Skip to content

As armadilhas do fogo e também as do combate ao fogo

18 Junho, 2017

Por muito que o país-fantasia agora “país em estado de choque emocional” queira acreditar e fazer acreditar, o que está a acontecer não é o resultado de uma Natureza zangada ou da inconsciência das vítimas, mas sim o resultado de a política de combate aos incêndios se ter transformado cada vez mais num item do Ministério da Administração Interna.

Anúncios
28 comentários leave one →
  1. 18 Junho, 2017 19:00

    vc., HMatos, está a referir-se a que incêndio ? Então, na origem não está alteração da Natureza, raios e ventos inesperados e cruzados ?
    Que conhecimentos-extra tem vc. para contrapor aos técnicos, à PJ, aos bombeiros ?
    Não viu numa tv um vídeo amador com raios na zona de Leiria ?
    De acordo nisto: sucessivas políticas de todos os governos incapazes (ou não querem, o que seria mais grave…) de estruturar e fazer Lei uma política preventiva e de combate a incêndios.
    O que é isso, desde ontem, de “país~-fantasia” ? Quem, no país, não está “em choque emocional” ?? vc. ás vezes passa-se…

    Gostar

    • 18 Junho, 2017 19:32

      O seu país é o país das passeatas. Vá dar uma volta e não polua tanto o “Blasfémias”.

      Liked by 1 person

      • 19 Junho, 2017 00:16

        não se pode ter uma opinião que incomode a flor de estufa…

        Gostar

    • Filipe Costa permalink
      18 Junho, 2017 20:19

      O curso de engenaria florestal é porta aberta para o desemprego, mais vale sociologia.

      Gostar

    • Tiradentes permalink
      18 Junho, 2017 22:22

      MJRB…… no site do IMPA onde estão assinaladas as tempestades electricas 24 horas depois naqueles locais, não havia nenhuma. Eu não tenho a certeza da fiabilidade do IPMA mas tenho a certeza que a fiabilidade de um qualquer vídeo amador ainda é menor.

      Gostar

      • 19 Junho, 2017 00:20

        Não duvido da origem do que tem acontecido: Trovoada seca, raios + ventos violentos e cruzados.

        Gostar

      • Tiradentes permalink
        19 Junho, 2017 08:07

        Gostaria de ser como vc. Acreditar é uma profissão de fé. Descança a consciência. Acreditar implica isolar o conhecimento. Quantos incêndios ao longo dos anos foram provocados por trovoada seca e propagados por ventos violentos e cruzados? Não interessa não é? não tiveram o número de mortos “que se visse” para podermos “justificar”…….por isso, para descanso da consciência “agente” acredita…..e pronnnntessss. Foi assim um azar não é? para já 62 azarados

        Gostar

    • A. Silva permalink
      19 Junho, 2017 11:13

      A “ESTRADA DA MORTE” estava ladeada de eucaliptos.

      Quem são os políticos criminosos que têm pactuado com a politica de eucaliptalização das nossas florestas?

      Gostar

  2. Prova Indirecta permalink
    18 Junho, 2017 19:04

    ” A CMTV conseguiu falar com uma mulher que sobreviveu ao incêndio em Pedrógão Grande, escapando do carro em que seguia com o marido, depois deste se incendiar. A sobrevivente garantiu que a GNR desviou o veículo em que o casal seguia do IC8 e que os encaminhou para a Estrada Nacional 236-1, a ‘estrada da morte’, onde dezenas de carros foram consumidos pelo fogo com os ocupantes no interior.”

    Gostar

    • LTR permalink
      18 Junho, 2017 19:28

      Veja a estada 236 em Venda da Gaita no Google Earth. Entre em Street View no triângulo junto à vila e veja com os seus próprios olhos. Para norte, é material combustível seco por todo o lado a partir da berma. Para sul, logo na primeira curva e a poucas centenas de metros do ponto de início do fogo (curva à direita a sul), o sinal de trânsito está completamente tapado pela vegetação que atinge a estrada. Aquilo parece uma lareira cheia! Qualquer fogo nas condições à data das imagens com o tamanho da labareda produzida e àquela distância, derrete tudo. É pavoroso! Tente encontar o sinal que está uns 8m antes do pequeno traço descontínuo que há no fim do interior dessa curva no risco da direita!

      Gostar

  3. LTR permalink
    18 Junho, 2017 19:14

    Já algum dos responsáveis que andam há anos a falar em limpeza das matas se pronunciou sobre as árvores gigantes que encostadas às estradas aparecem retratadas em praticamente todas as fotografias? Os jornalistas não sabem perguntar?

    Liked by 1 person

  4. javitudo permalink
    18 Junho, 2017 19:27

    Caberá agora à /des) Administração Interna eliminar as rugas profundas resultantes de acontecimentos funestos. Nota-se desde logo a flacidez da pele na face mentirosa, o pescoço de galinha e as mãos cheias de assinar normas avulsas.
    A falta de elasticidade da geringonça privada de óleo e combustível, não perdoa. Não é por andar pintada a cores berrantes que tergivisa Ainda por cima o veículo, baseado no trabant, faz uma poluição medonha. Ora o contato com os poluentes do ar viciado do Rato, a poeira gerada na central de negócios, o fedor gerado pelo descaramento do césar, até as luzes fortes que encadeam os pategos acabam por causar rugas aqui e ali.
    Há que “aconselhar” os media a distrair o pagode até a coisa passar. Isto é, até as lágrimas secarem nos olhos dos outros que, até ver, nunca nas deles. Preparados estão eles e elas.
    O pano de fundo oscila entre o trágico e o inverosímel. Houve quem só aparecesse no sábado à noite junto do afectuoso. Balbuciou bitates. Logo a seguir apareceu em primeiro plano ao afastar para trás o seu secretário de estado.

    Liked by 2 people

  5. LTR permalink
    18 Junho, 2017 19:54

    O troço de estrada 236 entre Venda da Gaita e Derreada Fundeira devia ser um case study. Chega a ter pilhas de material combustível seco na beira da Estrada! Um autêntico barril de pólvora!

    Gostar

  6. LTR permalink
    18 Junho, 2017 20:03

    Isto é uma bomba atómica, mas ninguém sabe que o país é assim.

    39°58’13.33″ N 8°09’17.45″ W

    Liked by 1 person

    • LTR permalink
      18 Junho, 2017 20:04

      (paste no Google Earth + Street View)

      Gostar

    • Gabriel Orfao Goncalves permalink
      19 Junho, 2017 12:55

      Fico-lhe muito grato! Será que consegue descobrir a localização exacta do troço de estrada onde morreram a maior parte das vítimas? É impressionante que com tanto jornalista com smartphone com GPS essa informação não esteja em lado nenhum, tanto quanto procurei.

      Gostar

  7. André Miguel permalink
    18 Junho, 2017 21:11

    Quando julgamos que é impossível descer mais baixo, vem a TVI fazer o jornal da noite em directo de Pedrogão… que nojeira fazer audiência à custa da desgraça alheia!

    Gostar

    • LTR permalink
      18 Junho, 2017 21:17

      O que podem eles fazer? Falar no SIRESP? A Manuela já lá não está.

      Gostar

  8. A. R permalink
    18 Junho, 2017 21:45

    O PS e a plataforma só trazem bancarrotas, pedofilias e fogos.

    Gostar

  9. 18 Junho, 2017 21:47

    O PS no meu conselho promete baixar a água que é das mais caras e o IMI que está na taxa máxima para as autárquicas. O PSD promete manter a taxa de IMI para 2017.
    Prontos, Lá vou eu ter que votar no PS…

    Gostar

  10. Alain Bick permalink
    18 Junho, 2017 22:31

    o fogo é uma constança
    felizmente temos um governo e um PR excepcionais

    a culpa é do Trump e do governo anterior

    Gostar

  11. José Domingos permalink
    18 Junho, 2017 23:21

    E o SIRESP que voltou a não funcionar, custou muito dinheiro ao zé pagante.
    E tem um passado curioso, com muitas histórias……….
    E ninguém quer saber……….
    Ou não dá jeito…………

    Gostar

    • Gabriel Orfao Goncalves permalink
      19 Junho, 2017 12:56

      Até agora, só li sobre o SIRESP no Expresso e no Observador. Os outros estão remetidos ao silêncio, tanto quanto sei.

      Gostar

  12. javitudo permalink
    19 Junho, 2017 11:22

    A situação do rectângulo é de calamidade desde o dia em que o injinheiro das fotocópias tomou conta disto. Alberto João declarou poucos dias da tomada de posse que se tratava de um acontecimento tão funesto como o terramoto de 1775. Houve quem achasse piada.
    Se um dia se fizerem as contas verificaremos que não errou por muito. Nos dias que correm a essência do poder é a mesma e os decisores foram fiéis seguidores, apostados na sua inocência.
    O que conta é a Kapital ligada pelas autoestradas às praias do all garb. O resto é paisagem aqui e ali transformada em lunar. É só ver o cume da maior parte dos montes que os incendiários escolhem para atear incêndios. A mando de quem?
    No nº 1 ao nº 2 a distância é a que vai de um narciso a um matreiro.
    O resultado é o mesmo ampliado com a intervenção do afetuoso que reforça o estado de parvalheira em que se vive. Dois terços do território habitado por anciãos, desertificado, onde pulula o mato, pronto a incendiar-se. Avisos desde há muito.
    http://bioterra.blogspot.pt/2009/06/arquitecto-goncalo-ribeiro-telles-em_11.html
    Podem tirar-nos do procedimento de défice excessivo para passarmos do lixo para a porcaria, não está previsto tirarem-nos das grilhetas do pensamento único nem da avalanche mediática bem urdida a pôr o tuga chocado, aparvalhado, ensimesmado e desanimado. É assim mesmo que o querem para mais facilmente o manipularem.

    Gostar

  13. carlos reis permalink
    19 Junho, 2017 12:30

    Com Passos na Chefia isto não acontecia.

    Gostar

  14. Arlindo da Costa permalink
    19 Junho, 2017 16:50

    Alguém se lembra que o governo neo-comunista de Passos & Portas acabou com a Guarda Florestal? E que foi fechando tudo o que era serviço público no interior, raia e serranias?

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: