Saltar para o conteúdo

Separação de poderes

24 Julho, 2014

Ricardo Salgado é culpado. Em particular é culpado por ter sido (alegadamente) preso. Toda a gente sabe que: 1) não se prendem estudantes fora do país; 2) não se prendem pessoas que se identifiquem como professores mesmo que impeçam outros das suas liberdades; 3) não se prendem pessoas em exercício de cargos relevantes.

Salgado devia ter previsto a sua saída com uma (ou mais) das seguintes situações: 1) ir estudar para Paris; 2) participar em acções de protesto violentas contra o capitalismo e a morte consumada do SNS/escola pública/CTT/cluster do mar/clube de bridge/SIC Comédia/natalidade/agricultura/pescas/tribunal de Vila Chã Norte/inteligência; 3) arranjar um tacho.

É fundamental manter a separação de poderes em Portugal. Nomeadamente, é fundamental manter a separação entre os que os têm e os que os perderam.

Anúncios
45 comentários leave one →
  1. BELIAL permalink
    24 Julho, 2014 10:41

    VAE VICTIS – já dizia brennus…

    Gostar

  2. Bal permalink
    24 Julho, 2014 11:19

    O que é que esta merd@ tem a ver com os professores? Já parece perseguição.

    Gostar

  3. BELIAL permalink
    24 Julho, 2014 11:29

    Portugal, lindo «jardim de flores à beira-mar plantado», «brinquinho que a Europa traz na orelha…», rectângulo lusíada de «nobre povo, nação valente e imortal…», este pequeno mas grande país, pela sua posição topográfica – de costas voltadas para a Europa – viu-se irremediavelmente forçado, desde o seu nascimento há oito séculos. a olhar. noite e dia, o espaço infinito do Oceano Atlântico (Alegoria da Caverna de Platão?…) em cujas águas convulsivas de perigos, o céu azul reflete a mulforme fisionomia da sua beleza e cuja atracção irresistível encheu de acontecimentos sublimes as mais belas páginas da sua história. Oh! Portugal de Abril, dos cravos, de Fátima, do fado e da saudade!…

    Gostar

  4. anónimo permalink
    24 Julho, 2014 11:45

    O Ministério Público já o ouvira antes no mesmo processo e não foi preciso fazer qualquer detenção para isso. Se esta detenção acontecesse no âmbito de um dos processos novos, ainda se entenderia.
    Mas, deste modo, é apenas para o MºPº cavalgar a onda justicialista em curso, depois do homem cair em desgraça, fingindo que a lei é igual para todos. Que, antes, o MºPº nem se atrevia a chegar-se perto dele, sem se fazer anunciar com faxavor e desculpe o incómodo.

    De qualquer modo, regista-se que, ao contrário do habitual em que as detenções são feitas no dia das buscas, obrigando o detido a passar uma noite nos calabouços antes de ir ao Juiz de Instrução, neste caso o MºPº não teve tomates para o prender de véspera. Foi detido e conduzido imediatamente ao Juiz que já estava á espera dele.

    Em suma: nem a detenção era necessária, nem tiveram a coragem de o deter como costumam fazer aos outros.

    Um dia será escrita a história do mal que o MºPº, por estar organizado como está, fez ao regime e ao País.

    Gostar

  5. Manuel permalink
    24 Julho, 2014 12:14

    Penso que este teatro de sombras se destina a preparar a opinião pública para a conta que deve estar a chegar (o BES apresenta contas a 30 de julho de 2014).

    Gostar

    • Churchill permalink
      24 Julho, 2014 15:08

      Ou então a desvalorizar para comprar barato!
      Nos últimos dias há muito “chinês” a entrar em força, vejam as cotações

      Gostar

  6. Dorival permalink
    24 Julho, 2014 12:21

    O Barroco é a fase terminal de qualquer estética. Isto de ir buscar ideias sem nexo e inventar-lhes um é típicamente Barroco.

    Gostar

  7. Joaquim Carreira Tapadinhas permalink
    24 Julho, 2014 12:33

    O Pessoa já previa uma situação difícil para o Salgado, quando, na Mensagem, refere que o Mar Salgado são lágrimas de Portugal. Daí, se o Salgado está em maus lençóis, isso reflecte-se em toda a extensão territorial do país. Concluo que o Pessoa, para além de ser um génio na literatura, também tinha um pouco de adivinho, como o sapateiro Bandarra.

    Gostar

  8. 24 Julho, 2014 12:55

    Isto para mim é muito confuso.
    Chegam a casa de um senhor com um mandado de quê? Captura, detenção, interrogatório?
    Ora bem com esse papelinho onde presumo nada está explicado conduzem um senhor perante um juiz.
    Até aqui é um homem livre.
    Depois do interrogatório o juiz pode determinar que não há provas nenhumas de nada.
    E é posto delicadamente na rua.
    Quem paga por todo este aparato e pelos danos causados à pessoa.
    Note-se que estão a falar em abstracto.
    Quanto a este senhor ele será preso novamente ou quando os que o prenderam da outra vez voltarem ao poder ou quando o Benfica ganhar a terceira Taça da Champions.

    Gostar

    • Churchill permalink
      24 Julho, 2014 15:09

      Nem mais
      A comunicação social já decidiu que é arguido e culpado!

      Gostar

  9. Carlos Dias permalink
    24 Julho, 2014 12:56

    O Salgado foi dentro por um processo que já poucos se lembravam, se o grupo deixou de pagar a quem de direito, isso é outra coisa.

    Gostar

  10. Carlos Dias permalink
    24 Julho, 2014 12:57

    Ainda por cima estamos num estado de direito.

    Gostar

  11. JP Ribeiro permalink
    24 Julho, 2014 13:19

    Salgado está a ser vítima do síndroma Vale e Azevedo. Com um grave senão que é o risco de meter a boca no trombone. E aí fia mais fino.
    O animal feroz já pode ir fazendo contras à vida. Mas isto sou eu a pensar porque sou ingénuo e acredito que isto ainda é uma país a sério, tipo Guiné Equatorial.

    Gostar

  12. 24 Julho, 2014 13:25

    Pelo vistos e parafraseando Ana Gomes “Ninguém, chame-se Salgado ou Espírito Santo, pode ser demasiado santo para não ir preso”.
    Digamos que santo é que ele nunca foi, não é verdade VC?

    Gostar

  13. Almeida permalink
    24 Julho, 2014 13:41

    E no meio disto tudo, o mais importante? Afinal de contas, quem controla a banca? Quem é o “dono disto tudo”?

    Gostar

    • lucklucky permalink
      24 Julho, 2014 14:02

      É preciso dono? Que tal cada um tratar do que é seu?

      Gostar

      • Almeida permalink
        24 Julho, 2014 17:53

        lucklucky:
        Preciso não é. Mas que há, há.

        Gostar

    • Churchill permalink
      24 Julho, 2014 15:12

      Como diz o professor Karamba aos domingos, essa é que é a questão.
      Alguém vai lucrar com a queda do BCP, do BES e dos que irão a seguir, que isto de ter dinheiro angolano no capital social não dá saúde a nenhum banco!

      Gostar

  14. LTR permalink
    24 Julho, 2014 14:01

    Separação de poderes? Campos Ferreira acaba de dizer na SIC que é de fonte do fisco dada ao próprio a informação de que a lei do perdão fiscal foi feita para servir este banqueiro e a pedido do próprio. Isto em Angola não é corrupção sistémica nem descarada. Vamos ouvir o que têm para dizer os lideres partidários, presentes e candidatos de todos os partidos, bem como deputados e todos os puritanos. Provavelmente os mais calados serão os que já sabem, sabiam, estão ou estiveram.

    Gostar

  15. LTR permalink
    24 Julho, 2014 14:02

    Correção: disse-o José Gomes Ferreira, não Campos Ferreira.

    Gostar

    • Churchill permalink
      24 Julho, 2014 15:13

      Pois esse também já sabe tudo e mais alguma coisa, mas continua a não saber nada de grave do patrão, que por acaso até era sócio do BPP!

      Gostar

  16. insider permalink
    24 Julho, 2014 14:07

    campos ferreira, ltr?
    talvez josé gomes ferreira…
    e, já agora: não foi ninguém preso…
    é só detido…
    a factura para os habitantes do rectângulo vem já a seguir…

    Gostar

  17. joao lopes permalink
    24 Julho, 2014 14:41

    ricardo salgado,fez negocios desastrasos,por isso mesmo deve ir preso ou posto na rua ,a viver de esmolas

    Gostar

  18. monica permalink
    24 Julho, 2014 15:55

    Uns vivem de subsídios; outros vivem todo o tempo a roubar. Talvez seja neste raciocínio que isto tem tudo a ver com professores.
    Punha aqui um onequinho, mas não sei …

    Gostar

  19. BELIAL permalink
    24 Julho, 2014 16:20

    Há que ouvir os titulares da pretérita governaça, mailos acutililantes reguladores.
    Depoimentos esclarecedores, decerto, para futuro…

    Como sempre ( a sua honra chama-se lealdade…)
    Aliás, sicariam de mal com com a própria “semper fidelis” consciência – ora essa!

    Por mim, limito-me a pedir justiça, oferecendo em merecimento dos autos o que vier a ser provado em audiência de julgamento… 🙂

    Gostar

  20. BELIAL permalink
    24 Julho, 2014 16:24

    Há que ouvir os titulares da pretérita governaça, mailos acutilantes reguladores.
    Depoimentos esclarecedores, decerto, para “para memória futura” – que o que lá vai lá vai……

    Como sempre ( a sua honra chama-se lealdade…). Aliás, ficariam de mal com com a própria “semper fidelis” consciência (“Ora essa, era só mais o que faltava!”).

    Por mim, limito-me a pedir justiça, oferecendo em merecimento dos autos o que vier a ser provado em audiência de julgamento… 🙂

    Gostar

  21. tony permalink
    24 Julho, 2014 17:21

    é talvez o maior vigaro da historia de Portugal já foi obrigado a repor 8 milhões de fuga de capitais, a procissão ainda vai no adro as provas são evidente mas vai prescrever pois é uma pessoa séria

    Gostar

  22. Carocha permalink
    24 Julho, 2014 19:09

    As honrarias que se pestam a estes devassos da moralidade vigente.! Vão depôr dizem umas patacoadas,pagam umas milhentas de caução et voilá retornam ao aprazível convívio da sociedade altamente priviligiada a que pertencer.E nós,os humildes de alma e coração a pagar o pato.Sempre ,sempre ad eternum.Safa!Estou farto.!!!

    Gostar

  23. 24 Julho, 2014 19:11

    Corrijo privilegiada a que pertencem

    Gostar

  24. 24 Julho, 2014 19:16

    A mim confundem-me estes timmings. Este não será um processo em banho-maria há anos?
    Para uns, como este, a justiça é um prova de fundo, para outros como o parisiense (e as malfadadas escutas, e a sua destruição) a justiça foi uma prova de velocidade.

    Gostar

    • 24 Julho, 2014 20:55

      Jorge Gabinete: “parisienso”. afinal, era SÓ um pobre estudante estrangeiro, longe de casa, mais um emigrado à força, Quartier Latin, esse bairro de barracas de padeiros portugueses. Pois!

      Gostar

  25. LTR permalink
    24 Julho, 2014 19:42

    “Este não será um processo em banho-maria há anos?”

    Pelo mansinho de alguns “touros” das comissões deve ser algo já com muitos anos, sim senhor. Parecem anestesiados! Provavelmente vai chapinar porcaria enterrada.

    Gostar

  26. Slint permalink
    24 Julho, 2014 20:12

    Tanto barulho com isto…Não se preocupem amiguinhos, ele jamais irá ser condenado pelo que quer que seja.
    Keep calm and trust sistema judicial português.

    Gostar

    • 24 Julho, 2014 20:58

      De facto, Slint. Se tivermos em conta os processos passados recentes, envolvendo robalos e pagadores de sucateiros, tem toda a razão.

      Gostar

  27. 24 Julho, 2014 20:49

    Pronto, “estudante fora do país”: tocou meu coração.

    Gostar

  28. 24 Julho, 2014 23:22

    Não foi peso. Foi detido. E a culpa é dos malandros dos reguladores – seja lá o que isso for – que não deixam a livre iniciativa em paz.
    Há cada vez menos heróis em Portugal e os culpados são os perigosos esquerdistas que inventam cada coisa, como pesoas que controlam as outras.
    Chiça! Acabe-se já com o o Banco de Portugal, ou ponha-se como seu presidente, o Dias Loureiro, quanto ao Carlos Tavares da “Bolsa” , também pode ir de “frosques” e o que dizer do Ministério Público que bem podia andar a “chatear” uns quantos sindicalistas “austronautas”

    Gostar

  29. 25 Julho, 2014 01:16

    O velhote do Cavaco…
    João Rendeiro…
    O senhor que faleceu há uns tempos…
    Ricardo Salgado…
    O Ultra-Riche…

    Toda esta gentinha andou (e anda, parte dela) a expor por aí as suas virtudes e a ensinar aos outros, num misto de bonomia e de superioridade, como é que se faz para ter sucesso e tal e tal…

    Vai-se a ver, como diria o Almada, e são todos uns trafulhas… ALEGADAMENTE…

    Gostar

  30. 25 Julho, 2014 01:19

    Quanto à separação de poderes, de facto é com (fingido) espanto que veja a jornaleirada toda, AGORA, a referir-se ao muito que já sabia e que se ouvia dizer e que se comentava…

    Tudo gente zelosa e com big balls… not…

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: