Saltar para o conteúdo

Vergonhas Nacionais

9 Maio, 2011
by

No Financial Times:
.

José Sócrates, prime minister, has chosen to delay applying for a financial rescue package until the last minute. His announcement last week was a tragi-comic highlight of the crisis. With the country on the brink of financial extinction, he gloated on national television that he had secured a better deal than Ireland and Greece. In addition, he claimed the agreement would not cause much pain. When the details emerged a few days later, we could see that none of this was true. The package contains savage spending cuts, freezes in public sector wages and pensions, tax rises and a forecast of two years’ deep recession.
.
You cannot run a monetary union with the likes of Mr Sócrates, or with finance ministers who spread rumours about a break-up. Europe’s political elites are afraid to tell a truth that economic historians have known forever: that a monetary union without a political union is simply not viable. This is not a debt crisis. This is a political crisis. The eurozone will soon face the choice between an unimaginable step forward to political union or an equally unimaginable step back… “

Anúncios
84 comentários leave one →
  1. Mário permalink
    9 Maio, 2011 10:39

    Wolfgang Münchau: “Durão Barroso é o caniche de Angela Merkel” http://www.ionline.pt/conteudo/4164-wolfgang-munchau-durao-barroso-e-o-caniche-angela-merkel

    Gostar

  2. 9 Maio, 2011 10:48

    vergonha escusada, mas a medicação contra parkison esgotou faz um mês:
    Catroga faz proposta à Bloco: “Descida da TSU pode ser compensada por impostos sobre o luxo»

    Gostar

  3. 9 Maio, 2011 10:51

    o respeitinho é muito bonito:
    «Paulo Portas em “estágio” para preparar debate de hoje com Sócrates»

    Gostar

  4. João Branco permalink
    9 Maio, 2011 10:55

    As criticas ao Sócrates até podem fazer sentido, mas noto que quem está a citar o artigo está a esquecer a sua parte principal: a constatação de que as politicas actuais da zona euro não podem funcionar, com mais ou menos Sócrates, e que a escolha entre mais Euro(pa) ou menos Euro(pa) tem de ser tomada em breve…

    Gostar

  5. João Branco permalink
    9 Maio, 2011 10:59

    Deve ser notado que com o MOU da Troika já temos efectivamente as limitações associadas ao mais Euro – decisões exteriores. A questão é que será difícil levar os “donos” a aceitar o mesmo tipo de restrições…

    Gostar

  6. Hevel permalink
    9 Maio, 2011 11:01

    Citando Pedro Lains. ” O que teria mudado, com um pedido há, digamos, um ano? Talvez haja alguém que o saiba – mas com números, por favor.”

    Gostar

  7. Fincapé permalink
    9 Maio, 2011 11:13

    Fico sempre preocupado com as vergonhas de Sócrates. Mas hoje fiquei ainda mais preocupado do que já andava ao ouvir Eduardo Catroga na TSF. De quase cada sector de actividade de que se falou no Fórum, ele dizia que trabalhava ou que trabalhou nele. Fiquei sem saber a quantidade de empregos que Catroga teve, tem ou terá, uma vez que não negou a possibilidade de vir a ser ministro. Manifestou-se também contra a redução das reformas. O que é estranho, uma vez que quem paga as reformas são os trabalhadores no activo e a maioria irá ver o salário reduzido. Alguém do PSD que ande por aqui me sabe dizer se Eduardo Catroga é reformado e de quantas reformas usufrui… se é que usufrui? A Clara Ferreira Alves disse que ele também pertencia à comissão de vencimentos da EDP. Estas comissões de vencimentos fazem alguma coisa que valha a pena? E ganham quanto? E quem define o que ganham, se é que ganham?

    Gostar

  8. A C da Silveira permalink
    9 Maio, 2011 11:15

    Hevel,
    Pedro Lains tem obrigação de saber, e se quer dizer que nada seria diferente, então maior será a sua obrigação de dizer porquê, e já agora com numeros, por favor.

    Quanto ao artiguinho do FT, não tenho duvidas que vermos o 1º ministro do nosso país ser chamado de mentiroso, com todas as letras, num dos jornais mais importantes do mundo, é uma vergonha para todos nós. Infelizmente parece que pelo menos 37% dos portugueses se revêm no estilo, e na forma.

    Gostar

  9. Bonaparte permalink
    9 Maio, 2011 11:24

    É perfeitamente óbvio que as mudanças profundas nos próximos anos não se vão limitar a Portugal. Ou se avança para uma união política (coisa que ninguém quer) ou, por exemplo, no caso de Espanha capitular perante a sua dívida, a Europa, pura e simplesmente, desmorona-se porque não há dinheiro para os ajudar. Portanto, ou levantam qualquer espécie de proteccionismo para valorizar o mercado europeu e encarecer os produtos asiáticos ou isto não vai acabar bem. Portugal, inclusivamente, deveria começar a valorizar a sua área económica exclusiva: nem que não seja recusar as quotas e os limites impostos por Bruxelas. O grande problema foi que com a miragem do dinheiro para as auto-estradas e para as novas oportunidades deixámos cair todo o sector produtivo e somos hooje um país de papel e canetas. Uma união económica que não quer ser uma união política não pode ser uma zona económica inteiramente livre com regras controladas pelos países maiores. Tem que haver equilíbrio e não troca (escoamento de produtos vs subsídios).

    Gostar

  10. Portela Menos 1 permalink
    9 Maio, 2011 11:36

    Excepto o Secretariado do PS sabemos que Sócrates é mentiroso.
    .
    mas este camarada é que quê?: http://www.dn.pt/inicio/portugal/interior.aspx?content_id=1847419

    Gostar

  11. JCA permalink
    9 Maio, 2011 11:37

    .
    Até há uma ano e meio Portugal já era assim.
    .
    -Credit Suisse: THIS Is the Real List Of Countries Verging On A Sovereign Crisis (And, Yes, The US Is On It)
    http://www.businessinsider.com/top-20-soverign-default-risks-2010-2#portugal-overall-risk-score-367-17
    .
    -There’s No Deal Yet: Here Are The Banks, Insurers, And Sovereigns Who Will Get Crushed In A Greece Collapse
    http://www.businessinsider.com/look-whos-going-to-get-slammed-when-greece-collapses-2010-2#french-banks-represent-over-25-of-claims-1#ixzz1LqsDiDa4
    .
    Segundo meios internacionais fiáveis, tudo teria começado quando no Governo Durão Barroso MFL optou por recorrer ao CitiBank em vez de ao FMI.
    .
    Actualmente:
    .
    Portugal Revises Its Budget Deficit Up To 9.1%, Now Three Times The EU Limit
    http://www.businessinsider.com/portugal-budget-deficit-2011-4#ixzz1Lqt2wsZF
    .
    Para ligar os interruptores indispensàveis para re-acender Portugal obrigando-o a sair da actual organização nacional que produz o empobrecimento e falência contínuos,
    .
    o programa da Troika é passivo.
    .
    As indispensàveis inovações acopuladas que naturalemente não constam nos ‘guidelines’ da Troika para resultados fortemente activos e sustentados,
    .
    não estão a ser produzidos nos Partidos e vertidos nos seus programas eleitorais nem no discurso politico que está longe do que é absolutamente indispensável mas surgem bem distantes da realidade,
    .
    arriscando que os unicos resultados finais em 2013 sejam
    .
    i) o aumento dos impostos, ii) ainda mais aceleração da falência do Tecido Económico Português, iii) desemprego real ultrapassando os 20%, e iiii) a redução dos salários reais em cerca de 20/25% resultantes da inflação e do aumento da carga fiscal sobre a Produção e o Consumo,
    .
    ora num plano global que compete aos Portugueses que absorva, cumpra, inove e complemente o Programa da Troika FMI/EU/BCE seriam assegurados resultados opostos reacendendo imediatamente Portugal em vez do estendal de lamentações e rendições que por aí se vê através dos amplificadores da Comunicação Social e
    .
    Sem preocupações partidárias ou ideológicasm, apenas as REALIDADES, não estou optimista.
    As instituições a quem competiria produzir as soluções parece estarem a laterizar e a cristalizar os problemas essenciais para os manter em vez dos resolver.
    .

    .

    Gostar

  12. tina permalink
    9 Maio, 2011 11:58

    E a vergonha ainda maior é que a UE está já a preparar medidas mais rigorosas para auditar as contas dos Estados-Membros. Tudo porquê? Só pode ser por causa dos aldrabões dos gregos e dos portugueses.

    Gostar

  13. 9 Maio, 2011 12:03

    “O que é estranho, uma vez que quem paga as reformas são os trabalhadores no activo e a maioria irá ver o salário reduzido.”

    Quem paga as reformas são os especuladores que nos emprestam dinheiro há anos. Se o dinheiro parar de entrar, não há reformas pagas. É por isso que o Sr.Sócrates, aqui retratado internacionalmente como lixo tóxico deveria ter cuidado e não tratar de modo ofensivo quem dá de comer aos cidadãos, se é que ele quer saber dos cidadãos para alguma coisa. Desconfio que este homem é muito capaz de nos atirar para fora do Euro e até da UE. É só dar-lhe asas que ele voa.

    Gostar

  14. tina permalink
    9 Maio, 2011 12:11

    “aqui retratado internacionalmente como lixo tóxico”
    .
    JP muito inspirado como sempre.

    Gostar

  15. Portela Menos 1 permalink
    9 Maio, 2011 12:14

    “Quem paga as reformas são os especuladores”
    pode ser, mas só se foi depois de os governos dos últimos 35 anos terem gasto mal os descontos dos trabalhadores (dos que estão hoje no activo e principalmente do que sendo reformados descontaram…e muito)

    Gostar

  16. 9 Maio, 2011 12:18

    Começou a “Operação Desespero”
    Sócrates está na televisão a explicar detalhadamente aos seus militantes e ministros o programa de educação que consta do programa do PSD ontem apresentado.

    Gostar

  17. 9 Maio, 2011 12:20

    “pode ser, mas só se foi depois de os governos dos últimos 35 anos terem gasto mal os descontos dos trabalhadores ”

    Olhe qua ainda hoje há muita gente que vota no Sócrates e que pensa que quando vai ao banco depositar o dinheiro ele fica lá fechado num cofre à espera do dono.

    Gostar

  18. Portela Menos 1 permalink
    9 Maio, 2011 12:40

    pois, lições sobre finanças já as tive com o prof Cavaco; sobre votos em sócrates, o seu tiro foi à água.
    mas podemos ficar todos descansados porque o psd vai baixar os impostos…

    Gostar

  19. 9 Maio, 2011 12:52

    No tarda nada e o pateta do Portela está a acusar o Dom Afonso Henriques.

    Gostar

  20. Portela Menos 1 permalink
    9 Maio, 2011 12:55

    sim claro, o d.afonso henriques e os gajos que sendo imigrantes se fartam de traablhar agarrados à net…
    sobre pateatas procura melhor na tua família.

    Gostar

  21. bulimunda permalink
    9 Maio, 2011 13:07

    entretanto o governador do Banco central islandês diz….

    Gylfi Zoega: Portugal tem de reduzir salários “o mais rapidamente possível” para voltar a crescer
    08 Maio 2011 | 12:42
    Lusa

    Portugal tem de baixar os salários “o mais rapidamente possível” para que a economia possa ganhar competitividade e voltar a crescer, considera o membro do Banco Central da Islândia Gylfi Zoega.
    O economista, que também participou no documentário premiado com um Óscar “Inside Job – A verdade sobre a crise”, esteve em Portugal a participar nas conferências do Estoril, e diz, em entrevista à Agência Lusa que para Portugal voltar a crescer terá necessariamente de actuar a nível salarial.

    “Claramente para Portugal, o que precisam de fazer, o que o programa aponta para terem crescimento e competitividade é através de salários mais baixos. Os salários precisam de ser reduzidos, o mais rapidamente possível”, afirmou o economista.

    Para que isso possa acontecer, o responsável considera que o Governo e os sindicatos têm de se unir e debater a questão e que este deve ser uma espécie de “imperativo nacional”, porque terá de existir essa redução.

    “Tem de ser uma espécie de imperativo nacional. Porque vai acontecer mais cedo ou mais tarde. É só uma questão de demorar cinco ou dez anos, ou fazê-lo mais cedo. […] O perigo é não fazerem nada. Continuarem a não serem competitivos, endividados e sem crescimento por um longo período de tempo”, diz.

    O responsável do Banco Central da Islândia aponta ainda a redução da segurança salarial dos trabalhadores mais antigos como uma necessidade para estimular o emprego dos jovens e evitar uma vaga de emigração dos mais jovens.

    “É por isso que precisam de um esforço colectivo para fazer isto. Porque a alternativa é os jovens mudarem de país e a economia não crescer”, concluiu.

    Ficava muito mas barato a eutanásia colectiva e obrigatória a partir dos 65 anos……

    Gostar

  22. bulimunda permalink
    9 Maio, 2011 13:09

    SIM O D.Afonso Henriques que nem era originário de portugueses foi um pacó…perseguir sonhos dá no que dá…se tivéssemos os pés mais assentes na terra éramos hoje parte de Espanha…

    Gostar

  23. bulimunda permalink
    9 Maio, 2011 13:10

    Porque o povo diz verdades,
    Tremem de medo os tiranos,
    Pressentindo a derrocada
    Da grande prisão sem grades
    Onde há já milhares de anos
    A razão vive enjaulada.

    Vem perto o fim do capricho
    Dessa nobreza postiça,
    Irmã gémea da preguiça,
    Mais asquerosa que o lixo.

    Já o escravo se convence
    A lutar por sua prol
    Já sabe que lhe pertence
    No mundo um lugar ao sol.

    Do céu não se quer lembrar,
    Já não se deixa roubar,
    Por medo ao tal satanás,
    Já não adora bonecos
    Que, se os fazem em canecos,
    Nem dão estrume capaz.

    Mostra-lhe o saber moderno
    Que levou a vida inteira
    Preso àquela ratoeira
    Que há entre o céu e o inferno.

    António Aleixo,

    Gostar

  24. 9 Maio, 2011 13:10

    Que o Engenheiro relativo é mentiroso já sabemos, mas então e o parágrafo mais importante do artigo? Fica sem comentário?
    “You cannot run a monetary union with the likes of Mr Sócrates, or with finance ministers who spread rumours about a break-up. Europe’s political elites are afraid to tell a truth that economic historians have known forever: that a monetary union without a political union is simply not viable. This is not a debt crisis. This is a political crisis. The eurozone will soon face the choice between an unimaginable step forward to political union or an equally unimaginable step back… “

    Estará o autor do post convencido que daqui por 2, 3, 4 ou 5 anos estaremos no mercado com taxas aceitáveis? Estará o autor do post convencido que daqui por 1 ano a Espanha não estará na mesma situação que nós. E a seguir à Espanha? A culpa será do Engenheiro relativo também? E a situação Grega, que adoptou e tem seguido o receituário à letra? A única conclusão que retiro de todas as evidências e pistas que vão surgindo, é que a Europa com estes líderes e estas receitas não vai a lado nenhum. Ou melhor, vai, ao fundo.

    Por muito que me custe, começo a aceitar a ideia que isto só lá vai quando um conjunto de países se unir e ameaçar com um default sério. Quando pararmos de nos alimentar do medo dos papões dos mercados e deixarmos de levar a sério os patetas dos neolibs com as suas cartilhas de que os mercados são entidades divinas, com vida própria e perfeitos nas suas mecânicas deterministas.

    Talvez seja tempo de os homens começarem a pensar politicamente com responsabilidade e com honra.

    Gostar

  25. 9 Maio, 2011 13:21

    JP,
    Já agora diga-me uma coisa, se eu chamar onzeneiro ao gestor do meu banco porque me vai cobrar uma taxa de juro exorbitante, acha que ele faz birra e já não me empresta o dinheiro?

    Gostar

  26. 9 Maio, 2011 13:24

    Este tipo, que é O Finlandês de quem ninguém gosta, diz o seguinte:
    .
    http://online.wsj.com/article/SB10001424052748703864204576310851503980120.html
    .
    Se o tipo fosse Português, de certeza que seria de extrema … esquerda??

    Gostar

  27. Fincapé permalink
    9 Maio, 2011 13:24

    dp, nem mais!

    Gostar

  28. JPT permalink
    9 Maio, 2011 13:25

    Não são 37% dos portugueses que votam no Sócrates. São 37% dos que dizem que votam, ou seja, são 37% de, mais ou menos, 60%. Ou seja, são para aí um em cada cinco. E isto inclui muito tacho e candidato a tacho, muito analfabeto funcional licenciado em sociologia que votava no Bloco de Esquerda, muita gaja que acha o Sócrates lindo, e imensos destes portelas que têm a falta de vergonha de associar aquilo recebem de reforma àquilo que descontaram ao longo de uma vida de trabalho (como se algum professor primário, primeiro sargento ou oficial de justiça tivesse descontado algo que lhe permitisse receber 2 mil e tal euros de reforma durante 20 anos ou mais). Aliás, todos os que conheço (parentes incluídos) estão numa (ou várias) destas categorias.

    Gostar

  29. Portela Menos 1 permalink
    9 Maio, 2011 13:29

    JPT Posted 9 Maio, 2011 at 13:25 … “como se algum professor primário, primeiro sargento ou oficial de justiça tivesse descontado algo que lhe permitisse receber 2 mil e tal euros de reforma durante 20 anos ou mais”
    .
    parece que para certas cabeças a solução é a eutanásia.

    Gostar

  30. 9 Maio, 2011 13:33

    a visão deste nosso líder até nos pequenos pormenores nos desvanece:
    veja-se a contratação de médicos colombianos. logo após passar no seu médico de família, o dr. ivañes, marcelo de sousa, anuindo com a prescrição de cocaína em vez de droga vendida com iva nas pharmácias, saíu à rua e evitou a morte de dois energúmenos, que insistiam em se matar mutuamente!

    Gostar

  31. 9 Maio, 2011 13:36

    o velhote que insiste em conduzir em contra-mão na auto-estrada, admite que se enganou quando defendeu esta manhã a subida do IVA na cerveja.
    afinal era no vinho
    in vino veritas!

    Gostar

  32. Fincapé permalink
    9 Maio, 2011 13:41

    Para que não haja dúvidas, quando refiro acima que Eduardo Catroga manifestou ser contra a redução das reformas, a minha crítica vai para as multirreformas, ainda por cima milionárias. Estou com as ideias de Silva Lopes: as reformas milionárias continuarão milionárias depois das reduções. Perdem muito pouco comparadas com as reformas normais da classe média.

    Gostar

  33. Portela Menos 1 permalink
    9 Maio, 2011 13:41

    Estou a ficar farto de ignorantes – para não lhes chamar outra coisa – que consideram que o Mundo gira à volta dos Bancos.

    Gostar

  34. 9 Maio, 2011 13:49

    vergonha nacional para os paladinos defensores das ag~encias de rating que pululam por estas paragens:
    http://economia.publico.pt/Noticia/ministerio-publico-abre-inquerito-ao-comportamento-das-agencias-de-rating_1493366

    Gostar

  35. licas permalink
    9 Maio, 2011 13:55

    A fama do (mal)dito já se vai espalhando, Europa fora . . .
    (Deve de estar orgulhoso o A. da Costa)

    Gostar

  36. 9 Maio, 2011 14:02

    nesta matéria estou de acordo com o tio arlindo e com a devida vénia passo a citar o texto sagrado(a bíblia):
    os humilhados serão exaltados!

    Gostar

  37. tina permalink
    9 Maio, 2011 14:09

    “Portugal tem de baixar os salários “o mais rapidamente possível” para que a economia possa ganhar competitividade e voltar a crescer, considera o membro do Banco Central da Islândia Gylfi Zoega”
    .
    bem, lá vai a Islândia deixar de ser o modelo da esquerda portuguesa…

    Gostar

  38. Arlindo da Costa permalink
    9 Maio, 2011 14:19

    Lá está outra vez os nossos provincianos e «liberais» tugas a citar um jornal estrangeiro, como isso fosse uma coisa importante ou fizesse doutrina.
    O Financial Times que vá investigar quem pôs o Tesouro Britânico nas lonas e quem enfiou a Grã-Bretanha na lama, na mentira e na ignomínia com as mentiras da Guerra do Iraque, já para não falar dos super escândalos financeiros da City de Londres.
    Os ingleses não prestam para nada. Nem para varrer lixo, esses trastes!

    Gostar

  39. bulimunda permalink
    9 Maio, 2011 14:21

    ABRAÇO FINCAPÉ…FUI…
    Prudente é quem não é enganado pela estabilidade aparente das coisas e, ainda, antevê a direcção que a mudança tomará. Por outro lado, o que via de regra faz os homens tomarem o estado provisório das coisas ou a direcção do seu curso como permamente é o facto de terem os efeitos diante dos olhos, sem todavia entender as suas causas. Mas são estas que trazem o germe das mudanças futuras, enquanto os efeitos, únicos existentes para os olhos, nada contêm de parecido. Os homens apegam-se aos efeitos e pressupõem que as causas desconhecidas, que foram capazes de produzi-los, também estão na condição de mantê-los. Nesse caso, quando erram, têm a vantagem de fazê-lo sempre em uníssono. Sendo assim, a calamidade que, em decorrência desse erro, acaba por atingi-los, é sempre universal, enquanto a cabeça pensante, caso erre, ainda permanece sozinha. Diga-se de passagem que temos aqui uma confirmação do meu princípio de que o erro nasce sempre de uma conclusão da consequência para o fundamento.

    Arthur Schopenhauer,

    Gostar

  40. JPT permalink
    9 Maio, 2011 14:22

    Entre acabar com reformas acima de 1000 euros e a “eutanásia” ainda vai um bocadinho. Não sei se reparou que foram as mesmas pessoas que beneficiam de reformas acima desse valor que tiveram a possibilidade de, durante a vida activa, poupar e/ou investir. Se não o fizeram, é pena, porque não há dinheiro no actual sistema para lhes assegurar o modo de vida que tinham quando trabalhavam (com carreiras contributivas ridiculamente desadequadas a pagar as reformas que auferem). Com o que aí se poupava subia-se as reformas daqueles que têm 400 euros de reforma (e não foi certamente por terem trabalhado menos). Isto, sim, é solidariedade. Solidariedade não é ir buscar dinheiro aos recibos verdes para pagar a reforma das colunas intermináveis de funcionários públicos pré-reformados. É que não tenha dúvidas que que a pessoa que está hoje a trabalhar e a descontar não vai ter reformas públicas proporcionais ao valor que está a descontar. A não ser que os nossos filhos e netos se limitem a trabalhar para nos sustentar. O que eu dispenso.

    Gostar

  41. bulimunda permalink
    9 Maio, 2011 14:23

    Dirigirmo-nos a alguém com a missão de que se transforme noutro, é irmos com a embaixada de que ele deixe de ser ele. Cada qual defende a sua personalidade, e só aceita uma mudança na sua maneira de pensar ou de sentir, na medida em que esta alteração possa entrar na unidade do seu espírito e enredar-se na sua continuidade; na medida em que essa mudança se puder harmonizar e se conseguir integrar com tudo o resto da sua maneira de ser, pensar e sentir, e possa, por outro lado, enlaçar-se nas suas recordações. Nem a um homem, nem a um povo – que, em certo sentido, também é um homem – se pode exigir uma mudança, que desfaça a unidade e a continuidade da sua pessoa. Pode-se mudá-lo muito, quase até por completo; mas sempre, dentro da continuidade.
    Miguel Unamuno

    Gostar

  42. Pine Tree permalink
    9 Maio, 2011 14:57

    Senhor Bulimunda.
    Vossência foi buscar as palavras exactas ao velho Unamuno. É o Povo, camaradas. A classe política é uma emanação do Povo. Por isso não vale a pena querer bater no Eng. Sócrates porque, enquanto o Povo estiver com ele, ele será a figura dominante da política índigena. E o Povo está com ele, talvez erradamente mas de que interessa a minha opinião? De que interessa a minha opinião sobre a trovoada?

    Gostar

  43. licas permalink
    9 Maio, 2011 15:00

    O que o sócrates quria é aceder a *reforços*
    ilimitados a baixo custo SEM QUE FOSSE
    INQUIRIDO COMO GASTOU o precedente
    empréstimo. ISTO É OMPOSSIVEL : as
    Agências de Rating adequam o nível de
    juros vigentes à CREDIBILIDADE DO
    DEVEDOR pagar a dívida.
    Logo o PM fugiu com o *rabo à seringa *
    enquanto pôde . Teve de chamar a TROIKA
    que fêz a sua inquirição do SAQUE a que foi
    sujeito o País.
    Com a lata que o distingue culpabilizou a
    Oposição do chumbo do PEC IV e da queda
    do Govêrno a que presidiu.

    Gostar

  44. 9 Maio, 2011 15:05

    NÃO SUBESTIMEM SÓCRATES, O LEÃO.
    Vejam só os que aconteceu à troika (via ABRANTES)
    http://supraciliar.blogspot.com/2011/05/abrantes-nao-confirma-ataque-quimico.html

    Gostar

  45. lucklucky permalink
    9 Maio, 2011 15:05

    Limitando o Poder dos Políticos o Sr. Sócrates e o povo corrompido e estupido(pois foi corrompido também com o seu próprio dinheiro) que está com ele já não podem fazer tantos danos.
    .
    Pobre Financial Times.
    Como é evidente “You cannot run a monetary union with the likes of Mr Sócrates” é falso. Claro que pode. Qual o impedimento?Portugal vai para a bancarrota e pronto.
    E o Sr.Brown fez o mesmo que Sócrates.

    Gostar

  46. Arlindo da Costa permalink
    9 Maio, 2011 15:05

    O Financial Times que vá investigar os «podres» da Coroa britânica, da «limpeza» e roubalheira no Tesouro Britânico e dos escândalos e roubos financeiros da City.
    Quem aqui cita imprensa estrangeira, que é telecomandada por interesses obscuros, é bem o exemplo da subserviência mental e ideológica dalguns servos de Deus que aqui pastam.
    Portugal e os governantes portugueses, ao menos são gente decente, em comparação com aqueles «bifes» emproados e ladrões!

    Gostar

  47. certo permalink
    9 Maio, 2011 15:23

    “Não se pode executar uma união monetária à maneira do Sr. Sócrates ou dos ministros das finanças que espalham rumores sobre um colapso. As elites políticas da Europa têm medo de dizer uma verdade que os historiadores económicos sabem há muito: a de que uma união monetária sem união política simplesmente não é viável. Esta não é uma crise da dívida. Esta é uma crise política. A zona do euro irá enfrentar em breve a escolha entre um passo inimaginável para uma união política ou uma etapa igualmente inimaginável para trás …” para a desunião e a derrocada.

    O Sr Sócrates é um mentiroso, um vendilhão sem vergonha, vaidoso, irresponsável, que, na prática, levou o País à bancarrota.
    Mas isto só foi possível porque uma cambada de ministros das finanças nos têm ocultado que sem uma união política apertada, ao modo do resultante das medidas propostas agora a Portugal pela troika, é a porta aberta a qualquer pavão, a qualquer tiranete assim sem miolos, e o descalabro final desta União Monetária da Europa.

    Gostar

  48. certo permalink
    9 Maio, 2011 15:27

    Ó Arrelindo,
    com os pôdres
    da Corona Brthânica
    podemos nós bem, obrigado.
    O caso é aqui outro.
    Não no notou, por acaso?

    Gostar

  49. Arlindo da Costa permalink
    9 Maio, 2011 15:29

    Sorte a nossa não estar na mesma União Monetária com ingleses.
    Se a UE e a EuroZona tivesse que resgatar a Grã-Bretanha do «grande buracão» em que está , todos os europeus tinham que entregar os seus anéis, colares, relógios e pulseira de ouro para o efeito.
    A Grã-Bretanha há muito que está falida.
    Foram muitos anos a viver à custa da pirataria, do roubo e das «glórias passadas».
    Ouvir falar ou ler as parvoíces desses pedantes ingleses é coisa para quem não tem nada que fazer…

    Gostar

  50. 9 Maio, 2011 15:40

    aliás, niguém sabe precisar ao certo os níveis da divida total do reino unido…
    fala-se em 400% do pib

    Gostar

  51. Arlindo da Costa permalink
    9 Maio, 2011 15:45

    Façam como eu.
    Eu já não aceito cheques de ingleses.

    Gostar

  52. certo permalink
    9 Maio, 2011 15:52

    Em Portugal
    nem tudo é mau,
    escreve o Financial Times

    http://sexta13.wordpress.com/2010/02/09/em-portugal-nem-tudo-e-mau/

    Gostar

  53. 9 Maio, 2011 15:57

    Temo que Eduardo Catroga (1942), se venha a tornar na múmia paralitica (Teixeira dos Santos) do PSD.
    .
    Que diabo, com tantos doutoramentos com distinção na área da economia e finanças feitos na última década continua as ser necessário recorrer a reformados para governar o País num tempo de tão grande exigência?
    .
    Vá lá não abusem e, de uma vez por todas, deixem descansar quem já está à porta dos setenta!

    Gostar

  54. licas permalink
    9 Maio, 2011 16:13

    As cooerdenadas do Zé:
    ___Enquanto for sacar fundos aos mercados terei todo o tempo
    para *aldrabar* as contas com o Tacheira.
    (o pior foi que os juros foram aumentando de tal forma que se tornaram
    insuportáveis)
    ENTÃO para obter juros menos exorbitantes, lá teve de ir, baraço ao pescoço,
    à Europa que lhe sentenciou: OU *VOMITAS* TIM TIM POR TIM TIM
    qual é a situação real das Finanças ou NÃO LEVAS NADA.
    (lá teve que ser . . .).

    Gostar

  55. O Anti Calimero permalink
    9 Maio, 2011 16:25

    Este senhor foi o escolhido para o papel do «mentiroso compulsivo», mas como estava já a engendrar o plano para tomar conta dos destinos de Portugal, recusou o papel que acabou por ficar para o Jim Carrey. Agora a sério. É o descrédito total de Portugal junto dos parceiros europeus e mundiais. Será que os portugueses não percebem que estamos a ser governados por alguém que não tem sequer competência ou credibilidade para dirigir um pequeno quiosque? Sinceramente, por muita propaganda que o PS faça, a responsabilidade é sempre de quem elege desqualificados para dirigirem os destinos país. Tinha razão um ex-PR quando disse que temos um país de ignorantes (a propósito da eleição de Salazar como figura do séc. XX). Mas talvez ele não tivesse chegado a PR se assim não fosse. É que essa ignorância convém aos políticos, especialmente aos do PS, partido que mais tempo esteve no poder desde o 25 de Abril de 1974. Tenho uma ténue esperança de que os Portugueses olhem para o leque dos candidatos e vejam que, com excepção de Passos Coelho e Louçã (aos quais é conhecida uma profissão e méritos inegáveis), os restantes candidatos são autênticos políticos profissionais. Antes de ser deputado e PM, onde trabalhou José Sócrates (se é que se pode dizer que alguma vez trabalhou)? E Jerónimo de Sousa, que é deputado desde o 25 de Abril e funcionário do PCP (como, aliás, a generalidade dos candidatos comunistas), auferindo um salário «de um operário qualificado» (resta saber onde está a qualificação)? Quanto ao Paulo Portas, também já anda na política há imenso tempo, tendo inclusivamente estado no governo com Barroso. Por isso, os portugueses devem olhar para estas pessoas e pensar: tendo de o fazer, a quem é que eu entregaria os destinos da minha casa? A alguém que nunca fez mais nada na vida a não ser viver da política? Ou a alguém que tem um profissão onde demonstrou ser competente? Eu sei o que faria. Espero que os portugueses também saibam.

    Gostar

  56. Analfabeto informáti permalink
    9 Maio, 2011 16:38

    Dá-lhe abrantes! Para isso é que o patrão te paga.

    Gostar

  57. 9 Maio, 2011 16:53

    e por falar em vergonhas nacionais….a nossa justiça….casa pia, freeport…bla bla bla
    …apitos dourados….http://ricardocampus.com/2011/05/08/pinto-da-costa-ajuda-o-pais/

    Gostar

  58. Arlindo da Costa permalink
    9 Maio, 2011 16:58

    Estou mais inquieto com o processo do BPN e da malta da Coelha.
    Esses é que nos levaram ao «tapete»….
    Entretanto, os «maiorais» dessa trapaça continuam a jogar golfe e a bronzear o coiro…pelos trópicos deste Mundo de Deus…

    Gostar

  59. Ana Sofia permalink
    9 Maio, 2011 16:58

    Será ignorancia ou maldade dizerem que o Sócrates é culpado de tudo?
    Será que as pessoas não sabem que do dobro do aumento da dívida portuguesa, só 25% é do Estado?
    Será qu acham que foi o Sócrates, que criou esta crise internacional?
    Será que as dívidas dos outros países, muitas pior que nós, o culpado é o Sócrates,?
    Será que o PSD faria melhor?
    E muitas mais perguntas se poderia fazer, mas com pessoas enraivecidas por o Sócrates ter ganhao estas últimas eleições, que nunca lhe perdoaram , descarregam a raiva que é mais que notória , para o bota-abaixo, não importa se o que falamos e argumentamos é verdade, porque o mentiroso é só o Sócrates, o Passos Coelho já mentiu mais num ano que o Sócrates em seis.
    Se ele um dia fosse governo, então é que viam quem era o mentiroso.

    Gostar

  60. lica permalink
    9 Maio, 2011 17:00

    Ministério Público abre inquérito-crime a três agências de “rating”
    vide in jornal de noticias

    è só anedotas neste anedotário à beira mar palntado

    Gostar

  61. lica permalink
    9 Maio, 2011 17:02

    só as queixas contra o o ‘inginhero’ é que nunca vingam no nosso ministério úblico da treta.

    Gostar

  62. Arlindo da Costa permalink
    9 Maio, 2011 17:12

    A PGR devia era abrir um inquérito contra os nacionais portugueses que durante dois anos consecutivos foram colaboracionistas dos trapaceiros e especuladores financeiros internacionais, e que andaranm lá para fora a dizer e a escrever mal do Governo Português, das nossas Instituições e do nosso Povo.
    Foi essa propaganda, negativamente atroz e mercenária, que avivou o apetite especulativo dos abutres financeiros.
    Aqueles que nas televisões, nos jornais e nos fóruns foram dizendo mentiras e efabulando cenários apocalipticos deviam ser investigados e processados.
    Estou desconfiado que muitos receberam «alvíssaras» para esse «trabalhinho».
    Essa corja interna e nativa é cem vezes pior que as famigeradas agências de rating!

    Gostar

  63. O Anti Calimero permalink
    9 Maio, 2011 17:16

    Ó Ana Sofia, está muito verdinha para estas coisas. Não se trata de raiva. São factos. Talvez seja bom relembrar que:
    1. a crise foi internacional mas que a recessão é só nossa;
    2. O Governo PS mascarou os números do défice (dizia que era de 6% e afinal é de 9%);
    3. A dívida pública, que era de cerca de 50% do PIB, com o PS subiu para mais de 90% (ou seja, temos de trabalhar um ano e entregar tudo aos credores para pagar a nossa dívida);
    4. A troika foi a primeira a admitir que se o Governo PS tivesse pedido ajuda mais cedo as medidas não seriam tão duras;
    5. A troika admitiu também que o PEC IV era apenas um leve paliativo e que não resolveria nada (depois vinha o V, o VI, o VII, etc…);
    6. O Governo PS, ao mesmo tempo que vinha com PECS pedir mais dinheiro aos portugueses (e mesmo agora, depois da vinda da troika), tem o descaramento de querer a toda a força prosseguir com o elefante branco TGV, sob o pretexto de que é para modernizar Portugal, quando na verdade quer é fazer mais uma negociata com as empresas do costume;
    7. O número de parcerias público-privadas da responsabilidade dos Governos PS (ruinosas para os cofres do Estado) é inacreditável;

    E isto são apenas alguns dos «méritos» desse governo PS, que é uma vergonha para os portugueses. Ou mudamos de rumo ou a nossa existência enquanto nação soberana está seriamente ameaçada. É que quem não paga as suas contas está sempre nas mãos de outrem.

    Gostar

  64. Centrista permalink
    9 Maio, 2011 17:26

    “Será que as pessoas não sabem que do dobro do aumento da dívida portuguesa, só 25% é do Estado?”
    Gostei da forma como disse: “do dobro da dívida portuguesa, 25%”. Porque efectivamente, o valor correcto é 50%, ao que se soma a dívida via PPP’s e linhas de crédito bonificadas.
    .
    “Será que acham que foi o Sócrates, que criou esta crise internacional?”
    A crise internacional já acabou há muito no resto do mundo. Já só existe na Irlanda, Grécia e Espanha, e Portugal. Porque é que a crise internacional não afecta o resto do mundo?
    .
    “Será que as dívidas dos outros países, muitas pior que nós, o culpado é o Sócrates,?”
    Quais dívidas piores que a nossa? Quantos países entraram na bancarrota? E ao menos a Grécia e Irlanda cresceram desde 2005. Nós, somos apenas o 2º a contar do fim em crescimento no mundo inteiro!!!
    .
    “Será que o PSD faria melhor?”
    Bem, não me parece difícil. Nem que seja pelo facto do PS se congratular todos os dias com a situação do país. O país entra em Bancarrota e o Sócrates congratula-se com os excelentes resultados do país.
    .
    “o mentiroso é só o Sócrates, o Passos Coelho já mentiu mais num ano que o Sócrates em seis.”
    Ana Sofia, fizeram-lhe uma lobotomia gratuita, foi? O Sócrates mente mais num dia que qualquer outro português numa vida inteira.

    Gostar

  65. O Anti Calimero permalink
    9 Maio, 2011 17:26

    Gostar

  66. O Anti Calimero permalink
    9 Maio, 2011 17:28

    Fugiu-lhe a boca para a verdade:

    Gostar

  67. Centrista permalink
    9 Maio, 2011 17:29

    Conhecem aquela da criação dos portugueses, em que Deus nos deu 3 virtudes: ser honesto, socialista e inteligente, mas só 2 de cada vez.
    Se é honesto e socialista, não é inteligente.
    Se é inteligente e socialista, não é honesto.
    Se é honesto e inteligente, não é socialista.

    Gostar

  68. O Anti Calimero permalink
    9 Maio, 2011 17:29

    Respeita tudo e todos:

    Gostar

  69. O Anti Calimero permalink
    9 Maio, 2011 17:33

    Tão perfeito a falar inglês, que os nossos parceiros europeus até se riem deles mesmos por não serem capazes de igualar tal façanha:

    Gostar

  70. Arlindo da Costa permalink
    9 Maio, 2011 17:36

    A prestação do «Anti-Calimero» é digna de registo.
    Continua a fazer «propaganda descarada» a José Sócrates.
    Como diz o meu tio Arnaldo, podem falar mal, mas por favor falem de mim, que eu ainda não morri!

    Gostar

  71. 9 Maio, 2011 17:36

    Ana Sofia,
    A única coisa certa é que vocês no PS pensam que os outros portugueses são todos atrasados mentais.

    Gostar

  72. 9 Maio, 2011 17:44

    o “povo é sereno” ….já dizia o outro…
    “cada povo tem os governo que merece”…. também tem dito outros….
    e há 500 anos que isto é assim….digo eu!

    Gostar

  73. licas permalink
    9 Maio, 2011 17:58

    A diferença entre o Estado Novo e o P.S.

    No E.N. o número de adesivos era pequeno, uma centena, e lá ia dando para todos eles. Agora têm que ser muitos (dezena de milhar) pois há Eleições (não há PIDE para calar os mais irrequietos e também is corruptos crescem como cogumelos) sendo preciso que os postos-chave estejam ocupados com gente do Governo, principescamente pagos. O resto do pagode engole todas as tretas que o Mentiroso Contumaz inventa para se glorificar/justificar.
    Como o país não produz suficientemente para a corrupção, PEDE-SE EMPRESTADO ao Estrangeiro … ATÉ UM DIA.

    Gostar

  74. 9 Maio, 2011 18:12

    Não percebo como é que não viram logo que a ana sofia é o arlindo em travesti.

    Gostar

  75. 9 Maio, 2011 18:17

    Ana Sofia como é que é?

    Gostar

  76. licas permalink
    9 Maio, 2011 18:21

    O Quadrilátero Socretino

    ___Se forem ingénuos: ALDRABA-OS
    ___Se poderosos: tenta CORROMPÊ-LOS
    ___Se não for possível: AMEAÇA-OS (com a Justiça)
    ___Se nada disto resultar: MÁTA-OS.

    Gostar

  77. Arlindo da Costa permalink
    9 Maio, 2011 18:31

    O Reino Unido está falido e a culpa é do Sócrates e do Teixeira dos Santos;
    A América deve as guedelhas à China e a todo o Mundo e a culpa é do Sócrates;
    O Benfica não ganhou o campeonato porque o Socras subornou os árbitros para darem a vitória ao Porto;
    Continuem, meus amigos, com o vosso sermão miserável, patético, fatalista e sebastianista.
    O Socras agradece….

    Gostar

  78. 9 Maio, 2011 19:38

    O que vale ao sócrates e aos arlindos é que o pinto monteiro assinou hoje em rilhafoles um mandato de prisão dos responsáveis pelas agências de rating. Consta que estes já fugiram todos para o Alasca. Boa!

    Gostar

  79. Arlindo da Costa permalink
    9 Maio, 2011 20:49

    A probabilidade de Sócrates perder é a mesma de haver no dia 5 de Junho em Lisboa um terramoto de grau 8 na escala de Ritcher.
    Quanto a viagens, já tenho bilhete e voucher para as Antilhas Francesas.
    É já no próximo dia 11 de Junho.

    Gostar

  80. Carlos Dias permalink
    9 Maio, 2011 21:37

    O Sócrates habituou os portugueses à vergonha.
    Depois daquele patético video a pedir esmola à Finlândia referindo a invenção dos pasteis de Belém e esquecendo-se que fomos nós que inventamos os bolinhos de bacalhau só nos falta cumprirmos a nossa história e andarmos com uma corda ao pescoço a pedir desculpa por tudo e por nada.
    O pior do vídeo é não mostrarmos aos finlandeses (e já agora aos ingleses) que vamos ter um TGV enquanto eles andam de comboio normal.
    Mas basta atravessar a fronteira para sabermos em que nível é que está o nosso país.
    Preguiçosos, vigaristas e sem capacidade para entender os nossos males.
    Mas o Sócrates (e o Luís) é que sabem.

    Gostar

  81. JCA permalink
    10 Maio, 2011 00:32

    .
    Did You Know
    .

    .

    Gostar

  82. 10 Maio, 2011 11:15

    Sócrates aumenta buraco camada de ozono: Sócrates o esburacador… http://bit.ly/kQOkHr

    Gostar

Trackbacks

  1. Comunicação social criticando josé sócrates: o mundo ao contrário « O Insurgente

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: