Skip to content

Não São Tricas Meus Senhores! São Maroscas Consentidas!

13 Fevereiro, 2017

Em Bucareste, um mar de gente inundou as ruas em protesto contra os planos, vou repetir, planos,  de um governo de esquerda que queria despenalizar delitos de corrupção e abuso de poder  e ainda amnistiar condenados por corrupção. Não arredaram pé durante 7 dias e exigiam a demissão do governo. E em resposta  a pretensa lei caiu.

Por cá, temos políticos a irem à bola de borla pagos por empresas em litígio com o Estado. Temos gente no governo com falsas habilitações. Um governo que desresponsabiliza autarcas pela gestão danosa. Um banco público que se recusa a cumprir ordem de tribunal para apresentar documentos à CPI. Temos um decreto-lei feito por advogados privados encomendado por gestores convidados para um banco público, que depois é publicado durante as férias da Assembleia e promulgado pelo Presidente da República. Temos Comissões  Parlamentares que param a meio porque a geringonça não quer nem ouvir mais testemunhas nem prosseguir com os trabalhos de apuramento da verdade, só porque não lhes convém. Temos depois um ministro das Finanças que nega ter negociado condições com ex gestor de banco público mesmo que haja cartas, declarações públicas e mails em quantidade suficiente para o contradizer. Mas… por cá isto tudo não chega. Somos um povo tipo “hardcore”. Gostamos de sentir até ao limite as emoções. Somos sadomasoquistas. Não nos contentamos com as 50 Sombras de Grey.  Queremos mas é, as 50 Sombras Mais Negras. Muito mais negras… Ah! Grande povo resiliente!

Somos assim. Temos um défice cultural gigantesco em matéria de ética. E é por isso que não nos chocamos com o que está a acontecer com o dossiê da CGD que é mais do que suficiente, sozinho, para fazer tremer um governo inteiro noutros países da Europa. Grande parte dos cidadãos acham até normal que os políticos mintam e usem o poder em benefício próprio. Faz parte, dizem alguns.  É a cultura da “cunha” e “chico espertismo” perfeitamente aceite  nesta sociedade.

Por isso é que a geringonça em peso mente e desmente, põe e dispõe desta novela “criminosa” onde descaradamente o poder é exercido de forma antidemocrática, com tiques autoritários, escandalosamente autorizados e “vendidos” pelos governantes como correctos, sob a complacência de um Presidente da República nomeado para defender os interesses da Nação mas que pouco se rala com ela.

O que outrora era digno de manifestações em massa, paralisações nacionais a exigir demissão do governo (com toda a razão), hoje são apelidadas de meras tricas… de assassinato de carácter… de manobras da direita para distrair dos bons resultados titânicos do défice (sim, disse titânico de propósito).

Mas não são tricas meus senhores, são maroscas das grossas e obscenas arquitetadas pela geringonça que nos governa, “legalizadas” por todos nós que assistimos a elas com uma benevolência estonteante. Ao legitimar com nosso silêncio estas acções estamos a dar liberdade à continuação de abusos que atropelam a democracia.

Não são tricas meus senhores! São maroscas ilegais permitidas por nós!

Advertisements
24 comentários leave one →
  1. Rão Arques permalink
    13 Fevereiro, 2017 11:26

    Expresso: “Quando uma peça do enredo começa a acalmar, logo surge outra. O caso Caixa não é uma marosca, é uma matriosca.”
    Para que a justiça não chegue tarde de mais é de perguntar quem tem competência para entregar este intrincado caso á PJ ?
    E não venham com desculpas que isso já passou, porque o governo de Passos já lá vai ao tempo, quando ainda geringonços e aliados deleitados não largam o osso.

    Liked by 1 person

  2. A Silva permalink
    13 Fevereiro, 2017 11:27

    F….-se tanta indignação e nem conseguem fazer uma manifestação…zinha? Saiam prá rua porra, gritem, berrem, arranquem os cabelos, façam qualquer coisa.

    Ahahahahahahahahahahah!

    Gostar

    • Rão Arques permalink
      13 Fevereiro, 2017 12:00

      “Contradição insanável”, é mais com Jerónimo.

      Gostar

    • Rão Arques permalink
      13 Fevereiro, 2017 14:30

      Vocês não alugam especialistas precários?

      Gostar

  3. 13 Fevereiro, 2017 11:37

    Está na hora de organizarmos um pedido de demissão do centeno e virmos, em massa, para as ruas

    Liked by 1 person

    • Os corruptos que se cuidem permalink
      13 Fevereiro, 2017 11:45

      Sem dúvida! Só não temos os agitprop profissionais que agilizavam tudo e metiam a malta na rua em 3 tempos contra o anterior Governo…

      Liked by 2 people

      • A Silva permalink
        13 Fevereiro, 2017 12:40

        Nunca é tarde para aprenderem. Trabalhem, trabalhem que talvez lá cheguem.
        Ahahahahahah.

        Gostar

      • Os corruptos que se cuidem permalink
        13 Fevereiro, 2017 15:16

        Com tudo isto, esqueci-me de felicitar a Cristina Miranda pela argúcia das suas análises (mais uma)! Venham mais, que fazem falta!

        Liked by 2 people

  4. 13 Fevereiro, 2017 12:04

    A diferença está na direita:
    Enquanto a romena sai à rua, a portuguesa escreve em blogs…

    Liked by 1 person

  5. Anónimo permalink
    13 Fevereiro, 2017 12:08

    Obviamente parabéns. O dedo na ferida.
    Chamar democracia a esta pseudo democracia e eleições a estas pseudo eleições é uma anedota de muito mau gosto, prepetuada por muitos impolutos e adorados dito democratas.
    Certo, votar neste sistema eleitoral, constitucional. É legal. É sancionar este sistema.
    Votar neste formato é um direito cívico, mas é também perpetuar um sistema em que a escolha está viciada. O resultado está à vista.

    Liked by 1 person

  6. 13 Fevereiro, 2017 12:11

    De algum modo a esquerda vai descobrir que a culpa é de Passos Coelho.

    Liked by 2 people

  7. Rui Silva permalink
    13 Fevereiro, 2017 13:05

    Estamos num pais que com um “aparelho de estado” que tem mais de 50% de peso na economia.
    Com cerca de 900000 funcionarios públicos ( e a subir…) . Ou seja, cerca de metade da população depende directa ou indirectamente do Estado.
    Protestar contra este estado de coisas não interessa a muita gente, que erradamente se julga beneficiada.
    Isto só pode mudar quando os abstencionistas forem ás urnas.
    Eu não voto à tanto tempo que já nem me lembro das últimas eleições em que participei.
    E gostaria de votar. Mas só me darei ao trabalho quando aparecer alguém que queira mudar esta mediocridade.
    E como eu, penso que muitos outros.
    Mas por cá ainda reina o “politicamente correcto” .
    Eu estaria disposto a ir votar se aparecesse alguém que dissesse p.e. que:

    Privatizava a TAP, a RTP, os Transportes e o restante denominado sector empresarial do estado etc etc…
    Privatizava o ensino.
    Alterava a Constituição da Republica de forma a transforma-la numa verdadeira constituição e não num programa político socialista, onde fossem valorizados os direitos negativos e desvalorizados os positivos. Limitasse o valor anual do deficit e da divida publica etc, etc…

    cumps

    Rui Silva

    Liked by 1 person

    • 13 Fevereiro, 2017 13:44

      Provavelmente conhece a expressão “o ótimo é inimigo do bom”.
      O que diz estar esperando p/ voltar a votar é uma utopia. Enquanto espera e não vota,
      os costa, os sócrates, as catarinas, os jeronimos, os galambas, etc. agradecem.
      Se me permite um conselho, faça alguma coisa, o mínimo, não deixe de votar, impeça que
      os piores tomem o poder, vote nos que considerar menos piores. Não é o ideal, mas ajuda
      muito.

      Liked by 1 person

  8. LTR permalink
    13 Fevereiro, 2017 13:34

    Dizia há dias um daqueles comentadores “de esquerda” com barbas, na SICN, que a situação de Centeno não é comparável ao pedido de demissão de Vítor Gaspar, que era devida porque na altura a ideia não era fazer cair o ministro, mas fazer também cair o governo. Enquanto isso os hospitais vão cortando e não se passa nada.

    Liked by 2 people

  9. javitudo permalink
    13 Fevereiro, 2017 14:38

    Moscovici: Portugal teve “uma grande melhoria”.
    Assim já p(h)odemos estar mais descansados.

    Gostar

  10. 13 Fevereiro, 2017 15:38

    Mais uma mentira da Reuters, para enganar papalvos e para ajudar direitolas a levar a cruz…

    Gostar

  11. 13 Fevereiro, 2017 15:40

    Mais uma mentira da Reuters, daquelas que servem para angariar papálvos para a causa direitolas…

    Gostar

    • Rão Arques permalink
      13 Fevereiro, 2017 16:11

      Quanto mais longa e repetida a explicação maior é a mentira.

      Gostar

  12. Arlindo da Costa permalink
    13 Fevereiro, 2017 16:30

    São tricas, Senhora! Como diria a nossa querida Rainha Santa D. Isabel de Aragão!

    Gostar

  13. Rui permalink
    13 Fevereiro, 2017 16:33

    Pior do que isso temos um país vizinho a prepara-se para prolongar o funcionamento de uma central nuclear que já devia ter sido encerrada há uns anos e que em caso de acidente contamina as águas do rio que passa pela capital de Portugal e mesmo assim ninguém quer saber. Mesmo depois de desastres como o de Fukushima. Convocou-se uma manifestação e apareceram umas 200 almas. Ainda por cima é uma central nuclear que não beneficia Portugal em nada e num país com o qual até temos uma certa rivalidade. Portanto estar há espera que o tuga se chateie com problemas circunstanciais e menores como a corrupção quando não quer saber disto… Ps: digo que a corrupção não passa de um problema circunstancial pois tenho ideia que o resíduos radioativos duram uns 10 mil anos.

    Gostar

    • Rui permalink
      13 Fevereiro, 2017 16:35

      Peço desculpa pelo erro ortográfico. Pretendia escrever “estar à espera”

      Gostar

    • 14 Fevereiro, 2017 11:53

      A conversa dos que são contra a Central Nuclear de Almaraz é só para manter os tachos de que se alimentam. Dessa gente toda que vive à conta das ditas alterações climáticas, armados em ecologistas mas que não gostam nada de sujar o sapatinho na terra do campo.
      O governo da Esquerda faz coro com essa gente para se aguentar no poleiro, ter apoios da verborreia. Nem se apercebe que se está a imiscuir em assuntos internos de outro país, por sinal vizinho e do qual Portugal muito depende em relações comerciais.
      Bem faz o Governo de Espanha que, sem alarido, despreza esta gentalha ignorante de pseudo-ecologistas corruptos.

      Gostar

  14. Viriato de Viseu permalink
    13 Fevereiro, 2017 18:23

    O que é estranho, ou se calhar não, são as esganiçadas e os kamaradas das amplas mais a sua filhota verde, fazerem um silencio ensurdecedor a toda esta pouca vergonha!!!

    Liked by 1 person

    • Cipião Numantino da Boina, anti comunofóbico. permalink
      13 Fevereiro, 2017 20:38

      É por vergonha de ti Viriato, e dos gajos como tu.

      Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: