    Rangel nesta campanha parece-me um “maverick” o que para lançar uma liderança é muito restritivo.

    Para o relançamento do PSD é necessário um aglutinador e não um iluminado.

    Gostar

  23. anonimo permalink
    11 Março, 2010 22:01

    “Rangel dormia com a Ferreira Leite”

    se anda de bicicleta, dormir com a velha é piece of cake.

    Gostar

  24. 11 Março, 2010 22:03

    Mr. e caro CAA,

    Não vou “criticá-lo” por ser indefectível apoiante de PPassos Coelho. Obviamente tem o direito de o ser, e relevar nele o que quiser.

    Mas faço-lhe uma pergunta: sendo, também para si, PPC o único candidato à liderança do PSD que deve vencer as Directas e, por inerência do cargo, proposto por esse partido para “destronar” JSócrates e “endireitar” o país, como posso entender que uma sondagem da Universidade Católica(*) hoje publicada, “dá” nova vitória ao PS e a JSócrates ?
    Porque o eleitorado (volátil) do PSD não acredita nas capacidades de PPCoelho ?
    Porque os indecisos que votam no centrão preferem JS a PPC ?
    Porque os independentes preferem “o mal menor” ?

    (*) O departamento de sondagens da UCatólica costuma ser inatacável. Parte-se do princípio que os sondados sabem bem quem é PPC, PRangel, JPA-Branco e Castanheira Barros.

    Gostar

  25. 11 Março, 2010 22:04

    Se não for um maverick então seria bom – para ele – definir-se melhor.

    Gostar

  26. anonimo permalink
    11 Março, 2010 22:20

    #24 – as astronómicas confusões da dona rbmj

    Gostar

  27. 11 Março, 2010 22:25

    26,

    v. só sabe grunhir.
    O seu cérebro náo dá mais. Logo, incapaz de pensar e debater seja o que fôr.

    Gostar

  28. 11 Março, 2010 22:32

    De Portugal chegam toneladas de desinformação..quase tudo é desinformação .Táindes fodidos !!!!

    Só confio num homem e num blog, António Balbino Caldeira e o seu blogue doportugalprofundo.

    António Balbino diz que o PSD só tem um bom candidato a líder e que esse candidato é RANGEL .

    TUDO O RESTO É DESINFORMAÇÃOOOOOOOOOOOOOOOOOO

    JÁ AGORA APROVEITEM E METAM A DESINFORMAÇÃO NAQUELE LUGAR.

    Já agora !!! Viva o Brasil !!! Que diferença !!!
    Ó ..quem estiver farto dessa porra que não fode nem sai de cima ..venham para cá ..deixem de ser otários..

    Gostar

  29. 11 Março, 2010 22:44

    MJRB,

    Sábado será conhecida uma sondagem acerca do líder que os portugueses preferem no PSD e quanto obteria esse partido com cada um dos 3 candidatos.

    Gostar

  30. 11 Março, 2010 22:51

    Mr. CAA,

    OK !

    Quem fez e…orientou essa sondagem ? A UCatólica ? A Marktest ?

    A Eurosondagem ?

    (Não está ‘obrigado’ a responder).

    Gostar

  31. JMLM permalink
    11 Março, 2010 22:55

    Concordo, acrescento só não vê quem quer manter o PSD tal como está.

    Gostar

  32. anonimo permalink
    11 Março, 2010 22:57

    Intenções de voto (antes e após redistribuição de indecisos):
    cesop 6-9 março

    ps: 20% (41%)
    psd:15% (33%)
    cds-pp: 5% (10%)
    cdu: 3% (6%)
    be: 3% (6%)
    outros: 1% (1%)
    bn:4% (3%)
    não votava: 18%
    não sabe: 21%
    recusa: 9%

    Gostar

  33. anonimo permalink
    11 Março, 2010 22:59

    #30 – foi aquela empresa que trabalha para o cavaco em segredo.

    Gostar

  34. Álvaro Pires permalink
    11 Março, 2010 23:10

    O CAA tem cá uma paciência…

    Gostar

  35. permalink
    11 Março, 2010 23:23

    não há volta a dar : na juventude ( o Lomba ) é que reside a sabedoria.
    e ele está-se , suponho , borrifando para o que os “velhos do restelo” dizem : não é com eles o seu futuro. capisce? e se ele diz que o Rangel (ou o Coelho ou o Branco ) ni fu ni fa , eu acredito. pode avaliá-los melhor que os etáriamente mais longe. afinal todo o seu futuro está para construir ou quase. tem de ser mais exigente.

    Gostar

  36. 11 Março, 2010 23:31

    O CAA é um gajo tramado. Como não chega às solas do Paulo Rangel está a inventar uma ‘lombada’ com o sujo propósito de laurear o Passos Coelho que lhe interessa apoiar.
    Estes politiqueiros dão todas as cambalhotas necessárias e, como o Pinócrates, mentem tantas vezes quanto necessário até que a mentira pareça verdade.
    Em breve vamos ver.

    Gostar

  37. 11 Março, 2010 23:54

    A sondagem que o CAA falou e que vai ser publicada pelo Expresso no Sábado, assim como pela RR e SIC, já está publicada, por antecipação, no Aventar. Segundo esta, PPC é o preferido pelos portugueses a candidato a PM.

    Está aqui:

    http://www.aventar.eu/2010/03/11/psd-directas-2/

    Gostar

  38. 11 Março, 2010 23:56

    Já agora, o Lomba é o mesmo que escreveu isto:

    A verdade é que, apesar de todas as experiências falhadas no ensino público, apesar das ilusões igualitárias, apesar dos muitos ministros da educação que já aguentámos, apesar da má gestão de recursos, apesar dos professores com espírito de função pública ou sindicalista, apesar dos estudantes que se queixam do “sistema” quando deviam era ter juizinho e queixar-se de si próprios, apesar disto e do resto, a escola pública tem sido, nestas últimas décadas, o melhor, o mais eficaz, senão mesmo o único realmente eficaz, instrumento de mobilidade social na sociedade portuguesa. Num país cronicamente desigualitário, eis um dado sociológico que tem feito uma enorme diferença.
    ….
    Mas quando penso em todos os meus ex-colegas que não contribuíram para a nossa subida no ranking ou que ficaram pelo caminho, não me ocorre atribuir responsabilidades à escola pública. Nem a eles. A vida é complicada.

    Lomba DN 1-11-2007

    Só à custa de um acaso é que uma pessoa acaba por se libertar do meio onde nasceu.

    Tudo isto sugere que a cultura da imobilidade existente na sociedade portuguesa tem de ser combatida primeiramente através de uma ruptura na educação. Nada que não soubéssemos já, nem que não nos tivesse sido dito centenas de vezes. O que não nos disseram ainda é que temos ser capazes de quebrar alguns mitos que têm alimentado o nosso sistema de ensino. O projecto da mobilidade social requer uma educação mais diferenciadora, responsabilizadora e aberta.

    Lomba, Público, 4.3.2010

    Coerências….

    Gostar

  39. Duarte Almeida permalink
    12 Março, 2010 00:03

    Esse Lomba é um artista.

    Gostar

  40. 12 Março, 2010 00:20

    37.FMSá disse
    11 Março, 2010 às 11:54 pm

    É, os Portugueses têm imensa tendência para gostar de toda a merda que lhes dão. Se calhar, o gajo dos “passinhos de coelho” vai cair como sopa no mel para o lugar do Socretino.
    A merda é a mesma, cheiro semelhante, um é engenheiro falso o outro é economista mas também não deve saber nada de nada.
    Estamos entregues aos bichos.

    Um cidadão contribuinte

    Gostar

  41. Anónimo permalink
    12 Março, 2010 00:39

    porra , se o coelho for pm , emigro. um ken , ainda vá , experiência falhada e tal , dois , senhor , não há c que aguente. mas o bilderqialquer coisa anda a dormir ou quê? esse senhor não serve , pás , cébrian e balsemão e colegas. não nos façam isso , please. continuem com o plano original e Branco. parece mais sensato.

    Gostar

  42. José Barros permalink
    12 Março, 2010 00:49

    Conferência. Mais uma diferença entre Manuela Ferreira Leite e Pedro Passos Coelho. No encerramento da conferência da revista The Economist, o ex-candidato à liderança do PSD afirmou que o TGV deve ter como condição que parte da produção seja feita em Portugal, transferindo tecnologia

    Solução mantém compromissos internacionais

    Em vez de riscar ou de cortar “imediatamente o TGV”, como defendeu há dias a líder do PSD, Pedro Passos Coelho tem outras ideias para a alta velocidade. Ontem, no encerramento da quarta conferência da revista inglesa The Economist em Portugal, que decorreu à porta fechada num hotel de Lisboa, o ex-candidato à liderança do PSD deixou a sugestão: “Quanto ao projecto do TGV deve ser-lhe agregado um cluster para a velocidade, criando a possibilidade de se fazer uma parte da produção em Portugal.”

    Perante uma plateia de empresários e de decisores, que na sua maioria pagaram cerca de 1700 euros para assistir à conferência, Passos desenvolveu a ideia, dizendo que ela iria permitir “transferir tecnologia para o nosso país, gerando emprego”. Segundo o conselheiro nacional do PSD, “esta deve ser uma condição a impor na escolha do fabricante de equipamento para o projecto, permitindo simultaneamente manter os nossos compromissos internacionais, minimizar o impacto negativo da alta velocidade na balança externa e criando mais emprego e competências num sector relevante (a alta velocidade ferroviária).

    Apenas alguns dias depois da entrevista de Manuela Ferreira Leite à RTP1, onde a líder do PSD disse que preferia acabar com o investimento no TGV a favor de uma redução de impostos para dar mais liquidez às empresas e às famílias, agora Passos Coelho vem insistir que “o TGV é um projecto estratégico que envolve compromissos assumidos por vários Governos”. Uma ideia que já tinha defendido na entrevista ao DN e à TSF no domingo passado e que agora desenvolveu para o público restrito da conferência da Economist.

    No discurso, ao qual o DN teve acesso, Passos Coelho disse que “nestes projectos de investimento elevado e dada a actual situação de crise económica e financeira, temos de questionar se faz sentido que o Estado crie incentivos para as instituições financeiras canalizarem as suas opções para esses investimentos em detrimento das PME”. No entanto, Passos nunca pôs o TGV em causa, como fez Manuela Ferreira Leite.

    De resto, o conselheiro nacional do PSD disse que “as pessoas vão cada vez mais verificando que a intensidade ou o grau de dramatização com que se pede uma maioria absoluta não corresponde depois ao grau de concretização das políticas”. Com a de ontem, Passos Coelho fez duas conferências em dois dias.

    Aqui: http://dn.sapo.pt/inicio/interior.aspx?content_id=1139358

    Gostar

  43. Franclim permalink
    12 Março, 2010 01:27

    Carlos,
    Parece-me que qualquer um perceberá, mesmo aqueles que são intelectualmente menos afortunados, que as circunstâncias em que te referiste ao Rangel de então, são manifestamente diferentes das de agora.
    Ao mais, Rangel arrisca-se a ser a maior decepção do PSD dos últimos tempos. De facto, se há alguma coisa que o tem pautado é a desilusão (basta ver os debates).

    Mas, para quem está tão preocupado com a coerência, ao ponto de confrontar textos com 2 anos de intervalo, em situações diferentes, deixo-vos com declarações do próprio Rangel, proferidas há 4 (QUATRO!) meses, sobre uma eventual candidatura dele à presidência do PSD:

    «Eu digo aqui peremptoriamente que não estou nessa corrida por uma razão muito simples. Fui eleito para o Parlamento Europeu há pouco mais de quatro meses e, portanto não faria sentido neste momento que me candidatasse à liderança. Seria um mau sinal para a democracia» (Paulo Rangel, em TSF, 29 de Outubro de 2009).
    http://tsf.sapo.pt/PaginaInicial/Portugal/Interior.aspx?content_id=1405094

    Gostar

  44. José Barros permalink
    12 Março, 2010 01:44

    Mas, para quem está tão preocupado com a coerência, ao ponto de confrontar textos com 2 anos de intervalo, em situações diferentes, deixo-vos com declarações do próprio Rangel, proferidas há 4 (QUATRO!) meses, sobre uma eventual candidatura dele à presidência do PSD. – Franklin

    Mais preocupante, a todos os títulos, é que, no espaço de meses, Passos Coelho consiga considerar o TGV estratégico e inadiável e depois, em vésperas de directas no PSD, venha a exigir que o governo adie essas e outras obras. Especialmente quando se sabe que o fez antes para boicotar a anterior liderança do partido na iminência de legislativas e o faz agora para obter um ganhozinho eleitoral. Enfim, não tenho grandes dúvidas que ganhará as directas. Fez as pulhices necessárias para conseguir tal desirato. Não tenho dúvidas também que isso será trágico para o país, como é trágico termos o PM que temos.

    Gostar

  45. 12 Março, 2010 02:04

    Sinceramente, faz-me imensa confusão que haja gente – ainda por cima com pretensões – que aceite alegremente a candidatura de um Pedro Passos Coelho para a liderança do PSD.
    Embora não milite qualquer partido aguardo com grande interesse a escolha do leader do PSD que creio ser o único que poderá salvar Portugal.
    Futuro condicional porque vai ser muito difícil.

    um cidadão contribuinte

    Gostar

  46. 12 Março, 2010 02:14

    Mr. Franclim 43,

    Paulo Rangel é avaliado, também por si, só pelos debates vs. JPA-Branco e PPCoelho ?
    “Arrisca-se a ser a maior decepção do PSD” só por isso ? Não foi um óptimo líder parlamentar ? Não venceu as Europeias ?

    A sensação que tive há mais de 1 mês, e que posteriormente alguém do PSD me confirmou, foi isto: gente houve que há uns 5, 6 meses para cá, tentou saber quem se perfilaria como candidato, para além de PPCoelho. Este, não os acolheu como “próximos”, como “conselheiros”. Viraram-se para PRangel, que por vários motivos (entre os quais a incompetência ou por terem estado ‘com’ PPC), os ignorou. Voltaram a apoiar PPC. Que agradece.

    Gostar

  47. anti-comuna permalink
    12 Março, 2010 07:33

    Caro JB, nem mais:

    “Enfim, não tenho grandes dúvidas que ganhará as directas. Fez as pulhices necessárias para conseguir tal desirato. Não tenho dúvidas também que isso será trágico para o país, como é trágico termos o PM que temos.”

    A escola sócretina estende-se agora ao PSD. Arghhh!

    anti-comuna

    Gostar

  48. Anónimo permalink
    12 Março, 2010 09:35

    “Não costumo arremeter contra quem sustenta opiniões meramente fundadas em razões emotivas – eu próprio, já o fiz mais de uma vez”

    Sim, já foi mais de uma vez. Até mais de duas.

    Gostar

  49. 12 Março, 2010 10:10

    24, MJRB

    “O departamento de sondagens da UCatólica costuma ser inatacável”.

    Como assim? Depois da barraca que esse departamento deu nas últimas eleições, tanto europeias como legislativas, como é que V. pode escrever uma coisa destas?
    Tem a memória curta ou trata-se de Alzheimer?

    Gostar

  50. 12 Março, 2010 10:48

    A. Pinto Pais 49,

    “Costuma ser” inatacável. Ou seja, “costuma ser” o mais fiável se comparado com outras agências de sondagens, que até “arranjam” resultados a pedido do cliente…
    Nem sempre os resultados da UCatólica correspondem à realidade ? Nem sempre. E há algum agência portuguesa infalível ?

    Gostar

  51. 12 Março, 2010 12:28

    Como eu previ (dado o entusiasmo de Mr. CAA), a tal sondagem a divulgar amanhã, foi realizada pela Eurosondagem. Só esta agência poderia colocar PPC com aquela ‘cotação’…

    Gostar

  52. 12 Março, 2010 17:09

    J 52,

    Alguns resultados são fabricados a pedido do cliente, para, uma vez divulgados, influenciarem votantes indecisos, influenciáveis e vulneráveis ao “entusiasmo” por o candidato A ter a vitória garantida…

    Gostar

  53. Franclim permalink
    12 Março, 2010 23:49

    MJRB 46

    “Paulo Rangel é avaliado, também por si, só pelos debates vs. JPA-Branco e PPCoelho ?
    “Arrisca-se a ser a maior decepção do PSD” só por isso ? Não foi um óptimo líder parlamentar ? Não venceu as Europeias ?”

    Claro que não!!! Embora os debates tenham sido uma excelente amostra…
    O Rangel, tal como todos os outros, é avaliado por tudo o que tem feito e dito, e quando paramos alguns segundos a observar o trajecto político de Rangel nestes últimos meses, a única imagem que surge é a de uma grande, enorme gincana!

    Permita-me que repita a parte final das declarações de Rangel, que acima transcrevi sobre uma eventual candidatura à liderança do PSD: “Seria um mau sinal para a democracia”.
    Devo-lhe dizer que concordo com ele, em absoluto.

    Por último, foi criado um mito, que está longe de corresponder à realidade, não foi o Rangel que ganhou as Europeias, foi o PS que as perdeu, que é coisa bem diferente!
    Eu arriscaria dizer, que para o PSD ganhar as europeias, bastava concorrer.

    Gostar

  54. 13 Março, 2010 00:11

    Franclim 54,

    Os seus dois últimos parágrafos são elucidativos: PRangel e o PSD não venceram as Europeias, “foi o PS que as perdeu”… E se tivesse ganho ? O demérito, para si, era de quem ? — acusações a PRangel, MFLeite, ao PSD, não faltariam…
    Até parece que o PS não apresentou candidatos, que não estava no poder que quase tudo pode e manda, que não teve parte da comunicação social manipulada, que não foi suportado (Vital Moreira também) por uma poderosa agência de marketing político, que não gastou milhões de Euros na campanha…Etc, etc.
    Assim sendo, poderíamos estar N horas a contrapôr, porque para si PRangel e o PSD de MFLeite nada ganharam…

    Imagine que PRangel vence as Directas a PPC ! — Para si, não foi PR que venceu, mas sim PPC que as perdeu…

    Gostar

  55. Franclim permalink
    13 Março, 2010 01:08

    MJRB 54

    Até parece que o PS nas europeias não era um partido extremamente debilitado que acusou os últimos meses, no minimo tumultuosos, de governação.
    Até parece que o povo português não quis por isso mesmo mostrar um cartão amarelo à governação PS.
    Até parece que o PS não apresentou um cabeça de lista que era, para ser simpático, no minimo “fraquinho”.
    Até parece que, não obstante o que acabo de referir, o PSD não teve somente 1129243 votos contra os 1129072 obtidos em 2004 (ou seja, mais 171 votos!)
    Até parece que o PSD 3 meses depois e já sem o GRANDE RANGEL, não perdeu as eleições com 1654777 votos (ou seja, com mais 525705 votos que nas europeias!)

    Se Rangel vencesse as directas a PPC, não teria sido PPC que as perderia, seria a “poderosa máquina partidária” que as teria ganho.

    Gostar

  56. Miguel Guedes permalink
    13 Março, 2010 01:33

    E pronto CAA,
    o meu trabalho foi completado e complementado.
    E, sim, como questiona o José, piruetas?
    Não, dirá o CAA – “mantenho tudo”.

    Chame-lhe o que quiser, para mim é um erro de personalidade a qual, no seu caso, se apruma devido a vaidade.
    Tem dúvidas?
    Repare na profusão e profundidade dada por si no caso das escutas do Sócrates. Nenhuma, e pela simples razão do seu mais que tudo – o fcp, o grémio dos contraditórios.
    É isso mesmo, mantém-se caladinho, inchado, para não se contradizer.
    E na primeira vez que o fez, o seu colega de blog, João Miranda, alarvou-lhe a reminiscência.
    Enfim, já que falou em Sísifo repare no que escreveu Torga:
    “E, nunca saciado,
    Vai colhendo
    Ilusões sucessivas no pomar
    E vendo
    Acordado,
    O logro da aventura.
    És homem, não te esqueças!
    Só é tua a loucura
    Onde, com lucidez, te reconheças.”

    Gostar

  57. 13 Março, 2010 02:31

    Franclim 55,

    Pronto(s) ! Paulo Rangel e o PSD de MFLeite não venceram as Europeias. O PS é que as perdeu…Quiçá, nem se importou por as não ter ganho…

    Azar “do povo português”: segundo V., quis “mostrar um cartão amarelo” à governação do PS. Porquê ? Porque só o tolerava ? Pena que não tivesse mostrado cartão vermelho a PRangel, não ? Acabava de vez com futuras ‘veleidades’ de PRangel e do PSD…

    Gostar

  58. 13 Março, 2010 02:42

    Se em vez de PRangel, tivesse sido PPCoelho a vencer as Europeias, ‘oh, grande, desejado e vitorioso líder ! Grande derrota do PS !’

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: