Saltar para o conteúdo

All’s Well That Ends Well

21 Fevereiro, 2015

Tudo está bem quando termina bem.

Os gregos obtiveram uma grande vitória, conseguindo que toda a gente perca mais tempo a designar a troika de forma genérica com “as instituições” – validando o grito de ordem “eu nunca os distingui, troika fora daqui”; também conseguiram garantir que serão ouvidos pela troika por “as instituições” no dia em que tentarem pedir uma revisão da meta acordada, como quando Vitor Gaspar o fez, com sucesso, apesar do tom menos espalhafatoso nas tertúlias televisivas entre progressistas ou, provalmente, com sucesso por isso mesmo, isto apesar dos protestos de João Galamba (PS) que considerou que tal seria apenas “alongar o martírio”. Outra coisa que os gregos conseguiram foi garantir que a troika “as instituições” guardam o fundo de recapitalização da banca grega, não vá o Tsipras entrar numa loja de guloseimas. Em acréscimo, conseguiram voltar a Dezembro de 2014 mas com perspectiva de austeridade por mais tempo e uma enorme desconfiança da parte dos parceiros, o que permite ao eleitor grego uma janela temporal alargada para analisar o significado da expressão “crise humanitária”.

Os restantes países, por sua vez, conseguiram fingir que havia uma negociação séria em curso e conseguiram tratar o ministro Varoufakis com a bonomia com que se trata a criança que não se cala com o presente que o Pai Natal trouxe.

Toda a gente está feliz. Devíamos fazer isto mais vezes.

73 comentários leave one →
  1. PiErre permalink
    21 Fevereiro, 2015 09:55

    O regabofe continuará ad aeterno, tal como está escrito nos Livros.
    Irrevogável, decretou Paulo Portas.
    A marcha continua.

    Gostar

    • Bolota permalink
      21 Fevereiro, 2015 13:09

      De uma coisa Maria Luís não se livra, foi educadamente apelidada de sopeira da Merkel

      Gostar

      • jmpg permalink
        21 Fevereiro, 2015 14:19

        Sopeira? oh amigo bolota, você é um pouco bronco , A linguagem que usamos é sempre importante . Podia explicar -lhe um dia porque razão devia usar outros termos

        Gostar

      • 21 Fevereiro, 2015 14:25

        Venham de lá esses novos termos.
        Mas vim aqui par adar uma boa noticia aos broncos como tu.

        ” Trabalhadores da Artlant PTA em Sines em regime de ‘lay-off’ nos próximos meses ”

        Sabes o que quer dizer??? Que a economia da Maria Luis, cavalga a onda da casa mãe a Alemanha do Marreco e da Merkel. Com uma diferença, por cá há ‘lay-off’ e lá…

        Atina porra

        Gostar

      • Eleutério Viegas permalink
        21 Fevereiro, 2015 15:19

        Que estupidez, xexé. Antes aliado da Alemanha, com que temos relações económicas importantes, que amigalhaço dos palhaços da Grécia, que apenas nos deve dinheiro.

        Gostar

      • Tiradentes permalink
        21 Fevereiro, 2015 17:14

        Isto é a comida para porcos a falar das mulheres de limpeza de forma xenófoba.

        Gostar

      • lucklucky permalink
        21 Fevereiro, 2015 17:49

        Bolota demonstra como o sexismo e desprezo pelas classes sociais ao contrário do que proclamam continua bem forte na Esquerda.

        Gostar

      • joaquim permalink
        21 Fevereiro, 2015 17:51

        A Alemanha é um grande país a quem os socialistas e os portugueses muito devem. Aconselho um pouco mais de leitura e conhecimento.

        Gostar

    • Beirao dos Sete Costados permalink
      21 Fevereiro, 2015 14:02

      A Alemanha nunca asfixiaria a Grecia nem a empurrava para fora do Euro. Seria um mau exemplo e, matando a galinha, deixaria de haver ovos. Vai deitando agua na fervura na esperanca que o Syrisa se torne irrevelante. A Alemanha Imperial nao vai abdicar de todo o seu poder e nao ira mudar de rumo. Pode mudar a roupagem mas no intimo tudo vai continuar na mesma…ate aparecer um Podemos ou Le Pen mais fortes e agressivos. De Portugal nao precisa de ter medo – as classes mandantes ja estao bem amestradas e vao-se alternando na posse do “pote”.

      Gostar

  2. Marquês Barão permalink
    21 Fevereiro, 2015 10:04

    Filhos de pai incógnito conhecido com troika a mudar de nome para instituições. Faz lembrar a história do Francisco Merdas que incomodado com o nome foi ao registo para mudar. Sim senhor, então como é que deseja? Manuel Merdas.

    Gostar

  3. balde-de-cal permalink
    21 Fevereiro, 2015 10:23

    a falência grega é inevitável

    Atenas, tal como Lisboa e outras, são cidades
    onde vegetam os escroques da função pública,
    o sector terciário

    os outros o pagam a factura

    Gostar

    • Eleutério Viegas permalink
      21 Fevereiro, 2015 15:20

      Ora aí está. Milhares e milhares de penduras…

      Gostar

  4. anónimo permalink
    21 Fevereiro, 2015 10:59

    Pelos vistos o jantar do eurogrupo foi omolete de túbaros.

    Gostar

  5. Juromenha permalink
    21 Fevereiro, 2015 11:01

    RNE : ” Lunes, Varoufakis cota la coleta”.
    Sempre tauromáquicos, os hermanos…

    Gostar

  6. Juromenha permalink
    21 Fevereiro, 2015 11:02

    Corrigindo, “corta la coleta”.

    Gostar

  7. FGCosta permalink
    21 Fevereiro, 2015 11:07

    Ainda não vi nenhuma referência a uma afirmação que Veroufakis fez ontem em resposta a um jornalista. Disse o ministro grego que o aumento de preços incomportável que se verificou na Grécia se deve a que, com a crise, muitas empresas faliram e deixou de haver concorrência. Pouco depois afirmou que não tem qualquer preconceito em relação às privatizações…
    Raramente se ouve uma hoje em dia uma tão clara afirmação das virtudes do mercado capitalista e liberal. Vivemos de facto num mundo estranho: o controlo apertado da economia e finanças pelo estado, com aumento de impostos, taxas e regras apertadas, com tem sido feito por cá, tem sido reiteradamente considerado como ultra-liberalismo. Faltava agora ficarmos a saber que o estímulo da concorrência de mercado, e livre iniciativa na implementação das medidas para se atingir um fim (foi isso que o Syriza, em substância conseguiu) passa a ser considerado como uma vitória dos princípios da esquerda radical (o PCP lá terá as suas razões em se afastar da polémica…). Quem sabe se o Syriza não irá ainda colocar no terreno as soluções da Escola de Chicago e Milton Friedman?
    Não me espanto muito: em marketing ideológico, o que sempre contou foram os rótulos, nunca o conteúdo. Se por acaso for assim (não acredito, mas é um cenário) não tenho problemas nenhuns em passar a beber Barca Velha metida numa garrafa de carrascão…

    Gostar

    • JoaoMiranda permalink*
      21 Fevereiro, 2015 12:54

      A Grécia não está em deflação?

      Gostar

      • Serpa Capelo permalink
        21 Fevereiro, 2015 18:06

        Não, não está em deflação…
        Está em defecação

        Gostar

  8. A. R permalink
    21 Fevereiro, 2015 11:46

    Agora a austeridade passou a chamar-se “reformas”. O comunismo faliu antes de começar

    Gostar

  9. Almeida permalink
    21 Fevereiro, 2015 11:55

    O Vitorcunha não percebe nada de futebol. Os únicos comentários certeiros, são os que se fazem depois dos jogos e, este, ainda não acabou. Recordo as previsões de vitória por falta de comparência que por aqui se fizeram (expulsão inevitável da Grécia). “Cautelas e caldos de galinha”.

    Gostar

    • PiErre permalink
      21 Fevereiro, 2015 21:43

      Pois, mas em verdade vos digo: o regabofe vai continuar.

      Gostar

  10. Mal por Mal permalink
    21 Fevereiro, 2015 12:25

    Quem precisa, precisa sempre, e com a gente cá do sul, foi sempre assim, e continuará.

    Os capitalistas gregos e portugas já têm os seus carcanhois bem guardados.

    A carneirada continuaremos sempre na merda como no tempo do ulisses.

    Gostar

  11. Zé dos Bois permalink
    21 Fevereiro, 2015 13:15

    Estar no Euro e com a austeridade alemã é tão mau, tão mau, tão mau, que os Sirizos baixam as calças e aceitam qualquer coisa para poderem continuar no Euro.

    Gostar

    • Bolota permalink
      21 Fevereiro, 2015 13:26

      Estar no Euro e com a austeridade alemã é tão mau, tão mau, tão mau, que a Alemanha e afins baixam as calças e aceitam qualquer coisa para poderem continuar a mamar lucros fabulosos

      Gostar

      • Zé dos Bois permalink
        21 Fevereiro, 2015 14:23

        E os gregos aceitaram continuar a ser papados pelos alemães. Duvido que estes Sirizos aguentem até Junho.

        Gostar

      • 21 Fevereiro, 2015 14:30

        Zé dos Bois

        E se eles conseguirem outras fontes de financiamento, vindo de onte a quadrilha não quer que venha???

        Gostar

      • 21 Fevereiro, 2015 14:38

        Sim, o Bolota já mandou três cabras para ajudar a pagar a conta.

        Gostar

      • anónimo permalink
        21 Fevereiro, 2015 14:34

        A Venezuela é que é bom.

        Gostar

      • Zé dos Bois permalink
        21 Fevereiro, 2015 14:42

        Já tivemos cá um que também prometia arranjar outras fontes de financiamento de países irmãos, mas a Dilma mandou logo dizer que não comprava lixo.

        Gostar

      • 21 Fevereiro, 2015 15:07

        vitor

        Por acaso não, mandei isso sim umas sacas de boletas e a diponibilidade de uma mão cheia de alentejano para irema par alá ajudar a Grecia

        Gostar

      • Luis Marques permalink
        21 Fevereiro, 2015 15:07

        Óptimo negócio para os alemães, baixam as calças e mamam lucros fabulosos, já os gregos baixam as calças e…mamam o quê?

        Gostar

      • Bolota permalink
        21 Fevereiro, 2015 20:51

        Se o negocio fosse só bom para os Alemães..

        Vítor Constâncio ganhou mais de 325 mil euros no BCE

        http://www.sol.pt/noticia/124531

        Mas depois o salário mínimo Grego é ENORMISSIMOOOOOOOOO

        Gostar

      • 21 Fevereiro, 2015 20:54

        Bolota, pare lá com a tentativa de agitprop com non sequitur.

        Gostar

  12. Alexandre Carvalho da Silveira permalink
    21 Fevereiro, 2015 13:39

    Alguém explica a este tipo o que é que se passou ontem, porque parece que ele ainda não percebeu. Ou, manhoso como é, quer fingir que não percebeu.

    http://observador.pt/2015/02/20/antonio-costa-diz-que-prevaleceu-bom-senso-e-nao-a-linha-suicidaria-no-acordo-com-grecia/

    Gostar

  13. insider permalink
    21 Fevereiro, 2015 14:06

    vamos aguardar um nadita para ver quem ganhou, quem perdeu e quem fez e faz figura de urso…
    ou, a história da cuspidela do ministro grego no “enviado especial” da rtp:
    vocês são mais alemães do que os alemães

    Gostar

    • Alexandre Carvalho da Silveira permalink
      21 Fevereiro, 2015 14:55

      Quem perdeu em Portugal foram os “losers” do BE e do PS mais as adjacências Rui Tavares e quejandos. O “gang” Tsipras/Varoufakis perdeu pelas mesmas razões que perderam o Hollande e o Renzi: os que passam os cheques é que “cortam o toucinho”.
      À esquerda indigena bronca e que nunca aprende, sobra-lhe o consolo quase orgásmico de chamar “criados dos alemães” ao Passos Coelho e à Maria Luís.

      Gostar

      • 21 Fevereiro, 2015 15:05

        Boas maneiras” não deixam Varoufakis responder a Portugal

        A Maria luis, baixou a cabecita vermelha que nem um rabano

        Gostar

      • 21 Fevereiro, 2015 15:14

        Por acaso, boas maneiras consistem exactamente no contrário disso. Mas não espero que o perceba.

        Gostar

      • Almeida permalink
        21 Fevereiro, 2015 15:26

        Vocês já estão a discutir o resultado final do jogo e nem reparam que as equipas mal se perfilaram para a fotografia inicial. Respirem fundo e aguardem.

        Gostar

      • Pedro Martins permalink
        21 Fevereiro, 2015 15:38

        Boas maneiras?! Castiço!
        “Troika? A CIA também tinha boas pessoas que torturavam prisioneiros, diz Varoufakis”

        Gostar

      • Alexandre Carvalho da Silveira permalink
        21 Fevereiro, 2015 15:40

        Bolota, nem tu nem o Varoufakis sabem o que são boas maneiras.
        Almeida, não é dificil adivinhar qual vai ser o resultado de um jogo queao intervalo já está 10 a zero.

        Gostar

      • Almeida permalink
        21 Fevereiro, 2015 16:01

        Alexandre:
        Espero que, ao contrário do vitorcunha, venha aqui reconhecer que, afinal, o jogo mal tinha começado. Pela minha parte, conte com idêntica disponibilidade.

        Gostar

      • 21 Fevereiro, 2015 16:07

        Se há uma coisa que eu aprendi é que há pessoas que não devem ser contrariadas. Eu admito tudo menos ter assassinado o JFK.

        Gostar

      • Alexandre Carvalho da Silveira permalink
        21 Fevereiro, 2015 17:21

        Eu sei que há aqui muita gente que não gosta do que ele escreve, e pessoalmente tenho pena que JMF tenha deixado de publicar aqui no Blasfémias, mas este é um artigo que reflete a realidade dos factos. O resto, é conversa fiada.

        http://observador.pt/opiniao/as-entradas-de-leao-e-a-saida-de-sendeiro-do-syriza

        Mas se não gostarem deste, fica aqui este também:

        http://observador.pt/2015/02/21/vital-moreira-diz-que-prevaleceram-regras-da-zona-euro-sobre-a-ma-fe-do-governo-grego/

        Gostar

  14. manuel permalink
    21 Fevereiro, 2015 16:12

    Chega! Só disparam sobre o Bolota e os outros alvos? Então o 44 e o PS? Gastando insultos a discutir as opiniões do Bolota, algumas com muito fundamento, antevejo que a maioria vai passar a caber num autocarro de uns 50 lugares! Penso que a maioria ainda não escreveu a nova narrativa, os boys foram de fim de semana.

    Gostar

    • Duarte de Aviz permalink
      21 Fevereiro, 2015 16:31

      O Costa começa a ficar entalado. Com os Gregos a lamberem as feridas das primeiras escaramuças, aposto que ele não vai ficar para a segunda parte e vai rapidamente sair de cena pela esquerda baixa. Depois só espero que o inverno acabe e comecemos a ter uns dias de sol para podermos começar a ir até à praia, almoçar for a e desfrutar o nosso magnífico país. E lá para junho, veremos como estão as sondagens.

      Gostar

      • manuel permalink
        21 Fevereiro, 2015 17:37

        O Costa é um caso perdido. Não vai resolver nada e votar para troca de boys é preferível manter os atuais na gamela.

        Gostar

    • 21 Fevereiro, 2015 17:22

      manuel,

      Moços…já os vi mais confiantes , mas estão a perder algum balanço.
      Garantido. A Grecia colocou a Europa no centro da discussão coisa que Passos, Maria Luis, Portas e afins nunca foram capaz de fazer. Os resultados??? Como é obvio vai ser o que a quadrilha que nos tem esmifrado quer que seja.
      HUMILHANTE foi o papel da loira da minista das finanças, um buraco por perto e ela tinha-se escondido .

      Gostar

      • manuel permalink
        21 Fevereiro, 2015 17:33

        Eu comparo a nossa situação ao ultimato, a esta hora, tal como na altura, as estátuas do Camões já deviam ter um pano preto.

        Gostar

  15. 21 Fevereiro, 2015 16:52

    Quando, daqui a dois ou três, os gregos começarem a ver que continuam a receber o mesmo dinheiro todos os meses ou a não conseguir arranjar emprego, a coisa vai começar a piar mais fininho.

    Gostar

  16. lucklucky permalink
    21 Fevereiro, 2015 17:19

    Mais uma vez ficou demonstrado , que não entendem o que é a Esquerda Marxista.

    Se esta Esquerda pode gritar vitória é uma vitória mesmo que tenha sido uma derrota total.

    O poder do Syriza ficou reforçado e isso é o que interessa.

    A Ofensiva do Tet também foi uma grande derrota do Vietcong mas fez-los ganhar a guerra. Os jornalistas apresentaram-na como grande vitória e bastou.

    Chavez foi empobrecendo e violentando a Venezuela mas o seu poder esteve sempre a aumentar…

    Gostar

    • manuel permalink
      21 Fevereiro, 2015 17:30

      Que esquerda? O governo Grego é pragmático(disse que o capital chinês é bem vindo) e não vi qualquer coletivização da propriedade ou fim da iniciativa privada.Eu aguardo as medidas estruturais e depois podemos confrontá-las com a reforma do estado do irrevogável. O problema estrutural dos Gregos é igual ao nosso: não temos economia para o estado que temos.

      Gostar

      • 21 Fevereiro, 2015 18:00

        manuel,

        Capital chinês??? Giro sabes o que era??? O dinheirito aparecia não importa de onde. A OTAN, que é a NATO de pantanas, ficava com menos um pais membro, O Tampão entre o mundo Arabe e a Europa ia á vida e depois queria ver que ai, ai, ai que começaram a cortar goelas em Berlim…

        Estes moços nem as pensam

        Gostar

  17. manuel permalink
    21 Fevereiro, 2015 18:18

    Bolota: os tempos vão ser muito difíceis na Grécia, mas vão ser eles a definir o modo e o tempo. Em caso de falhanço a Grécia sairá do euro, economias débeis como a portuguesa e a Grega só com muito rigor e disciplina aguentam uma moeda forte. Os povos são como são e ainda não se consegue fazer um “homem novo”.

    Gostar

  18. Tiro ao Alvo permalink
    21 Fevereiro, 2015 18:26

    Como é que alguém pode dizer que o Tsipras obteve um grande êxito, quando se viu forçado a subscrever um acordo onde as autoridades gregas se comprometem “a abster-se de qualquer reversão de medidas e de quaisquer alterações unilaterais às políticas e reformas estruturais que impactem, negativamente, nas metas fiscais, na recuperação económica ou a na estabilidade financeira, condições que serão avaliadas pelas instituições”?

    Gostar

    • manuel permalink
      21 Fevereiro, 2015 18:36

      Aconteceu política. Não foi a ortodoxia dos mercados e da troika a mandar e reconhece-se que pode haver outros caminhos para a recuperação, cortar salários, pensões e aumentar impostos nem precisamos de governos. A economia é uma ciência social e lida com muitos fatores psicológicos que as folhas de excel por muitas variáveis residuais que introduzam não conseguem prever, os povos têm de acreditar e até podem morrer pelos seus políticos, mas estes não o conseguem se forem do mais execrável que a sociedade tiver, tipo lambe botas e corruptos.

      Gostar

    • Tiro ao Alvo permalink
      21 Fevereiro, 2015 19:23

      “Não foi a ortodoxia dos mercados e da troika a mandar”, mas vai ser a mesma entidade com outro nome, a ditar as leis. E foi, também, a realidade a impor-se, perante a utopia.
      Concordo que são execráveis os políticos corruptos e não gosto, nem um bocadinho, dos lambe-botas. Mas também não gosto dos populistas, sobretudo dos que prometem o que não podem cumprir, apenas com o fito de obterem os votos dos seus concidadãos, enganando o mais possível e mais facilmente os pobres e os menos bem preparados. Estes, para mim, também são repugnantes.

      Gostar

      • manuel permalink
        21 Fevereiro, 2015 19:29

        De acordo, e a Grécia ou se governa ou sai do euro. Devemos dar uma hipótese ao syriza, a nova democracia e o pasok estão lá desde sempre e deram cabo do país.

        Gostar

      • manuel permalink
        21 Fevereiro, 2015 19:36

        Aditamento: como classifica a posição do líder regional do CDS/PP da Madeira que diz que a dívida deles é impagável? E mais: recomenda que o governo que sair das eleições ponha a questão ao governo central? Que resposta dará Passos: penso que não os pode mandar sair do euro!

        Gostar

      • Tiro ao Alvo permalink
        21 Fevereiro, 2015 19:37

        Devemos? Nós devemos dar hipótese ao syryza? Não, amigo, quem deve ou não dar hipótese ao syriza são os gregos. Nós não.
        Eu até torço para que os gregos abram os olhos e ponham essa gente em sentido, defendendo-se deste tipo de políticos, que não olham a meios para atingirem os seus fins. Além do mais, a meus olhos, o ministro das finanças grego tem um ar de amalucado, que me mete medo. Eu não gostava de trabalhar com uma pessoa assim.

        Gostar

  19. 21 Fevereiro, 2015 18:38

    Independentemente do resultado destas negociações e resultados na prática, na vida da Grécia e dos gregos, isto já está certo: em Portugal (e também na Espanha) esse resultado vai influenciar percentualmente a tendência de voto nas legislativas. Perde o P”S” ou o P”SD”, ganha o P”SD” ou o P”S”. Por que será ?
    Pouco influenciará no PC ou no BE.

    Gostar

    • manuel permalink
      21 Fevereiro, 2015 19:01

      Penso que as lideranças dos partidos da maioria deviam sair e dar lugar a caras novas não comprometidas com a troika e com vassalagens à Alemanha. A troika teve a sua época e os seus circunstancialismos e tal com Gaspar disse na carta de despedida a receita falhou e foi o TC que parou o caminho da espiral recessiva, o crescimento de 0,9%(previsto) de 2014 foi com base no consumo e o investimento é quase inexistente. Passos e Portas fizeram o seu papel e a pátria até lhes agradece, mas podem ir fazer uns mestrados ou doutoramentos e desemparem a loja. No meu entender, se não houver alterações, o resultado vai ser disperso e nem sei qual será o partido mais votado, pois o PS dá sinais confrangedores.

      Gostar

      • Tiro ao Alvo permalink
        21 Fevereiro, 2015 19:31

        Manuel, tu acreditas mesmo que foi o TC quem evitou a espiral recessiva? Ou o que tu queres é defender o teu e continuar a mamar na teta? Tu acreditas que o Costa, mais a gente que agora o anda a aconselhar (mal, muito mal), vai fazer melhor do que o Passos? Não acredito. Ou será que ainda acreditas em bruxas?
        Abre os olhos, amigo!

        Gostar

  20. manuel permalink
    21 Fevereiro, 2015 19:45

    Tiro: acredito mesmo que foi o TC , a emigração de 350000, as remessas e o turismo. As empresas privadas estão endividadas, a nossa dívida privada(empresas e pessoas) é maior que a Grega, os bancos portugueses todos com prejuízo, as cantinas sociais foram reforçadas nesta semana com 50 milhões de euros e as pessoas sobrevivem e vão empurrando dívidas, no meio da desgraça, há sempre gente que está em contraciclo e até lucra com a situação. Eu tenho créditos vencidos e muitos e as coisas não melhoram, não quero saber do PS para nada e reconhecendo que este governo parou o caminho para o abismo, não os vejo com competência e credibilidade para a recuperação. A continuar assim, a emigração vai continuar e não vamos pagar dívida nenhuma e sairemos do euro.

    Gostar

    • Tiro ao Alvo permalink
      21 Fevereiro, 2015 20:47

      Manuel, o TC não evitou a espiral recessiva, coisa nenhuma. Aliás isso da espiral recessiva, não passou de uma ameaça, que assustou muito boa gente. E talvez ainda bem. O TC o que evitou foi que o actual governo cortasse mais na despesa pública (defendendo assim também os interesses dos seus membros) e que tivesse que compensar o corte com um “enorme aumento de impostos”, como disse o Gaspar. Isto quer dizer que o TC não ajudou a equilibrar as contas públicas, antes pelo contrário, com “apartes” tolas como foi o proferido pelo seu antigo presidente: “tributem o capital!”
      Quanto à emigração, esses sim, esses contribuíram com os seus sacrifícios para a melhoria da nossa situação económica e financeira. Esses e os agentes de alguns sectores económicos, como é o caso do Turismo, da Agricultura, do Calçado, etc., em especial das empresas exportadoras, com destaque para as pequenas e médias empresas, que arregaçaram as mangas e que hoje, de forma sustentada, fazem entrar, regularmente, muitos milhões de euros, que tanta falta nos faziam.
      Face ao que diz, reze para que os políticos, de todas as cores, não venham a atrapalhar a sua vida e conte consigo, com a sua família e com os seus colaboradores para melhorar a sua situação. Não espere por nenhum D. Sebastião, nem que Cristo volte à terra.

      Gostar

      • manuel permalink
        21 Fevereiro, 2015 21:58

        Tiro: concordo com muito do que escreves mas o crescimento de 0, qualquer coisa foi tendencialmente devido ao consumo, talvez uns 75%. Sem o consumo estaríamos perto da estagnação, sempre melhor que recessão.

        Gostar

  21. manuel permalink
    21 Fevereiro, 2015 19:54

    Tiro : vai ver o currículo do varoufakis (economista) e depois compara com o da Maria Luís e o do Passos(ambos economistas). Não quer dizer que seja condição de sucesso, mas ajuda.

    Gostar

    • Tiro ao Alvo permalink
      21 Fevereiro, 2015 20:56

      Manuel, as pessoas não devem ser julgadas pelo que sabem, mas pelo que fazem. Conheço gente que sabe muito, mas que não faz “nada”, antes pelo contrário.
      Por outro lado, além do saber, outras condições devem ser exigidas, como seja a lealdade, o empenho, a honestidade, etc.. E sobre isso, nada sei do senhor. O que me parece é que ele é um provocador, um vaidoso, um convencido, com um comportamento amalucado. E eu, com gente assim, quero-me longe.

      Gostar

      • Bolota permalink
        21 Fevereiro, 2015 21:07

        Segundo o Paulo Rangel, é pior que isso, veste-se bem.

        Atinem porra

        Gostar

  22. Alexandre Carvalho da Silveira permalink
    21 Fevereiro, 2015 21:59

    Olha outro. Agora quem é que os cala?

    http://observador.pt/2015/02/21/antonis-samaras-diz-que-governo-assinou-novo-resgate-com-piores-condicoes/

    Gostar

  23. André permalink
    22 Fevereiro, 2015 09:30

    A minha solidariedade para o pessoal do Blasfémias. Está a ser um fim de semana difícil . O contorcionista seguirá dentro de momentos.

    Gostar

  24. Castrol permalink
    23 Fevereiro, 2015 09:42

    Ficaram tão contentes, tão contentes com esta vitória (tragédia) Grega, que até o dr António Costa, desaparecido em combate, apareceu para arrotar mais umas postas de pescada!

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers gostam disto: