Saltar para o conteúdo

Contabilidades

2 Março, 2013
by

As manifestações de hoje foram grandes, mas menores do que algumas realizadas bem recentemente. Eu sei que não é isso que estão a dizer nas rádios e televisões, mas é isso que se retira de algumas das imagens de conjunto que têm vindo a ser mostradas.

Não sou só eu que digo. Um dos repórteres da TSF no Terreiro do Paço também afirmou a certa altura que lhe parecia que a manifestação da CGTP tinha sido maior. Não sei a que manifestação da CGTP se referia, mas olhemos para estas imagens (as de hoje correspondem ao momento em que se cantou o Grândola, retransmitidas depois no noticiário das 19h):

Manifestação da CGTP de Fevereiro de 2012

Manifestação da CGTP de Fevereiro de 2012

Manifestação de ontem 1

Manifestação de hoje 1

Terreiro do Paço

Manifestação de hoje 2

Do estúdio interromperam o repórter e proclamaram que não cabiam no Terreiro do Paço nem mais dois alfinetes. Pelo que eu só quero ter um alfinete desses…

PS. Houve, felizmente, quem fizesse uma contabilidade minimamente sensata:

Terreiro do Paço, onde não cabem 200 mil, ficou por encher

201 comentários leave one →
  1. Pedro Jordão permalink
    2 Março, 2013 20:13

    Gostei da escolha de imagens que um ex-director de um jornal de referência faz para ilustrar a sua desvalorização da manifestação. Portanto, 19h, não é? Quando os manifestantes já estavam a dispersar-se. Pois.

    Gostar

  2. 2 Março, 2013 20:16

    Alguém acredita que o maior estádio de Portugal enche com as pessoas na terceira fotografia?
    Ali nem 30.000 pessoas há, de barato.

    Gostar

  3. 2 Março, 2013 20:22

    jmf1957, três palavras para si: Muhammad Saeed al-Sahhaf. É esse o caminho correcto, muito bem.

    Gostar

  4. anti-comuna permalink
    2 Março, 2013 20:28

    Este país é mesmo surrealista.
    .
    “800 mil manifestantes em Lisboa, segundo “Que se lixe a Troika”
    .
    Fonte do movimento organizador da manifestação de hoje disse ao Expresso que em Lisboa estiveram nas ruas 800 mil pessoas.”
    .
    .
    Ler mais: http://expresso.sapo.pt/800-mil-manifestantes-em-lisboa-segundo-que-se-lixe-a-itroikai=f790914#ixzz2MPrUknCb – See more at: http://expresso.sapo.pt/800-mil-manifestantes-em-lisboa-segundo-que-se-lixe-a-itroikai=f790914#sthash.ACCDm6n6.dpuf
    .
    .
    “MANIFESTAÇÕES (EM ATUALIZAÇÃO)
    Um milhão e meio protestou contra Governo”
    .
    in http://www.dn.pt/inicio/default.aspx
    .
    .
    Ou seja, foi um fiasco. Nem com toda a imprensa a cooperar com o PS (quem serão os organizadores destas manifes e quem lhes pagará, fica aqui a dúvida) a berrarem para haver uma manife destas e, afinal, só estiveram algumas dezenas de parasitas.
    .
    .
    O Governo já pode dormir descansado e aplicar a austeridade, que não lhes beliscará e ganharão as próximas eleições.

    Gostar

  5. neotonton permalink
    2 Março, 2013 20:34

    Entre os 800.000 que dizem algúns e os 8.000 que contou o jmf1957 as 19.00 h. vamos melhor fazer uma media aritmética…

    Gostar

  6. MetroidSamus permalink
    2 Março, 2013 20:34

    Arranjava-se uma foto das 17.30, por favor? Assim, até parece que foi uma das pessoas que espalhou a certeza das armas no Iraque, ou as escutas ao pastel de Belém.

    Gostar

  7. 2 Março, 2013 20:36

    JMFernandes,
    Garanto-lhe que Vc. está COMPLETAMENTE ERRADO !!
    Também lhe garanto que para além das pessoas que nos momentos que assinala estavam no Terreiro do Paço, muitas centenas de milhar desciam desde os Restauradores, percorriam a Rua Augusta (e laterais, nestas, menos), para além de muitos, mesmo muitos milhares que não percorreram o trajecto e quedaram-se nos passeios.
    Acresce isto : bastantes fizeram a partir das 17:30(+-) o trajecto contrário para, evitando “bichas”, viajarem no metro ; e registe se quiser, que talvez umas 150 mil nem sequer chegaram ao TPaço.
    Vc. menospreza o “adversário” — problema seu, de Helena Matos e não só, incluindo certamente alguns assessores do governo e provavelmente alguns dos seus membros.
    “A coisa” foi muito mais FORTE E SINTOMÁTICA do que Vc. possa imaginar. Ou talvez sabendo-o, não quer aceitar o que agrava o teror deste desnecessário post.

    Gostar

  8. anti-comuna permalink
    2 Março, 2013 20:41

    ““A coisa” foi muito mais FORTE E SINTOMÁTICA do que Vc. possa imaginar. Ou talvez sabendo-o, não quer aceitar o que agrava o teror deste desnecessário post.”
    .
    .
    Outro a viver no mundo virtual da “corte lisboeta”.
    .
    .
    Vai um bagacinho?

    Gostar

  9. 2 Março, 2013 20:48

    Foi impressionante (tal como na manif de 15 de Setembro) a diversidade etária e sociológica que hoje protestou contra o governo.
    Muita daquela gente nitidamente nada tem a ver com a “escardalhada”…
    Eu, se governante, pediria imediatamente um objectivo, imparcial, científico parecer a alguém entendido na “matéria”…
    Se este governo, se os seus assessores, persistirem no massacre, vai haver estalada da grossa ! — no mínimo !!

    Gostar

  10. anti-comuna permalink
    2 Março, 2013 20:49

    A “corte lisboeta” hoje teve uma grande derrota política.
    .
    .
    Esta manifestação foi organizaza com o apoio dos partidos todos da oposição, com o apelo da imprensa, que esteve activa na sua promoção, teve o apoio do sindicalismo, do funcionalismo público e de toda a canga anti-austeridade. Foi promovida como nunca se viu nos últimos anos.
    .
    .
    E os resultados? O país ignora a corte lisboeta, meia dúzia de macacaos pingados andaram pelo país a manifestar-se, e em Lisboa, os parasitas nem sequer enchem o Terreiro do Paço.
    .
    .
    O governo, hoje, ficou todo feliz. Deu para ver que a luta contra a austeridade é virtual e liderada pelos parasitas e pela imprensa. O país real caga para a corte lisboeta. E digo eu que o faz muito bem.

    Gostar

  11. anti-comuna permalink
    2 Março, 2013 20:51

    “Eu, se governante, pediria imediatamente um objectivo, imparcial, científico parecer a alguém entendido na “matéria”…”
    .
    .
    Vc. vive no mundo virtual da corte lisboeta. O país real ri-se deste tipo de coisas que se lê por aqui e por aí.
    .
    .
    Estimado MJRB, eu vou-lhe dizer em bom vernáculo e português: o português típico está-se a cagar para as manifes da corte lisboeta. Anobe bem aí o que eu lhe digo.

    Gostar

  12. 2 Março, 2013 20:52

    anti-comuna,
    continue a menosprezar o que aconteceu… Vc. assim não vai longe !
    (Mas se vc. quiser deduzir e prever a quantidade crescente de desgraçados, talvez mude de opinião).
    Note : “a coisa” está a ficar negra para este governo !…

    Gostar

  13. Expatriado permalink
    2 Março, 2013 20:54

    Porra!!! Enganei-me por pouco……
    .
    Aventei que os marcianos e outros extra-terrestres iam dizer que eram 2.000.000 de “mani(festantes)” e afinal ficaram pelos 1.500.000……
    .
    De qualquer maneira, acabam sempre por dizer que a ultima manif(esta) foi a maior de sempre. A continuar assim, dentro de 7 manif(esta)s terao 11.000.000 na farra.
    .
    As tvs ajudam e as reporteres terao de encontrar maneira de “entreter” tantos……

    Gostar

  14. anti-comuna permalink
    2 Março, 2013 20:55

    Isto já me faz lembrar o que se passou durante o fim da Terceira República. A corte lisboeta em golpes e contra-golpes, em manifes e atentados bombistas, depois o país real cagava mesmo para o que se passa junto ao Terreiro do Paço. Hoje vivem-se dias semelhantes. Os parasitas a protestar (até um ex-banqueiro que afundou um banco anda nas revoltas populares ehehehehe ) e o país a cagar de alto para a corte lisboeta.
    .
    .
    É preciso, de uma vez por todas, desmestificar isto. Portugal não começa nem acaba na corte lisboeta.

    Gostar

  15. 2 Março, 2013 20:56

    anti-comuna,
    …Então as manifs no Porto, em Braga, em Coimbra e noutros locais acima de Aveiro foram participadas por excursionistas idos da “corte lisboeta” ?
    Vc. vive em que mundo ? Não repara no que está em seu redpr diariamente ?, aí no Norte ?
    Vc. “acha” que as pessoas nas ilhas e no continente se “estão a cagar” para o que veem nas TV’s, ouvem nas rádios e leem na imprensa ?

    Gostar

  16. salino permalink
    2 Março, 2013 20:57

    Depende sempre da hora a que a photo phoi tirada, jmf…
    Por outra, é fato que as segundas photos não amostram don Jose ni su cavallo.
    E, finalmente, me acuerdo que en la manif de CGTP o largo encheu de tal maneira, tanto, que a Helena Mato precisou de vir aqui demonstrar medições que fez a provar que não podiam ter estado ali 300 mil pessoas a tantas e tal por metro quadrado. Eora então nas contas dela, hpoje deve ter sido um esfreganço de pessoas em aclamação de solidariedade contra esse governo vaidoso, pomposo, vazio quão arrogante de se afirmar mais mau que a troïka…
    E eu já te digo, Laura, eu sou mau, a sério, tão mau que ainda vais ver os portugueses que não sejam boys do PSD, como o jmf, a tremer de medo só de nomear-me, quanto mais de ver-me, ahaha…
    Vaidade, foi o errop dele, ante o povo, que bem enganou e acreditava nele, mas chegado ao poder, viu-se que mentia e, desonesto, se dispôs a tudo para nos lixar. A mim ninguém vence, eu sou único, o maior !

    Gostar

  17. anti-comuna permalink
    2 Março, 2013 20:59

    “Note : “a coisa” está a ficar negra para este governo !…”
    .
    .
    Imagino que sim. Mas o país real está-se a mesmo a cagar para a corte lisboeta.
    .
    .
    Tome nota do típico padrão dos últimos duzentos anos. Lisboa faz barulho mas quando o país acorda, vai a Lisboa e pôe tudo na ordem. 😉 Foi sempre assim nos últimos 200 anos. Até o comunismo do Vasquinho acabou quando o Norte acabou com as bricandeiras. Se calhar, para lá caminhamos também. Oxalá que não, mas quem sabe?

    Gostar

  18. anti-comuna permalink
    2 Março, 2013 21:01

    “…Então as manifs no Porto, em Braga, em Coimbra e noutros locais acima de Aveiro foram participadas por excursionistas idos da “corte lisboeta” ?”
    .
    .
    1000 pessoas, se mutio, em cada uma das cidades e Vc. acha que é um protesto geral? O país está-se a cagar para a corte lisboeta. E já começa a estar farto de tanta parasitagem nas ruas a protestar.
    .
    .
    Olhe para o exemplo holandês. Vão ter mais austeridade e não se vê os parasitas na rua, pois não?

    Gostar

  19. Expatriado permalink
    2 Março, 2013 21:05

    Dizem que a “coisa esta’ negra e que vai dar estalada da grossa”…….
    .
    Ai vai vai, quando os “compagnos de route” dos marcianos tomarem conta do estaleiro e nao aparecer cacau para os “direitos adquiridos”. Vai ser marcianos X outros extra-planetarios e vai ser bonito de ver.
    .
    Sem troika, encontrarao outros “motivos” para trazer “milhoes” a’ rua ate’ ao salto em frente para o abismo que ja’ por ai esta’.
    .
    Estes milagreiros estao mesmo cheios de fe’……..

    Gostar

  20. salino permalink
    2 Março, 2013 21:06

    Depois, não me admira a quantidade de gente na manife do Porto, com todos aqueles conselhjos à volta, populosos, dos mais afetados pelo desemprego.
    E 400 mil pessoas não é nada, só demonstrativo da vida que levamos e da consciência assim demonstrada, enquanto para exemplo, eu e a namorada, nos divertíamos no sofá da sala, após uma passeata.
    Mas vai, então, de Lisboa, em salvas de aclamação, viva o Porto, a gente não quis ficar lá, atrás, e, não tarda, dizem, aqui somos 500 mil, que até concebo e até a cachopa da namorada, mais não seja, diz ela, por contradizer jmf, esse Tomé (Tomás do Evangelho). E eu dei-lhe palmas .

    Gostar

  21. anti-comuna permalink
    2 Março, 2013 21:08

    O jornaleirismo já está à rasca. Estão agora a acordar para o fiasco que foi o dia deles. ehehehheh
    .
    .
    ” Foram 400 mil? 500 mil? 800 mil? Um milhão e meio? Ao longo do dia falou-se de diversos números para caracterizar a dimensão da adesão ao protesto nacional organizado pelo movimento Que e Lixe a Troika. A única certeza, para lá da quantidade, é que na rua se mostrou um cartão vermelho à austeridade. A jornada prossegue pela noite dentro, com o cerco ao Parlamento. Um cerco com pouca gente.”
    .
    in http://www.publico.pt/
    .
    .
    Pois é. A única certeza é o cartão vermelho à austeridade. ahhahhahah
    .
    .
    Vou ficar feliz no dia em que o Público vai fechar as portas e meter esta gente na rua.

    Gostar

  22. Expatriado permalink
    2 Março, 2013 21:11

    Os amaricanos teem o “Remember Alamo!!!”
    .
    Aos marcianos aconselho “Lembrem-se de Rio Maior!!!!”

    Gostar

  23. salino permalink
    2 Março, 2013 21:14

    O mais chato é um governante ter à mão gente inteligente, experimentada, e caprichar em fazer as coisas à sua maneira ignorante, de empreitada. Que diz hoje no JN o Paulo Teixeira, a coisa nem precisava de mais tempo, trapalhada, se mero abaixamento dos juros que Portugal paga aos credores, que só neste ano findo de 2012 foi de tantos e tal, 3, 4,5 do PIB, coisa assim, diz ele, o equivalente ao gasto pela Saúde. E mais interessante, os credores, que o ganham todo, todo, quando têm o dinheiro, Alemanha e França a custo zero, se não a juro negativo, ainda, pouco teriam a perder, perder nada, apenas não nos levarem a pele.
    Ai, mas o Coelho, pavão que é, vaidoso, deve dizer, não, não vou dar parte de fraco, nunca…
    E já foi azar, depois do Sócrates, darmos com um tal parvo .

    Gostar

  24. 2 Março, 2013 21:15

    anti,
    “1000 pessoas se muito, em cada uma das cidades ” (Porto, Braga, Faro, Coimbra, entre outras) ???
    Vc. hoje está reinadio, só pode ser isso. Ou efeitos do bagaço.
    Estou a imaginar o anti-comuna perante um governante: “não ligue, esteja-se cagando para as manifs, aquilo foi nada, só gentinha da corte lisboeta e poucos mais…E nas outras cidades, gentinha bem na vida…”

    Gostar

  25. Monti permalink
    2 Março, 2013 21:17

    MJRB
    Prezado RB
    ainda ontem no Público, a crónica de João Miguel Tavares* dava conta
    disto: “E vão 10” jornalistas do DN para gabinetes mnisteriais.
    *Qua ali confessava, ter votado PSD.
    Solução única,
    em vez da linha na Net de “Não votar”.
    Votar, votar fora do Bloco Central.
    Antes que jmf acabe a ver ADM no Irão.

    Gostar

  26. anti-comuna permalink
    2 Março, 2013 21:22

    Caro MJRB, não estou a reinar. Estou-lhe a dizer aquilo que aconteceu pelo país. Tirando a corte lisboeta e mais alguns no Porto, o resto do país nem sequer se deu ao trabalho de ir cantar a Grandola. Vc. é que quer acreditar numa realidade virtual.
    .
    .
    Veja lá a coisa como está:
    .
    “Protesto ‘morno’ em frente ao Parlamento
    .
    21h02 – Continuam reunidas cerca de 300 pessoas em frente ao Parlamento, mas já não há gritos de protesto. O trânsito está cortado.”
    .
    Ler mais: http://expresso.sapo.pt#ixzz2MQ4kow1q – See more at: http://expresso.sapo.pt/#sthash.r1CDJO5T.dpuf
    .
    .
    Isto é um fiasco homem. E esta manife foi organizada de uma forma tal, que até parecia a Revolta da Marida do Terreiro do Paço. Mas foi um enorme fiasco.
    .
    .
    O país está farto dos parasitas da corte da lisboeta. E com razão. Uns esforçam-se para resolver os problemas, outros andam na vadiagem a protestar contra a austeridade. E são quase sempre os mesmos parasitas de sempre. Sempre. Mas nem o Terreiro do Paço enchem.
    .
    .
    É tempo da corte lisboeta se agarrara ao trabalhinho, uns que não o têm procurar onde o haja, ou emigrem, que isto não está para andar a brincar aos joguinhos políticos.
    .
    .
    A Holanda vai cortar 4 mil milhões, todos os anos, nos próximos quatro. E nºao se vê tantos parasitas como em Portugal. Se calhar os holandeses é que são ignorantes e os da corte lisboeta espertos, não? ahahahahahah

    Gostar

  27. 2 Março, 2013 21:24

    Monti,
    É já volumosa, incompreensível e rejeitável a quantidade impressionante(!) de gente (boys incluídos) do PSD e do PP, que nos últimos 8 meses “entraram” ao serviço do governo. E não me refiro sómente aos gabinetes ministeriais…
    Muitos, pagos “por fora”…

    Gostar

  28. ZÉ DA LOTA permalink
    2 Março, 2013 21:26

    Palhaços!!!! a Rua Augusta e o Rossio não conta???

    Gostar

  29. 2 Março, 2013 21:27

    Caro anti-comuna,
    hoje não vale nadinha estar a esgrimir consigo o que aconteceu.
    Vc. simplesmente rejeita evidências.

    Gostar

  30. 2 Março, 2013 21:30

    Zé da Lota,
    no meu comentário surgido às 20:36, esqueci-me dos milhares que optaram por sair da marcha e atalharam pelo Rossio.

    Gostar

  31. anti-comuna permalink
    2 Março, 2013 21:32

    “Vc. simplesmente rejeita evidências.”
    .
    .
    Desculpe-me. Vc. é que tem que me provar essa gente toda que se ventila para aí. Eu tenho olhinhos na cara como os outros. Posso beber bagaço mas sou mais lúcido que nunca lhe tocam.
    .
    .
    Seja sincero. Esqueça as suas vontades pessoais. Acha que hoje não foi um fiasco e uma vitória para o governo? Eles devem estar todos contentes, porque comprovaram que, afinal, é a eimprensa que acicata a sua impopularidade. E sendo assim, eu se fosse no lugar deles, ignorava a imprensa e ia para a frente com os cortes, o mais rápido possível e começa uma campanha contra os parasitas que parecem profissionais nas manifestações.
    .
    .
    Quer apostar como o governo vai ganhar as autárquicas? Vc. até vai ficar espantado como eles vão ganhar. Eu, de longe, estou mesmo a ver isso mesmo. ahhahahahh
    .
    .
    Acredite no que eu lhe digo. Eu se estivesse no lugar do passos estava contente. Porque a rua foi um enorme fiasco.

    Gostar

  32. 2 Março, 2013 21:34

    Eu estou absolutamente a ser sincero, isento, na apreciação que fiz (desde as 15:20) até ao momento em que começaram a cantar a “Grândola”.
    Também, pelo que vi nas tv’s, em Braga, Porto, Coimbra, etc.
    (Se o JMFernandes, o anti-comuna e outros quiserem aproveitar…).

    Gostar

  33. anti-comuna permalink
    2 Março, 2013 21:35

    Só mais uma coisa que o MJRB ignora. O PS e o Tózé Inseguro apoiaram e incentivaram a própria manife. E se com o dito maior partido da oposição, nem sequer enchem o Terreiro do Paço, é mesmo razão para me rir dos que andam para aí com realidades virtuais. ehehehheeh

    Gostar

  34. 2 Março, 2013 21:43

    anti,
    Vc. tem “olhinhos na cara”, mas precisa de olhos, de abrir olhos !, porque não viu, não sentiu o que aconteceu em Lisboa. E também no Porto.
    Não, não foi um “fiasco” nem, e muito menos, “uma vitória para o governo. Garanto-lhe.
    Este governo, esta governação, vai prejudicar candidatos do PSD às autárquicas. Raras serão as autarquias em que os eleitores não “colarão” o rumo das suas vidas destroçadas, aos candidatos locais.
    anti,
    a sério : Vc. hoje está mesmo reinadio, provavelmente para não pensar no assunto…

    Gostar

  35. salino permalink
    2 Março, 2013 21:47

    E eu repito,
    O mais chato é um governante ter à mão gente inteligente, a fazer contas, e caprichar em governar à maneira ignorante, prepotente, de empreitada. Que diz no JN Paulo Teixeira, a coisa nem precisava de mais tempo, trapalhada, se mero abaixamento dos juros que Portugal paga aos credores, que só neste ano findo de 2012 foi de tantos e tal, 3,4 do PIB, coisa assim, diz ele, o equivalente ao gasto pela Saúde. E mais interessante, os credores, que o ganham todo, todo, quando têm o dinheiro, Alemanha e França, a custo zero, se não a juro negativo, pouco têm a perder, perder nada, apenas de não nos levarem a pele.
    Ai, mas vaidoso que é, Coelho deve dizer na sua, não, eu não vou dar parte de fraco, nunca…
    E já foi azar, depois do Sócrates, darmos com tal meliante, assim parvo !

    Gostar

  36. 2 Março, 2013 21:49

    OK !, foi uma “realidade virtual” — eu não quero que o prezado anti-comuna sofra pesadelos.
    Agora vou jantar, e garanto-lhe que não satisfeito com a multidão que vi. Porquê ? Porque a situação tuga está mesmo má, vejo cada vez mais miséria e crescentes lamentos (até de pessoas do PSD !!, ou não-militantes que votaram nele), negra para o governo, e “isto”, a continuar assim, não vai acabar bem.
    Aconselho o anti-comuna e não só, a não enfiarem a cabeça na areia…

    Gostar

  37. anti-comuna permalink
    2 Março, 2013 21:55

    “a sério : Vc. hoje está mesmo reinadio, provavelmente para não pensar no assunto…”
    .
    .
    Não estou. Olhe que não estou. Eu até estava a contar com manifes estrondosas, quer pelas circunstâncias que o país, quer pelo tipo de agentes que a promoveram. Tivemos a imprensa activa a promover os protestos. Os sindicatos. Todos os partidos políticos da oposição, em especial o PS, que em teoria vai á frente nas sondagens. Tivemos cantores, escritores e até ex-banqueiros a pedirem um protesto enorme. E, no fim, nem sequer enchem o Terreiro do Paço.
    .
    .
    Eu apenas registo que, afinal, tirando a imprensa que é um nojo e a corte lisnoeta, o país não quer saber dos protestos para nada. E para uma pessoa que analisa isto de um modo frio só pode pensar: onde estão os milhões contra a austeridade e o governo? Em casa a ver a telenovela? Pois só pode.
    .
    .
    Virem-me dizer que eu não vi e nem senti, mas depois o que me mostram é um Terreiro do Paºo com quase as mesmas pessoas que estiveram na manif da CGTP… Só com muita boa vontade poderei acreditar no que se passa no mundo virtual da corte lisboeta.
    .
    .
    Eu apenas registo que a imprensa, que está a caminho da falência na maioria dos casos, está mesmo activa e convencida que evitarão a sua própria crise com o fim da dita austeridade. O que mostra que esta gente nem se apercebe que a falência da imprensa não se justifica apenas com a crise geral do país, mas um mau produto que não agrada aos seus potenciais clientes. E sou frio o suficiente para pecerber que a corte lisboeta ainda não percebeu que o seu empocrecimento não é recente e que a sua crise durará aí uns vinte anos. Ou mais. Porquê? Porque não compreendem que o país não poderá financiar as parasitagens lisboetas nos próximos anos. E, portanto, se a corte lisboeta não mudar de ideias e não compreender que têm que mudar de vida, andarão mais de vinte a lamnetar-se, pelas ruas de Lisboa, enquanto o resto do país se está a cagar para esta corte parasita.

    Gostar

  38. 2 Março, 2013 21:58

    anti,
    esqueci-me disto : em 1995 ensinaram-me (quis aprender por curiosidade) a medir “ajuntamentos” de pessoas em diversificados locais. As conclusões não têm sido “virtuais”…

    Gostar

  39. Expatriado permalink
    2 Março, 2013 22:00

    Ha’ por aqui quem diga que os que “enchiam o Rossio e as ruas que vao dar ao Terreiro do Paço” nao chegaram la’, va’-se la’ saber porque, e por isso haviam aqueles espaços cheios de NADA.
    .
    Pois eu digo que a manif(esta), em termos nacionais, teve 10.500.000 apoiantes. So’ que…… 10.000.000 esqueceram-se de ir.
    .
    Pois……

    Gostar

  40. 2 Março, 2013 22:02

    jmf,
    Metes dó, escamotear um movimentos desta envergadura, não é falta de poder de analise é CEGUEIRA.

    Gostar

  41. anti-comuna permalink
    2 Março, 2013 22:02

    Caro MJRB, tem que me ensinar então. Eu registo o fiasco. Quer Vc. goste ou não.
    .
    .
    Eu que achava que estev governo estava meio morto, afinal penso que vai durar até ao fim e até ganha as autárquicas.
    .
    .
    O dia de hoje vem provar que a corte lisboeta vive no seu mundo virtual e só olha para o seu umbigo. Estão convencidos que tiveram manifes de sucesso, mas não são frios para perceberem que hoje foi uma vitória política para o governo.
    .
    .
    Até eu, que dava este governo como morto, politicamente, desde Setembro, acabo por mudar de ideias e acabo por consluir que estão aí para lavar e durar.

    Gostar

  42. 2 Março, 2013 22:03

    anti,
    mesmo para terminar por hoje, que já estão à minha espera : as manifs hoje ocorridas, se tivessem sido contra um governo por exemplo do P”S”, seriam para si, para JMFernandes, para HMatos e não só, um estrondoso sucesso… E os jornalistas, imparciais.

    Gostar

  43. anti-comuna permalink
    2 Março, 2013 22:05

    Bom jantar caro MJRB.
    .
    .
    Seja frio e ponha os olhos nesta imagem:
    .
    http://cdn.controlinveste.pt/storage/DN/2013/big/ng2413628.JPG?type=big&pos=0
    .
    .
    Um fiasco, por muitas métricas que se invente.
    .
    .
    Vá, divirta-se e jante bem.

    Gostar

  44. 2 Março, 2013 22:05

    anti,
    OK !, e vai outra para o tranquilizar : os manifestantes no Porto, em Braga, em Coimbra, em Aveiro para cima, foram excursionistas da “corte lisboeta”…

    Gostar

  45. jojoratazana permalink
    2 Março, 2013 22:09

    500 agentes à paisana impediram que a manifestação desagua-se normalmente na Praça do Comercio.
    Ás 18.3o a cauda da manifestação encontrava-se no Rossio.
    Impedida por uma barreira humana que não se movia.
    Eu estive lá só para presenciar esta operação.
    Que tinha apenas um propósito não permitir o chagada da manifestação na sua totalidade.
    As imagens transmitidas via aérea mostram bem o que afirmo.
    Só que o agente JMF prefere escolher apenas aquelas, que pode manipular a seu belo prazer.
    Já agora não quer tornar obrigatório o uso de bilhetes de controle, a todos os que participam em manifestações.

    Gostar

  46. Expatriado permalink
    2 Março, 2013 22:10

    Olhando uma vez mais para as fotos acima, as das 19.00, tiradas 30 minutos depois da cantarolada da Gondola Vira Morena, “revelam” que o pessoal saiu da praça na brasa.
    .
    Terao ido para o estadio de Alvalade ver a bola?

    Gostar

  47. neotonton permalink
    2 Março, 2013 22:11

    A mim que quer lhes diga. Que a familia (da parte holandesa )do Cruiff esteia entrando também nesta dinámica de recortes da para pensar e para ter esperança. Sentir a solidaridade e a fraternidade europea. Verdade. Os PIGS estavamos tao isolados, esquencidos, descarriladosm afundados e sobre tudo, sobre tudo, desamados por esse mundo insolidario do s Prots…

    Gostar

  48. Expatriado permalink
    2 Março, 2013 22:15

    Eu disse ali em cima
    “Ha’ por aqui quem diga que os que “enchiam o Rossio e as ruas que vao dar ao Terreiro do Paço” nao chegaram la’, va’-se la’ saber porque, e por isso haviam aqueles espaços cheios de NADA.”
    .
    E depois apareceu um marciano a dizer
    “500 agentes à paisana impediram que a manifestação desagua-se normalmente na Praça do Comercio.”
    .
    Descobri que para alem de Expatriado tambem sou “Bruxo”…….

    Gostar

  49. neotonton permalink
    2 Março, 2013 22:15

    Ou será mais esso do d o mal de muitos…Vou averiguar.

    Gostar

  50. rui dias permalink
    2 Março, 2013 22:17

    Ó Zé: há quem acredite que houve escutas a Belém. Lembras-te? Sempre quero ver se tens coragem para publicar este comentário. Perdeste a credibilidade

    Gostar

  51. @!@ permalink
    2 Março, 2013 22:23

    Pela fotografia acho que são angolanos a rezar por Soares, ou são curiosos a quererem dar uma olhada no meteorito, ou então estão á espera de vez para tomarem o elevador da escala social ou viajarem ao centro da terra.

    Gostar

  52. JCardoso permalink
    2 Março, 2013 22:24

    Daqui dá bem para ver que eram mais de 500 mil e a cair já para o milhão, não fosse estar ali já o rio.
    http://www.dn.pt/storage/DN/2013/big/ng2414093.jpg?type=big&pos=0

    Gostar

  53. anti-comuna permalink
    2 Março, 2013 22:26

    O país real:
    .
    .
    “A cidade onde Pedro Passos Coelho tem raízes, Vila Real de Trás-os-Montes, presenteou o primeiro-ministro com uma manifestação de 1500 pessoas, segundo a PSP. O governante foi vaiado e convidado a emigrar, seguindo o conselho que deu aos jovens. ”
    .
    Ler mais: http://expresso.sapo.pt/ouve-se-a-grandola-de-tras-os-montes-ao-algarve=f790876#ixzz2MQKdjOES – See more at: http://expresso.sapo.pt/ouve-se-a-grandola-de-tras-os-montes-ao-algarve=f790876#sthash.2Y9EGLg8.dpuf
    .
    .
    1500 pessoas, numa capital de Distrito. E ainda acham que o protesto foi um sucesso, não apenas na corte lisboeta, como pelo resto do país. ehehheheh
    .
    .
    Outra capital de distrito:
    .
    “Cerca de 700 pessoas concentraram-se diante da Câmara Municipal de Castelo Branco para participarem na manifestação “Que se lixe a ‘troika’, o povo é quem mais ordena”. Empunhavam cartazes com críticas ao Governo e cantavam a “Grândola, vila morena” de Zeca Afonso.”
    .
    Ler mais: http://expresso.sapo.pt/ouve-se-a-grandola-de-tras-os-montes-ao-algarve=f790876#ixzz2MQKtC5yb – See more at: http://expresso.sapo.pt/ouve-se-a-grandola-de-tras-os-montes-ao-algarve=f790876#sthash.2Y9EGLg8.dpuf
    .
    .
    “Também na Covilhã centenas de manifestantes reuniram-se diante da autarquia local. ”
    .
    .
    “oEm Viseu o contigente inicial da manifestação era de 600 pessoas. “FMI fora daqui” e “A rua é nossa” eram as suas palavras de ordem. ”
    .
    .
    “.Na Guarda a adesão foi ligeiramente menor – 200 pessoas. Zeca Afonso voltou a estar presente, através não só da omnipresente “Grândola” como do mote “Eles comem tudo”, da canção “Os vampiros”. ”
    .
    .
    “Em Setúbal, três a quatro mil pessoas concentraram-se no Largo José Afonso – o autor da canção mais ouvida do dia – e desfilaram pela Avenida Luísa Todi até à Praça do Bocage.”
    .
    .
    “No centro histórico de Évora juntaram-se cerca de 500 pessoas contra as medidas de austeridade”
    .
    .
    “Mais a Sul, na capital algarvia, mil pessoas juntaram-se na Praça do Carmo, pelas 16h20, munidas de faixas e cartazes. ”
    .
    .
    “Não muito longe, em Portimão, o protesto reuniu mil pessoas diante da Câmara Municipal. ”
    .
    .
    E dou de barato que estes números sejam os reais e não empolados pelo jornaleirismo militante.
    .
    .
    Eu no lugar do Passos, abria uma garrafa de champanhe. ahhahahahhahah

    Gostar

  54. Aníbal permalink
    2 Março, 2013 22:30

    Por acaso não tem fotos da rua Augusta e da rua do Ouro à hora do final da manif, não? Quanto começou a dispersão no T. Paço, às 18h30, ainda havia gente no Rossio. Bastava ter visto TV para o perceber. Mas, claro, isso estragava esta “contabilidade” e a fotografia, não era?

    Gostar

  55. Expatriado permalink
    2 Março, 2013 22:37

    anti-comuna citou:
    .
    “Mais a Sul, na capital algarvia, mil pessoas juntaram-se na Praça do Carmo, pelas 16h20, munidas de faixas e cartazes. ”
    .
    Vi numa das tvs (a RTP ou a SIC) que tinham sido “20.000”……
    .
    Contas marcianas, claro……

    Gostar

  56. anti-comuna permalink
    2 Março, 2013 22:45

    “Vi numa das tvs (a RTP ou a SIC) que tinham sido “20.000″……”
    .
    .
    A sério? Por isso o MJRB estava eufórico. ehehehehheh
    .
    .
    A imprensa tuga, quantos menos leitores e menos receitas, mais esquerdista fica. Mas depois eu pergunto. Será que acham que ao tornarem-se activos na promoção de ideias esquerditas iria-os tirar da crise? Não.
    .
    .
    Mas também é interessante ver a imprensa a perder vendas e a apostar ainda mais, mas com radicalidade, nos métodos que os levam à falência. eheheeheh Isto é que é de bradar aos céus. Então o produto que vendem não presta, jornalismo de causas e esquerdista, e ainda apostam mais nas mesmas causas que os levam à falência?
    .
    .
    Nos próximos cinco anos, quase que aposto, metdade dos jornais fecharão as portas (a menos que o Estado os financie) e mesmo as televisões generalistas só sobreviverão com um grande corte de custos. Porque, a imprensa portuguesa em vez de analisar friamente o que lhes leva á falência, entram em delirio e tornam-se activistas políticos.
    .
    .
    O grande erro deste governo foi não ter fechado a RTP logo no inicio ou a ter vendido. Porque, metade das campanhas negativas contra ele devem-se ao facto de manter a RTP na esfera do Estado.
    .
    .
    E nos próximos 20 anos, está-se mesmo a ver, Lisboa vai parecer Detroit. ehhehehehehe

    Gostar

  57. anti-comuna permalink
    2 Março, 2013 22:53

    Eis a razão porque a corte lisboeta anda pelas ruas a pedir mais parasitagem:
    .
    http://oinsurgente.org/2013/02/28/vendas-nas-bancas-dos-jornais-portugueses-em-2012/
    .
    .
    Ora bem, para se ler o Avante ainda temos que pagar?

    Gostar

  58. JCardoso permalink
    2 Março, 2013 22:57

    Quem acompanhou os directos das televisões e quem viu as imagens captadas pelos helicópteros viu muito bem que no auge da manifestação do Terreiro do Paço estava meio cheia, é só ver os vídeos das respectivas televisões. E das imagens captadas por helicóptero, algumas da rua que dava para o Terreiro do Paço da manifestação, aquilo ia bem folgado, quase parecia uma fila indiana vista de cima, o Público também tinha uma imagem captada de cima junto ao elevador de Santa Justa que dava para ver melhor como ia folgado o desfile.
    A certa altura notou-se que havia um adjunto maior à entrada do Terreiro do Paço e ninguém andava para dentro da praça quando havia lá meia-praça para alugar.
    Alguém aqui disse que houve 500 agentes à paisana, estas contagens certinhas são um fartote e identificam-nos mesmo à paisana, que não deixou passar mais ninguém para dentro do Terreiro do Paço. Como se os agentes precisassem de andar à paisana e como se os agentes também eles não participassem em manifestações promovidas pela ASPP.
    A versão que não querem dar e que toda a cartilha sindical da CGTP sabe, é que a determinada altura faz-se parar a manifestação, por isso era natural estarem à paisana, para darem a entender que a Praça do Comércio já encheu, imagens captadas do palco dão sempre essa ilusão e ainda há um mar de gente a chegar ao Terreiro do Paço. É sempre esse o guião dos guionistas da CGTP. Só que, os helicópteros dão cabo disto tudo. Não existissem imagens de helicóptero e a esta hora todos jurariam a pés juntos que o Terreiro do Paço estava cheio que nem um ovo. Como tal não aconteceu, agora discute-se das horas a que se referem as fotos ou que houve 500 agentes à paisana que não deixaram entrar mais ninguém para o Terreiro do Paço.
    A manifestação foi metade da outra e só quem quiser estar a enganar-se a si mesmo é que diz o contrário e nas outras cidades foi igual e a prova é que da outra vez em muitas cidades mais pequenas houve desfile e em muitas delas desta vez nem desfile houve, apenas concentração, mas perante tão poucos, optou-se por nem sequer desfilar.

    Gostar

  59. JCardoso permalink
    2 Março, 2013 23:00

    Perante os dados, a corte do JN é que tem mais que se preocupar. Estão em queda vertiginosa. A corte do Joaquim Oliveira como é que sustenta estes três jornais, todos em queda acentuada?

    Gostar

  60. 2 Março, 2013 23:02

    Anti-Comuna, e o governo não fará por acaso parte dessa corta lisboeta? Ou o pais mudou de capital?

    Gostar

  61. 2 Março, 2013 23:06

    Com a ida do jornalista Licínio Lima para a Direcção-Geral de Reinserção e Serviços Prisionais, elevam-se para 10 – convém repetir este número: dez – os jornalistas que transitaram da redacção do Diário de Notícias para cargos de nomeação directa do Governo de Pedro Passos Coelho. Por ordem alfabética: Carla Aguiar é assessora do ministro da Administração Interna, Eva Cabral é assessora do primeiro-ministro, Francisco Almeida Leite é vogal da administração do Instituto Camões, João Baptista é assessor do ministro da Economia, Licínio Lima foi nomeado para director-geral adjunto de Reinserção, Luís Naves é assessor de Miguel Relvas, Maria de Lurdes Vale é administradora do Turismo de Portugal, Paula Cordeiro é assessora do ministro das Finanças, Pedro Correia é assessor de Miguel Relvas e Rudolfo Rebelo é assessor de Pedro Passos Coelho. Espero não me estar a esquecer de ninguém.

    (…)

    Enquanto os portugueses são espremidos de segunda a domingo, e Pedro Passos Coelho utiliza discursos comoventes sobre a necessidade de modificar a mentalidade da pátria, o que se vê nas estruturas do Estado é o mesmo de sempre – ou até um bocadinho pior, porque saltarem dez jornalistas de uma única redacção deve ser algo inédito na história da democracia portuguesa. Pela boca morre o peixe, e pela boca há-de morrer este Governo, que é incapaz de manter a elevação ética necessária para impor os níveis gigantescos de sacrifícios que os portugueses estão a suportar. Promulgam-se novas leis laborais, exige-se a perda de velhos hábitos, tudo se quer flexibilizar, mas o círculo dos protegidos, esse continua ao abrigo de todas as tempestades.’”

    Tem razão anti-comuna, o pais real esforça-se e trabalha, já a corte lisboeta formada por passos coelho e relvas contratam assesores amigos e vão passar passagens de ano no copacaban palace!

    Gostar

  62. 2 Março, 2013 23:11

    Estou a ver anti-comuna que se reconciliou com os insurgentes.Agora já não são maluquinhos liberais?

    Gostar

  63. orabolas permalink
    2 Março, 2013 23:11

    Enquanto os jornalistas estiverem convencidos que são comentadores e não repórteres nada feito. Por mim há muito que deixei de ler jornais (nem sequer me passa comprá-los); e telejornias pouco. Já não há pachorra para tantos “formadores” de opinião. Muitas vezes putos imberbes que já se julgam com direito a cagar sentença só por term um micro na mão. O relato desta manif parece um daqueles relatos de futebol, em que estamos a ver um jogo sorna na tv, e na rádio o locutor faz daquilo uma joga e pêras.
    finalmente, gostei particularmente da juventude na maif, confirmando estudos recentes:
    http://revistaepoca.globo.com/vida/noticia/2012/11/os-50-sao-os-novos-30.html
    Como me sinto rejuvenescer (tirando o reumático…).

    Gostar

  64. anti-comuna permalink
    2 Março, 2013 23:12

    “Perante os dados, a corte do JN é que tem mais que se preocupar. Estão em queda vertiginosa. A corte do Joaquim Oliveira como é que sustenta estes três jornais, todos em queda acentuada?”
    .
    .
    Não faço a minima ideia. Mas também, ao ver-se o Jornal de Noticias a parecer-se cada vez mais ao Público, que antes com o seu antigo Director já reslava para a propaganda política activa, agora mais parece um pasquim do BE, eu fico impressionado com o colapso deste jornal. Este jornal do Porto e do Norte já foi o que mais tiragem paga teve. Mas quando mudaram para Lisboa os centros estratégicos, deram cabo do jornal. E este jornal, que antes tinha um cunho partciular nortenho, hoje mais parece o mesmo enlatado feito em Lisboa.
    .
    .
    O problema da imprensa portuguesa não é apenas a crise conjuntural que lhe retira as vendas. É mesmo estrutural. O país nãos e revê na imprensa da corte lisboea. E por isso as vendas caem cada vez mais, pois a juntar-se à crise estrutural vei-o juntar-se a conjuntural.
    .
    .
    O Jornal de Noticias é mesmo o exemplo de um jornal que colapsa porque quise ser “nacional”, esqueceu as suas raízes, começou a parecer-se com os restantes jornais “nacionais”, que são apenas lisboetas. Que vivem para o seu umbigo.
    .
    .
    Mas isto tem o seu lado positivo. Abre espaço para que outro tipo de jornais surjam, com outro tipo de jornalismo e outro tipo de ideologias.

    Gostar

  65. 2 Março, 2013 23:15

    Independente dos numeros anti, há uma questão.Na televisão mostrava a rua do ouro, que conduz ao terreiro do paço, completamente atafulhada de pessoas, que iam para o terreiro do paço.Se assim foi, é porque a praça esgotou a sua capacidade

    Gostar

  66. anti-comuna permalink
    2 Março, 2013 23:20

    “Enquanto os jornalistas estiverem convencidos que são comentadores e não repórteres nada feito. ”
    .
    .
    Concordo totalmente consigo. Os leitores querem reportagens isentas dos acontecimentos, não lavagens ao cérebro. E o jornalismo esqceue-se que dependem dos seus clientes. Não dos seus partidos políticos.
    .
    .
    O leitor é que tem que se esforçar para formar a sua opinião, não precisa de “educadores do povo”. E desde que esta nova geração de jornaleiros começou a pensar que tinha uma especial missão na sociedade, que deram cabo dos seus produtos.
    .
    .
    Mas as crises são boas para fazer nascer outras coisas, muitas vezes melhores que as anteriores.

    Gostar

  67. anti-comuna permalink
    2 Março, 2013 23:27

    Lisboa e arredores, se não se esforçam a sério para comprender a crise longa que vão sofrer, poderão mais tarde parecer-se a Detroit:
    .
    http://theeconomiccollapseblog.com/archives/bankrupt-decaying-and-nearly-dead-24-facts-about-the-city-of-detroit-that-will-shock-you
    .
    .
    Lisboa é muito semelhante ao caso de Detroit. Uma cidade que teve um apogeu mas que inexoravelmente entrará em decadência, se não encontra novas formas de encontrar actividades económicas “reais”, sem parasitarem o resto do país.
    .
    .
    Lisboa precisa de encontrar actividades económicas que se sustentem a si mesmo, sem dependenrem tanto do poder político e do Estado, que por sua vez depena o resto do país. Se não encontrar novas actividades económicas, em que criem riqueza nos Bens e Serviços Transacionáveis, Lisboa e arredores vão sofrer uma longa e dolorosa crise. Porque, com a nova realidade económica internacional e até mesmo nacional, Lisboa não se safa a parasitar o resto do país.
    .
    .
    A corte lisboeta que se ponha a pau e olhe o exemplo de Detroit. Se não mudar de mentalidades e de vida, vai cair no mesmo tipo de crise que padece Detroit.

    Gostar

  68. Duarte permalink
    2 Março, 2013 23:27

    Ver o JMF fazer estas figuras (que sao correntes) tentando manipular desastradamente os factos significa que o desgaste desta camarilha é maior hoje e caminha decididamente para a sua dissolução.

    A participação cada vez mais abrangente de todas as camadas populares , o caracter mais politizado e consequente das palavras de ordem, a contestação das políticas do governo e da troika, a exigência da demissão significam claramente que a luta se vai intensificar e que este camarilha tem os dias contados.

    O povo português esta no bom caminho

    Gostar

  69. orabolas permalink
    2 Março, 2013 23:32

    O caso que refere do JN (já nem falo do DN), aplica-se também aos canais televisivos, e aí a asneira ainda é mais gritante, porque o locutor pretende passar uma ideia diferente do que os olhos estão a ver… é irreal. Por vezes até penso que não seja por mal; é apenas ignorância e falta de sentido critico. uns banhitos de moderação faiam bem a esta gente.

    Gostar

  70. 2 Março, 2013 23:40

    anti-comuna,
    o seu comentário surgido às 22:45 não o dignifica, a si, enviesa propositadamente a nossa troca de opiniões e significa que se socorre de todas as migalhas para encher um (seu) argumentário irreal.
    É que eu não escrevi nem me socorri da opinião de alguém, isto : “vi numa das tv’s (a RTP ou a SIC) que tinham sido “20.000”.
    ————————————-
    Não tinha intenção de lhe transmitir isto, mas lá vai para encerrar o caso e para, desta vez o intranquilizar e simultâneamente ajudá-lo a reconsiderar : em Lisboa, estiveram desde as 15:20 até às 18:20,25 (Avenida da Liberdade, Restauradores, Rossio + Praça do Rossio atravessada, Rua do Ouro, Rua Augusta e perpendiculares igualmente atravessadas, e até ao palco no Terreiro do Paço), cerca de 510 mil pessoas !
    Registe, se quiser : cerca de 510 mil tugas contra este governo !
    (Mas, porque para si, no Porto, Coimbra, Braga, estiveram “1000 se tanto, em cada uma destas cidades”…nada a fazer, excepto desejar-lhe boa noite após uma sua noite reinadia).
    ————————————-
    Aos apoiantes deste governo, desta governação, aos teóricos que suportam este desaire económico, social e cultural, incomoda-os ver nas manifs pessoas “bem vestidas”, “com bom aspecto”, muitos idosos, que se entrevistados ou em silêncio transmitem senso, sofrimento, cultura, civismo. Queriam só a “escardalhada” para poderem zurzir… — azar do carago !

    Gostar

  71. 2 Março, 2013 23:44

    Duarte,
    atente nisto s.f.f. : “esta camarilha” não tem os dias contados, porque Cavaco Silva e sobretudo a troyka(!!) não permitem a queda do governo.
    (Talvez um dia lhe explique porquê e como).

    Gostar

  72. tric permalink
    2 Março, 2013 23:46

    Gostar

  73. 1berto permalink
    2 Março, 2013 23:50

    Falando a sério: apenas estiveram na manif 8 pessoas. Eu, a minha avó Urzelina e o seu cão Bobby (também é uma pessoa), o guarda-nocturno da minha rua, a minha mulher a dias que é brazuca, o arruamador de carros lá do bairro, e o anti-comuna mais o jmf que estiveram muito entretidos a contar os manifestantes. Infelizmente só contaram 3 porque daí para a frente é preciso puxar mais pela cabeça. A propósito, gostaria de saber se o anti-comuna ainda comunga das mesmas opiniões sobre o Gasparov. Quanto ao jmf aconselho tratamento hospitalar com urgência.

    Gostar

  74. tric permalink
    2 Março, 2013 23:51

    Gostar

  75. 2 Março, 2013 23:52

    Ó anti-comuna. Olhe que só polícias à paisana eram quinhentos. Dados do MAI.

    Gostar

  76. javitudo permalink
    2 Março, 2013 23:57

    MJRB, tem razão em muitas das críticas que faz a este governo, quanto a esta manif esqueça. Respeito naturalmente o desapontamento, a frustração mesmo a irritação de muitos inocentes que lá estavam.
    Mais nada. Não vão a lado nenhum, sabe muito bem isso. Ninguém lhes oferece alternativa válida.
    Eles, você e eu e tantos outros somos os verdadeiros responsáveis de termos chegado à situação atual.
    Imagine um curto comunicado da troika nos dias que se seguem:
    “Dear portuguese felolows, we are glad to announce we are leaving for good!”, “Hold on to your asses!”.
    Nas semanas seguintes, a situação resolvia-se, com a maioria dos manifestantes a gostar de ficar em casa.
    Há limites para a inocência.
    “Livra-te, como a gazela da mão do caçador, e como a ave da mão do passarinheiro”.

    Gostar

  77. anti-comuna permalink
    2 Março, 2013 23:58

    “Registe, se quiser : cerca de 510 mil tugas contra este governo !”
    .
    .
    Pensei que eram mais. eheheheheh
    .
    .
    Vc. continua a enganar-se a si mesmo. Eu acho que o teste imediato, as Autárquicas, lhe vão mostrrar uma coisa. Há um país silencioso e um país que chora a mama que lha tiram. E aí, o meu amigo, vai aperceber-se que serão precisos muitos anos, até que em Lisboa se comece e viver como há até cinco anos atrás se vivia.
    .
    .
    Atente bem ao que lhe digo. Pois não é a primeira vez que o digo aqui. Com a nova realidade económica nacional e internacional, derivada do credit crunch, Lisboa passará uma crise longa, vinte anos ou mais, se as suas populações não mudarem de mentalidades. Os dias de mamar à custa do resto do país acabaram. A bem ou mal, disto podem ter a certeza os que vivem na corte lisboeta.
    .
    .
    Ninguém neste mundo vai dar a Lisboa aquilo que cabe a ela criar: a riqueza. E esta riqueza cria-se a trabalhar e não a protestar ou viver alapado ás tetas do Estado. As actividades económicas em Lisboa estão em forte contracção e o nível de vida em Lisboa vai cair ainda mais. A menos que as cortes lisboetas se adapatem às novas realidades económicas.
    .
    .
    O caso emblemático da antiga empresa portuguesa Cimpor é um bom exemplo. Desde que esta empresa perdeu o seu centro estratégico que viu empregos perder, tachos e até capacidade produtiva. Porquê? O centro de decisão mudou-se para o Brasil e até os quadros superiores foram trocados por brasileiros. O mesmo sucederá a muitas empresas do regime, agora em forte crise. Empresas como a Brisa, por exemplo. Que vivendo de rendas económicas, agora vêm enormes perdas económicas e empregos, a maioria deles em Lisboa.
    .
    .
    A nova realidade económica mostra uma rejuvenescimento de empresas e grupos empresariais fora de Lisboa. Empresas como o Grupo Rar são exemplo de um novo tipo de elites económicas que estão a surgir. E a emergir. E estas elites estão fora de Lisboa. São ampresas que dependem mais da sua capacidade de gerar riqueza trabalhando para o mercado e não para os seus amigos no poder político.
    .
    .
    Grupos como a Impresa, Media Capital, Cofina, Controlinvest, etc. terão mesmo que emagrecer e dedicar-se mais a actividades económicas ditas “reais”. E as actividades que manterem terão que se reformular e ligar-se mais ao país, fora da corte lisboeta, onde é onde emergerá um novo poder económico.
    .
    .
    A corte lisboeta ainda não percebeu que a sua crise é estrutural e não conjuntural. E podem protestar nas ruas à vontade, mas ninguém lhes vai pagar as mordomias e actividades económicas parasitas. O resto do país não suportará por mais tempo, esta parasitagem da corte lisboeta.

    Gostar

  78. tric permalink
    2 Março, 2013 23:59

    à caça das ratazanas de esgoto israelitas-sauditas-turcos….ousarem atacar a cristandade no Médio-Oriente!! só de pensar que Portugal apoia os canídeos dos israelitas-sauditas-turcos na destruição da Cristandade no Médio-Oriente, tudo por causa de umas moedas…que Judearia se tornou estes país!!!! VIVA A CRISTANDADE SIRIA!!! Israelitas, turcos e sauditas…que vaiam para…que povos tão…canídeos…
    .

    Gostar

  79. anti-comuna permalink
    2 Março, 2013 23:59

    “A propósito, gostaria de saber se o anti-comuna ainda comunga das mesmas opiniões sobre o Gasparov.”
    .
    .
    Comungo sim senhor. Pena não ser mais duro. É apenas o que eu lamento.

    Gostar

  80. Dóris Graça-Dias permalink
    3 Março, 2013 00:00

    A manipulação é a realidade dos fracos; a certeza dos cobardes; o ámen dos ignorantes. As fotos apresentadas de uma e outra manifs mostram perspectivas diferentes, o que não permite comparações – o que não retira de modo algum expressão à manif da CGTP. Bastava que tivessem levantado o cu dos cadeirões ou cadeiras ou bancos ou… e irem ver com os vossos olhos. O Terreiro do Paço esteve a receber constantemente pessoas durante mais de três horas. Houve um pico de presenças na Praça a que se seguiu a partida de muitos, mas continuavam a chegar outros à Praça. Descia-se pela rua do Ouro e subiam muitos pela Augusta e pela da Prata. Qualquer pessoa que participado decerto confirmará alegremente esta verdade.

    Gostar

  81. Euro2cent permalink
    3 Março, 2013 00:01

    > Metes dó, escamotear um movimentos desta envergadura

    Oh, pois, quando foi a visita do Papa estava um *tudo-nada-poucochinho* mais cheio – na base de ser dificil entrar na praça – e fartaram-se falar nisso.

    Oh, espera aí, não, não ligaram ao caso, e evitaram números e fotografias. Pois é, “Metes dó, escamotear um movimento desta envergadura.”

    Gostar

  82. anonimo permalink
    3 Março, 2013 00:02

    Gasparov e Passos não são da corte lisboeta oh Anti??

    Gostar

  83. Portela Menos 1 permalink
    3 Março, 2013 00:02

    se jmf e a tralha estão preocupados com o número de manifestantes é porque estão incomodados e não é caso para menos.
    proposta:
    porque não faz a tralha direitista uma manif de apoio a este governo?

    Gostar

  84. anti-comuna permalink
    3 Março, 2013 00:06

    Agora é que o MJRB disse tudo:
    .
    .
    “atente nisto s.f.f. : “esta camarilha” não tem os dias contados, porque Cavaco Silva e sobretudo a troyka(!!) não permitem a queda do governo.”
    .
    .
    Os ingleses têm um ditado, mais ou menos, que é assim:
    .
    “Aquele que paga ao músico é que escolhe a música.” [Original: He who pays the piper calls the tune.”
    .
    .
    E Vc. acaba por reconher a verdade. O governo, por muito mau que o seja, nunca poderá cair, porque é ele que agrada a quem paga os salários e as pensões estatais portuguesas.
    .
    .
    Mas não nos esqueçamos, que daqui a uns anos, é bom que em Lisboa se lembrem disso, nas suas relações com o resto do país.

    Gostar

  85. anti-comuna permalink
    3 Março, 2013 00:07

    “Gasparov e Passos não são da corte lisboeta oh Anti??”
    .
    .
    O Passo deve ser, o Gasparov não. É um Alfacinha dos meus. eheheheheh

    Gostar

  86. Portela Menos 1 permalink
    3 Março, 2013 00:09

    manifestante respondendo a uma pergunta, tipo, “porque está aqui?”
    Resposta: para derrubar este governo e o do PS que vem a seguir !

    Gostar

  87. anti-comuna permalink
    3 Março, 2013 00:10

    “manifestante respondendo a uma pergunta, tipo, “porque está aqui?”
    Resposta: para derrubar este governo e o do PS que vem a seguir !”
    .
    .
    Um anarquista? ahahahahahah

    Gostar

  88. Expatriado permalink
    3 Março, 2013 00:15

    anti-comuna disse
    “Porque, a imprensa portuguesa em vez de analisar friamente o que lhes leva á falência, entram em delirio e tornam-se activistas políticos.”
    .
    Nao sao nada mais nada menos que o resultado da “enformaçao” que tiveram no curriculo do “ensino oficial” nas ultimas quase duas geraçoes. Os marcianos nao brincam em serviço….. e estao a colher os “frutos” da sua sementeira.
    .
    Mais uma vez aqui deixo a historia dos marcianos, a partir do heroi do Barreirinhas, ate’ a’ queda do muro.
    Sao 82 videos que valem a pena ver e….. pensar e fazer um paralelo com muito do que se ja’ tentou, e esta’ a tentar, fazer em Portugal.
    .

    Gostar

  89. Portela Menos 1 permalink
    3 Março, 2013 00:19

    comunicado do SNI após a manif: reina a calma em todo o país.

    Gostar

  90. antonio miguel permalink
    3 Março, 2013 00:27

    A manifestação em lisboa não estava toda no Terreiro do Paço, estava nas ruas do ouro, da prata, na av liberdade.
    Por fim… andar a perder-se em contabilidades é não ter percebido nada do que está a acontecer.
    no dia das eleições o povo responderá, à altura no terreiro do paço não se preocupe.

    Gostar

  91. JCardoso permalink
    3 Março, 2013 00:29

    “Mas quando mudaram para Lisboa os centros estratégicos, deram cabo do jornal. E este jornal, que antes tinha um cunho particular nortenho, hoje mais parece o mesmo enlatado feito em Lisboa”
    Mudaram para Lisboa? Não dei conta, nem os jornalistas do Porto do JN deixavam nem a corte do Porto deixava. Se nem a Praça da Alegria queriam deixar sair do Porto iam lá deixar passar o centro estratégico do JN para Lisboa. O centro estratégico do JN continua no Porto, o centro estratégico do Jogo continua no Porto e não é por isso que estão em queda acentuada ou talvez seja por isso. O JN em linha editorial ficou muito parecido com o Público, só que o JN continua regionalista e é muito estranho que combata de forma aberta este governo mas na volta faz campanha descarada por Luís Filipe Menezes, um amigaço do Miguel Relvas. Como o JN cada vez mais se fecha na sua concha regionalista, e nas suas contradições editoriais e como a região do Porto é das que está a sentir mais a crise, Detroit acontecerá muito mais depressa no Porto que em qualquer outra região, o JN que já foi o jornal que mais vendeu em Portugal, nesta altura já só 1/3 do que vende o CM.
    Quanto aos protestos das manifestações de hoje, vamos estar atentos aos sinais de crise nos dias 12 e 13 de Março no Pav. Atlântico. Aí vamos ter um barómetro da verdadeira crise do País. Os bilhetes vão dos 40 e tais euros até aos cento e tal euros.

    Gostar

  92. anti-comuna permalink
    3 Março, 2013 00:44

    “Mudaram para Lisboa? Não dei conta, nem os jornalistas do Porto do JN deixavam nem a corte do Porto deixava. Se nem a Praça da Alegria queriam deixar sair do Porto iam lá deixar passar o centro estratégico do JN para Lisboa. ”
    .
    .
    Mas mudaram. Esse foi o grande erro dos “Oliveirinhas”, agora só um a solo. Que lhe subiu o poder à cabeça, mas que se não muda de estratégia, um dia destes descobre que está falido.
    .
    .
    O Porto já sentiu a parte pior da crise. Mas alguns de lá precisavam de aprender a não se armarem em “novos lisboetas”, como esse Meneses que referiu. eheheheh
    .
    .
    Mas olhe que eu nesta vida já espero tudo. Até o CAA ser candidato à Cámara de Gaia. ahahhahahhaha

    Gostar

  93. Expatriado permalink
    3 Março, 2013 00:44

    http://diariodigital.sapo.pt/news.asp?id_news=618787
    .
    “O protesto em frente à Assembleia da República, organizado pelo movimento «Cerco ao Parlamento», estava, literalmente, «às moscas» pelas 15:00, hora agendada para o início da manifestação.
    .
    A esta hora, encontravam-se frente ao Parlamento menos de uma dezena de pessoas sob o olhar de poucos agentes da polícia.
    .
    A manifestação convocada pelo «Cerco ao Parlamento» decorre no mesmo dia em que o movimento «Que Se Lixe a Troika» convocou um protesto para várias cidades do país e no estrangeiro.
    .
    O protesto organizado pelo «Que Se Lixe a Troika» promete ter maior adesão, com algumas centenas de pessoas já concentradas no Marquês de Pombal, em Lisboa, de onde deverá partir o protesto pelas 16:00, rumo ao Terreiro do Paço.”
    .
    .
    Sendo a noticia de cerca das 15:00 e mencionando esta que “algumas centenas de pessoas ja’ estavam concentradas no Marques de Pombal”, foi um recorde merecedor do Guinness juntar 510.000 no Terreiro do Paço ate’ ao cantarolar do Gondola Vira Morena as 18:30.
    .
    Se isto nao e’ productividade, nada e’!!!!

    Gostar

  94. 3 Março, 2013 00:50

    A verdadeira contabilidade democrática faz-se contagem dos votos. Por enquanto…

    Gostar

  95. anti-comuna permalink
    3 Março, 2013 00:52

    Eu penso que esta noticia reporduz fielmente a decadência das cortes de Lisboa:
    .
    .
    “Ex-presidente do BCP lidera Movimento dos Reformados Indignados
    .
    Filipe Pinhal está reformado pela instituição e foi, durante o processo de saída, acusado de receber uma reforma milionária.
    .
    O ex-presidente do Banco Comercial Português (BCP) Filipe Pinhal vai liderar o Movimento dos Reformados Indignados (MRI), a ser apresentado em Lisboa na próxima terça-feira, anunciou a organização.
    .
    Em comunicado, o novo movimento refere que será presidido por Filipe Pinhal “em conjunto com o SNQTB – Sindicato Nacional dos Quadros e Técnicos Bancários”, representado por Afonso Diz, e vai “tomar posição face à situação de profunda crise social vivida pelo país e aos ataques que o Governo está a fazer aos reformados”.
    .
    O MRI está contra a “famigerada taxa CES [contribuição extraordinária de solidariedade], que constitui um instrumento de espoliação dos reformados e pensionistas”. Esta contribuição especial é obrigatória para pensionistas que recebam acima de 1350 euros, numa percentagem que aumenta à medida que aumenta o valor da pensão.”
    .
    in http://www.publico.pt/sociedade/noticia/expresidente-do-bcp-lidera-movimento-dos-reformados-indignados-1586377
    .
    .
    Este senhor ajudou a destruir uma instituição bancária mas mesmo assim obteve o seu “paraquedas dourado”. E hoje apresta-se para liderar uma associação, igual a milhentas que proliferam pelas cortes de Lisboa, para combater a austeridade.
    .
    .
    Dá-me a impressão que as cortes de Lisboa já perderam a vergonha completa. ehhehehheh
    .
    .
    Esta noticia simboliza a decdência das cortes de Lisboa. Um antigo banqueiro liderará hoje uma associação de “descamisados” ahahhahha E que deve cantar bem alto o Grandola. ehehheheh
    .
    .
    Vou ali vomitar e já venho, até á próxima.

    Gostar

  96. 3 Março, 2013 01:03

    Javitudo,
    Na manifestação em Lisboa, não estavam “inocentes”.

    Gostar

  97. Passos Coelho permalink
    3 Março, 2013 01:05

    Este blog é uma autêntica estrumeira. Só parvalhões de direita a fazer comentários e ingénuos de esquerda a darem-lhes trela.

    Gostar

  98. 3 Março, 2013 01:10

    anti-comuna,
    aceite este meu comentário simpático : eu não queria que Vc. me assessorasse em nada ! Estava a ser simpático ao recomendar-me para abrir uma garrafa de champagne para comemorar o flop das manifs de hoje. E eu, lúcido perante a realidade, de duas uma : mandava pagar-lhe a assessoria (o Estado dá para tudo) ou mais intrangigente, ríspido e desapontado (consigo) pedia-lhe para abandonar o gabinete sem mais conversa e sem soldo.

    Gostar

  99. 3 Março, 2013 01:24

    anti-comuna, 00:06
    Este governo, e friso, este tipo de governação, não agrada. E, para além de ter de cumprir o que está estipulado, assinado, comprometido (também pelo P”S”) , TEM ABUSADO(!!!) das propostas da troyka. OU seja, dá um passo para além do comprimento da perna para ACELERAR serviço — e os tuga que se lixem, “né” ?
    Só que, os tugas que têm massa encefálica (nem todos, nem todos…) mandam às malvas as teorias de economistas, de apparatchiks de governantes, dos comentários de políticos (debutantes ou não) que gerem os seus interesses pesoais, etc, etc…
    Repito : “a coisa” é muito mais séria E EVOLUTIVA (não só em Portugal !…) do que Vc. prevê… Vai estoirar ! -quando e como não sei.

    Gostar

  100. arrebenta permalink
    3 Março, 2013 01:24

    JMF primário em post triste sobre o tamanho da minhoca (a minha é maior que a tua)
    Portuga envergonhado com o que não vê, a não ser no espelho.
    De gentinha reles e medíocre acantonada em quadrilhas – pretensamente partidos políticos – vai estando o povo farto
    Desconfio que com mais algum remédio do actual, esta merda ainda vai acabar mal e não vai sobrar nenhum JMF de mente emparedada para apregoar qual é o verdadeiro tamanho da minhoca

    Gostar

  101. 3 Março, 2013 01:27

    anti-comuna 00:10,
    certamente não “um anarquista” mas uma pessoa lúcida.

    Gostar

  102. 3 Março, 2013 01:30

    Portela o0:19
    JMFernandes, HMatos, anticomuna’s & desesperados, estremecem(dois soluços seguidinhos) ao idealizarem esse comunicado-tipo Secretariado Nacional da Informação…

    Gostar

  103. anti-comuna permalink
    3 Março, 2013 01:32

    Caro MJRB, Vc. já começa a ser paranoico. eheheheh
    .
    .
    Acha mesmo que eu sou pago pelo governo? eheheheheh
    .
    .
    Vc. não se deixe embriagar pela sensação de estar do lado dos “bons”, pois ver ex-banqueiros a liderar associações “civis” para reaver a massa que a obteve após o escândalo financeiro do BCP, mostra mesmo quem ssão os seus herois na batalha.
    .
    .
    É triste que por detrás dos distos protestos estejam interesses economico-financeiros bem escondidos, a começar pelos que dominam a imprensa portuguesa. E esta manif, que Vc. se ufana como gigantesca (mesmo que fossem 500 mil eram poucos, acredite) não passa de uma manobra de pressão de alguns interesses financeiros ocultos e escondidos. Que não querem perder as suas probendas.
    .
    .
    E estes interesses económico-financeiros vão deste a sindicatos que protegem os chorudos salários milionários do funcionalismo público, até a patrões de jornais, que vêm o seu futuro negro. E esperam que os seus problemas financeiros se resolvam com o fim da austeridade. Aliás, desde o inicio que o “caso RTP” foi o maior erro político do governo. Se o governo se tivesse desembaraçado da RTP, hoje, se calhar, não tinha a imprensa a criar uma realidade virtual e a tentar manipular os portugueses. Mas como não se desembaraçou a tempo, a matilha na imprensa tenta criar uma realidade virtual para derrubar o governo e manter as probendas e privilégios.
    .
    .
    Quem saiu á rua? A maioria parasitas e deepndentes do Estado e das probendas públicas. Foram as cortes de Lisboa.
    .
    .
    Se não gosta da minha opinião sincera, é para o lado que durmo melhor. Seja assessor ou não do governo, é a pura das verdades aquilo que me é dado a ver. Movimentos de protesto de gente que vivia e vive agarrada ás tetas do Estado e da política.

    Gostar

  104. Portela Menos 1 permalink
    3 Março, 2013 01:46

    A-C dixit: Quem saiu á rua? A maioria parasitas e deepndentes do Estado e das probendas públicas. Foram as cortes de Lisboa.
    .
    veja lá se deixa de passar pela Smartshop antes de vir comentar 🙂

    Gostar

  105. JOse Silva permalink
    3 Março, 2013 01:49

    Excelente Anti-comuna !

    Porém sou menos optimista. Provavelmente atingimos novamente um ponto de go (to lisbon= da política do stop and go.

    Repare, desde a nacionalização do BPN que entramos em recessão e que as politicas keynesianas socraticas teriam que acabar, cedo ou tarde. Desde então o Norte passou a aproximar-se da média nacional em desempregados e pib per capita. Agora que a BPagamentos e BTC estão equilibradas, que vamos regressar aos mercados, creio que o governo irá relaxar a auteridade e vai avançar novamente com o go. Será um Go novamente para alimentar o crescimento lisboeta. E os TGVs e NAL deste governo já ai estão: O LTM que supostamente é apenas de mercadorias, mas não o será e agora a ideia de passar o porto de Lisboa para a margem sul, que comporta um investimento de 1000 milhões de euros. Isto é, havendo folga o governo vai novamente ser keynesianista no local do costume.

    Os seus comentários a esta tese ?

    Gostar

  106. se_soubesses permalink
    3 Março, 2013 01:51

    sr Sabujo temos pena
    no Porto foi assim http://youtu.be/LzmFPJiH6nA

    Gostar

  107. 3 Março, 2013 01:52

    anti-comuna,
    note duma vez por todas, s.f.f : eu venho ao Blasfémias não para acusar nem denunciar outros comentadores. Surjo aqui, porque assim quero leve-levemente. Noutras ocasiões, se surgirem, serei mais intempestivo e intrangigente também porque apartidário.
    Eu nunca presumi e muito menos concluí que Vc. é “pago” pelo governo. Tem as suas opiniões, das quais discordo ou não.
    O poder político, administrativo, governamental, é phodido para incautos, ignorantes e necessitados. Espero, sinceramente, que Vc. nunca necessite de poder-trafulha e desmesurado e nos continue a deliciar com conclusões concluídas, tragadas num bagacito reconfortante.

    Gostar

  108. anti-comuna permalink
    3 Março, 2013 01:52

    Portela, eu é mais bagacinho.
    .
    .
    Mas vi muitos descamisados e desempregados em Lisboa. Vi gente esfarrapada, que precisa de comer e não tem. Vi muitos pobres e gente sem dinheiro para um Iphone. Foi isso que eu vi. Mas só após uma “seta”, claro.
    .
    .
    A verdade, verdadinha, está expressa na noticia do ex-banqueiro que faz asssociações para manter a sua posição priviligiada. E envolve um sindicato, que é para parecer que é para o bem dos mais desgraçados, claro. Que isto em Lisboa, nas cortes, são todos a favor dos mais desfavorecidos. É ver eles, pobrezinhos, a protestar nas ruas de Lisboa. eheheheheh
    .
    .
    Vou ai vomitar e já venho.

    Gostar

  109. anti-comuna permalink
    3 Março, 2013 01:55

    Caro José Silva, tenho receio que tenha razão, sabe? Eu por vezes até acho que Portugal devia-se manter sob a pata da troika uns valentes de anos, para desratizar Lisboa, de uma vez por todas.
    .
    .
    Oxalá que não esteja certo. Porque se o estiver, é altura dos portugueses do Norte e fora dos menadros das cortes de Lisboa começarem a pensar num país Independente. 😉

    Gostar

  110. Portela Menos 1 permalink
    3 Março, 2013 01:56

    “Vou ai vomitar e já venho.”
    .
    dass, vá vomoiar longe!

    Gostar

  111. Portela Menos 1 permalink
    3 Março, 2013 01:57

    A-C, eu queria dizer… vá “morrer” longe!

    Gostar

  112. 3 Março, 2013 01:58

    Adenda:
    “conclusões-concluídas”, tragadas num bagacito reconfortante.
    Anti,
    pela enésima vez: Vc., hoje está mesmo reinadio perante as manifs…

    Gostar

  113. JOse Silva permalink
    3 Março, 2013 02:01

    Ac, Norte independente, tire o cavalo da chuva. Quem poderia perceber a minha preocupação seriam ilustres Rui Rio, Rui Moreira, Alberto Castro, Freire de Sousa, António Figueiredo e repare esses todos estão do lado dos lisboetas a pedirem crescimento do status quo.

    o importante aqui ~e debater o conceito de stop e go. É que depois de compreendemos este conceito poderemos ter a certeza sobre o futuro imediato de Portugal.

    Vous estar por aqui mais 1 hora. PF procure sobre stop-go policy no google e voltamos a falar daqui a pouco. É que isto já aconteceu na UK dos anos 50 e na america latina nos 90 e em portugal nos últimos 30 (1º, 2º FMI, recessão de 93, 2003 e 3º FMI). Nessas alturas pára o crescimento keynesiano, as contas equilibram-se e seguem -se ciclos de investimento em Lisboa. Estou de facto apreensivo. Os seu comentários mais aprofundados seriam pertinentes.

    Gostar

  114. anti-comuna permalink
    3 Março, 2013 02:05

    Eu conheço o conceito que referiu, caro José Silva. Por isso, este “mega investimento” na Trafaria cheira a mais do mesmo. Ou seja, corrige-se hoje, para depois voltar a parasitar o resto do país, com mais obras megalomanas. Novos aeoroportos, novos portos, pontes, etc. Que a capital do império bem “precisa”.
    .
    .
    Os personagens que refere são candidatos à “corte”, logo não conte com eles. É preciso espalhar entre os mais novos, para que daqui a uns anos, haja a maturidade suficiente para mandra Lisboa parasitar para outro lado.
    .
    .
    Vou-me. Abraço. Mas olhe que eu tenho receio que tenha mesmo razão. Oxalá que não, mas desconfio mesmo que sim. O Norte anda a pagar os erros alheios, essa é a pura das verdades.

    Gostar

  115. 3 Março, 2013 02:06

    anti-comuna,
    o terreno é todo seu para começar ou continuar a idealizar e caboucar “um país Independente” !
    Quer começar por onde ? Por questionar Trás-os-Montes, que “se estão cagando” para o ávido e alucinado proto-centralismo “do Porto” ? Pelo Algarve ? Pelas Beiras ? Pelos Açores ? Pelo (desprezado) Alentejo ? Por Alberto João Jardim ? Por Luís Filipe Menezes-sobre-o-assunto-ainda manso ?

    Gostar

  116. JOse Silva permalink
    3 Março, 2013 02:07

    1960–1979: the Sixties and Seventies
    As these factors coalesced during the 1960s, the slogan used by Prime Minister Harold Macmillan “(most of) our people have never had it so good” seemed increasingly hollow. The Conservative Government presided over a ‘stop-go’ economy as it tried to prevent inflation spiralling out of control without snuffing out economic growth.

    http://en.wikipedia.org/wiki/Economic_history_of_the_United_Kingdom

    Gostar

  117. JOse Silva permalink
    3 Março, 2013 02:09

    olhe o próprio Gaspar já promete investimento:
    http://sol.sapo.pt/inicio/Economia/Interior.aspx?content_id=69081
    Banca trava aposta de Gaspar no investimento

    Eu acho que esta a ficar preto.

    Gostar

  118. 3 Março, 2013 02:23

    Porra !!!
    Sejam lúcidos ou deixem de pensar que outros parvos : As manifs de hoje (ontem) em Lisboa, Porto, Coimbra, Braga, Faro, etc, têm minimamente a ver com as alegadas “cortes de Lisboa” ? Em quê ? E porquê ?
    Compreende-se : atingiram “números” inquitantes para este governo e seus apparatchiks. Daí a tentativa de lateralizar o caso… Ou então, é mesmo produto paranóico, intratável já.
    Tenham calma : o Norte –para mim o magnífico Norte– não é só Porto-cidade e Área Metropolitana, e muito menos uns quantos ideólogos dum regionalismo-fátuo, sobre o qual Braga, Viana, Bragança e não só pensam “olha estes…”. Não estraguem nem perturbem o Norte, não molestem o Porto-cidade, carago !
    Passados poucos aninhos do tal “país Independente” sonhado pelo anti-comuna, estariam de mão estendida a Lisboa ou a Vigo…

    Gostar

  119. anti-comuna permalink
    3 Março, 2013 02:26

    “olhe o próprio Gaspar já promete investimento:”
    .
    .
    Essa noticia não tem nada de especial a meu ver e não é desse investimento que ele, aparentemente deseja. Ou seja, não tem nada a ver com keynesianismo mas “supplyside economics”. O que o Gaspar quer e é desejável que ocorra, é que o investimento privado comece a subir. Investimento esse, não em actividades parasitas mas no aumento da capacidade produtiva em Bens e Serviços Transaccionáveis.
    .
    .
    Repare que o stop-and-go era estimular a procura e a baixar, de acordo com o ciclo económico e a própria inflação. E não tinha muito a ver com o estímulo ao surgimento de actividades produtivas pela via do investimento.
    .
    .
    Idealmente e já está a acontecer na economia portuguesa, imperceptivelmente mas está, é o aumento do investimento que responde á maior procura externa, que por sua vez irá criar o emprego e, mais tarde, aumento do consumo privado. O governo precisa que a banca liberte crédito para o aumento do investimento, mas esta está limitada pelos próprios limites impostos pela Troika, ao endividamento da banca portuguesa.
    .
    .
    O que o governo teria a fazer é incentivar a poupança, para a direccionar para o investimento e para a desalavancagem financeira da economia portuguesa. Estranhamente não o estão a fazer e não compreendo bem o porquê. A única explicação é não querem deprimir mais o conusmo privado, que penaliza a arrecadação das receitas fiscais. É a única razão que eu vejo para não incentivar muito mais a poupança. E até a compra de Dívida Pública por parte das familias.
    .
    .
    Mas mesmo que a banca não abra as torneiras do crédito como o governo desejaria (mas já o está a fazer e fará mais, porque é onde a banca pode ganhar mais dinheiro na cobrança de comissões e melhorar a sua margem bancária), o investimento deverá surgir e até sobre a forma de capitais próprios. Ora, isso seria ainda melhor. Porque as empresas portuguesas ainda estão demasiado dependentes de capitais alheios e aumenta o seu próprio risco.
    .
    .
    Se este governo não cair na tentação dos estímulos artificiais e tiver coragem de cortar ainda mais na despesas do Estado, a economia portuguesa começa a ganhar solidez para eventuais riscos externos, que estão a subir muito. É esperar para ver, caro José Silva. Eu confio mais no Gasparov que em todo o governo junto. eheheheheheh E enquanto ele lá estiver, du o beneficio da dúvida ao governo.

    Gostar

  120. anti-comuna permalink
    3 Março, 2013 02:32

    “Passados poucos aninhos do tal “país Independente” sonhado pelo anti-comuna, estariam de mão estendida a Lisboa ou a Vigo…”
    .
    .
    Vc. deve conhecer mal as próprias contas do resto do país. Já uma vez o LR mostrou que Lisboa é responsável pelo endividamento externo português. E em lisboa há mais funcionários públicos que no Norte e Centro do país combinados. Se o Norte e o Centro se juntassem, não apenas tinham uma solidez económica enorme, como um excedente no seu comércio internacional, que poderia tornar-se na Singapura do Ocidente.
    .
    .
    Veja os números e abra a boca de espanto, com o que se passa no país. Uma Lisboa parasita e completamente dependente do endividamento externo.

    Gostar

  121. 3 Março, 2013 02:36

    anti,
    pergunta ingénua : quantas vezes, uma mais gravosas que outras (para o país, para as pessoas), o Gasparov já se enganou, errou e previu mal ?
    Note : um muito amigo e antigo colega de estudos do Gasparov, mais outros conhecidos do ministro, garantiram-me há cerca de 1 ano, que VGaspar “é tecnicamente competentíssimo”, “intrangigente”, “E SE PPCOELHO NÃO SEGUIR AS SUAS DECISÕES, É TIPO PARA SE DEMITIR”.
    Afinal, tem errado, tem mentido, e tanto ele como PPCoelho continuam…

    Gostar

  122. anti-comuna permalink
    3 Março, 2013 02:45

    “pergunta ingénua : quantas vezes, uma mais gravosas que outras (para o país, para as pessoas), o Gasparov já se enganou, errou e previu mal ?”
    .
    .
    Vc. é um bocado ligeiro nestas coisas. Errar previsões económicas é a coisa mais natural do mundo. Errar com a volatilidade económica actual, ainda mais. Portanto, só mesmo um ignorante em matérias económicas, um novo Batista Silva, poderia usar erros de previsões económicas para atacar a competência de um Ministro das Finanças. Mas em Lisboa, terra das cortes parasitas, usam de tudo para atingir um brilhante Ministro das Finanças. E esta não é apenas a minha opinião, é de muitos outros, por esse mundo fora. E que tomam decisões que influenciam até a capacidade da economia portuguesa se financiar.
    .
    .
    O que se pede a um ministro das Finanças não é que acerta até ás centésimas o crescimento económico. Mas que ajuste o seu Orçamento á medida que vai conhecendo novos dados económicos. E isso ele está a fazer e de um modo brilhante. tanto o é, que o défice Orçamental de 2012 foi de 4,6%, mesmo quando a troika ofereceu um de 5%. O que mostra a habilidade e brilhantismo do Ministro das Finanças português.
    .
    .
    E é o seu brilhantismo e credibilidade conseguida, que já as próprias Agências de Rating indiciam que irão começar a melhorar os seus ratings, desde que a economia portuguesa saia da recessão. E que já haja fundos de investimento, especuladores e até analistas que aconselham a compra da Dívida portuguesa.
    .
    .
    Mas só mesmo em Portugal, em terra de admiradores e citadores de Batistas Silvas, um Ministro das Finanças é avaliado pelas suas… Previsões económicas. Uma estupidez e só mostra a boçalidade dos que usam esta critica para o denegrir. Uma estupidez e mostra o nível dos críticos do Gasparov. Nunca vi no mundo semelhante estupidez como esta. Só mesmo em Portugal.

    Gostar

  123. anti-comuna permalink
    3 Março, 2013 02:49

    E já agora, outra coisa caro MJRB, os erros de previsões do Gasparov foram iguais às das equipas de técnicos do Banco de Portugal, que quase só se dedicam a previsões económicas. Portanto, só mesmo em Portugal se usa este tipo de criticas baixas, iganras e mesmo boçais. Impressionante a ileteratura económica em Portugal. Impressionante. Olham para o farelo quando deviam era de estar de olho na farinha. lol

    Gostar

  124. anti-comuna permalink
    3 Março, 2013 02:53

    Vou dormir que já estou demasiado cansado e já me doem as vistas para escrever. Boa noite! E sonhem com notas a cair em Lisboa, feitas pelos marcianos. Para pagar aos dependentes e parasitas das cortes de Lisboa. aahahhhahahh

    Gostar

  125. JOse Silva permalink
    3 Março, 2013 02:57

    AC, leia mais sobre a estoria da Trafaria e do LTM. Vão afundar milhóes para fazerem esplanadas em Lisboa e permitirem navios de grande pronfundidade atracarem em zonas arenosas. Foi decidio de um momento para o outro, Sines já deixou de ser porta de entrada para a Europa. Passo novamente a ser Lisboa.

    Leia pf: http://interesseseaccao.blogspot.com/2013/02/outro-desabafo.html

    É evidente que o keynesianista Freire de Sousa faz uma figura triste ao queixar-se desta atabalhoada medida para o crescimento de ASPereira. Mais valia ter ficado calado e não ter andado a pedir crescimento.

    Gostar

  126. JOse Silva permalink
    3 Março, 2013 03:01

    AC,

    Para mim o ciclo do stop ao keynesianismo lisboeta que começou com a nacionalização do BPN, já terminou. Vamos iniciar novamente um ciclo go. Estou muito pessimista.

    Gostar

  127. tric permalink
    3 Março, 2013 03:03

    Gostar

  128. 3 Março, 2013 03:04

    anti-comuna,
    há meses, o caro LR teve a gentileza de me esclarecer pessoalmente via e.mail, as diferenças entre as areas metropoltanas de Lisboa e Porto : expoortações, economisa desenvolvida e aplicada anualmente, etc, etc. Porque não sou expert em assuntos mega-económicos e financeiros, remeti para uma amiga mega-economista-e -é mesmo-mega!, as “folhas” de LR, com pedido de opinião. LR estava certo ! O Norte é um enorme motor da economia tuga ! O Sul também é ! O Centro, porque dependente (de vários condicionalismos), está “entalado” mas “ressurgido embora”…(dixit).
    No entanto…”o Norte”, segundo a minha amiga economista (presumo que o anti-comuna a terá já ouvido nas tv’s, obviamente não a identifico aqui) acusa “PARTE” do Norte “ABUSADOR DOS DINHEIROS DO ESTADO, DURANTE MUITOS ANOS” (cito de memória) como co-responsável pelos desvarios e agravamentos que se sabem e sentem…
    E mais não escrevo sobre, por hoje.
    Lisboa não é “parasita”. A Área Metropolitana de Lisboa não é “parasita” nem está “completamente dependente do endividamento externo”. Caro anti, em vez de “olhinhos”, desejo-lhe olhos para ver o país, TODO !, e não só inconsequentes desejos citadinos — se é que todos o portuenses e nortenhos se reveem nessas episódicas, fátuas e excitadas reivindicações…

    Gostar

  129. 3 Março, 2013 03:12

    …E porque sou muito amigo e admirador também do Porto e dos portuenses, do Norte e dos nortenhos, peço-lhes : colem um adesivo na boca de Luís Filipe Menezes à mínima tentativa de o anti-“sulista, liberal e elitista” reivindicar algo para uma “regionalização”… Evitem o riso, a risota, carago !

    Gostar

  130. 3 Março, 2013 03:22

    anti-comuna 02:45,
    eu-cidadão, eu-contribuinte, eu-tuga, não quero(!), não tolero (!!), inquieta-me (!!!), preocupa-me(!!!!) que governantes (assessorados por N pesoas) errem ! E fico azedo quando governantes nos garantem que “estamos no bom caminho” (verborreia de todos os governos…) mas afinal…
    Boa noite também para si
    e até à próxima, que estou só de passagem (em bicos de pés) pela estrumeira.

    Gostar

  131. 3 Março, 2013 03:44

    anti,
    Só mais isto, e garanto-lhe : c. 510.000 ontem em Lisboa ! Do desempregado ao reformado, passando pelo votante no PSD…. Uma tormenta para os indefectíveis apoiantes do desvario, do desumano(!!) comportamento deste governo e –espero– que conduza a uma reflexão honesta e científica em S.Bento e na Gomes Teixeira. Parvinhos de todo, se “abrissem uma garrafa de champagne”…
    Algo tem inevitavelmente de mudar, as pessoas não aguentam nem toleram mais sacrifícios. Aqueles rostos, aqueles silêncios hoje sentidos (como em 12 de Mraço de 2011 ou 15 de Setembro de 2012) de centenas de milhar de manifestante MAIS OS MILHÔES QUE EM CASA ESTÂO SOFRENDO, é muito mais sintomático e ameaçador para o governo, do que a “Grândola”…

    Gostar

  132. Expatriado permalink
    3 Março, 2013 04:43

    Voltando a’s contabilidades….
    .
    Fui ao Google Earth e medi distancias (generosas…) e areas:
    .
    Terreiro do Paço 200×200=40.000m2
    Rua do Ouro 12×536=6.432m2
    Rua Augusta 12×536=6.432m2
    Rua da Prata 12×536=6.432m2
    Rossio 95×200=19.000m2
    Praça da Figueira 104×120=12.480m2
    Restauradores 90×187=16.830m2
    Av da Liberdade 90×1100=99.000m2
    TOTAL 206.606m2

    Se TODOS estes locais estiverem cheios de gente (NAO FOI O CASO) e a 2 pessoas/m2 teremos um total de 413.212 de manifestantes. Longe dos….. 510.000 apregoados.
    .
    Sera’ que os marcianos e outros extra-terrestres entem isto?

    Gostar

  133. André permalink
    3 Março, 2013 08:10

    Sabia que a manifestação acabou às 6:30? É melhor arranjar imagens anteriores às que apresenta.

    Gostar

  134. Sarah permalink
    3 Março, 2013 08:17

    Eu estive na manifestação, mas tal como a maior parte das pessoas, às 19h já estava de regresso a casa. E uma foto das 18:30, não se arranja? Ou então arranje uma de hoje e diga que só havia 50 pessoas…

    Gostar

  135. neotonton permalink
    3 Março, 2013 08:37

    anti-comuna,
    o terreno é todo seu para começar ou continuar a idealizar e caboucar “um país Independente” !
    Quer começar por onde ? Por questionar Trás-os-Montes, que “se estão cagando” para o ávido e alucinado proto-centralismo “do Porto” ? Pelo Algarve ? Pelas Beiras ? Pelos Açores ? Pelo (desprezado) Alentejo ? Por Alberto João Jardim ? Por Luís Filipe Menezes-sobre-o-assunto-ainda manso ?

    Esse pais independente que a diferença de Lisboa nao ia ter que ir as tetas do Estado e dos outros Estados (EU) ia mamar e mamadurriar a quem e qué…
    Ja sei, ja sei. Pobres mas honrados. E ademais iamos também corta importaçoes dos chinocas . Vivir para ver…

    Gostar

  136. Paulo permalink
    3 Março, 2013 08:41

    Bom dia domingo
    Então o governo já caiu?
    E a troika já foi expulsa?
    E a crise também acabou?

    Gostar

  137. Paulo permalink
    3 Março, 2013 08:42

    Questão
    Alguém ouviu falar em greve de transportes ontem?
    Nem da CP?
    .
    Então já devem estar mesmo resolvidos os problemas todos.

    Gostar

  138. JDGF permalink
    3 Março, 2013 09:05

    O Governo já pode dormir descansado e aplicar a austeridade, que não lhes beliscará e ganharão as próximas eleições…“.
    Mau sinal! já não se apregoa a ‘crescimento das exportações’ e deixou-se cair o anúncio de que Relvas ‘não dorme descansado’…
    Começa a ganhar terreno a constatação de que ‘há algo de podre na reino’…

    Gostar

  139. Tiro ao Alvo permalink
    3 Março, 2013 09:09

    Não há dúvida é que na manifestação não estavam representados todos os portugueses, mas sim apenas os portugueses que vivem à conta do estado: pensionistas, funcionários públicos, especialmente professores, e desempregados. Os portugueses que trabalham mesmo e os que vivem mal, estavam muito mal representados.

    Gostar

  140. Ricciardi permalink
    3 Março, 2013 09:21

    «Errar previsões económicas é a coisa mais natural do mundo. » AC
    .
    Eu tambem acho. É naturalissímo. Só é pena errar sempre para pior. Podia enganar-se, de vez em quando, para melhor.
    .
    O que significa uma coisinha simples e bem portuguesa: o Gaspadinhas conta sempre, nas suas previsões, com dois ovos no cu da galinha, independentemente do alimento que dá ao bicho.
    .
    Eu estou hoje convencido que não se trata de meros erros premonitórios, qual zandinga, já que este às vezes acerta em qualquer coisinha.
    .
    Eu hoje estou convencido que o gaspadinhas passou da cartomancia para a esquisofrenia. Ele achava (parece que agora já não acha, disseram-me, que anda a pedir que por amor a deus nosso senhor lhe deêm mais tempo) que a galinha com menos ração podia dar perfeitamente 3 ovos. Ameaçou-a com todas as armas ao seu dispor. Com uma faca na mão dizia todos os dias ao bicho, ou me dás 3 ovos ou…
    .
    E ela deu o que tinha e o que podia. Fez sacrificios enormes. Os ovos, esses, saiam cada vez mais pequenos e em menor quantidade, mas gaspadinhas, alucinado no seu pequeno mundo, convencido de que ainda podia ir mais longe, mandou finalmente retirar ainda mais alimento aos galinácios. O resultado foi para além do esperado: a galinha já nem ovos pequenos conseguia dar. A galinha mudou de capoeiro. Mandou o Gaspadinhas apanhar gambuzinos.
    .
    Queres mais ovos Gaspadinhas?
    .
    Rb

    Gostar

  141. António Rato permalink
    3 Março, 2013 10:08

    Curioso que o link do final do post já não está disponível.

    Assim coninuo a acreditar que o Terreiro do Paço teve lá 800 mil pessoas.

    Gostar

  142. piscoiso permalink
    3 Março, 2013 10:25

    A maioria dos manifestantes manifestou-se em casa, seguindo pela TV ou na NET.
    O jmf1957 não tem por aí uma foto desses?

    Gostar

  143. anti-comuna permalink
    3 Março, 2013 10:35

    Os descamisados do dia de ontem:
    .
    .
    “Hoje, ao assistir pela tv ao imenso flop da manif que não encheu 1/4 do Terreiro do Paço – 40.000 pessoas logo multiplicadas por dez ou por vinte pelos mitómanos de serviço – surgiu na pantalha uma “trabalhadora” que em tempos foi minha chefe. A fulana, absolutamente falha – uma nulidade profissional montada sobre duas pernas – discreteava sobre as dificuldades do tempo presente, esquecendo-se dos ultrajes e prepotências a que continuamente submetia os seus subordinados. Era, na altura, do “clube dos Alfies” (Alfa Romeos) e zarpou para a reforma com uma reforma que fará inveja a quatro ou cinco famílias de sherpas. No estrado da manif, um outro “trabalhador” emérito, um assistente da faculdade que nunca deu uma aula, que era mimoseado por gerações de alunos como o “baldas da FLL”, sempre metido em curibecas, redes de amiguismo, empregos imerecidos. Quando um destes santarrões dos “direitos dos trabalhadores” se me atravessa no caminho, lembro-lhe que, no particular, o trabalhador sou eu. Eu posso, por direito adquirido, invocar como meu o hino do trabalho dos peronistas; eles não!”
    .
    in http://combustoes.blogspot.dk/2013/03/eu-tambem-trabalhei-nas-matas.html

    Gostar

  144. Portela Menos 1 permalink
    3 Março, 2013 10:45

    A direita já provou as suas qualidades em termos de numeros, previsoes, contabilidades. Credibilidade nao rima com direita, principalmente quando se associa JMF57 a numeros …

    Gostar

  145. Ajom Moguro permalink
    3 Março, 2013 10:47

    TOPAS?
    Nada contra manifestações que demonstrem legítimo desagrado pela governação. Mas é bom lembrar os resultados de tais iniciativas que se sucedem sucessivamente sem cessar contra a constante pinta de governos de ocasião, sempre com selo PS ou PSD, com o trapezista CDS pendurado em qualquer deles conforme o número que lhe convém. É visível e inequívoco que a base do problema reside no sistema político e eleitoral, que de democrático só tem a fachada, com as elites partidárias fechadas num casulo exclusivo de participação e representação política. O comum cidadão votante é limitado á condição de mero peão sempre manipulado e vergado aos interesses e negociatas da doutorada manajeira. Se queremos mesmo resolver o problema de raíz sem ficarmos pelo faz de conta, existe uma solução infalível. Se não parirem uma lei eleitoral que abra as portas á sociedade civil temos força e capacidade para os obrigar a tal cambalhota. BOICOTE GERAL A ELEIÇÕES COM AUSÊNCIA TOTAL DAS URNAS. Vai uma aposta que não conseguiam descalçar a bota sem usar a nossa calçadeira, e seria remédio santo para alterar uma pantomina que imortaliza os mamões de sempre na gamela do orçamento?

    Gostar

  146. anti-comuna permalink
    3 Março, 2013 10:55

    Caro José Silva, discordo sobre isto:
    .
    .
    “AC, leia mais sobre a estoria da Trafaria e do LTM. Vão afundar milhóes para fazerem esplanadas em Lisboa e permitirem navios de grande pronfundidade atracarem em zonas arenosas. Foi decidio de um momento para o outro, Sines já deixou de ser porta de entrada para a Europa. Passo novamente a ser Lisboa.”
    .
    .
    Concordo consigo que é estranho o anúncio deste mega-investimento nesta altura para aquele lugar. E discordo porque fora de Lisboa há necessidades mais prementes que eles não mexem uma palha para resolver. (Ver isto, por exemplo: http://expresso.sapo.pt/enercon-esta-a-desviar-exportacoes-de-viana-por-falta-de-guindaste=f781459 )
    .
    .
    Discordo de si ao conjecturar que o Porto de Sines deixe de ser a ansiada “porta de entrada” e passar a ser Lisboa. E discordo porque na Trafaria nunca terá capacidade para a acostagem de navios de alto calado. Acima dos 14 metros. E são este tipo de novos navios que zaraprão no Panama, após o fim das obras. O que eles projectam é um porto mais profundo que o actual em Lisboa, pode permitir cabotagem mas não receber navios do tipo que recebe e receberá Sines.
    .
    .
    Lisboa precisa de um novo porto? Deve precisar. Não o nego. Mas precia dele para os próximos anos? Duvido. Há obras mais urgentes a fazer pelo país, a começar por garantir redes logísticas eficientes e eficaes.
    .
    .
    Mas isto leva-me para o debate stop-and-go. Actualmente vivemos políticas pró-cciclicas. E é inevitável porque também as tivemos antes que levou Portugal ao quase total colapso. Nunca ouvimos os deefnsores do expansionismo pela via estatal a defenderem poupanças na fase alta do ciclo para as aplicar nas fases baixas. Não. Sempre alimentaram a ideia que o país só tem um caminho: despesa pública e mais despesa pública.
    .
    .
    Mas por outro lado também não podemos cair no erro de eliminar de vez o chamado investimento público. Isto é, há necessidade de investimentos estruturais, sobretudo nas ditas infraestruturas em que o sector privado tem poucas chances de se atrever a arriscar, pela própria natureza dos investimentos. Como exemplo, investimentos ferroviários. E Portugal nos anos anteriores investiu demasiado em sectores que não necessitava tanto e descurou outros, como as ferrovias ou até mesmos os portos.
    .
    .
    Se a intenção do governo é assentar o seu modelo económico numa industrialização, numa economia de produção de bens e serviços transaccionáveis, e na internacionalização da economia portuguesa, investimentos nas redes logísticas portuguesas são necessárias. E aí os portos são vitais. E, claro, parte deste investimento terá que ter contrapartidas públicas e/ou ajudas públicas. E há ainda muitos investimentos para fazerem. Como por exemplo, a conclusão das redes de irrigação do Alqueva, para permitir, não apenas fornecer a água vital para uma industrialização (por exemplo, o fornecimento de água ao Porto de Sines e sua zona industrial) como para o sector agrícola.
    .
    .
    Eu até nem discuto muito a necessidade de um novo porto na zona de Lisboa. Penso mesmo que é desejável que aproveitem as condições especiais do Tejo e do Sado para fazerem novos portos comerciais, se a procura o exigir. Isto é, se exisitir mesmo uma procura por parte dos operadores que justifique os seus investimentos necessários. (A questão das areias é de somenos, pois se a actividade o justificar, compensa a dragagem mesmo que aumente os custos do porto. E há mesmo na China, por exemplo, portos de águas profundas, para os tais panamax, em águas fluviais, devido á falta de capacidade para satisfazer a cada vez maior procura.) O que eu discuto é a oportunidade do investimento, nesta altura, quando há no país necessidades prementes e mais urgentes. Isso é que eu discuto e duvido que o resto do país seja ressarcido da profunda mentalidade centralista dos decisores do Estado, incluindo aqui este governo.

    Gostar

  147. neotonton permalink
    3 Março, 2013 10:59

    Aqui a unica contabilidade fiavel e avaliada parece ser a do sittemeter que contabiliza 138 comentarios e somando.Elemental, caro Watson. Uma empresa estrangeira. E olha que nao deveria assim tao complicado desde que os japoneses e coreanos punheramse a fazer calculadoras manuais como por aquí, por estas latidtudes a fazer chouriços…

    Gostar

  148. Duarte permalink
    3 Março, 2013 11:30

    O Dr. Paul Joseph Goebbels faria muito melhor. Esta manipulação fotográfica é de aprendiz.
    Agora , durante Março, continuar e preparar um grande 25 Abril e Primeiro de Maio.

    Gostar

  149. joao permalink
    3 Março, 2013 11:32

    a esquerda ganha sempre as manifs nas ruas…..com maior ou menor spin ( qualquer um vê que o t. paço não encheu quer às 18h quer às 18.30 qdo se cantou a Grandola quer às 19h como se viu no directo nas imagens de heli)…e tb é fácil de perceber o descontentamento das pessoas com a austeridade. é natural que na spróximas eleiçoes a direita perca. Lá teremos mais do mesmo. Mas tenham calma, só nas próximas e não já amanhã como gritavam os grillos extrema esquerda qu ocupavam o palco ….

    Gostar

  150. neotonton permalink
    3 Março, 2013 12:13

    manifestação deste fim de semana demonstrou que o sistema de ensino é irreformavel. Chegou o momento de passar ao plano B. Já que não se consegue reformar o sistema de ensino, o melhor é construir de raiz um sistema de ensino público paralelo completamente novo. Mais ou menos o que foi feito com as lojas do cidadão. Assim, sempre que se abrir uma escola nova essa escola terá:
    .
    1.Autonomia financeira, pedagógica e administrativa semelhante à das fundações universitárias.

    2. Os professores contratados por essa escola não poderão ser funcionários públicos. Serão funcionários da escola com contrato de trabalho individual e com a possibilidade de despedimento ao fim do contrato.
    .
    As actuais escolas ficam proibidas de vincular novos professores à função pública. Terão que trabalhar com os actuais funcionários públicos ou com contratados sem vínculo. As actuais escolas poderão, se o seu pessoal docente concordar, aderir ao novo modelo de gestão. Os pais devem poder escolher livremente a escola dos filhos. As antigas escolas serão financiadas pelos moldes actuais. As novas por uma verba pública proporcional ao número de alunos e pelas receitas próprias que consigam obter
    Asnovas escolas receberão por aluno um valor igual à média naciona, o que é suficiente para, graças a uma boa gestão, poderem oferecer melhores condições salariais aos seus professores.

    Fui para ver e beber em velhas propostas as eficazes ideias pendentes de aplicar em novos problemas e novos tempos modernos. Tirem as propias conclusoes..

    Gostar

  151. 3 Março, 2013 12:31

    Não estou a ver uma jornalista da CNN ou da BBC abraçada a um activista que se manifesta pelos altifalantes, acompanhando-o carinhosamente durante uma manifestação, como acaba de passar num “canal” na televisão. Se calhar era melhor verem algumas entrevistas na rua, durante o 25 de Abril. O jornalismo já estava mal, mas agora passou à total falta de vergonha. Ou pior, talvez já nem dêem conta do que fazem.

    Gostar

  152. Paulo permalink
    3 Março, 2013 12:39

    JP
    De facto aquela Sra. da SIC é um mimo, só faltou beijos na boca com os manifestantes.

    Gostar

  153. 3 Março, 2013 12:49

    Esquecem-se do jornalismo tuga de direita, durante e imediatamente pós-PREC ?… Inclusivé na RTP…

    Gostar

  154. 3 Março, 2013 13:12

    Um milhão, dois milhões, sete milhões.
    Mas alguém sabe o que é que uns e outros estavam ali a fazer?
    No meu caso e a caminho de almoçar no Rossio encontrei casualmnete três casais amigos que iam para a manif.
    Um ia tirar fotos os outros dois têm como reformas em conjunto cerca de cinco mil euros.
    Tanto tontinho.
    O almoço numa tasquinha e com uma boa amiga (que estava a trabalhar) correu muito bem.
    Sejam felizes na vossa ignorância.

    Gostar

  155. JOse Silva permalink
    3 Março, 2013 13:26

    Caro AC,

    A minha questão é precisamente essa: O proposto investimento na Trafaira é tão inesperado quanto perturbador. Não faltam locais para investir, com efeitos na re-industrialização, BTC ou Bpagamentos. E rai de azar, o primeiro é novamente em Lisboa, com novo-riquismo habitual. Isto não significa voltar ao go, isto é, keynesianismo para o crony capitalism ? Para mim, é obvio que sim.

    Leia agora mais um desabafo que demonstra aminha tese: http://interesseseaccao.blogspot.pt/2013/02/um-desabafo.html

    Gostar

  156. Duarte permalink
    3 Março, 2013 13:30

    Eu também encontrei três casais

    O primeiro casal estava desempregado
    O segundo casal de velhotes reformados com uma reforma no seu conjunto de 465 euros

    O terceiro casal tem dois filhos que estavam emigrados .

    Tal como a historia acima contada por um fadista , esta é tambem ficção.

    Gostar

  157. 3 Março, 2013 13:52

    Duarte,
    paciência a sua, ao responder a uma coiseca daquelas…

    Gostar

  158. Expatriado permalink
    3 Março, 2013 14:11

    Voltando a’s contabilidades….
    .
    Fui ao Google Earth e medi distancias (generosas…) e areas:
    .
    Terreiro do Paço 200×200=40.000m2
    Rua do Ouro 12×536=6.432m2
    Rua Augusta 12×536=6.432m2
    Rua da Prata 12×536=6.432m2
    Rossio 95×200=19.000m2
    Praça da Figueira 104×120=12.480m2
    Restauradores 90×187=16.830m2
    Av da Liberdade 90×1100=99.000m2
    .
    TOTAL 206.606m2
    Se TODOS estes locais estiverem cheios de gente (NAO FOI O CASO) e a 2 pessoas/m2 teremos um total de 413.212 de manifestantes. Longe dos….. 510.000 apregoados.

    Gostar

  159. 3 Março, 2013 14:40

    expatriado,
    Vc. esqueceu-se de contabilizar o seguinte : as muitas dezenas de milhar que não se incorporaram na marcha e assistiram à mesma (outro modo de se manifestarem), nos passeios da avenida e das praças.
    Acresce que essa multidão estava em movimento (inclusivé em sentido contrário) e não parada.
    Etc, etc.
    Na manif de 15 de Setembro, também não cabiam na Praça de Espanha e áreas limítrofes (final da manif) as muitas centenas de milhar que percorreram avenidas e ruas de Lisboa… Pena JMFernandes não ter colocado no Blasfémias imagens unicamente da PEspanha para tentar justificar o injustificável…
    A manif de ontem ficou cravada na actividade do governo. Se este menosprezar o todo (social, etário) que a compôs, evidencia mais uma vez a falta de categoria e de senso dos seus membros.

    Gostar

  160. 3 Março, 2013 14:42

    adenda :
    “nos passeios da avenida, das praças e da Rua Augusta”.

    Gostar

  161. piscoiso permalink
    3 Março, 2013 15:10

    No day after, fico à espera dos governantes em locais públicos.
    Vai haver corrida aos ovos.

    Gostar

  162. neotonton permalink
    3 Março, 2013 15:25

    As manifestações de hoje foram grandes, mas menores do que algumas realizadas bem recentemente. Eu sei que não é isso que estão a dizer nas rádios e televisões, mas é isso que se retira de algumas das imagens de conjunto que têm vindo a ser mostradas.

    Pelo que nós sabemos desde 2003 o JMF está na discordia permanente com radios e televisoes e as tais com ele que parece ser ja comme d´habitude. E que melhor que assim… E que de tanta rebeldia com causa até que pareceria mais bem que fica proxima a chgada da idade do peru ou da adolescencia…

    Gostar

  163. Expatriado permalink
    3 Março, 2013 15:29

    @MJRB…..
    .
    Se se der ao trabalho de verificar as medidas que dei, vera’ que sao de parede a parede e, portanto, incluem os “manifestantes” que estavam nos passeios. E mais, dei ao Terreiro do Paço 200m de largo quando tem muito menos. Sou generoso…..
    .
    Porra, sera’ assim tao dificil verificar que o numero 510.000 e’ um exagero enorme? Mesmo com o Terreiro do Paço, as 3 ruas que la’ vao dar, o Rossio e a Praça da Figueira, os Restauradores e a Av da Liberdade apinhadas?
    .
    A manif saiu do Marques de Pombal, desceu a Av da Liberdade, passou pelos Restauradores e Rossio e desembocou no Terreiro do Paço pela Rua do Ouro. NAO PASSOU pela Praça da Figueira, pela Rua da Prata nem pela Rua Augusta. Nao tenho conhecimento de que tenham havido manifs em outros locais de Lisboa.
    .
    Insista quanto quiser, mas a matematica e’ infalivel.
    .
    Por outro lado tambem se pode dizer que 10.500.000 portugueses foram contra a manif. Nao foram!!!!
    .
    Mas descanse que a falacia continua. A RTP insiste em dizer que TODO o Pais se manifestou ontem…..

    Gostar

  164. Expatriado permalink
    3 Março, 2013 15:36

    “Ate’ na propaganda sao aldraboes”
    .
    http://oinsurgente.org/2013/03/02/ate-na-propaganda-sao-aldraboes-ii/

    Gostar

  165. piscoiso permalink
    3 Março, 2013 15:40

    E descontou a área ocupada pelo cavalo de D. José?

    Gostar

  166. 3 Março, 2013 15:57

    expatriado,
    respeito os seus números e só números. Números estáticos.
    Só que, a manif movimentou-se !…

    Gostar

  167. Expatriado permalink
    3 Março, 2013 15:59

    Para caber mais gente ate’ cortei todas as arvores da Av da Liberdade, quiosques, carros estacionados e as putas…..

    Gostar

  168. 3 Março, 2013 16:05

    A Avenida da Liberdade não tem áreas de estacionamento nem para circulação de viaturas (só para manifs e área pedonal), não tem árvores, não tem quiosques, não tem putas.
    Vc. tem de refazer as contas.

    Gostar

  169. 3 Março, 2013 16:07

    A Avenida da Liberdade é uma área “elitista, sulista, liberal” na “corte de Lisboa”.

    Gostar

  170. 3 Março, 2013 16:18

    Quando há greves, já se sabe que, nas horas seguintes, temos de aturar os partidários dos “85% de adesão” contra os igualmente entusiásticos adeptos dos “85% de não-adesão”.
    O outro bailarico é o confronto entre os da “maior manifestação de sempre” e os contadores de “pessoas por metro quadrado”.
    Como se, perante uma final de futebol, se pusessem a discutir o número de espectadores… e não o jogo.

    Gostar

  171. 3 Março, 2013 16:20

    paciência a sua, ao responder a uma coiseca daquelas…
    Vai bardamerda e para a puta que te pariu que já o eras quando te dizias benfiquista e torpedeavas tudo e todos.
    Sim almocei mesmo no Marques ao lado da PSP do Rossio e os que encontrei eram verdadeiros e não de imaginação que é o que vocês têm.
    Até no DN 42% do povinho diz que 1,5 milhão não chega para demitir o governo.
    Arranjem mais, importem marroquinos.

    Gostar

  172. 3 Março, 2013 16:38

    fado 16:20,
    Essa, se é para mim, errou o alvo !
    Duarte respondeu acima com JGoebbels.
    Mas registo o seu comentário. Assim, vc. revela-se um gajo sem nível.
    Quanto ao meu Benfiquismo, vc quer questioná-lo face a face ? Quer, à minha frente, demonstrar que “torpedeei” o Clube ? Não se pode criticar o sacrosanto Vieira, é isso ?

    Gostar

  173. 3 Março, 2013 17:35

    ” paciência a sua, ao responder a uma coiseca daquelas…”

    Fado,
    Mas a merda é que nem coiseca chegas a ser. Tu simplesmente és um calhau com olhos. Senão repara: Fossem muito , fossem poucos, foram os suficientes para te baralhar a marmita e começares a ofender quem te contradiz. És um merdas meu.
    Como já alguem disse por aqui, sabes como tiras as duvidas??? Organizas uma manif/pro governo e preenches os boracos todos que agora dizes estarem vazios.
    Meu vai comer merda como os outros comerão.

    Gostar

  174. economista permalink
    3 Março, 2013 17:36

    … Os ex- e os jornalistas continuam a ser os mesmos . Maus . Certo , depende da óptica …
    E continuamos a não ser sérios . Ad minus , desonestos intelectualmente !..
    Vi fotografias do TP , cheio e meio vazio . Depende da hora , do ângulo e tudo um que uma boa teoria da fotografia nos possa ensinar . Cheio . Quantos ? Não sei porque não tive nem o tempo nem a paciência para os contar … Também não havia bilhete de entrada para assim facilitar a contagem . Mesmo assim , neste País de “aldrabões” (me perdoem as excepções…) ainda seria para duvidar se a contagem fosse feita pelo contado ou o contador fosse corrupto o que é o que por aí mais prolifera e cada vez mais com esta crise . Fartai vilanagem enquanto é tempo porque o barco está a afundar e ainda há tolos que acreditam que não o que só facilita a vida dos não tolos !…

    Gostar

  175. salino permalink
    3 Março, 2013 17:38

    Eh, tão pouco tempo bastou aos bastardos para atirarem a dívida pública de 68% do PIB para mais de 120%, a par de falência de empresas, desempregoa barda, empobrecimento das famílias e pessoas, emigração jamais vista de quadros, suicídeos, o ´País feito uma m… por gente incapaz, corruta, invejosa, amiga da banca, dos boys de famelga, ppp do pior, mafiosas… que em menos de um ano amandam aos ares toda a esperança, qualquer confiança que se tinha neles, subservientes, a dá-lo ainda à troïka, que não lhes dá nada. E eles acham pouco, no argumento que havia ainda sítio para uns alfinestes no terreiro… oh, gente imoral, Salazar ainda enriqueceu o País, de alguma forma, enquanto vós o roubais, bando de mânfios, ó gente despeitada, impia !

    Gostar

  176. 3 Março, 2013 17:44

    Depois de ler o JMF e alguns dos comentários fico muito apreensivo em constatar que os 960.000 desempregados, mais algumas centenas de milhares de FP e pensionistas, (que segundo as contas do JMF mais de metade ficaram em casa), concordam com o farsola quando este diz que “estamos no bom caminho”!
    A ser verdade, e eu NÃO constatei isso na manif dos Aliados, verifica-se que a nossa democracia se formalizou de tal maneira que o cidadão acha que democracia é só votar.
    A alegria do JMF pelo fracasso das manifs, (e repito que NÃO constatei isso no Porto), só serve para entristecer os que acham que o protesto pacífico é mais uma forma, importante, dos cidadãos exercerem a democracia.

    Gostar

  177. Tiro ao Alvo permalink
    3 Março, 2013 18:43

    Anti-comuna,
    Ao referir-se ao porto de Viana do Castela e à sua ineficiência, não pode esquecer-se dos Estaleiros, empresa pública, nossa, dominada pelo PC. Fique a saber que o guindaste existe, só não está operacional por desleixo dos Estaleiros Navais que, em poucos anos e sem razão plausível, elevaram o seu passivo para 10 vezes mais: de 30 milhões de euros para mais mais de 300 milhões. Uma desgraça!

    Gostar

  178. 3 Março, 2013 18:52

    Bolota,
    faça como eu : ignore esse fado, que se revelou um gajo (ou gaja) sem nível e quiçá mentalmente perturbado.
    Um estafermo ao insultar assim as pessoas.

    Gostar

  179. 3 Março, 2013 19:07

    MJRB Posted 3 Março, 2013 at 18:52 | Permalink
    Mas vives aqui é que são aos milhares os comentários.
    Get a life cria um blog faz-te à vida e ensina a esse animal do Bolota a escrever em português sem erros.
    A manif foi um flop ponto final e sim insultar o Luis Filipe Vieira faz de ti um filho da puta que se diz benfiquista.
    Ides os dois levar na peida como recomendou o monhé.

    Gostar

  180. anonimo permalink
    3 Março, 2013 19:16

    fado alexadrino, independentemente de trer sido ou não um flop, parece-me que o teu problema
    é a manifestação em si.Diz-me uma coisa.Há algum motivo para se ficar satisfeito com o govenro??

    Gostar

  181. Fincapé permalink
    3 Março, 2013 19:21

    Hoje venho mesmo só confirmar a opinião do AC e outros observadores sempre fidedignos e sabedores do sentimento de todos os portugueses.
    Depois de rever várias vezes as imagens das manifestações de ontem concluí que não estava absolutamente ninguém nas ruas;
    A maioria dos que lá não estavam mas poderiam ter estado, era comunista ou aproximado;
    Outra parte dos que lá não estiveram, mas poderiam ter estado, dizendo-se militantes do PSD e até mostrando os respetivos cartões, afinal eram infiltrados e está provado que nem tinham as quotas em dia;
    O PSD poderá assim não só ir muito além da troika, como fez Passos Coelho, como até despedir os troikanos com as palavras de ordem “Que se lixe a troika”;
    Está garantida a vitória do PSD nas próximas eleições graças ao facto de os portugueses terem compreensão com os mais de 25% de inativos, contando com 17% de desempregados inscritos (cerca de um milhão);
    Está também garantido que o desmantelamento eleitoral dos partidos tradicionais, como aconteceu em vários países europeus (a Itália foi o último), nunca acontecerá em Portugal(juro! juro! juro!);
    O facto de a Holanda agora ter de subir as taxas plicadas às empresas, agora já é bom, quando antes o que era bom era as taxas serem baixas.
    Respigadas razões que apoiam o AC e os tais outros comentadores, ainda acrescento a observação extraordinária de Eduardo Cintra Torres, citando de memória: Ah! E tal! “Mesmo que estivessem um milhão de pessoas nas ruas, haveroa nove milhões que não estavam”.
    Termino à AC: Eh! Eh! Eh!

    Gostar

  182. beirão permalink
    3 Março, 2013 19:32

    Estou-me a lembrar de um comício do CDS em algures no Algarve, para umas legislativas, em que 0 reporter da RTP enviado para cobrir o evento (de certo comuna inveterado), enquanto ia afirmando que aquele comício havia sido um slop a câmara não parava de mostrar as duas ou três cadeiras vazias. Entretanto, a TVI, que não é serviço público nem me chupa dinheiro dos impostos, transmitia imagens de uma sala cheia.
    Esta canalha comuna que enxameias a comunicação social, sobretudo as televisões, apenas merece o meu desprezo

    Gostar

  183. 3 Março, 2013 19:42

    MJRB,

    É mais que evidente que me estou cagando para o faducho que como alto quadro do Banco de Moçambique…escrito por ele, deve ter mamado a bom mamar os incautos que lhes confiaram as suas poupanças de uma vida para ele agora andar por aqui a arrotar moral.
    Fado, vamos a ver se nos entendemos, sou de facto ANIMAL e enquanto animal te mando para a puta que te pariu.
    Quanto ao erros, mesmo assim dá para perceberes que te chamei calhau com olhos
    Vai-te FODER
    Comerás como tantos outros MERDA em vez de lampreia. Não passas de um pobre coitado que por detras de um monitor és o maior quando afinal não tens nada. Nem existes.

    Gostar

  184. A. R permalink
    3 Março, 2013 20:47

    Tudo uma escumalha: numa camisa de forças estavam melhor. Metade deles jornalistas sujos e a cheirar a Yves Laurent

    Gostar

  185. 3 Março, 2013 21:39

    fado,
    Não “vivo aqui” no Blasfémias. Vc., para concluir isso, é porque, afinal, “vive” no Blas ao contar as vezes…
    Cada um escreve como sabe, melhor não está obrigado, vc. é exemplo disso.
    Vc. é um nojo, ao insultar-me assim, e aos meus.
    Quanto ao Vieira-presidente e Vieira-cidadão, estará ao seu nível. Também muitos Benfiquistas amaram o Vale e Azevedo até que…

    Gostar

  186. 3 Março, 2013 21:57

    Bolota já te ensinei noutro sítio, mas és burro e não aprendes que não houve nennhum Banco de Moçambique.
    Diz-me uma coisa.Há algum motivo para se ficar satisfeito com o govenro??
    Sim, ter substituido o governo do senhor engenheiro-filósofo-delegado de propaganda médica que nos levou à ruina.
    MJRB , get a life cria um blog deixa de ser troll.
    Viva o Benfica que já está em primeiro lugar sem precisar de distribuir “fruta” por todo o lado.
    Bye.

    Gostar

  187. Portela Menos 1 permalink
    3 Março, 2013 22:04

    (…) Viva o Benfica que já está em primeiro lugar sem precisar de distribuir “fruta” (…)
    não precisou de fruta mas precisou de um “árbitro” ceguinho 🙂

    Gostar

  188. 3 Março, 2013 22:06

    Bolota,
    a criatura foi “alto quadro” do Banco de Moçambique ? Porra, afinal estamos perante uma pessoa importante, um “supersumo”, creio que é assim que se denomina uma pessoa-alto qualquer coisa…
    Tantos “altos quadros”, tantos funcionários-alto quadro, tantos doutores-alto quadro, tantos engenheiros-alto quadro, tantos economistas-alto quadro, tantos ex qualquer coisa-alto quadro e o país cai numa situação destas…
    A criatura deve pensar que eu sou da laia dele e do Vieira. Estão “ambos os dois” enganados.

    Gostar

  189. 3 Março, 2013 22:13

    A criatura pensa que me irrita ao informar que o SLBenfica está desde há momentos em primeiro lugar…
    (Coitado).

    Gostar

  190. J.J Pereira permalink
    3 Março, 2013 22:39

    Discordamos quanto aos números – mas somos forçados a estar de acordo em que , sem memória e sem qualquer pingo de vergonha, o ” povo do caldo da portaria do convento” voltou , mais uma vez, a mostrar-se tal qual é.
    A sorte é o esmoler não lhe prestar atenção…

    Gostar

  191. JCA permalink
    4 Março, 2013 00:25

    .
    Era, seria, foi, será, meio milhão a um milhão e meio, embora estivesse lá de tudo e de todas as fés, religiões, fanatismos, uma amostra do que é isto tudo;
    .
    certo certinho são entre 1 milhão e 1,5 milhão e meio, fora os que já deram o fóra.
    .
    A simplicidade é o maximo da sofistificação. Vamos à aritmética em confronto com o ecomoês ‘cifrado’ para psy-op para embasbacar,
    .
    correto STOP and GO.
    .
    No STOP façamos a coisa por baixo, 1 milhão de desempregados
    .
    (atenção que o Keynes não inovou nada, já os faraós faziam o mesmo etc e mais perto o D João V fez com o Convento de Mafra em paralelo com os diamantes do Brasil e tal e tal por aqui me fico para não chegar ao sec XX e XXI)
    .
    Ora vamos lá à tabuada, a aritmética que isso mas matemáticas gerais estudei há quase meio seculo:
    .
    STOP:
    desde 2008, em 5 anos, arranjam genialemente:
    .
    a) 1 milhão a dividir por 10 dá 100.000 igual a 100.000 novas micro empresas (restaurantes, tabacarias, canalizadores, eletricistas, quiosques, informatica, softwares etc o que queiram) que é preciso criar para absorver 1 milhão de desempregad0s
    .
    b) alternativa, 1 milhão de desempregados a dividor por 100 igual a 10.000 novas PME’s (sapatos, trapos, azeites, tintos, hotelaria, turismo & Cª Lda) que é preciso criar para absorver 1 milhão de desempregados
    .
    c) alternativa, 1 milhão de desempregados a dividir por 1.000 igual a 1.000 novas grandes Empresas (monopolios de energia, combustivel, telefones, minas em saldo, TGV’s etc, ou mais competitivas hipermercados, bebidas nao alcoolicas etc e tal) que é preciso criar para absorver 1 milhão de desempregados
    .
    AND GO:
    .
    admito tanto o racional como no amor a primeira vista, para destas sofistificações transmutar para a simplicidade, estadismo, como acima,
    .
    no cocktail para a Simplificação, estadismo. entram ainda os condimentos do alógico, do ilógico, do sensorial, do subjetivo e do subliminal
    ..
    E em Tempo ? Para não assustar os em palco, deixo em aberto, para sugerirem o que está na cara até dum analfabeto.
    .
    Pois é, 2013, 2014, 2015 com a orquestra que está, uns a tocar outros a cantalorar, manda lá para 2025 e 2030. Por erros sucessivos, ou supostamente erros para safar o já, o imediato, o resto à tuga há-de se ver. Mas no caso é mentira, dura tão pouco, só mesmo para iludidos de ‘saberes’.
    .
    Apenas mais um ‘suponhamos’, nada contra alguémm. Sequer ideologia, carreira politica ou Partidos, Só arimética.
    .
    Be happy, Live and Let Live.
    .
    E na onda do discreto, ‘secreto’, escondido, mancomunado também posso fazer um ‘bonito’
    .
    Allegatio sine probatione veluti campana sine pistillo est.
    .
    Durmam com o silencio da noite.
    .

    Gostar

  192. JCA permalink
    4 Março, 2013 00:27

    .
    deve ler-se
    .
    “certo certinho são entre 1 milhão e 1,5 milhão e meio de DESEMPREGADOS, dezenas de MILHARES DE EMPRESAS DEMOLIDAS, fora os que, e as ue, já deram o fóra.”
    .

    Gostar

  193. Expatriado permalink
    4 Março, 2013 13:54

    Admito que, afinal, cabem muitos mais que 2 por m2……..
    .

    Gostar

  194. 4 Março, 2013 15:53

    Qual o gozo, sr. Fernandes, de serem muitas ou menos pessoas?!
    A fome, o desemprego e miséria ainda não o fezeram emigrar?!
    Não aprendeu que as fotografias aéreas dinuem as pessoas?!
    Deixe de ser pantomineiro dos alfinetes.

    Gostar

  195. 4 Março, 2013 16:02

    JMF é um pantomineiro dos alfinetes.
    Não aprendeu as deformações das fotografias aéreas?!
    Não chateie. Emigre.

    Gostar

  196. joao permalink
    4 Março, 2013 22:00

    deixem-se de tretas…..se a troika se fosse embora acabava-se os salários na função publica, os subsidios, as reformas etc em meia duzia meses. Portugal saia do euro, a moeda desvalorizava 40% e a seguir nova manif com mais milhao menos milhao a exigir o regresso da troika. Tenham juizo…lá pq a constituição e os tontinhos da cgtp, be e socialistas apontam o caminho do socialismo nenhum tuga quer viver como um cubano com 15 euros mes e uma bicla para o transporte…

    Gostar

  197. 7 Março, 2013 16:49

    contabilidades à parte, a contestação está ai e são muitos e cada vez mais aqueles que não escondem a sua revolta perante o crime que está a ser cometido.

    sobre as fotos das manifestações sugeria que substitui-se a da CGTP, certamente escolhida ao acaso, por esta outra dessa mesma manifestação: http://fotos.sapo.pt/cirandandoariel/fotos/?uid=StCj1ZCbSwFNgs0K8TtM

    Gostar

Trackbacks

  1. Não aprendem | Declínio e Queda
  2. 2 de Março de 2013 | O Peso e a Leveza
  3. O silêncio e o medo deles – Aventar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: