Skip to content

Para memória futura

25 Novembro, 2017

PS, BE e PCP chumbam isenção do IMI para os imóveis que arderam nos incêndios

Anúncios
21 comentários leave one →
  1. 25 Novembro, 2017 13:38

    As pessoas prejudicadas pelos incêndios, se tiverem juízo, na próximas legislativas mandam às malvas os partidos da geringonça.

    Gostar

    • Kapagrillos permalink
      25 Novembro, 2017 18:14

      Mesmo se votássemos todos, com todos os velhotes que morrerão até às próximas legislativas ou serão levados pelos filhos para outros lugares, menos os nossos filhos que migrarão para o litoral (os que se formam) ou sairão mesmo do país, ainda assim somos menos que qualquer subúrbio.

      Desconte ainda os votos dos funcionários públicos que aqui trabalham, que não se preocupam com o que se passa literalmente ao lado de sua casa.

      Não interessamos para nada.

      O nosso PM começou a sua campanha salvo erro na Covilhã a falar das portagens e a referir até a possibilidade de isenções limitadas para a população local – que as usa para consultas, exames médicos, serviços administrativos, judiciais, etc. – ou isso o que se resolve em duas horas leva uma manhã.

      Pois até agora nada. E nem sequer os incêndios compadecem os partidos dos compadecidos, como aqui anota a D. Helena.

      O interior não está a morrer. Está morto.
      Simplesmente, qual cadáver de uma baleia, leva o seu tempo a desaparecer.

      Gostar

      • Kapagrillos permalink
        25 Novembro, 2017 18:16

        ou o que se resolve…

        Gostar

      • 25 Novembro, 2017 20:11

        De acordo.
        As maiorias voláteis dos tugas querem “isto”, merecem-no.

        Gostar

  2. Leunam permalink
    25 Novembro, 2017 14:55

    MJRB

    Plenamente de acordo.

    Mas não só as pessoas que foram prejudicadas pelos incêndios; deviam correr com esses partidos TODOS os portugueses que ainda se sintam como tal.
    Esses partidos internacionalistas, que constituem a geringonça, estão-se marimbando para o País Portugal.

    Eles estão ao serviço de forças estrangeiras que querem apenas sugar-nos até ao tutano e têm-no conseguido, mercê da fraca cultura do nosso Povo.

    Grande parte do nosso Povo é pouco ilustrado e não faz nada para se ilustrar; não lê não procura cultivar-se, vai pelo que lhe dizem e se vê alguém com mais qualquer coisita conseguida honestamente, desdenha e inveja.

    Somos um Povo anestesiado, cobarde e hipócrita, que aceita acriticamente as mentiras, as omissões da verdade e o desgoverno do País, sem dizer ai nem ui.

    Avizinha-se o Primeiro de Dezembro, quem é que se vai manifestar comemorando condignamente esta data?

    Quem é que sabe o que ela devia significar para o nosso querido País?

    Os mais novos vivem numa bolha, agarrados à porcaria do telemovel, do mp3 e da play station, durante o dia e à noite nas Docas, julgam que a comidinha e o pilim cairão sempre da carteira dos Pais e dos Avós; não pensam no futuro.

    Os de meia idade, a geração dos 500 € , aflitos para pagar a casa e as despesas correntes com a família, quando a têm, estão atrelados à carroça (quando estão) e não fazem ondas.

    Os mais velhos temem as agitações no sistema porque se lhes cortem a reformazita, a que têm pleno direito, porque trabalharam a vida inteira, é miséria certa.

    Não esquecer que dois terços da população portuguesa depende, de algum modo, do Estado, que assim os tem na mão.

    O outro terço é constituído por duas metades: a que está na bolha do bem bem bom e a que vive de expedientes em que o RSI é o principal e portanto não convém a nenhuma dessas metades qualquer mudança, por todos os motivos.

    Assim continuaremos nesta “apagada e vil tristeza” até que apareça um Salvador estrangeiro que entre a escravizar quase todos, como já aconteceu.

    Liked by 2 people

    • 25 Novembro, 2017 16:35

      Leunam,

      Também de acordo com o seu comentário. Não plenamente, porque tenho constatado que “os mais novos”, em Portugal, pensam, estudam, trabalham (em todas as áreas de actividade), vivem o seu tempo, a actualidade, têm uma peculiar noção e conhecimento do mundo. Dão-lhes e impõem-lhes um tipo de sociedade à qual fazem facilmente uma triagem. São proactivos, decididos. Sem “papas na língua”. Naturalmente com mais desenvolvimento cerebral se comparados com anteriores gerações de jovens — para o qual contribui também a alimentação, muito melhor do que há décadas atrás…
      A net, os telemóveis, YouTube, as play stations, mp3 e não só, são do seu tempo, não ignoram. Leem menos livros e revistas é certo, mas cultivam-se com outras alternativas.
      Não devemos ignorar por exemplo universitários (ocasionalmente com maus professores…), o que fazem, aprendem, vivem no programa Erasmus, etc., etc., e devemos estar atentos aos jovens cientistas, alguns excelentes e uns quantos com resultados surpreendentes e decisivos não só em Portugal.
      Eu acredito nos “mais novos” ! Obviamente não em todos…

      Gostar

  3. colono permalink
    25 Novembro, 2017 16:32

    Se a casa deles ardesse (ou tivesse ) de certeza que a votação teria sido diferente…

    Esta ramalhada só só lá vai com experiência própria, como por exemplo, mandá-los para a sala de espera no SNS (hospitais públicos) … horas e horas..

    Liked by 2 people

    • 25 Novembro, 2017 16:40

      Exacto, também surgiu-me quando li o post, isso: “Se a casa deles ardesse”… Mas vai percentualmente arder, com menos votos nas legislativas.
      …Outra (entre outras) que não esquecerei, foi o BE, o PC e o P”S” que inviabilizaram a continuação do apuramento da verdade sobre o que aconteceu na CGDepósitos…

      Liked by 3 people

  4. Leunam permalink
    25 Novembro, 2017 18:17

    MJRB

    Ainda a franja dos mais novos Portugueses.

    É verdade que nem todos estão alienados com as modernices e estão conscientes de que dispõem de conhecimentos que os vão levar a outras esferas sociais.

    Mas são uma pequena, pequeníssima, parte da Juventude nacional.

    A grande maioria, mal apoiada pela respectiva Família (mais de 50% destroçada por divórcios e separações), sem uma ESCOLA que bem as forme, ignoram quase tudo aquilo que lhes sirva objectivamente para ganhar um bom salário e dificilmente serão pessoas felizes e equilibradas.

    Para agravar tudo isto, a criação de emprego decente e decentemente pago é e continuará a ser uma miragem em todo o Ocidente.
    As manufacturas, que eram, em grande parte, a maior fonte de emprego, têm-nas passado para o Oriente, na ganância dos “negócios da china”.

    O resultado é a escravização em larga escala a que hoje assistimos, lá e cá: lá, pelo excesso e cá pela falta…

    Mas a falha não é só da Escola!
    A Religião e a vida Militar não têm hoje a relevância que já tiveram.
    Daí que a Moral e a Disciplina estejam tão degradadas.

    Resultado:
    Já no presente e pior será no futuro, a Miséria, o Conflito, a Agressão, a Alienação pela droga e a ANIQUILAÇÃO do Ser Humano, serão uma constante quotidiana.

    Gostar

    • 25 Novembro, 2017 19:37

      Leunam,

      Não, não é só “uma pequeníssima parte” dos “mais jovens” efectivamente evoluídos, equilibrados, felizes.
      Ao desemprego e aos ordenados baixos (muitos inaceitáveis dada a qualidade do serviço prestado, culpa de certo patronato ganancioso e com “vistas curtas”), eles sabem mais tarde ou mais cedo dar resposta — procuram outras alternativas e/ou emigram.
      Actualmente e desde há muitos anos, a Escola, desde a tenra idade à universidade pouco tem a ver com a Escola de há, por exemplo 15 anos. Ela é “complementada” fora da sala de aula com outros e mais conhecimentos, relações pessoais, vivências, viagens, etc, que muitos professores se colocados perante esses novos conhecimentos e interesses, não querem entender e não sabem responder.
      Religião, qualquer uma, não deve ser imposta; vida Militar, o tanas, há mais vida, apetências, objectivos pessoais e outros, respeito por vidas humanas para além disso, a aprendizagem do dedo no gatilho, somente em casos de conflitos, ameaças, admito recrutamento; Moral, que moral hoje merece e deve ser introduzida pelo Esatado (ou por uma religião) nos cérebros ?
      Disciplina: pode e deve cultivar-se desde a infância, com os pais e noutro âmbito nas escolas. Sem amarras.
      Exacto, a aniquilação do ser humano tem sido e continuará a ser quotidiana, e não se esqueça, Leunam, duma ameaça vigente da qual a juventude não deve ser culpabilizada: o acelerado aquecimento global, já com consequências… Desde 1960’s que cientistas e não só têm avisado…

      Gostar

  5. Filipe Costa permalink
    25 Novembro, 2017 19:30

    Criticam a Meo por cobrar o que deixou de uncionar (é a unica operadora a fazê-lo), esganicem para ai, o IMI é atitude igual, mas as redes sociais cagaram e andaram.

    Gostar

  6. Arlindo da Costa permalink
    25 Novembro, 2017 20:30

    Por outro lado V. Exª esqueceu-se de referir que esses imóveis ardidos vão ser reconstruídos integralmente pelo erário público. E, os proprietários, até vão ficar com casas novas.

    A Drª Helena bem se esforça para acanalhar a melhor governação de Portugal dos últimos 40 anos! 🙂

    Gostar

    • Tiradentes permalink
      25 Novembro, 2017 21:56

      verdade…com uma boa parte dos 15 milhões de donativos que os cabritos mais velhos já consideram como “erário público” e do qual já surripiaram meio milhão para cobrir faltas no SNS….
      um filho de muitos pais nunca conhecerá o pai verdadeiro

      Gostar

    • 27 Novembro, 2017 09:27

      O Arlindo também recebeu os 200E da praxe.

      Merece-os.

      Gostar

    • Alexandre Novais permalink
      27 Novembro, 2017 12:22

      Essa é boa! Que se saiba a Caritas ainda não foi nacionalizada!

      Depois andamos nós sujeitos às consequências do voto de gente desta.
      Esquerralha que só gera miséria!

      Gostar

  7. colono permalink
    25 Novembro, 2017 21:01

    Camarada Arlindo

    ( Bati 3 vezes na madeira) —- Que arda a tua casa, pagues o IIMI e que a geringonça te ofereça uma casa nova!

    Sai do partido…. está a ficar IMImensamente ridiculo !

    Gostar

  8. Leunam permalink
    25 Novembro, 2017 23:59

    MJRB

    Quem aos vinte não é e aos trinta não tem, aos quarenta não é ninguém.
    Se a alternativa é emigrar para ser escravo lá fora, então o que é que muda para os nossos jovens.
    Garante o Sr. que a Escola portuguesa de hoje prepara alguém a sério para amanhã?
    Gostaria de falar consigo daqui por 20 anos.
    Ninguém falou em impor Religião a ninguém; palavras suas.
    Se quiser viver em paz prepare-se para a guerra; a vida militar é indispensável.
    Que o digam os suiços.
    A Moral e a Educação cívica são indispensáveis para o funcionamento de uma sociedade, qualquer que ela seja.
    Elas não devem ser impostas mas sim expostas com sinceridade e consciência do seu bom efeito.
    Das alterações climáticas quase todos os habitantes da Terra têm a sua quota parte de culpa desde o início da Revolução industrial no séc. XIX, excepto talvez os aborígenes, os índios americanos, algumas tribos africanas e os esquimós.
    Começou com os ingleses a queimarem o carvão e está a acabar nos chineses com a poluição generalizada depois de queimarem meia Amazónia e meia Indonésia.

    NINGUÉM que viva actualmente no Ocidente, se pode ilibar da sua pegada ecológica tremendamente profunda.
    As pessoas de hoje:
    Não reciclam como eu vi a minha família fazer: posso escrever 10 páginas A4 sobre o assunto.
    Não usam a força animal para a produção agrícola nem para a recolha das redes de pesca como eu ainda vi, por anos, fazer; usam gasoil.
    Produzem em excesso e desperdiçam 30%!
    Não se deslocam a pé e/ou nos transportes colectivos; usam o automóvel.
    Não se alumiam com a candeia, a pinha a arder, a vela de sebo ou a lamparina; queimam carvão, usam a energia atómica, os gases de petróleo e derivados pesados do mesmo.
    Não vão à fonte ou ao chafariz buscar água para as suas necessidades; compram-na na torneira de casa ou engarrafada em garrafas e garrafões de plástico que deitam simplesmente no lixo.
    A comida para o “seu” cão ou o “seu” gato embalada como se fosse o pitéu mais excelso, com imagens a 6 cores. Já alguma vez passou pelo corredor dos alimentos para esses lordes de 4 patas nos hipermercados? e a roupa e brinquedos e camas para os mesmos?
    Os jovens actuais não se divertem em inocentes bailes, ao domingo, ao som de uma concertina, depois de uma semana a trabalhar no duro; vão para as discotecas de automóvel, ouvir música em altos decibéis e encher-se de álcool… pelo menos, quase todos os dias.

    Não aceito que diga que a actual Juventude não deve ser culpabilizada também pelo estado actual do nosso clima.

    Muito gostava de saber se pode dispensar a água canalizada e aquecida para o banho, o seu “after sheive”, o seu telemóvel, a sua calculadora, a sua garrafa de água, o seu automóvel, o seu colchão de molas, o seu bife ao almoço, o seu “Wisky” com os amigos, os seus tenis, as suas muitas “geens”, a partida de futebol do seu clube favorito transmitida em TV HD, as sucessivas idas à praia de pó-pó, a sua Nikon, o seu leitor de DVD, a sua lâmpada eléctrica, etc.
    Pois muitos dos que lhe proporcionam tudo isso, NUNCA usufruíram nem precisaram de tal para fazer uma vida digna e criar filhos sem estragar o Ambiente.

    Gostar

  9. 26 Novembro, 2017 13:49

    Esta do IMI só surpreende quem ainda não percebeu onde vive.

    Gostar

    • cachecol permalink
      26 Novembro, 2017 21:33

      Carissimo , na era salazarista vivia num crematório , agora vivo num País que há já cerca de 40 anos que está a arder …

      Gostar

  10. cachecol permalink
    26 Novembro, 2017 21:29

    DESCULPEM , mas não acredito . É mau demais para ser verdade .

    Gostar

  11. Artista português permalink
    27 Novembro, 2017 11:21

    Com toda a razão chumbaram a isenção do IMI! Que é isso de privilégios?! Era o que faltava! Isenção é só para os partidos e um deles, o PC; é de todos o maior proprietário.
    São os DsDT!

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: