Saltar para o conteúdo

O pulha

10 Junho, 2014

O pulha há anos que não trabalha.
O pulha há anos que só fala dos trabalhadores.
O pulha há anos que fala pelos trabalhadores.
O pulha há anos que é pago pelos contribuintes portugueses.
O pulha há anos que diz andar a defender a classe.
O pulha há anos que é adorado pelos jornalistas.
O pulha há anos que faz sempre o número da indignação.
O pulha há anos que aparece em todo o lado à procura de ser visto.
O pulha há anos que faz de conta que precisa de gritar.
O pulha há anos não quer que os outros falem.
O pulha há anos que exige absoluto respeito pelos seus direitos. (Para o pulha mais ninguém tem direitos à excepção dos camaradas do pulha.)
O pulha foi ao 10 de Junho.
O pulha gritou.
O pulha foi filmado.
O pulha riu quando Presidente desmaiou.
O pulha abanou-se ainda mais para que os repórteres o filmassem outra vez.
O pulha ouviu gritos contra si.
O pulha veio-se embora.
O pulha amanhã vai falar de patriotismo.
O pulha é apenas um pulha.
O pulha nunca deixa de ser pulha.
Mas nem sequer é o nosso pulha. Porque não serve para nada. Só nos envergonha.

Obs. Já agora quantas pessoas votaram no pulha? Como é eleito o pulha?

114 comentários leave one →
  1. Joaquim Carreira Tapadinhas permalink
    10 Junho, 2014 12:27

    O pulha, apesar de começar por P, tal como português, é um produto universal que cresce em qualquer canteiro pátrio. É preciso abrir os olhos e verificar as suas ramificações, porque não é fácil identificá-los à primeira vista. Estão ao nosso lado e não damos pela sua presença como pulhas, porque são camaleões.

    Gostar

  2. Juromenha permalink
    10 Junho, 2014 12:40

    Perfeito.

    Gostar

  3. balde-de-cal permalink
    10 Junho, 2014 12:44

    é deputado da esquerda festiva

    Gostar

  4. 10 Junho, 2014 12:58

    Esta estirpe de indivíduos existe para além dos conceitos de legitimidade democrática, mas como estão sempre barricados no seu extremismo ideológico e estão do lado conveniente, os grandes democratas nada têm a apontar-lhes. Se é político eleito perde a legitimidade democrática pela apropriação por alguns do vox populi, se é oposicionista de carreira e parasita/sindicalista já não faz mal.

    Gostar

  5. Manuel Silva permalink
    10 Junho, 2014 13:35

    gosto de gente que mostra a cara e diz os nomes.
    O que disfarçam são….pulhas.

    Gostar

  6. Joaquim Amado Lopes permalink
    10 Junho, 2014 13:58

    O pulha representa quem o elege, que se revêem nele. Pulhas, portanto.

    Gostar

  7. 10 Junho, 2014 14:20

    Como dizia um fulano qualquer de que não me lembra o nome “Não há limites para a estupidez humana”.
    O Nogueira apenas avançou uns milímetros na procura do infinito.

    Gostar

    • 11 Junho, 2014 09:51

      o fulano qualquer era Albert Einstein. a frase dele afirmava existirem duas coisas infinitas: o universo e a estupidez humana, embora no primeiro caso não tivesse certeza absoluta.

      Gostar

  8. anónimo permalink
    10 Junho, 2014 14:39

    O pulha é cobarde; assim que percebeu que a coisa poderia correr-lhe mal, meteu o rabo entre as pernas e fugiu.

    Gostar

  9. Renovo permalink
    10 Junho, 2014 14:58

    Dos 60 e picos que não votam, quantos são pulhas? Estão-se borrifando para isto para eles a coisa está bem!!! e dos que votam, quais são «pessoas sem carácter; bandalhos; patife; etc,»? Bem, é facílimo discernir por ai pessoal com muitos “cabritos” mas “cabras!” nem velas. Porque será que não os encontram? Será inépcia da Autoridade Tributária e Aduaneira ou os gajos são bons a fugir?

    Gostar

  10. Abre-latas permalink
    10 Junho, 2014 15:21

    Fico à espera da entrevista ao pulha, pela Ana Lourenço na SIC Notícias, com ar grave e circunspecto!

    Gostar

  11. azurara permalink
    10 Junho, 2014 15:23

    Este pulha tem nome.
    Mas há mais pulhas…

    Gostar

  12. M. Miranda permalink
    10 Junho, 2014 15:24

    Parabéns Helena: há que dar nomes aos bois

    Gostar

  13. josé permalink
    10 Junho, 2014 15:44

    Chamando o boi pelo nome: Mário Nogueira.
    É um dos Pulhas da CGTP-IN= Central de Desinformação e de Guerrilha Institucional, que sob comando de um Partido Antidemocrata=PCP, que usando e abusando das prerrogativas da Democracia e dos Media sem escrúpulos, seguem o guião Marxista–Leninista, da tomada do poder através do quanto pior melhor=Política da Terra Queimada, pelo constante apelo à insurreição com argumentos demagógicos, visando minar toda e qualquer autoridade legitimada democraticamente, porque a eles não lhes é conferido o poder pelos – no máximo – 15% de votos, que possam legitimamente obter em eleições – ainda por enquanto – livres e democráticas.
    Pois, continuem a ser complacentes com essa gente e, não tarda, só teremos a revolução de outubro de 1917 para compulsivamente celebrar, mas….caladinhos!

    Gostar

    • Maisum permalink
      11 Junho, 2014 09:19

      No ultimo acto eleitoral, se separarmos o PSD do CDS, o PCP deve ter amealhado mais vontades do que cada um desses partidos.

      Gostar

      • josé permalink
        11 Junho, 2014 19:29

        Se, se, se, não havia “Maisum”, porque já teria sido reeducado, antes de falecido, num GULAG. Tenha cuidado com o que deseja….

        Gostar

      • 11 Junho, 2014 19:33

        É esforçadamente desonesto o seu comentário, deve ser da linha ideológica. Talvez lhe custe saber que o dito pior governo desde o big-bang consegue, com o ónus dessa governação, mais do dobro daqueles que prometem a felicidade eterna e que sempre que podem implantam o inferno na terra, tenha vergonha!

        Gostar

  14. 10 Junho, 2014 16:13

    Excelente. Parabéns Helena, PARABÉNS.

    Gostar

  15. joaquim permalink
    10 Junho, 2014 16:17

    O pulha do Mário Nogueira . O professor Mário Nogueira . Os professores estão orgulhosos deste irmão . O PCP está orgulhoso deste lutador . A luta continua pelos trabalhadores, reformados e pelo nosso povo. Há que continuar até a vitoria final .

    Gostar

  16. 10 Junho, 2014 16:26

    mario nogueira é um pulha,mas os milhares que foram na sua conversa,também não são grande coisa. onde estão as manifs? está tudo bem nas escolas? e as esperas ao ministro, como faziam a socrates? onde anda esta gente? aguentem! para recordar o “odio” que os portugueses tinham por socrates,mostro aqui as 3 ultimas sondagens da catolica para as eleiçoes legislativas de 5 de junho 2011: 1 de maio 2011: ps 36% e psd 34%.22 de maio: as mentiras de passos a dar resultados: ps 36% psd 36% .ultima sondagem a 29 de maio (a 7 dias das eleiçoes)de 2011: ps 31% psd36%. as mentiras de passos, a indisponibilidade da extrema esquerda para fazer o que a direita faz, coligar-se,decidiu o voto dos portugueses.o sabia o que queria,foram atraiçoados por uma extrema esquerda que diz defender os trabalhadores!

    Gostar

  17. 10 Junho, 2014 16:30

    A dada ocasião, cheguei a pensar que o pulha do Nogueira e dos seus gloriosos acompanhantes ia sr corrido ao pontapé e à pedrada pelo povo que ali se encontrava e que mantêm ainda um pingo de decência e de respeito pelas instituições e de amor ao seu País. Seria uma delícia, se tal tivesse acontecido, e só não aconteceu, creio, porque os pulhas se acobardaram quando Cavaco foi aplaudido quando retornou ao palco. Calaram-se caladinhos, pois que se não o tivessem feito voluntariamente cavam-se ao pontapé.

    Gostar

  18. 10 Junho, 2014 16:31

    *calavam-se…

    Gostar

  19. 10 Junho, 2014 16:54

    Coitadinho do asperger…

    Gostar

  20. 10 Junho, 2014 17:02

    jc,deves estar bem de vida.eles calaram-se porque foram obrigados pelos gorilas.o povo que aplaudiu cavaco,é o mesmo que vive no interior, cujo governo da direita critica as estradas construidas para entre outras coisas chegar mais rapido aos hospitais centrais.

    Gostar

    • 12 Junho, 2014 11:43

      Hospitais centrais? Autoestradas? Gorilas? Eu vivo no interior, tenho um Hospital Distrital perto e o que eu vejo é o “centralista” sair daqui para fora. Pagamos portagens nas “nossas” estradas para que as vossas possam ser mantidas. O Povo, ao contrário de Si, lembra-se como era o “interior” antes do Cavaco e sabe o que é o interior “pós- Cavaco”. O Povo é Gorila!

      Gostar

  21. Elmano permalink
    10 Junho, 2014 17:43

    Sei quem é. Esta gente não tem vergonha na cara. Aproveitam a democracia e riem-se. Não aprendem nada. Já nacionalizaram tudo e mesmo assim, tivemos duas bancarrotas. Em 77 e 83. Era suposto ter riqueza suficiente para evitar pedir emprestado para pagar salários.

    Gostar

  22. Carocha permalink
    10 Junho, 2014 17:54

    E os pulhas que pululam à nossa volta? É só abrir o olho e topar os ditos cujos. Barafustam,berram mas cagam.se todos só com um chô…. Desculpem o português tão vernáculo mas lá para as minhas bandas fala.se assim..

    Gostar

  23. 10 Junho, 2014 17:56

    O Mário Nogueira ria compulsivamente entre os arruaceiros. Ele é o chefe. Há muitos professores que o adoram. É cada vez mais o fiel retrato de uma profissão.

    Gostar

    • 10 Junho, 2014 18:39

      Isso dito por um encosta das ESE tem a sua piada.

      O cancro do ensino são os pedagogos. (e os analfabrutos oportunistas como tu)

      Gostar

    • António Fernando Nabais permalink
      10 Junho, 2014 19:29

      Olha o Ramiro Marques que apagou o blogue onde publicava fotografias ao lado dos professores que se manifestaram contra Maria de Lurdes Rodrigues! Olha o Ramiro Marques que tem defendido, como bom cão de fila, todas as medidas com que Nuno Crato continua a prejudicar os jovens e as crianças de Portugal! O Ramiro Marques é o fiel retrato do “lambe-botas” e a caixa de comentários do Blasfémias fica-lhe a matar.
      Tenho muitas críticas a fazer a Mário Nogueira e aos sindicatos, mas prefiro qualquer um dos defeitos de ambos às nulas qualidades de quem se encosta ao poder, em busca de cargos. Continua, Ramiro, que já não deve faltar muito para uma coluna de opinião no “Observador”.

      Gostar

      • 10 Junho, 2014 19:40

        Um bandalho. Esse tipo é uma fraude e um retrato dos oportunistas.

        Gostar

      • 10 Junho, 2014 19:42

        Como é que um analfabruto que ganha a vida encostado ao Estado a viver da fraude da formação de professores, pode dizer que ser professor é uma profissão vergonhosa.

        Este tipo devia ser denunciado publicamente.

        Se o encontrasse pela frente, fazia-lhe o mesmo que aos carteiristas do 28- pontapé no rabo e rua!

        Gostar

    • Maria permalink
      10 Junho, 2014 21:19

      Ramiro no seu melhor, isto é, a denegrir uma profissão que cada vez mais é tão maltratada. Deixe de fazer generalizações. E não coloque palavras na boca dos outros.

      Gostar

    • Ana permalink
      10 Junho, 2014 22:53

      Não é o fiel retrato coisa nenhuma – sou PROFESSORA e ele não me representa.

      Gostar

      • Manuel Costa Guimarães permalink
        11 Junho, 2014 09:34

        O problema é que representa, legalmente.
        Enquanto que assim for, nenhum professor será legitimamente respeitado, pois tem um pulha a comandar as tropas.

        Gostar

    • Manuela Teixeira Dias permalink
      10 Junho, 2014 23:20

      Engana-se. Sou professora e não me revejo nele, nem conheço colegas que se revejam. Aliás, o que tem ele de professor? Dá aulas?

      Gostar

  24. Dias Oliveira Duarte permalink
    10 Junho, 2014 18:03

    Os pulhas são assim mesmo. Fazem-se de inocentes e de indignados perante os jornalistas, exigem respeito pelo seu direito ao bom nome e afirmam-se como patriotas que só querem o bem de Portugal, mas depois vivem à custa dos contribuintes portugueses, riem-se dos sacrifícios dos portugueses e fazem de conta que não são pulhas.
    O pulha é apenas um pulha. O pulha nunca deixa de ser pulha. Mas é o nosso pulha, é o pulha que nós nos esforçamos por esquecer: são os pulha do BPN!

    Gostar

  25. manuel permalink
    10 Junho, 2014 18:43

    Estive longe da comunicação social durante 14 horas e tenho dificuldade em entender tanto rancor.Que se passa com a nossa gente ? Venho com a cabeça fresca e fiquei confuso ,acreditem .Como estou feliz de ter passado o dia a trabalhar. Isto vai acabar mal, muito mal.

    Gostar

  26. 10 Junho, 2014 18:44

    O pulha é um filho da pulha!

    Gostar

  27. 10 Junho, 2014 19:04

    elmano,se não fossem as nacionalizaçoes andavas a passar fome há muitos anos.todos os anos era privatizadas empresas para sustentar o pais.preocupa-te é com a venda.ainda agora venderam os correios que dava lucro e o bic,para comprarem carros topo de gama.

    Gostar

  28. Contumaz permalink
    10 Junho, 2014 19:14

    Tem graça.
    Agora é pulha
    Mas quando organizava manifestações contra o Sócrates era um patriota e um democrata.
    Sempre o considerei um dos maiores pulhas deste país, talvez até maior que o maior.
    Mas vocês não ficam mal ao lado dele, são uns pulhazitos pindéricos.
    Nem a pulhas chegam!

    Gostar

    • 10 Junho, 2014 19:19

      Só devemos falar de um pulha de cada vez, deixe o pulha do Sócrates para outro post.

      Gostar

    • Joaquim Carreira Tapadinhas permalink
      10 Junho, 2014 19:36

      O Sócrates é um caso que não pode entrar neste afloramento de rés-de-chão. O Sócrates deve ser analisado numa tese se arranha-céus. Não devemos perder a compostura, porque estas personagens devem ser tratadas com o estatuto que merecem. Haja maneiras!… Cada macaco no seu galho, porque o jardim zoológico tem regras e hierarquias.

      Gostar

  29. João Ferreira do Amaral permalink
    10 Junho, 2014 19:18

    É exactamente isso, Helena. Um pulha.

    Gostar

  30. anónimo permalink
    10 Junho, 2014 19:19

    pu·lha
    substantivo de dois géneros
    1. Pessoa sem brio, bandalho.
    substantivo feminino
    2. Dito que se dirige cavilosamente a uma pessoa para que ela caia em fazer uma certa pergunta à qual se responde alguma coisa equívoca ou escarnecedora.
    3. Gracejo.
    4. Peta; mentira.
    5. [Regionalismo] Logração, embaçadela.
    6. Dito chulo.
    adjectivo de dois géneros
    7. Relaxado, desmazelado.
    8. Vil, desprezível, torpe, indecente.
    Palavras relacionadas: calhorda, pulhice, empulhar, calhordas, bardamerda, safardana, cháçara.

    “pulha”, in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013, http://www.priberam.pt/dlpo/pulha [consultado em 10-06-2014].

    Gostar

  31. 10 Junho, 2014 19:22

    Vivi seis anos na Guarda, era natural que as pessoas fizessem o que fizeram.

    A explicação mais conhecida e consensual do significado do epíteto de «cidade dos 5 F’s» diz que estes significam Forte, Farta, Fria, Fiel e Formosa 5 6 7 8 9 . A explicação destes efes tão adaptados posteriormente a outras cidades é simples:

    1- Forte: a torre do castelo, as muralhas e a posição geográfica demonstram a sua força;
    2- Farta: devido à riqueza do vale do Mondego;
    3- Fria: a proximidade à Serra da Estrela explica este F;
    4- Fiel: porque Álvaro Gil Cabral – que foi Alcaide-Mor do Castelo da Guarda e trisavô de Pedro Álvares Cabral – recusou entregar as chaves da cidade ao Rei de Castela durante a crise de 1383-85. Teve ainda Fôlego para combater na batalha de Aljubarrota e tomar assento nas Cortes de 1385 onde elegeu o Mestre de Avis (D. João I) como Rei;
    5- Formosa: pela sua natural beleza.

    Ainda relativamente ao 4º “F” da Cidade, é sintomática a gárgula voltada em direcção a nascente (ao encontro de Espanha): um traseiro, em claro tom de desafio e desprezo. É comum ver turistas procurando essa Gárgula específica, recentemente apelidada de “Fiel”.

    Gostar

  32. tozezito permalink
    10 Junho, 2014 19:30

    Não há imagens (vídeos no youtube, por exemplo) a mostrarem o miserável comportamento do pulha? Convinha divulgar essas imagens .

    Gostar

  33. JDGF permalink
    10 Junho, 2014 19:40

    A atitude do dirigente sindical – após o ‘desfalecimento’ do PR – deverá ser taxativamente considerada incorreta em termos cívicos e humanitários.
    Todavia, em termos políticos, o acto de protestar não pode ser encarado como uma ‘pulhice’.
    O chorrilho de impropérios sobre Mário Nogueira (sem o citar) revela tanta ou mais intolerância do que a ‘incorrecção’ formal do ‘alvo’ escolhido…
    O revelador e objectivo neste post é que todo o armamentário argumentativo que tem sido esgrimido por este Governo contra os FP foi despejado em cima de um dirigente sindical que, legitimamente, se manifestava na cidade da Guarda.

    Gostar

    • 10 Junho, 2014 19:51

      E está à espera que esta maltinha perceba isso?

      Gostar

    • lucklucky permalink
      10 Junho, 2014 20:09

      Quando o Pravda-JDGF emprega linguagem circunspecta

      “considerada incorreta em termos cívicos e humanitários”

      é sinal que o Kremlin já está sentir o calor.

      Deve ter mesmo doído.

      Claro que se o mesmo tivesse acontecido num desmaio de Cunhal o Pravda-JDGF já não empregaria a mesma linguagem…

      Dar-nos-ia a conhecer hiperboles inimagináveis da indignação.

      Gostar

      • JDGF permalink
        10 Junho, 2014 22:02

        Lucklucky: Constato que ainda vive no tempo da URSS.
        Quer a URSS, quer Cunhal, já morreram. Estas referências significam que estaremos perante uma outra ‘pulhice’?

        Gostar

    • 10 Junho, 2014 20:18

      O acto de protestar é legítimo desde que o protesto não se faça à custa de impedir que outros se manifestem no momento adequado. Se queria protestar, protestava quando o Presidente da República acabasse de falar. E fora de uma cerimónia que visa celebrar Portugal. Este conceito de democracia que aceita que outros – sempre uma minoria – ensurdeça, com os seus “protestos”, o direito legítimo de outros falarem é o conceito desta gente dita de esquerda, que se acha superior a tudo e a todos. Pulhas é o que eles são.

      Gostar

    • Tiradentes permalink
      10 Junho, 2014 20:22

      O direito de protestar também o é de protestar contra os protestos.

      Gostar

    • Joaquim Amado Lopes permalink
      10 Junho, 2014 21:54

      JDGF,
      “O chorrilho de impropérios sobre Mário Nogueira (sem o citar) revela tanta ou mais intolerância do que a ‘incorrecção’ formal do ‘alvo’ escolhido…”
      Tem toda a razão. Em vez de impropérios deviam ter-lhe enfiado umas bojardas no focinho.

      Quanto ao uso da expressão “‘incorrecção’ formal” para caracterizar a pulhice, quis mesmo colocar-se ao nível do pulha ou foi involuntário?

      Gostar

      • JDGF permalink
        10 Junho, 2014 22:07

        Pior que a pulhice será advogar a violência. E assim passamos a confrontar aquilo que chama ‘pulhice’ com a ‘javardice caceteira’.
        Não sei quem fica a ganhar. Os portugueses com certeza que não!

        Gostar

      • Joaquim Amado Lopes permalink
        11 Junho, 2014 01:10

        JDGF,
        O… “problema” é que os pulhas de que falamos não apenas advogam a violência (contra, p.e., as instituições que não controlam) como a praticam, tanto na forma verbal (p.e. insultando repetidamente aqueles que defendem políticas de que os pulhas não gostam ou não aderem às greves que eles convocam) como na forma física (mais ou menos passiva, p.e. através de “piquetes de greve”, e activa, p.e. em manifestações em que é destruída propriedade pública e privada e são agredidos agentes da autoridade).

        Quando os pulhas recorrem à violência para condicionar os outros de exercerem livremente os seus direitos (à circulação, ao trabalho, de opinião, à liberdade de expressão, …) e até os órgãos do Estado de funcionarem de acordo com o mandato que os portugueses lhes deram, com a cobertura da comunicação social e sem que as autoridades façam cumprir a Lei, a “javardice caceteira”, mais do que estar justificada, impõe-se.
        Mas, quando se concorda com a “mensagem” dos pulhas, é difícil condenar a forma como a “passam”. Não é verdade, JDGF?

        Gostar

  34. neotontono permalink
    10 Junho, 2014 19:46

    Nesses momentos o poder geralmente irrita-se com a futilidade deste povo que perante tão graves factos se limita a estender a toalha ao sol e a cobrir-se com protector solar. Cabe perguntar: o que esperavam que os portugueses fizessem?

    Gostar

  35. neotontono permalink
    10 Junho, 2014 20:08

    Perante uma das situações mais difíceis que Portugal conhece desde há, pelo menos, 27 anos, a pomposa inutilidade denominada Presidente da República não disse nada. Não reuniu. Não fez proclamações. Não incentivou. Não desmentiu. Ao contrário de inúmeros exemplos em que a sua presidencial pessoa foi envolvida em situações dúbias – com o seu amigo Rendeiro do BPP, com o seu amicíssimo ex-Conselheiro de Estado do BPN, Dias Loureiro -, ou em casos(inhos) políticos sem réstia de comparação com o colapso iminente em que estamos, o Presidente Desta Espécie de República emudeceu.

    Gostar

    • 10 Junho, 2014 20:10

      Emudeceu, por um lado.
      Por outro, adormeceu com o próprio discurso.

      Gostar

  36. Alexandre Carvalho da Silveira permalink
    10 Junho, 2014 20:25

    O Mário Nogueira representa a escumalha deste país. É um reles funcionário de um partido politico totalitário e anti-democrático, que nunca ganhou eleições em lado nenhum.
    É como os camaradas dele, um fascista vermelho, promovido pela escumalha da “verdade a que temos direito” que controla a maioria das redacções dos media indigenas.
    É um “herói da classe operária” igual a tantos outros, que não sabem o que é trabalhar.

    Gostar

  37. ruber permalink
    10 Junho, 2014 20:47

    Quem nos diz a nós que aquele breve chilique não foi um truque para dispersar a manifestação?

    Gostar

    • Abre-latas permalink
      10 Junho, 2014 22:12

      Quem nos diz a nós que aquele protestosinho não foi só para manter o Nogueira e comparsas no mapa?

      Gostar

  38. A. R permalink
    10 Junho, 2014 21:23

    O pulha é porquito e sujo

    Gostar

  39. 63216321 permalink
    10 Junho, 2014 21:29

    Cá está o pulha… Ainda se ri….

    Gostar

  40. Kafka permalink
    10 Junho, 2014 21:41

    O Nogueira não é o único Neo Nazi, então o Arménio?

    Gostar

  41. Kafka permalink
    10 Junho, 2014 21:45

    A verdade é que esta malta Neo Nazi procura fazer-se passar por democratas, conhecem bem a doutrina promovida no Mein Kampf

    Gostar

  42. 10 Junho, 2014 22:34

    A bem da verdade, falta provar que ele se estivesse a rir do chilique…

    Gostar

    • 10 Junho, 2014 22:46

      Está provado pelo menos que se ria durante o chilique, como bem se vê das legendas que passam na TV

      Gostar

  43. António Brandão permalink
    10 Junho, 2014 22:41

    Pulha? Porquê? Quem chama pulha ao Nogueira saberá o significado da palavra pulha? O tipo não será flor que se cheire -opinião eivada de subjectivismo – mas não seria mais curial discutir as suas ideias em vez de o injuriar? Só porque que não pensa como nós?
    Acho que quem se arma em palmatória do mundo ou não tem espelhos em casa ou tem esqueletos no armário. Não é qualquer que se pode afirmar como democrata. É preciso um pouco mais de coerência e de temperança. Mais tolerância para o que é diferente e menos ódio!…

    Gostar

    • tozezito permalink
      11 Junho, 2014 10:02

      Discutir as suas ideias?… Mas quais ideias? Que ideias tem aquela criatura?
      Não havendo ideias, o que neste caso há para discutir, são comportamentos.
      “Mais tolerância para o que é diferente”? . Mas é possível haver tolerância perante os intolerantes? Teria sido possível haver tolerância, por exemplo, relativamente ao Silva Pais, que foi chefe da PIDE?

      Gostar

  44. 10 Junho, 2014 22:47

    Mário Nojeira: pancho villa da ensinança tramposa e trampolineira.

    Gostar

  45. Jeremias permalink
    10 Junho, 2014 23:07

    O pulha não passa dum vulgar canalha que vive unicamente para parasitar e chatear a sociedade que é obrigada sustentá-lo.

    Gostar

    • Francisco permalink
      11 Junho, 2014 00:55

      É um grande pulha, com a conivência de alguns jornalistas também eles pulhas e a carneirada que o segue, também eles uns grandes pulhas.

      Gostar

  46. 10 Junho, 2014 23:48

    Dá náuseas ler certos comentários! Então num momento em que a maioria dos cidadãos deste país perde direitos conferidos pela constituição da República, perde regalias adquiridas ao longo de anos de luta, contestação, saída das “áreas de conforto”, onde sempre permaneceram outros que beneficiaram das reinvidicações dos primeiros, quem se rebela contra este assalto quotidiano, contra o marasmo em que se deixam estar outros, é “pulha”???

    Gostar

    • 11 Junho, 2014 09:42

      Então num momento em que a maioria dos cidadãos deste país perde direitos conferidos pela constituição da República, perde regalias adquiridas ao longo de anos de luta, contestação, — ESTOU EM ABSOLUTO DESACORDO SOBRE O CONCEITO DE LUTA MAS PDOEMOS DEIXAR ISOS PARA OUTRA OPORTUNIDADE PORQUE AQUILO QUE ACHO UMA ABOLSUTA MISTIFICAÇÃO É CONSIDERAR-SE QUE

      “quem se rebela contra este assalto quotidiano, contra o marasmo em que se deixam estar outros, é “pulha”???” – NÃO SÓ É PULHA COMO NUNCA DEFENDEU NINGUEM A NÃO SER OS INTERESSES DA ESTRUTURA SECTÁRIA A QUE PERTENCE. POR ISSO PARTICIPA EM CELEBRAÇÕES DO 1º D EMAIO NA DITADURA CUBANA, POR ISSO NUNCA SE INTERESSOU PELAS CONDIÇÕES DETRABALHO DOS PROFISSIONAIS DO SECTOR MA SSIMPLEMENTE POR AQUILO QUE AO SEU +ARTIDO INTERESSAVA QUE NA QUELE MOMENTO FOSSE FEITO

      Gostar

      • PAN permalink
        11 Junho, 2014 12:05

        A acusação do 1º de Maio em Cuba já foi desmascarada várias vezes, é preciso muito descaramento para a repetir.

        Quanto ao resto – nunca defendeu ninguém… etc. – não passam de acusações genéricas de alguém que se sente incomodado pelas acções dele. O que é sintomático. As mesmas acusações não são feitas a muitos sindicalistas, bem comportadinhos, que só vivem para se sentar à mesa com governantes e assinarem acordos que não favorecem quem deviam representar. A esses não chamam pulhas, claro, não incomodam, não é?
        Agora perguntem a um professor (não é o meu caso) quem é que ele prefere ter como representante. O “pulha” que a incomoda ou o bem comportadinho?

        Gostar

    • Jeremias permalink
      11 Junho, 2014 09:44

      Tem toda a razão… acerca das náuseas. Eu depois de ler o seu comentário tive de correr para a casa de banho.

      Gostar

    • tozezito permalink
      11 Junho, 2014 09:52

      Já cá faltava a Madame Maria Leonor a invocar “os direitos conferidos pela Constituição da República”. Nem sequer dá para me dar náusea. Só acho “imensaaaa…” pilhéria à frase feita, e rio à gargalhada, tá ver…Madame?

      Gostar

    • Luis Moreira permalink
      11 Junho, 2014 11:37

      Ai, o pulha rebela-se contra o marasmo? Não sabia. Julgava que o marasmo é ele mesmo, o pulha

      Gostar

    • Joaquim Amado Lopes permalink
      11 Junho, 2014 15:53

      Tem razão, Maria Leonor. Dá náuseas ler comentários como o seu.
      Por acaso os “direitos conferidos pela constituição da República” e as “regalias adquiridas ao longo de anos de luta” são só para alguns e quem vier a seguir (e está agora a pagar esses “direitos” e “regalias”) que se lixe?

      Gostar

  47. 11 Junho, 2014 00:26

    Excelente post, cara Helena Matos. Eu preferia acreditar (i.e., desejaria) que a maior parte dos professores não se revisse nesse sujeito.

    Gostar

  48. Oliveira e Dias Duarte permalink
    11 Junho, 2014 08:06

    Os pulhas são assim mesmo. Fazem-se de inocentes e de indignados perante os jornalistas, exigem respeito pelo seu direito ao bom nome e afirmam-se como patriotas que só querem o bem de Portugal, mas depois vivem à custa dos contribuintes portugueses, riem-se dos sacrifícios dos portugueses e fazem de conta que não são pulhas.
    O pulha é apenas um pulha. O pulha nunca deixa de ser pulha. Mas é o nosso pulha, é o pulha que nós nos esforçamos por esquecer: são os pulhas do BPN!

    Gostar

  49. sergiomartins permalink
    11 Junho, 2014 10:02

    Vão- se catar. Cocem-se. Mais pulha é o PR, há mais de 30 anos na frente da política nacional e que é um dos responsáveis pelo afundamento de Portugal. Aguentem mais um década para ver bem o tamanho do buraco onde estamos caindo.

    Gostar

  50. Castrol permalink
    11 Junho, 2014 11:32

    O Pulha, para além de mal educado, é um grandessíssimo FDP!

    Gostar

  51. 11 Junho, 2014 11:36

    Sem desejar mal nenhum à pessoa de Cavaco Silva, devo confessar que a ideia do seu impedimento de exercer o cargo de Presidente da República me deu uma grande alegria. Não estarei a exagerar, se achar que não estou sózinho. Entendo que muitos tenham pena do que sucedeu ao cidadão Cavaco Silva com os seus 74 anos. Todos nós gostamos dos nossos avós e nos sentimos preocupados quando eles têm problemas de saúde, mas não nos devemos esquecer que ele estava ali na qualidade de Presidente da República. Se não se sente capaz de arcar com a agenda, ou se não o consegue fazer, dê o lugar a gente mais nova.
    Não me venham com essa de que não se deve protestar só porque certa pessoa se sente mal! …

    Gostar

  52. PAN permalink
    11 Junho, 2014 11:38

    Vejo que o “Pulha” está a incomodar muita gente. Gente tão bem formada que tem como principal argumento insultar quem não gosta, e atirar acusações, algumas tão completamente idiotas que só fanáticos as engolem, para enlamear o “Pulha”

    Não sou professor, mas, se fosse, e pelo que aqui vejo, o “Pulha” teria o meu apoio. É que, quem assim vos incomoda deve estar a fazer um bom trabalho

    Gostar

  53. joao lopes permalink
    11 Junho, 2014 11:46

    ofender é so o que a direita sabe fazer

    Gostar

  54. joao lopes permalink
    11 Junho, 2014 11:48

    na verdade quem tem mal tratado este pais é este senhor ,cavaco silva,ele é o responsavel pela situaçao do pais e isto sim chama-se ofender,mas ofender uma naçao inteira

    Gostar

    • Tiro ao Alvo permalink
      11 Junho, 2014 19:37

      Lopes, se fosses apreender a escrever é que brilhavas. Assim, a escrever com os pés, denuncias a tua ignorância, na circunstância misturada com estupidez. Uma vergonha, portanto.

      Gostar

      • João. permalink
        12 Junho, 2014 00:26

        Desde quando é que é preciso escrever correctamente para ter opinião política?

        Gostar

  55. Florêncio Nightingale permalink
    11 Junho, 2014 12:46

    Manifesto anti-Nogueira… Está tudo dito…

    Quanto ao mais, as fotos do homem a ser levado em braços são, de facto, cómicas. O homem em quem eu votei até 1996…

    Alguém que se ria neste país de tias e deprimidos.

    Gostar

    • tozezito permalink
      11 Junho, 2014 12:53

      Este Florêncio que agora se ri, também irá achar cómicas as fotos que forem tiradas e um dia mostrarem o seu pai ou a sua mãe a serem levados em braços?

      Gostar

      • João. permalink
        11 Junho, 2014 15:31

        Pois, pela sua lógica portanto, uma vez que concorda com o post, você não se importará que se chame a sua mãe ou o seu pai de pulha.

        Gostar

      • tozezito permalink
        11 Junho, 2014 17:03

        Importar, importava-me. Ficava muito magoado, mas teria de compreender que, se por absoluto absurdo, o meu pai acaso tivesse um comportamento de pulha, esse epíteto lhe fosse aplicado. Seria para mim um enorme desgosto.
        Mas pela sua formação moral, nem meu pai nem minha mãe seriam capazes de se rirem ao verem um adversário ou mesmo inimigo político ser levado desmaiado, em braços.

        Gostar

      • joao. permalink
        11 Junho, 2014 17:57

        Mas se calhar voce ja seria capaz de acusar sem provas que nao imagens fugidias na tv, ainda por cima montadas.

        Gostar

      • João. permalink
        12 Junho, 2014 00:30

        Mas, pelos vistos, você não se importa se acusar alguém de rir de outro sem outra prova do que imagens fugidias e ainda por cima montadas [sabe que nos telejornais as imagens são editadas?] E mais ainda, você deve ter a mania que é algum telepata para estar a ler a mente do sindicalista e perceber o que ele pensou ou não pensou do desmaio de Cavaco.

        Gostar

  56. Martins permalink
    11 Junho, 2014 13:22

    Só posso estar de acordo. Pulhas há muitos mas este, supondo-se representar pulhas eruditos e cultos só pode ser super-pulha porque os leva na cantiga.

    Gostar

  57. 11 Junho, 2014 15:29

    Pulha é quem apoia esta cambada que rouba Portugal.Não sou advogado,muito menos advogado de Mário Nogueira,mas se o PR cumprisse e fizesse cumprir a Constituição da Republica,nada disto teria acontecido.Já agora a titulo de informação,quem elegiu o Mário Nogueira foram os professores sócios do Sindicato e são eles também que lhe pagam o ordenado,pois ele recebe do Ministério da Educação e este remete ao Sindicato para que este pague,não sabiam ficam a saber.Eu sei que há muita gente que gostaria de acabar com os sindicatos,seria o ideal para escravizar quem trabalha.Pulhas são todos os que vivem á custa do trabalho dos outros e não quem nos defende.Tenham vergonha.

    Gostar

  58. João. permalink
    11 Junho, 2014 15:41

    “O pulha há anos que não trabalha.”

    A idiota não sabe o trabalho que dá coordenar um sindicado.

    Gostar

  59. nuno permalink
    11 Junho, 2014 18:43

    O 25 de abril foi ha mais de quarenta anos hoje não faz sentido haver sindicatos é só olhar para a auto europa e ver, caso eles ainda lá estivessem já a auto europa tinha ido para outras paragens ha muitos anos!

    Gostar

  60. Vicente permalink
    11 Junho, 2014 20:07

    Trabalho dà aturar putos birrentos e mal educados. Trabalho dà corrigir testes e preparar aulas ao fim-de-semana! Passear pelo paìs à custa dos outros, dormir em hotéis à custa dos outros, fazer cartazes infantis, e saltar como um deficiente mental é que dà trabalho? E qualquer – ia dizer pessoa mas não posso – animal que faça festa quando hà alguém se sente mal é mesmo um pulha!

    Gostar

  61. Alcolena permalink
    11 Junho, 2014 22:30

    Falam, falam, falam mas ninguém estava ao lado do pulha para lhe dar 2 bofetadas para o calarem. Essa é que é essa!!!

    Gostar

  62. Zegna permalink
    11 Junho, 2014 23:13

    a democracia abstencionista que é a ideologia do povo otário português tem destas coisas …..faz nascer muitos pulhas e o governo agradece , cumps.

    Gostar

  63. 11 Junho, 2014 23:35

    Concordo plenamente com tudo, ou quase td, o que li mas…Democracia continua a ser utopia…e pior que isso é Português ser de feição a aplaudir quem o repudia! Que é feito da nossa soberania?! Será preciso esperar outros 30…40 anos por outro Salazar para haver rigor na Economia?!…tanto se recrimina…mas construir, fundar…converter…reverter ou mesmo planear reconstrução da sita soberania…NADA!”Vendem-se os anéis…ficam os dedos” diz o Povo! Deixaram-se tomar os anéis…deram-se os dedos!!!

    Gostar

  64. 12 Junho, 2014 00:23


    “Obs. Já agora quantas pessoas votaram no pulha? Como é eleito o pulha?”

    Precisamente 2.159.742 eleitores. Tendo em conta as últimas sondagens, eu diria que é eleito por emprenhamento colectivo pelos ouvidos. Espero ter conseguido manter o nível da discussão.

    Gostar

Trackbacks

  1. O deputado Nuno Melo e o desmaio do Presidente | VAI E VEM
  2. Praça da República » O pulha – O post do semestre
  3. Os pulhas | O Insurgente

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: