Saltar para o conteúdo

Vender a alma ao Diabo?

15 Janeiro, 2018

Podia começar isto com um daqueles elogios que os blogues de esquerda fazem quando o PS tem novo líder, sendo que “novo” tem o mesmo significado que “os mesmos do escândalo Casa Pia”, porém, tendo a limitar comportamentos ridículos à presença de pessoas com quem tenho sexo, o que, bem vistas as coisas, são eventos que frequentemente coincidem. Não pretendendo iniciar, então, como uma ridícula declaração de amor que mascare a efectiva lasciva típica da esquerdalhada sem eira nem beira, resta-me iniciar esta coisa desejando, mas não esperando, que Rui Rio perceba os portugueses que não vivem pendurados no orçamento de estado, o que, convenhamos, não é coisa pouca.

A doutora Manuela Ferreira Leite diz que “é preciso vender a alma ao Diabo”, mas, infelizmente, não especifica o valor que cobra. Porque é que alguém quereria tirar o PCP e o Bloco do chamado “arco de governação”? Quer greves, sindicatos na rua, o retorno da histeria esganiçada do istonãoseaguentismo? Não responda, caro leitor: são questões retóricas para a doutora Ferreira Leite após quatro anos a clamar por isso mesmo nos seus comentários televisivos.

Catarina Martins (não é doutora) diz que Portugal está muito abaixo da média europeia de enfermeiros por 100.000 habitantes. Segundo a actriz, são 6 em Portugal contra 8 no resto da Europa. Ora, qualquer aluno da primária calcularia que, então, Portugal precisaria de mais 200 enfermeiros, mas Catarina Martins (não é doutora), reagindo ao anúncio de contratação de 200 enfermeiros, diz que “não chegam” (não é doutora), que “só aqui, no Algarve, faltam 350 enfermeiros” (repito: não é doutora). Quer a doutora Manuela Ferreira Leite ouvir isto diariamente, de forma esganiçada, destruindo a audição dos portugueses e estupidificando qualquer aluno da primária? Acho que sim.

Em jeito de conclusão, porque os meus textos só têm introduções e conclusões (que de alegados miolos húmidos já temos que chegue e não quero mal ao DN), Rui Rio tem duas hipóteses: (1) ou percebe que já foi derrotado pelo número dos que dependem do orçamento de estado; ou (2) finge que não percebe para manter as Salomés sedentas de cabeças suficientemente tranquilas no dia das eleições legislativas. Pessoalmente, para mim é totalmente indiferente desde que se mantenha o istonãoseaguentismo sob controlo, algo que só é possível limitando as oportunidades da Catarina Martins fazer contas, ou seja, permitindo que continue “no governo”. Qualquer outra hipótese é suicídio (o que também não me parece mal).

 

Anúncios
17 comentários leave one →
  1. José Domingos permalink
    15 Janeiro, 2018 21:37

    O que me parece, é que o português, pensa e vota com a carteira. Qualquer um serve, desde que lhe ponha mais algum na carteira.
    A coisa não está fácil, para o Rui Rio.
    Desde o 25A que os votos são comprados e pagos pelos mesmos.
    Não acredito nesta naçãozinha.

    Liked by 2 people

  2. Euro2cent permalink
    15 Janeiro, 2018 21:47

    Pah, isso de vender a alma ao diabo já não é tão mau como o pintavam dantes.

    Primeiro, “vender” hoje em dia é mais um aluguer temporário, como os bens digitais que há por aí “à venda”, como os livros Kindle, e musicas, e filmes, e depois se descobre que só há uma “licença” que pode ser cancelada.

    Depois, “alma” é muito hipotético. Desde que fomos iluminados pela “razão” há três séculos, o número de desalmados no Ocidente cresce imparavelmente (até os nativos serem substituidos).

    Finalmente, toda a gente sabe que o diabo não existe (e esse é o seu melhor truque).

    Liked by 1 person

  3. Procópio permalink
    15 Janeiro, 2018 23:13

    O mundo volteia. Neste cantinho piolhoso há quem se julgue muito importante.
    Os próximos capítulos trazem muito de inesperado e não dependem de suas excelências.

    Liked by 1 person

  4. Juromenha permalink
    15 Janeiro, 2018 23:35

    Falando de coisas sérias : a Alemanha sempre terá Governo em Abril?
    Deviam chamar a atenção das baratas tontas para estas minudências…

    Gostar

  5. 16 Janeiro, 2018 00:08

    accao-integral.blogspot.pt/2018/01/coincidencias.html

    Liked by 2 people

  6. Procópio permalink
    16 Janeiro, 2018 00:27

    Rasputine, você anda lá muito perto.
    E lá foi ele impulsionado.
    “Estava escrito nas estrelas”, né?

    Gostar

  7. Ricardo Silva permalink
    16 Janeiro, 2018 08:47

    Correcção: Catarina Martins não é actriz. É palhaço profissional.

    Gostar

  8. Rocco permalink
    16 Janeiro, 2018 11:10

    São 2 dótôras, com características bem diferentes, mas ambas dótôras…

    Gostar

  9. António C. Mendes permalink
    16 Janeiro, 2018 11:53

    Já não se canta o Grândola e os emigrados já não ouvem Pedro Abrunhosa com saudades da mãe. Agora são os amanhãs que cantam!

    Gostar

  10. Jose Sousa permalink
    16 Janeiro, 2018 12:33

    A dótora Catarina Martins disse mesmo que em Portugal há 6 enfermeiros por 100 mil habitantes? A dótora esganiçada devia estar a gozar, ou não faz a menor ideia da realidade. E quer a dótora Catarina vir a mandar nos portugas?
    Em Portugal há cerca de 670 enfermeiros por 100 mil habitantes; na Alemanha há ap. 1600, na Dinamarca ap. 1800, em França ap 1025

    Gostar

    • 16 Janeiro, 2018 12:42

      Sim. No fundo, disse que em Portugal há 600 enfermeiros no total, mais ou menos. Disse-o no Algarve, onde há num só hospital aproximadamente o dobro dos que acha existirem no total.

      Gostar

  11. licas permalink
    18 Janeiro, 2018 12:46

    e a Álgebra a raínha das ciências…

    Gostar

Indigne-se aqui.

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: